Página 1 dos resultados de 9815 itens digitais encontrados em 0.007 segundos

Soil water content temporal-spatial variability of the surface layer of a Loess Plateau hillside in China; Variabilidade temporal e espacial da umidade do solo na camada superficial de uma encosta do Loess Plateau na China

HU, Wei; SHAO, Ming An; WANG, Quan Jiu; REICHARDT, Klaus
Fonte: São Paulo - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Publicador: São Paulo - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
36.86%
Surface soil moisture exhibits an important variability in terms of spatial and temporal domains, which may result in critical uncertainties for agricultural water management. The purposes of this study were (i) to characterize the temporal dynamics and stability of the spatial variability of the surface 0-6 cm soil water content θon a hill-slope; (ii) to investigate issues related to soil moisture conditions including dominating factors on soil moisture and to the estimation of the mean θ. During a period of more than one month θwas measured on thirteen days by Frequency Domain Reflectometry using a 10 x 10 m grid of measurement points covering a 60 x 280 m domain within a hill-slope of the Loess Plateau in China. Soil water content exhibited a moderate variability for each measurement date, and the correlation length (l) for θranged from 8.4 to 27.7 m. With the soil becoming drier, l decreased, the CV% and the sampling number for accurate mean θestimation increased. Aspect, elevation, organic matter content, clay content, and bulk density were the main influencing factors, whose extent of influence weakened with decreasing θ. Based on time stability analysis and on the correlation of mean relative difference of θwith the relative difference of dominating factors...

Secagem térmica de lodos de esgoto: determinação da umidade de equilíbrio.; Thermal drying of wastewater sludge: determination of equilibrium moisture.

David, Airton Checoni
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/04/2002 PT
Relevância na Pesquisa
36.86%
O estudo apresenta os principais aspectos da operação de secagem térmica de lodos gerados em estações de tratamento de esgotos, os tipos de equipamentos disponíveis no mercado que podem ser utilizados para esse fim e o comportamento da sorção de umidade pelo material seco quando em contato com o ar ambiente. A operação de secagem térmica é uma alternativa para a diminuição do peso e volume de lodos, com conseqüente diminuição dos custos de transporte e disposição final. É considerada, também, um processo de melhoria da qualidade do lodo, pois elimina os microrganismos patogênicos e, ao mesmo tempo, preserva a matéria orgânica presente no lodo, aspectos de importância fundamental quando o lodo/biossólido seco vai ser utilizado na agricultura. Os equipamentos para secagem térmica podem ser diretos ou indiretos. Os principais tipos são: secador rotativo, de soleiras múltiplas, de leito fluidizado, por transporte pneumático e transportadores de esteira. Cada tipo possui vantagens e desvantagens em relação aos demais. A eficiência do processo de secagem térmica é influenciada por uma série de fatores, como: consumo específico de energia, tipo de equipamento utilizado e teores de umidade inicial e final do material. Nos ensaios de laboratório...

A influência da umidade do substrato no desempenho de revestimentos de piso de edifícios. ; The influence of substrate moisture on performance of floor coatings of buildings.

Lopes, Elizabeth Montefusco
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/12/2003 PT
Relevância na Pesquisa
36.93%
Sobre opiso desenvolvem-se todas as atividades a que se destina a edificação. Falhas Em sua execução, tais como, empenamentos, placas soltas, bolhas e manchas têm como conseqüências, desde o desconforto pessoal de andar em uma superfícieirregular, ao risco de acidentes de trabalho, contaminação de produtos por poeira, de salinhamento de equipamentos ou até mesmo a interferência no processo de produção, podendo provocar a paralisação parcial ou total da atividade produtiva da empresa.Tais problemas, muitas vezes são decorrentes do excesso de umidade do substrato de concreto, quando da aplicação do revestimento, por não ter tido o tempo de secagem adequado, de maneira a atingir o nível de umidade ideal. O excesso de água residual decorrente da umidade do substrato é uma das principais causas geradoras de patologias nos pisos de concreto quando utilizados revestimentos suscetíveis à presença de água. O comportamento da umidade do concreto é resultado de uma complexa ação entre a quantidade de água física e quimicamente ligada, durante a hidratação do cimento e a capacidade de transporte de água do sistema de poros do concreto. Neste contexto, o presente trabalho procura contribuir na sistematização do conhecimento sobre o assunto...

Medição da umidade no sistema concreto-madeira; Measuring moisture content in concrect-wood system

Luiz, Mariangela Gonçalves
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/10/2005 PT
Relevância na Pesquisa
36.91%
A aplicação de um piso de madeira maciça sobre um contrapiso de concreto dá origem a um sistema que une dois materiais com diferentes características higroscópicas, e no qual a movimentação da umidade é ainda um fenômeno pouco conhecido. Visando um melhor entendimento desse fenômeno, a presente pesquisa buscou avaliar diferentes equipamentos para medir o teor de umidade do concreto, desenvolver uma metodologia para quantificar a água evaporável presente no substrato mineral e, a partir desses resultados, sugerir o teor de umidade do substrato mais adequado à aplicação de um revestimento de madeira. Corpos de prova de concreto, preparados com traço 3:1:1 e relação água cimento em torno de 0,5, foram submetidos a secagem ao ar, sendo que a variação do teor de umidade do concreto ao longo do tempo foi acompanhada pela perda de massa e com a utilização de medidores elétricos de umidade do tipo resistência e de contato.. Com o auxílio da análise de regressão foi possível estabelecer equações de correção para as leituras de umidade dos aparelhos. Para a quantificação da água evaporável no concreto, foi desenvolvido um corpo de prova utilizando-se cilindros de MDF com 6,0 cm de comprimento e 4,8 cm de diâmetro...

Avaliação de uma sonda TDR helicoidal para a estimativa do teor de umidade de solos em campo e laboratório; Evaluation of a helicoidal TDR probe to estimate the soil water content in laboratory and in situ

Assis, Cleber Decarli de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 09/05/2008 PT
Relevância na Pesquisa
36.88%
Este trabalho de pesquisa apresenta a avaliação de uma sonda TDR helicoidal para estimar o teor de umidade dos solos, em diferentes profundidades, através da técnica da reflectometria no domínio do tempo (TDR). Essa sonda, desenvolvida especificamente para esse fim, foi devidamente calibrada em laboratório para diferentes tipos de solo. O processo de calibração consistiu na determinação da constante dielétrica aparente (Ka) e condutividade elétrica volumétrica (ECb) de um mesmo solo com diferentes teores de umidade. Posteriormente foram buscadas correlações entre Ka e o teor de umidade gravimétrico (w), obtido em estufa. São propostas correlações entre w e Ka, entre w e 'KA POT. 1/2' e entre teor de umidade volumétrico ('teta') e Ka. Também foram consideradas as correlações propostas por Yu e Drnevich (2004), visando estimar também a massa específica seca dos solos. Foram realizados ensaios de campo para a validação das equações de calibração. Os valores dos teores de umidade estimados através da técnica da reflectometria no domínio do tempo, tanto em laboratório como em campo, foram comparados com os valores de teor de umidade obtidos com o método da estufa. Com base nos resultados foram determinados os erros referentes às calibrações. Nos ensaios de campo...

Influência da umidade em quatro tipos de solo no desenvolvimento pupal de Ceratitis capitata (Wiedemann, 1824), Anastrepha fraterculus (Wiedemann, 1830), do parasitóide Diachasmimorpha longicaudata (Ashmed, 1905) e de Gymnandrosoma aurantianum Lima, 1927.; The influence of moisture on four soil types in the pupal development of Ceratitis capitata (Wiedemann, 1824), Anastrepha fraterculus (Wiedemann, 1830), of parasitoid Diachasmimorpha longicaudata (Ashmed, 1905) and Gymnandrosoma aurantianum Lima, 1927.

Bento, Flavia de Moura Manoel
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/05/2008 PT
Relevância na Pesquisa
36.95%
Este trabalho teve como objetivo avaliar o efeito da umidade em quatro tipos de solos sobre a emergência de adultos e duração da fase pupal das moscas-das-frutas, Ceratitis capitata (Wiedemann, 1824) e Anastrepha fraterculus (Wiedemann, 1830) e do bicho-furão dos citros, Gymnandrosoma aurantianum Lima, 1927 e na emergência do parasitóide de moscas-das-frutas, Diachasmimorpha longicaudata (Ashmed, 1905), utilizando-se diferentes potenciais mátricos de água no solo e com uma metodologia própria e desenvolvida no presente trabalho. As profundidades de pupação de G. aurantianum e A. fraterculus foram estudadas em tratamento seco e úmido (5%), com a finalidade de se determinar a profundidade adequada para cada espécie utilizada nos experimentos de avaliação da influência da umidade em quatro tipos de solo. G. aurantianum pupou na mesma profundidade em substrato úmido ou seco. A pupação de A. fraterculus é mais superficial em condições secas, com 100% de pupação entre 0 e 1,5 cm. Para C. capitata, a profundidade utilizada no experimento de influência da umidade e do tipo de solo foi a de 3,0 cm. A duração da fase pupal desta espécie foi influenciada diferentemente para machos e fêmeas. Para fêmeas, apenas o tipo de solo influenciou a duração da fase pupal...

Estudo da aplicabilidade do polipirrol no desenvolvimento de um sensor óptico de umidade.; Study of polypyrrole applicability on humidity optical sensor development.

Armas Alvarado, Maria Elisia
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/06/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.86%
O presente trabalho tem como objetivo principal o estudo e o desenvolvimento de um sensor óptico de umidade usando o polímero polipirrol. Inicialmente, estudou-se o princípio teórico dos diversos sensores de umidade encontrados no mercado, assim como fundamentos básicos sobre guias de onda, umidade e polímeros (especialmente polipirrol). Realizou-se também um estudo da influência da umidade nas características físicas e ópticas do polipirrol mediante a técnica elipsométrica. Particularmente, foi estudado em detalhe o comportamento do índice de refração do polipirrol frente a grandes variações de concentrações de umidade, e se demonstrou que o valor do índice de refração do polipirrol aumenta quando exposto a vapor de água. Com os resultados alcançados na caracterização óptica do polímero, foram desenvolvidos sensores de umidade à fibra óptica, baseados na técnica de fibra interrompida, e sensores à guia de onda ARROW (Anti-Resonant Reflecting Optical Waveguide), baseados na técnica de detecção por campo evanescente, sendo o polipirrol usado como camada ativa de sensoriamento. Os dispositivos baseados em fibra óptica e guia de onda ARROW mostraram que a potência de saída dos dispositivos diminui inversamente em relação à umidade relativa (para uma concentração de 50 a 80%).; The aim of the present work is the study and development of an optical humidity sensor using polymer polypyrrole. Initially...

Estudo da viabilidade do uso de dados do sensor AMSR-E para detecção da umidade do solo

Silva, João Manuel Trindade
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.88%
Informações sobre a umidade do solo são fundamentais para monitorar as condições hídricas da superfície e prever secas e estiagens. Para efetuar este monitoramento com métodos de detecção direta em grandes áreas, o custo é alto e demorado. As possibilidades que se abrem com o uso dos sensores a bordo de satélites que são sensíveis à energia de microondas são grandes, pois a técnica permite detecção de umidade do solo, de temperatura do solo e de quantidade de cobertura de vegetação para grandes áreas da superfície terrestre. O presente trabalho pretendeu colaborar para avaliação do potencial do sensor de microondas AMSR-E na detecção da umidade do solo. Para isso, foram utilizados dados de umidade do solo coletados pelo sensor AMSR-E, a bordo do satélite AQUA do programa NOAA, em 2009 para uma área do sul do Brasil, no Estado do Rio Grande do Sul, e feita a comparação com dados de precipitação pluvial medida em estações pluviométricas de superfície. Os resultados mostraram que existe relação entre umidade do solo detectada pelo sensor e a precipitação pluvial ocorrida. Nos meses avaliados verificou-se que os padrões de resposta do sensor à umidade do solo corresponderam em grande medida aos padrões de precipitação pluvial...

Variabilidade espacial da umidade da densidade do solo em um latossolo roxo

Ednaldo Carvalho Guimarãaes
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/09/1993 PT
Relevância na Pesquisa
36.9%
Este trabalho teve como objetivos: a) estudar a variabilidade da umidade e da densidade do solo (densidade global ou densidadeaparente) através da estatisticaclássica e da geoestatistica; b) relacionar aspectos de amostragem com suposição de independência entre amostras e homogenidade de solos; c) avaliar a distribuição da água no solo ao longo do tempo e verificar a existência de proporcional idade da umidade e da densidade do solo a 30 e 60 cm, através de semivariogramas escalonados; d) verificar a influência da variabilidade espacial da umidade e da densidade do solo na calibração de uma possui 120x160 m e recebeu, por ocasião do experimento, uma cultura de lab-lab. O esquema de amostragem adotado para as variáveis em estudo foi a amostragem sistemática, com espaçamento entre amostras de 20 m, com determinações feitas a 30 cm e 60 cm de profundidade. Foi determinada a umidade do solo ao longo do tempo pelo método gravimétrico; determinou-se também a densidade do solo pelo método do anel volumétrico e sonda de nêutrons. O experimento foi conduzido em um Latossolo Roxo, do Centro Experimental do Instituto Agronômico de Campinas (Fazenda Santa Elisa), em Campinas, São Paulo. A área realizaram-se leituras para a eterminação da umidade...

Uso da tecnica da "TDR" na estimativa da umidade e condutividade eletrica em substratos organicos; Use of TDR technique to estimate organic substrates moisture content and electrical conductivity

Roger Manuel Mestas Valero
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/04/2006 PT
Relevância na Pesquisa
36.86%
O aumento na utilização de estufas para produção agrícola e o conseqüente cultivo em recipientes fez com que houvesse uma substituição de solos por substratos para plantas. Em cultivos em substratos, o pequeno volume e o baixo efeito tampão podem ocasionar prejuízos na produção, mas também podem aumentar as chances de sucesso agronômico. Conseqüentemente um sistema sensível como este deve ser continuamente monitorado, a fim de se obter bons resultados. É preciso avaliar metodologias que determinem a umidade (?) e condutividade elétrica (CE) nos substratos, com maior rapidez e in situ, mantendo boa correlação com o método padrão. Das várias propostas para determinação da umidade e CE dos meios porosos, a técnica da TDR (Reflectometria no domino do tempo) vem despertando cada vez mais interesse, pois apresentam características desejáveis, como a mensuração em tempo real e a possibilidade de leituras automatizadas, porém apresenta como desvantagens seu alto custo e sua necessidade de calibração. Apesar da técnica da TDR para determinação de umidade em solos ser mais estudada é necessário novos conhecimentos acerca desta técnica quando se utiliza substratos. O objetivo deste trabalho foi de avaliar o uso da técnica TDR na estimativa de umidade e condutividade elétrica em dois substratos orgânicos: casca de pinus (CP) e fibra de coco (FC)...

Transporte de cafe : influencia dos fatores climaticos (temperatura e umidade relativa) sobre o teor de umidade e produção de ocratoxina A em cafe cru beneficiado.; Coffe transport : climatic factors influence (temperatue and relative humidity) on the text of humidity and ochratoxina production in benefited raw coffee.

Hector Abel Palacios Cabrera
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 20/07/2005 PT
Relevância na Pesquisa
36.91%
Os objetivos do presente trabalho foram: 1) Estudar a influência das condições ambientais durante o transporte para o desenvolvimento de Aspergillus ochraceus e produção de ocratoxina no café. 2) Levantar dados das condições reais de transporte e validar conteineres protótipos, e 3) Propor medidas preventivas para evitar o aumento da umidade do café dentro dos conteineres. Seis conteineres (três comerciais e três protótipos) foram monitorados durante o transporte do Brasil até a Itália. Os conteineres foram colocados em três diferentes posições (convés, abaixo do convés e porão) no navio. Cada protótipo foi colocado ao lado do conteiner convencional. Dados de temperatura, umidade relativa, condensação e mudanças no conteúdo de umidade dos grãos foram monitorados. O conteiner de café localizado abaixo do convés foi o menos afetado pelas variação em relação ao conteúdo de umidade (0,7%). Os cafés dos conteineres localizados no porão sofreu a maior variação no conteúdo de umidade (3%). Este conteiner apresentou sinais visíveis de condensação. O café transportado no convés teve uma variação da umidade intermediária (2%) e não apresentou uma condensação visível. A variação no conteúdo de umidade dos conteineres protótipos foi similar ao convencional. Houve um aumento na produção de ocratoxina A nos cafés que apresentaram aumento no conteúdo de umidade. O ensaio sobre simulação do transporte estudou a prevenção da condensação dos conteineres. O ensaio feito com os conteineres protótipos testou duas alternativas: uma utilizando isolamento do conteiner com isopor...

Estudo de desempenho de papelão ondulado virgem e reciclado exposto a diferentes condições de umidade relativa

Elizabeth de Fatima Gazeta Ardito
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 09/11/2000 PT
Relevância na Pesquisa
36.93%
Em muitos países, as indústrias de papelão ondulado têm sido forçadas a melhorar a qualidade do papelão ondulado reciclado de modo a torná-Io mais competitivo, com o objetivo de reduzir o uso de fibras virgens e diminuir a quantidade de resíduo sólido nos aterros. Entretanto, pouco se conhece sobre o desempenho do papelão ondulado, principalmente aqueles com componentes reciclados, quando sujeitos às forças de empilhamento em condições de umidade relativa cíclica. O objetivo deste estudo foi, portanto, determinar o desempenho de papelão ondulado em condições de umidade relativa cíclica, estabelecendo-se os parâmetros que regem a degradação de suas propriedades físico-mecânicas em função da umidade relativa do ambiente. Estudaram-se dois tipos de papel capa e papel miolo (virgem e reciclado) e cinco estruturas de papelão ondulado formadas com esses papéis. As estruturas de papelão ondulado e seus componentes foram submetidos aos ensaios estáticos de flexão e compressão em condição de umidade relativa padronizada pela norma TAPPI T402-om 93 de 23°C/50% UR e em condição de umidade relativa alta de 23°C/90% UR. As estruturas de papelão ondulado e tubos, fabricados a partir das estruturas, foram submetidos à determinação da taxa de fluência em condição de umidade relativa cíclica...

Umidade de equilíbrio da madeira de angelim vermelho (Dinizia excelsa Ducke ), guariúba (Clarisia racemosa Ruiz & Pav.) e tauarí vermelho (Cariniana micrantha Ducke) em diferentes condições de temperatura e umidade relativa

Baraúna,Edy Eime Pereira; Oliveira,Valmir Souza de
Fonte: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia Publicador: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.9%
A umidade de equilíbrio deve ser determinada para o local onde a madeira será empregada. Isto pode ser feito através da determinação da umidade das amostras de madeira expostas às condições ambientais de temperatura e umidade relativa em ensaios de campo, de laboratório equipado com câmara de climatização ou estimativas por meio de modelos matemáticos. Neste trabalho foi determinada a umidade de equilíbrio da madeira - UEM do angelim vermelho (Dinizia excelsa Ducke), guariúba (Clarisia racemosa Ruiz & Pav.) e tauarí vermelho (Cariniana micrantha Ducke ), em duas condições de temperatura e três de umidade relativa em câmara de climatização. Encontrou-se diferenças entre a umidade de equilíbrio estimada pela equação de Simpson (1971) e o valor real determinado em câmara climática. Na simulação de ensaio a 25º C de temperatura e umidade relativa de 40% a UEM ficou em média 26,6% superior ao valor estimado pela equação de Simpson (1971), constituindo-se na maior variação. A menor variação foi de 2,1% registrada na espécie angelim vermelho na condição de 35º C e 80% de umidade relativa. A equação de Simpson, no geral, tendeu a superestimar os valores de UEM nas três espécies.

Estabilidade temporal da distribuição espacial da umidade do solo em área irrigada por pivô central

Gonçalves,A. C. A.; Folegatti,M. V.; Silva,A. P.
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/1999 PT
Relevância na Pesquisa
36.91%
A heterogeneidade do solo faz com que o armazenamento de água seja variável, sendo necessária uma amostragem intensa, para caracterizar a sua distribuição espacial em uma área irrigada. Para fins de manejo da irrigação, é importante o monitoramento da umidade do solo durante o processo de secagem entre duas irrigações sucessivas. O presente trabalho tem por objetivos avaliar a estabilidade temporal da distribuição espacial da umidade do solo, a correlação da umidade com conteúdo de argila e avaliar se há estrutura de dependência espacial dessas variáveis. Quanto mais estável for a distribuição espacial da umidade e mais estreita a correlação com a textura, menos intensas poderão ser as amostragens para fins de controle das irrigações. Em área irrigada por pivô central, no campus da ESALQ/USP, de solo Podzólico Vermelho-Escuro, a umidade foi medida em pontos espaçados de 2,83 m ao longo de uma transeção radial, nas profundidades de 0,15 e 0,30 m, por meio de uma sonda de nêutrons. O conteúdo de argila e a densidade global foram também medidos. As medidas foram feitas durante um período de secagem do solo. A estabilidade temporal das distribuições espaciais foi avaliada por meio do coeficiente de correlação e da técnica de diferenças relativas. Foi constatada a persistência no tempo das distribuições de umidade...

Umidade de equilíbrio de painéis OSB produzidos com inclusão laminar e com diferentes tipos de adesivos

Mendes,Lourival Marin; Mendes,Rafael Farinassi; Protásio,Thiago de Paula; Oliveira,Stefânia Lima; Mesquita,Ricardo Gabriel de Almeida
Fonte: UFLA - Universidade Federal de Lavras Publicador: UFLA - Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2014 PT
Relevância na Pesquisa
36.91%
Neste trabalho, objetivou-se avaliar diferentes modelos estatísticos para a estimativa da umidade de equilíbrio de painéis OSB expostos a diferentes condições de temperatura e umidade relativa do ar, bem como avaliar a influência do adesivo e do reforço laminar na umidade de equilíbrio. Os painéis foram produzidos com três diferentes tipos de adesivos (fenol-formaldeído - FF, melamina-uréia-formaldeído - MUF, e fenol-melamina-uréia-formaldeído - PMUF) e, ainda, com e sem a inclusão laminar. A avaliação da umidade de equilíbrio dos painéis foi efetuada nas temperaturas de 30, 40 e 50°C e nas umidades relativas de 40, 50, 60, 70, 80 e 90%. A modelagem da umidade de equilíbrio foi realizada por meio do ajuste de modelos estatísticos não lineares e polinomiais. De forma geral, os modelos polinomiais são os mais indicados para a estimativa da umidade de equilíbrio dos painéis OSB. Os modelos ajustados apenas com a umidade relativa do ar foram os que obtiveram as melhores medidas de precisão. O tipo de adesivo afetou a umidade de equilíbrio dos painéis, sendo observada para os adesivos PMUF e FF a mesma tendência de variação, e os maiores valores médios obtidos para os painéis produzidos com adesivo MUF. A inclusão laminar promoveu a diminuição da umidade de equilíbrio apenas para os painéis produzidos com o adesivo MUF.

Umidade de equilíbrio de painéis OSB produzidos com inclusão laminar e com diferentes tipos de adesivos; Equilibrium moisture content of OSB panels produced with veneer inclusion and different types of adhesive

Fonte: UFLA - Universidade Federal de Lavras Publicador: UFLA - Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
PT
Relevância na Pesquisa
36.91%
The aim of this study was to evaluate different statistical models to estimate the equilibrium moisture content of OSB panels exposed to different conditions of air temperature and relative humidity, And also to evaluate the influence of the adhesive and veneer inclusion in the equilibrium moisture content. The panels were produced with three different adhesive types (phenol-formaldehyde - FF, melamine-urea-formaldehyde - MUF, and phenol-melamine-urea-formaldehyde - PMUF) and with and without veneer inclusion. The evaluation of the equilibrium moisture content of the panels was carried out at temperatures of 30, 40 and 50°C and relative humidity of 40, 50, 60, 70, 80 and 90%. The modeling of equilibrium moisture content was performed using the statistical non-linear and polynomial models. In general, the polynomial models are most indicated for determining the equilibrium moisture content of OSB. The models adjusted only with air relative humidity presented the best precision measurements. The type of adhesive affected the equilibrium moisture content of the panels, being observed for adhesives PMUF and FF the same trend of variation, and the highest values obtained for the panels produced with adhesive MUF. The veneer inclusion decreased the equilibrium moisture content only in the panels with MUF adhesive.; Neste trabalho...

A influência da variação da umidade pós-compactação no comportamento mecânico de solos de rodovias do interior paulista; The influence of post-compaction moisture content variation on the mechanical behavior of soils from São Paulo state pavements

Takeda, Marcelo de Castro
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 22/05/2006 PT
Relevância na Pesquisa
36.88%
Na construção de rodovias, as condições de umidade e densidade observadas na compactação são, geralmente, próximas daquelas correspondentes ao pico da curva de compactação obtida no ensaio Proctor. É sabido que variações ambientais no decorrer da vida do pavimento podem alterar, de maneira significativa, a umidade do subleito e dos seus componentes e assim, as suas propriedades resilientes. O objetivo principal desta pesquisa é avaliar a influência da variação da umidade pós-compactação no módulo de resiliência de solos de rodovias do interior paulista a partir de resultados de ensaios de laboratório. Foram coletados e caracterizados setenta e três solos, e, dentre estes, selecionados trinta para a etapa de estudo da variação da umidade pós-compactação, após a realização de ensaios MCT, difração de raios-x, microscopia eletrônica de varredura e azul de metileno para determinação da gênese. Os solos selecionados apresentam características distintas quanto à gênese, sendo metade laterítico e metade não-laterítico. Os corpos-de-prova foram compactados na umidade ótima e submetidos a processos de secagem e umedecimento e, posteriormente, realizados ensaios triaxiais cíclicos. Os resultados permitiram a modelagem do 'M IND.R' em função do estado de tensão para diferentes umidades e a avaliação da competência de alguns modelos matemáticos nesta representação. Estudou-se a influência da gênese e da granulometria sobre o valor do 'M IND.R' e avaliou-se a conseqüência da variação da umidade sobre este para solos lateríticos e não-lateríticos. Determinou-se uma expressão para estimar a variação do 'M IND.R' com a variação da umidade a partir do parâmetro k1...

Florística, fitossociologia e a influência do gradiente de umidade do solo em campos limpos úmidos no Parque Estadual do Jalapão, Tocantins

Rezende, João Marcelo de
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.9%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Tecnologia, Departamento de Engenharia Florestal, 2007.; O presente trabalho consiste no levantamento florístico e fitossociológico de campos limpos úmidos em veredas no Parque Estadual do Jalapão (PEJ) e da influência da umidade do solo na distribuição das espécies. Esta Unidade de Conservação (UC), situada no leste do estado de Tocantins, juntamente com a Estação Ecológica Serra Geral do Tocantins (EESGTO) constituem a maior área contínua do bioma Cerrado preservado sob o regime de Proteção Integral. Ambas abrigam cerca de 870.000 hectares de fitofisionomias típicas do bioma em bom estado de conservação. Entre agosto de 2004 e agosto de 2006 foram feitas coletas trimestrais de espécies nos campos limpos úmidos na região de estudo e em agosto-setembro de 2005, foi feito levantamento fitossociológico em três campos limpos úmidos nas veredas Bebedouro, Extrema e Veados, dentro do PEJ. Em agosto de 2006, foi feita coleta de solo para determinação dos teores de umidade em cada unidade amostral e a determinação da inclinação do terreno nas três veredas. Foram identificadas 136 espécies de 63 gêneros, distribuídas em 32 famílias. As famílias com maior número de espécies foram Poaceae (29)...

Estudo da influência da umidade nas propriedades mecânicas da madeira

Sá, Paulo Atanazio Duarte de
Fonte: Universidade do Extremo Sul Catarinense Publicador: Universidade do Extremo Sul Catarinense
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso - TCC
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.91%
Artigo submetido ao Curso de Engenharia Civil da UNESC - como requisito parcial para obtenção do Título de Engenheiro Civil.; Um dos materiais mais antigos utilizados na construção civil pela humanidade é a madeira, sendo utilizada para os mais variados fins. Ela possui propriedades mecânicas adequadas, baixo peso específico e alta resistência mecânica e por ser um material renovável, desempenha um importante papel ambiental, pois contribui para a sustentabilidade através do seu reflorestamento. Por se tratar de um material higroscópico, a madeira troca umidade com o ambiente até atingir seu equilíbrio, o que ocasiona em variação de suas propriedades físico-mecânicas. Assim, este trabalho objetivou verificar a influência da umidade em estruturas de madeira, por meio da análise de amostras de vigas em tamanho real (5 x 10 x 180 cm) de madeiras de duas espécies diferentes: pinus e cedro. A escolha das espécies se deu devido à diferença na composição delas. O pinus é uma espécie resinosa, com baixas densidades e que apresenta maior variação de umidade. Por outro lado, o cedro é uma madeira folhosa, com grande densidade e menor variação na sua umidade. Primeiramente foi feita a classificação de um lote de madeira de cada espécie...

Conjoint effect of moisture content and density on resistance and rigidity of Pinus elliottii wood; EFEITO COMBINADO DO TEOR DE UMIDADE E DA MASSA ESPECÍFICA NA RESISTÊNCIA E RIGIDEZ DA MADEIRA DE Pinus elliottii

Lucas Filho, Fernando Cardoso; UFAM
Fonte: FUPEF DO PARANÁ Publicador: FUPEF DO PARANÁ
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 01/10/2012 POR
Relevância na Pesquisa
36.9%
The use of wood to structures is affected by moisture content and density. On same wood grade have different moisture and densities. To use structural woods with security would determinate the strength and elasticity to conditions considering the variations of moisture contents and densities. The present study looked for to establish an equation that facilitates the classification of the resistance of the wood of Pinus elliottii Engelm for different moisture content and several specific masses. The control of the moisture was made by the accomplishment of the masses of the proof bodies and related to the respective resistance and rigidity metrics. The apparent specific mass presented better correlation with the mechanical properties than the moisture content, indicating that this characteristic is more important for classification of the resistance wood than the moisture of wood. The drying of wood up to moisture content range between 10% and 20% increase the resistance about 45% and rigidity to 39%. The model than fit better to represent resistance and moisture content and density relationship was log (MOR) = 2,25 + 1,31γ -1,50U. To relationship between regidy and moisture content and density the better model was log (MOE) = 3,94 + 1.86γ – 2...