Página 1 dos resultados de 29 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Agroecologia, campesinidade e os espaços femininos na unidade familiar de produção; Agroecology, rural communities and feminine epaces inside family production units

Biase, Laura De
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 13/05/2010 PT
Relevância na Pesquisa
26.25%
O objetivo desta pesquisa foi refletir sobre a dimensão feminina na campesinidade e a importância de sua valorização para a incorporação dos aspectos sócio-culturais na prática agroecológica. A agroecologia pode ser definida como um campo de estudos de caráter multidisciplinar, que tem como objetivo articular o saber-fazer científico ao saber-fazer das comunidades rurais, como forma de potencializar práticas sustentáveis de agricultura. Como movimento de oposição ao processo de modernização da agricultura, busca recuperar as condições socioambientais perturbadas por este e viabilizar a construção de uma realidade sustentável. Contudo, tem-se constatado atualmente que a prática agroecológica brasileira tem sido realizada de maneira restrita, limitando-se principalmente a aspectos técnicos, insuficiente à realização da transformação pretendida teoricamente. Neste trabalho analisou-se, portanto, as possibilidades da campesinidade, e particularmente a valorização da sua dimensão feminina, contribuir para efetivar o projeto agroecológico de construção da sustentabilidade. Para tanto, realizou-se: (1) um estudo sobre as diferentes concepções teóricas da agroecologia e suas possibilidades de articulação para construção de uma proposta de agroecologia plena; (2) uma análise teórica sobre o campesinato e as características da campesinidade...

Em terra vestida: contradições de um processo de territorialização camponesa na Resex Quilombo do Frechal (MA); On dressed land: contradictions of a peasant territorialization process in the Resex Quilombo do Frechal (MA)

Guerrero, Natalia Ribas
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/12/2012 PT
Relevância na Pesquisa
26.25%
Esta dissertação propõe uma reflexão sobre as contradições no processo de territorialização de camponeses da Reserva Extrativista Quilombo do Frechal, situada no município de Mirinzal (MA), na baixada ocidental maranhense. Distribuída em três povoados Rumo, Deserto e Frechal a população da Resex relata descender de escravos e trabalhadores livres vinculados desde o século XVIII aos proprietários da Fazenda Frechal. Nas décadas de 1970 e 1980, moradores ligados particularmente ao povoado de Frechal se viram diante de ameaças de expropriação, que desencadearam contra o fazendeiro um processo de luta pela terra que se estenderia ao longo de mais de uma década. Em sua resistência, a população de Frechal se viu envolvida no movimento das chamadas comunidades negras rurais que culminaria, em 1988, na inclusão do artigo 68 no ADCT na Constituição, a reconhecer o direito à terra dos remanescentes de quilombo. Frechal pleiteou esse reconhecimento, no que foi atendida, em 1990, tornando-se a primeira comunidade assim entendida no Brasil inteiro. No entanto, à falta de regulamentação para possibilitar a titulação nesses moldes, a garantia dos direitos territoriais de Frechal e o fim do assédio do fazendeiro viram-se assegurados por meio de uma recém-estabelecida modalidade de unidade de conservação ambiental...

A regularização fundiária no Parque Nacional da Serra da Canastra e a expropriação camponesa: da baioneta à ponta da caneta; Land regularization in the National Park of the Serra da Canastra and peasantry expropriation: from the bayonet to the pen tip

Ferreira, Gustavo Henrique Cepolini
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/09/2013 PT
Relevância na Pesquisa
26.1%
A regularização fundiária no Brasil está engendrada nas contradições do modo capitalista de produção, as quais impulsionam os conflitos e disputas territoriais no campo como uma das marcas do desenvolvimento e da ocupação territorial no país. A partir dessa premissa, essa pesquisa visa analisar o histórico do Parque Nacional da Serra da Canastra (PNSC), localizado na região sudoeste de Minas Gerais, reconhecendo o encontro e desencontro da luta pela terra e as Unidades de Conservação (UC) no país, assim como procura desvendar as irregularidades e pressupostos que nortearam a implantação dessa UC através do Decreto Federal de 1972 e as diferentes estratégias para regularizar o PNSC desde então. Nesse contexto, os camponeses - sujeitos sociais do território da Canastra sofreram expropriações e restrições em função do modelo de conservação sem pessoas, apregoado predominantemente nas políticas públicas. Por isso, as disputas entre territorialidades, aumentam constantemente sob discursos antagônicos, os quais resultam em propostas que afetam diretamente o modo de vida camponês ao favorecer a conservação ambiental (leia-se sem pessoas), a mineração e mais recentemente o próprio agronegócio. Nesse sentido...

Terra e poder: as disputas entre agronegócio e a resistência camponesa no sudoeste paulista: uma abordagem sobre o uso de terras públicas; Land and power: disputes between agribusiness and peasant resistance in southwest São Paulo: an approach about the use of public lands

Venturelli, Ricardo Manffrenatti
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/09/2013 PT
Relevância na Pesquisa
26.37%
A luta pela terra é um processo inegável na historia do Brasil. Desde o saque gerado pelos portugueses às terras indígenas, e em sua trajetória também, a um sem número de camponeses, sempre foi marcada pela extrema violência e pelas forças díspares empregadas. Procurando entender os determinantes de um episódio ocorrido em 2009, conhecido como Caso Cutrale, quando integrantes do MST ocuparam uma unidade desta empresa, localizada entre os municípios de Iaras e Borebi, demonstrando o litigio sobre as terras legitimadas pelos movimentos sociais como passiveis de reforma agrária, uma vez que há evidências que se tratam de terras públicas, ficou clara a necessidade de investigar os condicionantes de tal manifestação, que repercutiu perante a sociedade através de um posicionamento parcial da mídia nacional, e com atuação questionável do judiciário. A terra é sinônimo de poder às elites brasileiras, e assim, é importante desdobra-se sobre o papel da terra na configuração das relações de poder e lutas de classes, principalmente após a sua transformação em mercadoria após 1850. Para tal, investigar os processos de ocupação da localidade, desde os levantamentos sobre a existência de terras devolutas, bem como a aquisição de terras através de dividas pelo Governo Federal no inicio do século XX...

Percepção de agricultores e a agrobiodiversidade em quintais no Rio Grande do Sul : expressões da luta por autonomia camponesa

Muniz, Mariana Francisca Arreguy
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
26.51%
Na trajetória da industrialização da agricultura, a partir de meados da década de 1960 no Brasil, os pequenos agricultores vêm sendo pressionados para aderirem às novas tecnologias e homogeneizar a prática agrícola segundo a necessidade da produção capitalista. A produção em larga escala tem deposto sobre sua insustentabilidade ambiental, social, econômica expondo a população rural a situações de vulnerabilidade que colocam em risco a soberania alimentar e a própria biodiversidade agrícola, uma vez que nos alimentamos de um número cada vez mais reduzido de espécies. Assim, o pequeno agricultor, com o seu modo camponês de fazer agricultura, resiste no espaço de produção buscando a sua crescente autonomia e do seu espaço sócio-produtivo, retroalimentando a base de recursos sociais e naturais, fundamentado no referencial desta pesquisa. O conhecimento que o agricultor adquire na interação com o ambiente no qual está o faz detentor de práticas específicas de acordo com o seu contexto, porém com estratégias comuns para a luta por autonomia. Nesta perspectiva, os quintais, como o espaço ao redor da casa com uma área não muito superior a um hectare e manejados com técnica simples, são agroecossistemas que incluem espécies alimentícias entre árvores...

Queimando-lata - sem eira, nem beira

Silva, Maria Aparecida de Moraes; Ferrante, Vera Lúcia Silveira Botta; Bizelli, José Luís; Moraes e Araujo, Carlos Augusto
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
26.1%
O artigo analisa a forma de exploração do trabalho dos queima-latas na agricultura paulista, discutindo a trajetória da sua migração e as condições de sua reprodução.; This paper analyses the form of work exploitation of the queima-latas in the agriculture of the state of Sao Paulo. It discusses their migration paths and their reproduction conditions.

Dádivas na cultura andina e a morte do campesinato; You present in the andrean culture and the of the prevent

Abdias Alfonso Jara Salas
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 30/06/2010 PT
Relevância na Pesquisa
16.51%
A presente pesquisa etnográfica, etnológica, bibliográfica e heurística, intitulada Dádivas na Cultura Andina e a morte do Campesinato, visa interpretar os sistemas de trocas nas sociedades alto andinas do Peru e outros povos do mundo - cuja localização geográfica abarca a África, Austrália e toda a Ásia Oriental, da Índia ao Ártico, assim como também compreende a América do Sul até a América do Norte -, suas estruturas conscientes e inconscientes, sua vigência temporal e espacial, e seus mecanismos de funcionamento e desenvolvimento. Mas também, tenta explicar suas características como um conjunto econômico social, seus vínculos com a economia de mercado, a forma de relação mútua e sua extinção como unidade da exploração familiar natural. Tudo isto é interpretado tanto no interior da atividade econômica da família camponesa individual - salientando seu mecanismo de equilíbrio interno dos fatores da exploração que dá um caráter teleológico a sua atividade, e das formas de articulação entre a economia doméstica camponesa e a economia capitalista globalizada, que domina em âmbito nacional e mundial -, quanto numa abordagem dos planos da organização da vida comunitária e individual, da dispersão das formas de comunicação e da disparidade dos modos de produção em sociedades simples ou pré-capitalistas...

Avaliação de híbridos intervarietais de milho em sistemas de produção camponesa de Santa Catarina

Munarini, Anderson
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 106 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
26.1%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Agrárias, Programa de Pós-Graduação em Recursos Genéticos Vegetais, Florianópolis, 2013.; Os híbridos intervarietais são obtidos de maneira direta pelos cruzamentos entre duas ou mais variedades ou clones parentais. Possuem base genética intermediária entre híbridos homogêneos e variedades, apresentando como vantagem em relação às variedades crioulas a oportunidade de aproveitar/explorar a heterose. O presente trabalho teve por objetivo desenvolver e avaliar híbridos intervarietais. Em longo prazo espera-se disponibilizar variedades mais adaptadas aos sistemas camponeses de produção, que em sua maioria caracterizam-se por baixo uso de insumos externos e aproveitamento de áreas com baixa fertilidade de solo, preferencialmente para sistemas orgânicos ou agroecológicos. Os cruzamentos foram realizados em unidade experimental localizada em São Miguel do Oeste. As sementes oriundas dos parentais e cruzamentos foram submetidas ás avaliações agronômicas em três locais na região oeste catarinense nas safras 2011/12 e 2012/13. O potencial dos genótipos foi avaliado por meio das estimativas de Capacidade Geral de Combinação e heterose...

Estrat??gias de reprodu????o da agricultura familiar: a participa????o da mulher nas atividades socioprodutivas na localidade de Trapeira- Cangu??u/RS

R??hnelt, Priscila Barcelos Cardoso
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande Publicador: Universidade Federal do Rio Grande
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
26.51%
Disserta????o(mestrado)- Universidade Federal do Rio Grande, Programa de P??s-Gradua????o em Geografia, Instituto de Ci??ncias Humanas e da Informa????o, 2011; O objetivo central deste trabalho consiste em identificar os espa??os de participa????o das mulheres camponesas nas atividades socioprodutivas, em um estudo de caso, na localidade de Trapeira, munic??pio de Cangu??u ??? RS, e, a partir disso, compreender a import??ncia do papel assumido pela mulher na reprodu????o social da unidade familiar, o qual combina atividades agr??colas e n??o agr??colas, caracterizando a exist??ncia da pluriatividade no contexto da agricultura familiar camponesa. O car??ter central que a mulher assume na organiza????o interna da agricultura familiar e a sua versatilidade frente ?? ades??o a novas atividades possibilitam a reprodu????o do grupo familiar e, em muitos casos, a manuten????o do patrim??nio fundi??rio. Em face das m??ltiplas dimens??es da participa????o das mulheres no contexto da agricultura familiar, o ser agricultora para as mulheres camponesas inclui um rol de atividades e obriga????es a ser desempenhado que extrapolam a esfera da produ????o e se constitui num modo de vida. Assim, a organiza????o do trabalho no interior das unidades familiares denota novas din??micas socioprodutivas produzidas no espa??o rural...

Nem boa, nem ruim: a qualidade de vida camponesa em terras de reserva ecológica: etnografia do caso de Porteira Preta, Gurjaú - PE

Rosemberg Rocha Cantarelli, Jonnhy; Parry Scott, Russell (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
26.51%
Baseado em pesquisa etnográfica, o presente trabalho busca a interpretação da qualidade de vida e os seus liames de vulnerabilidade em um grupo social que habita terras estatais, a Reserva Ecológica de Gurjaú, a maior da Região Metropolitana do Recife. Tomando este grupo como componente de um campesinato marginal ao sistema de plantation , a qualidade de vida é interpretada a partir de uma abordagem ao cotidiano, no qual se constroem os ideais, e se apresentam as condições reais da qualidade de vida. Tomando como ponto de partida elementos teóricos definidores da categoria de análise campesinato , observa-se que a qualidade de vida é algo que se relaciona à família, à terra, ao trabalho, às relações vicinais, bem como a partir de elementos subjetivos e universais como a honra, a hierarquia e a reciprocidade. As particularidades naturais, históricas e sociais do espaço também são consideradas, bem como a relação com a sociedade envolvente a este campesinato. A qualidade de vida se correlaciona às condições objetivas e subjetivas correlacionadas à totalidade de existência humana. O contexto local tanto participa positiva, quanto negativamente na vivência da qualidade de vida, num espaço que pode ser subdivido em três distintos ambientes: o mundo da cana ...

E cadê o campesinato que estava aqui? a transformação do território do Vale do Rio São Marcos a partir da hidrelétrica Serra do Facão; The peasantry and where was here? the transformation of the territory of the San Marcos River Valley from the Sierra hydroelectric Facão

Nascimento, Aline Cristina
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Geografia (RC); Regional de Catalão (RC) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Geografia (RC); Regional de Catalão (RC)
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
16.51%
The objective of our analytical effort in this research work focuses on understanding the transformation of a fraction of the planning process , starting with the analysis of peasant territory to reach the unfolding given to peasants after the construction of the hydroelectric reservoir Sierra Facão. It is this question that guides this research , whose geographic divisions is flooded by the reservoir of the hydroelectric Sierra Machete , the San Marcos River Valley area, which had a rapid process of territorial transformation in a short time . To understand this metamorphosis we assume that the logic of construction planning is a dialectical unity in which both occur the construction , destruction , maintenance , and of course the transformation . In this context , we try to unravel this process by identifying three historical moments : the formation of peasant territory , territoriality peasant , peasant based on the triad of land, labor and family and consolidated by Peasant Community , the transformation of the territory given by the reservoir hydroelectric Sierra Facão with the aim of creating value , producing and reproducing capital and finally, the meaning and destiny of dispossessed peasants .; Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES; O objetivo do nosso esforço analítico neste trabalho de pesquisa incide na compreensão do processo de transformação de uma fração do território...

Territorialização camponesa: fatores da permanência espaço-temporal do campesinato em Itinga, Vale do Jequitinhonha-MG

Bersani, André Ricardo dos Santos
Fonte: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Publicador: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
26.1%
Baseados na concepção de que os sujeitos participam e intervêm no processo histórico, temos como objetivo principal dessa pesquisa, compreender as estratégias de reprodução social e as formas de resistência do campesinato de Itinga, Vale do Jequitinhonha (MG). Nossa investigação focou-se nas famílias camponesas da comunidade Gangorra, onde concentramos o trabalho de campo, tendo como seu principal sustentáculo a análise da ação do Estado, via políticas públicas; das migrações, realizadas pelos sujeitos; e das estratégias de reprodução social. O principal instrumento metodológico utilizado foi o trabalho de campo, no qual realizamos entrevistas, observação empírica e fotografias. A partir desse aparato, compreendemos as estratégias desenvolvidas pelos sujeitos pesquisados, caracterizando-as como territoriais, por se desdobrarem em todas as dimensões do espaço geográfico: econômica, social, cultural, política e natural; além de detecta-las: a organização social na unidade familiar e na comunidade; as tramas tecidas pelas migrações; e as práticas cotidianas fora da comunidade, nos lugares para onde as famílias migram. Compreendemos a articulação entre essas estratégias, criadas e recriadas, como forma de territorialização do campesinato da comunidade Gangorra...

Territórios de vida e trabalho dos pequenos produtores de queijo da Serra da Canastra: um estudo sobre a relação entre produção camponesa e espaços naturais protegidos nas nascentes do rio São Francisco, Minas Gerais

Barbosa, Cristiano
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
36.66%
Este trabalho discute as relações entre agricultura camponesa e as áreas naturais protegidas. O território como tema central de investigação da Geografia está presente em estudos que buscam compreender as dinâmicas socioprodutivas do espaço. Neste cenário de pesquisa, o estudo analisa a relação entre os pequenos produtores de queijo e o Parque Nacional da Serra da Canastra. Essa unidade conservação, localizada na região centro-oeste do Estado de Minas Gerais, foi criada em 1972, pelo Decreto Lei n.° 70.355, numa área de 200.000 hectares e que hoje possui apenas pouco mais de 1/3 da sua área original. A proposta de ampliação do parque, apresentada em 2005, provocou um acirrado conflito entre a população local e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA). Esse órgão ambiental aprovou um novo plano de manejo, que ratifica a necessidade de regulamentação da área original e estabelece uma faixa de 10 km no entorno do parque. A exploração do turismo, ecológico e rural, e a modernização da produção do queijo, visando à obtenção do selo de certificação de origem, são apontadas como estratégicas econômicas que podem associar conservação dos recursos naturais e geração de trabalho e renda para as famílias camponesas. Os defensores da tese de que a retirada das pessoas do parque não garantiria a sua proteção...

As tramas da des(re)territorialização camponesa: a reinvenção do território veredeiro no entorno do Parque Nacional Grande Sertão-Veredas, Norte de Minas Gerais

Martins, Geraldo Inácio
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
26.1%
A elaboração desta pesquisa parte da perspectiva de compreender o encontro entre as políticas de modernização da agricultura e de conservação ambiental sobre o território dos camponeses veredeiros, na região Norte de Minas Gerais, especificamente, o Projeto de Assentamento Dirigido a Serra das Araras e o Parque Nacional Grande Sertão Veredas. Buscamos essencialmente analisar em que termos este encontro conduziu a des-reterritorizalização, as implicações sobre o território e suas representações e a metamorfoses da relação homemnatureza. Como referência empírica, o ‘lócus’ de investigação é o Projeto de Assentamento São Francisco, localizado no município de Formoso, Minas Gerais. Originalmente, este assentamento foi criado para receber os moradores expropriados de seus territórios pelas políticas públicas. Para esta análise a pesquisa de campo, as fontes orais e os documentos históricos foram fundamentais, tanto no que se refere ao movimento da teoria, como para a compreensão das mudanças e rupturas vividas por estes veredeiros. O que ficou claro é que os processos de desterritorialização ao longo do tempo se sucederam. Primeiro, temos a desterritorialização pelo avanço da agricultura capitalista e pelo enclausuramento da Unidade de Conservação. Assim...

Desafios e contradições no processo de territorialização camponesa: o caso do assentamento Itapira-GO; Challenges and contradictions in the process of peasant territorialization: the settlement case Itapira-GO

Rodrigues, Elizeth Cândida de Souza
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Geografia (IESA); Instituto de Estudos Socioambientais - IESA (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Geografia (IESA); Instituto de Estudos Socioambientais - IESA (RG)
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.59%
The struggle for land process shows the camps and settlements as territories of conflicts and contradictions in the struggle for agrarian reform, being so the peasant goiano reproduces as socioculturally seated, revealing the constant transformation states of a time and a space moved by different objectivations.In this perspective this research had as main objective analyze the process of peasant territorialization in Farm Settlement Itapira and so understand the challenges and contradictions that were present in its constitution.Becomes important to understand the production and reproduction of families settled in the state of Goiás, because since the 1980 land reform resumed a prominent position in national politics, it being seen as one of social justice development promotion of vectors in field.In this period, there was an intense process of organizing social movements of landless workers in the municipality of Goiás, because of the large number of unproductive estates concentrated in this municipality and surrounding region it. The following decades, these movements influenced the workers from neighboring municipalities as in Itapirapuã, and so these landless workers began to organize with the help of mediators such as the MST (Landless Workers' Movement)...

O assentamento rural Carlos Lamarca em Itapetininga-SP: organização e dinâmica territorial

Silva, Antonio Carlos da
Fonte: Universidade Federal da Grande Dourados Publicador: Universidade Federal da Grande Dourados
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
26.1%
RESUMO - O presente trabalho objetivou demonstrar a coesão de diversas famílias camponesas em busca de um pedaço de chão, onde pudessem concretizar seus sonhos, o que foi possível mediante a sua organização junto ao MST, nos lugares sociais e na construção do espaço social, bem como, através, da ação conjunta de Sindicatos, Comunidades Eclesiais de Base e Organizações Não-Governamentais (ONGs). Devemos ressaltar que essa luta passou por vários momentos de ocupações e despejos, até a sua definitiva territorialização na fazenda Monjolo, situada no município de Itapetininga/SP, região administrativa de Sorocaba/SP. Neste contexto, fizemos uma abordagem da estrutura fundiária na região, mostrando uma alta concentração de terras na qual compreende o assentamento Carlos Lamarca. O processo de aquisição da terra foi marcado por conflitos, uma vez que, após a distribuição do lotes para cada família, surgiram posições antagônicas, sobretudo quanto à moradia e às formas de organização da produção, culminaram em cisões internas entre as famílias dividindo-as em grupos de parentesco e/ou afinidades. É importante salientar que essas fragmentações –- Grupos de famílias, Associações e Unidades de produção configuram-se como resistência ao grande capital mesmo que as mesmas estejam integradas ao circuito produtivo...

La agroecología en assentamientos rurales: estrategia de reproducción campesina en la Campanha Gaúcha (RS); Agroecology in rural settlings: strategy of reproduction peasant in the Campanha Gaúcha (RS); Agroecologia em assentamentos rurais: estratégia de reprodução camponesa na Campanha Gaúcha (RS)

Chelotti, Marcelo Cervo
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2007 POR
Relevância na Pesquisa
26.37%
La Campanha Gaucha en la década de los ’90, se ha convertido en una región beneficiaria de los proyectos de asentamientos rurales en Rio Grande do Sul. Durante el proceso de re-territorialización de los campesinos, nuevos desafíos llegaron a la escena, especialmente los relacionados con las estrategias de reproducción de la unidad familiar en un ambiente extraño. El cultivo de semillas y frutas agroecológicas, fue una de las alternativas encontradas por los campesinos para su reproducción y generaración de ingresos. Sinembargo, las experiencias son ocasionales, representan una alternativa al actual modelo de agricultura.; The Campanha Gaucha in the 1990's, has become a recipient region of projects of rural settlements in Rio Grande do Sul. During the process of peasant re-territorialisation, new challenges came on the scene, particularly those associated with reproductive strategies of the family unit in a strange environment. The agroecological cultivation of seeds and fruit was one of the alternatives found by settlers for their reproduction and income generation. While they are limited experiments, they represent an alternative to the current model of agriculture.; A Campanha Gaúcha, na década de 1990, transformou-se numa região receptora de projetos de assentamentos rurais no Rio Grande do Sul. Durante o processo de re-territorialização camponesa...

; O bairro rural como identidade territorial: a especificidade da abordagem do campesinato na geografia.

Bombardi, Larissa Mies
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 20/12/2004 ENG; POR
Relevância na Pesquisa
16.33%
This paper aims to discuss and to point the importance of the concept of “bairro rural” to Geography, especially to Agrarian Geography. Different from the common understanding of “bairro rural”, in which it is interpreted in an isolated manner, because the traditional understanding of peasants is also the one that involves a certain parcel of isolation, I propose the understanding of “bairro rural” as a territorial unit created from the territorial identity, and, what is fundamental here, reproducing itself inside capitalism. This territorial unit produced by peasant work gains a configuration which is totally different from the one in which the typically capitalist relations give territory a configuration, that is, where we have the capital territorialization. The territorial unit (“bairro rural”) is, in this manner, the result of territorial identity created from the peasants sociability. It is this relations’ web among the peasant families that gives the group its identity, and it materializes in the territory, giving it the peculiar dimension of “bairro rural”. So, this interpretation of “bairro rural” permits us including, understanding and enlightening the peasants place and their reproduction in this society.; Este artigo visa discutir e apontar a importância do conceito de bairro rural na geografia e...

O Latifúndio Genético e a R-existência Indígeno-Camponesa

Carlos Walter Porto Gonçalves; UFF
Fonte: Universidade Federal Fluminense Publicador: Universidade Federal Fluminense
Tipo: ; Formato: application/pdf
Publicado em 21/09/2009 PT
Relevância na Pesquisa
26.1%
RESUMO Este trabalho contem um conjunto de reflexões que reúne pesquisas científicas de várias disciplinas com o firme propósito de contribuir para que se impeça a injustiça histórica prestes a se cometer contra a humanidade, particularmente contra várias comunidades que habitam o sul do México que, direta ou indiretamente, serão atingidas pela criação de uma unidade de conservação ambiental cujos pressupostos ignoram a importância dos povos e das suas respéctivas culturas nos cuidados da natureza. Nesse sentido, este trabalho busca oferecer uma contextualização da história recente, da constituição do campo ambiental, de tal modo que o leitor possa discernir que, por trás de discursos aparentemente semelhantes, se escondem práticas sociais distintas. Que a justiça ambiental seja feita. Palavras-chave: Latifúndio Genético, Comunidades Indígenas, Campesinato.ABSTRACT This work has a set of reflections about scientific researches of several disciplines with intention to contribute .firmly to prevent a historical injustice that is closely to make against the humanity; specially against several communities from the south of Mexico, that will be affected, directly or indirectly by the implementation of an environmental conservation unit ignoring people importance who live there...

CONDIÇÕES E ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO PRECOCE NA AGRICULTURA E SEUS IMPACTOS SOBRE A SAÚDE

Moreira, Emilia
Fonte: CADERNOS DO LOGEPA Publicador: CADERNOS DO LOGEPA
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 20/06/2010 POR
Relevância na Pesquisa
26.33%
Este trabalho aborda as condições e a organização do trabalho precoce na agricultura e seus impactos sobre a saúde, tomando como exemplo a região Nordeste. Ele estabelece uma comparação entre as formas de inserção precoce no mundo do trabalho rural na pequena unidade camponesa de produção, na pequena unidade mercantil de produção e na grande unidade de produção agrícola, bem como distingue as diferentes condições de trabalho em cada uma dessas unidades de produção e os seus impactos sobre a saúde de crianças e adolescentes.