Página 1 dos resultados de 15385 itens digitais encontrados em 0.009 segundos

Alta velocidade ferroviária em Portugal : viabilidade económica do transprte de passageiros nos eixos prioritários

Maranhão, Nuno Filipe Ramos
Fonte: FEUC Publicador: FEUC
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.71%
A possibilidade dos corredores Lisboa/Madrid e Lisboa/Porto serem ligados por um serviço de alta velocidade ferroviária foi estudada, sob o pressuposto de que a modelação da procura por transportes é influenciada pelo tempo de viagem e pela tarifa. Tendo por base a literatura de referência e um quadro de simulações das opções modais mais competitivas, conclui-se pela sua inviabilidade económica. Na ligação Lisboa/Madrid o avião e o comboio de alta velocidade são mais competitivos do que o automóvel privado. Todavia, embora sejam equivalentes no tempo da deslocação porta a porta, o avião é mais competitivo do que o comboio na tarifa o que leva, também, o comboio a uma procura insuficiente. A ligação Lisboa/Porto, por configurar uma deslocação regional, favorece um serviço ferroviário em velocidade elevada, em detrimento da alta velocidade. Embora seja necessário investir na requalificação da Linha do Norte para aumentar a velocidade média do serviço atual, deve-se privilegiar a eficiência geral da rede, porque um serviço que ofereça deslocações porta a porta abaixo das três horas será competitivo com o automóvel, o principal rival neste eixo.; Dissertação de mestrado em Economia (Economia industrial)...

Determinação da velocidade de 20m em crianças : relação com o salto vertical, IMC e idade

Morouço, Pedro; Leitão, Paulo; Dias, Pedro; Amaro, Nuno
Fonte: Alto Rendimiento Servicios Editoriales y Formación Deportiva S.L. Publicador: Alto Rendimiento Servicios Editoriales y Formación Deportiva S.L.
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
36.71%
A determinação da velocidade de sprint em atletas e a respetiva relação com o salto vertical é analisada em vários estudos com o intuito de estimar as forças e potência de um atleta numa perspetiva de melhorar o seu rendimento. No entanto, são escassos os estudos que analisem essas relações em crianças. Os objetivos do presente estudo são caracterizar os parâmetros resultantes de saltos e velocidade em crianças de ambos os géneros, identificando também as respetivas diferenças. Pretendemos corroborar a existência de associações entre estes dois tipos de movimento: saltos e corrida. A amostra foi constituída por 93 crianças (24 raparigas e 69 rapazes) com idades compreendidas entre os 10 e os 15 anos de idade. Cada criança efetuou dois saltos verticais (com e sem movimento dos membros superiores) e um teste de velocidade máxima em corrida. Os rapazes apresentaram melhores performances nos saltos e velocidade. Os saltos com movimento dos membros superiores obtiveram melhores resultados que sem movimento dos membros superiores. As relações entre saltos e velocidade foram maiores quando utilizado o trabalho, e não a altura, de salto. Para as crianças estudadas é necessário considerar o IMC e a idade para a predição da velocidade de sprint.

"Influência da velocidade de rotação e do número de usos no tempo de trabalho e na fratura de instrumentos rotatórios de níquel-titânio" ; Influence of rotational speed and simulated clinical use on breakage and instrumentation time of rotary nickel-titanium files

Lauretti, Luis Guilherme Bertoni
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/04/2006 PT
Relevância na Pesquisa
36.73%
Inúmeras são as vantagens da utilização de instrumentos rotatórios de níquel-titânio no preparo químico-cirúrgico, como por exemplo, melhor modelagem dos canais curvos e uma diminuição significativa no tempo de trabalho. Todavia, a maior preocupação no uso desses instrumentos tem sido a sua fratura, principalmente, por sua ocorrência estar ligada a diferentes fatores. O objetivo do presente estudo foi avaliar a influência da velocidade de rotação e do número de usos, no tempo de trabalho e na ocorrência de fraturas de instrumentos de dois sistemas rotatórios de níquel-titânio (K3 e RaCe), em canais simulados com mesmo ângulo de curvatura. Foram avaliados os instrumentos 25/.04 dos dois sistemas nas velocidades de 180, 350, 600 rpm ao instrumentarem 5 mm referentes à curvatura dos canais simulados. Para cada velocidade foram utilizadas limas com 1, 2 e 3 usos. Um contra-ângulo foi adaptado a um dispositivo calibrado para realizar movimentos padronizados de penetração nos canais simulados. Foram mensurados: o tempo necessário para instrumentar a curvatura do canal e a quantidade de fraturas ocorridas. Os resultados obtidos foram submetidos a ANOVA sendo em seguida empregado o teste de Tukey (α=5%). Sob as condições desse experimento...

Contribuição ao estudo de aerogeradores de velocidade e passo variáveis com gerador duplamente alimentado e sistema de controle difuso; Contribution to the study of fuzzy control applied to variable-speed variable-pitch wind generators with double-fed induction generator

Amêndola, Cesar Augusto Moreira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 05/10/2007 PT
Relevância na Pesquisa
36.71%
A captação eficaz da energia eólica ocorre por meio de turbinas de três pás com ângulo de passo e velocidade de rotação ajustáveis, sendo o ajuste do ângulo de passo utilizado para limitar a captação de energia na ocorrência de ventos muito fortes e o ajuste da velocidade de rotação utilizado para maximizar a captação da energia cinética dos ventos fracos. Neste regime de operação, o gerador deve converter a energia mecânica de entrada, caracterizada por velocidade de rotação e conjugado variáveis, em energia elétrica de saída nos padrões da rede elétrica a que estão conectados, caracterizada por tensão de valor eficaz e freqüência constantes. No presente trabalho, a conversão eletromecânica de energia é realizada por um gerador de indução duplamente alimentado, excitado pelos enrolamentos rotóricos por meio de um conversor eletrônico. O comportamento estocástico dos ventos e as não linearidades significativas da turbina eólica e do gerador motivaram a utilização de controladores difusos, elaborados de acordo com a seguinte metodologia: a base de regras foi estabelecida a partir dos princípios físicos e da dinâmica desejada para o sistema em malha fechada; as funções de pertinência de entrada foram distribuídas de maneira a garantir uma maior sensibilidade nas regiões próximas ao valor de referência; a distribuição das funções de pertinência de saída proporciona um aumento significativo da intensidade da ação de controle conforme a saída do sistema se afaste do valor de referência; e...

Capacidade e relação fluxo-velocidade em autoestradas e rodovias de pista dupla paulistas; Capacity and speed-flow relationship for freeways and multilane highways in the state of São Paulo

Andrade, Gustavo Riente de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 07/05/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.75%
Neste trabalho, calibra-se um modelo que descreva a relação fluxo-velocidade em autoestradas e rodovias de pista dupla, considerando as recomendações tecidas pelos autores envolvidos na elaboração do modelo do Highway Capacity Manual - HCM 2010. Para tanto, foi utilizada uma amostra de 788.122 observações, coletadas por 25 estações em quatro rodovias paulistas: SP-348, SP-021, SP-280 e SP 270. A análise dos dados mostrou que, conforme preconizado pelo HCM 2010, existe um intervalo de fluxos no qual a velocidade se mantém constante, o que corresponde à velocidade de fluxo livre. Em seguida, verificou-se que a classificação do HCM 2010, entre autoestradas e rodovias de pista dupla, não se mostra adequada para a amostra estudada, tendo sido indicada a divisão entre rodovias urbanas e rurais. Para esses grupos, foram propostos valores representativos para a capacidade e calibrada a relação fluxo-velocidade. A comparação entre os dois conjuntos de curvas produzidos mostrou que a velocidade média da corrente de tráfego nas rodovias urbanas apresenta uma queda mais precoce e acentuada do que a observada em rodovias rurais. Além disso...

Relação entre a força propulsora e a velocidade nos quatro estilos competitivos da natação; Relationship between the propulsive force and speed in the four competitive strokes in swimming

Santos Junior, Joel Moraes
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/01/2013 PT
Relevância na Pesquisa
36.71%
Embora muitos estudos tenham investigado a contribuição da força propulsora na velocidade de nadadores, a maioria das pesquisas se restringiu ao estilo crawl e no nado como um todo. Sendo assim, o objetivo do presente estudo foi mensurar e comparar a força propulsora e o desempenho de velocidade nos quatro estilos competitivos e verificar a relação entre elas durante o nado completo, o nado somente de pernas e o nado somente de braços em nadadores competitivos. Participaram do estudo 37 nadadores do sexo masculino com experiência competitiva de no mínimo dois anos, com idade entre 15 e 19 anos. A amostra foi dividida pelos estilos borboleta (n=9), costas (n=7), peito (n=9) e crawl (n=12). Foram medida as variáveis de força propulsora (VFP) no nado atado (NA) nas seguintes situações; força propulsora máxima de nado em 10 segundos (FPM10), força propulsora máxima de pernas em 10 segundos (FPMp), força propulsora máxima de braços em 10 segundos (FPMb), força propulsora máxima de nado em 25 segundos (FPM25) força propulsora média de nado em 25 segundos (FPm25). Também foi mensurada a velocidade nas metragens de 15 e 50 metros (V15 e V50). Cada nadador realizou os testes de força e velocidade nos principais estilos de competição. Os resultados demonstraram correlações entre as VFP com a velocidade para os quatro estilos competitivos no nado completo (entre r=0...

Estudo de modificadores balísticos na formulação de propelentes base dupla visando à otimização de sua velocidade de queima; Study of ballistic modifiers in double-base propellants' formulation applied to its burning rate optimization

Gabriel, Vladimir Hallak
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/02/2014 PT
Relevância na Pesquisa
36.73%
Propelentes sólidos são materiais energéticos que produzem gases em alta pressão por meio de uma reação de combustão. Qualquer propelente sólido inclui dois ou mais dos seguintes componentes: oxidante (nitratos e percloratos); combustível (resinas orgânicas ou polímeros); compostos químicos combinando oxidantes e combustíveis (nitrocelulose ou nitroglicerina); aditivos para facilitar processos de produção ou alterar a taxa de queima e inibidores (fita de etilcelulose), para restringir superfícies de combustão. Pequenas percentagens de aditivos são usadas para modificar diversas propriedades mecânicas, químicas e balísticas dos propelentes sólidos: acelerar ou desacelerar a velocidade de combustão (catalisadores e inibidores de combustão, respectivamente); assegurar a estabilidade química para prevenir a deterioração durante a estocagem; controlar as propriedades de processamento durante a produção de propelente (tempo de cura, fluidez para extrusão ou moldagem, etc.); controlar as propriedades de absorção de radiação no propelente em combustão; aumentar a resistência mecânica e diminuir a deformação elástica; e, finalmente, minimizar a sensibilidade térmica. No caso de propelentes sólidos Base Dupla (mistura de duas bases ativas: a nitrocelulose e a nitroglicerina)...

Condições de conforto térmico e aceitabilidade da velocidade do ar em salas de aula com ventiladores de teto para o clima de Florianópolis/SC

De Vecchi, Renata
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 142 p.| il., grafs., tabs., mapas
POR
Relevância na Pesquisa
36.8%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico, Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil, Florianópolis, 2011; A predição da situação de conforto térmico em ambientes ventilados naturalmente tem sido discutida em vários estudos nos quais a possibilidade de se alcançar maior aceitabilidade térmica através do incremento na velocidade do ar é enfatizada. Estudos de campo constataram que ocupantes expostos a ambientes ventilados naturalmente toleram temperaturas mais altas, sendo que a velocidade do ar pode chegar até 2,5 m/s. No entanto, valores superiores a 0,8 m/s não se enquadram nos limites de velocidade do ar de normas internacionais como a ASHRAE 55-2004 e ISO 7730/05. Sendo assim, este estudo tem como objetivo principal a investigação das condições de conforto térmico e aceitabilidade da velocidade do ar em salas de aula com valores mais altos de velocidade do ar, incrementados através do uso de ventiladores de teto. Os experimentos de campo foram realizados em Florianópolis/SC durante as estações mais quentes, resultando em 2.507 questionários. As variáveis microclimáticas internas tais como a temperatura, velocidade e umidade relativa do ar foram monitoradas continuamente...

Fatores a serem considerados na definição de velocidade limite em rodovias brasileiras; Factors to be considered for setting speed limits to Brazilian highways

Marques, Érica Cristina Silva
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
36.73%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Tecnologia, Departamento de Engenharia Civil e Ambiental, 2012.; A definição de velocidade limite deve buscar a segurança de todos os usuários da rodovia e promover a fluidez em níveis compatíveis com as necessidades de deslocamento ao longo da via. Contudo, a definição de velocidade realizada tanto por órgãos do exterior quanto do Brasil com base em estudos de engenharia ressente-se, em geral, da falta de elementos objetivos que levem à adoção de valores similares para vias com características semelhantes. As principais dificuldades enfrentadas pela maioria dos órgãos responsáveis pela operação das rodovias são: falta de definição da importância relativa dos fatores usualmente considerados e ausência de critérios objetivos que relacionem a medida dos fatores com o valor da velocidade limite correspondente. Neste contexto, a presente pesquisa visa contribuir para a superação da primeira dificuldade, quer é identificar, por meio de consulta a especialistas, os principais fatores relacionados à definição de velocidade limite juntamente com seus pesos relativos. Constitui-se, também, em um passo inicial no sentido de contribuir para a eliminação da segunda dificuldade...

Reconhecimento de palavras e velocidade de leitura de texto : um estudo com medidas repetidas no ensino primário

Lopes, João A.; Filipe, Carminda Sofia Fernandes; Moniz, António Vargas
Fonte: Sociedade Portuguesa de Psicologia Publicador: Sociedade Portuguesa de Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
36.77%
De entre os diversos processos envolvidos na velocidade com que os sujeitos lêem textos apropriados à idade, o reconhecimento individual de palavras parece desempenhar um papel de especial relevo. Neste trabalho, é apresentado um estudo sobre a relação entre o reconhecimento de palavras isoladas com tipologias específicas (palavras frequentes, palavras raras, pseudopalavras, palavras regulares e palavras irregulares) e a velocidade de leitura de texto em três momentos ao longo do tempo. Participaram no estudo 92 alunos do 1.º e do 2.º ano de escolaridade. As crianças foram avaliadas no final do 1.º ano de escolaridade, a meio do 2.º ano de escolaridade e no final do 2.º ano. De uma forma geral, os resultados evidenciaram que a velocidade de leitura de palavras isoladas constitui um excelente preditor da velocidade de leitura de texto nos diferentes momentos de avaliação. Contudo, a evidência quanto ao valor preditivo da velocidade de leitura de um tipo específico de palavras relativamente à velocidade da leitura de texto é equívoco. Subsidiariamente, a análise da estabilidade (tracking) das mudanças intraindividuais nas diferenças interindividuais, no que diz respeito à velocidade de leitura de texto, permitiu determinar que os valores iniciais de desempenho na velocidade de leitura de texto condicionam os valores finais da velocidade leitora...

Impacte dos radares de controlo de velocidade no desempenho do tráfego

Borges, José Nuno Quintanilha Castro
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.73%
A presente Dissertação consiste em investigar o impacte dos radares de controlo de velocidade em termos de sinistralidade, desempenho do tráfego e emissões de poluentes. O caso de estudo analisado foi a Via Cintura Interna (VCI), no Porto. A metodologia utilizada baseou-se em análise dos arquivos de acidentes registados na cidade do Porto, filmagens e uso de um GPS ao longo de um pequeno traçado antes, durante e após o radar, onde depois através dos perfis de velocidade calcularam-se as emissões de poluentes através de uma metodologia baseada no conceito “Potência Específica do Veículo”. Os resultados da análise dão a conhecer a importância do radar em termos de redução de velocidade contribuindo para a quase inexistente sinistralidade na zona em que actuam. Para o radar analisado as emissões de poluentes são menores quando comparada com as emissões no caso de o veículo circular a velocidade constante, simulando assim a inexistência do radar. De entre os resultados obtidos destacam-se os condutores que pretendem sair da VCI após o radar e que mantêm a velocidade de passagem pelo radar praticamente constante até a próxima saída. Os sinistros mais próximos da zona de radar dão-se a mais de 1 km de distância deste...

Cinética do consumo de oxigénio e velocidade crítica em nadadores

Bernardo, Rudi Alexandre
Fonte: Universidade Técnica de Lisboa Publicador: Universidade Técnica de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
36.8%
Mestrado em Treino de Alto Rendimento; A presente dissertação teve como principal objectivo, verificar a existência de uma possível associação entre a constante temporal, a Velocidade critica e o desempenho competitivo, em nadadores de nível médio nacional. Devido à heterogeneidade da amostra, nomeadamente o facto de integrar nadadores de ambos os sexos, os tempos de competição foram transformados em pontos da escala de valorização da FINA (www.fina.org), para, deste modo, se proceder aos cálculos estatísticos adequados. A amostra foi constituída por 6 nadadores de ambos os sexos, que realizaram um total de 3 protocolos. O primeiro - teste de velocidade crítica (Vc), foi elaborado com o objectivo de determinar a velocidade de nado à velocidade crítica, o segundo - protocolo progressivo descontínuo foi realizado de forma a determinar o VO2max e a velocidade aeróbia máxima (Vam), e por último – o protocolo rectangular, realizado com o objectivo de determinar a curva da cinética do consumo de oxigénio e a respectiva constante temporal (τVO2). Os resultados demonstram que existe uma associação negativa elevada entre os pontos 90% da Vam (PVam90) e a τVO2 (rho= -0,56; p=0,32). Na outra associação realizada entre a τVO2 e os pontos da velocidade critica (PVc) (rho=0...

Estudo da velocidade de leitura: desenvolvimento de uma carta de leitura em língua portuguesa

Silva, Ângela Raquel Ramos
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2009 POR
Relevância na Pesquisa
36.75%
Construir e validar uma carta de leitura no idioma Português-PT utilizando palavras aleatórias. Métodos: foi avaliado o desempenha da velocidade de leitura de 20 observadores adultos com visão normal com a carta MNREAD_P e MNREAD_T. A carta MNREAD_T desenvolvida apresenta 15 parágrafos de acuidades visuais entre 1.2 e -0.3 log MAR, utilizando uma distância de visualização de 33 cm. O cálculo da velocidade de leitura entra em conta com o número de erros cometidos pelo observador e o respectivo tempo necessário para a realização da tarefa. Foi apresentada aos 20 a carta MNREAD_T e calculada a respectiva velocidade de leitura. Resultados: A carta MNREAD_T apresenta medidas repetíveis da velocidade máxima de leitura, taxa de variação da velocidade e tamanho crítico do carácter. A velocidade máxima de leitura para a carta MNREAD_T foi aproximadamente 20 ppm mais baixa que para carta MNREAD_P. Conclusões: A carta MNREAD_T pode ser aplicada para medição da velocidade de leitura em indivíduos com níveis de visão normal, sendo alguns do parâmetros da carta MNREAD_T comparáveis com os da carta MNREAD_P.

Predição do desempenho aeróbio na canoagem a partir da aplicação de diferentes modelos matemáticos de velocidade crítica

Nakamura,Fábio Yuzo; Borges,Thiago Oliveira; De-Oliveira,Fernando Roberto; Soares-Caldeira,Lúcio Flávio; Bertuzzi,Rômulo Cássio de Moraes; Matsushigue,Karin Ayumi
Fonte: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte Publicador: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2008 PT
Relevância na Pesquisa
36.73%
O modelo de velocidade crítica com dois parâmetros vem sendo utilizado para a determinação do desempenho aeróbio e anaeróbio. No entanto, o modelo com três parâmetros prevê um parâmetro adicional correspondente à velocidade instantânea máxima (Vmáx) ao modelo original, tendo impacto sobre a estimativa dos outros dois parâmetros. Sendo assim, o objetivo deste trabalho foi verificar e comparar a relação da velocidade crítica (VCrit), fornecida pelos modelos com dois (VCrit-2parâmetros) e três (VCrit-3parâmetros) parâmetros, com a velocidade média mantida em esforço máximo de 6.000m (V6000m) na canoagem. Nove canoístas (17,4 ± 2,4 anos) competitivos do sexo masculino realizaram, em dias diferentes, testes máximos de 200, 500, 1.000, 1.800 e 6.000m. A VCrit foi calculada para todos os sujeitos, a partir das distâncias de 200 a 1.800m, utilizando-se as equações hiperbólicas com dois e três parâmetros. As durações dos percursos ficaram no intervalo entre 46,1 ± 2,5s e 513,9 ± 25,6s. Para comparação entre as velocidades (VCrit-2parâmetros, VCrit-3parâmetros e V6000m) foi utilizada ANOVA one way para medidas repetidas, seguida pelo teste post hoc de Newman-Keuls. A associação entre as variáveis foi feita a partir de correlação de Pearson. Para análise de concordância foi aplicada a plotagem de Bland-Altman entre os valores de VCrit-2parâmetros...

Estudo experimental e modelagem da velocidade terminal de partículas em colunas de bolhas

Bortolozo, Juliana Pasquinelli
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Teses e Dissertações Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
36.81%
Resumo: O conceito de velocidade terminal é largamente utilizado na modelagem, projeto e otimização de diversos processos industriais, e o estudo do tema é motivado devido à possibilidade de aplicações em diversos sistemas, como no craqueamento catalítico por leito fluidizado e tratamento de água. A literatura traz muitos estudos sobre velocidade terminal de uma única partícula em um meio contínuo, mas poucos em sistemas trifásicos, e nem todos descrevem certos detalhes como regime de bolhas e trajetória real da partícula em queda. Aparentemente os resultados apresentados em outros estudos são conflitantes em relação ao aumento ou a diminuição da velocidade terminal, comparando a ausência e presença de gás disperso em um meio líquido contínuo. Devido à quantidade limitada de modelos que levem em conta ambas as fases fluidas e outras características do sistema fora de parâmetros empíricos e fatores de segurança, bem como os aparentes conflitos entre os resultados reportados em literatura, neste trabalho utilizou-se uma coluna de bolhas com diâmetro fixo e esferas de plástico de diversos diâmetros e densidades, para verificar como a velocidade terminal é influenciada pela presença de bolhas, bem como pela trajetória que a partícula percorre em sua queda pela coluna. As esferas apresentam trajetórias distintas da retilínea (como oblíqua e helicoidal). Esta alteração na trajetória retilínea influencia na velocidade terminal da partícula. Quando há um fluxo ascendente de líquido...

Estudo da influência da velocidade e dos ciclos de filtração na formação da torta na limpeza de gases em filtros de mangas

Rocha, Sandra Mara Santana
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
36.73%
A permeabilidade e a porosidade são parâmetros de grande importância para o projeto de filtro de mangas. Esses parâmetros interferem tanto na queda de pressão do sistema, durante a operação de filtração, quanto na força necessária para a remoção da torta. A regeneração do tecido após cada filtração altera consideravelmente as propriedades do meio filtrante. Portanto, estudar o comportamento da formação e da remoção da torta durante os ciclos de filtração é importante para a obtenção de tecidos mais eficientes, resistentes e baratos. Nesse contexto, esse trabalho teve como objetivo investigar a influência dos ciclos de filtração na estrutura da torta formada a partir de diferentes velocidades superficiais de filtração. Para tal, foram realizados experimentos de filtração com as velocidades superficial de 5, 10 e 15 cm=s, para 10 ciclos de filtração, e velocidades superficial de 5 e 15 cm=s, para queda de pressão máxima de 2300 e de 9000 Pa, respectivamente, para 100 ciclos de filtração. Também foi investigada a influência da velocidade de filtração e do número de ciclos na fluidodinâmica do gás através da técnica de CFD. Para obter tais informações, foram realizados testes no equipamento de filtração pertencente ao Laboratório de Controle Ambiental do Departamento de Engenharia Química da Universidade Federal de São Carlos...

An?lise experimental sobre velocidade de captura em sistemas de transporte pneum?tico

GOMES, Luiz Moreira
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.73%
A velocidade de transporte ? um dos mais importantes par?metros no transporte pneum?tico de s?lidos. O ?xito no transporte de materiais particulados depende da predi??o ou da determina??o da velocidade m?nima de transporte. Uma velocidade acima daquela necess?ria ao transporte est?vel das part?culas s?lidas conduz a um grande consumo de energia devido ao aumento na perda de press?o do sistema, degrada??o dos s?lidos e abras?o dos s?lidos e da tubula??o. J? uma velocidade abaixo desse valor limite certamente resultar? na deposi??o das part?culas s?lidas para o fundo da tubula??o e conseq?entemente o entupimento desta. Neste trabalho, uma t?cnica para medir a velocidade m?nima de captura de part?culas s?lidas em uma tubula??o na dire??o horizontal em um sistema de Transporte Pneum?tico ? desenvolvida. Ela baseia-se em observa??es visuais do comportamento das part?culas ao ocorrer a captura, em medidas da velocidade de opera??o do g?s e da massa das part?culas capturadas. ? realizada ainda a an?lise qualitativa de alguns par?metros que influenciam na velocidade de captura das part?culas, permitindo uma maior compreens?o dos fen?menos envolvidos.; ABSTRACT: The transport velocity is one of the most important parameters in the pneumatic transport of solids. The success of the particulates materials conveying depends on the prediction or the determination of the minimum velocity of transport. The velocity above of that necessary to the steady transport of solid particles leads to a great energy consumption due to an increased pressure drop of the system...

Estudo da velocidade de leitura: desenvolvimento de uma carta de leitura em língua portuguesa

Silva, Ângela Raquel Ramos
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2009 POR
Relevância na Pesquisa
36.75%
Construir e validar uma carta de leitura no idioma Português-PT utilizando palavras aleatórias. Métodos: foi avaliado o desempenha da velocidade de leitura de 20 observadores adultos com visão normal com a carta MNREAD_P e MNREAD_T. A carta MNREAD_T desenvolvida apresenta 15 parágrafos de acuidades visuais entre 1.2 e -0.3 log MAR, utilizando uma distância de visualização de 33 cm. O cálculo da velocidade de leitura entra em conta com o número de erros cometidos pelo observador e o respectivo tempo necessário para a realização da tarefa. Foi apresentada aos 20 a carta MNREAD_T e calculada a respectiva velocidade de leitura. Resultados: A carta MNREAD_T apresenta medidas repetíveis da velocidade máxima de leitura, taxa de variação da velocidade e tamanho crítico do carácter. A velocidade máxima de leitura para a carta MNREAD_T foi aproximadamente 20 ppm mais baixa que para carta MNREAD_P. Conclusões: A carta MNREAD_T pode ser aplicada para medição da velocidade de leitura em indivíduos com níveis de visão normal, sendo alguns do parâmetros da carta MNREAD_T comparáveis com os da carta MNREAD_P.

Correlação entre força, velocidade em categorias de base no futebol

Ubiali, Cleiton Marcelino
Fonte: Universidade do Extremo Sul Catarinense Publicador: Universidade do Extremo Sul Catarinense
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso - TCC
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.73%
Artigo apresentado para obtenção do grau de Bacharel, no Curso de Educação Física, da Universidade do Extremo Sul Catarinense, UNESC.; A relação entre capacidades físicas, especificamente força e velocidade é amplamente discutido, porém pouco se tem sobre estas capacidades em categorias de base. Neste sentido tem-se como objetivo avaliar a correlação entre força e velocidade em categorias de base no futebol, á amostra foi composta por atletas das categorias: infantil (sub 14 e 15 anos) com N = 39 atletas, juvenil (sub 16 e 17 anos) com N = 32 atletas e juniores (sub 18,19 e 20 anos) com N = 20 atletas de um clube da Série A do Campeonato Brasileiro de Futebol 2014. A pesquisa teve carácter descritivo. Foram realizados testes de salto horizontal e o teste de um Sprint de 30 metros. Para a análise estatística, os dados foram tabulados e categorizados no software Statistical Package for the Social Sciencies (SPSS) versão 20.0 eanalisados pelo Kruskal Wallis e U Mann Whitney, e o teste t de Studient. A pesquisa foi construída e dividida de acordo com as porcentagens: categoria infantil 42,9% dos atletas, categoria juvenil 35,5%, categoria júnior 22,0%. Apresentou diferenças significativas nas variáveis de força e velocidade de acordo com as categorias: Infantil: força média 2...

Efeito de tratamentos de superfície na velocidade de escoamento de sistemas adesivos simplificados; Effect of surface treatments on the spreading velocity of simplified adhesive systems

Pazinatto, Flávia B.; Lopes, Fernanda A.; Marquezini Junior, Luiz; Castro, Fabrício L. A. de; Atta, Maria Teresa
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Odontologia de Bauru Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Odontologia de Bauru
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2006 ENG
Relevância na Pesquisa
36.75%
OBJETIVO: Determinar a rugosidade de superficies submetidas a diferentes tratamentos e correlacionar rugosidade com velocidade de escoamento de sistemas adesivos MATERIAL AND MÉTODOS: Lâminas de vidro foram utilizadas como substrato para avaliar a velocidade de escoamento dos sistemas adesivos Single Bond and Prime & Bond NT. Seis diferentes tratamentos de superfície foram comparados: 1- sem tratamento; 2 - silanização (SL); 3 - jateamento (J); 4 - J + SL; 5 - condicionamento com ácido fluorídrico a 10% (HF); 6 - HF + SL. Antes e após os tratamentos, foi mensurada a rugosidade das superficies (Ra, µm). Gotas de 10 µl de adesivo foram despositadas sobre as superficies e as velocidades de escoamento foram observadas durante 30 seg. Dados de velocidade de escoamento foram expressos em mm/s. Significâncias estatísticas entre grupos foram analisadas pelos testes ANOVA (um e dois critérios) e SNK. RESULTADOS: Houve diferenças significantes na velocidade de escoamento entre materiais (p < 0.001) e entre tratamentos (p < 0.001). Silanização diminuiu a velocidade de escoamento para ambos os adesivos em comparação aos grupos não silanizados (p < 0.05). Houve diferença entre rugosidades inicial e final somente para o grupo jateado...