Página 1 dos resultados de 2623 itens digitais encontrados em 0.011 segundos

Análise TG-ROC de testes de imunofluorescência no diagnóstico de leishmaniose visceral canina; TG-ROC analysis of immunofluorescence assays in canine visceral leishmaniasis diagnosis; Análisis TG-ROC de pruebas de inmunofluorescencia en el diagnóstico de leishmaniasis visceral canina

SILVA, Rita Maria da; LAURENTI, Márcia Dalastra; GOMES, Almério de Castro; NOGUEIRA, Yeda Lopes
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
66.94%
OBJETIVO: Analisar a acurácia do diagnóstico de dois protocolos de imunofluorescência indireta para leishmaniose visceral canina. MÉTODOS: Cães provenientes de inquérito soroepidemiológico realizado em área endêmica nos municípios de Araçatuba e de Andradina, na região noroeste do estado de São Paulo, em 2003, e área não endêmica da região metropolitana de São Paulo, foram utilizados para avaliar comparativamente dois protocolos da reação de imunofluorescência indireta (RIFI) para leishmaniose: um utilizando antígeno heterólogo Leishmania major (RIFI-BM) e outro utilizando antígeno homólogo Leishmania chagasi (RIFI-CH). Para estimar acurácia utilizou-se a análise two-graph receiver operating characteristic (TG-ROC). A análise TG-ROC comparou as leituras da diluição 1:20 do antígeno homólogo (RIFI-CH), consideradas como teste referência, com as diluições da RIFI-BM (antígeno heterólogo). RESULTADOS: A diluição 1:20 do teste RIFI-CH apresentou o melhor coeficiente de contingência (0,755) e a maior força de associação entre as duas variáveis estudadas (qui-quadrado=124,3), sendo considerada a diluição-referência do teste nas comparações com as diferentes diluições do teste RIFI-BM. Os melhores resultados do RIFI-BM foram obtidos na diluição 1:40...

In situ immune responses to interstitial pneumonitis in human visceral leishmaniasis

TUON, F. F.; GUEDES, F.; FERNANDES, E. R.; PAGLIARI, C.; AMATO, V. S.; DUARTE, M. I. Seixas
Fonte: WILEY-BLACKWELL PUBLISHING, INC Publicador: WILEY-BLACKWELL PUBLISHING, INC
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
66.89%
Lung disease during active human visceral leishmaniasis is frequently reported. As such, studies have associated pulmonary symptoms to interstitial pneumonitis with a mononuclear infiltrate. However, the immune response in this condition has never been described before. The aim of this study was to determine the immunophenotypic pattern and cytokine profile of lung involvement (IPL) in human visceral leishmaniasis. Quantitative methods of analysis were performed using immunohistochemistry, and were compared with a control group of normal lung. Interstitial macrophages and cd8 cells were increased in IPL, and IL-4 as well as TNF-alpha displayed increased expression when compared to the control group. This inflammatory process with a Th2 pattern, as suggested by increased IL-4 and low IFN-gamma expression, is consistent with the immune response in other organs of visceral leishmaniasis. The microenvironment of the immune response in this condition is associated with lung disease in patients with interstitial pneumonitis related to visceral leishmaniasis, increasing the chance of bacterial infection.; fapesp (fundacao de amparo a pesquisa de Sao paulo).

Visceral leishmaniasis in Brazil: trends and challenges; Leishmaniose visceral no Brasil: evolução e desafios

Maia-Elkhoury, Ana Nilce Silveira; Alves, Waneska A.; Sousa-Gomes, Marcia Leite de; Sena, Joana Martins de; Luna, Expedito José de Albuquerque
Fonte: Rio de Janeiro Publicador: Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
66.91%
The urbanization of visceral leishmaniasis in Brazil has been related to environmental changes, migration, interaction and spread of sylvatic reservoirs and infected dogs to areas with no transmission, and adaptation of the vector Lutzomyia longipalpis to the peridomiciliary environment. From 1980 to 2005, Brazil recorded 59,129 cases of visceral leishmaniasis, 82.5% of which in the Northeast region. Visceral leishmaniasis gradually spread to other regions of the country: in 1998 these other regions reported 15% of all cases, but by 2005 this proportion had increased to 44%. From 1998 to 2005, indigenous cases were reported in 1,904 different municipalities of the country (34.2%). Reservoir and vector control pose major challenges for disease control, since there is a need for better knowledge of vector behavior in urban areas, and control activities involve high operational costs. In recent years the Brazilian Ministry of Health has supported research on the laboratory diagnosis of infection and disease in humans and dogs, treatment of patients, evaluation of the effectiveness of control strategies, and development of new technologies that could contribute to the surveillance and control of visceral leishmaniasis in the country.; A urbanização da leishmaniose visceral tem sido relacionada a modificações ambientais causadas por ações antrópicas...

A case of conventional treatment failure in visceral leishmaniasis: leukocyte distribution and cytokine expression in splenic compartments

dos-Santos, Washington LC; Pagliari, Carla; Santos, Lina G; Almeida, Valter A; Silva, Thiago LV e; Coutinho Junior, João de J; Souza, Tulio; Duarte, Maria IS; Freitas, Luiz AR de; Costa, Carlos HN
Fonte: BMC Central Publicador: BMC Central
Tipo: Artigo de Revista Científica
EN
Relevância na Pesquisa
66.94%
Abstract Background In this paper we study the distribution of leukocyte populations and of cytokine-producing cells in the spleen of a patient with visceral leishmaniasis resistant to clinical treatment. It is the first attempt to compare the distribution of leukocyte populations and cytokine-producing cells in the splenic compartments of a patient with visceral leishmaniasis with those observed in patients without the disease. Case presentation A 25-year-old male, farmer, was hospitalized on several occasions with diagnosis of visceral leishmaniasis and received all recommended treatments for the disease with only transient improvement followed by relapse. He was eventually subjected to splenectomy in order to control the effects of hypersplenism and to potentially overcome infection. After surgery and combined chemotherapy, the disease evolved to cure. In comparison with the spleens of the other two patients without visceral leishmaniasis, an increase was observed in the CD4/CD8 ratio and in the number of IL-10- and FoxP3-producing cells, while the number of IL-17-producing cells was lower in the spleen of the patient with visceral leishmaniasis. Conclusion This report confirms previous data on changes in the CD4/CD8 ratio in the spleens of patients with visceral leishmaniasis. Additionally the data presented herein suggests that splenic FoxP3- and IL-17-producing cells are involved in the chronicity of visceral leishmaniasis.

Avaliação imunodiagnóstica de antígenos excretados-secretados de L. (L.) amazonensis, L. (V.) braziliensis e L.(L.) chagasi na Leishmaniose visceral humana e canina.; Evaluation of excreted-secreted antigens of L. (L.) amazonensis, L. (V.) braziliensis and L. (L.) chagasi in immunodiagnosis of human and dog Visceral leishmaniasis.

Cancino, Viviana Vanessa Pinedo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/08/2009 PT
Relevância na Pesquisa
66.87%
A Leishmaniose visceral é um problema que cresce no Estado de São Paulo afetando o homem e o cão. Os exoantígenos da membrana das leishmanias são liberados no meio de cultura. Os exoantígenos são importantes na indução da imunidade mediada pelas células T e B estimulando a produção elevada de anticorpos. Realizamos uma avaliação comparativa por ELISA e Immunoblotting de exoantígenos e antígenos totais de L. (L.) amazonensis, L. (V.) braziliensis e L. (L.) chagasi, no diagnóstico da leishmaniose visceral humana e canina. Obteve-se por ELISA sensibilidade de 100% para ambos os preparados antigênicos independente da espécie de Leishmania. A melhor especificidade em humanos e cães foi com os exoantígenos. O exoantígeno da L. (L.) chagasi teve a melhor especificidade e média de absorbâncias comparadas aos das outras espécies (p<0.005). Para o hospedeiro humano o ELISA com exoantígenos, não discriminou pacientes com leishmaniose cutânea e ou mucocutânea. O Immublotting dos exoantígenos de L. (L.) chagasi (IBleish) apresentou 100% de sensibilidade e especificidade para os cães. Os dados do IBleish-L. (L.) chagasi demonstraram a possibilidade de sua utilização como método confiável para a confirmação do diagnóstico da leishmaniose canina.; The visceral leishmaniasis is a new problem that grows in the State of São Paulo...

Leishmaniose Visceral: raça canina e perfil lipídico; Visceral leishmaniasis: canine breeds and lipid profile

Fonseca, Andre Luis Soares da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 05/12/2013 PT
Relevância na Pesquisa
66.9%
A leishmaniose visceral, causada no Brasil por protozoários da espécie Leishmania (L.) infantum, apresenta-se nos canídeos com manifestações similares à doença humana. Diversos trabalhos tem investigado a relação entre raças caninas e suscetibilidade/resistência à doença sendo as alterações lipídicas consideradas também nessa avaliação. Para avaliar o grau de comprometimento conforme a raça e as alternações lipídicas nos cães portadores de leishmaniose visceral, analisamos alterações hematológicas e bioquímicas frente à manifestação da doença em diferentes raças ou grupos raciais. Para tanto, incluímos 162 cães de área endêmica, sem histórico de outras patologias ou de vacinação contra leishmaniose, organizados em grupos de cães naturalmente infectados segundo a raça, quais sejam, Boxer, Labrador, Pit Bull, Sem Raça Definida (SRD) e Outras Raças, e grupo controle não infectados. Na avaliação das manifestações clínicas, dividimos os animais, dentro de cada grupo de cães infectados em assintomáticos (sem nenhum sinal clínico), oligossintomáticos (de 1 a 3 sinais clínicos) e polissintomáticos (acima de 3 sinais clínicos). As raças/grupos formadas pelo total de cães infectados (assintomáticos + oligossintomáticos + polissintomáticos) também foram avaliados segundo o escore de gravidade da infecção. Para analisar as possíveis alterações laboratoriais decorrentes da infecção de cães por Leishmania (L.) infantum foram realizados hemograma...

Visceral leishmaniasis in Brazil: revisiting paradigms of epidemiology and control

Dantas-Torres,Filipe; Brandão-Filho,Sinval Pinto
Fonte: Instituto de Medicina Tropical Publicador: Instituto de Medicina Tropical
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2006 EN
Relevância na Pesquisa
66.86%
In the last 20 years, despite the known underestimation of cases, Brazil registered a marked increase in the incidence of visceral leishmaniasis. The main goal of this review is to reflect on some aspects of this zoonosis in Brazil and also to encourage the discussion in order to find more viable, effective and affordable strategies to be implemented by the Brazilian Leishmaniasis Control Program. The current situation of visceral leishmaniasis in Brazil might be seen as a paradox: the most important aspects of the disease are known, but so far the control of this disease has not yet been achieved. The current control strategies have not been able to prevent the geographical expansion, and even a rise in the incidence and lethality of visceral leishmaniasis. There is a need not only for a better definition of priority areas, but also for the implementation of a fieldwork monitoring system to the disease surveillance that could permit a further evaluation of the control program in areas where visceral leishmaniasis is endemic.

Detection of immunoglobulin G in the lung and liver of hamsters with visceral leishmaniasis

Mathias,R.; Costa,F.A.L.; Goto,H.
Fonte: Associação Brasileira de Divulgação Científica Publicador: Associação Brasileira de Divulgação Científica
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2001 EN
Relevância na Pesquisa
66.88%
Several organs are affected in visceral leishmaniasis, not only those rich in mononuclear phagocytes. Hypergammaglobulinemia occurs during visceral leishmaniasis; anti-Leishmania antibodies are not primarily important for protection but might be involved in the pathogenesis of tissue lesions. The glomerulonephritis occurring in visceral leishmaniasis has been attributed to immune complex deposition but in other organs the mechanism has not been studied. In the current study we demonstrated the presence of IgG in the lung and liver of hamsters with visceral leishmaniasis. Hamsters were injected intraperitoneally with 2 x 10(7) amastigotes of Leishmania (Leishmania) chagasi and the presence of IgG in the liver and lung was evaluated at 7, 15, 30, 45, 80 and 102 days postinfection (PI) by immunohistochemistry. The parasite burden in the spleen and liver increased progressively during infection. We observed a deposit of IgG from day 7 PI that increased progressively until it reached highest intensity around 30 and 45 days PI, declining at later times. The IgG deposits outlined the sinusoids. In the lung a deposit of IgG was observed in the capillary walls that was moderate at day 7 PI, but the intensity increased remarkably at day 30 PI and declined at later times of infection. No significant C3 deposits were observed in the lung or in the liver. We conclude that IgG may participate in the pathogenesis of the inflammatory process of the lung and liver occurring in experimental visceral leishmaniasis and we discuss an alternative mechanism other than immune complex deposition.

Immunity and immunosuppression in experimental visceral leishmaniasis

Goto,H.; Lindoso,J.A.L.
Fonte: Associação Brasileira de Divulgação Científica Publicador: Associação Brasileira de Divulgação Científica
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2004 EN
Relevância na Pesquisa
66.94%
Leishmaniasis is a disease caused by protozoa of the genus Leishmania, and visceral leishmaniasis is a form in which the inner organs are affected. Since knowledge about immunity in experimental visceral leishmaniasis is poor, we present here a review on immunity and immunosuppression in experimental visceral leishmaniasis in mouse and hamster models. We show the complexity of the mechanisms involved and differences when compared with the cutaneous form of leishmaniasis. Resistance in visceral leishmaniasis involves both CD4+ and CD8+ T cells, and interleukin (IL)-2, interferon (IFN)- gamma, and IL-12, the latter in a mechanism independent of IFN- gamma and linked to transforming growth factor (TGF)-ß production. Susceptibility involves IL-10 but not IL-4, and B cells. In immune animals, upon re-infection, the elements involved in resistance are different, i.e., CD8+ T cells and IL-2. Since one of the immunopathological consequences of active visceral leishmaniasis in humans is suppression of T-cell responses, many studies have been conducted using experimental models. Immunosuppression is mainly Leishmania antigen specific, and T cells, Th2 cells and adherent antigen-presenting cells have been shown to be involved. Interactions of the co-stimulatory molecule family B7-CTLA-4 leading to increased level of TGF-ß as well as apoptosis of CD4+ T cells and inhibition of macrophage apoptosis by Leishmania infection are other components participating in immunosuppression. A better understanding of this complex immune response and the mechanisms of immunosuppression in experimental visceral leishmaniasis will contribute to the study of human disease and to vaccine development.

Autochthonous canine visceral leishmaniasis in a non-endemic area: Bom Sucesso, Minas Gerais State, Brazil

Silva,Marcio Roberto; Marques,Marcos José; Romanha,Alvaro José; Santa-Rosa,Idael Christiano de Almeida; Carneiro,Cláudia M.; Reis,Alexandre Barbosa
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2008 EN
Relevância na Pesquisa
66.88%
The article begins by describing a dog with characteristic symptoms of visceral leishmaniasis. A serum sample from this animal was positive by indirect immunofluorescence (IIF) performed in anti-Leishmania total IgG in 1999. Tissues from the same dog were also positive by polymerase chain reaction (PCR) in 2004, identifying Leishmania DNA in the cerebellum, liver, kidney, and intestine. This is the first report of a dog with autochthonous visceral leishmaniasis in the county of Bom Sucesso, Minas Gerais State, Brazil. The finding of this IIF-positive dog led to a canine visceral leishmaniasis epidemiological investigation in the county. The investigation was conducted from March 1999 to December 2005. IIF was positive for Leishmania in 22 (3%) of 734 examined dogs. Among the 22 IIF-positive dogs, six presented characteristic symptoms of canine visceral leishmaniasis. The results of this epidemiological investigation were sent to local and State public health authorities, requesting visceral leishmaniasis control and preventive measures to interrupt transmission of the disease and avoid the occurrence of human cases.

The organization of health services and visceral leishmaniasis: an integrated intervention to improve diagnosis and treatment

Luz,Zélia M. P.; Carneiro,Mariângela; Schall,Virgínia; Rabello,Ana
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/05/2009 EN
Relevância na Pesquisa
66.88%
The objective of this study, carried out in municipalities located in a metropolitan region of Brazil, was to promote the early diagnosis and prompt treatment of visceral leishmaniasis. In the intervention model a health professional underwent training that covered all procedures involved in assisting patients with suspected visceral leishmaniasis. The professionals then returned to their municipalities where they implemented a workplan with the following aims: (a) at least one physician able to diagnose and treat patients; (b) training of professionals for the laboratorial diagnosis of visceral leishmaniasis; (c) delivery of information on visceral leishmaniasis to the health workers. The implementation process was evaluated by follow-up meetings. Attendance of health professionals at the meetings, implementation of the workplan, and the visceral leishmaniasis case fatality rate before (1998-1999) and after (2001-2002) implementation of the model were used in the analysis. Among the 36 municipalities in the region, 22 were enrolled. Eight (36.3%) guaranteed at least 50% attendance in the meetings, and 14 (63.6%) had less than 50% attendance with no activities implemented. The fatality rate decreased in the municipalities that implemented the activities.

Autochthonous canine visceral leishmaniasis in a non-endemic area: Bom Sucesso, Minas Gerais State, Brazil

Silva, M?rcio Roberto; Marques, Marcos Jos?; Romanha, ?lvaro Jos?; Rosa, Idael Christiano de Almeida Santa; Carneiro, Cl?udia Martins; Reis, Alexandre Barbosa
Fonte: Universidade Federal de Ouro Preto Publicador: Universidade Federal de Ouro Preto
Tipo: Artigo publicado em periodico
EN_US
Relevância na Pesquisa
66.88%
The article begins by describing a dog with characteristic symptoms of visceral leishmaniasis. A serum sample from this animal was positive by indirect immunofluorescence (IIF) performed in anti-Leishmania total IgG in 1999. Tissues from the same dog were also positive by polymerase chain reaction (PCR) in 2004, identifying Leishmania DNA in the cerebellum, liver, kidney, and intestine. This is the first report of a dog with autochthonous visceral leishmaniasis in the county of Bom Sucesso, Minas Gerais State, Brazil. The finding of this IIF-positive dog led to a canine visceral leishmaniasis epidemiological investigation in the county. The investigation was conducted from March 1999 to December 2005. IIF was positive for Leishmania in 22 (3%) of 734 examined dogs. Among the 22 IIF-positive dogs, six presented characteristic symptoms of canine visceral leishmaniasis. The results of this epidemiological investigation were sent to local and State public health authorities, requesting visceral leishmaniasis control and preventive measures to interrupt transmission of the disease and avoid the occurrence of human cases.

Fatores de risco de Leishmaniose Visceral em cães no município de Panorama, Estado de São Paulo, SP, Brasil; Risks factors of Visceral Leishmaniasis in dogs in Panorama, São Paulo, State, Brazil

Villegas, Tatiana Jimenez
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/02/2015 PT
Relevância na Pesquisa
66.92%
A Leishmaniose Visceral Canina é uma doença na qual o ciclo de transmissão envolve a interação de vetores, parasitas, reservatórios e hospedeiros além de componentes ambientais, sociais, e biológicos, que tornam complexa a compreensão da dinâmica desta doença nas regiões endêmicas. Este estudo epidemiológico transversal de tipo caso controle objetivou a identificação de fatores sociodemográficos, socioeconômicos, ambientais, da dinâmica populacional canina e do estilo de vida dos cães, associados à ocorrência de Leishmaniose Visceral Canina no município de Panorama, estado de São Paulo, Brasil. Para a identificação destes fatores foi realizada um inquérito epidemiológico nos domicílios com cães positivos e negativos a Leishmaniose Visceral diagnosticados por sorologia no anos 2012 e 2013. Mediante um modelo de regressão logística foram considerados como fatores de risco para a ocorrência de Leishmaniose Visceral Canina: cães não castrados, cães que dormem fora de casa, famílias com renda inferior a três salários mínimos, presença de vegetação próximo do domicilio, não ter vidro na janela, ter vasos com plantas, ter arvores no quintal e aquisição de um cão no último ano. O desenvolvimento deste trabalho auxilia no programa de prevenção e controle da Leishmaniose Visceral Canina do Município de Panorama...

Vigilância da leishmaniose visceral americana no município de São Paulo; Surveillance of American visceral leishmaniasis in São Paulo municipality

Silva, Alessandra Ferreira da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/08/2015 PT
Relevância na Pesquisa
66.88%
Introdução: As leishmanioses são doenças que se apresentam como um sério obstáculo ao desenvolvimento socioeconômico. A leishmaniose visceral americana (LVA) tem como agente etiológico a Leishmania (Leishmania) infantum chagasi, como reservatório doméstico principal o cão e os vetores são flebotomíneos (Diptera:Psychodidae). Objetivo: investigar a vulnerabilidade do município de São Paulo para a ocorrência de LVA, utilizando os parâmetros de casos humanos notificados, presença do vetor e infecção em reservatórios domésticos. Método: A área de estudo compreende a região dos distritos administrativos do Anhanguera, Jaraguá e Perus (município de São Paulo) que incluem o Parque do Anhanguera e o Parque estadual do Jaraguá. A justificativa para o estudo nessa área é o eixo viário oeste-leste de expansão da LVA no estado de São Paulo. Foram levantados notificações humanas de LVA entre os anos de 2007 a 2014, para análise espacial pelos programas SaTScan e Terra View, num total de 140 e nenhuma dessas é considerada autóctone. Realizamos levantamento entomológico nos parques Anhanguera e Jaraguá. A análise estatística foi realizada pelos cálculos da Média geométrica de Williams, pelo índice de diversidade de Shannon-Weaver (H) e a dominância pelo índice de Pielou (J) também foi calculado o índice de Abundância de espécies padronizado (IAEP). Realizamos inquérito canino amostral e obtivemos 126 amostras de sangue canino que foram submetidas aos testes EIE. Foram colhidas amostras de Swab bucal do cão sororreagente e contactantes...

Leishmaniose visceral em Campinas : descrição do primeiro foco, impacto de medidas, dificuldades e controvérsias das ações de prevenção e controle; Visceral Leishmaniasis in Campinas : the first outbreak description, impact measures, dificulties and controversies of prevention and control

Andrea Paula Bruno Von Zuben
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 19/12/2014 PT
Relevância na Pesquisa
66.87%
A Leishmaniose Visceral Americana (LVA) é uma zoonose causada pelo protozoário Leishmania (L.) infantum e transmitida predominantemente pelo flebotomíneo Lutzomyia longipalpis. No meio urbano, o cão doméstico atua como reservatório e fonte de infecção para o homem. A LVA é uma zoonose de caráter reemergente e um grave problema de saúde pública. As estratégias de controle de LVA estão contidas no Programa Brasileiro de Vigilância e Controle (PCLV) e estão centradas no controle do reservatório e vetores e na educação em saúde. Em Campinas, no final do ano de 2009, foi confirmado o primeiro caso de LVA canino autóctone em área de proteção ambiental na região leste da cidade. Após as investigações de foco foram diagnosticados casos adicionais de LVA em cães e identificada a presença do vetor. Com esta ocorrência, passou a ser considerado município com transmissão canina. O objetivo deste trabalho foi descrever a organização espacial do primeiro foco de LVA de Campinas sob as perspectivas ecológica, geográfica e social a fim de obter uma melhor compreensão das interações entre meio ambiente, sociedade, os riscos em saúde pública e as dificuldades na execução do preconizado pelo PCLV. Para avaliar tais dificuldades foi realizado também estudo qualitativo através de entrevistas semi-estruturadas com coordenadores de municípios de grande porte com transmissão canina e/ou humana (Bauru...

Estudo de campo para avaliação da efetividade de vacinação e de uso de coleiras impregnadas com inseticidas para o controle da leishmaniose visceral canina; Field study to evaluate the effectiveness of vaccination and insecticides impregnated collars to control canine visceral leishmaniasis

Lopes, Estela Gallucci
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 21/09/2015 PT
Relevância na Pesquisa
66.88%
As leishmanioses e particularmente a leishmaniose visceral (LV) são doenças transmitidas por vetores artrópodes candidatas a experimentar uma grande expansão territorial em virtude de problemas relacionados ao aquecimento global. Este evento climático deverá causar grande impacto sobre a distribuição geográfica do artrópode transmissor no Brasil e no mundo. Com efeito, nos últimos 20 anos a situação epidemiológica da LV no Brasil vem se modificando de um padrão esporádico prevalente eminentemente em áreas rurais para uma condição de epidemias peri-urbanas que pode afetar todos os estratos sociais da população, tornando-se uma séria ameaça à saúde pública. As leishmanioses são consideradas até o momento doenças não preveníveis e seu padrão epidemiológico vêm se alterando de forma flagrante, o que demanda urgência para o desenvolvimento de novas ferramentas de controle e tratamento. Dentre as diversas questões levantadas sobre as demandas em pesquisa relacionadas ao controle desta enfermidade, destaca-se a importância de avanços em estudos de epidemiologia quantitativa e modelagem matemática que permitam prever efeitos de vacinações de populações empregando-se imunógenos com eficácia e/ou cobertura vacinal menor que 100%...

Uso da reação em cadeia da polimerase para o diagnóstico de infecção assintomática por Leishmania em área endêmica de leishmaniose visceral; USE OF THE POLYMERASE CHAIN REACTION FOR THE DIAGNOSIS OF ASYMPTOMATIC Leishmania INFECTION IN A VISCERAL LEISHMANIASIS-ENDEMIC AREA

Silva, Luciana Almeida; Romero, Héctor Dardo; Fagundes, Aline; Nehme, Nédia; Fernandes, Otávio; Rodrigues, Virmondes; Costa, Roberto Teodoro; Prata, Aluízio
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Medicina Tropical de São Paulo Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Medicina Tropical de São Paulo
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/04/2013 ENG
Relevância na Pesquisa
66.87%
O diagnóstico de infecção assintomática por Leishmania (Leishmania) chagasi tem assumido crescente importância nos últimos anos. A expansão da leishmaniose visceral pode estar associada a outras vias de transmissão tais como transfusional, congênita, ou mesmo vetorial, sendo os indivíduos com infecção assintomática, potenciais reservatórios. Ademais, a identificação da infecção poderia auxiliar na condução dos pacientes com condições de imunossupressão (HIV, transplante, uso de imunomoduladores) e na avaliação da efetividade das medidas de controle. Neste estudo, foram avaliados clinicamente 149 indivíduos residentes em área endêmica de leishmaniose visceral e realizada a reação em cadeia da polimerase (PCR) gênero-específica, testes sorológicos e teste de Montenegro. Destes, 49 (32,9%) apresentaram PCR positiva, dos quais nenhum evoluiu com clínica de leishmaniose visceral nos três anos subsequentes. Não houve associação entre o resultado da PCR, dos exames sorológicos e do teste cutâneo. A positividade da PCR em indivíduos da área endêmica estudada não indicou risco de progressão para leishmaniose visceral e também não foi associada à maior positividade dos testes sorológicos.; The diagnosis of asymptomatic infection with Leishmania (Leishmania) chagasi has become more important over recent years. Expansion of visceral leishmaniasis might be associated with other routes of transmission such as transfusion...

Leishmaniose visceral no Brasil: revisitando os paradigmas da epidemiologia e controle; Visceral leishmaniasis in Brazil: revisiting paradigms of epidemiology and control

Dantas-Torres, Filipe; Brandão-Filho, Sinval Pinto
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Medicina Tropical de São Paulo Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Medicina Tropical de São Paulo
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2006 ENG
Relevância na Pesquisa
66.92%
Nos últimos 20 anos, apesar da conhecida subestimação de casos, o Brasil registrou um marcado aumento na incidência da leishmaniose visceral. O principal objetivo desta revisão é refletir sobre alguns aspectos desta zoonose no Brasil e também encorajar a discussão a fim de encontrar novas estratégias, mais viáveis e efetivas, para serem implementadas no Programa Brasileiro de Controle das Leishmanioses. A situação atual da leishmaniose visceral no Brasil pode ser vista como um paradoxo: os aspectos mais importantes da doença são conhecidos, mas o controle desta doença ainda não foi conseguido. As estratégias de controle atuais não têm sido capazes de prevenir a expansão geográfica, além do aumento da incidência e da letalidade da leishmaniose visceral. Existe a necessidade de uma melhor definição das áreas prioritárias, mas também da implementação de um sistema de monitoramento das atividades dirigidas para o controle e vigilância epidemiológica, o que poderia permitir melhor avaliação do programa de controle nas diversas regiões do Brasil.; In the last 20 years, despite the known underestimation of cases, Brazil registered a marked increase in the incidence of visceral leishmaniasis. The main goal of this review is to reflect on some aspects of this zoonosis in Brazil and also to encourage the discussion in order to find more viable...

Autochthonous canine visceral leishmaniasis in a non-endemic area: Bom Sucesso, Minas Gerais State, Brazil

Silva,Marcio Roberto; Marques,Marcos José; Romanha,Alvaro José; Santa-Rosa,Idael Christiano de Almeida; Carneiro,Cláudia M.; Reis,Alexandre Barbosa
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2008 EN
Relevância na Pesquisa
66.88%
The article begins by describing a dog with characteristic symptoms of visceral leishmaniasis. A serum sample from this animal was positive by indirect immunofluorescence (IIF) performed in anti-Leishmania total IgG in 1999. Tissues from the same dog were also positive by polymerase chain reaction (PCR) in 2004, identifying Leishmania DNA in the cerebellum, liver, kidney, and intestine. This is the first report of a dog with autochthonous visceral leishmaniasis in the county of Bom Sucesso, Minas Gerais State, Brazil. The finding of this IIF-positive dog led to a canine visceral leishmaniasis epidemiological investigation in the county. The investigation was conducted from March 1999 to December 2005. IIF was positive for Leishmania in 22 (3%) of 734 examined dogs. Among the 22 IIF-positive dogs, six presented characteristic symptoms of canine visceral leishmaniasis. The results of this epidemiological investigation were sent to local and State public health authorities, requesting visceral leishmaniasis control and preventive measures to interrupt transmission of the disease and avoid the occurrence of human cases.

The organization of health services and visceral leishmaniasis: an integrated intervention to improve diagnosis and treatment

Luz,Zélia M. P.; Carneiro,Mariângela; Schall,Virgínia; Rabello,Ana
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/05/2009 EN
Relevância na Pesquisa
66.88%
The objective of this study, carried out in municipalities located in a metropolitan region of Brazil, was to promote the early diagnosis and prompt treatment of visceral leishmaniasis. In the intervention model a health professional underwent training that covered all procedures involved in assisting patients with suspected visceral leishmaniasis. The professionals then returned to their municipalities where they implemented a workplan with the following aims: (a) at least one physician able to diagnose and treat patients; (b) training of professionals for the laboratorial diagnosis of visceral leishmaniasis; (c) delivery of information on visceral leishmaniasis to the health workers. The implementation process was evaluated by follow-up meetings. Attendance of health professionals at the meetings, implementation of the workplan, and the visceral leishmaniasis case fatality rate before (1998-1999) and after (2001-2002) implementation of the model were used in the analysis. Among the 36 municipalities in the region, 22 were enrolled. Eight (36.3%) guaranteed at least 50% attendance in the meetings, and 14 (63.6%) had less than 50% attendance with no activities implemented. The fatality rate decreased in the municipalities that implemented the activities.