Página 1 dos resultados de 1710 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

Desenvolvimento e validação de métodos cromatográficos e avaliação da estabilidade de vitaminas hidrossolúveis em alimentos; Development and validation of chromatographic methods and stability study of hidrossolube vitamins in food

Moreschi, Elaine Cristina Pinto
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 05/10/2006 PT
Relevância na Pesquisa
37.37%
A adição de vitaminas aos produtos industrializados tornou-se prática comum para as indústrias de alimentos e os teores adicionados devem obedecer à legislação brasileira durante toda a vida de prateleira dos produtos. Sabendo da sensibilidade das vitaminas a fatores como oxigênio, luz e calor, é essencial conhecer o comportamento destes compostos no alimento frente aos fatores críticos. Informações confiáveis sobre teores de vitaminas somente podem ser obtidas com métodos analíticos validados. Neste trabalho foi desenvolvido e validado um método de análise para vitaminas B1, B2, B6 e PP em leite em pó/fórmulas infantis, cereais e bebidas instantâneas por cromatografia líquida de alta eficiência com uma única etapa de extração que apresentou recuperações de 90 a 120% dependendo do teor e da matriz analisada. Após a validação do método analítico, foi avaliada a estabilidade das vitaminas em amostras submetidas a diferentes condições de estocagem durante 10 meses. Os resultados mostram que a principal causa de perda das vitaminas B2 e B6 é a exposição à luz, que pode ser agravada pela temperatura e/ou presença de oxigênio no meio, enquanto as vitaminas PP e B1 mostraram-se bem estáveis sob as diferentes condições e no tempo estudado.; Food fortification with vitamins is a very common practice in food industry and the added content must be in compliance with Brazilian Legislation during the whole product shelf life. Due to the vitamins sensibility to light...

Estabilidade de vitaminas do complexo B em pólen apícola; Stability of the B complex vitamins in bee pollen

Arruda, Vanilda Aparecida Soares de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/06/2009 PT
Relevância na Pesquisa
37.37%
O pólen além de ser a principal fonte de alimento não líquido, para as abelhas, tem sido utilizado como um suplemento da dieta humana. Apesar de muitos autores afirmarem que os produtos apícolas são ricos em nutrientes, pouco se sabe sobre a composição do pólen apícola especialmente em relação à presença das vitaminas do complexo B. De forma original este estudo teve por objetivo avaliar a estabilidade das vitaminas do complexo B (B1, B2, B6 e PP) incluindo seus vitâmeros, durante o período de um ano de estocagem, em amostras de pólen apícola desidratado. Verificou-se também o efeito do processamento sobre o conteúdo dessas vitaminas além da possível influência dos tipos polínicos sobre a composição centesimal e conteúdo vitamínico. Foram analisadas concentrações das vitaminas no tempo zero e após 4, 8 e 12 meses, estocadas sob três condições distintas: em temperatura ambiente (com e sem exposição à luz) e em freezer. As vitaminas, após a extração simultânea, foram quantificadas por CLAE, com detecção por fluorescência. Todas as vitaminas propostas foram encontradas nas amostras analisadas e o processo de desidratação não interferiu no conteúdo das mesmas (p<0,05). As variações foram (base seca): 0...

Análise de vitaminas do complexo B em carnes preparadas em serviço de alimentação ou Definição de metodologia para a análise...; Analysis of B- vitamins in meats prepared by food service

Santana, Helena Maria Pinheiro
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 20/03/1998 PT
Relevância na Pesquisa
37.31%
Apesar da evolução tecnológica, estudos sobre a estabilidade de nutrientes em alimentos preparados em Serviços de Alimentação têm recebido pouca atenção. No entanto, é cada vez maior o número de pessoas que fazem suas refeições nestes estabelecimentos. Uma vez que o conteúdo em vitaminas é um dos fatores mais importantes na determinação da qualidade dos alimentos processados, o objetivo deste estudo foi definir métodos de análise quantitativa para tiamina, riboflavina e ácido nicotínico por CLAE em carnes, para, então, avaliar a influência da preparação em Serviço de Alimentação sobre o conteúdo destas vitaminas em diferentes cortes de carnes bovina, suína e de frango. Objetivou-se também avaliar a estabilidade das vitaminas citadas após métodos de preparação tradicionais comparados com métodos de preparação em forno combinado (um dos equipamentos de cocção mais modernos utilizados em Serviço de Alimentação). As amostras de carnes foram grelhadas, fritas, assadas e refogadas ou cozidas sem imersão em água utilizando-se o forno combinado e também equipamentos industriais de modelo convencional. Os resultados obtidos mostraram que a tiamina foi a vitamina mais afetada pelos métodos de preparo em Serviço de Alimentação (47...

Tabela Brasileira de Composição de Alimentos (TBCA-USP): atualização e inclusão de dados de vitaminas; Brazilian Food Composition Database (TBCA-USP): database enhancement and update on vitamins

Grande, Fernanda
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/04/2013 PT
Relevância na Pesquisa
37.27%
A Tabela Brasileira de Composição de Alimentos (TBCA-USP) tem como meta a disseminação de dados de qualidade sobre a composição química dos alimentos, sendo que sua base de dados é continuamente atualizada com a inserção de novos alimentos e nutrientes. Vários estudos tem sido realizados com o objetivo de quantificar vitaminas em alimentos brasileiros, entretanto estas informações encontram-se dispersas em diversas publicações. O objetivo do trabalho foi a elaboração de uma base de dados referente a composição das vitaminas A, C e E em alimentos brasileiros, visando sua futura disponibilização pela TBCA-USP. Na elaboração da base de dados de vitaminas foram compilados apenas os dados originados através de metodologias validadas para cada composto, sendo que para a base de dados de vitamina A foram incluidos dados de retinol e de sete tipos de carotenoides (α-caroteno, β-caroteno, β-criptoxantina, licopeno, luteína, violaxantina e zeaxantina), enquanto que para a base de dados de vitamina C foram compilados dados de ácido ascórbico e dehidroascórbico, e para a base de dados de vitamina E foram compilados dados de todos os tocoferóis e tocotrienóis disponíveis. O conteúdo de vitamina A total foi calculado tanto na forma de Equivalentes de Retinol (Retinol Equivalent - RE) quanto de Equivalentes de Atividade de Retinol (Retinol Activity Equivalent - RAE); a vitamina C total foi calculada pela somatória dos ácidos ascórbico e dehidroascórbico; e...

Composição nutricional e determinação simultanea de vitaminas lipossoluveis em rações para frangos de corte.; Nutritional composition and sumiltaneous fat soluble vitamin determination in rations for cut chicken.

Milene Martins Berbel
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/02/2007 PT
Relevância na Pesquisa
37.34%
A avicultura está inserida em um mercado altamente competitivo, onde a alimentação equilibrada das aves é necessária para a máxima expressão do potencial genético e, conseqüentemente, para uma maior produtividade. Nesse contexto, a importância das vitaminas lipossolúveis, além de outros nutrientes, deve ser considerada, já que têm influência direta sobre o desenvolvimento da ave e sua sanidade. Neste trabalho, primeiramente foram avaliados os níveis de umidade, cinzas, lipídeos, proteína bruta e fibra bruta de 31 amostras de rações para frangos de corte, destinadas a diversas fases de crescimento. Para as análises de lipídeos, proteína bruta e fibra bruta, foram utilizados os métodos de Bligh & Dyer, Kjeldahl e fibra em detergente ácido, respectivamente. Para a análise simultânea das vitaminas lipossolúveis palmitato de retinila, all-transretinol, colecalciferol, ergocalciferol, B-tocoferol, B-tocoferol, menadiona e filoquinona em rações para frangos, foi utilizado um método de extração simples (sólido-líquido) e análise por cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE). Para a detecção foi utilizado um detector de arranjo de diodos (DAD), e os comprimentos de onda de 250nm para as vitaminas menadiona e filoquinona...

Desenvolvimento de metodologia para determinação simultanea, por CLAE das vitaminas B1, B2, B6, acido nicotinico e nicotinamida em alimentos enriquecidos

Tania da Silveira Agostini
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 27/11/1993 PT
Relevância na Pesquisa
37.37%
O controle dos níveis de enriquecimento de alimentos, pela adição de vitaminas, tem sido dificultado, especialmente, pela falta de metodologias apropriadas. Visando suprir esta deficiência, foi desenvolvida e. avaliada uma metodologia para determinação simultânea das vitaminas B1, B2, B6, ácido nicotínico e nicotinamida em alimentos enriquecidos, utilizando a cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE). O método desenvolvido foi aplicado na determinação dessas vitaminas em 50 diferentes tipos/marcas de alimentos enriquecidos, como biscoitos de maisena (marca comercial grafada com Z, registrada), de leite, maria, coco e recheados, farinhas de cereais, farinhas lácteas, flocos de milho, macarrões, bebidas lácteas aromatizadas, leite em pó e esterilizado, bebida dietética e um complemento alimentar para desenvolvimento de massa muscular. As vantagens do método proposto, em relação aos métodos oficiais, são, além da determinação simultânea de 4 vitaminas (Bl, B2, B6 e PP, incluindo as duas formas desta última, ácido nicotínico e nicotinamida), simplicidade e versatilidade das etapas de extração e limpeza, utilização de reagentes com menores níveis de toxicidade, uso de detector UV, em substituição ao de fluorescência...

Qualidade de balas de gelatina fortificadas com vitaminas A, C e E

Garcia,Telma; Penteado,Marilene de Vuono Camargo
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2005 PT
Relevância na Pesquisa
37.27%
O estudo teve como objetivo verificar a estabilidade das vitaminas A, C e E, na forma de acetato de vitamina A, ácido ascórbico e acetato de vitamina E, sobredosadas em 80%, 80% e 50% respectivamente na fortificação de confeitos do tipo balas de gelatina, fornecendo 30% da IDR destas vitaminas em 100 g de produto. As vitaminas adicionadas não afetaram a qualidade das gomas de gelatina em relação à textura e claridade, parâmetros estes avaliados após processamento. Houve uma perda média no processamento de vitamina A de 25% em relação ao adicionado, seguida da vitamina E com 12% e vitamina C com 1%. Aumentando-se a temperatura de depósito da calda das gomas, de 70ºC para 80ºC encontrou-se uma diminuição na concentração da vitamina A de aproximadamente 37% e de 9% para a vitamina C. A eliminação do ácido cítrico da formulação das gomas com o propósito de minimizar perdas no processo não foi benéfica para as vitaminas C e E. Na estocagem de 6 meses obteve-se uma queda média de 93% da vitamina A, 57% para a vitamina C e 24% da vitamina E. Verificou-se, portanto que as vitaminas A e C irão ditar a vida de prateleira das gomas de gelatina e não foram sobredosadas em concentrações suficientes para garantir o declarado no rótulo até 6 meses numa estocagem controlada a 20ºC.

Níveis das vitaminas A e E em dietas de frangos de corte de 1 a 42 dias de idade

Toledo,Geni Salete de; Kloeckner,Paulo; Lopes,Juarez; Costa,Paulo Tabajara
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2006 PT
Relevância na Pesquisa
37.27%
O presente estudo foi conduzido no Setor de Avicultura do Departamento de Zootecnia da Universidade Federal de Santa Maria. Através deste experimento objetivou-se, avaliar uma possível relação entre diferentes níveis das vitaminas A (Retinol) e E (Tocoferol), e o efeito destes níveis no desempenho de frangos de corte nas fases de 1-21 e de 1-42 dias de idade. Foram utilizados 990 pintos de corte de um dia de idade, machos, da linhagem Ross. O trabalho foi composto de nove tratamentos, com cinco repetições de 22 aves cada. O delineamento experimental foi em blocos dirigidos, em um fatorial de 32 (3 níveis vs. 2 vitaminas). Os níveis utilizados das vitaminas A e E por kg de dieta foram 5.000; 10.000 e 15.000UI e 10; 20 e 30mg respectivamente. Os parâmetros avaliados foram: consumo alimentar, peso corporal, conversão alimentar e mortalidade. O consumo de ração, o peso corporal e a conversão alimentar não foram afetados pelo aumento ou diminuição dos níveis médios das vitaminas estudadas. Baseados nestes resultados, conclui-se que as vitaminas A e E no nível baixo ou seja 50% abaixo dos níveis utilizados nas agro-industrias do sul do país, não deprimem o crescimento dos frangos quando comparados com os níveis médio e alto...

Recuperação da desnutrição em ratos mediante rações adicionadas ou não de suplemento alimentar e de vitaminas e minerais durante o período de crescimento

Guzmán-Silva,Maria Angélica; Wanderley,Aline Rabello; Macêdo,Viviane Miguel; Boaventura,Gilson Teles
Fonte: Pontifícia Universidade Católica de Campinas Publicador: Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2004 PT
Relevância na Pesquisa
37.27%
OBJETIVOS: O propósito deste estudo foi analisar experimentalmente a eficiência da suplementação alimentar da dieta do Município de Quissamã, RJ, em recuperar a desnutrição durante o período de crescimento. MÉTODOS: Foram utilizados 42 Rattus norvegicus, desmamados ao 26º dia e induzidos à desnutrição por 21 dias (ração hipoprotéica 2%, ad libitum). Os animais foram distribuídos em sete grupos, alimentados com suas respectivas dietas, todas isoprotéicas (10%) e isoenergéticas (350Kcal/100g). Foi registrado o peso dos animais e, após o sacrifício, foram coletados e pesados fígado, rins, baço e intestino. RESULTADOS: O ganho ponderal médio no 28º dia do controle suplemento alimentar (75,33g) foi significativamente inferior aos demais grupos, e o do controle suplemento alimentar e vitaminas+minerais foi o mais elevado (213,17). Quase todos os grupos diferenciaram-se estatisticamente no peso médio de fígado, rins e baço; os órgãos do controle suplemento alimentar apresentaram o menor peso (respectivamente 3,34g; 0,97g; 0,24g) sendo significativamente inferior aos demais grupos. O controle suplemento alimentar e vitaminas+minerais apresentou o maior peso médio do fígado (13,85g). O Controle vitaminas+minerais apresentou o maior peso médio dos rins (1...

Estudo da Fotoestabilidade de Vitaminas em Formulações para Nutrição Parenteral Pediátrica

Azevedo Filho, Clayton Anderson de; Santos, Beate Saegesser (Orientadora); Paixão, José Almiro da (Coorientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Tese de Doutorado
BR
Relevância na Pesquisa
37.47%
Formulações de nutrição parenteral (NP) são soluções ou emulsões, estéreis e apirogênicas, compostas por carboidratos, aminoácidos, lipídeos, eletrólitos e elementos traços. Essas preparações são geralmente suplementadas com vitaminas antes do começo da terapia, sendo administrado de forma contínua por um período de 12 a 18h/dia. As vitaminas são usadas para atender as necessidades diárias e suprir deficiências, principalmente em neonatos, muito embora sejam instáveis e tenham na degradação química a mais comum causa da perda destes componentes nas bolsas de NP. Fatores tais como a luz, temperatura e duração do tempo de estocagem podem levar à degradação das vitaminas. Vários autores relatam a fotossensibilidade das vitaminas, em especial as vitaminas A, E, C, B2 e B6, que são nutrientes imprescindíveis no crescimento e na regulação das diferentes funções fisiológicas. Atualmente, pouco se relata sobre a fotoestabilidade das vitaminas principalmente em condições controladas de exposição à radiação UV. O Núcleo de Pesquisas em Nutrição Parenteral (NP)2 da Universidade Federal de Pernambuco (Brasil) desenvolveu uma câmara de fotoestabilidade a fim de estudar o efeito da radiação UV (UVA e UVB) sobre os componentes das formulações de nutrição parenteral. Esta câmara está qualificada e atende aos requisitos do Quality Guideline (Q1B) opção 2 de acordo com o International Conference on Technical Requirements for Registration of Pharmaceuticals for Human Use (ICH). Um novo procedimento de quantificação de vitaminas lipossolúveis e hidrossolúveis extraídas de formulações de NP foi desenvolvido por cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE). As vitaminas hidrossolúveis extraídas foram separadas em uma coluna SB C18 (150 mm x 4.6 mm...

Interação dexametasona/ vitaminas antioxidantes no cérebro em desenvolvimento: análise eletrofisiológica no rato albino

Lopes, Andréia Albuquerque Cunha; Guedes, Rubem Carlos Araújo (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Dissertação
BR
Relevância na Pesquisa
37.27%
Dexametasona (Dex) é um hormônio glicocorticoide sintético, empregado em recém-nascidos prematuros com doença pulmonar crônica. O tratamento com glicocorticoides pode produzir efeitos eletrofisiológicos adversos no sistema nervoso em desenvolvimento (LIN; HUANG; HSU, 2006). Postula-se que tais efeitos estejam associados ao estresse oxidativo. Neste trabalho foram avaliados, em ratos albinos já desenvolvidos (60-70 dias de idade), os efeitos do tratamento neonatal com Dex sobre o fenômeno eletrofisiológico conhecido como depressão alastrante cortical (DAC). Adicionalmente, foi investigado se a administração das vitaminas antioxidantes C e E são capazes de atenuá-los. Ratos machos Wistar (n=47) foram distribuídos em cinco grupos experimentais: [1] Ingênuo (Ing), sem tratamento; [2] Veículo (V); [3] Dexametasona (Dex); [4] Dexametasona com vitamina C e E (DexCE) e [5] Vitaminas C e E (CE). A dexametasona (dissolvida em NaCl 0,9%) foi administrada nos três primeiros dias pós-natais (DPN), na dose de 0,5mg/Kg (DPN=1), 0,3mg/Kg (DPN=2) e 0,1mg/Kg (DPN=3). As vitaminas antioxidantes C (200 mg/kg/dia) e E (100 mg/kg/dia) foram aplicadas diariamente em PND 1-6, dissolvidas respectivamente em salina e óleo. Entre 60 e 70 dias de vida a DAC foi registrada no córtex parietal e sua velocidade de propagação...

Hifenaciones instrumentales entre la cromatografía líquida, diferentes sistemas detectores y nuevos métodos de pretratamiento de muestra para la determinación de vitaminas en alimentos

Bravo Bravo, María de los Ángeles
Fonte: Universidade de Múrcia Publicador: Universidade de Múrcia
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
37.41%
El Objetivo Principal de esta Tesis Doctoral es desarrollar nuevos métodos analíticos para la determinación de vitaminas, constituyentes esenciales en la dieta humana. La Cromatografía Líquida (LC) combinada en línea con Espectrometría de Masas (MS) es una de las metodologías analíticas más sensibles y selectivas, y la aplicación de esta técnica está creciendo rápidamente en análisis de alimentos. Dependiendo de las estructuras químicas y características analíticas de los grupos de vitaminas analizados, los métodos analíticos utilizados son hifenaciones de LC con detector de diodos (LC–DAD), fluorescencia (LC–Fl) y LC–MS. La Metodología utilizada se basa en la aplicación de nuevos métodos de preparación de la muestra. Los métodos clásicos presentan inconvenientes, tales como ser tediosos y largos, y requerir volúmenes grandes de muestra y disolventes tóxicos. Teniendo como objetivo la química verde, surgen las técnicas modernas de preparación de muestra, que ofrecen la posibilidad de automatización, son limpias y selectivas, tienen mayor rapidez y eficacia, son baratas, sencillas y sin disolventes tóxicos. Así, se ha empleado la Extracción Líquida Presurizada (PLE), que es una tecnología verde emergente. Implica la extracción usando disolventes líquidos a temperatura y presión elevadas...

Quantificação das vitaminas do complexo B (B1, B2) e vitâmeros das vitaminas B3 e B6 em amostras de pólen apícola desidratado provenientes da Região Sul do Brasil; Quantification of B complex vitamins (B1, B2) and vitamers of vitamins B3 and B6 in dehydrated bee pollen samples from Southern Brazil

Souza, Bianca Rodrigues de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/09/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.31%
Entende-se por pólen apícola o resultado da aglutinação do pólen das flores, efetuado pelas abelhas operárias, mediante néctar e substâncias salivares, o qual é recolhido no ingresso da colmeia. A literatura descreve que esse alimento contém proteínas, carboidratos, lipídeos, vitaminas e minerais. De acordo com estudo prévio, amostras de pólen apícola in natura e desidratado, da cidade de Pariquera-Açu (São Paulo), apresentaram teores significativos de vitamina B1(tiamina) e B2 (riboflavina), além da presença dos vitâmeros da vitamina B3 (ácido nicotínico e nicotinamida) e B6 (piridoxal, piridoxol e piridoxamina) em sua composição o que foi associado à flora local explorada pelas abelhas. A região Sul do Brasil possui clima, relevo e vegetação diferenciados de outras regiões, necessitando-se assim da verificação do potencial vitamínico deste produto local. Destaca-se, ainda, o fato de que nesta região encontra-se um dos dois maiores produtores nacionais de pólen apícola (estado de Santa Catarina). O presente trabalho teve como objetivo principal quantificar os teores das vitaminas do complexo B: vitaminas B1 e B2, assim como os vitâmeros das vitaminas B3 e B6. Foram coletados 28 lotes de pólen apícola desidratado de diferentes localidades da região Sul durante o período de agosto de 2011 a dezembro de 2012 que posteriormente foram armazenados...

O poder das vitaminas

Pires, Micaela Diegues
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
37.31%
Trabalho apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Ciências Farmacêuticas; As vitaminas são compostos orgânicos, presentes em alguns alimentos, essenciais à vida de modo a proporcionarem um funcionamento normal do organismo e aproveitamento de energia por parte dos alimentos. No entanto, se houver um défice ou um excesso destes compostos podem surgir doenças que poderiam ser evitadas se se ingerisse a quantidade diária recomendada. Neste trabalho foi abordada a importância das vitaminas, os seus benefícios e malefícios, outras curiosidades e aspectos importantes sobre elas incluindo as quantidades diárias necessárias para o bom funcionamento do organismo evitando, assim, desequilíbrios. O objectivo deste trabalho é perceber o grau de conhecimento dos indivíduos sobre as vitaminas e tentar esclarecer o maior número de dúvidas que possam existir sobre este tema. Foram estudados 130 cidadãos do concelho de Porto com idade igual ou superior a 18 anos. O questionário consistiu em 20 perguntas, que incluíram perguntas de resposta fechada e de resposta aberta sobre vitaminas e suplementos vitamínicos. Incluiu também dados sócio-demográficos: idade e sexo; dados antropométricos: peso e estatura e dados específicos relativos ao conhecimento sobre as vitaminas (se o inquirido tomou suplementos e quem lhos indicou...

Conhecimento e crenças sobre as vitaminas e o consumo de produtos vitaminicos

Karina Maria Olbrich dos Santos
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 17/11/2000 PT
Relevância na Pesquisa
37.27%
Ao longo da década de 90, as vitaminas constituíram um foco de atenção na área de nutrição e saúde. A literatura publicou resultados importantes sobre a relação entre vitaminas e o risco de doenças crônicas, embora a complexidade dessa relação tenha adiado as conclusões. O interesse público inerente à questão refletiu-se na cobertura pela mídia: as vitaminas estiveram presentes em reportagens e debates, assim como na publicidade de produtos vitamínicos. Paralelamente,foi possível observar a presença crescente desses produtos em farmácias e supermercados. Embora a dimensão do consumo de produtos vitamínicos ainda seja praticamente desconhecida no Brasil, há registros de uma ampliação recente de seu mercado.O presente trabalho teve como objetivos examinar as práticas de consumo de produtos vitamínicos e as crenças associadas a essas práticas,à luz do conhecimento atual sobre a relação entre vitaminas e saúde. Foi conduzido um inquérito por amostragem da população de estudantes ingressantes de uma universidade privada localizada em São Paulo. As crenças foram abordadas através de proposições sobre a relação entre vitaminas e saúde; os respondentes expressaram sua concordância (ou discordância)em uma escala de 5 pontos e a soma dos pontos atribuídos aos diversos itens - o escore total - representou uma medida das crenças. Foram completados 894 questionários; a análise estatística foi conduzida por intermédio do SPSS e do SAS. A prevalência de consumo de produtos vitamínicos encontrada foi de 30...

Estabilidade das vitaminas A e E em alimentos enriquecidos com diferentes fontes de ferro.; Stability of vitamins and and in foods enriched with different sources of iron.

Lucilene Soares Miranda
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/12/2004 PT
Relevância na Pesquisa
37.27%
O enriquecimento de alimentos com vitaminas e minerais atualmente é uma prática bastante difundida, permitindo melhorar o valor nutricional dos alimentos ou repor os nutrientes perdidos durante o processamento e/ou estocagem. Entretanto, alguns nutrientes podem sofrer interação negativa durante a vida de prateleira do alimento, como a do ferro (pró-oxidante) e as vitaminas A e E (antioxidantes). Portanto, estudos de interação e estabilidade de nutrientes e técnicas de análise eficientes e precisas são necessárias para garantir ao consumidor o consumo adequado de nutrientes e informações nutricionais seguras. No presente estudo objetivou-se avaliar a influência da adição de diferentes fontes de ferro na degradação do alfa-tocoferol acetato (TA) e do retinil acetato (RA) em leite desnatado UHT (Ultra Higth Temperature) e farinha de arroz enriquecidos, bem como o efeito do tipo de embalagem (permeável e não permeável à passagem de luz) e do processo de cocção convencional para a farinha de arroz e validar metodologia para análise simultânea destas vitaminas. O procedimento analítico consistiu na extração das formas vitamínicas com etanol, seguida de partição em hexano e limpeza com metanol:água (9:1). A fração do hexano foi evaporada e ressuspendida em etanol. Para a separação das vitaminas foi utilizada coluna C18 com sistema de eluição por gradiente...

Estabilidad de vitaminas en nutrición parenteral

Such Díaz,A.; Sánchez Gil,C.; Gomis Muñoz,P.; Herreros de Tejada,A.
Fonte: Nutrición Hospitalaria Publicador: Nutrición Hospitalaria
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/02/2009 SPA
Relevância na Pesquisa
37.27%
Objetivo: Hace algunas décadas se publicaron varios estudios describiendo la degradación de vitaminas en nutrición parenteral (NP) y su catalización por oligoelementos tales como el cobre. Por ello se instauró la práctica de administrar oligoelementos y vitaminas a días alternos y aditivarlos el mismo día de la administración. Todavía muchos hospitales españoles siguen estas recomendaciones aunque actualmente se utilizan productos, tipo de material del envase y formas de administración distintas de las de entonces. El objetivo de esta revisión es determinar si en las condiciones actuales de preparación y administración de NP sería recomendable la administración conjunta de vitaminas y oligoelementos y cuantos días serían estables en refrigeración antes de su administración. Ámbito: Se han revisado los artículos sobre estabilidad de vitaminas en NP publicados posteriormente a 1990. Resultados: Con la vitamina A hay resultados contradictorios pero la administración "todo en uno" y la fotoprotección disminuyen considerablemente su degradación y parece que no existen diferencias entre añadir la vitamina antes de su administración o hacerlo con anterioridad. La vitamina E se muestra estable con fotoprotección durante 3-7 días en refrigeración más un día a temperatura ambiente. La vitamina C es estable junto a oligoelementos en bolsas multicapa por 2-7 días en refrigeración más un día a temperatura ambiente. La tiamina es estable si se utilizan soluciones de aminoácidos que no contengan bisulfitos. Conclusiones: Se concluye que se pueden administrar conjuntamente vitaminas y oligoelementos y preparar la NP con anterioridad a su administración cuando se utiliza NP "todo en uno"...

La creación de un nuevo mercado alimentario en España: las vitaminas en la prensa periódica (1917-1950)

Perdiguero-Gil,E.
Fonte: Nutrición Hospitalaria Publicador: Nutrición Hospitalaria
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/11/2012 SPA
Relevância na Pesquisa
37.37%
Objetivo: Analizar el grado en el que las vitaminas jugaron un papel en la estrategia de creación de un nuevo mercado de alimentos, alimentos-medicamento y especialidades farmacéuticas en España durante la primera mitad del siglo XX. Material y métodos: Se estudiaron todas las menciones a las vitaminas aparecidas en los diarios "ABC", "Heraldo de Madrid", "El Imparcial", "El Liberal" y "El Sol", publicados en Madrid; "La Vanguardia", publicado en Barcelona, y en el semanario "Blanco y Negro" entre 1917 y 1950. La fecha inicial, 1917, se fijó por ser el año en el que aparecieron las primeras noticias sobre vitaminas. La fecha final, 1950, se fijó por considerarse concluida la etapa más dura de la autarquía impuesta por el Franquismo. Las noticias aparecidas se clasificaron en las categorías: consejos dietéticos, curiosidades, noticias científicas, noticias económicas, noticias políticas, trivialidades y uso metafórico. Resultados: Los anuncios que usaron las vitaminas dentro de su estrategia comercial son el apartado más importante en el que se utiliza el concepto vitaminas con porcentajes superiores, en casi todos los casos, al 50%. Las noticias científicas sobre vitaminas le siguen en importancia. Las menciones a las vitaminas en el resto de categorías son inferiores al 5%. Conclusiones: Las vitaminas constituyen un elemento fundamental en la creación de un nuevo mercado de productos en España en la primera mitad del siglo XX...

¿El consumo de vitaminas de los alimentos fortificados supera los límites permitidos?: estudio realizado en población joven y adulta joven de la Región Metropolitana de Chile

Freixas Sepúlveda,Alejandra; Díaz Narváez,Víctor Patricio; Durán Agüero,Samuel; Gaete Verdugo,María Cristina
Fonte: Nutrición Hospitalaria Publicador: Nutrición Hospitalaria
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/08/2013 SPA
Relevância na Pesquisa
37.27%
Con el objeto de analizar el consumo usual de vitaminas en una población adolescente y adulta joven de la Región Metropolitana, se identificaron 213 alimentos fortificados con vitaminas del mercado Chileno. Se realizó una encuesta de consumo y se calculó la ingesta de nutrientes. Sobre el resultado se agregó las vitaminas adicionadas a los alimentos. Se evaluó la normalidad de las variables de la ingesta y los datos se sometieron a análisis de estadígrafos descriptivos y se determinaron percentiles. Se estimó los porcentajes de sujetos cuyos valores superan los fijados por DDR y UL para cada vitamina y porcentaje de exceso para cada caso. Se realizó análisis discriminante usando la prueba M de Box. Se estimó la correlación canónica y el estadígrafo de de Wilks. Finalmente se estimó el porcentaje de datos correctamente clasificados. Los datos se procesaron por el programa SPSS 20.0 con un nivel de significación de α < 0,05. Los resultados señalan que para todas las vitaminas estudiadas, el porcentaje de sujetos que más supera el DDR es para el folato total (96,43%) y el menor porcentaje se da para la Vitamina E y B12 en mujeres adultas jóvenes. El porcentaje de sujetos que sobrepasa los valores de UL es máximo para la vitamina B3 (91...

Crenças sobre as vitaminas e consumo de produtos vitamínicos entre universitários de São Paulo

Olbrich dos Santos,Karina Maria; de Azevedo Barros Filho,Antônio
Fonte: Sociedad Latinoamericana de Nutrición Publicador: Sociedad Latinoamericana de Nutrición
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2002 PT
Relevância na Pesquisa
37.27%
Com o objetivo de conhecer as crenças sobre as vitaminas e verificar sua relação com o consumo de produtos vitamínicos, um inquérito por amostragem foi realizado entre os estudantes ingressantes de uma universidade privada em São Paulo. As crenças foram abordadas através de 19 proposições sobre a relação vitaminas-saúde; a concordância/discordância dos respondentes foi expressa em escala de 5 pontos. A consistência interna do conjunto de proposições foi avaliada pelo coeficiente alfa de Cronbach. Dos 894 respondentes, 30,4% consumiu produtos vitamínicos regular ou esporadicamente nos 3 meses precedentes. 94,5% acredita que a vitamina C previne gripes e resfriados e 72,5% considera as vitaminas fonte de energia. Parcela importante considera que um excesso de vitaminas pode acarretar riscos à saúde. O escore total de crenças dos consumidores regulares foi maior que o dos não consumidores (p<0,001). Os resultados indicam que benefícios cientificamente controversos são atribuídos às vitaminas pelos universitários considerados e sugerem haver relação entre crenças e consumo de produtos vitamínicos.