Página 1 dos resultados de 175 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

Edgard Braga e a antegrafia

Castro, E. M. de Melo e
Fonte: Edições Universidade Fernando Pessoa Publicador: Edições Universidade Fernando Pessoa
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
46.33%
Em 1971 o poeta Edgard Braga publica pelas Edições Invenção em São paulo, um pequeno livro chamado ALGO, titulo sintomático de um conjunto de imagens originais que claramente não se poderiam enquadrar até nas mais avançadas categorias conhecidas de poesia visual, mas que eram obviamente alguma coisa que despertava o interesse do sentido da vista. neste meu artigo apresento a idéia de antegrafia segundo a teorização de Almada negreiros, no livro VER, considerando-a como interpretante adequado das imagens prépoéticas do referido livro ALGO. juntam-se algumas dessas imagens originais.; In 1971 the poet Edgard Braga published a small book called ALGO [SOMETHING], a symptomatic title for a set of original images that clearly could not fit in even the most advanced known categories of visual poetry, but that obviously constituted something that aroused the interest of our sense of sight. In this article I present the idea of antegraphy according to the theory of Almada negreiros in his book VER [TO SEE], considering it as an adequate interpretant of the pre-poetic images of the book ALGO. Some of the original images are included.

A forma da palavra: poesia visual sânscrita, grega e latina; The words shape: sanskrit, greek and latin pattern poetry.

Pondian, Juliana di Fiori
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 14/07/2011 PT
Relevância na Pesquisa
46.53%
Em nossos dias, considera-se a articulação entre expressão e conteúdo no poema um dos traços mais importantes da criação poética. Desde a eclosão dos movimentos estéticos de vanguarda do século XX, que procuraram romper com os discursos tradicionais e as formas canônicas do verso, a tensão palavra/som/imagem tem sido um vetor construtivo por excelência da criação poética, sendo a poesia visual uma das formas de arte que mais difusão apresentou nas últimas décadas. A presente pesquisa procura demonstrar que, mais que um traço característico da criação poética moderna, a tensão entre expressão e conteúdo e o recurso à visualização constituem procedimentos estéticos presentes em diversas tradições literárias da Antiguidade, tanto no Ocidente quanto no Oriente. Assim, este trabalho busca recuperar esses textos originais a partir do estudo de um conjunto de aproximadamente trinta poemas, pertencentes às tradições literárias sânscrita (o citrakvya), grega (o technopaignion) e latina (o carmen figuratum). O estudo consistiu em, de um lado, traduzir os poemas para a língua portuguesa, acompanhados de comentários críticos, a fim de compor uma antologia de poesia visual. E, de outro, analisar, com base na linguística estrutural e na teoria semiótica francesa...

A metalinguagem na poesia de Augusto de Campos; The metalanguage in the poetry of Augusto de Campos

Corrêa, Thiago Moreira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/06/2012 PT
Relevância na Pesquisa
46.49%
Ao atentar para os trabalhos de François Rastier (1976) e Antonio Vicente Pietroforte (2011) sobre a metalinguagem, observou-se, na poesia de Augusto de Campos, um interessante objeto de pesquisa sobre o assunto. Assim, é investigado como se dá a metalinguagem no decurso de sua obra, já que desde o concretismo o autor promoveu diversas mudanças em sua poesia, que investe massivamente na metalinguagem, proporcionando um rico material de pesquisa. A investigação se inicia pelo estabelecimento de uma sistemática das temáticas discursivas desenvolvidos por Rastier, em seguida, é promovida uma reflexão sobre a metalinguagem para chegar a uma formulação de uma tipologia metalinguística. A partir dessa tipologia, são analisadas poesias de Augusto de Campos, que foram eleitas por sua capacidade de representar um conjunto de poemas com características semelhantes. A hipótese que move as análises é a de que há um movimento de expansão metalinguística, orientada pela tipologia, ao longo da obra de Augusto de Campos. Ela possuiria uma relação com as escolhas da instância da enunciação, ou seja, as marcas enunciativas, omitidas e reveladas no discurso de Augusto de Campos, produziriam uma concentração ou uma expansão de seu campo metalinguístico. Essa tensão...

Entre práticas artísticas e editoriais: as publicações coletivas no museu; Between artistic and editorial practices: the collective artists publications in the museum

Shoji, Eduardo Akio
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/09/2014 PT
Relevância na Pesquisa
46.63%
As publicações de artistas são uma das principais formas de manifestação da arte do século 20: tanto por serem originárias da modernidade artística, quanto por marcarem aspectos próprios da linguagem contemporânea. Como formas operativas potencialmente acolhedoras do trabalho coletivo entre artistas e poetas, materializando um espírito de rede, analisamos algumas publicações de artistas brasileiras dos anos 1970 presentes no acervo do MAC USP. De livros de artistas a revistas literárias, as publicações coletivas são consideradas veículos de comunicação bem como da própria arte. Enquanto produtos do design gráfico, tais edições estabelecem relações entre ler e ver, palavras e imagens, propondo desafios críticos e museológicos. Após apresentar um estudo geral sobre as publicações de artistas, buscamos organizar nossa reflexão em dois grandes grupos, as relações entre Poesia e Visualidade e Poesia e Performatividade, como modos de se apropriar artisticamente dos objetos editáveis e publicáveis. No primeiro caso, ligados a uma tradição construtiva, os poetas e artistas estão interessados na construção visual de suas obras e em seus efeitos, criando uma poesia visual ou uma imagem visual poética. No segundo...

Poesia visual : procedimentos de uma prática interdisciplinar

Pedron, Felipe Rissinger
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
56.57%
Este trabalho procura apresentar diferentes processos utilizados para a produção da poesia visual, assim como os contextos históricos que propiciaram o desenvolvimento de suas diversas manifestações. A partir do conceito de vanguarda, investiga os acontecimentos literários que culminaram na diversidade de procedimentos e a relação deles com os avanços tecnológicos da sociedade moderna. Em seguida, a poesia visual é discutida dentro de uma proposta pedagógica em que a interdisciplinaridade é o método de relação entre a palavra e a imagem.; This monograph attempts to present different processes used for the production of visual poetry, as well as historical contexts that have led to the development of its various manifestations. From the avant-garde concept, investigates the literary events that culminated in the diversity of procedures and their relationship with the technological advances of modern society. Then, visual poetry is discussed in a pedagogical proposal in which the method is the interdisciplinary relationship between word and image.

A poesia visual de Miguel de Frias: o universo da visualidade na poesia

Freitas, Mônica Cristina de Paula
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 117 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
56.72%
Pós-graduação em Artes - IA; Esta pesquisa discute a trajetória da visualidade na poesia, tendo como foco principal as obras do artista Miguel de Frias. O trabalho buscou fontes de visualidade poética desde a Grécia Antiga, passando pelo movimento da Poesia Concreta, até a poesia visual da atualidade. Aborda com brevidade a história do design e como trabalha o profissional designer. Relaciona a construção do projeto de design gráfico e da poesia visual, mostrando até que ponto eles se aproximam e o que os distancia. Traz o conhecimento de um pouco da vida e trajetória profissional do artista Miguel de Frias, para chegar a suas poesias. Foram analisados seis poemas visuais do artista, com o olhar particular da autora. Justifica-se, assim, uma ampla pesquisa bibliográfica para a fundamentação teórica e uma entrevista realizada com Frias; This research discusses the history of visual poetry, focusing mainly on the works of artist Miguel de Frias. This work sought sources of visual poetry from Ancient Greece, throughout the movement of concrete poetry, until today’s visual poetry. Discusses briefly the design history and how the professional designer works. Relates the graphic design project construction and the visual poetry...

Dissertação readymadenemtanto da aluna de poesia Rrosé Selavy Duchampignon (work in progress) -: ideograma mental

Oliveira, Daniele Gomes de
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 175 f. : il. + Anexo : Relatório circunstanciado (18 p.)
POR
Relevância na Pesquisa
46.63%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Artes - IA; Trabalho crítico-criativo sobre poesia visual. O elástico conceito de ideograma norteou este trabalho. Estrutura. Movimento. Seleção e crítica. Ordenação. Justaposição. de fragmentos. Redes de associações. Conexões. Processos e não produtos acabados. Crescimento sígnico. Universo diagramático. Método heurístico. Poesia e linguagem. O texto é um diagrama, icônico. Aprofundamento. Poesia Concreta. Criou-se a personagem Rrosé Selavy Duchampignon, que relaciona poesia e Duchamp. Síntese criativa. Recorte. Colagem. Montagem. Trabalho com apropriações. Nesta dissertação-livro-de-artista também são apresentados alguns trabalhos de poesia visual. E um termo de compromisso com a arte. Registrado em cartório.; Critic-creative work about visual poetry. The elastic ideogram concept guided this work. Structure. Movement. Selection and criticism. O verplapping of fragments. Associantion networks. Connections. Processes and not finished products. Signic growth. Diagrammatic universe. Heuristic method. Poetry and language. The text is an iconic diagram. Deepening. Concrete poetry. The character Rrosé Selavy Duchampignon...

O texto pluricódigo da poesia visual

Buoro, Thiago
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 166 f. : il. (algumas color.)
POR
Relevância na Pesquisa
46.22%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Estudos Literários - FCLAR; Le but de notre recherche est d’étudier le discours pluricode de la poésie visuelle. Au début, nous considérons qu’il est important discuter sur la difficulté à classifier cette poésie dans le système de genre puisqu’elle occupe un lieu intermédiaire entre la Littérature et les Arts Visuels. Nous essayons de défendre la consolidation du genre particulier, car cela peut éviter la division sans fondement et inutile entre le vers et après le vers. Puis, nous faisons des recherches sur la possibilité de spatialisation du texte poétique et sur la manière de construir l´image poétique à travers de la retorique et de la materialité de l’ecriture. Nous défendons la différence semiotique entre le texte linguistique et le texte visuel, une différence qui résulte de la spécification du canal physique. L´art visuel a la particulité d’occuper l’espace à deux ou trois dimensions. La poésie est liée à la linéarité du canal oral qui se déploie dans un espace à une dimension. Mais quand la poésie est écrite, elle devient une image visuelle. Cela ne figure pas dans la théorie de Lessing...

Poesia visual brasileira no contexto de crise

Borsato, Fabiane Renata; Buoro, Thiago
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 213-232
POR
Relevância na Pesquisa
56.61%
In this project, we tried to analyze, in a very short way, the relations between Brazilian Visual Poetry and a phenomenon in modern literature known as crises of the verse. In sequence, we tried to situate this poetry in a provisory category which the current criticism sees it as the contemporary Brazilian poetry. For sure, the Concretism and its esthetics deployments assured space for the visually in poetry.; Procuramos aqui analisar brevemente as relações da poesia visual brasileira com o fenômeno na literatura moderna conhecido como crise do verso. Depois buscamos situar essa poesia dentre as categorias provisórias por meio das quais a crítica atual pensa a poesia brasileira contemporânea. Sem dúvida, o Concretismo e seus desdobramentos estéticos garantiram espaço para a visualidade em poesia.

Women painting words and writing pictures : re-configuring verbal and visual art in contemporary British women’s poetry

Guimarães, Paula Alexandra
Fonte: Edições Húmus Publicador: Edições Húmus
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em //2012 ENG
Relevância na Pesquisa
36.57%
The lineage and the language of the so-called ‘ekphrastic’ poem, popularised by male Romantic poets as John Keats in “To a Grecian Urn” (1819) or P.B. Shelley in “On the Medusa of Leonardo Da Vinci” (1819), seem to reaffirm the notion of the woman as aesthetic object and of the man as observer or contemplator. Traditionally, the poems that associate the verbal and the visual tend to establish a tension between the act of looking and the act of reading, which in turn accentuates the objectification of the woman verbally represented on the page. But if the theories about the interaction of verbal and visual artistic media are as old as poetry itself (Horace’s Ut pictura poesis), the notion that the ‘ekphrastic’ process can imply the control and possession of the woman represented in that work of art is relatively recent. This paper proposes to analyse the way in which contemporary British women’s poetry, embodied by such diverse authors as Stevie Smith, Lynette Roberts, Liz Lochhead and Carol Ann Duffy, contested and re-used the technique of ekphrasis in order to adapt it to its own purposes. The respective works of Lochhead and Duffy not only revise the traditional representation of woman through art history but also suggest the verbal as a form of revision...

The Historic Avant-Garde, the Neo-Avant-Garde and the Digital Age: Experimental Visual-Textual Forms in the Luso-Hispanic World

Ledesma, Eduardo
Fonte: Harvard University Publicador: Harvard University
Tipo: Thesis or Dissertation
EN_US
Relevância na Pesquisa
36.58%
My dissertation examines the experimental poetry of three periods, the historical avant-garde of the 1920s, the neo-avant-gardes of the 1950s, 60s, and 70s, and the digital avant-garde (from the 1990s until the present), drawing on the works of poets from the Luso-Hispanic world including the Iberian Peninsula and Latin America. Scholars such as Renato Poggioli and Peter Bürger define the avant-garde as radically new and unrepeatable, an "advanced" guard that exhausted its aesthetic and political possibilities. I challenge this view by establishing a continuity of avant-gardes that emerge during periods of technological innovation and cultural exchange, introducing new artistic modalities, engaging with emerging media and re-purposing the strategies of past avant-gardes to their own historical conditions. Experimental poetic practices such as visual, kinetic, phonetic, concrete, video poetry, and poetic performance have unfolded over time and across national boundaries in response to global, social, and technological forces. My focus is on poetry broadly understood as works that "experiment" with the interplay between the visual, the sonorous and the verbal, questioning both genre and medium specificity, and contesting traditional discipline-bound tools of analysis. In order to critically approach poems that are often not printed on a page...

The Interplay of the Visual and the Verbal in Visual Poems

Mizuno, Makiko
Fonte: Universidade da Coruña Publicador: Universidade da Coruña
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
ENG
Relevância na Pesquisa
36.55%
[Abstract] The Interplay of the Visual and the Verbal in Visual Poems. Makiko Mizuno The relationship between visual information and verbal information has been an important issue in semiotic study since Roland Barthes (1964) described the relationship between the two in his analysis of the Spaghetti Poster. Advertisement was chosen as the subject of Barthes’ analysis because its construction has a clear signifié a priori — it should promote consumption — and it enables the structural analysis to be simple. The present study concerns the question of how the relationship between the visual and the verbal in works of art can be described. Whereas the verbal information in normal advertising material often acts as an anchor of the visual information, to identify the figure and to guide the interpretation (cf. Eco: 1972), the verbal information accompanying artworks sometimes fulfils more diverse functions. Studies in cognitive psychology (Millis: 2001, Leder: 2006) report that aesthetic perception is reinforced when a viewer succeeds in finding a metaphorical relationship between a visual element and its elaborative title. In my talk I will analyze works of visual poetry, which has a unique position in the history of art and literature in view of its intermediality. Visual poems serve as an interesting subject for study because their essence as works of artistic expression lies in the very interplay of visual and verbal information. Several examples of visual poetry are to be examined...

Poesia concreta/poesia experimental: percursos, labirintos e reinvenções; Concrete poetry/experimental poetry: pathways, labyrinths and reinventions

Ramalho, Francisca Cruz Coelho de Mira
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
46.65%
Esta dissertação debruça-se sobre a Poesia Concreta / Experimental / Visual portuguesa e brasileira, contextualizando-a num movimento mais abrangente, o Modernismo. Analisa a sua evolução e dissidências, relação entre ambas, origens próximas e remotas. Estas conduziram a uma procura das raízes de um elemento fundamental nesta poesia – a visualidade – e à consequente relação com a pintura e com outras artes. Por outro lado, procurou verificar-se até que ponto este movimento vanguardista rompeu com a tradição e deu razão àqueles que receavam o fim do lirismo, ou às críticas que duvidavam ou negavam mesmo a sua poeticidade. Assim, procedeu-se a uma análise do significado de poesia e de lirismo, e conclui-se ser facilmente demonstrável que se trata de poesia, mas muito duvidosa a sua inclusão no género lírico, em virtude do carácter híbrido que caracteriza a poesia experimental. Seguidamente procedeu-se a uma explicação possível para uma certa marginalidade desta poesia por parte dos literatos e teóricos da literatura, e para a sua fraca popularidade, especialmente no caso português, à luz da sua complexidade, condicionalismos político-culturais e exigências de participação do leitor/fruidor. Finalmente...

La poésie graphique : Christian Dotremont, Roland Giguère, Henri Michaux et Jérôme Peignot

Pelard, Emmanuelle
Fonte: Université de Montréal Publicador: Université de Montréal
Tipo: Thèse ou Mémoire numérique / Electronic Thesis or Dissertation
FR
Relevância na Pesquisa
46.72%
L’objet de cette thèse est de définir un type de poésie visuelle moderne (XXe-XXIe), que nous avons nommé la poésie graphique et qui attache une importance considérable à l’expérimentation plastique du signe graphique, qui manifeste une conscience aiguë des ressources visuelles de la graphie et entend réaliser la poésie dans la matérialité des formes de l’écriture. Cette pratique graphique et plastique du poème s’inscrit dans la continuité, mais également dans un certain renouveau des avant-gardes poétiques et artistiques du XXe siècle, notamment du surréalisme. La poésie graphique désigne une pratique de la poésie à caractère spécifiquement graphique, qui recouvre tant une peinture du signe qu’un travail typographique de la lettre pour élaborer le poème. La particularité des poètes graphiques est leur double vocation, celle d’écrivain et celle de plasticien. Ils expérimentent l’écriture dans sa dimension linguistique et dans sa dimension graphique, en considérant que l’activité de scription ou de linotypie — c’est-à-dire la peinture ou le dessin du mot, du signe graphique, la typographie et l’édition — est déjà littérature. Autrement dit, ils envisagent que la création et la matérialisation du poème procèdent du même geste. Les logogrammes de Christian Dotremont...

Imagens escritas; Written images

Amir Brito Cador
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 10/05/2007 PT
Relevância na Pesquisa
46.5%
A pesquisa mostra a convergência de práticas e estudos a respeito do livro. Abrange a produção em poesia visual, design gráfico, tipografia, caligrafia e livro de artista. A organização desse texto, em sete capítulos, obedece a um critério pessoal: mostra o percurso de um pensamento que se constrói pela visualidade e estabelece um diálogo com a produção de outros artistas e poetas. A palavra assume diferentes papéis ao longo do texto: ora funciona como um discurso, ora ilustra, comenta ou explica as imagens que se relacionam com tais palavras. Os livros de artista aqui apresentados foram produzidos em anos recentes. Foi escolhido um conjunto de trabalhos que pudesse revelar um procedimento de composição, uma maneira de articular imagem e texto para construir livros. O desdobramento de uma idéia, uma imagem ou um detalhe vislumbrado em um livro dá origem a outros livros. Palavras-chave: artes gráficas, livro de artista, arte contemporânea, tipografia, caligrafia, poesia visual; This research work proposes a convergence of practices and studies about books. It includes my production in visual poetry, graphic design, typography, calligraphy and artist?s books. The text organization, in seven chapters, follows a personal rule: it was established by a reasoning constructed by visual parameters...

Poesia Visual no Livro ET EU TU;

Nunes, Leandro; Souza, Rita de Cássia F. de
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 04/12/2006 POR
Relevância na Pesquisa
56.53%
O presente artigo visa uma abordagem semiótica das poéticas da expressão e do conteúdo no poema "Coisa em si não existe" e em suas imagens, que fazem parte do livro ET Eu Tu, do poeta Arnaldo Antunes e da fotógrafa Márcia Xavier. Serão analisados os códigos: verbal (poesia) e não - verbal (fotografias) e sua fusão semi - simbólica formando um novo código: a poesia visual.; This article has a semiotic view of the poetic expression and it´s based on the poem “Coisa em si não existe”and its images, that are part of the poet Arnaldo Antunes´and the photographer Marcia Xavier´s book ET Eu Tu. The following codes will be analyzed: verbal (poetry) and non – verbal (photographs) and their semisymbolic fusion, which will be turned into a new code: the visual poetry.

A evolução da poesia visual: da Grécia Antiga aos infopoemas; A evolução da poesia visual: da Grécia Antiga aos infopoemas

Xavier, Henrique Piccinato
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Avaliado pelos pares Formato: application/pdf
Publicado em 25/06/2002 POR
Relevância na Pesquisa
56.51%
Este estudo visa a mostrar conceitualmente o que é a poesia visual e demonstrar sua evolução pelo tempo, desde seu surgimento na antiga Alexandria até os mais recentes poemas visuais realizados no computador.; This study aims to explain conceptually what is visual poetry. It also shows the evolution of visual poetry through time, since its appearance in ancient Alexandria to late visual poems done in the compu ter.

Intersemiotic transposition and the translation of visual poetry; Intersemiotic transposition and the translation of visual poetry

Carpenter, Mark L.
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 18/12/1997 ENG
Relevância na Pesquisa
66.67%
Julio Plaza, Gisbert Kranz, Claus Clüver e outros teóricos da tradutologia têm explorado as fronteiras da tradução intersemiótica. Coletivamente, redefiniram a percepção da semântica como essencialmente – ou pelo menos potencialmente – multisensorial. Nesta monografia examina-se a complexidade da tradução de poesia visual textual, e enfatiza o valor instrutivo da transposição intersemiótica não necessariamente como um fim em si mesmo, mas como uma ferramenta de tradução. A versão "literária" exige não apenas a busca das "equações verbais" entre forma e conteúdo (Jakobson) freqüentemente empregada na tradução de poesia, como também a sensibilidade de um artista plástico diante da estética visual do poema. Sustenta-se que a transposição intersemiótica pode proporcionar um importante passo intermediário para o tradutor de poesia visual. Usando a metodologia descrita, traduzem-se dois poemas de e. e. cummings para o português.; Translation theorists such as Julio Plaza, Gisbert Kranz and Claus Clüver have explored the frontiers of intersemiotic translation. They have collectively redefined the perception of semantics as essentially – or at least potentially – multisensory. This essay investigates the complexity of translating textual visual poetry...

The Mechanic Eye: North American Visual Poetry in the Digital Age

Goicoechea de Jorge, Maria; Universidad Complutense de Madrid
Fonte: Núcleo de Pesquisa em Informática, Literatura e Linguística (NuPILL) Publicador: Núcleo de Pesquisa em Informática, Literatura e Linguística (NuPILL)
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 13/07/2012 POR
Relevância na Pesquisa
66.58%
http://dx.doi.org/10.5007/1807-9288.2012v8n1p78This paper offers a revision of North American visual poetry from the contemporary perspective of the digital revolution. From the Native American chants to the digital poetry found on the Web, it will explore the internal drives of this sort of poetic manifestations that have endured through different time periods, aesthetic currents and cultural functions despite the various mediums employed for their production and dissemination. Digital poetry nourishes itself from previous literary traditions as well as from the multimedia convergence favored by the digital medium. We will analyze these influences, and the new reading strategies required to contextualize and make sense out of the digital work of poetry. As readers and writers reorganize their reading pacts, researchers of literature face a new challenge: the polymorphic and metamorphosing liquid text made possible by the digital language

Rhetoric in visual arabic poetry: from the Mamluk period to the digital age; A retórica na poesia árabe visual: do período mameluco à era digital

Younis (Arab Academic School of Education, Beit-Berl), Eman; Department of Arabic Language and Literatures, Arab Academic School of Education, Beit-Berl, Israel and Hermeneia Research Group, University of Barcelona
Fonte: Núcleo de Pesquisa em Informática, Literatura e Linguística (NuPILL) Publicador: Núcleo de Pesquisa em Informática, Literatura e Linguística (NuPILL)
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 30/07/2015 ENG
Relevância na Pesquisa
46.61%
http://dx.doi.org/10.5007/1807-9288.2015v11n1p118Rhetoric has been of great importance in philosophy, criticism and literature since Aristotle, through the Golden Age of Arabic studies and down to modern literary trends. Rhetoric is tightly bound with literary texts in all their manifestations and artistic, literary and analytic gradations. There are three aspects of rhetoric in every literary text of whatever type. One of these has to do with content, that is, with the author's ability to convince the receiver by alternately addressing his mind through logic and proofs and his heart by arousing in him feelings of desire and dread. This aspect of rhetoric is know in Arabic as ʿilm al-bayān (rhetoric in the strict sense). Another aspect concerns style, that is, a writer's ability to manipulate words and create novel linguistic modes through the use of metaphors, similes and other devices, which in Arabic is called ʿilm al-badīʿ ("the science of metaphors and good style"). The third aspect concerns form, that is, the text's structure, its forms and icons. This is known as al-balāgha al-baṣriyya ("visual eloquence"). Although there are various distinct types of balāgha ("eloquence, good style, rhetoric in the general sense")...