Página 1 dos resultados de 880 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

O tratamento da variação linguística em livros didáticos - estudos de caso do português culto; The treatment of linguistic variation in textbooks case studies in erudite Portuguese.

Menezes, Gláucia da Silva Lobo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 24/06/2014 PT
Relevância na Pesquisa
66.45%
A presente pesquisa visa a estudar o tratamento da variação linguística nos livros didáticos, considerando a apresentação e sistematização de fatos linguísticos em variação no português brasileiro culto. Nossas reflexões baseiam-se nas concepções de que a língua apresenta variação e mudança (Labov 1972, 2001) e que as gramáticas podem competir nos diferentes usos (Kroch, 1989, 2001). Também consideramos as orientações presentes nos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN 1998) e os diversos estudos produzidos nas últimas décadas nas grandes universidades do país. Os livros didáticos que constituem nosso corpus são as coleções Tudo é Linguagem, de Borgatto, Bertin e Marchezi (2010), e Gramática Reflexiva, de Cereja e Magalhães (2008). Ambas são adotadas nas escolas privadas, e se referem ao Ensino Fundamental do 6.º ao 9.º ano. Os fatos gramaticais que constituem o objeto de investigação desta pesquisa referem-se ao emprego dos termos você/vocês e a gente como constituintes do atual quadro pronominal do português brasileiro, e ao uso de pronomes na função de objeto direto. Verifica-se ainda se a diversidade de gêneros textuais, presente no material didático examinado, contribui para a veiculação dos fenômenos em variação escolhidos para nosso estudo. Pretende-se discutir se os livros didáticos incorporaram as pesquisas recentes...

Concordância nominal na fala de crianças de 3 a 6 anos de idade do município de Novo Hamburgo : variação linguística na infância

Schneider, Simone Daise
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.52%
O objeto de estudo desta pesquisa é descrever o desenvolvimento da concordância nominal de número na produção oral de crianças monolíngues adquirindo o português falado no Brasil. A investigação parte de um corpus obtido por meio da gravação audiovisual da fala de 30 crianças, em uma amostra estratificada por gênero – meninos e meninas – e faixa etária – 3 a 4 anos de idade; 4 a 5 anos de idade; e 5 a 6 anos de idade. As sessões para geração de dados foram, em média, três por criança participante, de tal forma que fosse possível obter dados variados em termos de condição de interação entre o participante e o pesquisador. Por meio de um conjunto de brinquedos especialmente confeccionado para tanto e de um livro selecionado para manuseio e suporte para a produção de uma narrativa, foram gravadas as seguintes condições de interação: narrativa pessoal e narrativa tradiconal, solicitadas à criança dentro de uma da sessões envolvendo os materiais, fazendinha, lojinha, zoológico e reconto da história ilustrada Amigos. Em todos os casos, buscou-se oferecer um conjunto de brinquedos e uma proposta de brincadeira que proporcionasse o emprego de nominais descritivos plurais. Além disso, as três situações de narrativa tinham como objetivo comparar condições de interação ligadas ao letramento com condições não ligadas à oralidade letrada. Esta é uma pesquisa Sociolinguística...

A variação linguística no ensino de língua portuguesa

Ribeiro, Josela Veber
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.42%
Este artigo trata das dificuldades que os alunos têm em escrever na norma padrão ou culta da língua portuguesa, porque usam no dia a dia a língua coloquial. Eles não estão habituados com a língua formal, sendo essas dificuldades consequências de vários fatores que as influenciam: culturais, sociais ou históricas, que constituem as variações linguísticas. Mostrar aos alunos as variações linguísticas é importante para que compreendam essas mudanças e tenham condições de reescrever a fala passando-a da língua coloquial para a língua culta. O estudo apresenta cinco livros didáticos de séries diferentes, com o conteúdo sobre variação linguística, e como esse conteúdo pode auxiliar os professores e alunos no processo de ensino aprendizagem. O resultado é que não basta os livros apresentarem os conteúdos de variação linguística, é preciso que haja aplicação efetiva entre esse conhecimento linguístico e a prática que contemple o mundo de referência do aluno.

As entrevistas abertas: uma técnica para verificar variação lingüística entre os interlocutores

Ferreira Netto, Waldemar
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
66.32%
Numa conversação qualquer, se a intercompreensão entre emissor e receptor torna-se duvidosa, verifica-se a tentativa de restabelecerem-na a partir de metalinguagens que encontremum termo comum entre eles. A análise desses momentos de uma conversação torna possívelverificar a variação lingüística entre os interlocutores, por eles próprios destacada, de maneiramais segura e objetiva. Assim, o propósito deste trabalho é caracterizar esses momentos deperda da situação de comunicação e suas tentativas de restabelecimento, sobre um corpus colhidoem pesquisa de campo realizada pelo próprio autor.

O tratamento da variação linguística no livro didático de português

Coelho, Paula Maria Cobucci Ribeiro
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
66.55%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Linguística, Português e Línguas Classicas, Programa de Pós-Graduação em Linguística, 2007.; Esta dissertação apresenta uma investigação do tratamento da variação lingüística nos livros didáticos de Língua Portuguesa aprovados pelo Ministério da Educação para o Ensino Médio. De forma geral, pretende-se analisar as concepções de língua presente nos livros didáticos e a forma como tais concepções evidenciam aspectos sociolingüísticos para o aluno/professor, como a noção de “certo” e “errado”, variação lingüística, mudança lingüística e preconceito lingüístico. Assim, acreditando ser a escola o melhor meio para educar a população, e o livro didático, o principal veículo nessa tarefa, é importante verificar como esse material está apresentando a variação lingüística. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT; This dissertation presents a study on the approach to linguistic variation in Portuguese Language textbooks, which have been approved by the Ministry of Education for high school level use. In general, our purpose is to evaluate the language concepts in the textbooks and the way such concepts ascertain socio-linguistics aspects for both the student and the teacher...

A variação lingüística nos livros didáticos de português (5ª a 8ª séries)

Chamma, Liv
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.58%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Linguística, Português e Línguas Classicas, Programa de Pós-Graduação em Linguística, 2007.; O presente trabalho tem por objetivo verificar o tratamento dado à variação lingüística por dez livros didáticos de 5ª a 8ª séries, pertencentes a dez coleções distintas. Os volumes dos livros estão assim distribuídos: três da 5ª série, um da 6ª, três da 7ª e três da 8ª série, sendo selecionados pelo critério de maior referência à variação lingüística. Todas as coleções analisadas foram aprovadas pelo PNLD de 2005 e apenas duas delas foram reprovadas e, portanto, excluídas do Guia de Livros Didáticos – PNLD 2008. A abordagem adotada para a apresentação desta pesquisa foi a sociolingüística, fundamentada nas bases teóricas de Bagno (2000, 2001, 2002, 2007), Bortoni-Ricardo (2004, 2005), Soares (2005), Labov (1983), dentre outros. O resultado foi satisfatório no sentido de que houve uma significativa melhora na qualidade dos livros didáticos de língua portuguesa desde a publicação de materiais elaborados por profissionais da Lingüística e da Pedagogia que integram as equipes do MEC, tais como os PCN e o PNLD; mas...

Reorganização concetual e variação linguística no português europeu : o caso do verbo meter

Teixeira, José
Fonte: Universidade da Coruña Publicador: Universidade da Coruña
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
66.32%
Este artigo procurará descrever a forma como, a nível semântico e tomando o caso do verbo meter no Português Europeu, a variação linguística surge a partir da reorganização de uma estrutura concetual. Pretendemos mostrar como a estrutura semântica mais clássica do verbo que implicava a noção de [+interioridade] e Local Contentor se está a reorganizar fazendo desaparecer esta vertente que constituía um dos pilares nucleares do significado. Para a referida demonstração utilizaremos os dados resultantes de inquéritos envolvendo falantes entre os 10 e os 21 anos. Propor-se-á, igualmente, uma análise linguístico-cognitiva que explique a alteração da estrutura interna da semântica de meter.; This paper claims to describe the way how, at the semantic level and taking the European Portuguese verb meter case, the linguistic variation arises from the reorganization of conceptual structures. One intends to demonstrate how the verb semantic classic structure that implied the notion of Local Container is being reorganized providing the withdrawal of this feature which was one of the most important features of the verb (meter) main meaning core. For this purpose, one will provide with some data from a large amount of inquiries taken by speakers between the ages of 10 and 21. Finally...

Investigar a variação linguística em inglês com a Internet e Corpora

Veloso, Nelson Galvão
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
ENG
Relevância na Pesquisa
66.37%
A preocupação desta dissertação está em acompanhar as variações linguísticas que têm surgido em grande parte através do uso da Internet. Estas também involvem mudanças culturais que são expressas através de novas formas de palavras. Os processos de formação das palavras são estudados para analizar as mudanças apresentadas nos casos prácticos implementados tal como exemplificou Aitchison (1994). Discute-se também a corpora informatizada e o recurso à produção de corpora específicas de modo a analisar a variação linguística. Os resultados da pesquisa levada a cabo têm implicações quer para os professores, quer para os estudantes de linguagem que precisam estar aptos a descobrir o uso do Inglês moderno. Contudo, os resultados vão muito para além disto e mostram as implicações educacionais envolvidas nas variações linguísticas aqui estudadas. ABSTRACT: This dissertation is concerned with tracking language changes which are seen to have come about largely through the use of the internet. They also involve cultural changes which are expressed through new word forms. The processes of word formation are examined in order to analyse the changes presented in the case studies carried out as exemplified by Aitchison (1994). There is also a discussion of computer corpora and recourse to the production of specific corpora in order to examine language change. The results of the research carried out have implications for both teachers and language learners who need to be able to find out about modern English usage. The results go much further than this however and show the wider educational implications involved in the language changes studied here.; Mestrado em Estudos Ingleses

Variação lingüística e alfabetização: um estudo com crianças da primeira série do ensino fundamental

Barrera,Sylvia Domingos; Maluf,Maria Regina
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE) Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2004 PT
Relevância na Pesquisa
66.49%
A pesquisa teve como objetivo investigar a influência da variação lingüística sobre a aquisição da linguagem escrita. Participaram da pesquisa 65 alunos de três classes da primeira série de uma escola pública de ensino fundamental. O material utilizado para avaliar o nível de variação lingüística das crianças foi aplicado no início do ano escolar. As provas utilizadas para avaliar os níveis de leitura e escrita foram aplicadas no início e final do ano letivo. A análise estatística mostrou correlação negativa significativa entre os níveis iniciais de variação lingüística e o desempenho final das crianças em leitura, sugerindo que a utilização de linguagem não-padrão pelos alunos pode dificultar o processo de alfabetização, sobretudo quando não trabalhada adequadamente pelas professoras. Os resultados obtidos sugerem a importância de uma efetiva difusão dos conhecimentos lingüísticos e sociolingüísticos, através dos cursos de formação de professores alfabetizadores.

Projeto de variação linguística no Centro-Oeste (VALCO)

Dettoni,Rachel do Valle; Pacheco,Cíntia da Silva; Andrade,Carolina Queiroz; Scherre,Maria Marta Pereira
Fonte: Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho Publicador: Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2012 PT
Relevância na Pesquisa
66.48%
O objetivo deste artigo é apresentar o Projeto Variação Linguística no Centro-Oeste (VALCO) e sintetizar resultados de pesquisa sociolinguística em áreas geográficas distintas da região Centro-Oeste e em temáticas também distintas. Quatro pesquisas foram realizadas com dados da grande Brasília ou Distrito Federal e analisam os pronomes de segunda pessoa tu/você/cê/ocê. Nestas pesquisas, apresenta-se a ideia central de que a variedade brasiliense em formação está introduzindo a variante tu em seu repertório linguístico, com focalização de um traço marcado no português brasileiro. Duas outras pesquisas foram realizadas com dados da Baixada Cuiabana, Estado do Mato Grosso, e analisam a variação de gênero no plano discursivo e sintagmático. Nestas duas pesquisas, diferentemente, apresentam-se traços linguísticos de natureza semicategórica, em provável situação de extinção, mas evidencia-se que a variação de gênero nos dados analisados é linguisticamente encaixada no sistema da língua portuguesa. Sendo assim, o presente artigo, que se orienta pela Teoria da Variação e da Mudança Linguística, apresenta para a comunidade científica um pouco mais da riqueza da língua portuguesa em terras brasileiras...

Variação linguística em sala de aula da educação de jovens e adultos.; Variación lingüística en aula de la educación para jóvenes y adultos.

Silva, Simone da
Fonte: Universidade Federal de Alagoas; BR; Educação brasileira; Programa de Pós-Graduação em Educação; UFAL Publicador: Universidade Federal de Alagoas; BR; Educação brasileira; Programa de Pós-Graduação em Educação; UFAL
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.63%
Este trabajo investiga cuestiones de la variación linguística, en lo que respecta al planteamiento hecho em aula cuando se realiza el trabajo con La lenguage en las escuelas municipales de la ciudad de Pilar, donde buscamos conocer la metodologia de los profesores de la educación para jóvenes y adultos al trabajar variedades linguísticas, tanto lãs variedades de posición como lãs populares de Estudiantes en el contexto de aula, y los procedimientos pedagógicos utilizados para trabajar ésas cuestiones. Vimos la necessidad de realizar esa investigación, una vez que conocer el trabajo que está siendo desarrollado en aula, con relación a la variación linguística, y saber cuales conocimientos contribuyen con la practica pedagógica, para realizar el planteamiento de tal tema, es una contribución a la enseñanza, vista que la variación linguística es bastante complejo, pues comprende cuestiones de identidad, estigma, segregación, prejuício, doctrina, posición social entre otros. Cuestiones como éstas, cuando no se abordan de manera adecuada, en lugar de promover la sensibilización y la promoción de la ciudadanía de lo sujeto (siendo esta una de las principales funciones de la escuela), pueden generar prejuicios y constreñimientos y la consecuentes evasión de los alumnos jóvenes e adultos. Para desarrollar esa investigación...

A abordagem da variação lingüística na 3ª fase da educação de jovens e adultos e suas implicações para o ensino; The approach of linguistic variation in the 3rd phase of fundamental education for youths and adults and its implication for teaching

Silva, Naila Lins da
Fonte: Universidade Federal de Alagoas; BR; Educação brasileira; Programa de Pós-Graduação em Educação; UFAL Publicador: Universidade Federal de Alagoas; BR; Educação brasileira; Programa de Pós-Graduação em Educação; UFAL
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.61%
This research is a theoretical deeper of two undergraduate research project developed during undergraduate in pedagogy, namely: "Reading-Writing and Literacy for Youth and Adult versus Linguistic Variation" (2003-2004) and "The Linguistic Variation in the Classroom" (2005-2006). The main goal is study is to analyse the approach and the intervention made by a teacher in the classroom with possible phenomena of linguistic variation. The teacher worked in the 3rd phase of fundamental education for Youths and Adults from a school in an urban area of city of Maceio. The methodology used was qualitative research of ethnographic nature and the instruments of observation, interview and log book. In the process of data collection was used a cartoon of the Chico Bento, developed by the teacher. In the literature review were used studies of nature sociolinguistics and education. In the research it was found that when the teacher worked with the phenomena of linguistic variation in the classroom, for example, rhotacism and assimilation, she was based more on normative grammar than on assumptions of sociolinguistics and proposed activities to rewrite correctly without a discussion of socio-historical, ideological and communicative aspect that create the language. Finally...

Variação linguística: o que pensam e fazem os professores

da Rocha Cordeiro, Dilian; Gomes de Morais, Artur (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.56%
O objetivo desta pesquisa foi investigar como professores do ensino fundamental têm se apropriado das novas pesquisas na área da lingüística e da sociolingüística, relativas ao tema variação lingüística , a fim de examinar como o têm tratado na escola. Nossos informantes foram professoras da rede pública municipal do Recife, que atuavam na 1ª série do 1º ciclo (alfabetização) e na 2ª série do 2º ciclo (antiga 4ª série) e que tinham formação superior em letras e pedagogia. Utilizamos como instrumento de investigação a entrevista semi-estruturada, a qual foi realizada em duas etapas: inicialmente formulávamos às docentes perguntas sobre suas concepções de língua, objetivos de ensino, entendimento sobre variação lingüística, etc. Em um segundo momento, apresentávamos situações-problema que poderiam ocorrer em suas salas de aula e solicitávamos que opinassem sobre a situação e dissessem como agiriam, caso fossem a mestra da turma. Os dados foram tratados com procedimentos sistemáticos da análise de conteúdo (Bardin,1977). Constatamos que o conhecimento docente acerca da variação lingüística ainda se revelava impreciso e superficial. As professoras demonstravam ter tido acesso a certas noções sociolingüísticas que vêm sendo discutidas na academia e às recentes prescrições para um ensino de língua que respeite as variedades populares. Porém...

Reorganizaçâo concetual e variaçâo linguística no Português Europeu: o caso do verbo 'meter'

Teixeira, José
Fonte: Universidade da Coruña Publicador: Universidade da Coruña
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
66.32%
[Resumo] Este artigo procurará descrever a forma como, a nível semântico e tomando o caso do verbo meter no Português Europeu, a variação linguística surge a partir da reorganização de uma estrutura concetual. Pretendemos mostrar como a estrutura semântica mais clássica do verbo que implicava a noção de [+interioridade] e Local Contentor se está a reorganizar fazendo desaparecer esta vertente que constituía um dos pilares nucleares do significado. Para a referida demonstração utilizaremos os dados resultantes de inquéritos envolvendo falantes entre os 10 e os 21 anos. Propor-se-á, igualmente, uma análise linguístico-cognitiva que explique a alteração da estrutura interna da semântica de meter.; [Abstract] This paper claims to describe the way how, at the semantic level and taking the European Portuguese verb meter case, the linguistic variation arises from the reorganization of conceptual structures. One intends to demonstrate how the verb semantic classic structure that implied the notion of Local Container is being reorganized providing the withdrawal of this feature which was one of the most important features of the verb (meter) main meaning core. For this purpose, one will provide with some data from a large amount of inquiries taken by speakers between the ages of 10 and 21. Finally...

Legendagem e variação linguística : análise do filme Bienvenue Chez les Ch'tis e proposta metodológica

Furtado, Joice Monticelli
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.54%
Este trabalho tem como objetivo propor uma metodologia de trabalho para o tradutor que se depara com a variação linguística no âmbito da legendagem. Para tanto, é feita a análise das legendas do DVD da comédia francesa A Riviera Não é Aqui (Bienvenue chez les ch’tis). O filme conta a história de um morador do sul da França que é transferido por motivos disciplinares para o extremo norte do país, onde os habitantes falam o dialeto ch’ti. O humor do filme é baseado nos preconceitos e mal-entendidos gerados pela situação de contato entre os dois dialetos do francês. Essa situação levanta uma série de questões e obstáculos para o trabalho do tradutor, que são multiplicados no contexto da legendagem, porque o meio audiovisual é mais limitado do que o escrito. O referencial teórico é pautado em quatro pontos: tradução, legendagem, variação linguística e humor. A tradução é revista dentro da perspectiva funcionalista, sendo a legendagem considerada como uma modalidade da Tradução Audiovisual; a variação linguística é tratada a partir da revisão de conceitos extraídos de disciplinas como a Dialetologia e a Sociolinguística e também da Tradução; e o humor é revisto do ponto de vista tradutório. A análise se dá a partir da transcrição do áudio e das legendas dos trechos em que há situação de contato entre as duas variedades geográficas no filme. Após a análise da transcrição...

ALGUMAS CONSIDERAÇÕES SOBRE VARIAÇÃO LINGUÍSTICA E TRADUÇÃO LITERÁRIA

Paganine, Carolina; Fonseca, Ester
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 14/12/2015 POR
Relevância na Pesquisa
66.48%
Neste artigo fazemos, primeiramente, uma reflexão sobre o embate entre a variação e a padronização na língua e, apresentamos, em seguida, a questão da variação linguística em obras literárias, mostrando os objetivos e os desafios da representação literária da oralidade. A discussão sobre esses dois temas serve de apoio para uma reflexão sobre a tradução da variação linguística na literatura, percorrendo questões como: a centralidade da multiplicidade de vozes na prosa literária, os fatores que influenciam a padronização ou a representação desse recurso e alguns possíveis caminhos para pensar a representação da variação linguítica na tradução.

Variação linguística na escola: resultados de um projeto

BARONAS, Joyce Elaine de Almeida; Universidade Estadual de Londrina (UEL)
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 27/01/2015 POR
Relevância na Pesquisa
66.41%
O presente estudo objetiva apresentar resultados de um projeto de pesquisa “Variação linguística na escola: propostas didáticas”, vinculado ao Departamento de Letras Vernáculas e Clássicas da Universidade Estadual de Londrina. Nesta pesquisa, serão apresentados os primeiros estudos desenvolvidos no projeto, com a análise de dois corpora (i) documentos oficiais que regem o ensino da língua portuguesa no Paraná, (ii) coleções de livros didáticos utilizados nas escolas do Paraná. Tal análise objetiva verificar o alcance dos estudos sobre a variação da língua, veiculados no ambiente acadêmico, no meio escolar, com o propósito de colaborar para a efetiva concretização de uma pedagogia da variação.

Variation in verb agreement with “a gente” in European Portuguese; Variación en la concordancia verbal con "a gente" en portugués europeo; Variação na concordância verbal com "a gente" no português europeu

Rubio, Cássio Florêncio; Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira - UNILAB
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Linguística - UFSC Publicador: Programa de Pós-Graduação em Linguística - UFSC
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; avaliado por pares; Pesquisa quantitativa com entrevistas Formato: application/pdf
Publicado em 24/10/2014 POR
Relevância na Pesquisa
66.44%
This paper aims to prove that the verbal agreement with the pronoun “a gente” (the people) constitutes variable phenomenon in European Portuguese. The corpora, stratified equitably in relation to social variables education, age and gender, comes from the “Reference Corpus of Contemporary Portuguese”. For analysis, we used the Theory of Linguistic Variation (LABOV 1972, 1994). The results indicate in the variable phenomenon the prevalence of use of the third person singular, conditioned by linguistic factors “explicitness of the subject” and “tense” and by social factors “education”, “age” and “gender”.; Este trabajo tiene como objetivo demostrar que la concordancia verbal con la forma pronominal a gente constituye un fenómeno variable en el portugués europeo. Las muestras, estratificadas de forma equitativa en relación a las variables sociales escolaridad, faja de edad y género, provienen del Corpus de Referencia del Portugués Contemporáneo. Para análisis, recorremos a la Teoría de la Variación Lingüística (LABOV, 1972, 1994). Los resultados demuestran, en el fenómeno variable, el predominio del uso de la tercera persona del singular condicionado por los factores lingüísticos explicitud del sujeto y tiempo y modo verbal y por los factores sociales escolaridad...

Variação linguística e ensino de gramática

Görski, Edair Maria; UFSC - Florianópolis - SC; Coelho, Izete Lehmkuhl; UFSC
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Lingüística da UFSC Publicador: Programa de Pós-Graduação em Lingüística da UFSC
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; "Avaliado por pares"; Formato: application/pdf
Publicado em 12/02/2010 POR
Relevância na Pesquisa
66.44%
 http://dx.doi.org/10.5007/1984-8420.2009v10n1p73 O objetivo deste texto é fazer algumas reflexões, a partir de pressupostos sociolinguísticos, sobre certas questões que envolvem variação e mudança linguística, com implicações diretas no ensino da língua. Discutimos os seguintes tópicos: a língua como atividade social e as variedades linguísticas; a questão da norma, do valor social das formas variantes e do preconceito linguístico; e esboçamos algumas sugestões metodológicas para o ensino de gramática, considerando a diversidade linguística e o aprimoramento da competência comunicativa dos alunos. Esses tópicos são abordados tomando como pano de fundo um contraponto entre um ensino gramatical ‘tradicional’ e o papel social da escola, conforme proposto pelos Parâmetros Curriculares Nacionais de Língua Portuguesa.  

Pedagogia da variação linguística e ensino de gêneros numa sociedade multidialetal; Pedagogy of linguistic variation and the study of genders in a multi-dialectical society

Cyranka, Lucia F. de Mendonça; Universidade Federal de Juiz de Fora; Barroso, Terezinha Barroso; Universidade Federal de Juiz de Fora
Fonte: Linhas Críticas; Critical Lines Publicador: Linhas Críticas; Critical Lines
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 28/02/2014 POR
Relevância na Pesquisa
66.42%
Apresentamos  resultados de investigação em escola pública de Juiz de Fora (MG) que atende a adolescentes da classe popular, com descompasso entre idade/ano escolar. Estudos sociolinguísticos (SOARES,1995; ROJO, 2009; FARACO, 2008; BORTONI-RICARDO, 2009) e do interacionismo sociodiscursivo (Dolz, Pasquier & Bronckart, 1993; Dolz & Schneuwly, 2004) ofereceram subsídios para a pesquisa que tem indicado serem os fatores importantes na determinação do fracasso escolar: (i)ausênciade reflexão sistemática sobre variação linguística, (ii) correspondência inadequada entre variação linguística e registro de língua, (iii) subutilização dos gêneros textuais como ferramentas pedagógicas produtivas.; We present the results of an investigation in a public school in the town of Juiz de Fora (MG), in which working class adolescents, who are not the usual age corresponding to their grade, study. Sociolinguistic studies (Soares, 1995; Rojo, 2009; Faraco, 2008; Bortoni-Ricardo, 2009) and studies of socio-discursive interactionism (Dolz, Pasquier & Bronckart, 1993; Dolz & Schneuwly, 2004), which have indicated important factors in determining failure in school, subsidized the research. Such factors include: (i) the absence of systematic reflection on linguistic variation...