Página 1 dos resultados de 1743 itens digitais encontrados em 0.006 segundos

Refletir sobre... Violência doméstica

Neto, Alexandra; Brás, Manuel; Anes, Eugénia
Fonte: Unidade de Investigação em Saúde (UIS) Escola Superior de Saúde de Leiria (ESSLei) Publicador: Unidade de Investigação em Saúde (UIS) Escola Superior de Saúde de Leiria (ESSLei)
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
POR
Relevância na Pesquisa
66.93%
A análise da violência familiar torna-se cada vez mais premente. A sua relevância é comprovada com o cada vez maior número de vítimas de violência doméstica, tal como os dados estatísticos governamentais a nível nacional e mundial o demonstram. Compreender o fenómeno de violência doméstica. Analisar a incidência de episódios de violência doméstica. Foi realizado estudo de revisão bibliográfica sobre a violência doméstica, durante o período de Outubro de 2011 a Janeiro de 2012. As palavras-chaves utilizadas na procura bibliográfica pesquisa foram: violência doméstica, empowerment, reações, dependência. Foram selecionados 21 textos dentre os quais: artigos, textos, teses e dissertações divulgadas entre 1994 a 2011. Foram analisados resultados de quatro estudos de investigação, com a amostra total de 11182 participantes. Estudos demonstram que vítimas de violência doméstica experienciam: violência psicológica (30,5%, 36,8%), violência física (12,8%, 30%) violência sociocultural (4,6%,11%), violência sexual (2,6%,1,8%) e outros tipos (49,5%, 30%). DGS reporta que 50,7% dos casos de violência doméstica ocorrem em casa e que as reações das vítimas frequentemente é de “passividade” (33...

Alcoolismo e violência doméstica : investigação de variantes genéticas em genes da família do citocromo P450

Marques, Andreia Torres da Silva
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.95%
O alcoolismo é um grave problema de saúde pública global, com implicações a nível social e económico. O consumo excessivo de álcool está associado à violência doméstica, que à semelhança do alcoolismo representa um problema social e de saúde pública igualmente preocupante na actualidade. A dependência alcóolica é uma doença complexa e multifactorial, que resulta de interacções gene-gene e gene-ambiente, com uma hereditariedade estimada entre 40- 60%. A identificação de factores genéticos associados ao alcoolismo poderá eventualmente ter um impacto determinante na diminuição do número de casos de violência doméstica. Várias evidências têm implicado as enzimas metabolizadoras do etanol, nomeadamente do sistema enzimático do citocromo P450 (CYP450), na fisiopatologia do alcoolismo. Em particular a enzima CYP2E1, o principal componente do sistema microssomal hepático de oxidação do etanol (MEOS) no fígado, é responsável por cerca de 10% da metabolização total do etanol e, simultaneamente, pode ser induzida pelo consumo do mesmo. A enzima CYP1A2, que desempenha também funções ao nível do metabolismo do álcool, é altamente indutível pelo fumo do cigarro, podendo ser importante na interacção entre estas duas dependências que estão frequentementes associadas. Face às evidências...

"O envolvimento dos profissionais da saúde do município de Guarulhos na assistência às crianças vítimas de violência doméstica: um caminhar necessário" ; Lo envolvimiento de los profesionales de salud del municipio de Guarulhos en la atención a los ninõs víctimas de violencia doméstica: un caminar necesario.

Iossi, Marta Angélica
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 16/12/2004 PT
Relevância na Pesquisa
66.96%
Considerando o exercício da nossa prática, e a importância que a violência doméstica assumiu nos últimos anos, junto à agenda de saúde pública, é que buscamos realizar o presente estudo. O tema é complexo, e dado a esta complexidade é um conhecimento ainda em construção o qual tem no presente trabalho sua contribuição. Nosso objetivo foi identificar e analisar as notificações realizadas junto às Regionais de Saúde do município de Guarulhos, os limites da atuação dos profissionais, as lacunas existentes no atendimento e acompanhamento dos casos de violência doméstica contra crianças, as origens e possíveis conseqüências dessas lacunas, tendo como referencial teórico os aspectos conceituais de violência doméstica, infância, família e políticas públicas nesta área. Caracterizamos o cenário das notificações realizadas nos anos de 2001 e 2002 no município com o intuito de melhor entender a realidade e subsidiar o diálogo com os dados colhidos através da abordagem qualitativa. A coleta de dados ocorreu sob as formas: entrevistas semiestruturadas e análise de documentos e registros. A partir do material obtido e da fundamentação teórica, discutimos os resultados de acordo com a proposta de Minayo (1996a)...

As equipes de saúde da família e a violência doméstica contra a mulher: um olhar de gênero; The family health teams and domestic violence against women: a look at gender

Andrade, Clara de Jesus Marques
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 22/05/2009 PT
Relevância na Pesquisa
66.91%
Este é um estudo quanti-qualitativo que teve como objeto os limites e as possibilidades de atuação dos integrantes das equipes de saúde da família na violência doméstica vivenciada pelas mulheres no sentido de dar visibilidade a este problema no âmbito dos serviços de saúde. Seus objetivos específicos foram: identificar as concepções de violência de mulheres que vivenciaram situações violentas no espaço doméstico, apreender qual a expectativa das mulheres ao buscarem o serviço de saúde quando vivenciam situações de violência doméstica, identificar os limites de atuação dos profissionais de saúde frente à violência doméstica vivenciada pelas mulheres e analisar à luz de gênero o posicionamento dos profissionais de saúde em relação à violência doméstica contra a mulher. Neste estudo utilizaram-se como referencial teórico-metodológico as categorias gênero e violência de gênero enquanto constructos sociais. Para o tratamento dos dados foi utilizada a metodologia da análise de conteúdo proposta por Bardin e Minayo e as recomendações de Bourdieu para a construção das histórias das mulheres. Foi desenvolvido em duas etapas. A primeira teve como sujeitos de pesquisa as gestantes atendidas no Centro de Saúde Padre Fernando de Melo no município de Belo Horizonte...

Ações de enfermeiros(as) na atenção primária à saúde de crianças e adolescentes vítimas de violência doméstica no distrito oeste do município de Ribeirão Preto-SP; Nurses' actions in the primary health care to children and adolescents victims of domestic violence in west district of the municipality of Ribeirão Preto - SP

Leite, Jéssica Totti
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/08/2011 PT
Relevância na Pesquisa
66.92%
A violência doméstica é uma realidade evidenciada com grande frequência e apontada como um grave problema de saúde pública em nosso país. Ela se concretiza, sobretudo contra pessoas em fase de desenvolvimento como crianças e adolescentes. Nosso estudo teve como objetivo conhecer e descrever as ações na Atenção Primária à Saúde prestadas pelo(a) enfermeiro(a) às crianças e aos adolescentes vítimas de violência doméstica em Unidades de Saúde da Família localizadas no Distrito Oeste do Município de Ribeirão Preto - SP. Trata-se de um estudo com abordagem qualitativa, se delineando como pesquisa social estratégica, com modalidade de estudo de caso. Para a coleta de dados, foram realizadas entrevistas semiestruturadas, diário de campo e uma visita na Secretaria Municipal de Saúde de Ribeirão Preto, especificamente a Divisão de Vigilância Epidemiológica no Núcleo de Violência e Acidentes. Participaram do estudo 05 enfermeiras que atuam nos 05 Núcleos de Saúde da Família no Distrito Oeste da cidade de Ribeirão Preto. A análise dos dados foi realizada por meio da análise de conteúdo, modalidade temática. Emergiram dois núcleos temáticos principais: Ações Municipais na Atenção à Criança e ao Adolescente Vítima de Violência Doméstica e Enfermagem na Atenção Primária à Saúde: barreiras no combate à violência doméstica. No primeiro núcleo foi abordado as ações no Município de Ribeirão Preto para o combate à violência doméstica em crianças e adolescentes. Embora os esforços da Secretaria Municipal de Saúde promovendo eventos com o objetivo de promover à capacitação e educação permanente dos profissionais de saúde...

Violência doméstica entre adolescentes escolares no município de São Paulo; Domestic violence among school adolescents in São Paulo

Ralo, Janaina Maria
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 11/09/2013 PT
Relevância na Pesquisa
66.9%
Objetivo: Identificar a prevalência da violência doméstica, estimar fatores relacionados e descrever a percepção de violência em geral e doméstica de adolescentes escolares. Métodos: Trata-se de estudo transversal realizado com 656 adolescentes com idade entre 11 a 17 anos da rede pública de ensino da região do extremo sul do município de São Paulo no ano de 2012. A análise descritiva foi apresentada por meio de proporções, médias e desvio padrão. Diferenças nas proporções entre os grupos de vitimizados e não vitimizados por violência doméstica foram, primeiramente, comparados em relação a cada fator individualmente por meio de teste de Qui Quadrado de Pearson ou Exato de Fischer. Para análise simultânea dos fatores foi utilizada a regressão de Poisson ajustada pela estimativa robusta de variância considerando-se nível de significância de 5 por cento. A violência doméstica nos seis meses anteriores à pesquisa foi analisada como desfecho. As variáveis independentes consideradas foram: sociodemográficas e consumo de álcool e drogas por familiares. Resultados: Dentre os 656 adolescentes, 38,9 por cento (n= 255) referiram ter sido vítima de violência doméstica. Mulheres foram vitimizadas em maior frequência (44...

Construção de um subconjunto terminológico da CIPE® para crianças e adolescentes vulneráveis à violência doméstica ; Construction of a terminology subset from ICNP® for vulnerable children and adolescents to domestic violence [thesis].

Albuquerque, Lêda Maria
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 29/09/2014 PT
Relevância na Pesquisa
66.89%
Introdução: a violência doméstica contra crianças e adolescentes é um fenômeno complexo, multifacetado e arraigado nas relações sociais que, por vezes, apresenta-se naturalizado e até banalizado. Historicamente, ela existe nas sociedades desde os primórdios. Nas últimas décadas, porém, houve o aumento significativo de casos de violência contra a criança e o adolescente no mundo. Ao mesmo tempo cresceu, também, a preocupação com a denúncia e o enfrentamento do problema, principalmente por organismos mundiais. Tal preocupação se expressa nas políticas públicas, como tem sido no Brasil. A Atenção Primária à Saúde (APS) é um dos locus em que se pode visibilizar e enfrentar a violência doméstica, pois lida com as populações do território, suas famílias, as creches e as escolas. Preparar os profissionais da APS para lidar com esse fenômeno tem sido um desafio, mas a enfermagem, por meio de sua prática social, apresenta potencial para o enfrentamento da violência doméstica. As consultas de enfermagem devem ser instrumentalizadas para tal, recomendando-se o uso de terminologia padronizada como facilitadora da boa comunicação entre os profissionais e da tomada de decisões nos serviços de saúde. Desse modo...

A violência doméstica contra a mulher na perspectiva da atenção pré-natal pública

Bonfim, Elisiane Gomes
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.98%
Este estudo trata da violência doméstica contra a mulher, no período perinatal, considerando a atenção pré-natal pública. Constatou-se que, durante a gestação a mulher utiliza com maior freqüência os serviços básicos de saúde. Essa presença mais freqüente favorece a identificação de casos de violência. No entanto, estudos relatam baixo percentual de registros desses casos e de encaminhamentos de mulheres, por meio dos serviços de saúde, a Instituições de apoio. Investigou-se como as formas de consumar a violência são reconhecidas pelos profissionais que executam a assistência pré-natal, na atenção básica. Objetivou-se conhecer as concepções e percepções sobre violência doméstica contra a mulher entre profissionais de Saúde que realizaram consultas de pré-natal, no município de Porto Alegre, bem como identificar e analisar as condutas terapêuticas e estratégias utilizadas por esses profissionais na suspeita de casos de violência e na violência declarada, durante as consultas de pré-natal e, finalmente discutir e analisar a problemática dos atendimentos às gestantes, em situação de violência doméstica, realizados na perspectiva dos profissionais e dos registros dos serviços. Trata-se de um estudo qualitativo que utiliza entrevistas semi-estruturadas e pesquisa documental na coleta dos dados. Foram entrevistados profissionais que realizam consultas de pré-natal na área de atuação de 12 serviços de atenção básica...

Prevalência da violência doméstica nos adultos que recorrerem aos serviços de saúde no distrito de Évora

Lopes, Manuel José; Gemito, Laurência; Pinheiro, Felicia Tavares; Magalhães, Dulce; Marques, Maria de Fátima; Serra, Isaura; Zangão, Otilia
Fonte: I Forum Internacional de Violência e Maus-Tratos Publicador: I Forum Internacional de Violência e Maus-Tratos
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
76.75%
Introdução: É crucial conhecer a prevalência periódica e a prevalência ao longo da vida da violência domestica (VD), mesmo sabendo que é virtualmente impossível medir este fenómeno com absoluta precisão. Objetivo: Conhecer a prevalência periódica e ao longo da vida, da violência doméstica nos adultos que recorram aos serviços de saúde. Metodologia: Este estudo será essencialmente de natureza quantitativa epidemiológica. A amostra foi intencional e constituída por todas as pessoas com 18 anos ou mais que durante um período de 3 meses acorreram a qualquer uma das unidades funcionais dos cuidados de saúde Primários. Resultados: A nossa amostra é constituída por 648 participantes. Relativamente aos dados socio biográficos, verificámos que as idades variam entre os 18 anos e os 91 anos com uma média de 45,73 anos, a maioria pertence ao sexo feminino e estado civil casado. Verificámos que do total da amostra 20,9% (143 inquiridos) já sofreram algum tipo de violência ao longo da vida e apenas 5% do total da amostra referiu ter sido vítima de VD no último ano, em ambos os períodos a maior parte sofreu violência psicológica. Relativamente ao responsável pela violência verificámos que na maior parte (7...

A violência doméstica na perspetiva de mulheres que a viveram

Lopes, Manuel José; Gemito, Laurência; Pinheiro, Felicia Tavares; Magalhães, Dulce; Marques, Maria de Fátima; Serra, Isaura; Zangão, Otilia
Fonte: I Forum Internacional de Violência e Maus-Tratos Publicador: I Forum Internacional de Violência e Maus-Tratos
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
76.69%
Introdução: Sendo a violência doméstica um processo altamente complexo e intimista, uma das melhores formas de a compreender, é dar voz aqueles que a vivem, de modo a que seja possível objetivar as experiências subjetivas. Objetivo: Compreender o sofrimento das mulheres vítimas de violência. Método e Técnicas: Foi considerada uma amostra intencional com critério reputacional de 21 mulheres que estavam em casa abrigo ou na comunidade. Os dados foram recolhidos por entrevistas feitas com audiogravação, mediante autorização das participantes. A análise foi feita com recurso a um programa informático de análise lexical – ALCESTE. Resultados: Da análise da primeira amostra emergiram 5 classes. A associação dos vocábulos deu o sentido de cada classe que nomeámos como classe 1 Eventos precipitantes com 31%; classe 2 Experiência do abuso com 17%; classe 3 Dois pés no presente e olhar no futuro com 23%; classe 4 O presente e a aprendizagem com a experiência de abuso com 20%; classe 5 Violência em geral com 9%. Da análise da amostra na comunidade emergiram 4 classes e que nomeámos como classe 1 Violência em geral com 40%; classe 2 Eventos precipitantes com 40%; classe 3 Experiência de abuso com 12%; classe 4 Apoios no processo com 8%. Conclusões: As mulheres que estão em casa abrigo têm ainda muito presente a experiência da violência vivida e todo o seu contexto...

Violência doméstica : percepções dos alunos de primeiro a terceiro anos do ensino de jovens e adultos no Distrito Federal - Brasil

Silva, Antonia Pio Vilanova e, 1969-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
66.95%
Tese de mestrado, Educação (Formação Pessoal e Social), Universidade de Lisboa, Instituto de Educação, 2013; Este estudo tem como objetivo avaliar a concepção/percepção dos alunos e das alunas, de duas escolas públicas, do terceiro ciclo do ensino de Ensino de Jovens e Adultos [EJA) do Distrito Federal [DF], sobre violência de género na modalidade violência doméstica, em função do gênero, do sexo. Para tanto, caracteriza os participantes quanto aos aspectos interrelacionais pessoais e sociais. Identifica se o educando compreende o que seja violência doméstica. Identifica os meios de informação pelos quais os estudantes obtiveram as informações que possuem. Identifica a interferência direta (quando o próprio educando é vítima de violência doméstica) e indireta (quando acontece com terceiros) da violência de gênero na modalidade da violência doméstica ao longo da vida dos participantes. Inferi a percepção sobre comportamento violento nas relações de gênero. Percebe se há entre os inqueridos a ideia de diferenciação e subjugação de um gênero em relação a outro. Identifica a percepção relativa a influência negativa da violência doméstica em ambiente escolar. Reconhece se os educandos consideram importante inserir as leis em contexto escolar como estratégia de informar e capacitá-los em situações de violência de gênero. A dimensão espacial e temporal do estudo está definida a duas escolas públicas situadas no DF - Ceilândia e Brasília...

O processo de resiliência de mulheres vítimas de violência doméstica

Trigueiro, Tatiane Herreira, 1986-
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Teses e Dissertações Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
66.91%
Resumo: Trata-se de pesquisa exploratória de abordagem qualitativa, realizada em um Serviço de acolhimento institucional denominado Pousada de Maria, localizada no município de Curitiba, Paraná, de novembro de 2010 a fevereiro 2011, com 08 mulheres vítimas de violência doméstica que lá residiam. Teve como objetivos Compreender a trajetória de vida das mulheres vítimas de violência doméstica e Descrever o processo de resiliência das mulheres vítimas de violência doméstica residentes em um Serviço de Acolhimento Institucional. A coleta de dados ocorreu mediante entrevista semi-estruturada gravada, e da análise de conteúdo temática emergiram dois temas: Trajetórias de vidas marcadas pela violência doméstica e A força do amor materno no enfrentamento da violência doméstica. Constatou-se que todas as entrevistadas sofreram violência doméstica cometida pelo companheiro, e entre suas variadas formas, a psicológica, a física e a patrimonial foram relatadas. O ciclo da violência sofrida dentro do lar somente foi rompido quando essas mulheres perceberam que a agressão e o sofrimento estavam se estendendo também aos seus filhos, o que as fizeram tomar a decisão de sair de casa e procurar ajuda, e esse enfrentamento se configura como o passo inicial do processo de resiliência. Todavia...

Concepções e práticas dos profissionais que atuam na educação infantil diante da violência doméstica contra crianças de zero a cinco anos

Silva, Luisa de Marilac de Castro
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Serviço Social; Serviço Social, Formação Profissional, Trabalho e Proteção Social; Serviço Social, Cultura e Relaçõe Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Serviço Social; Serviço Social, Formação Profissional, Trabalho e Proteção Social; Serviço Social, Cultura e Relaçõe
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.97%
El estudio presenta el problema de la violencia doméstica contra los niños de hasta cinco años en el contexto de los centros municipales de Educación Infantil (CMEI) en la ciudad de Natal-RN. Constituye un análisis bajo el enfoque teórico y metodológico de carácter cualitativo, en vista de la totalidad, con la asunción de la violencia doméstica contra los niños en su guía sociales, legales, históricos y culturales con el tema. Tiene como objetivo investigar si los profesionales que trabajan en Educación Infantil son capaces de identificar las posibles situaciones de violencia doméstica contra los niños que están bajo su responsabilidad, e incluso si, en los casos de los casos sospechosos o reales de la identidad de saber que las referencias deben ser adoptadas. La ruta entre el conocimiento y el método establecido implica el análisis conceptual de la infancia, la educación infantil y violencia doméstica contra los niños, además de la realización de grupos focales con los participantes de la encuesta con sus registros en un diario de campo. Perciben a sí mismos para el estudio de las contradicciones en la lucha contra la violencia doméstica contra los niños. Incluso con los conocimientos teóricos sobre el tema...

Representações da Polícia e das Vítimas no empowerment à vítima de violência doméstica

Morais, Cristina Araújo de
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
66.9%
Dissertação apresentada à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Psicologia Jurídica.; Os agentes policiais estão na linha da frente da intervenção junto das vítimas de violência doméstica. A forma de actuação, envolvendo sobretudo a capacitação da vítima para a melhoria da sua vida, cooperando na garantia da sua segurança, pode constituir um ponto fundamental na representação que estas elaboram a propósito da intervenção social da PSP e do posterior recurso a esta instituição. A nossa investigação consistiu em perceber se a actuação desta instituição vai no sentido do empowerment da vítima de violência doméstica. Para tal efectuamos um estudo qualitativo que deu voz aos agentes de autoridade e às vítimas de violência doméstica, pretendendo através da realização de entrevistas em profundidade aceder e confrontar as representações sobre o fenómeno. E um estudo quantitativo, com o propósito de avaliar as atitudes dos agentes policiais na sua actuação junto das vítimas de violência doméstica, sendo que para isso construímos e validamos um instrumento designado de Escala de Percepção sobre o Apoio à Vítima de Violência Doméstica (Sani e Morais...

Violência doméstica: há quem aceite?

Almeida, Ana Cristina Marques de
Fonte: Repositório Científico Lusófona Publicador: Repositório Científico Lusófona
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.9%
O presente estudo sobre a violência doméstica tem o objectivo de perceber que tipos de violência doméstica têm maior legitimação por parte da sociedade e quais são os menos aceites e mais criticados. Ou seja, o que se pretende é perceber até que ponto é que a violência doméstica (nas suas várias áreas) é aceite na sociedade actual e, por isso mesmo, alguns actos de violência considerados como sendo menos violentos. Pretende-se ainda saber quais são as crenças dos sujeitos relativamente a certas ideias preconcebidas relativamente à violência doméstica. O trabalho passa por comparar os vários tipos de violência doméstica que existem: desde a violência psicológica à violência física, da violência parental (sem esquecer, no entanto, que os pais também podem ser vítimas dos filhos) à violência conjugal (tentando perceber se existem diferentes legitimações quando a violência é exercida sobre o homem ou sobre a mulher e ainda em casais homossexuais); e por perceber, com base na amostra, quais os tipos de violência doméstica considerados menos violentos ou nada violentos em comparação com os considerados mais violentos.; This study of domestic violence aims to understand which types of domestic violence are given more legitimacy from society and which of them are more accepted and less criticized. In other words...

Violencia domestica na gravidez

Celene Aparecida Ferrari Audi
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 31/08/2007 PT
Relevância na Pesquisa
66.9%
A violência contra as mulheres, em suas diversas formas, é endêmica em todos os países do mundo, independente da classe social, raça ou idade. Estudos têm mostrado que a gestante não está livre de sofrer as diversas manifestações de violência doméstica. O objetivo deste trabalho foi investigar a associação entre violência doméstica contra as gestantes, residentes na região Sudoeste de Campinas-SP e os fatores associados à violência perpetrada pelo parceiro íntimo, assim como, verificar o impacto dessa violência no peso ao nascer ou na prematuridade. Inicialmente, foram realizados grupos focais para subsidiar o estudo de coorte. Neste, numa etapa retrospectiva foram coletadas informações sobre experiência de violência doméstica vivida pelas gestantes selecionadas, no ano anterior a gestação. Numa etapa prospectiva, coletamos dados sobre nova exposição à violência doméstica durante e após período gestacional. Informações sobre, características sócio demográficas das gestantes, do parceiro íntimo, sobre o parto e pós-parto imediato, também foram pesquisadas. Participaram do estudo 1379 gestantes usuárias do SUS. Do total da amostra, 19,1 % (262) referiram ter sido vítima de violência psicológica...

Trauma e Dissociação em Vítimas de Violência Doméstica

Cassimo, Soraia Morais Valente
Fonte: ISMT Publicador: ISMT
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.94%
Contexto: A violência doméstica é um problema universal, um problema de qualidade de vida e de saúde pública. Investigação extensa mostra uma relação entre trauma e dissociação em vítimas de violência doméstica. Essas vítimas são predominantemente mulheres. Objectivo: É nosso objectivo estudar o trauma e dissociação numa amostra de mulheres vítimas de violência doméstica. Sabedoras de que as vítimas de violência doméstica tendem a ter sido vítimas de situações traumáticas no passado, quisemos saber que tipos de trauma são comuns nesta população. Conhecida a importância do trauma no desenvolvimento da dissociação somatoforme e psicoforme, pretendemos também analisar se as vítimas de violência doméstica sofriam de dissociação psicoforme e/ou somatoforme. Quisemos ainda averiguar que tipos de trauma e de sintomas psicopatológicos se associavam à dissociação patológica em mulheres vítimas de violência doméstica. Finalmente, pretendemos saber quais as variáveis que predizem a dissociação, quer psicoforme, quer somatoforme. Método: Utilizámos o Brief Symptom Inventory (BSI) e o Inventário Depressivo de Beck (BDI) para avaliar os sintomas psicopatológicos e a depressão; aplicámos o Dissociative Experiences Scale (DES) para avaliar as experiências dissociativas e o Somatoform Dissociation Questionnaire (SDQ-20) para avaliar a dissociação somatoforme; para avaliar as experiências traumáticas usámos o Traumatic Experiencies Checklist (TEC); finalmente averiguámos os tipos de violência doméstica através de um inventário criado por nós (Inventário de Violência Doméstica...

A rede de proteção à mulher em situação de violência doméstica : avanços e desafios

Krieger Grossi, Patricia; André Tavares, Fabrício; Barros de Oliveira, Simone
Fonte: Universidade Autônoma de Barcelona Publicador: Universidade Autônoma de Barcelona
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em //2008 POR
Relevância na Pesquisa
66.9%
No Brasil, a violência nas relações conjugais tem sido objeto de crescente denúncia junto à polícia, ao judiciário e aos órgãos públicos de Assistência Social, educação e saúde. A violência doméstica acarreta amplas repercussões psicossociais, econômicas e políticas, não só no plano individual e familiar como também na esfera social da mulher. Diante da complexidade da problemática, permeada por preconceitos e diferentes discriminações, as mulheres vítimas de violência doméstica, com o passar dos anos, vão sofrendo mudanças diversas, muitas vezes drásticas, no meio em que vivem e com quem convivem, resultando na completa fragilização de suas redes de pertencimento.O presente artigo apresenta dados baseados em duas pesquisas: “Rede de atendimento à mulher em situação de violência doméstica: Limites e Possibilidades”; e “Das lágrimas à esperança: o processo de fortalecimento das mulheres em situação de violência doméstica”, desenvolvidas no Núcleo de Estudos e Pesquisa em Violência – NEPEVI, Faculdade de Serviço Social da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), Brasil. Nosso objetivo foi fornecer subsídios teóricos práticos para contribuir com o atendimento e fortalecimento de mulheres em situação de violência doméstica. Esta pesquisa consistiu em identificar os limites e possibilidades da rede de apoio a mulher em situação de violência doméstica nos municípios de POA...

Violência doméstica na gravidez: prevalência e fatores associados; Violencia domestica durante el embarazo: prevalencia y factores asociados; Violence against pregnant women: prevalence and associated factors

Audi, Celene Aparecida Ferrari; Segall-Corrêa, Ana M; Santiago, Silvia M; Andrade, Maria da Graça G; Pèrez-Escamila, Rafael
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/10/2008 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
66.9%
OBJETIVO: Identificar os fatores associados à violência doméstica contra gestantes. MÉTODOS: Foram entrevistadas 1.379 gestantes usuárias do Sistema Único de Saúde acompanhadas em unidades básicas de saúde no município de Campinas (SP). Foram analisadas a primeira e a segunda entrevistas de um estudo de coorte, aplicando-se questionário estruturado sobre violência doméstica validado no Brasil, de julho de 2004 a julho de 2006. Foram realizadas análise descritiva e regressão logística múltipla dos dados. RESULTADOS: Do total da amostra, 19,1% (n=263) das gestantes reportaram violência psicológica e 6,5% (n=89) violência física/sexual. Os fatores associados à violência psicológica foram: parceiro íntimo adolescente (p; OBJETIVO: Identificar los factores asociados a la violencia domestica contra gestantes. MÉTODOS: Se entrevistaron 1.379 gestantes usuarias del Sistema Único de Salud que frecuentaban las unidades básicas de salud en el municipio de Campinas (Sureste de Brasil). Se analizaron las primera y segunda entrevistas de un estudio de cohorte, aplicándose cuestionario estructurado sobre violencia domestica valido en Brasil, de julio de 2004 a julio de 2006. Se realizaron análisis descriptiva y regresión logística múltiple de los datos. RESULTADOS: Del total de las gestantes...

Family dynamics from the perspective of parents and children involved in domestic violence against children and adolescents; La dinámica familiar en la visión de los padres y niños involucrados en violencia doméstica contra niños y adolescentes; A dinâmica familiar na visão de pais e filhos envolvidos na violência doméstica contra crianças e adolescentes

Martins, Camilla Soccio; Ferriani, Maria das Graças Carvalho; Silva, Marta Angélica Iossi; Zahr, Nide Regina; Arone, Kátia Michelli Bertoldi; Roque, Eliana Mendes de Souza Teixeira
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf; application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/10/2007 ENG; POR; SPA
Relevância na Pesquisa
66.92%
We sought, in this investigation, to understand the family dynamics in the view of parents and children involved in Domestic Violence against children and adolescents institutionalized in the Center of Assistance to the Victimized Child and Adolescent (CACAV), in Ribeirão Preto-SP, Brazil. This is a qualitative study with semi-structured interviews applied to parents and children from six families involved in domestic violence. The data were analyzed through content analysis. Ecology of human development was used as theoretical reference. Domestic violence was reported, though it is understood as common practice for the families. We identified that the parents' view favors the denial of the violence perpetrated. The children, on the other hand, point that love ties and affection are more significant for their development than blood relations. We believe that the knowledge acquired as how violence is experienced, can contribute with intervention strategies capable of breaking the perverse cycle of violent family relationships.; En esta investigación, buscamos comprender la dinámica familiar para padres y hijos involucrados en Violencia Doméstica contra niños y adolescentes institucionalizados en el Centro de Atención al Niño y al Adolescente Víctima (CACAV)...