Página 1 dos resultados de 1106 itens digitais encontrados em 0.056 segundos

Brejos da Barra-BA: comunidades camponesas no processo de des-envolvimento no Vale do São Francisco; Marécageux de Barra-BA: les communautés paysannes dans le processus de dé-(en)velopement dans la valée de São Francisco

Sousa Sobrinho, Jose de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 14/12/2006 PT
Relevância na Pesquisa
125.94%
Desde início da década de 1970 o Estado intensifica a intervenção no vale do São Francisco a partir de um modelo de desenvolvimento que altera substancialmente os modos de vida tradicionais da região e suas bases naturais. Expropria as comunidades tradicionais camponesas, executa obras de infraestrutura e beneficia, através de financiamentos e assistência técnica, sobretudo os grandes grupos empresariais oriundos de outras regiões. Além disso, implanta um modelo educacional destinado à reorientação dos saberes e expectativas dos sujeitos sociais locais para viabilizar a nova lógica ? a econômica de mercado. Na última década essa investida realiza-se também sobre os espaços das comunidades brejeiras do município de Barra (BA), às quais conferimos maior ênfase em nossa pesquisa. Veremos, a partir da maneira como se fazem as intervenções acima elencadas, como se dá o processo de transformação nos fatores constitutivos do modo de vida tradicional das comunidades estudadas.; Depuis 1970, l?État intensifie l'intervention en la vallée du fleuve São Francisco. Cette intervention est liée à un modèle de développement que redéfinit la façon de vivre traditionnel de la région et aussi ses bases naturelles. Il fait l'expropriation des communautés traditionnelles campagnardes; il réalise des ouvrages de infrastructure qui sont profités principalement par les grands groupes commerciaux d'autres régions. Un système éducationnel est aussi pensée pour réorienter les connaissances et les expectatives des communautés locaux pour rendre viable une nouvelle logique: la logique de l'économie de marché. Ce processus se développe...

ESTRATÉGIA EMPRESARIAL: SECTOR VITIVINÍCOLA BRASILEIRO, GLOBALIZAÇÃO E EMPRESAS DO VALE DO SÃO FRANCISCO

Ramalho, Pedro; Sousa, António J C
Fonte: Printpex Editora Publicador: Printpex Editora
Tipo: Livro
POR
Relevância na Pesquisa
126.02%
A inovação e a adaptabilidade estratégico-estrutural ao crescente dinamismo dos contextos empresariais, predominante na maioria das indústrias mundiais, em acelerado processo de fragmentação, tem levado as empresas ao imperativo da reinvenção. E, nesse tipo de cenário, as organizações passaram não só a competir entre si (e pelos recursos), mas, também, a desafiarem o tempo. Nesse sentido, a cooperação entre empresas, tanto quanto possível, aponta como um caminho por meio do qual as defasagens e ambições estratégicas são postas à prova, e com relativa possibilidade de sucesso, de modo a reduzir a incerteza e o risco desse novo influxo competitivo global. O estudo que consubstancia este livro, que se intitula "Estratégia Empresarial: setor vitivinícola brasileiro, globalização e empresas do Vale do São Francisco", tem os objetivos de examinar a competitividade empresarial brasileira e local (em comparação à indústria vitivinícola mundial), por intermédio, principalmente, da análise das adaptações que estão sendo implementadas pelas empresas vitivinícolas do Polo emergente de vitivinicultura do Vale do São Francisco, propor linhas adicionais de ação estratégica e perspectivar as suas possibilidades de sucesso no novo contexto competitivo globalizado. A fenomenologia encontrada durante a investigação sugere uma indústria mundial em estado de maturidade...

Ciências Sociais e saúde no ciclo de pesquisas no Vale do São Francisco (1950-1960)

Oliveira,Nemuel Silva; Maio,Marcos Chor
Fonte: IMS-UERJ Publicador: IMS-UERJ
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2012 PT
Relevância na Pesquisa
125.93%
No período entre 1940 e 1960, houve ampla produção acadêmica no campo da sociologia e da antropologia dos chamados estudos de comunidade no Brasil. Na era dos grandes projetos no âmbito das Ciências Sociais na década de 1950, envolvendo pesquisas sobre relações raciais, educação e saúde, cabe destacar as pesquisas realizadas no Vale do São Francisco, sob a coordenação do sociólogo Donald Pierson. Privilegia-se, neste artigo, o tema da saúde nesses estudos como um meio para tornar inteligíveis questões relevantes à época, a saber: resistências culturais à mudança; relações entre tradição e modernidade, tensões e complementaridades entre conhecimento científico e práticas populares de cura, entre outros. O exame das pesquisas do Projeto do São Francisco permitiu identificar que a questão da saúde, atrelada aos aspectos socioeconômicos e culturais, emerge como uma chave para o conhecimento das condições de vida e da realidade social das comunidades investigadas. Os cientistas sociais buscaram descrevê-las de maneira pormenorizada e abrangente, tendo o processo de mudança cultural como principal eixo de investigação. Neste artigo apresentamos as pesquisas que compuseram o referido projeto e mostramos como os cientistas sociais abordaram o tema da saúde em seus trabalhos. Ligados pelo tema da saúde...

Situação atual e perspectivas da caprinocultura no Vale do São Francisco.

GUIMARÃES FILHO, C.; BORGES, J. H. F.; NOGUEIRA, D. M.
Fonte: In: CONGRESSO NORDESTINO DE PRODUÇÃO ANIMAL, 6.; SIMPÓSIO NORDESTINO DE ALIMENTAÇÃO DE RUMINANTES, 10.; SIMPÓSIO DE PRODUÇÃO ANIMAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO, 1., 2006, Petrolina. Anais... Petrolina: SNPA; Embrapa Semi-Árido, 2006. Publicador: In: CONGRESSO NORDESTINO DE PRODUÇÃO ANIMAL, 6.; SIMPÓSIO NORDESTINO DE ALIMENTAÇÃO DE RUMINANTES, 10.; SIMPÓSIO DE PRODUÇÃO ANIMAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO, 1., 2006, Petrolina. Anais... Petrolina: SNPA; Embrapa Semi-Árido, 2006.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
165.93%
Caracterização física e agro-sócio-econômico da zona caprinícola do Vale do São Francisco; Limitações da Caprinocultura regional; Potencialidades da Caprinocultura regional; O mercado para os produtos caprinos e ovinos; O potencial de interação com as áreas irrigadas e com outras atividades agrrícolas e não agrícolas; Infraestrutura agroindustrial; O expressivo dispositivo institucional da região; Proposta de um programa de desenvolvimento.; 2006

Características produtivas de genótipos de cebola no Vale do São Francisco.

COSTA, N. D.; RESENDE, G. M. de; SANTOS, C. A. F.; LEITE, W. de M.; PINTO, J. M.
Fonte: Horticultura Brasileira, Brasília, DF, v. 25, n. 2, p. 261-264, abr./jun. 2007. Publicador: Horticultura Brasileira, Brasília, DF, v. 25, n. 2, p. 261-264, abr./jun. 2007.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
125.93%
Com o objetivo de avaliar a produtividade de genótipos de bola no Vale do São Francisco, foram conduzidos dois experimentos, de abril a agosto de 2003 e 2004, na Embrapa Semi Árido Petrolina-PE. Usou-se o delineamento experimental de bloco acaso, com quinze genótipos e quatro repetições e quatorze genótipos e três repetições, respectivamente em 2003 e 2004. Em 2003, a produtividade total de bulbos variou de 29,5 a 59,6 t ha-1 e a comercial oscilou de 18,6 a 51,7 t ha. A massa fresca do bulbo variou de a 186 g e os genótipos IPA-1 e Brisa apresentaram maior número bulbos comerciais por parcela (113 bulbos). Em 2004, a produtividade total de bulbos variou de 30,4 a 58,4 t ha-1 e a comercial oscilou de 24,0 a 56,0 t ha-l. A massa fresca do bulbo variou de 86 a 160 g e os genótipos EX-07593000, Granex 429 apresentaram maior número de bulbos comerciais por parcela (126 e 124 bulbos, respectivamente ). Pelos resultados, em função das características avaliadas, os genótipos EX-19013, EX-07595002, Encino, IPA-11, Brisa TPC 91923, TPR 91970 e Ex-075593000, em 2003, e os genótipos EX-0759300, Granex-429, IPA-11, IPA-04 e Texas Grano 502, em 2004, foram os mais adaptados e com maior potencial para cultivo no Vale do São Francisco.; 2007

Características espectroscópicas de ácidos húmicos provenientes de fontes comerciais, em solo fertirrigado, no Vale do São Francisco.

CUNHA, T. J. F.; BASSOI, L. H.; RIBEIRO, P. R. de A.; SIMÕES, M. L.; MARTIN NETO, L.; PETRETE, V. G.; SANTANA, R. O. de.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 31., 2007, Gramado. Conquistas e desafios da ciência do solo brasileira: anais. Porto Alegre: SBCS, 2007. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 31., 2007, Gramado. Conquistas e desafios da ciência do solo brasileira: anais. Porto Alegre: SBCS, 2007.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
135.91%
No Vale do São Francisco, a utilização de ácidos orgânicos na agricultura irrigada vem despertando o interesse de produtores. Entretanto, não são conhecidas as possíveis modificações que possam estar ocorrendo nas caracteristicas das substâncias húmicas do solo quando são aplicados ácidos orgânicos associados à fertilização mineral. O objetivo deste trabalho foi avaliar e caracterizar as mudanças qualitativas nos ácidos húmicos extraídos de solo fertirrigado com diferentes fontes de fertilizantes minerais e esterco, associados à aplicação de ácidos orgânicos comerciais na cultura da goiabeira. Os tratamentos foram: F- fertirrigação mineral; FE - fertirrigação mineral + esterco; FH -fertirrigação mineral + ácidos orgânicos; FEH -fertirrigação mineral + esterco + ácidos orgânico; e R -referência (sem aplicação dos tratamentos). Para análise de ácidos húmicos foram coletadas amostras de solos de 0-20 cm em todos os tratamentos. Os dados obtidos por meio da espectroscopia FTIR sugerem uma mistura de caracteristicas aromático-alifáticas, uma grande quantidade de grupos carboxílicos e um menor número de grupos nitrogenados para os ácidos húmicos de FEH e FE. Os ácidos húmicos do grupo F foram caracterizados por apresentarem um maior conteúdo de componentes nitrogenados...

Indicadores biológicos de qualidade de solo em área de produção de manga sob manejo orgânico em perímetro irrigado no Vale do São Francisco.

SILVA, M. S. L. da; CHAVES, V. C.; FERREIRA, G. B.; MENDONÇA, C. E. S.; MOTTA, E. F.; RIBEIRO, F. N.; SILVA, S. dos A. B.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 31., 2007, Gramado. Conquistas e desafios da ciência do solo brasileira: anais. Porto Alegre: SBCS, 2007. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 31., 2007, Gramado. Conquistas e desafios da ciência do solo brasileira: anais. Porto Alegre: SBCS, 2007.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
135.88%
A produção de espécies vegetais para cobertura é uma importante prática no manejo de áreas agricultáveis não só para evitar o impacto direto das gotas de chuva, mas principalmente, para reduzir a taxa de evaporação e elevar os teores de matéria orgânica do solo, A busca por atributos sensíveis a mudanças provocadas pelo manejo do solo possibilitou que índices biológicos surgissem como indicadores que retratam a vida do solo. Neste contexto, o presente estudo buscou avaliar o efeito de coquetéis vegetais com diferentes composições e proporções de espécies, nas variações de carbono da biomassa microbiana (CBM), na emanação de CO2 pela respiração basal da biomassa microbiana (RBM), e suas relações com o carbono orgânico (C.O.), em área de produção de manga sob manejo orgânico em perímetro irrigado do Vale do São Francisco, visando contribuir com a qualidade ambiental e com a sustentabilidade da agricultura da região. Os valores baixos a médios de CBMS verificados nos seis tratamentos e nos três tempos de coleta estão relacionados às condições químicas observadas no solo. A biomassa microbiana do solo manejado com diferentes composições e proporções de coquetel vegetal, apresentou-se mais ativa e menos eficiente na utilização dos recursos do ecossistema e na imobilização de C orgânico.; 2007

Produção de fitomassa e composição química de plantas utilizadas em coquetéis vegetais para cobertura de solo e adubação verde no Vale do São Francisco.

FERREIRA, G. B.; MENDONÇA, C. E. S.; CHAVES, V. C.; MOTTA, E. F.; RIBEIRO, F. N.; SILVA, S. dos A. B. e; SILVA, M. S. L. da.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 31., 2007, Gramado. Conquistas e desafios da ciência do solo brasileira: anais. Porto Alegre: SBCS, 2007. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 31., 2007, Gramado. Conquistas e desafios da ciência do solo brasileira: anais. Porto Alegre: SBCS, 2007.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-R0M.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
135.98%
A utilização de plantas de cobertura e adubos verdes em solos aumenta a biodiversidade dos agroecossistemas, melhorando o solo nos aspectos físicos, químicos e biológicos. Na região semi-árida do Nordeste do Brasil, especificamente no Vale do São Francisco, os estudos sobre a utilização de cobertura do solo/abução verde estão começando, mesmo em áreas irrigadas, com características climáticas bem diferentes do sul do Brasil, onde estudos sobre essas práticas de manejo estão mais avançados. Este trabalho teve como objetivo avaliar a produção e a composição química das espécies vegetais utilizadas em cobertura de solo e adubação verde no Vale do São Francisco. O trabalho foi conduzido em uma área de produção de manga orgânica, no Projeto de Irrigação Senador Nilo Coelho, em Petrolina-PE, utilizando onze espécies, entre leguminosas e não leguminosas (gramíneas e oleaginosas), plantadas no sistema de coquetéis vegetais (misturadas) em diferentes composições e proporções que constituíram os diferentes tratamentos (T): T1 - 100 % não leguminosas; T2 - 100% leguminosas; T3 - 75% leguminosas e 25% não leguminosas; T 4 - 50% leguminosas e 50% não leguminosas; T5 - 25% leguminosas e 75% não leguminosas; T6 - Testemunha. Após 100 dias do plantio as espécies foram cortadas na altura do colo. Para avaliação da contribuição de cada espécies na produção total de fitomassa por tratamento...

Manejo de solo compactado em cultivo irrigado de videira de mesa no Vale do São Francisco.

RIBEIRO, F. N.; CHAVES, V. C.; MENDONÇA, C. E. S.; FERREIRA, G. B.; SILVA, M. S. L. da; CUNHA, T. J. F.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 31., 2007, Gramado. Conquistas e desafios da ciência do solo brasileira: anais. Porto Alegre: SBCS, 2007. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 31., 2007, Gramado. Conquistas e desafios da ciência do solo brasileira: anais. Porto Alegre: SBCS, 2007.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
135.94%
O Vale do São do Francisco (VSF) caracteriza-se pela produção contínua e intensiva de frutas, devido à disponibilidade heliotérmica que permite mais de uma colheita por ano. Como conseqüência, dessa produção intensiva, tem-se o uso contínuo de máquinas e implementos que contribuem com o processo de adensamento e/ou compactação, que ocorrem em 80% dos solos da região provocando redução da produtividade. Neste contexto, esse estudo teve como objetivo avaliar o efeito de sistemas de manejo com utilização de incorporação de matéria orgânica e gesso agrícola na recuperação de solos adensados e/ou compactados, em cultivos irrigados de uva de mesa. O estudo foi conduzido em área de viticultor no perímetro irrigado do Vale do São Francisco, zona semi-árida da região Nordeste do Brasil, município de Petrolina, Estado de Pernambuco. Foram estudados seis tratamentos: S1 - aração profunda (sulco lateral) + composto; S2 - aração profunda (sulco lateral) + mamona + girassol; S3 - aração profunda (sulco lateral) + sorgo; S4 - subsolagem + bagaço de cana-de-açúcar injetada pelo bico do subsolador; S5 aração profunda (sulco lateral) + gesso agrícola + sorgo; S6 testemunha (sistema adotado pelo produtor). Os efeitos dos tratamentos foram avaliados através da alteração das características do solo (física...

Alternativas para o manejo integrado de pragas e doenças na cultura da banana no Submédio do Vale do São Francisco.

MOREIRA, A. N.; CONCEIÇÃO, J. L. A.; MOURA, M. D. da C. S. de; PEREZ, J. O.; SILVA, M. M. da; NASCIMENTO, E. F. do; GAVA, C. A. T.
Fonte: In: ZAMBOLIM, L.; NASSER, L. C. B.; ANDRIGUETO, J. R.; TEIXEIRA, J. M.; FACHINELLO, J. C. (Org.). Produção integrada no Brasil. Brasília, DF: CNPq; Viçosa, MG: Universidade Federal de Viçosa, 2008. Publicador: In: ZAMBOLIM, L.; NASSER, L. C. B.; ANDRIGUETO, J. R.; TEIXEIRA, J. M.; FACHINELLO, J. C. (Org.). Produção integrada no Brasil. Brasília, DF: CNPq; Viçosa, MG: Universidade Federal de Viçosa, 2008.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
145.88%
Visando a implantação do Manejo Integrado de Pragas e Doenças na cultura da banana, no contexto da Produção Integrada de Frutas, na região do Submédio do Vale do São Francisco, diversas ações de pesquisa foram desenvolvidas em seis campos de cultivo de banana, durante o período de novembro de 2004 a maio de 2008, em Petrolina, PE. Foram realizados o monitoramento de insetos-pragas e inimigos naturais na folhagem da bananeira; do Cosmopolitus sordidus utilizando iscas atrativas tipo telha e feromônio sintético Cosmolure; de doenças em folhas, pseudocaule e frutos; e teste de patogenicidade de isolados de Beauveria bassiana no controle de adultos do moleque-da-bananeira. Os dados da ocorrência de pragas e inimigos naturais foram correlacionados com os parâmetros climáticos coletados na estação metereológica próxima ao local de amostragem. Os resultados demonstraram uma correlação entre a população do moleque-da-bananeira e temperatura, precipitação e umidade relativa do ar; a ocorrência de ácaros fitófagos da Família Tetranychidae, pulgões, mosca-branca, cochonilhas e dos inimigos naturais, joaninha, bicho lixeiro e ácaros predadores da família Phytoseiidae; a eficiência do feromônio no monitoramento e controle do C. sordidus; e a ação patogência do fungo B. bassiana no controle desta praga. Para as doenças...

Biometria da parte aérea da cana soca irrigada no Submédio do Vale do São Francisco.

SILVA, T. G. F. da; MOURA, M. S. B. de; ZOLNIER, S.; CARMO, J. F. A. do; SOUZA, L. S. B. de
Fonte: Revista de Ciência Agronômica, Fortaleza, v. 43, n. 3, p. 500-509, jul-set. 2012. Publicador: Revista de Ciência Agronômica, Fortaleza, v. 43, n. 3, p. 500-509, jul-set. 2012.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
145.89%
A produtividade da cana-de-açúcar no Submédio do Vale do São Francisco tem apresentado desempenho de destaque devido à utilização de irrigação. Dessa forma, a obtenção de informações sobre o crescimento das plantas nessas condições é essencial, uma vez que podem ser utilizados para adequação do manejo da cultura. Assim, objetivou-se com este trabalho realizar uma análise biométrica da parte aérea da cana-de-açúcar irrigada, visando suprir a ausência de informações desta cultura na região. O experimento foi realizado no município de Juazeiro-BA, com a variedade RB92579, no ciclo de cana soca. Realizaramse dois tipos de análise, sendo uma destrutiva, onde plantas foram amostradas e conduzidas ao laboratório, e outra de natureza não destrutiva, na qual as variáveis foram monitoradas em campo. A partir dos resultados, foi possível constatar que a cultura apresentou altos padrões de perfilhamento (15,2 perfilhos m-2). O tombamento da cana-de-açúcar afeta a dinâmica da estatura dos colmos, a qual atingiu valor final de 421 ± 22 cm. Porém, não demonstrou impactos diretos sobre os padrões de comprimento (13,6 ± 2,4 cm), diâmetro (2,5 ± 0,2 cm) e volume dos internódios (68,8 ± 19,5 cm3), bem como no rendimento. A taxa de aparecimento foliar foi de 0...

Temperatura do cacho da videira Syrah no Vale do São Francisco: resultados preliminares.

NASCIMENTO, J. F. do; MOURA, M. S. B. de; SOUZA, L. S. B. de; CARMO, J. F. A. do; LEAO, P. C. de S.
Fonte: In: JORNADA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA EMBRAPA SEMIÁRIDO, 7.; JORNADA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FACEPE/UNIVASF, 1., 2012, Petrolina. Anais... Petrolina: Embrapa Semiárido, 2012. Publicador: In: JORNADA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA EMBRAPA SEMIÁRIDO, 7.; JORNADA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FACEPE/UNIVASF, 1., 2012, Petrolina. Anais... Petrolina: Embrapa Semiárido, 2012.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.; p. 255-261
PT_BR
Relevância na Pesquisa
145.9%
Esse trabalho objetivou analisar o comportamento da temperatura no interior de cachos de uva ?Syrah? sob diferentes tratamentos de desfolha e desponte no Vale do São Francisco. Para isso, foram utilizados termopares instalados na porção mediana de dois cachos localizados na face do vinhedo voltada para leste e outros dois voltados para o lado oeste nos tratamentos T1 - desfolha no início da maturação dos cachos (mudança de cor das bagas), eliminandose todas as folhas basais até a folha acima do último cacho (30 dias após a poda - DAP); T2 - desponte de ramos realizado em duas fases: no início do crescimento da baga ou fase de ?ervilha? (39 DAP), e na fase de início de maturação dos cachos ou mudança de cor das bagas (59 DAP). Os resultados mostraram que a temperatura média do tratamento T1 nos cachos do lado leste foi 29,41 oC e do lado oeste igual a 29,23 oC; enquanto o tratamento T2 apresentou cachos com temperatura variando de 28,69 oC no lado leste para 29,33 oC no lado oeste. As condições climáticas podem ocasionar variações na temperatura do interior do cacho a depender da época do ano, da posição do cacho na fileira e dos tratamentos de desfolha e desponte adotados no vinhedo, que podem influenciar em alguns componentes/compostos das bagas.; 2012

Ciclos econômicos recentes e perspectivas para a região do submédio Vale do São Francisco com ênfase na fruticultura irrigada

Sabino Santiago Galvão, Alberto; de Farias Costa, Écio (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
125.93%
Este trabalho propôs apresentar os ciclos econômicos recentes predominantes na região do Submédio Vale do São Francisco, com ênfase na fruticultura irrigada. Como marco legal para efeito de investigação, foi considerado a criação da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (SUDENE), no final dos anos de 1950. O estudo também investiga o momento atual, onde se observa o predomínio de uma exploração frutícola tecnificada, em grande parte com culturas permanentes e voltadas, em parcela considerável para o mercado exportador. Aborda algumas projeções para o futuro, fundamentadas em alternativas econômicas já incipientes na região, iniciando com uma revisão bibliográfica com foco na fruticultura mundial e brasileira, mostrando, principalmente, a fraca participação do Brasil nas exportações mundiais de frutas frescas, mesmo estando posicionado como o terceiro maior produtor mundial de frutas. Em seguida, apresenta a ascensão e decadência de duas culturas de ciclo produtivo curto, predominantes entre os anos de 1970 e 1990, o tomate e o melão. Discorre sobre o agronegócio da uva e da manga no Brasil e na Região alvo, apresentando seu crescimento, suas dificuldades atuais e prováveis perspectivas, e...

Upgrading e inserção nas Global Value Chains: o caso do Cluster vitivinícola do submédio do Vale do São Francisco na ótica dos novos produtores mundiais

Pires Crisóstomo, Antonio; Benzaquen Sicsu, Abraham (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
126.02%
Nos últimos 25 anos, a vitivinicultura mundial tem passado por grandes transformações, por meio das quais velhos produtores têm perdido espaço para os novos . Entre os fatores que contribuíram para essa mudança estão a adoção de práticas de P&D e a habilidade desses novos produtores em utilizar os conceitos de marketing e de marca. Estudiosos sobre competitividade enfatizam que a forma mais segura para as empresas, principalmente as dos países em desenvolvimento, inserirem-se nas global value chains (GVC) é por meio da formação de clusters, que nesses países são caracterizados por pequenas e médias empresas e intensa colaboração entre elas, com apoio institucional. Tal situação é favorável à realização de upgradings, essenciais para atender aos exigentes compradores globais, muito influentes nos clusters. Este estudo se dedica à análise de várias pesquisas sobre duas novas regiões produtoras de vinho em âmbito mundial África do Sul e Chile , usando-a para comparar e propor condições que possibilitem a realização de upgradings e a inserção do cluster vitivinícola do Submédio do Vale do São Francisco nas GVC. Para isso, no primeiro momento, realizou-se o levantamento bibliográfico e efetuou-se a participação em vários workshops internacionais sobre cadeias globais e upgradings. Posteriormente...

Avaliação de risco em modelos de contrato de suprimento na cadeia da uva no Vale do São Francisco

Cerqueira, Guilherme Salazar
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Dissertação
BR
Relevância na Pesquisa
126.01%
Este trabalho tem como objetivo geral caracterizar os fluxos comerciais dentro de um canal de distribuição de uvas no Vale do São Francisco. Além de estudar possibilidades de contratos para parceiras entre os elos desta cadeia, trazendo garantias de ganho global do canal de distribuição e individual para cada elo participante do contrato. Para a realização deste trabalho foram levantadas informações junto aos produtores de uva do Vale do São Francisco-PE, tornando possível caracterizar os fluxos comerciais existentes no canal. Uma base de dados foi formada a partir dos dados coletados com os atacadistas da CEASA-PE referente ao comércio da uva Itália proveniente do Vale do São Francisco, tornando possível montar cenários e avaliar os resultados através da aplicação de Simulação Monte Carlo. Devido à falta de coordenação entre os membros do canal e a capilaridade encontrada no elo produtor-atacadista do Vale do São Francisco, existem limitações na disponibilidade de dados, portanto, em função dessas limitações encontradas nos dados, através da simulação foram estudadas quatro propostas de contratos considerando variações de parâmetros propostos, tornando possível comparar a lucratividade e explicitar algumas vantagens de se ter parcerias comerciais regidas por contratos para o canal de distribuição estudado.

CeraTrap na coleta massal de Ceratitis capitata (Diptera: Tephritidae) em videiras no Vale do São Francisco.

COUTINHO, C. R.; MACHOTA JÚNIOR, R.; PACHECO, M. G.; COSTA, M. L. E.; BOTTON, M.; PARANHOS, B. A. J.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ENTOMOLOGIA, 25., 2014, Goiânia. Entomologia integrada à sociedade para o desenvolvimento sustentável: anais. Goiânia: Sociedade Entomológica do Brasil, 2014. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ENTOMOLOGIA, 25., 2014, Goiânia. Entomologia integrada à sociedade para o desenvolvimento sustentável: anais. Goiânia: Sociedade Entomológica do Brasil, 2014.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
135.86%
A proteína hidrolisada CeraTrap é um atrativo alimentar recentemente introduzido no Brasil para ser usado na captura massal de moscas-das-frutas. O objetivo é empregar uma alta densidade de armadilhas no pomar no período em que os frutos estão suscetíveis ao ataque da praga. O CeraTrap foi avaliado em seis pomares de uvas finas de mesa localizadas no Vale do São Francisco, distribuindo-se 120 garrafas PET/ha.; 2014

MEDIA REPRESENTATIONS OF THE WINES OF SÃO FRANCISCO VALLEY; A REPRESENTAÇÃO DO VINHO DO VALE DO SÃO FRANCISCO NA MÍDIA DOI:10.5773/rai.v8i3.784

Rocha de Souza, Angela Cristina; Macedo, Juliana Silva; Mello, Sérgio Carvalho Benício
Fonte: Universidade de São Paulo. Economia, Administração e Contabilidade Publicador: Universidade de São Paulo. Economia, Administração e Contabilidade
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 07/11/2011 POR
Relevância na Pesquisa
135.97%
Launching innovative products on the market is a problem for entrepreneurs, especially when there is not a culture of production and consumption of that product. In this context, winemakers from the São Francisco Valley face the challenge of being recognized as producers of quality fine wines. The construction of this identity occurs at various times, and has the influence of various actors, including the media. Thus, recognizing the significant dimension of cultural representations, we seek to understand how these representations associated with Valley wine are being formed in the media. The research corpus was formed by print, television, radio and digital media. In its analysis, we used Barthes’ structuralist semiology. We observed that this wine’s cultural representation occurs in a stigmatized manner, permeated by prejudice. The predominance of negative aspects in the representation of this product has caused a shortfall from its desired recognition.; O estabelecimento de produtos inovadores no mercado representa um problema para os empreendedores, principalmente quando não há uma cultura de produção e consumo do produto. Neste contexto, a vitivinicultura do Vale do São Francisco depara-se com o desafio de ser reconhecida como produtora de vinhos finos de qualidade. A construção dessa identidade ocorre em vários momentos...

O Enoturismo no Brasil: um estudo comparativo entre as regiões vinícolas do Vale dos Vinhedos (RS) e do Vale do São Francisco (BA/PE); The Wine Tourism in Brazil: a comparative study among the wine-producing areas of the Vale dos Vinhedos (RS) and of the Vale do São Francisco (BA/PE)

Zanini, Talise Valduga; Rocha, Jefferson Marçal da
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/04/2010 POR
Relevância na Pesquisa
136.07%
This article has as objective to do a comparative analysis among two of the most important Brazilian wine-producing areas: The Vale dos Vinhedos in Rio Grande do Sul and Vale do São Francisco (VSF) located among Bahia e Pernambuco. The objective is to understand the tourists' motivations that visit the studied areas these they link to the wine and her context or they possess similar characteristics the one of other tourist events. The joined results allow to infer that in Vale dos Vinhedos, the motivation of tourists is related to wine and this region can already be considered a consolidated wine tourism destination. On the other hand, in Vale do São Francisco, the motivation of tourists is related to common aspects to all types of tourism, and in less intensity to the reasons regarding wine. It is ended that the plurality of these two wine regions, as long as properly managed, can be a factor of differentiation for Brazil, in the worldwide wine scene.; Este artigo tem como objetivo fazer uma análise comparativa entre duas das mais importantes regiões vinícolas brasileiras: o Vale dos Vinhedos (VV) no Rio Grande do Sul e o Vale do São Francisco (VSF) localizado entre os Estados da Bahia e Pernambuco. O objetivo é compreender se as motivações dos turistas que visitam as regiões estudadas se relacionam ao vinho e seu contexto ou possuem características similares a de outros eventos turísticos. Os resultados encontrados permitem inferir que no VV...

O Desenvolvimento do Enoturismo no Vale do São Francisco: um segmento em expansão; Wine Tourism Development in the Vale do São Francisco: a growing segment; El Desarrollo del Turismo del Vino en el Vale do São Francisco: un segmento en crecimiento

Dias, Pollyana Pugas; Vital, Tales Wanderley
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 07/12/2012 POR
Relevância na Pesquisa
136.08%
La región del valle de São Francisco se ha destacado a nivel nacional como el nuevo destinoturistico de vinos. Esta actividad a crecido en el mundo como una alternativa interesante para las regiones que practican la vinicultura pues este tipo de turismo agrega un valor a los productos y diversifican la fuente de ingresos al mismo tiempo que que se desenvuelven otras actividades economicas de la región, distribuyendo las ganancias de este atractivo. A través de entrevistas y de una recopilación de datos secundarios, el objetio de este trabajo fue describir como esta actividad se ha desarrollado en el semiárido nordestino. Se verificócomo las principales evidencias del turismo vinícola en el valle de São Francisco mediante el surgimiento de vinícolas en la región, la fuente inversión de organizaciones publicas a favor de el desarrollo de esta actividad y la reciente diversificación de productos turísticos ofrecidos. Los resultados que el turismo vinícola ha presentado en la región pueden ser atribuidos al esfuerzo y la integración de los agentes involucrados y al contraste del paisaje promovido por la inserción de la fruticultura irrigada y debe ser interpretada como unaherramienta de transaformación social y econômica.; The region of the Vale do São Francisco is gaining more attention in the eyes of the nation as a new option of enoturism. The activity grows around the world as a new interesting activityto the regions winemakers give valor to their products and to diversify the income at the sametime that it involves other sections of the region...

Valores pessoais dos consumidores de vinhos do Vale do São Francisco (Brasil): Uma proposição tipológica de perfis

Leão,André; Gaião,Brunno; Oliveira,Henrique; Cavalcanti,Rodrigo
Fonte: INDEG-IUL - ISCTE Executive Education Publicador: INDEG-IUL - ISCTE Executive Education
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2011 PT
Relevância na Pesquisa
125.98%
O Vale do São Francisco, no Brasil, tem surgido como um novo centro produtor de vinhos finos. Entretanto, o Brasil não se encontra entre os grandes consumidores de vinho, o que pode ser entendido por não ter história na produção da bebida se comparado a outros países. Desta forma, um passo inicial no desenvolvimento de uma cultura de consumo do vinho da região é a identificação das características de seus consumidores. Os valores pessoais se apresentam como um dos principais critérios psicográficos da segmentação de mercado. Neste sentido, o presente estudo teve por objetivo a identificação dos valores pessoais dos consumidores de vinhos do Vale do São Francisco, bem como a elaboração tipológica de perfis destes consumidores. Para tal, utilizamos a técnica de entrevistas em profundidade e análise de discurso funcional em duas etapas: codificação dos textos, gerando elementos e categorias referentes a aspectos e valores de consumo; e análise das relações horizontais e verticais entre estes elementos. Com base nos achados sugerimos uma tipologia dos consumidores do vinho do Vale do São Francisco com dois perfis: sequiosos e altivos. Contribuições para o conhecimento da área e para as vinícolas da região...