Página 1 dos resultados de 99 itens digitais encontrados em 0.037 segundos

Ruptura prematura das membranas amni??ticas no pr??-termo: fatores associados ?? displasia broncopulmonar

Gon??alves, Danieli Dias; Silva, Luiz Guilherme Pessoa da; Paula, Glaucio de Moraes; Bonfim, Olga; Moreira, Maria Elisabeth Lopes; Assump????o, Augusta Maria Batista de; Figueira, Val??ria Seild
Fonte: Federa????o Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetricia Publicador: Federa????o Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetricia
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.51%
OBJETIVO: identificar os fatores obst??tricos e neonatais associados ao desfecho de displasia broncopulmonar em pacientes com amniorrexe prematura no pr??-termo. M??TODOS: foram analisados 213 prontu??rios do Instituto Fernandes Figueira, entre 1998 e 2002, cujas pacientes evolu??ram com quadro de amniorrexe prematura ???34 semanas de gesta????o. Foram exclu??das gesta????es m??ltiplas. As vari??veis de natureza cl??nico-obst??tricas e neonatais foram cotejadas com o desfecho de displasia broncopulmonar. Os dados foram submetidos ?? an??lise bivariada, sendo os valores que exibiam signific??ncia estat??stica (p???0,05) submetidos ?? regress??o log??stica. RESULTADOS: a preval??ncia de displasia broncopulmonar foi de 6.10%. A an??lise univariada dos fatores associados ao desfecho de displasia broncopulmonar exibiu os seguintes resultados: tempo de ventila????o mec??nica neonatal >10 dias (OR: 54,00 [11,55-278,25] p=0,000); idade gestacional <30 semanas (OR: 6,33 [1,26-43,06] p=0,017) peso ???1.000 g (OR: 4,82 [1,34-17,53] p=0,010); peso ???1.500 g (OR: 14,09 [1,82-300,50] p=0,003; persist??ncia do canal arterial (OR: 12,33 [3,07-50,10], p=0,000); doen??a da membrana hialina (OR: 8,46 [2,21-35,00] p=0,000); pneumonia cong??nita (OR: 7...

Estudo da mec??nica respirat??ria em pacientes submetidos ?? ventila????o mec??nica na Unidade de Pacientes Graves do Instituto Fernandes Figueira

Amendola, Luis Fernando Ponce
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.51%
O valor m??dio encontrado para complac??ncia do sistema respirat??rio foi de 0,42ml/cmH2O/kg, considerado muito baixo para qualquer idade. A m??dia da resist??ncia se mostrou elevada para qualquer faixa et??ria. O comprometimento da mec??nica respirat??ria foi associado ?? presen??a de inj??ria pulmonar e sepse. Foram encontradas associa????es, com signific??ncia estat??stica, em rela????o ?? baixa complac??ncia/kg e maiores altera????es no ??ndice de ventila????o. A resist??ncia alta foi relacionada aos piores ??ndices de ventila????o e mais baixas rela????es PaO2/FiO2. Os demais ??ndices testados n??o se correlacionaram com as altera????es da resist??ncia e da complac??ncia.Quando feita a an??lise morfol??gica das curvas obtidas, foi poss??vel detectar sinais que traduzem informa????es importantes em rela????o ?? mec??nica pulmonar, como sinais de obstru????o expirat??ria e hiperdistens??o alveolar. Tamb??m foram obtidos subs??dios sobre a necessidade de mudan??as nos par??metros do respirador e poss??veis falhas de funcionamento, como vazamento no circuito, presen??a de PEEP inadvertida e volumes an??malos. Conclus??es: medidas quantitativas de complac??ncia e resist??ncia do sistema respirat??rio devem ser incorporadas ??s rotinas das unidades de terapia intensiva pedi??trica...

Avalia????o da ventila????o pulmonar mec??nica em rec??m-nascidos no Instituto Fernandes Figueira

Lamy Filho, Fernando
Fonte: Instituto Fernandes Figueira Publicador: Instituto Fernandes Figueira
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.89%
A ventila????o pulmonar mec??nica v??m sendo utilizada no tratamento dos dist??rbios respirat??rios graves dos rec??m-nascidos, principalmente dos prematuros, desde o in??cio da d??cada de sessenta. Esta tecnologia m??dica se constitui em um recurso terap??utico imprescind??vel nas unidades de terapia intensiva neonatal e exige a presen??a de uma equipe bem treinada de profissionais m??dicos e de enfermagem, dentre outros. Tamb??m ?? necess??rio o uso de equipamentos sofisticados, al??m de uma complexa infraestrutura laboratorial. Mas apesar de sua import??ncia, a ventila????o pulmonar mec??nica neonatal encerra riscos de complica????es de curto, m??dio e longo prazos. Com o objetivo de conhecer e avaliar informa????es sobre estrutura, processo e resultados da ventila????o pulmonar mec??nica em nosso meio, foram revistos os prontu??rios m??dicos de 210 rec??m-nascidos ventilados na UTIN do Instituto Fernandes Figueira, FIOCRUZ, Rio de Janeiro, durante os anos de 1991, 1992 e 1993. Foram coletados dados sobre a estrutura da UTIN, gesta????o, tipo de parto, caracter??sticas da interna????o e evolu????o cl??nica dos pacientes. Al??m disso, tamb??m foram colhidas informa????es sobre o processo de ventila????o mec??nica propriamente dito...

Anemia na prematuridade e a decis??o de transfundir

Moreira, Maria Elisabeth Lopes
Fonte: Instituto Fernandes Figueira Publicador: Instituto Fernandes Figueira
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.07%
Com o advento das Unidades de Terapia Intensiva Neonatal e um aprimoramento na assist??ncia aos pacientes de alto-risco, a sobreviv??ncia de rec??m-nascidos muito pequenos aumentou significativamente, contribuindo para um aumento na utiliza????o de concentrados de hem??cias no per??odo neonatal. Atualmente este grupo de RNs prematuros e enfermos ?? o grupo mais transfundido mundialmente. Considerando o fato de que as transfusoes n??o s??o isentas de riscos, e que a anemia ?? comum na popula????o de RNs com peso igual ou menos que 1500g, resolvemos avaliar a utiliza????o de concentrados de hem??cias em uma UTI Neonatal, revisando os crit??rios para indica????o, o perfil da popula????o e as patologias relacionadas a um maior risco de transfus??o. Al??m disto verificamos tamb??m a utiliza????o de transfusoes ano a ano no decorrer do per??odo estudado (1985-1991). Observamos que em um total de 193 RNs com peso menor ou igual a 1500g, 120 (67 por cento) foram transfundidos. Este n??mero aumenta para 92,7 por cento nos RNs com menos de 1000g. A m??dia de transfusoes no grupo estudado foi de 3,7 transfusoes. As vari??veis mais relacionadas a transfusoes no modelo resultante da regress??o logistica foi o peso, o uso de ventila????o mecanica...

A interven????o t??cnica em pequenas ind??strias de fabrica????o e reforma de baterias chumbo-??cidas: proposta para melhoria da qualidade do ar e preserva????o da sa??de do trabalhador

Fortes, J??lio Domingos Nunes
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Tese de Doutorado
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.37%
Os estudos foram centrados na compreens??o de que os ambientes das empresas de pequeno porte, com potencial produtivo transformador de mat??rias primas b??sicas, opera muitas vezes em condi????es em que o trabalho se desenvolve sob concentra????o de poluentes acima de valores aceit??veis, impondo ao trabalhador o comprometimento de sua sa??de. Estes trabalhadores se submetem a tais condi????es devido ??s press??es sociais a que est??o sujeitos. A aplica????o ??s f??bricas de baterias chumbo-??cidas resultou da simplicidade do processo de produ????o, com uso de m??o de obra de baixa qualifica????o. Buscou-se dotar o ambiente de trabalho destas empresas de um sistema de ventila????o geral diluidora que procedesse ao abaixamento da concentra????o dos contaminantes gerados no processo de trabalho, de modo que sejam satisfat??rias as condi????es de qualidade do ar dos ambientes internos, em termos de sa??de do trabalhador. O ar repassado ao exterior, dever?? atender aos limites conhecidos de salvaguarda da sa??de p??blica. O modelo desenvolvido mostrou capacidade de controlar o ar interno, circulante, nas fabricas de baterias chumbo-??cidas, mantendo-o dentro dos limites aceit??veis. Resultou de um conjunto de pesquisas, onde se conciliou a base te??rica...

Estudo comparativo da press??o de di??xido de carbono arterial e do expirado em neonatos sob ventila????o mec??nica em uma UTI neonatal

Fiatt, Marciane Pesamosca
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.63%
O objetivo principal deste estudo ?? avaliar e analisar a correla????o entre a press??o final do di??xido de carbono exalado (PetCO2) e a press??o parcial de di??xido de carbono arterial (PaCO2) em pacientes neonatos pr??-termos (aqueles nascidos antes de completar 37 semanas de idade gestacional). Estudo quantitativo, observacional, comparativo com rec??m-nascidos internados em uma Unidade de terapia Intensiva Neonatal que necessitarem de ventila????o mec??nica invasiva por mais de 24 horas e coleta de gasometria arterial. Ser??o exclu??dos os RN ventilados com ventila????o de alta frequ??ncia, os portadores de malforma????es cong??nitas e aqueles com instabilidade t??rmica. Ser?? registrado a m??dia de 3 valores da PetCO2 durante a coleta de gasometria (01 minuto antes, durante e 01 minuto ap??s), numa ficha de avalia????o, onde tamb??m ser??o anotados dados do paciente, como idade gestacional e peso de nascimento, dias de ventila????o mec??nica e par??metros utilizados, doen??a de base e severidade da doen??a pulmonar( avaliada pelo ??ndice de oxigena????o, press??o m??dia das vias a??reas, fra????o inspirada de oxig??nio e rela????o press??o parcial arterial do oxig??nio/press??o parcial alveolar de oxig??nio) para posterior an??lise estat??stica. Ser?? necess??rio avaliar 137 pares de medidas de PaCO2 e do PetCO2...

Conhecimento da equipe de enfermagem e cultura de seguran??a: an??lise sist??mica dos riscos na assist??ncia ao doente cr??tico em ventila????o mec??nica invasiva

Schwonke, Camila Rose Guadalupe Barcelos
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande Publicador: Universidade Federal do Rio Grande
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
56.74%
Tese(doutorado) - Universidade Federal do Rio Grande, Programa de P??s-Gradua????o em Enfermagem, Escola de Enfermagem, 2012.; O cuidado ?? sa??de vem sendo, na atualidade, sistematicamente influenciado por mudan??as produzidas no ??mbito da tecnologia, o que tem gerado diversas inquieta????es e indaga????es acerca dos benef??cios, riscos e das rela????es constru??das entre trabalhadores, doentes e a utiliza????o dessas tecnologias como instrumentos imprescind??veis ao cuidado de enfermagem/sa??de. Neste contexto, as Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) emergem como ambientes de cuidados em sa??de altamente tecnologizados, em que a ventila????o mec??nica se constitui na tecnologia mais comumente empregada, exigindo dos profissionais envolvidos na assist??ncia conhecimentos espec??ficos e das institui????es dispositivos de gest??o que garantam um cuidado de enfermagem seguro aos doentes cr??ticos que dependem desta terap??utica. Diante do exposto, foi elaborada a seguinte tese: A equipe de enfermagem possui d??ficits de conhecimento acerca da assist??ncia ao doente cr??tico em ventila????o mec??nica invasiva, que predisp??em a riscos na assist??ncia, especialmente, quando atua em organiza????es de sa??de em que a cultura de seguran??a pautada na abordagem sist??mica dos fatores que envolvem a ocorr??ncia de erros ?? fr??gil. O objetivo deste estudo foi verificar o conhecimento dos profissionais de enfermagem que atuam em UTI Adulto acerca da assist??ncia ao doente cr??tico em ventila????o mec??nica invasiva e identificar as atitudes...

Avalia??o da atividade farmacol?gica de Cissus verticillata Nicolson & C. E. Jarvis subsp. verticillata como antioxidante, antif?ngico, hipoglicemiante e cicatrizante

Braga, Tatiane Vieira
Fonte: Programa de P?s-Gradua??o em Ci?ncias Farmac?uticas. CIPHARMA, Escola de Farm?cia, Universidade Federal de Ouro Preto. Publicador: Programa de P?s-Gradua??o em Ci?ncias Farmac?uticas. CIPHARMA, Escola de Farm?cia, Universidade Federal de Ouro Preto.
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.06%
A esp?cie Cissus verticillata (L.) Nicolson & C. E. Jarvis subsp. verticillata ? conhecida popularmente como ?insulina vegetal? e utilizada popularmente como hipoglicemiante. Neste trabalho avaliou-se primeiramente o processo de coleta e secagem da amostra vegetal e a qualidade de amostras comerciais de ?insulina vegetal?. O material vegetal foi coletado em Ouro Preto, Minas Gerais, e a exsicata depositada no Herb?rio Jos? Badini da UFOP (OUPR 20570). As folhas de C. verticillata verticillata possuem teor de ?gua de 85,52%. O processo de secagem em estufa de ventila??o for?ada, a temperatura de 45?C, foi eficaz, proporcionando folhas com teor de 11,47% de umidade e 17,99% de cinzas totais. Nas amostras comerciais de ?Insulina vegetal? foram encontrados altos valores na carga de mes?filos aer?bios. O perfil cromatogr?fico de C. verticillata verticillata confirmou a presen?a de rutina na fra??o acetato de etila das folhas. Tamb?m foi avaliado a atividade antioxidante atrav?s da determina??o de compostos fen?licos totais e metodologia do DPPH. A quantifica??o de compostos fen?licos totais em EHA, FD e FA foi respectivamente 381,0, 52,0 e 2574,0 mg/mL em equivalentes de ?cido t?nico. A atividade antioxidante determinada atrav?s da metodologia do DPPH foi de 11...

Gest?o de riscos em minas subterr?neas : avalia??o da ventila??o em minas profundas.

Machado, Hermano Gomes
Fonte: Programa de P?s-Gradua??o em Engenharia Geot?cnica. N?cleo de Geotecnia, Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto. Publicador: Programa de P?s-Gradua??o em Engenharia Geot?cnica. N?cleo de Geotecnia, Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto.
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
76.78%
Esta disserta??o pretende testar a seguran?a operacional para v?rios cen?rios de produ??o para a mina de Cuiab?, minera??o subterr?nea de ouro no Brasil, localizada na regi?o metropolitana de Belo Horizonte, na cidade de Sabar?, estado de Minas Gerais, levando em considera??o os princ?pios e os conceitos de avalia??o de riscos para ventila??o de minas subterr?neas profundas. V?rios cen?rios de produ??o aplic?veis aos ambientes laborais s?o avaliados por meio de uma abordagem de modelagem computacional, utilizando-se do Visual Ventsim?, software para simula??o de ventila??o de minas e projetos de ventila??o. A inten??o ? testar a seguran?a operacional da mina para uma taxa de produ??o m?xima hi pot?tica advinda da an?lise de jazidas mineralizadas, comparada com o cen?rio atual de produ??o. As condi??es ambientais subterr?neas para garantir as c ondi??es adequadas para os trabalhadores das minas e os equipamentos s?o obedecem aos requisitos legais. Os modelos levam em conta redes complexas, usando condi??es ambientais locais, condutividade t?rmica, difusividade t?rmica e calor espec?fico das rochas, as se??es retas e dimens?es, bem como sua resist?ncia ao fluxo e ar. Os par? metros foram obtidos por medi??o local ou com base em testes laboratoriais. Os modelos aplicados s?o calibrados contra medi??es e observa??es efetuadas in situ para se obter um modelo com uma ader?ncia de 95%. Os modelos obtidos provaram estar totalmente integrados com a an?lise dos fluxos de ventila??o...

Fatores de risco para pneumonia associada a ventila??o mec?nica: estudo de caso controle

MARSOLA, Lourival Rodrigues
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
56.74%
A pneumonia associada a ventila??o mec?nica ? a infec??o hospitalar mais comum em pacientes de unidade de terapia intensiva. Estrat?gias de preven??o podem ser mais bem elaboradas com o conhecimento dos fatores de risco para esta infec??o. Com o objetivo principal de identificar fatores associados com maior risco de desenvolvimento de pneumonia em pacientes que recebem ventila??o mec?nica, foi realizado estudo retrospectivo, caso controle, n?o pareado, em uma unidade de terapia intensiva, cl?nico-cir?rgica, de um hospital universit?rio na cidade de Bel?m do Par?, Brasil. O per?odo de estudo foi de 19 meses (janeiro de 2003 a julho de 2004). Os crit?rios de defini??o foram adaptados a partir dos crit?rios dos Centers for Diseases Control and Prevention. Foram avaliadas caracter?sticas demogr?ficas, procedimentos invasivos, morbidades associadas e vari?veis dependentes de tempo (ventila??o mec?nica, nutri??o, exposi??o a drogas), entre outros fatores, em 27 casos e 27 controles. A pneumonia associada ? ventila??o mec?nica teve uma taxa bruta e incid?ncia por 1000 ventiladores/dia de 10,6% e 12,3 epis?dios, respectivamente. O tempo m?dio de perman?ncia na unidade de terapia intensiva dos pacientes foi de 34,2 ? 27,7 dias, enquanto dos controles foi de 15...

Sepse e choque s?ptico: avalia??o de fatores preditivos em crian?as portadoras de doen?as oncol?gicas admitidas na unidade de terapia intensiva pedi?trica

ALCOCER, Victor Nelson Pacheco
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.53%
Trata-se de um estudo prospectivo, que analisou fatores preditivos relacionados com a evolu??o da sepse e choque s?ptico em pacientes portadores de doen?as oncol?gicas linfoproliferativas e tumora??es s?lidas que foram admitidos na Unidade de Terapia Intensiva Pedi?trica do Hospital Ophir Loyola e validou o escore PRISM III para predizer a evolu??o dos mesmos. Foram inclu?dos os pacientes na faixa et?ria de 30 dias a 16 anos internados no per?odo de dezembro de 2007 a mar?o de 2008 e que sobreviveram nas primeiras 24 horas. Os dados dos pacientes, constando par?metros epidemiol?gicos, cl?nicos, laboratoriais, tratamento realizado e evolu??o para ?bito ou alta foram coletados atrav?s de uma ficha cl?nica, assim como o escore PRISM coletado nas primeiras 24 horas de admiss?o na unidade. Realizou-se a an?lise estat?stica de regress?o log?stica, atrav?s das vari?veis epidemiol?gicas, cl?nicas e laboratoriais. Os resultados demonstraram que a idade m?dia dos pacientes foi de 72,8 meses, sendo que 66,18% do sexo masculino, com m?dia de tempo de interna??o de 12,10 dias, e a maior porcentagem (69,12%) procedente do interior do estado e de outros estados. A causa mais frequente de admiss?o foi a sepse (41,18%), mais da metade apresentou neutropenia febril (55...

An?lise do desempenho energ?tico de edifica??es: aplica??o anal?tica do RTQ-C no Edif?cio do Ceamazon

OLIVEIRA, Bruno Gabriel Freitas
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
46.07%
Um dos grandes entraves para o desenvolvimento econ?mico mundial ? a crescente demanda por energia e consequente aumento da utiliza??o de recursos naturais para prov?-la. Pa?ses em desenvolvimento, como o Brasil, apresentaram progressivo consumo de energia per capita nos ?ltimos anos. Embora a sua maioria seja proveniente de usinas hidrel?tricas (fontes n?o poluidoras) sua constru??o causa grande impacto ambiental. De todo o percentual energ?tico gerado, as edifica??es s?o respons?veis pelo consumo de aproximadamente 40% e este percentual tende a aumentar mediante o crescimento da constru??o civil no pa?s. Diante da problem?tica, o combate ao desperd?cio, a racionaliza??o e o uso sustent?vel da energia consumida pelas edifica??es est?o diretamente ligados ? redu??o do impacto ao meio ambiente, postergando a necessidade de aumento da matriz energ?tica nacional. Neste contexto ? criado o Regulamento T?cnico da Qualidade do N?vel de Efici?ncia Energ?tica de Edif?cios Comerciais, de Servi?o e P?blicos (RTQ-C). Este trabalho consiste em uma aplica??o cr?tica do RTQ-C utilizando a metodologia prescritiva, tendo como enfoque aspectos relativos a sua aplicabilidade e avalia??o de conforto t?rmico e lum?nico, tendo como premissa que o alto desempenho energ?tico da edifica??o s? ? plenamente alcan?ado quando s?o garantidas condi??es satisfat?rias de conforto ambiental aos usu?rios. Para tanto foi necess?ria uma etapa minuciosa de levantamento de dados e medi??es ?in loco? de temperatura do ar...

Avalia??o atrav?s do desempenho t?rmico de edifica??o verticalizada em Bel?m-PA

VINAGRE, Nat?lia Daniele de Lima
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
46.07%
A presente disserta??o de mestrado estuda o desempenho t?rmico de materiais de fachada em uma edifica??o verticalizada na cidade de Bel?m ? PA, Brasil. Este trabalho tem por objetivo contribuir com estudo do desempenho t?rmico e efici?ncia de materiais utilizados na envolt?ria das edifica??es residenciais verticalizadas, entre os elementos opacos, foram selecionados dois tipos de materiais, bastante utilizados atualmente na constru??o civil, a pintura e revestimento cer?mico. Tamb?m estuda-se a influ?ncia da altura da edifica??o sobre seu desempenho t?rmico e efici?ncia energ?tica. O estudo foi desenvolvido com o uso de modelagem em c?digo computacional no programa EnergyPlus que permite avaliar o desempenho t?rmico da edifica??o, a influ?ncia da altura na efici?ncia energ?tica da mesma. Compara-se o desempenho t?rmico dos dois materiais selecionados, verificou-se que o pr?dio com revestimento cer?mico apresentou a temperatura interna m?dia anual de 0,42 ? C acima da temperatura referente ao pr?dio pintado, portanto com menor desempenho t?rmico. A influ?ncia da altura do pavimento n?o produziu uma varia??o significativa na temperatura interna, pois com seu acr?scimo, ocorreu pequena diminui??o da temperatura interna, com gradiente t?rmico da ordem de -0...

Tecnologia da informa????o como suporte ?? gest??o em controle de infec????es hospitalares: impacto na qualidade assistencial

Brasil. Minist??rio da Educa????o (MEC); Hospital de Cl??nicas de Porto Alegre (HCPA); Rio Grande do Sul. Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
Fonte: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP) Publicador: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP)
Tipo: Relato de Experi??ncia
IDIOMA::PORTUGU??S:PORTUGU??S:PT
Relevância na Pesquisa
66.07%
O controle de infec????es hospitalares (CIH) implica a????es complexas e multifacetadas, representando um observat??rio privilegiado das pr??ticas de gest??o. Relata-se aqui o desenvolvimento de ambiente de informa????es gerenciais no Hospital de Cl??nicas de Porto Alegre (HCPA) e seu impacto na institui????o. A tecnologia da informa????o permitiu a cria????o de interface ??nica e a an??lise dos diferentes indicadores epidemiol??gicos de forma intuitiva. Foi desenvolvido um banco de dados orientados a assuntos que permitissem a vis??o multidimensional dos indicadores e a comparabilidade externa. Houve mudan??a no perfil de a????o dos profissionais de CIH n??o apenas pela redu????o do tempo e do trabalho gastos com a coleta exclusiva dos dados, mas principalmente pela interven????o direta nos processos assistenciais. Entre outros exemplos, houve redu????o nas taxas hiperend??micas de infec????o associadas ?? ventila????o mec??nica, com impacto sist??mico; N??mero de p??ginas: 5 p.; Classifica????o::Administra????o P??blica. Teoria Geral da Administra????o::Desenvolvimento Gerencial::Inova????o; Iniciativa premiada no 8?? Concurso Inova????o na Gest??o P??blica Federal sob responsabilidade de Beatriz Graeff Santos Seligman, Coordenadora da Comiss??o de Controle de Infec????o Hospitalar. A????es premiadas no 8?? Concurso Inova????o na Gest??o P??blica Federal ??? 2003; ??reas tem??ticas: gest??o da informa????o; gerenciamento de informa????es

O que os pediatras conhecem sobre avalia??o e tratamento da dor no rec?m-nascido?

CHERMONT, Aurimery Gomes; GUINSBURG, Ruth; BALDA, Rita de C?ssia Xavier; KOPELMAN, Benjamin Israel
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
46.37%
OBJETIVO: analisar os conhecimentos dos pediatras que atuam com pacientes neonatais em rela??o ? avalia??o e o tratamento da dor do rec?m-nascido. M?TODOS: estudo transversal com 104 pediatras (de um total de 110) que trabalhavam em 1999 a 2001, nas sete unidades de terapia intensiva e nos 14 ber??rios da cidade de Bel?m, e responderam a um question?rio escrito com perguntas a respeito do seu perfil demogr?fico e do conhecimento de m?todos de avalia??o e de tratamento da dor no rec?m-nascido. RESULTADOS: cem por cento dos m?dicos referiram acreditar que o rec?m-nascido sente dor, mas apenas um ter?o deles conhecia alguma escala para avaliar a dor nessa faixa et?ria. A maioria dos entrevistados referia perceber a presen?a de dor no rec?m-nascido por meio de par?metros comportamentais. O choro foi o preferido para avaliar a dor do beb? a termo; a m?mica facial para o prematuro, e a freq??ncia card?aca para o neonato em ventila??o mec?nica. Menos de 10% dos entrevistados diziam usar analgesia para pun??es venosas e capilares; 30 a 40% referiam empregar analgesia para pun??es lombares, disseca??es venosas, drenagens de t?rax e ventila??o mec?nica. Menos da metade dos entrevistados referiu aplicar medidas para o al?vio da dor no p?s-operat?rio de cirurgia abdominal em neonatos. O opi?ide foi o medicamento mais citado para a analgesia (60%)...

Avalia??o do desempenho t?rmico de coberturas met?licas utilizadas em edifica??es estruturadas em a?o.

Dias, Alexandra da Silva
Fonte: Programa de P?s Gradua??o em Engenharia Civil. Departamento de Engenharia Civil, Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto. Publicador: Programa de P?s Gradua??o em Engenharia Civil. Departamento de Engenharia Civil, Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto.
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
56.07%
Uma cobertura eficiente deve apresentar caracter?sticas tais como estanqueidade, resist?ncia ao impacto, leveza e durabilidade, al?m de propriedades termofisicas adequadas ?s condi??es clim?ticas externas. No Brasil, muitos estudos v?m sendo desenvolvido com o intuito de avaliar a comportamento t?rmico de v?rios tipos de telhas. Todavia, poucos avaliam a contribui??o das telhas compostas por materiais met?licos e a geometria do telhado para o ganho t?rmico interno de uma edifica??o. Desta forma, este estudo procurou avaliar o desempenho t?rmico de diferentes tipologias de coberturas met?licas utilizadas em galp?es estruturados em a?o, para as oito zonas bioclim?ticas, estabelecidas pela norma NBR 15220. S?o avaliadas a cor e a forma do telhado e tamb?m o material da telha. O desenvolvimento do trabalho foi dividido em duas etapas: a primeira, investigativa, sobre galp?es e coberturas met?licas mais utilizadas no pa?s e a segunda etapa consistiu na realiza??o de simula??es num?ricas, utilizando software Energy Plus. Para avalia??o do desempenho t?rmico, utilizou-se como par?metro de avalia??o a evolu??o temporal da temperatura interna do galp?o e a temperatura superficial da cobertura. Os resultados obtidos mostraram que as tipologias de coberturas que permitem ventila??o natural apresentam melhor desempenho...

Ventila??o natural em galp?es utilizando lanternins

Mazon, Ana Am?lia Oliveira
Fonte: Programa de P?s Gradua??o em Engenharia Civil. Departamento de Engenharia Civil, Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto. Publicador: Programa de P?s Gradua??o em Engenharia Civil. Departamento de Engenharia Civil, Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto.
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
76.81%
A ventila??o natural no interior das edifica??es proporciona condi??es favor?veis de conforto t?rmico aos ocupantes, al?m da melhoria da qualidade do ar interno. O projeto arquitet?nico, mesmo quando otimizado em rela??o aos v?rios n?veis de conforto, nem sempre ? suficiente para atingir plenamente a satisfa??o dos usu?rios de uma edifica??o. Para se estar satisfeito com a arquitetura, esta precisa ser resultado de um conjunto de elementos que incluem o entorno, o projeto e tamb?m o uso racional dos ambientes constru?dos. Estes elementos devem estar associados ao conforto e satisfa??o dos usu?rios e a funcionalidade. No caso da constru??o de galp?es industriais e edifica??es comerciais, ? usual construir aberturas nas coberturas (lanternins) al?m daquelas aberturas nas fachadas, para se obter ilumina??o natural e tamb?m melhorar a ventila??o natural. A efici?ncia da ventila??o natural numa edifica??o est? associada ao n?mero, posi??o, tipo e tamanho das aberturas existentes para a passagem de ar (entrada e sa?da) e tamb?m ? a??o combinada das for?as do vento e das diferen?as de temperatura (efeito chamin?). Este trabalho enfoca a ventila??o natural em galp?es por meio de lanternins nas coberturas. Apresenta-se uma modelagem matem?tica...

Bronchopulmonary dysplasia prediction model for 7-day-old infants

Bhering, C. A.; Mochdece, Christieny C.; Moreira, Maria Elisabeth Lopes; Rocco, Jos?? R.; Sant' Anna, Guilherme M.
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica
Relevância na Pesquisa
46.36%
Objetivo: Desenvolver um modelo preditivo capaz de identificar, aofinal da primeira semana de vida, os rec??m-nascidos prematuros commaior probabilidade de evoluir para displasia broncopulmonar (DBP).M??todos: Os dados foram coletados retrospectivamente entrejaneiro de 1998 e julho de 2001, e prospectivamente de agosto de 2001 ajulho de 2003. Foram inclu??das todas as crian??as nascidas na Institui????o,com idade gestacional menor que 34 semanas e peso de nascimento menor que 1.500 g. Osprincipais fatores de risco foram submetidos inicialmente a uma an??liseunivariada, seguida de regress??o log??stica. As vari??veis significativasforam utilizadas na montagem da f??rmula para c??lculo da probabilidadede ocorr??ncia de DBP. O modelo foi calibrado, e a discrimina????o avaliadapela curva ROC. De agosto de 2003 a julho de 2005, o modelo foi aplicadoem outra popula????o para valida????o.Resultados: Foram inclu??das 247 crian??as, das quais 68 evolu??rampara DBP, sendo divididas da seguinte maneira: leve = 35 (51,4 por cento),moderada = 20 (29,4 por cento) e grave = oito (11,7 por cento). Quatro vari??veismantiveram signific??ncia em rela????o ?? DBP: idade gestacional #8804; 30semanas, persist??ncia do canal arterial, ventila????o mec??nica > 2 dias eperda de > 15 por cento do peso de nascimento no s??timo dia de vida. Nospacientes com todas as vari??veis presentes...

Depend??ncia cr??nica de ventila????o pulmonar mec??nica na assist??ncia pedi??trica: um debate necess??rio para o SUS; Chronic dependence on mechanical pulmonary ventilation in pediatric care: a necessary debate for Brazil's Unified Health System

Costa, Maria Tereza Fonseca da; Gomes, Maria Auxiliadora de Sousa Mendes; Pinto, M??rcia
Fonte: Associa????o Brasileira de Sa??de Coletiva Publicador: Associa????o Brasileira de Sa??de Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
56.52%
Pessoas com depend??ncia prolongada de ventila????o pulmonar mec??nica necessitam de cuidados permanentes e de equipamentos, que podem alongar muito a perman??ncia hospitalar, determinando uma dificuldade de acesso para pacientes com agravos agudos, assim como transtornos pessoais com limita????o da qualidade de vida de seus familiares ou cuidadores, devido aos longos per??odos de interna????o. Esta revis??o cr??tica de publica????es sobre depend??ncia de ventila????o pulmonar mec??nica em crian??as e adolescentes objetivou disponibilizar informa????es organizadas de modo sistem??tico, a fim de subsidiar o debate sobre o tema, considerando que as mudan??as de perfil epidemiol??gico e o crescente acesso tecnol??gico determinam necessidades como leitos de terapia intensiva e complexa assist??ncia domiciliar para pacientes cr??nicos, ainda com limites de oferta e regula????o no sistema p??blico de sa??de brasileiro.

Cria????o de animais silvestres: sensibiliza????o da popula????o contra esta a????o atrav??s da divulga????o de cartilha educativa

Petry, Wagner de Oliveira
Fonte: Centro Universitário de Brasília Publicador: Centro Universitário de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.07%
Animais silvestres t??m sido mantidos como animais de estima????o por s??culos em todo o mundo. No Brasil algumas esp??cies silvestres s??o legalmente criadas e comercializadas, por??m h?? tamb??m um crescente aumento no n??mero de criadores ilegais desse tipo de animal. Para que um animal chegue at?? o seu comprador o mesmo deve ser capturado e transportado, normalmente at?? feiras ou criadouros ilegais. Nesse trajeto, esses animais al??m de estarem sendo retirados de seus habitats de origem, passam por diversas situa????es nas quais resultam em alta chance de mortalidade. Os animais s??o transportados nas piores condi????es poss??veis, sendo escondidos em fundos de malas ou caixote sem ventila????o e ficam v??rios dias sem comer e sem beber. Este trabalho tem como objetivo confeccionar uma cartilha informativa para promover a compreens??o e discutir os problemas relacionados ao tr??fico de animais e ?? cria????o ilegal de animais silvestres. A educa????o ambiental faz-se necess??ria uma vez que o cidad??o deve ter conhecimentos sobre fatos que trazem preju??zos n??o somente para ele, mas tamb??m para os animais e o ambiente que o cerca, buscando diminuir a????es decorrentes da atividade humana. Para se atingir o objetivo, foi elaborada uma cartilha como material did??tico...