Página 1 dos resultados de 65 itens digitais encontrados em 0.006 segundos

Uma hipótese de Werner Heisenberg e o sentimento de solidão humana determinado pelo impacto das mudanças na explicação do cosmos. Um estudo a partir de representações sociais na literatura ocidental; One hypothesis of Werner Heisenberg and the human lonely by the impact of the changes in the explanation of the Cosmos. A study from social representation in the Ocidental Literature

Jacob, Raquel Aparecida Tonolli
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 06/08/2010 PT
Relevância na Pesquisa
46.57%
Nossa Tese visa explorar as implicações da hipótese de Werner Heisenberg na literatura segundo a qual na medida em que a Cosmologia progride no sentido da matematização e da axiomatização esse conhecimento vai se afastando do ser humano e transformando a idéia que ele sempre fez da própria natureza que o cerca. Assim, passaria a existir nesse homem uma verdadeira solidão referente ao estar no mundo. Num primeiro momento ele soube que a Terra não é mais o centro do Universo, (inversão copernicana) depois que poderia não ser mais filho de Deus (teoria da evolução) e, finalmente, nem mesmo pode ter uma idéia fiel da natureza, mas na realidade só lhe resta alcançar um conhecimento matemático que exprima essa natureza, muito diferente daquela na qual sempre viveu. (física subatômica). Poucos são os que tomam conhecimento dessas mudanças no mundo da Física em geral e da Cosmologia, em particular. No entanto, o grande pensador da Psicologia Social, Serge Moscovici, cria o conceito de Representação Social que explica o fenômeno identificável na literatura. O homem comum não estuda e não entende os meandros da Física ou da Cosmologia, mas esse conhecimento chega a ele, ainda que distorcido, trocado em miúdo...

Energia do estado fundamental de modelo de Heisenberg para cadeias de spin com ligações alternadas e com defeitos locais; Not available

Favaro, Ana Paula
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/02/2007 PT
Relevância na Pesquisa
46.36%
Estudamos modelos de materiais magnéticos não uniformes, ou seja, sem simetria translacional. Esta simetria pode ser quebrada pela bordas do sistema, e pela presença de impurezas ou defeitos, ou reduzida por modulações periódicas nas ligações. Como ferramenta nessas investigações utilizamos a formulação da Teoria do Funcional da Densidade para o modelo de Heisenberg. Baseados nos conceitos dessa formulação, propomos a aproximação de ligação local. com o intuito de prover uma forma viável para calcular a energia do estado fundamental de uma cadeia de spins com defeitos ou com modulações nas ligações. Submetemos os funcionais gerados pela aproximação de ligação local a testes de verificação, variando as condições de contorno. a dimensionalidade. e as parametrizações do sistema homogêneo. Com auxílio da aproximação proposta foi possível estudar como a energia do estado fundamental se comporta diante de hordas. e de defeitos locais ferromagnéticos e antiferromagnéticos. Verificamos a existência de urna lei de escala nas cadeias alternadas, e analisamos a dimerização de urna cadeia com modulações FM-AFM. Por Último, estudamos o comportamento crítico de uma cadeia alternada AFM-AFM no limite em que se torna homogênea...

Realismos e anti-realismos na física do século XX : Werner Heisenberg, o pensamento grego e os debates na construção da teoria quântica

Leite, Anderson Cleiton Fernandes
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
56.77%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Humanidades, Departamento de Filosofia, Programa de Pós-Gradução, 2008.; Esta dissertação tem como objeto de pesquisa a relação entre as obras do físico Werner Heisenberg e a filosofia grega. Optou-se por contextualizar tal relação no âmbito dos debates acerca da teoria quântica realizados nas cinco primeiras décadas do século XX. Para tanto, fez-se necessário descrever o desenvolvimento histórico e conceitual da teoria quântica e o papel de Heisenberg nesse processo. Os conceitos filosóficos gregos são utilizados por Heisenberg como uma forma de clarificar problemas da própria mecânica quântica, para legitimar a Interpretação de Copenhague e na desqualificação das interpretações concorrentes. A história da ciência, para Heisenberg, é determinada pelo influxo de duas correntes de pensamento que surgiram na Grécia antiga: o materialismo e o idealismo. A partir de tal clivagem, Heisenberg fundamenta uma crítica aos opositores da Interpretação de Copenhague, assim como justifica filosoficamente suas teses pessoais quanto à mecânica quântica. Afirma-se que, apesar de suas concepções filosóficas não serem passíveis de uma sistematização completa...

Física e filosofia antiga em Werner Heisenberg: apropriações do legado clássico por um físico do século XX

Leite, Anderson Cleiton Fernandes; Simon, Samuel
Fonte: Grupo Archai: As Origens do Pensamento Ocidental Publicador: Grupo Archai: As Origens do Pensamento Ocidental
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
56.72%
O objetivo deste artigo é analisar os usos que Werner Heisenberg fez da filosofia grega em sua obra. Pretende-se relacionar tais usos não apenas com a argumentação interna presente nos textos do físico alemão, mas também com o contexto histórico, conflitos e debates entre as diversas interpretações da teoria dos quanta durante a primeira metade do século XX. Faremos, inicialmente, uma apresentação geral da teoria quântica e da presença da filosofia na obra de Heisenberg e, em seguida, um estudo de caso da apropriação que Heisenberg fez do pensamento de Leucipo, Demócrito, Heráclito, Platão e Aristóteles. ______________________________________________________________________________________________________________ ABSTRACT; The aim of this article is to analyze the uses Werner Heisenberg made of Greek philosophy in his works, and to relate such uses not only to the internal argumentation present in the texts of the German physicist, but also to the historical context, conflicts and debates between diverse interpretations of quantum theory during the first half of the 20th century. We shall first make a general presentation of the quantum theory and the presence of philosophy in the works of Heisenberg, followed by a case study of Heisenberg’s appropriation of the thought of Leucippus...

Werner Heisenberg e a Interpretação de Copenhague: a filosofia platônica e a consolidação da teoria quântica

Leite,Anderson; Simon,Samuel
Fonte: Universidade de São Paulo, Departamento de Filosofia Publicador: Universidade de São Paulo, Departamento de Filosofia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2010 PT
Relevância na Pesquisa
66.61%
Este artigo discute o uso que Werner Heisenberg faz da filosofia grega clássica no âmbito dos debates acerca da teoria quântica realizados na primeira metade do século xx. Para esse autor, a ciência foi determinada pelo influxo de duas correntes de pensamento que surgiram na Grécia antiga: o materialismo e o idealismo. A partir de tal clivagem, Heisenberg fundamenta sua crítica aos opositores da Interpretação de Copenhague, além de justificar filosoficamente suas próprias teses sobre a mecânica quântica. Apesar de suas concepções filosóficas não serem passíveis de uma sistematização completa, a relação que Heisenberg estabeleceu entre a filosofia grega e os problemas da teoria dos quanta acabou por resultar em uma interpretação da realidade física na qual é predominante um platonismo e um incipiente estruturalismo matemático.

A unidade ontológica do mundo em Werner Heisenberg

Melo Medeiros, Alexsandro; Skwara, Witold (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.51%
A presente dissertação tem como objetivo principal analisar os pressupostos filosóficos e ontológicos da idéia monista subjacente ao pensamento do físico alemão Werner Heisenberg. São notáveis os esforços empreendidos no século XX na busca de uma teoria unificada da matéria ou, para usar o título desta dissertação, de uma unidade ontológica do real. Ao longo de suas obras Heisenberg está constantemente retornando ao tema de uma teoria unificada que descreva a realidade a partir de uma única substância, tanto em sentido físico quanto filosófico. E ao abordar o aspecto filosófico do problema, Heisenberg não deixar de reconhecer, entre os pré-socráticos, aqueles que primeiro se esforçaram por tentar entender a natureza de forma unificada. Esta dissertação retoma a relação estabelecida por Heisenberg, entre a física contemporânea e os filósofos présocráticos, como base para se pensar uma possível unidade ontológica do real. Aponta os principais aspectos do desenvolvimento da concepção atomista da matéria e da física de partículas do século XX. Para, enfim, se debruçar sobre o tema principal deste trabalho que é estabelecer as bases físicas e filosóficas desta visão monista do universo

Ciência como montagem, montagem como ciência; Ciência como montagem, montagem como ciência

Fontes, Carlos Henrique Lisboa
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais; Desenvolvimento Regional; Cultura e Representações Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais; Desenvolvimento Regional; Cultura e Representações
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
26.63%
The thesis describes parallel possibilities between the knowledge built in theatre and in Science. The narrative is constructed through a reflexive observation of the process of making a threatical play, specifically O Tempo da Chuva by Grupo Beira de Teatro , in analogy to the process of making a scientific theory, specifically the one described by Werner Heisenberg in his book Physics and Beyond: encounters and conversations . It sets a dialog with authors/actors from various areas of knowledge, such as Edgar Morin, Werner Heisenberg, René Descartes, Paul Feyerabend, Paul Caro, Juremir Machado da Silva, Maria da Conceição de Almeida, Renato Ferracini, among others. It discusses the hypothesis that Science is the process of building and the theatrical process of building a play can also be systematized, likewise science. The thesis defends, as the complexities science may suggest, a method as a strategy. Developed throughout the process, such method could only be verified at the end, when the elements of the setting of atomic physics theories and theatre were correlated. Questions such as: the place of theatre and science in our contemporary society and the political and ethical role of artists and scientists are at the episthemological basis of this narrative which we have started...

Fotografía, voluntad e incertidumbre

Cuevas, José
Fonte: Universidad Complutense, Departamento de Comunicación Audiovisual y Publicidad I Publicador: Universidad Complutense, Departamento de Comunicación Audiovisual y Publicidad I
Tipo: info:eu-repo/semantics/publishedVersion; info:eu-repo/semantics/article
Publicado em //2006 SPA
Relevância na Pesquisa
36.47%
En este artículo se traza un parangón entre la obra fotográfica (fija y en movimiento) de Leni Riefensthal y el pensamiento del físico cuántico Werner Heisenberg. Ambos autores son coetáneos, y guardan en común el servicio prestado al régimen nacionalsocialista de la Alemania nazi. Una, con la producción de una obra gráfica idealizadora del pueblo ario y de sus líderes; el otro, poniendo a disposición de su país su experiencia y conocimientos científicos a la hora de desarrollar la bomba atómica alemana. Sin embargo, en esta ocasión se atiende mayormente al substrato intelectual y estético subyacente en sus obras, antes que a sus biografías. Y es la fotografía el elemento que nos sirve para analizar esta coincidencia de miras y de actitudes estéticas y filosóficas. Mientras que en el caso de la fotógrafo y cineasta es el tono grandilocuente y altivo de su obra lo que resalta, en consonancia con la aguda observación de Walter Benjamin de la estetizoción que hace el fascismo de la política; en el caso del insigne físico, lo que destaca son sus conclusiones de carácter neoplatónico a raíz de la formulación de sus famosas relaciones de incertidumbre , que se deben sorprendentemente a una serie de reflexiones hechas en torno a las fotografías del trazo de las partículas atómicas tal como se manifiestan en la cámara de niebla. Ciencia y arte se dan la mano en la trastienda del pensamiento...

Werner Heisenberg e a interpretação de Copenhague : a filosofia platônica e a consolidação da teoria quântica

Leite, Anderson; Simon, Samuel
Fonte: Departamento de Filosofia da Universidade de São Paulo Publicador: Departamento de Filosofia da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
56.73%
Este artigo discute o uso que Werner Heisenberg faz da filosofia grega clássica no âmbito dos debates acerca da teoria quântica realizados na primeira metade do século xx. Para esse autor, a ciência foi determinada pelo influxo de duas correntes de pensamento que surgiram na Grécia antiga: o materialismo e o idealismo. A partir de tal clivagem, Heisenberg fundamenta sua crítica aos opositores da Interpretação de Copenhague, além de justificar filosoficamente suas próprias teses sobre a mecânica quântica. Apesar de suas concepções filosóficas não serem passíveis de uma sistematização completa, a relação que Heisenberg estabeleceu entre a filosofia grega e os problemas da teoria dos quanta acabou por resultar em uma interpretação da realidade física na qual é predominante um platonismo e um incipiente estruturalismo matemático. _________________________________________________________________________________________ ABSTRACT; This article discusses Werner Heisenberg's use of ancient Greek philosophy in the debates about quantum theory that occurred during the first half of the 20th century. For Heisenberg, science was determined by two concurrent streams of thought that arose in ancient Greece: materialism and idealism. Starting from this separation...

Event-chain algorithm for the Heisenberg model: Evidence for $z \simeq 1$ dynamic scaling

Nishikawa, Yoshihiko; Michel, Manon; Krauth, Werner; Hukushima, Koji
Fonte: Universidade Cornell Publicador: Universidade Cornell
Tipo: Artigo de Revista Científica
Relevância na Pesquisa
36.14%
We apply the event-chain Monte Carlo algorithm to the three-dimensional ferromagnetic Heisenberg model. The algorithm is rejection-free and also realizes an irreversible Markov chain that satisfies global balance. The autocorrelation functions of the magnetic susceptibility and the energy indicate a dynamical critical exponent $z \approx 1$ at the critical temperature, while that of the magnetization does not measure the performance of the algorithm. This seems to be the first report that the event-chain Monte Carlo algorithm substantially reduces the dynamical critical exponent from the conventional value of $z\simeq 2$.; Comment: 4 pages, 5 figures

Ground states of the infinite q-deformed Heisenberg ferromagnet

Gottstein, C. -T.; Werner, R. F.
Fonte: Universidade Cornell Publicador: Universidade Cornell
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em 26/01/1995
Relevância na Pesquisa
36.23%
We set up a general structure for the analysis of ``frustration-free ground states'', or ``zero-energy states'', i.e., states minimizing each term in a lattice interaction individually. The nesting of the finite volume ground state spaces is described by a generalized inductive limit of observable algebras. The limit space of this inductive system has a state space which is canonically isomorphic (as a compact convex set) to the set of zero-energy states. We show that for Heisenberg ferromagnets, and for generalized valence bond solid states, the limit space is an abelian C*-algebra, and all zero-energy states are translationally invariant or periodic. For the $q$-deformed spin-$1/2$ Heisenberg ferromagnet in one dimension (i.e., the XXZ-chain with S$_q$U(2)-invariant boundary conditions) the limit space is an extension of the non-commutative algebra of compact operators by two points, corresponding to the ``all spins up'' and the ``all spins down'' states, respectively. These are the only translationally invariant zero-energy states. The remaining ones are parametrized by the density matrices on a Hilbert space, and converge weakly to the ``all up'' (resp.\ ``all down'') state for shifts to $-\infty$ (resp.\ $+\infty$).; Comment: 42 pages...

Quantum mechanics from a Heisenberg-type equality

Hall, Michael J. W.; Reginatto, Marcel
Fonte: Universidade Cornell Publicador: Universidade Cornell
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em 19/01/2002
Relevância na Pesquisa
36.23%
The usual Heisenberg uncertainty relation for position and momentum may be replaced by an exact equality, for suitably chosen measures of position and momentum uncertainty. This "exact" uncertainty relation is valid for_all_ pure states, and is sufficiently strong to provide an axiomatic basis for moving from classical mechanics to quantum mechanics. In particular, the assumption of a nonclassical momentum fluctuation, having a strength which scales inversely with uncertainty in position, leads from the classical equations of motion to the Schroedinger equation.; Comment: Latex, 6 pages, contribution to the symposium "100 Years of Werner Heisenberg - Works and Impact" in Bamberg, to appear in Fortschritte der Physik

Heisenberg and the Levels of Reality

Nicolescu, Basarab
Fonte: Universidade Cornell Publicador: Universidade Cornell
Tipo: Artigo de Revista Científica
Relevância na Pesquisa
36.14%
We first analyze the transdisciplinary model of Reality and its key-concept of "Levels of Reality". We then compare this model with the one elaborated by Werner Heisenberg in 1942.; Comment: 12 pages, Reference added to the journal in which the paer is published

Heisenberg, uncertainty, and the scanning tunneling microscope

Hofer, Werner A
Fonte: Universidade Cornell Publicador: Universidade Cornell
Tipo: Artigo de Revista Científica
Relevância na Pesquisa
36.14%
We show by a statistical analysis of high-resolution scanning tunneling microscopy (STM) experiments, that the interpretation of the density of electron charge as a statistical quantity leads to a conflict with the Heisenberg uncertainty principle. Given the precision in these experiments we find that the uncertainty principle would be violated by close to two orders of magnitude, if this interpretation were correct. We are thus forced to conclude that the density of electron charge is a physically real, i.e., in principle precisely measurable quantity.; Comment: The paper has now been published in Frontiers of Physics. I have added a paragraph at the end citing other work on the foundations of quantum mechanics by Khrennikov, Groessing, Elze, and t'Hooft

The Heisenberg Matrix Formulation of Quantum Field Theory

Brodsky, Stanley J.
Fonte: Universidade Cornell Publicador: Universidade Cornell
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em 27/11/2001
Relevância na Pesquisa
36.14%
Heisenberg's matrix formulation of quantum mechanics can be generalized to relativistic systems by evolving in light-front time tau = t+z/c. The spectrum and wavefunctions of bound states, such as hadrons in quantum chromodynamics, can be obtained from matrix diagonalization of the light-front Hamiltonian on a finite dimensional light-front Fock basis defined using periodic boundary conditions in the light-front space coordinates. This method, discretized light-cone quantization (DLCQ), preserves the frame-independence of the front form even at finite resolution and particle number. Light-front quantization can also be used in the Hamiltonian form to construct an event generator for high energy physics reactions at the amplitude level. The light-front partition function, summed over exponentially-weighted light-front energies, has simple boost properties which may be useful for studies in heavy ion collisions. I also review recent work which shows that the structure functions measured in deep inelastic lepton scattering are affected by final-state rescattering, thus modifying their connection to light-front probability distributions. In particular, the shadowing of nuclear structure functions is due to destructive interference effects from leading-twist diffraction of the virtual photon...

Heisenberg uncertainty for qubit measurements

Busch, Paul; Lahti, Pekka; Werner, Reinhard F
Fonte: Universidade Cornell Publicador: Universidade Cornell
Tipo: Artigo de Revista Científica
Relevância na Pesquisa
36.23%
Reports on experiments recently performed in Vienna [Erhard et al, Nature Phys. 8, 185 (2012)] and Toronto [Rozema et al, Phys. Rev. Lett. 109, 100404 (2012)] include claims of a violation of Heisenberg's error-disturbance relation. In contrast, we have presented and proven a Heisenberg-type relation for joint measurements of position and momentum [Phys. Rev. Lett. 111, 160405 (2013)]. To resolve the apparent conflict, we formulate here a new general trade-off relation for errors in qubit measurements, using the same concepts as we did in the position-momentum case. We show that the combined errors in an approximate joint measurement of a pair of +/-1 valued observables A,B are tightly bounded from below by a quantity that measures the degree of incompatibility of A and B. The claim of a violation of Heisenberg is shown to fail as it is based on unsuitable measures of error and disturbance. Finally we show how the experiments mentioned may directly be used to test our error inequality.; Comment: Version 3 contains further clarifications in our argument refuting the alleged violation of Heisenberg's error-disturbance relation. Some new material added on the connection between preparation uncertainty and approximation error relations

Werner Heisenberg e a Interpretação de Copenhague: a filosofia platônica e a consolidação da teoria quântica

Leite, Anderson; Simon, Samuel
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2010 POR
Relevância na Pesquisa
66.79%
Este artigo discute o uso que Werner Heisenberg faz da filosofia grega clássica no âmbito dos debates acerca da teoria quântica realizados na primeira metade do século xx. Para esse autor, a ciência foi determinada pelo influxo de duas correntes de pensamento que surgiram na Grécia antiga: o materialismo e o idealismo. A partir de tal clivagem, Heisenberg fundamenta sua crítica aos opositores da Interpretação de Copenhague, além de justificar filosoficamente suas próprias teses sobre a mecânica quântica. Apesar de suas concepções filosóficas não serem passíveis de uma sistematização completa, a relação que Heisenberg estabeleceu entre a filosofia grega e os problemas da teoria dos quanta acabou por resultar em uma interpretação da realidade física na qual é predominante um platonismo e um incipiente estruturalismo matemático.; This article discusses Werner Heisenberg's use of ancient Greek philosophy in the debates about quantum theory that occurred during the first half of the 20th century. For Heisenberg, science was determined by two concurrent streams of thought that arose in ancient Greece: materialism and idealism. Starting from this separation, Heisenberg not only develops his criticism of the opponents of the Copenhagen interpretation...

Alcance y Función de las Teorias Físicas em Hilary Putnam y Werner Heisenberg; ; Alcance y Función de las Teorias Físicas em Hilary Putnam y Werner Heisenberg

de Ronde, Christian; Universidad Nacional Arturo Jauretche Universidad de Buenos Aires/ CONICET, ARGENTINA Center Leo Apostel y Foundations of the Exact Sciences Vrije Universiteit Brussel, BÉLGICA; Melogno, Pablo; Facultad de Información y Comunicació
Fonte: Federal University of Santa Catarina – UFSC Publicador: Federal University of Santa Catarina – UFSC
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 31/08/2013 ENG
Relevância na Pesquisa
56.72%
http://dx.doi.org/10.5007/1808-1711.2013v17n2p331 In this work we attempt to analyze the intra-theoretic characterization provided by Hilary Putnam and Werner Heisenberg between quantum mechanics and other theories. The first defended the idea that physical theories include macro principles that under specific definite historical conditions can be revised on the light of rival principles. Putnam will concentrate in the impact that quantum mechanics has produced in the classical image of knowledge. Heisenberg, on the other hand, develops his analysis from the notion of closed theories, assuming the independence and incommensurability of physical theories. These divergences between the two authors will allow us to analyze how the disagreement in the consideration of the status of physical theories, goes deeper into more profound aspects related to the nature of knowledge and the relation between theory and world.; ; http://dx.doi.org/10.5007/1808-1711.2013v17n2p331Neste trabalho nos propomos analisar as caracterizações intra-teoréticas apresentadas por Hilary Putnam e Werner Heisenberg entre a mecânica quântica e outras teorias. Enquanto que o primeiro defenderá que as teorias físicas incluem princípios marco que sob condições históricas concretas somente podem ser revisados à luz de princípios rivais e se centrará no impacto que a mecânica quântica teve na imagem clássica de conhecimento...

Física e Filosofia Antiga em Werner Heisenberg: apropriações do legado clássico por um físico do século XX

Leite, Anderson Cleiton Fernandes; Universidade de Brasília; Simon, Samuel; Universidade de Brasília
Fonte: Archai: Journal on the origins of Western thought; Archai: Revista de estudos sobre as origens do pensamento ocidental Publicador: Archai: Journal on the origins of Western thought; Archai: Revista de estudos sobre as origens do pensamento ocidental
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Avaliado por Pares Formato: application/pdf
Publicado em 19/06/2013 POR
Relevância na Pesquisa
66.61%
O objetivo deste artigo é analisar os usos que Werner Heisenberg fez da filosofia grega em sua obra. Pretende-se relacionar tais usos não apenas com a argumentação interna presente nos textos do físico alemão, mas também com o contexto histórico, conflitos e debates entre as diversas interpretações da teoria dos quanta durante a primeira metade do século XX. Faremos, inicialmente, uma apresentação geral da teoria quântica e da presença da filosofia na obra de Heisenberg e, em seguida, um estudo de caso da apropriação que Heisenberg fez do pensamento de Leucipo, Demócrito, Heráclito, Platão e Aristóteles.

El doble conflicto de decisión de Heisenberg

Laca Arocena,Francisco Augusto
Fonte: Revista Reflexiones Publicador: Revista Reflexiones
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2014 ES
Relevância na Pesquisa
36.23%
Se describe, por una parte, el doble conflicto de decisión que se presenta cuando el individuo desea y simultáneamente no desea seguir un curso de acción, en el físico Werner Heisenberg. Conflicto respecto a las decisiones de exiliarse o permanecer en la Alemania nazi y respecto a en qué grado colaborar científicamente con el régimen nazi en la construcción de una bomba atómica. Por otra parte, se propone a discusión el hecho de que en el verano de 1945 mientras Oppenheimer era celebrado por su éxito en coordinar el proyecto Manhattan que posibilitó la destrucción atómica de Hiroshima y Nagasaki, Heisenberg permanecía detenido por su colaboración científica con el régimen nazi aún cuando ésta fuera parsimoniosa y limitada. Planteándose con ello el problema moral, pero también práctico de la relación entre la ciencia y el poder, cuando los científicos obligados a servir a este son juzgados posteriormente según las victorias o derrotas de dicho poder que personalmente no les son imputables.