Página 1 dos resultados de 1876 itens digitais encontrados em 0.006 segundos

Using phospholipid Langmuir and Langmuir-Blodgett films as matrix for urease immobilization

CASELI, Luciano; CRESPILHO, Frank N.; NOBRE, Thatyane M.; ZANIQUELLI, Maria Elisabete D.; ZUCOLOTTO, Valtencir; OLIVEIRA JUNIOR, Osvaldo Novais de
Fonte: ACADEMIC PRESS INC ELSEVIER SCIENCE Publicador: ACADEMIC PRESS INC ELSEVIER SCIENCE
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
37.28%
The immobilization of enzymes in organized two-dimensional matrices is a key requirement for many biotechnological applications. In this paper, we used the Langmuir-Blodgett (LB) technique to obtain controlled architectures of urease immobilized in solid supports, whose physicochemical properties were investigated in detail. Urease molecules were adsorbed at the air-water interface and incorporated into Langmuir monolayers of the phospholipid dipalmitoyl phosphatidyl glycerol (DPPG). Incorporation of urease made DPPG monolayers more flexible and caused the reduction of the equilibrium and dynamic elasticity of the film. Urease and DPPG-urease mixed monolayers could be transferred onto solid substrates, forming LB films. A close packing arrangement of urease was obtained, especially in the mixed LB films, which was inferred with nanogravimetry and electrochemistry measurements. From the blocking effect of the LB films deposited onto indium tin oxide (ITO) substrates, the electrochemical properties of the LB films pointed to a charge transport controlled by the lipid architecture. (c) 2007 Elsevier Inc. All rights reserved.

Biossensores eletroquímicos fabricados a partir da imobilização da urease em filmes de polipirrol; Electrochemical biosensors fabricated by the immobilization of urease in polypyrrole films

Soares, Juliana Coatrini
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/02/2011 PT
Relevância na Pesquisa
37.43%
A urease (Canavalia ensiformis DC.) foi fisicamente imobilizada em matrizes de polipirrol (PPI) com o objetivo de se detectar uréia em amostras padrão. A eletropolimerização do pirrol foi realizada por voltametria cíclica em uma faixa de potencial de -1,0 a 1,0 V vs. ECS em um meio aquoso contendo 0,2 mol/L de 'LI'CL'O IND.4' e 0,1 mol/L de pirrol. Este procedimento permitiu também a imobilização da enzima na matriz polimérica em suas formas, urease purificada (comercial) e como extrato bruto obtido a partir do feijão de porco (Jack Bean), após a adição de 300 'mü'g/mL de urease purificada ou 100 'mü'L de extrato bruto de feijão de porco. A urease purificada possui 34.375 U/g de sólido e o extrato bruto, 13.000 UA/mL, valores obtidos por titrimetria. A presença da enzima imobilizada nos filmes de PPI foi verificada por voltametria cíclica, FTIR, microscopia eletrônica de varredura (MEV), microscopia de força atômica (AFM) e por uma microbalança de cristal de quartzo (MCQE). A atividade da enzima após a imobilização nos filmes de PPI foi confirmada pela presença de íons amônio em solução, que são formados como produtos da reação de hidrólise da uréia catalisada pela enzima. Como o transdutor influencia a eficiência e a sensibilidade do biossensor...

Purificação parcial e caracterização das proteinases digestivas de Dysdercus peruvianus (Hemiptera - Pyrrhocoridae) : papel na hidrólise da urease de Canavalia ensiformis

Salvadori, Juliana de Marco
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.35%
A cultura algodoeira tem significativa participação na economia mundial. O algodão (Gossypium hirsutum) é predado por uma grande variedade de insetos, entre eles o percevejo manchador Dysdercus peruvianus (Hemiptera: Pyrrhocoridae). O hábito alimentar deste inseto provoca danos nas sementes e fibras depreciando-as para a utilização comercial. Como alternativa para o aumento da resistência das plantas ao ataque de insetos predadores, estratégias biotecnológicas vêm sendo consideradas. A Canavalia ensiformis é fonte de proteínas com atividade inseticida como a urease, a canatoxina e a concanavalina-A. Tanto a canatoxina como a urease exercem efeitos tóxicos em ninfas deste percevejo, causando mortalidade e atraso no desenvolvimento dos insetos sobreviventes. De maneira análoga a outros modelos de insetos já estudados, a toxicidade em D. peruvianus dependeria da ativação proteolítica das proteínas por enzimas digestivas (catepsinas) do inseto e formação de um peptídeo tóxico. Neste trabalho, estudos de hidrólise in vitro na presença de inibidores seguidos por SDS-page e Western-blot confirmaram a ativação proteolítica da urease por enzimas do tipo catepsina-B. O homogeneizado de intestinos de ninfas hidrolisa também substratos típicos para catepsinas...

Expressão da urease ubíqua de soja em Escherichia coli

Martinelli, Anne Helene Souza
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.5%
Ureases (uréia amino-hidrolases; EC 3.5.1.5) são metaloenzimas níquel-dependentes, que catalisam a hidrólise da uréia à amônia e dióxido de carbono. Elas são produzidas por fungos, bactérias e plantas, mas não por animais. A soja produz duas isoenzimas, a urease ubíqua, que é codificada pelo gene Eu4, presente em pequenas quantidades em todos os tecidos da planta, e a urease embrião-específica, codificada pelo gene Eu1, que é sintetizada apenas no embrião em desenvolvimento. A urease ubíqua é responsável pela biodisponibilização de nitrogênio para planta, enquanto o papel da embrião-específica permanece desconhecido. Estudos prévios, sugerem que esta urease possa estar envolvida na defesa da planta.Como a urease ubíqua é encontrada em pequenas quantidades em todos tecidos da planta, tornando difícil sua obtenção, pouco é conhecido sobre esta enzima. No presente trabalho, estabeleceu-se um sistema de expressão e purificação parcial da urease ubíqua recombinante, expressa como uma proteína fusionada a uma cauda de glutationa-S-transferase (GST). O gene da urease foi amplificado por PCR e ligado em plasmídeo pGEX-4T-2 e expresso em Escherichia coli BL21 (DE3). A urease recombinante foi parcialmente purificada em resina de afinidade Glutationa Sepharose 4B...

Purificação e caracterização de uma urease de Cryptococcus gattii

Feder, Vanessa
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.4%
Ureases (EC 3.5.1.5) são metaloenzimas que hidrolisam uréia para produzir amônia e dióxido de carbono. Estas enzimas, que são amplamente encontradas em fungos, bactérias e plantas, compartilham de estruturas similares. A presença de urease em várias bactérias patogênicas (Helicobacter pylori e Proteus mirabilis, p.e) está fortemente correlacionada com a patogênese em doenças humanas. Muitos fungos de importância médica possuem atividade ureásica, entre eles citamos Cryptococcus neoformans, Coccidioides immitis, Histoplasma capsulatum, Sporothrix schenckii, e espécies de Trichosporon e Aspergillus. C. neoformans é uma levedura que produz vários fatores de virulência conhecidos, como presença de cápsula polisacarídica, produção de melanina e capacidade de desenvolvimento a 37ºC. A maioria de isolados clínicos produz grandes quantidades de urease e muitos autores sugerem que a urease de Cryptococcus exerça uma função importante na patogênese, porém com mecanismos ainda não esclarecidos. Cryptococcus gattii – sorotipo B, tipo molecular VGII, linhagem R265, com capacidade de infectar pacientes imunocompetentes, causou uma epidemia na Ilha de Vancouver (Canadá) entre 1999 e 2003. Neste trabalho desenvolvemos um procedimento de purificação e apresentamos a caracterização físico-química e cinética da urease de C. gattii...

Ureases display biological effects independent of enzymatic activity. Is there a connection to diseases caused by urease-producing bacteria?

Severo, Deiber Oliveira; Wassermann, German Enrique; Carlini, Celia Regina Ribeiro da Silva
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
ENG
Relevância na Pesquisa
37.28%
Ureases are enzymes from plants, fungi and bacteria that catalyze the hydrolysis of urea to form ammonia and carbon dioxide. While fungal and plant ureases are homo-oligomers of 90-kDa subunits, bacterial ureases are multimers of two or three subunit complexes. We showed that some isoforms of jack bean urease, canatoxin and the classical urease, bind to glycoconjugates and induce platelet aggregation. Canatoxin also promotes release of histamine from mast cells, insulin from pancreatic cells and neurotransmitters from brain synaptosomes. In vivo it induces rat paw edema and neutrophil chemotaxis. These effects are independent of ureolytic activity and require activation of eicosanoid metabolism and calcium channels. Helicobacter pylori, a Gram-negative bacterium that colonizes the human stomach mucosa, causes gastric ulcers and cancer by a mechanism that is not understood. H. pylori produces factors that damage gastric epithelial cells, such as the vacuolating cytotoxin VacA, the cytotoxin-associated protein CagA, and a urease (up to 10% of bacterial protein) that neutralizes the acidic medium permitting its survival in the stomach. H. pylori whole cells or extracts of its water-soluble proteins promote inflammation, activate neutrophils and induce the release of cytokines. In this paper we review data from the literature suggesting that H. pylori urease displays many of the biological activities observed for jack bean ureases and show that bacterial ureases have a secretagogue effect modulated by eicosanoid metabolites through lipoxygenase pathways. These findings could be relevant to the elucidation of the role of urease in the pathogenesis of the gastrointestinal disease caused by H. pylori.

Urease de Helicobacter pylori : ativação de plaquetas e neutrófilos

Uberti, Augusto Frantz
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.37%
Ureases (3.5.1.5), enzimas níquel dependentes que catalisam a reação de hidrólise da uréia em amônia e dióxido de carbono, apresentam ampla distribuição em plantas, fungos e bactérias. A espiroqueta Helicobacter pylori causa úlceras pépticas e câncer gástrico por mecanismos ainda não totalmente conhecidos. H. pylori produz grande quantidade de urease, que neutraliza o meio ácido e permite sua sobrevivência no estômago. Nosso grupo demonstrou que as ureases de Canavalia ensiformis, soja e Bacillus pasteurii induzem agregação plaquetária independentemente de sua atividade ureolítica, por uma rota que requer ativação de canais de cálcio. ativação da rota do ácido araquidônico e secreção plaquetária. Estudos prévios mostraram ainda que a canatoxina, uma isoforma da urease de C.ensiformis, possui atividade pró-inflamatória, induzindo edema de pata em ratos. Neste trabalho, caracterizamos as propriedades ativadora de plaquetas e pró-inflamatória da urease recombinante de H. pylori (HPU). Em plaquetas, estudamos as vias recrutadas pela proteína na agregação plaquetária e comparamos com dados prévios para a canatoxina e a urease de Bacillus pasteurii. Em neutrófilos, demonstramos que a HPU, em doses nanomolares...

Comportamento conformacional da urease de Canavalia Ensiformis

Braun, Rodrigo Ligabue
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.39%
Ureases, apesar de sua importância histórica para a Bioquímica, ainda são enigmáticas. Pouco se sabe a respeito de suas propriedades não-catalíticas, por exemplo. Nesse contexto, o presente trabalho submeteu uma urease de Canavalia ensiformis (JBURE-IIB) a simulações de dinâmica molecular, nos níveis de detalhamento atomístico e coarse-grained, buscando obter uma caracterização conformacional dessa urease, tanto como monômero quanto como trímero. Os dados assim obtidos sugerem que os domínios da proteína apresentam diferentes mobilidades, sendo o domínio γ o mais flexível. Esse domínio é também o principal responsável pela compactação do monômero da urease isolado, quando comparado à sua conformação cristalográfica. A mobilidade do domínio γ foi também associada ao processo de oligomerização da enzima. A forma trimérica da urease de C. ensiformis também se tornou mais compacta após a simulação, apontando as ureases como moléculas altamente flexíveis, principalmente devido às regiões de alças que conectam domínios estruturais, no caso de ureases vegetais. Sendo uma propriedade não necessariamente associada à catálise, a análise de tal flexibilidade pode auxiliar tentativas futuras de explicar a participação não-catalítica da urease em suas propriedades multifuncionais.; Ureases...

Purificação e caracterização da urease recombinante de Proteus mirabilis

Broll, Valquiria
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.4%
Ureases são metaloenzimas dependentes de níquel, amplamente distribuída em bactérias, fungos e plantas. Estas enzimas atuam na catálise da hidrólise da ureia a amônia e dióxido de carbono. Proteus mirabilis é uma bactéria patogênica, produtora de urease, um de seus mais importantes fatores de virulência. Esta bactéria Gram-negativa se comporta como um uropatógeno oportunista responsável por severas infecções em pacientes hospitalizados. A amônia liberada pela hidrólise da ureia catalisada pela urease de Proteus mirabilis (PMU) causa um aumento no pH levando à formação de microclima, possibilitando a colonização do patógeno no trato urinário do hospedeiro. A PMU apresenta alta similaridade com outras ureases, como a urease de sementes de “Jack bean” (JBU) e a urease de Helicobacter pylori (HPU), para as quais nosso grupo descreveu diversas atividades biológicas que são independentes da hidrólise de ureia. Neste trabalho, nós produzimos PMU, e logo depois investigamos se esta, assim como a JBU e a HPU, apresenta atividades não relacionadas à atividade enzimática. As condições de cultivo para expressão da PMU expressa em Escherichia coli HB101 foram otimizadas pela metodologia de superfície de resposta. Concentrações de níquel...

Atividade da urease em latossolos sob influência da cobertura vegetal e da época de amostragem

Longo, Regina Márcia; Melo, Wanderley José de
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 645-650
POR
Relevância na Pesquisa
37.39%
O presente trabalho teve por objetivo avaliar o efeito do tipo de vegetação e da época de amostragem na atividade da urease em dois diferentes solos tropicais. O experimento foi instalado em Latossolo Vermelho Aluminoférrico típico e Latossolo Vermelho distrófico típico sob cinco diferentes culturas: pinus, eucalipto, citrus, soja e milho. As amostragens de solo foram efetuadas mensalmente, de abril de 1990 a março de 1991, determinando-se a atividade da urease, o N-total e o C-orgânico. A atividade da urease variou de acordo com a época de amostragem, apresentando valores mais elevados nos meses mais quentes e úmidos. A cobertura vegetal influenciou a conversão de N-uréia a N-NH4, observando-se maior atividade da urease nas amostras de solo sob pinus e eucalipto, embora, no início do ciclo das culturas da soja e do milho, a atividade da urease também tenha sido elevada.; The present study aimed to evaluate the effect of the vegetation type and the sampling time on urease activity in two different tropical soils (Rhodic Oxisols). The experiment was installed in a typic alumino-ferric Red Latossol and a typic distrophic Red Latosol under five different vegetations: pinus, eucalypt, citrus, soybean and corn. The soil samples were collected from April 1990 to March 1991 and the urease activity...

Avaliação do teste rápido da urease conservado em geladeira

ORNELLAS,Laura Cotta; CURY,Marcelo de Souza; LIMA,Vinícius Machado de; FERRARI Jr.,Angelo Paulo
Fonte: Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas de Gastroenterologia - IBEPEGE ; Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva - CBCD ; Sociedade Brasileira de Motilidade Digestiva - SBMD ; Federação Brasileira de Gastroenterologia - FBG; Sociedade Brasileira de Hepatologia - SBH; Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva - SOBED Publicador: Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas de Gastroenterologia - IBEPEGE ; Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva - CBCD ; Sociedade Brasileira de Motilidade Digestiva - SBMD ; Federação Brasileira de Gastroenterologia - FBG; Sociedade Brasileira de Hepatologia - SBH; Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva - SOBED
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2000 PT
Relevância na Pesquisa
37.37%
O teste rápido da urease, método acurado, barato, de resultado prontamente acessível, vem sendo largamente utilizado na pesquisa do Helicobacter pylori. Com qualidade equivalente à dos testes comerciais, o teste rápido da urease não tamponado tem sido preparado para uso diário. Objetivo - Avaliação deste método estocado em geladeira (4 ºC). Material e método - Foram obtidas biopsias endoscópicas da mucosa antral de 104 pacientes consecutivos, nas quais a pesquisa do Helicobacter pylori foi realizada pelo teste rápido da urease, exame anatomopatológico e teste rápido da urease estocado mantido em geladeira por período de 1 a 8 dias e retirado no dia do exame. Resultados - Consideramos presente a infecção quando o teste rápido da urease e anatomopatológico foram concomitantemente positivos, o que ocorreu em 45 pacientes (42%). O teste rápido da urease estocado mostrou especificidade comparável ao teste rápido da urease (93%), com sensibilidade de 88%. Conclusão - Podemos concluir que o teste rápido da urease estocado mantém acurácia adequada, permitindo seu uso rotineiro. Assim, torna-se ainda mais fácil a utilização de testes de urease não tamponados, já que a acurácia diagnóstica fica mantida mesmo com estocagem por até 8 dias.

Characteristics of Immobilized Urease on Grafted Alginate Bead Systems

Danial,Enas N.; Hamza,Amal H.; Mahmoud,Rasha H.
Fonte: Instituto de Tecnologia do Paraná - Tecpar Publicador: Instituto de Tecnologia do Paraná - Tecpar
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2015 EN
Relevância na Pesquisa
37.32%
This study evaluated the biological importance of immobilized urease enzyme over the free urease. The support material used for urease immobilization was alginate. Generally, the immobilization of urease in alginate gel showed a marked increase in Km and Vmax. However, the immobilized urease showed higher thermal stability than that of free enzyme. The rate of thermal inactivation of the immobilized enzyme decreased due to entrapment in gel matrix. Also, the activity of the immobilized urease was more stable in retention than that of the free enzyme during the storage in solution, although the activity of the immobilized enzyme was lower in comparison with the free enzyme. A stable immobilized system and long storage life are convenient for applications that would not be feasible with a soluble enzyme system. These results highlighted the technical and biochemical benefits of immobilized urease over the free enzyme.

Atividade de urease no solo com feijoeiro influenciada pela cobertura vegetal e sistemas de plantio.

LANNA, A. C.; SILVEIRA, P. M. da; SILVA, M. B. da; FERRARESI, T. M.; KLIEMANN, H. J.
Fonte: Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, MG, v. 34, n. 6, p. 1933-1939, nov./dez. 2010. Publicador: Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, MG, v. 34, n. 6, p. 1933-1939, nov./dez. 2010.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.28%
A urease é a enzima que catalisa a hidrólise da ureia em dióxido de carbono e amônia. A distribuição da urease e os fatores que a influenciam têm importância relevante em vista do uso da ureia na agricultura. Nesse sentido, este estudo teve como objetivo definir a época adequada de coleta de solo, após adubação nitrogenada no feijoeiro comum, para medir a atividade de urease e seu perfil, considerando os efeitos residuais de diferentes plantas de cobertura e de sistema de preparo do solo. O experimento foi instalado em um Latossolo Vermelho distrófico e o feijoeiro, cultivar BRS Valente, semeado em junho de 2005, em sucessão a quatro plantas de cobertura de solo: capim-mombaça, milho em consórcio com braquiária, sorgo granífero e estilosantes, e dois sistemas de cultivo, direto e convencional. O delineamento experimental foi o de blocos ao acaso em parcelas divididas. As amostras de solo foram coletadas aos 3, 6, 8, 10 e 12 dias após a aplicação da ureia em cobertura no feijoeiro. A maior atividade de urease no solo ocorreu quando o feijoeiro foi cultivado após capim-mombaça, independentemente do preparo do solo e da época de sua avaliação. A mobilização do solo em cultivo no sistema plantio direto determinou menor atividade de urease...

Characterization and Expression of a Novel Member (JBURE-II) of the Urease Gene Family from Jackbean [Canavalia ensiformis (L.) DC]

Alves, Melissa Pires; Grossi-de-Sá, Maria Fátima; Barcellos, Grace Bernardes Silva; Carlini, Célia Regina Ribeiro da Silva; Moraes, Marcelo Gravina de
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: Texto
EN
Relevância na Pesquisa
37.32%
Canavalia ensiformis (jackbean) seeds contain the proteins urease and canatoxin, a variant form of the jackbean urease. Here we have cloned a cDNA encoding another isoform of urease, called JBURE-II. This cDNA was obtained by RT-PCR using as template total RNA extracted from C. ensiformis tissues. Nucleotide sequence analysis showed that JBURE-II clones share 86% similarity with known jackbean urease. The presence in C. ensiformis of a family of urease-related genes with at least three members was demonstrated by Southern blot analysis. In order to understand the pattern of expression of the JBURE-II gene, we collected tissue samples from different stages of flower and embryo development. The results of RT-PCR show that JBURE-II is expressed from flower buds throughout seed maturation. Semi-quantitative RT-PCR indicates that expression of urease and JBURE-II genes is induced in seedlings and in leaves treated with abscisic acid, a phytohormone involved in seed maturation and wound response. This work constitutes the first report on the presence of a family of urease genes in jackbean, and provides characterization of a cDNA encoding a new member of this gene family.

Persistence of immobilised and total urease and phosphatase activities in a soil amended with organic wastes

Pascual, J. A.; Moreno, J. L.; Hernández Fernández Muñoz, María Teresa; García Izquierdo, Carlos
Fonte: Elsevier Publicador: Elsevier
Tipo: Artículo Formato: 579917 bytes; image/jpeg
ENG
Relevância na Pesquisa
37.28%
This paper reports on the persistence of total and immobilised enzyme activities (urease and phosphatase) in a soil amended with organic wastes containing high levels of total-urease and phosphatase activity. Fresh organic materials showed the highest values for both total-enzymatic activities. The addition of organic waste to soil increased both total-enzymatic activities in the soil, which, after 360 days, showed values above those of the control. Immobilised enzymes were also higher in the fresh wastes than in the soil with compost, while the specific enzymatic activity levels (enzymatic activity per unit of carbon) were similar. The immobilised urease activity was greater in the amended soil than in the control. At the beginning of the incubation period, the immobilised urease activity was significantly higher in the soil amended with fresh organic wastes than with compost. However, this activity decreased with incubation, whilst the compost-immobilised urease activity increased with time. The effect of organic amendment on immobilised phosphatase activity was similar to that shown by immobilised urease but less pronounced. The persistence of both enzymes was significantly higher in the soil amended with compost than in that amended with fresh materials. Article Outline; Peer reviewed

Diagnóstico del Helicobacter pylori: comparación entre la prueba de urease, examen histológico de bacterias curvas y el cultivo; Diagnosis of Helicobacter pylori: comparison of an urease test, histological visualization of curved bacteria and culture

Hernández, Francisco; Rivera, Patrícia; Sigarán, Manuel; Miranda, Jorge
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Medicina Tropical de São Paulo Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Medicina Tropical de São Paulo
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/02/1991 ENG
Relevância na Pesquisa
37.28%
Helicobacter pylori was investigated in 189 patients for culture, microscopic visualization of campylobacter-like organisms (CLO) and a ten minute urease test. In 136 (72%) the bacteria was isolated, and in 98 of them CLO were histologically detected. Specificity, sensitivity, positive and negative predictive values of microscopic visualization of CLO were: 0.77, 0.73, 0.97 and 0.51, respectively; 98 culture-positive patients were urease test positive. Specificity, sensitivity, positive and negative predictive values of the urease test were: 0.83, 0.72, 0.92 and 0.54, respectively. Comparing the urease test with culture of H. pylori combined with microscopic visualization of CLO, its specificity, sensitivity, positive and negative predictive values were: 0.95, 0.71, 0.98 and 0.48, respectively. Probably, these values are not real, since bacteria different from H. pylori could be misclassified as CLO.; Se investigo la presencia de Helicobacter pylori en 189 pacientes, mediante cultivo, visualización microscópica de organismos parecidos a Campylobacter (OPC) y una prueba rápida de ureasa. La bacteria se aisló de 136 (72%) casos y en 98 de ellos se observaron OPC. La especificidad, sensibilidad y los valores pedictivos positivo y negativo para la visualización microscópica de OPC fueron: 0.77...

Número de microrganismos e atividade da urease na presença de aldicarbe e endosulfan no solo; Influence of aldicarb and endosulfan on the number of microorganisms and urease activity in the soil

Santos, T.M.C.; Monteiro, R.T.R.
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Publicador: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/04/1994 POR
Relevância na Pesquisa
37.28%
Avaliou-se o efeito de duas concentrações de inseticidas nematicida aldicarbe e do inseticida acaricida endosulfan na população microbiana do solo, através das técnicas de diluição em série e plaqueamento, e através da medida da atividade da enzima urease. Houve um decréscimo na população de actinomicetos com 2ppm de aldicarbe, entretanto com 20 ppm também para endosulfan, a população desses microrganismos aumentou. Para bactérias a adição de aldicarbe nas duas concentrações resultou em decréscimo da população; no entanto, para 2 ppm verificou-se recuperação no final do bioensaio e, para 20 ppm o efeito foi considerado irreversível. Na presença de endosulfan verificou-se acréscimo da população bacteriana. Aldicarbe não mostrou ter efeito significativo na população de fungos, enquanto que para endosulfan houve um acréscimo da população fúngica. Os dois inseticidas inibiram drasticamente a população de protozoários. Para os dois inseticidas não foi detectado qualquer efeito na atividade da urease durante o período de incubação.; The effect of two concentrations of aldicarb and endosulfan was evaluated through the dilution in series and urease activity methods. Aldicarb was inhibitory to actinomycetes at 2 ppm...

Grãos de soja como fonte de urease na amonização do bagaço de cana-de-açúcar com uréia; Soybean grain as urease source for the sugarcane bagasse ammoniation with urea

Sarmento, Patrícia; Garcia, Rasmo; Pires, Aureliano José Vieira; Nascimento, Andréia Santos
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Publicador: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2001 POR
Relevância na Pesquisa
37.39%
The urease is the responsible enzyme for hidrolisis of urea into ammonia. The use of a urease source for the treatment of sugarcane bagasse with urea can improve the urea decomposition process into ammonia, improving the nutritious value of the material. The objective of this work was to evaluate the effect of the level of ground whole soybean as a urease source for sugarcane bagasse ammoniation through urea. Four levels of whole soybean (0, 2.5, 3.75 and 7.5% on dry matter basis), were added to sugarcane bagasse treated with 7.5% of urea (on dry matter basis) and stored during 96 days in plastic bags (50 L). A complete randomized design with four treatments and three replicates was used. Dry matter, crude protein and hemicellulose contents were not affected by urease levels, there was, however, a positive quadratic effect for in vitro dry matter disappearance and a negative linear effect for neutral detergent fiber disappearance. The use of 3.75% of whole soybean in the ammoniation through urea was beneficial for the improvement of the dry matter digestibility of sugarcane bagasse.; A urease é a enzima responsável pela hidrólise da uréia em amônia. A utilização de fonte de urease no tratamento de bagaço de cana-de-açúcar com uréia pode melhorar o processo da decomposição da uréia em amônia...

Diagnosis of Helicobacter pylori infection in patients with bleeding ulcer disease: rapid urease test and histology

Castro-Fernández,M.; Sánchez-Muñoz,D.; García-Díaz,E.; Miralles-Sanchiz,J.; Vargas-Romero,J.
Fonte: Revista Española de Enfermedades Digestivas Publicador: Revista Española de Enfermedades Digestivas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/06/2004 ENG
Relevância na Pesquisa
37.32%
Introduction: the endoscopic diagnosis of Helicobacter pylori infection in patients with bleeding peptic ulcer is limited by a decreased sensitivity in standard invasive tests, rapid urease test and histology. There is controversy about the convenience of using one, neither, or both diagnostic tests. Aims: to evaluate the results of simultaneously performed rapid urease test and histology in the diagnosis of Helicobacter pylori infection (H. pylori) in patients with bleeding peptic ulcer. Patients and methods: we included 173 patients, 98 male and 75 female, with an average age of 62 years (18-88), with upper gastrointestinal bleeding secondary to duodenal ulcer (115) or gastric ulcer (58), diagnosed within 24 hours after hospital admission. None of the patients had received treatment for H. pylori, proton pump inhibitors or antibiotics in the two weeks prior to the upper gastrointestinal bleeding episode. H. pylori infection was investigated in all patients by two antral biopsy samples for histological study (hematoxilin-eosin) and one or two antral biopsies for rapid urease test (Jatrox®-H.p.-test). In cases with a negative urease test and histology, a 13C urea breath test was performed. Infection was considered present when at least one invasive test or the breath test was positive...

Diagnosis of Helicobacter pylori infection using urease rapid test in patients with bleeding duodenal ulcer: influence of endoscopic signs and simultaneous corporal and antral biopsies

Castro Fernández,M.; Sánchez Muñoz,D.; García Díaz,E.; Galán Jurado,M. V.; Rodríguez Alonso,C.
Fonte: Revista Española de Enfermedades Digestivas Publicador: Revista Española de Enfermedades Digestivas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/09/2004 ENG
Relevância na Pesquisa
37.35%
Introduction: the sensitivity of invasive diagnostic methods for Helicobacter pylori (H. pylori) infection, particularly of urease rapid test, is decreased in cases of gastroduodenal ulcer and upper gastrointestinal bleeding. Objectives: to assess the influence of blood in the stomach or recent bleeding endoscopic signs in the diagnostic sensitivity of urease rapid test among patients with bleeding duodenal ulcer, as well as the influence of simultaneously collected corporal and antral biopsy samples. Patients and methods: 120 patients, 85 male and 35 female, with an average age of 62 (18-88) years, who were admitted to our Hospital due to bleeding duodenal ulcer and who received an endoscopic diagnosis within 24 hours of admission were included. None of the patients had been under treatment with non-steroideal antiinflammatory drugs, proton-pump inhibitors or antimicrobial drugs in the two weeks prior to the bleeding event, and none had received eradicating therapy for H. pylori. In this group of selected patients an H. pylori infection rate nearing 100% was assumed. H. pylori infection was ruled out using antral biopsy (69 cases) or both antral and fundic biopsies (51 cases) for urease rapid testing (Jatrox®-H.p.-Test). Patients were classified in three groups according to their endoscopic bleeding signs: a) presence of blood in the stomach or recent bleeding ulcer (21 cases); b) ulcer showing non-recent bleeding signs (38 cases); and c) ulcer without bleeding signs (61 cases). The sensitivity of the urease rapid test was compared between patient groups. Similarly...