Página 1 dos resultados de 51 itens digitais encontrados em 0.000 segundos

Variação e mudança no uso dos pronomes reflexivos no português popular da capital: uma abordagem funcionalista e cognitivista; Variation and change in the use of reflexive pronouns in Popular Portuguese spoken in the city of São Paulo: A functionalist and cognitivist approach.

Pereira, Deize Crespim
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 01/10/2007 PT
Relevância na Pesquisa
36.79%
A presente pesquisa tem por objetivo uma análise dos pronomes reflexivos no português popular falado na cidade de São Paulo. Partimos da hipótese principal de que estes pronomes, de uso variável no português popular, encontram-se em pleno processo de mudança, em direção ao seu desaparecimento. Procuraremos, sobretudo, observar as maneiras pelas quais esta provável mudança se processa, e identificar os fatores lingüísticos, cognitivos e sociais que favorecem ou desfavorecem seu desenvolvimento, tomando por base os pressupostos teórico- metodológicos da Sociolingüística Variacionista Laboviana, da Lingüística Funcional e da Lingüística Cognitiva.; This research presents an analysis of reflexive pronouns in Popular Portuguese spoken in the city of São Paulo. Our main hypothesis is that these pronouns, which show variable use in Popular Portuguese, are in a process of change towards its extinction. Our goal is to observe the ways in which this probable change takes place, and identify the linguistic, cognitive, and social factors that favor or disfavor its development, using the theoretic and methodological tools of Labovian Variationist Sociolinguistics, Functional Linguistics, and Cognitive Linguistics.

Valores e funções dos advérbios locativos no português popular brasileiro; The behavior of the locative case in the Portuguese popular spoken in Brazil

Nogueira, Raquel Marcondes
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 12/09/2007 PT
Relevância na Pesquisa
26.79%
Neste trabalho, buscamos analisar, de um ponto vista sincrônico e quantitativo, as funções que os locativos aqui, aí, ali e lá exercem na oração e no texto. Para isso, trabalhamos com a variedade do português popular falado no Brasil, mais especificamente o dialeto utilizado pelos informantes do projeto Filologia Bandeirante (MEGALE, 1998) e pelos falantes que forneceram material para organização do Banco de Dados do Português Popular Falado na Cidade de São Paulo (RODRIGUES, 1987). A principal questão analisada foi a da função sintática dos advérbios locativos, ou seja, se seriam sempre adjuntos, como algumas Gramáticas Tradicionais (GT) acreditam ou se poderiam exercer a função de argumentos de predicado, como alguns estudos já apontam. Adotando os pressupostos teórico-metodológicos da Gramática Funcional de DIK (1989) e da Sociolingüística Variacionista, nosso objetivo é descrever, analisar e explicar o comportamento dos locativos, buscando identificar os possíveis contextos que favoreçam o aparecimento destes termos ora como argumento, ora como satélites de EsCo.; In this research we analyze, of a point sight synchronic and quantitative, the functions that the locative case aqui, aí, ali and lá are used in the sentence and in the text. For that...

O sujeito pronominal no português uruguaio da região fronteiriça Brasil - Uruguai; SUBJECT IN PORTUGUESE pronominal URUGUAYAN The border region BRAZIL - URUGUAY

Bottaro, Silvia Etel Gutierrez
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 04/12/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.79%
Na presente pesquisa estudamos o comportamento do sujeito pronominal no português uruguaio (PU) falado na região de fronteira entre Brasil e Uruguai (Santana do Livramento-Rivera). Associando alguns pressupostos da Teoria de Princípios e Parâmetros (CHOMSKY, 1981), mais especificamente o Parâmetro do Sujeito Nulo (pro-drop), e da Sociolinguística Variacionista (WEINREICH, LABOV e HERZOG, 1968), analisamos uma amostra de língua oral composta de falas de 37 informantes, investigando as seguintes questões: (1) no português uruguaio teríamos uma mudança linguística em curso no que se refere ao Parâmetro do Sujeito Nulo, de modo que ele venha a se tornar um sujeito pronominal pleno?; (2) quais são os fatores linguísticos e sociais condicionantes dessa produção e em que direção vai essa tendência, português brasileiro (PB) ou espanhol (E)? A análise dos fatores sociais e linguísticos selecionados permitiu observar que o PU também passa por um processo de mudança paramétrica, ainda que mais lenta, devido ao fato de estar submetido à pressão simultânea de duas línguas, e se apresenta como uma língua em que, em alguns contextos, a realização do sujeito pronominal é plena e, em outros, ainda conserva as características das línguas pro-drop. Confirma-se...

O uso variável do pronome de segunda pessoa você(s)/cês(s) na cidade de São Paulo; The variable use of the second person pronoun você(s)/cê(s) in the city of São Paulo

Nascimento, Ivanete Belem do
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/02/2011 PT
Relevância na Pesquisa
47.1%
Esta dissertação trata da variação no uso do pronome de segunda pessoa (singular e plural) na cidade de São Paulo. Duas formas alternativas são empregadas nessa comunidade de fala: a variante plena você(s) e a forma foneticamente reduzida cê(s). A pesquisa é desenvolvida de acordo com os pressupostos teórico-metodológicos da Sociolinguística Variacionista. Foram desenvolvidas análises sincrônica e diacrônica com dados extraídos de duas amostras (NURC-SP-1970 e GESOL-SP-2000). Os resultados evidenciam um equilíbrio na distribuição das duas variantes nessa comunidade de fala. Embora se verifique uma típica mudança em progresso (tempo aparente) na década de 1970, a análise dos anos 2000 revela um caso de variação estável na comunidade de fala. Nos anos 2000, a variante inovadora, a forma reduzida cê, tende a ser favorecida pelos informantes mais jovens e pelas mulheres acima de 50 anos de idade. Cê é desfavorecida entre os indivíduos de uma faixa etária intermediária (entre 35 e 45 anos) o que pode estar relacionado a questões de monitoramento da fala e ao mercado linguístico (Paiva & Duarte, 2003). Adicionalmente, cê tende a ser evitado entre os indivíduos mais escolarizados; e é favorecido em interações cujos informantes são familiares ou amigos. De um ponto de vista linguístico...

Realização/não realização dos pronomes subjetivos no português popular da cidade de São Paulo: um caso de variação; Occurrence/not occurrence of subjective pronouns in popular Portuguese in the city of São Paulo: a case of variation

Barizon, Livia Carolina Baenas
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/07/2012 PT
Relevância na Pesquisa
26.79%
Esta pesquisa tem como objetivo descrever, em sincronia, os padrões de variação de preenchimento do sujeito por pronomes pessoais, encontrados na variedade popular do Português falado na cidade de São Paulo, especificamente, das favelas da zona Norte (Jardins Carombé e Paulistano). O corpus de análise é constituído por 15 inquéritos de 30 minutos cada, gravados na segunda metade da década de 1980, estratificados por sexo, escolaridade e idade do informante. Buscou-se, sobretudo, explicar a variável realização/ não-realização do pronome subjetivo, levando-se em conta os pressupostos teórico-metodológicos da Sociolinguística Variacionista de William Labov e da Linguística Funcional de Michael Halliday, no intuito de identificarmos os fatores linguísticos e sociais que estão condicionando a variável dependente. Os resultados obtidos, através do estudo em tempo aparente, não nos possibilitam afirmar que está ocorrendo mudança linguística em progresso, ou seja, que a língua esteja caminhando em direção às línguas não-pro-drop. O Status Informacional demonstrou ser o fator mais significativo, prevalecendo sobre os demais fatores e que condiciona a realização/ não- realização dos pronomes subjetivos.; This research aims to describe...

Alagoanos em São Paulo e a concordância de número; Alagoanos in São Paulo and the nominal number agreement

Silva, Fernando Gomes da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 06/11/2014 PT
Relevância na Pesquisa
36.79%
Este trabalho analisa, de acordo com as premissas teórico-metodológicas da Sociolinguística Variacionista (Labov 1972:[2008]), como se dá a concordância nominal de número (CN) na fala de alagoanos estabelecidos na cidade de São Paulo, em comparação com a fala de paulistanos. A análise multivariada é feita com as ocorrências de sintagmas nominais simples (constituídos de dois elementos), como as pessoa-s/ø. O objetivo principal é verificar quais são os fatores linguísticos e sociais que concorrem para a realização da CN nesses dois subgrupos de falantes. Os dados foram extraídos de 24 entrevistas sociolinguísticas com paulistanos e 24 com alagoanos que vivem na capital paulista. Ambas subamostras são definidas pelas mesmas variáveis sociais: sexo/gênero, faixas etárias e escolaridade. Os resultados indicam que a taxa de não realização da concordância (CN-Ø) entre alagoanos e paulistanos é praticamente a mesma. Em ambas as subamostras, os fatores sociais mostraram-se mais significativos, uma vez que todos foram selecionados para os dois grupos de falantes, com os maiores ranges. As mulheres são as mais sensíveis à variante de prestígio; no entanto, as alagoanas apresentam percentual um pouco maior de CN-Ø (23%) do que as paulistanas (17%). Não há indicativo de mudança em progresso: em ambos os subgrupos...

Balanço crítico da Sociolinguística Variacionista no estado de São Paulo e a proposição de uma frente programática de investigação

Gonçalves, Sebastião Carlos Leite
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 869-884
POR
Relevância na Pesquisa
37%
Conselho Nacional de Desenvolvimento em Pesquisa (CNPq); In this paper, I present a critical balance of variationist Socilinguistics in the state of São Paulo I comment briefly the information about scientific production of this research area in the state of São Paulo and I show that its recent development in the state does not allows yet the composition of a sociolinguistic picture of the Portuguese spoken in the state of São Paulo. I present results of variationist researches undertaken with speech samples from the countryside. The analysis is based on features of “caipira” speech described by Amaral ([1920] 1976) at the beginning of the twentieth century. Then, I propose recognizing a programmatic front of research as available in Amaral (1976 [1920]), whereby it is possible to advance the knowledge of spoken language not only related to varieties of São Paulo, but also related to Brazilian Portuguese.; Neste trabalho, tenho por objetivo promover um balanço crítico da pesquisa sociolinguística no estado de São Paulo. Para tanto, reúno informações sobre a produção científica nessa área e mostro que seu desenvolvimento recente no estado de São Paulo ainda não permite compor uma fotografia sociolinguística das variedades paulistas do português brasileiro. Tomando por base aspectos da fala caipira descritos por Amadeu Amaral no início do século XX...

Variação e mudança linguística: panorama e perspectivas da sociolinguística variacionista no Brasil

Salomão, Ana Cristina Biondo
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 187-207
POR
Relevância na Pesquisa
47.49%
Since the 1970s many research groups have emerged in Brazil in the area of Sociolinguistics, seeking to investigate language in relation to social factors that distinguish different speech communities to deconstruct the idea of linguistic homogeneity. Many of the works have been based on variationist sociolinguistics (LABOV, 2008 [1972]), for which variation and change are inherent to languages, i.e., heterogeneous structures are part of the speakers’ linguistic competence, as a cultural phenomenon motivated by linguistic and extralinguistic factors. Our aim, in this article, is to address the paths of Sociolinguistics since its beginning as a science, focusing mainly on the variationist strand, by recalling its key-concepts and methodology, and to present an overview of the research works conducted in Brazil in this field nowadays.; Desde a década de 1970 inúmeros grupos de pesquisa surgiram no Brasil na área da Sociolinguística, buscando investigar a linguagem relacionando-a a fatores sociais que distinguem diferentes comunidades de fala para a desconstrução da ideia de homogeneidade linguística. Muitos dos trabalhos desenvolvidos têm suas bases na sociolinguística variacionista (LABOV, 2008[1972]), para a qual a variação e a mudança são inerentes às línguas...

Variação e mudança do imperativo no português brasileiro : gênero e identidade

Cardoso, Daisy Barbara Borges
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
26.84%
Tese(doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Linguística, Português e Línguas Classicas, Programa de Pós-Graduação em Linguística, 2009.; Esta tese consiste na análise da variação e da mudança no uso do imperativo gramatical no português brasileiro sob a perspectiva teórico-metodológica da Sociolinguística Variacionista. O objetivo é investigar o papel dos fatores linguísticos e não-linguísticos no uso variável do imperativo, ampliando o entendimento do fenômeno. A amostra principal de nossa análise é formada por um grupo de homens e mulheres nativos de Fortaleza que moram no Distrito Federal. A análise das variáveis linguísticas revela a importância de fatores como a polaridade afirmativa e negativa das estruturas imperativas bem como o papel do paralelismo discursivo no processo de variação linguística. Além disso, traz elementos que contribuem para a discussão sobre a relação da alternância indicativo/subjuntivo no uso do imperativo no contexto discursivo dos pronomes tu ou você. Quanto à análise dos fatores não-linguísticos, destacamos a atuação vigorosa das variáveis “gênero” e “identidade dos falantes” no processo de variação e mudança na fala de pessoas que saem de Fortaleza – região onde predominam formas como leve...

Variação pronominal (Nós/a gente) nos telejornais nacionais da Rede Globo

Tavares, Nilceu Romi Kerecz
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: 127f : il., color., grafs., tabs.; application/pdf application/x-compressed
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
27.1%
Orientadora : Profª Drª Odete Pereira da Silva Menon; Anexo Cd-Rom com o mesmo título; Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Letras. Defesa: Curitiba, 25/06/2014; Inclui referências; Resumo: O presente trabalho visa ao estudo da alternância nós/a gente na fala dos apresentadores dos principais telejornais nacionais da emissora de televisão Rede Globo, sendo eles: Bom Dia Brasil, Jornal Hoje, Jornal Nacional e Jornal da Globo. A pesquisa foi desenvolvida com base nos pressupostos teóricos e metodológicos da Sociolinguística Variacionista, em que são analisados os possíveis condicionadores linguísticos e sociais para entendimento do fenômeno em questão (LABOV, 1972). O corpus foi constituído por gravações dos telejornais e transcrição da fala dos âncoras, que depois foram codificadas para serem rodados pelo programa computacional Goldvarb 2001. O estudo teve como principal objetivo verificar se a variação entre os pronomes nós e a gente está presente na fala dos âncoras dos telejornais investigados. Elegemos os programas de televisão para análise uma vez que Tarallo (1999) propõe que os meios de comunicação sejam estudados com a finalidade de comprovar a presença dos fenômenos variacionais na língua. Obtivemos como resultado geral do estudo sobre a alternância pronominal nós/a gente nos telejornais Jornal Hoje...

Poststructuralist theory and sociolinguistics: Mapping the linguistic turn in theory

Carter, Phillip M
Fonte: SelectedWorks Publicador: SelectedWorks
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Relevância na Pesquisa
47.08%
Poststructuralist theory has been broadly influential throughout the humanities and social sciences for two decades, yet sociolinguistic engagement with poststructuralism has been limited to select subfields. In this paper, I consider the possibilities for richer cross-disciplinary work involving sociolinguistics and poststructuralist social theory. I begin by describing the place of social theory within sociolinguistics, paying attention both to the possibilities of interdisciplinarity and the resistance to it. I then introduce the basic tenets of poststructuralism, focusing primarily on its two main constructs, ‘performativity’ and ‘discourse,’ and briefly discuss the discontentment with structuralism that resulted in ‘the linguistic turn’. I outline the sites in the literature where sociolinguists have already made use of poststructuralist approaches, and conclude by suggesting new possibilities for cross-disciplinary collaboration. Though the paper focuses primarily on variationist sociolinguistics in the U.S. academy, I also make reference to other fields that work with non-static, anti-essentialist approaches to sociality, such as critical discourse analysis. I contend that poststructuralist approaches to social theory are useful for sociolinguists...

Descrição sociolinguística de textos escolares : o público e o privado

Gonçalves, Edimara Cristina Meliso
Fonte: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Publicador: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
27.33%
A temática apresentada neste trabalho insere-se no âmbito da pesquisa em sociolinguística voltada para a variação fonético-fonológica e os reflexos dessa variação na produção escrita de alunos do ensino fundamental de duas escolas de Campo Grande: uma pública, localizada na área periférica da cidade, e uma particular, localizada na área central urbana. O levantamento e análise das interferências da modalidade oral na produção escrita em Língua Portuguesa foram feitos com base na teoria da Sociolinguística Variacionista. O objeto da pesquisa recai sobre o interesse em mostrar as interfaces entre as linguagens: oral e escrita. O objetivo do trabalho foi o de registrar, descrever e interpretar as marcas das variedades linguísticas fonológicas, nos desvios decorrentes da transposição do ato da fala para a escrita de alunos do 5º ano do Ensino Fundamental, caracterizando e comparando a produção textual dos alunos, e também correlacionando a sua competência linguística com a estratificação social da escola. O método empregado nesta pesquisa foi o da Sociolinguística Variacionista Quantitativa (Labov 1972), com aplicação do programa computacional Goldvarb 2001. Após a compreensão das diferenças na apropriação da escrita dos alunos pelos postulados da sociolinguística foram averiguados os fenômenos da variação linguística e os dois maiores grupos destacados foram: o alçamento das vogais /e/ com 28% e alçamento das vogais /o/...

Caracterização linguística do oeste Goiano: o uso variável das vogais médias pretônicas na fala de Iporá/GO; Linguistic characterization of west Goias: the variable use of the pretonic mid vowels in speech of Iporá/GO

Silva, Wildinara Karlane Luiz da
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Letras e Linguística (FL); Faculdade de Letras - FL (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Letras e Linguística (FL); Faculdade de Letras - FL (RG)
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.79%
This work is devoted to describe the behavior of pretonic mid vowels and in the speech community of Iporá / GO and grasp the linguistic and social factors that control the occurence of variants. This variable phenomenon has role in the demarcation of dialect areas in Brazil, in which three variants are found: high [i, u], closed-mid [e, o] and open-mid [ε, ͻ]. Based on the methodology of Variationist Sociolinguistics, this research is based on the sample of 22 participants with stratified profile according to sex / gender, age and level of education and the correlation between selected language and social independent variables such as: height of the following vowel, preceding and following contexts, grammatical class, distance from the tonic vowel, sex/gender, age, level of education and origin. The collected data in sociolinguistic interviews, after being transcribed and coded, were processed using the statistical program Goldvarb X. The results without data (almost) categorical point that the variants closed-mid and open-mid vowels, in Iporá, present an approximate percentage and a different distribution in relation to Formosa/GO (GRAEBIN, 2008), the other speech sample of Goiás, in which was studied the same phenomenon. The vowel harmonization is the rule that controls more variation in the use of the three variants and . The variables are less active in this variation and it is not a change in progress...

Um estudo de variação dialetal a alternancia de [ãw]~[õ] final no portugues falado na cidade de Cacere - MT

Mariza Pereira da Silva
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/10/2000 PT
Relevância na Pesquisa
36.93%
Este estudo, na sua amplitude, pauta-se em uma situação de heterogeneidade da língua, tratando em particular de um fenômeno fonético-fonológico da fala da comunidade de Cáceres-MT, a alternância do ditongo nasal final [ãw] pela vogal nasal [õ]. Na tentativa de explicar essa variação, no sentido de esclarecer a extensão e propagação da mudança lingüística, nos valemos do modelo de análise da sociolingüística variacionista, e, através de um tratamento estatístico que subjaz ao modelo, com base em dados coletados da fala da comunidade, procuramos examinar as formas de realização do ditongo, baseando-nos na hipótese que os efeitos exercidos sobre a variação estariam correlacionados a fatores condicionantes lingüísticos e extralingüísticos. Em um estudo sincrônico da variação em foco, aliado a uma perspectiva histórica, procuramos não só averiguar a tendência que o fenômeno apresenta no momento atual, assim como determinar o que teria originado a variante não padrão [õ]. Os resultados apontam para uma variação sustentada por fatores de ordem social, uma vez que os estes foram os principais determinadores da alternância [ãw]~[õ]. Com relação à tendência que o processo de variação apresenta no momento sincrônico...

Para todos saber(em) : um caso particular de concordância variável em português europeu; Para todos saber(em) : a particular case of variable agreement in European Portuguese

Oliveira, Telma Raquel Freire
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
47.27%
Dissertação de mestrado em Ciências da Linguagem; A concordância verbal enquanto regra variável tem sido objeto de estudo no quadro da Sociolinguística Variacionista especialmente no português do Brasil (PB) (Scherre, l994; Scherre & Naro, l998; Rodrigues, 2004). No caso do português europeu (PE), estudos recentes (Mota & Vieira, 2008; Cardoso, Carrilho & Pereira, 2012) centraram-se na alternância entre a terceira pessoa do plural e do singular em coocorrência com um sujeito plural. Partindo desta noção de regra variável e dos estudos já realizados tanto em PB como em PE, na presente dissertação, investiga-se um caso de variação na concordância verbal em PE que tem uma distribuição e propriedades particulares e, tanto quanto se sabe, não foi descrita anteriormente: os falantes omitem os traços da concordância verbal em contextos de infinitivo flexionado e de futuro do conjuntivo, na presença de sujeito lexical. Este tipo de concordância não padrão é atestado em falantes da zona do Vale do Sousa e do Vale do Ave. Aplicou-se aos falantes do grupo em estudo, numa primeira fase, dois tipos de testes, um offline e um online, respetivamente, um teste de juízos de gramaticalidade com base numa escala de Likert bipolar e um teste de leitura automonitorizada. Posteriormente...

The Valence of the Verb to go Indicating Displacement by Educated Speakers from Fortaleza – CE: the Relation between Teaching and Research; A regência do verbo ir de movimento por falantes cultos de Fortaleza – CE: relação entre ensino e pesquisa

Pinheiro, Regina Cláudia
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 30/06/2014 POR
Relevância na Pesquisa
47.1%
This paper aims at describing and analyzing the use of linguistic variants of the verb valence to go, indicating displacement, used by educated speakers of the Portuguese language from Fortaleza - CE. Besides that, we will verify which factors influence this use, drawing a parallel between the research results and some textbook guidelines. For this, we searched for textbooks and analyzed researches about this issue. We are grounded on the theoretical and methodological assumptions of the Variationist Sociolinguistics. In order to know which prepositions are used by the educated speakers of Fortaleza - CE and the linguistic and/or extralinguistic factors that influence this phenomenon, we used the statistical program VARBRUL. The corpus analyzed in this paper is part of PORCUFORT (Educated Oral Portuguese of Fortaleza). The results prove that the factor longer permanency time influences the preposition para. The mentioned factor also influences the use of the prepositions a and em when the permanency time is smaller. Moreover, they showed that the factors verbal time (past) and age (from 25 to 40 years) influence the use of a and em, respectively. We concluded that the mentioned textbooks, in order to develop the standard pattern of the language...

Alternation of Subjunctive and Indicative Forms in Speech of Ceará: a Variationist Analysis; Alternância das formas subjuntivo e indicative na fala do Ceará: uma análise variacionista

Carvalho, Hebe Macedo de
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 13/06/2014 POR
Relevância na Pesquisa
47.1%
Este trabalho analisa a alternância das formas subjuntivo e indicativo na língua falada em Fortaleza, investiga a atuação dos grupos de fatores carga semântica do verbo da oração matriz (PEREIRA, 1974; ROCHA, 1997) e anos de escolaridade do falante. Compara esses resultados com os dados do Cariri cearense (CARVALHO, 2007), com o objetivo de descrever o uso da alternância nas duas comunidades de fala do Ceará. A comparação foi possível porque as duas amostras adotam os procedimentos metodológicos da Sociolinguística Variacionista para coleta e codificação de dados e utilizam o programa Goldvarb X para a análise estatística.; This paper analyzes the alternation of subjunctive and indicative forms in spoken language in Fortaleza and investigates the acting of groups of factors semantic load of the verb of the matrix sentence (Pereira, 1974; ROCHA, 1997) and educational level of the speaker. Compares these results with the Cariri Cearense data (CARVALHO, 2007), whose objective is to describe the use of alternation in the two speech communities of Ceará. The comparison was possible because the two samples adopt the methodological procedures of variationist sociolinguistics for the data collection and coding and uses the Goldvarb X program for statistical analysis.

Todos são x tudo é: os usos do pronome tudo no português popular falado em São Paulo; Título em Inglês

Pereira, Deize Crespim; Rodrigues, Ângela Cecília de Souza
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 04/06/2011 POR
Relevância na Pesquisa
36.79%
Este trabalho objetiva uma análise quantitativa dos pronomes tudo/todos em contextosnos quais estes retomam ou se combinam com um nome ou pronome semanticamenteou sintaticamente plural. O corpus se constitui de 34 inquéritos que integram o Projeto PortuguêsPopular em São Paulo. Utilizando os pressupostos teórico-metodológicos daSociolingüística Variacionista Laboviana e da Lingüística Funcional, descrevemos as condiçõesde uso destes pronomes e analisamos os fatores que condicionam a variação entre realizaçãox não-realização da flexão do pronome e da flexão do verbo.; This paper aims to be a quantitative analysis of the pronouns tudo/todos in contexts in which they refer to or combine with a name or pronoun semantically or syntactically plural. The data studied consists of 34 interviews from the project Português Popular em São Paulo. Using the theory and methodology of Labovian Variationist Sociolinguistics and Functional Linguistics, we describe the uses of these pronouns and analyze the factors conditioning the variation between explicitness x omission of the inflection in the pronoun and in the verb.

The notion of equivalence for translation studies, lexicography and variationist sociolinguistics; A noção de equivalência para os estudos da tradução, lexicografia e sociolinguística variacionista

Pontes, Valdecy Oliveira; Universidade Federal do Ceará; Francis, Mariana; UNIOESTE - Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Revisão de Literatura; Formato: application/pdf
Publicado em 04/12/2014 POR
Relevância na Pesquisa
57.33%
http://dx.doi.org/10.5007/2175-7968.2014v2n34p229The aim of this paper is to study the meanings that the term ‘equivalence’ acquires in the fields of knowledge: Translation Studies, Lexicography and Variationist Sociolinguistics. The notion of equivalence is considered of fundamental importance for the disciplines in question, because, in the different paradigmatic perspectives, the term has acquired deep conceptual variations, which will be analyzed along the text. With the purpose of reflecting upon the changes and the values attributed to these areas of knowledge, within different aspects, we will address the notions of equivalence for each area of study contratively and then analyze the contributions of Sociolinguistics to Translation Studies and Lexicography regarding the expansion of meanings for these concepts.; http://dx.doi.org/10.5007/2175-7968.2014v2n34p229Neste artigo, propomos o estudo dos significados que adquire o termo ‘equivalência’ dentro dos campos do conhecimento: Estudos da Tradução, Lexicografia e Sociolinguística Variacionista. A noção de equivalência é considerada de fundamental importância para as disciplinas em foco, sendo que, nas diferentes perspectivas paradigmáticas, o termo tem adquirido profundas variações conceituais...

Language variation and change: overview and perspectives of Variationist Sociolinguistics in Brazi; Variación y cambio linguístico: panorama y perspectivas de la Sociolinguística Variacionista en Brasil; Variação e mudança linguística: panorama e perspectivas da Sociolinguística Variacionista no Brasil

Salomão, Ana Cristina Biondo
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Linguística - UFSC Publicador: Programa de Pós-Graduação em Linguística - UFSC
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; avaliado por pares; PANORAMA E PERSPECTIVAS DA SOCIOLINGUÍSTICA VARIACIONISTA NO BRASIL Formato: application/pdf
Publicado em 18/04/2012 POR
Relevância na Pesquisa
67.65%
Since the 1970s many research groups have emerged in Brazil in the area of Sociolinguistics, seeking to investigate language in relation to social factors that distinguish different speech communities to deconstruct the idea of linguistic homogeneity. Many of the works have been based on variationist sociolinguistics (LABOV, 2008 [1972]), for which variation and change are inherent to languages, i.e., heterogeneous structures are part of the speakers’ linguistic competence, as a cultural phenomenon motivated by linguistic and extralinguistic factors. Our aim, in this article, is to address the paths of Sociolinguistics since its beginning as a science, focusing mainly on the variationist strand, by recalling its key-concepts and methodology, and to present an overview of the research works conducted in Brazil in this field nowadays.; Desde la década de 1970 un gran número de grupos de investigación surgieron en Brasil en el área de la Sociolingüística, buscando investigar el lenguaje relacionándolo a factores sociales que diferencian distintas comunidades de habla para la desconstrucción de la idea de homogeneidad lingüística.  Muchos de los trabajos desarrollados tienen sus bases en la sociolingüística variacionista (LABOV...