Página 1 dos resultados de 226 itens digitais encontrados em 0.031 segundos

Insatisfação corporal, prática de dietas e comportamentos de risco para transtornos alimentares em mães residentes em Santos; Body dissatisfaction, dieting and risk behaviors for eating disorders among mothers living in Santos

Scagliusi, Fernanda Baeza; Pereira, Patrícia da Rocha; Stelmo, Isis de Carvalho; Unsain, Ramiro Fernandez; Martins, Paula Andrea; Sato, Priscila de Morais
Fonte: Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro Publicador: Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
76.07%
OBJETIVO: Avaliar a insatisfação corporal, a prática de dietas e os comportamentos de risco para transtornos alimentares em uma amostra de mães residentes no município de Santos. MÉTODOS: Foi realizado um estudo transversal, de base populacional, com 453 mães de filhos com até 10 anos de idade. As mães responderam ao Teste de Atitudes Alimentares (EAT-26), à Escala de Figuras de Stunkard e a uma questão sobre a prática atual de dietas. RESULTADOS: Das mães, 29,9% apresentaram escore positivo para os comportamentos de risco para transtornos alimentares e 21,8% estavam fazendo dieta para emagrecer no momento da entrevista. No tocante à imagem corporal, 17,5% das mães estavam satisfeitas com o seu tamanho corporal, 71,5% gostariam de diminuir seu tamanho corporal e 11,0% gostariam de aumentá-lo. Os comportamentos de risco para transtornos alimentares foram mais frequentes nas mães insatisfeitas com seus tamanhos corporais (p < 0,0001). CONCLUSÃO: A maioria das mães investigadas estava insatisfeita com os seus tamanhos corporais. A frequência de mães que praticavam dietas ou tinham comportamentos de risco para transtornos alimentares foi similar ou superior aos demais estudos nacionais, conduzidos, em sua maioria, com populações consideradas de risco...

As experiências alimentares de mães com filhas portadoras de transtornos alimentares: investigando a transgeracionalidade; The feeding experiences of mothers with daughters who suffer from eating disorders: investigating the transgenerationality

Lauand, Christiane Baldin Adami
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/03/2010 PT
Relevância na Pesquisa
76.41%
A alimentação é um objeto de estudo de extrema complexidade que envolve várias áreas do saber científico, entre elas a sociologia, a antropologia, a psicologia e a nutrição que se dedicam a investigar este instigante fenômeno. Até o momento, sabe-se que ela assume função social e afetiva entre os seres. O caráter simbólico dos alimentos se insere no contexto das relações sociais, sendo a família um importante instrumento de transmissão de rituais e de regras dietéticas. Do ponto de vista afetivo, a alimentação, primeiramente pela amamentação, é considerada o primeiro elo entre a mãe e o bebê e este processo acontece naturalmente quando existe uma relação harmoniosa entre a dupla. Considerando os estudos sobre as heranças psíquicas, em especial aquelas advindas de elementos transgeracionais, o objetivo desta pesquisa foi compreender o significado e as experiências emocionais da alimentação para as mães com filhas portadoras de transtornos alimentares. O percurso teórico baseou-se na pesquisa qualitativa, descritiva e exploratória. Participaram do estudo cinco mães de jovens com transtornos alimentares que frequentaram o grupo de apoio psicológico aos familiares do Grupo de Assistência em Transtornos Alimentares do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (GRATA-HCFMRP-USP) no ano de 2008. Como instrumento de coleta de dados foi utilizado um roteiro semiestruturado...

Fatores associados ao comportamento de risco para transtornos alimentares em adolescentes na cidade de São Paulo; Eating disorder risk behavior and associated factors in adolescents from São Paulo

Leal, Greisse Viero da Silva
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 15/03/2013 PT
Relevância na Pesquisa
76.03%
Introdução: Transtornos alimentares (TA), comportamentos de risco para TA e práticas não saudáveis para controle do peso (PNSCP) são problemas de saúde pública em adolescentes pela sua alta prevalência e consequências adversas à saúde. A identificação dos fatores associados aos comportamentos de risco para TA e PNSCP pode ajudar no planejamento de ações educativas e de prevenção para adolescentes. Objetivo: Identificar a prevalência de comportamentos de risco para transtornos alimentares, práticas não saudáveis para controle do peso e fatores associados em adolescentes. Metodologia: A amostra foi composta de 1167 adolescentes de 12 escolas técnicas da cidade de São Paulo. Foi realizada avaliação do estado nutricional calculando-se o Índice de Massa Corporal (IMC) e os adolescentes responderam questões sobre comportamentos de risco para TA, práticas não saudáveis para controle do peso, atitudes e comportamentos dos pais e amigos, influência da mídia, satisfação e percepção corporal e prática de dieta. Avaliou-se a associação destas variáveis com comportamento de risco para TA e PNSCP utilizandose o teste Qui-Quadrado, com nível de significância de 5 por cento. Foi realizada análise de regressão logística para identificar os fatores que influenciam conjuntamente o comportamento de risco para TA e as PNSCP. Resultados: O comportamento de risco para TA foi identificado em 12...

Frequência de transtornos mentais em pacientes obesos candidatos à cirurgia bariátrica por meio de Entrevista Clínica Estruturada para Transtornos do DSM (SCID-I/P); Frequency of mental disorders among obese patients seeking bariatric surgery through the Structured Clinical Interview for DSM Disorders (SCID-I/P)

Guerra, Leorides Severo Duarte
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 01/09/2014 PT
Relevância na Pesquisa
66.18%
Antecedentes: Segundo as projeções da Organização Mundial de Saúde para o século XXI, as doenças não comunicáveis (DNT) serão responsáveis pelas maiores cargas das doenças no globo. As doenças cardiovasculares e os transtornos neuropsiquiátricos destacam-se como os dois principais grupos de agravos de saúde entre as DNT. O sobrepeso e a obesidade são considerados precursores e fatores agravantes de doenças cardiovasculares, cuja prevalência tem crescido ao redor do mundo, demandando esforços públicos para deter o seu crescimento e minimizar os seus efeitos deletérios. Os transtornos mentais, por sua vez, representam quase um terço das cargas da incapacitação resultante entre todas as DNT. O objetivo do presente trabalho é estimar a frequência de transtornos mentais numa amostra de indivíduos obesos que procuraram um hospital universitário com o intuito de se submeter à cirurgia bariátrica para controlar ou reduzir o excesso do peso corporal. Objetivo: Estimar, por meio de entrevista padronizada, a frequência de transtornos mentais e fatores correlacionados entre os pacientes obesos que procuram a cirurgia bariátrica. Métodos: Participaram do estudo 393 pacientes obesos grau III, candidatos à cirurgia bariátrica. Foram recrutados a partir de um centro universitário de cirurgia bariátrica. Clínicos treinados avaliaram os participantes por meio da Entrevista Clínica Estruturada para o DSM-IV Axis I Diagnóstico (SCID-I/P) e as seguintes escalas de avaliação: HCL (Manic Symptoms Checklist)...

Transtornos alimentares: modelo e consenso cultural na alimentação ; Eating disorders: cultural model and agreement in feeding

Pina, Marina Garcia Manochio
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 03/10/2014 PT
Relevância na Pesquisa
66.35%
A alimentação tem significado sociocultural e psicológico e apresentam forte impacto na etiologia e manutenção dos transtornos alimentares. O objetivo deste trabalho foi identificar o modelo cultural na alimentação em pacientes com transtornos alimentares e mulheres saudáveis considerando o estado nutricional e a imagem corporal. Estudo transversal, comparativo e quanti-qualitativo com dois grupos de mulheres: saudáveis (grupo controle-GC) e pacientes com Anorexia Nervosa (AN) e Bulimia Nervosa (BN) (grupo de pacientes-GP) de três serviços especializados do estado de São Paulo. Foi realizada entrevista individual para coleta de dados sociodemográficos, antropométricos (peso, estatura), alimentares (Eating Attitudes Test-EAT-26) e de imagem corporal (Escala de Figura de Silhuetas). Para definir o modelo cultural na alimentação foi aplicada a Lista livre de alimentos composta por 31 itens para que as participantes fizessem agrupamentos de acordo com seus próprios critérios. A seguir, aplicou-se o Ranking dos alimentos para verificar o consenso e a competência culturais. Por fim, foi realizada entrevista de grupo focal para melhor compreensão dos resultados obtidos. Foram utilizados os testes de Kruskal-Wallis...

Prevalência de transtornos alimentares em gestantes: uma associação com ansiedade, depressão e atitudes alimentares; Prevalence of eating disorders in pregnant women: an association with anxiety, depression and eating attitudes

Santos, Amanda Maihara dos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 08/07/2015 PT
Relevância na Pesquisa
76.05%
Introdução: O estado nutricional da gestante constitui importante fator para o desenvolvimento do feto e da gravidez saudável. Mulheres que apresentam ingestão inadequada de nutrientes têm maior probabilidade de desenvolver gestação de risco. Essa problemática é especialmente intensa quando a mulher apresenta quadro de transtorno alimentar (TA). Este trabalho abordou aspectos históricos, etiologia e epidemiologia dos TA, contemplou os critérios diagnósticos, concebeu os TA no período gravídico puerperal e dissertou sobre TA, sintomatologia ansiosa e depressiva. Os objetivos deste estudo foram determinar a prevalência de TA em gestantes com intercorrências clínicas e verificar a associação com sintomatologia ansiosa, depressiva e atitudes alimentares. Método: Estudo prospectivo transversal foi realizado com 913 gestantes com intercorrências clínicas que estavam no 2° ou 3° trimestre gestacional no ambulatório da Divisão de Clínica Obstétrica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Foi utilizada entrevista dirigida, para avaliação de picacismo; o EAT-26, para avaliar as atitudes alimentares; Structured Clinical Interview for DSM Disorders, para diagnóstico clínico de TA e a escala Hospital Anxiety and Depression...

Aspectos cronobiologicos da síndrome do comer noturno

Harb, Ana Beatriz Cauduro
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.28%
Introdução: Os seres vivos sincronizam suas atividades com os ciclos ambientais influenciados por fatores externos como as condições de luz, horários de alimentação, interações sociais e por fatores endógenos como os genéticos, níveis hormonais e apetite, entre outros. Sensores percebem a variação temporal informando o estado de iluminação ambiental através da rede neural ou sistema endócrino mediado pelos relógios circadianos. Os genes do relógio pertencem a quatro famílias: CLOCK, BMAL1, Cryptochromes e Period onde a formação, expressão e supressão da transcrição destes e de seus heterodímeros resultam na ritmicidade de 24h. O relógio circadiano modula o metabolismo de energia através do controle da atividade de diversas enzimas, dos sistemas de transporte e de receptores nucleares envolvidos no metabolismo dos nutrientes. Alterações nos horários de alimentação podem modificar a relação entre o relógio central e or relógios periféricos podendo causar mudanças no metabolismo e afetar o sistema circadiano. Em algumas desordens alimentares como a Síndrome do Comer Noturno (SCN), reconhecida como um atraso de fase da alimentação, o ritmo de alimentação está alterado. Assim sendo, a SCN pode ser um fator que influencia na obesidade...

Insatisfação corporal, prática de dietas e comportamentos de risco para transtornos alimentares em mães residentes em Santos

Scagliusi,Fernanda Baeza; Pereira,Patrícia da Rocha; Stelmo,Isis de Carvalho; Unsain,Ramiro Fernandez; Martins,Paula Andrea; Sato,Priscila de Morais
Fonte: Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro Publicador: Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2012 PT
Relevância na Pesquisa
76.07%
OBJETIVO: Avaliar a insatisfação corporal, a prática de dietas e os comportamentos de risco para transtornos alimentares em uma amostra de mães residentes no município de Santos. MÉTODOS: Foi realizado um estudo transversal, de base populacional, com 453 mães de filhos com até 10 anos de idade. As mães responderam ao Teste de Atitudes Alimentares (EAT-26), à Escala de Figuras de Stunkard e a uma questão sobre a prática atual de dietas. RESULTADOS: Das mães, 29,9% apresentaram escore positivo para os comportamentos de risco para transtornos alimentares e 21,8% estavam fazendo dieta para emagrecer no momento da entrevista. No tocante à imagem corporal, 17,5% das mães estavam satisfeitas com o seu tamanho corporal, 71,5% gostariam de diminuir seu tamanho corporal e 11,0% gostariam de aumentá-lo. Os comportamentos de risco para transtornos alimentares foram mais frequentes nas mães insatisfeitas com seus tamanhos corporais (p < 0,0001). CONCLUSÃO: A maioria das mães investigadas estava insatisfeita com os seus tamanhos corporais. A frequência de mães que praticavam dietas ou tinham comportamentos de risco para transtornos alimentares foi similar ou superior aos demais estudos nacionais, conduzidos, em sua maioria, com populações consideradas de risco...

O que é comportamento de risco para transtornos alimentares em adolescentes?

Leal,Greisse Viero da Silva; Philippi,Sonia Tucunduva; Polacow,Viviane Ozores; Cordás,Táki Athanássios; Alvarenga,Marle dos Santos
Fonte: Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro Publicador: Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2013 PT
Relevância na Pesquisa
75.98%
OBJETIVO: Caracterizar comportamento de risco para transtornos alimentares (TA) e sua frequência entre adolescentes em uma revisão da literatura nacional e internacional. MÉTODOS: Foi realizada uma busca bibliográfica por meio de uma revisão integrativa nas bases de dados PubMed (US National Library of Medicine)e Lilacs e no portal SciELO,utilizando-se os descritores relacionados à "eating disorder risk behavior". Foram selecionados artigos publicados nos últimos 10 anos, nos idiomas português, espanhol e inglês, e especificamente com adolescentes. Foram avaliados 76 artigos e analisados a nomenclatura e os instrumentos utilizados para avaliar comportamento de risco para TA e sua prevalência. RESULTADOS: Encontrou-se uma série de termos para avaliar risco para TA. A metodologia mais utilizada foi a de questionários e escalas, destacando-se o EAT-26 ou 40 e o BITE, dentre os mais frequentes; a prevalência de risco variou de 0,24% a 58,4%. CONCLUSÃO: Diferentes nomenclaturas e instrumentos são utilizados para avaliar comportamento de risco para TA entre adolescentes, com grande amplitude nos resultados de prevalência. Maior padronização de termos e metodologia de avaliação permitiriam melhor comparação entre estudos epidemiológicos em diferentes localidades.

Influência familiar na anorexia nervosa: em busca das melhores evidências científicas

Valdanha,Élide Dezoti; Scorsolini-Comin,Fabio; Peres,Rodrigo Sanches; Santos,Manoel Antônio dos
Fonte: Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro Publicador: Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2013 PT
Relevância na Pesquisa
76.16%
OBJETIVO: Analisar as evidências científicas sobre a influência do grupo familiar na sintomatologia da anorexia nervosa (AN). MÉTODOS: Revisão sistemática da literatura no período de 2000 a 2012, utilizando as bases PubMed, CINAHL, PsycINFO, Lilacs e os descritores: "transtornos da alimentação", "relações familiares", "relação entre gerações" e "relação mãe-filho". RESULTADOS: Com base nos critérios de inclusão e exclusão, foram selecionadas e analisadas 20 publicações na íntegra. A maior parte dessas publicações focaliza mulheres diagnosticadas com transtornos alimentares (TA) ou com comportamento alimentar de risco, tem delineamento quantitativo e utiliza escalas padronizadas para coleta de dados. Predominou o Nível de Evidência 4, que corresponde a estudos de desenho não experimental, como pesquisa descritiva correlacional e qualitativa, ou estudos de caso. As evidências encontradas indicam que os relacionamentos familiares exercem impacto significativo tanto no desenvolvimento como na manutenção de sintomas de TA. Padrões relacionados à alimentação e ao alimento são transmitidos entre as gerações, bem como aspectos não elaborados do funcionamento psíquico materno. CONCLUSÕES: Os estudos sugerem a necessidade de ampliar o foco da atenção para incluir os familiares no tratamento...

Os transtornos da alimentação sob a ótica dos profissionais de enfermagem

Grando,Lucia Helena; Rolim,Marli Alves
Fonte: Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo Publicador: Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2006 PT
Relevância na Pesquisa
96.17%
OBJETIVOS: identificar as representações sociais da equipe de enfermagem acerca dos transtornos da alimentação. MÉTODOS: pesquisa qualitativa, descritiva, exploratória, na qual foram entrevistados 12 profissionais, cujos relatos foram analisados sob a ótica da representação social. RESULTADOS: os dados foram submetidos à análise de conteúdo, da qual emergiram duas categorias - "A construção do conhecimento" e "Campo das ações/sentimentos" que compreende temas como controle/limite, em que o sofrimento psíquico do trabalhador é mais evidente, principalmente na iminência do suicídio. DISCUSSÃO: as representações sociais dos profissionais mostram-se ancoradas num discurso médico-científico, numa interface com o conhecimento prático da vivência cotidiana. CONCLUSÃO: precisamos atentar para o conteúdo afetivo-simbólico que os indivíduos imprimem nas relações e cuidar de todos os envolvidos nesse processo.

A herança transgeracional nos transtornos alimentares: algumas reflexões

Adami-Lauand,Christiane Baldin; Ribeiro,Rosane Pilot Pessa
Fonte: Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo Publicador: Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2011 PT
Relevância na Pesquisa
76.29%
A alimentação é um objeto de estudo de extrema complexidade que envolve várias áreas do saber científico. O objetivo deste estudo foi compreender o significado e as experiências emocionais da alimentação para as mães com filhas portadoras de transtornos alimentares. Ele baseou-se na pesquisa qualitativa, descritiva e exploratória com a participação de cinco mães de jovens com transtornos alimentares que frequentaram o grupo de apoio psicológico aos familiares do Grupo de Assistência em Transtornos Alimentares do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (GRATA-HCFMRP-USP) em 2008. Como instrumento de coleta de dados foi utilizado um roteiro semiestruturado, sendo as entrevistas audiogravadas e transcritas na íntegra. Com a análise dos resultados, pode-se pensar que as dificuldades das mães referentes à alimentação e aos vínculos construídos a partir da relação com suas próprias mães tenderam a se repetir com as filhas, sugerindo a existência de uma herança que as antecede e atravessou gerações.

Alimentação complementar e desenvolvimento sensório motor oral

Marina Tavares de Araújo, Cláudia; Alves Pontes da Silva, Giselia (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
76.05%
Esta dissertação foi elaborada em forma de dois artigos. O primeiro, caracterizado como artigo de revisão, intitulado Introdução da alimentação complementar e o desenvolvimento sensório motor oral, traz em seu conteúdo aspectos importantes sobre o desenvolvimento motor global e sensório motor oral da criança, com interface na transição alimentar. Este artigo, além de discorrer acerca dos fatores interferentes na formação do hábito alimentar infantil, aponta características do desenvolvimento que podem influenciar nesta formação. O segundo artigo, Alimentação complementar e desenvolvimento sensório motor oral: possíveis implicações, discute os resultados de um estudo exploratório, envolvendo 88 bebês entre cinco e oito meses de vida, que recebiam acompanhamento no Serviço de Puericultura do Instituto Materno Infantil de Pernambuco. Teve o objetivo de analisar em crianças de cinco a oito meses de idade, com dificuldade na transição alimentar, aspectos do desenvolvimento motor global e sensório motor oral. Os dados foram obtidos através de entrevista com as mães ou suas substitutas, seguida de observação da criança, por ocasião da consulta de rotina. Este estudo revelou que 31,8% das mães ou suas substitutas vivenciaram dificuldades em introduzir novos alimentos. Embora observado com maior freqüência alterações no desenvolvimento motor global e sensório motor oral das crianças que apresentaram dificuldade na introdução da alimentação complementar...

Alimentação complementar e desenvolvimento sensório motor oral

Marina Tavares de Araújo, Cláudia; Alves Pontes da Silva, Giselia (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
76.05%
Esta dissertação foi elaborada em forma de dois artigos. O primeiro, caracterizado como artigo de revisão, intitulado Introdução da alimentação complementar e o desenvolvimento sensório motor oral, traz em seu conteúdo aspectos importantes sobre o desenvolvimento motor global e sensório motor oral da criança, com interface na transição alimentar. Este artigo, além de discorrer acerca dos fatores interferentes na formação do hábito alimentar infantil, aponta características do desenvolvimento que podem influenciar nesta formação. O segundo artigo, Alimentação complementar e desenvolvimento sensório motor oral: possíveis implicações, discute os resultados de um estudo exploratório, envolvendo 88 bebês entre cinco e oito meses de vida, que recebiam acompanhamento no Serviço de Puericultura do Instituto Materno Infantil de Pernambuco. Teve o objetivo de analisar em crianças de cinco a oito meses de idade, com dificuldade na transição alimentar, aspectos do desenvolvimento motor global e sensório motor oral. Os dados foram obtidos através de entrevista com as mães ou suas substitutas, seguida de observação da criança, por ocasião da consulta de rotina. Este estudo revelou que 31,8% das mães ou suas substitutas vivenciaram dificuldades em introduzir novos alimentos. Embora observado com maior freqüência alterações no desenvolvimento motor global e sensório motor oral das crianças que apresentaram dificuldade na introdução da alimentação complementar...

Prevalência de sintomas de transtornos alimentares e insatisfação corporal em jovens recifenses

Araújo Bertulino da Silva, Tatiana; Botelho Sougey, Everton (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.24%
Os pacientes com transtornos alimentares possuem como característica o distúrbio da imagem corporal no núcleo de seus sintomas. A auto-avaliação desses indivíduos ocorre rigidamente a partir de seu peso e forma. A insatisfação corporal em conjunto com a preocupação com o peso e a prática de dietas são apontadas como possíveis predisponentes para o desenvolvimento de distúrbios na alimentação. Assim, esse estudo teve como objetivo determinar a prevalência da insatisfação corporal em jovens da cidade de Recife com sintomas de transtornos alimentares. Tratou-se de um estudo transversal, com adolescentes de ambos os sexos de idades entre 10 a 19 anos, estudantes de escolas públicas estaduais de Recife. Os dados foram coletados por questionários auto-aplicáveis: Teste de Atitudes Alimentares-26 e Teste de Investigação Bulímica Edimburgo para sintomas de transtornos e o Body Shape Questionnaire para avaliar a insatisfação corporal, respondidos nas próprias escolas pelos adolescentes. A prevalência de transtornos alimentares foi de 32% de acordo com o Teste de Atitudes Alimentares e de 34,6% (escores médios), 4,9% (escores altos) no Teste de Investigação Bulímica. Em 30,9% dos adolescentes houve insatisfação corporal. As prevalências...

Prevalência de sintomas de transtornos alimentares e insatisfação corporal em jovens recifenses

Silva, Tatiana Araújo Bertulino da; Sougey, Everton Botelho (Orientador); Ximenes, Rosana Christine Cavalcanti (co-orientadora)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Dissertação
BR
Relevância na Pesquisa
66.24%
Os pacientes com transtornos alimentares possuem como característica o distúrbio da imagem corporal no núcleo de seus sintomas. A auto-avaliação desses indivíduos ocorre rigidamente a partir de seu peso e forma. A insatisfação corporal em conjunto com a preocupação com o peso e a prática de dietas são apontadas como possíveis predisponentes para o desenvolvimento de distúrbios na alimentação. Assim, esse estudo teve como objetivo determinar a prevalência da insatisfação corporal em jovens da cidade de Recife com sintomas de transtornos alimentares. Tratou-se de um estudo transversal, com adolescentes de ambos os sexos de idades entre 10 a 19 anos, estudantes de escolas públicas estaduais de Recife. Os dados foram coletados por questionários auto-aplicáveis: Teste de Atitudes Alimentares-26 e Teste de Investigação Bulímica Edimburgo para sintomas de transtornos e o Body Shape Questionnaire para avaliar a insatisfação corporal, respondidos nas próprias escolas pelos adolescentes. A prevalência de transtornos alimentares foi de 32% de acordo com o Teste de Atitudes Alimentares e de 34,6% (escores médios), 4,9% (escores altos) no Teste de Investigação Bulímica. Em 30,9% dos adolescentes houve insatisfação corporal. As prevalências...

Fatores de risco para transtornos do comportamento alimentar em adolescentes estudantes de ballet clássico de Porto Alegre, RS

Corrêa, Rafaela da Silveira
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.16%
Introdução: Os transtornos do comportamento alimentar (TCA) são alvo da atenção dos profissionais da área da saúde, uma vez que estão associados a graus significativos de morbidade e mortalidade. O seu surgimento está geralmente associado à adolescência, pois este período compreende uma fase de alterações estruturais de cunho físico e psicológico, que exigem uma readaptação à nova forma e ao novo peso corporal. A distorção da imagem corporal é um achado freqüente nos TCA, estando associada ao desenvolvimento e a manutenção do quadro patológico. Os TCA possuem causalidade múltipla, e, neste contexto, fatores ambientais também podem contribuir para maior risco para o seu desenvolvimento. Esportes que exigem o baixo peso corporal e utilizam-no como critério para a obtenção de bons resultados em competições, como a ginástica artística, nado sincronizado, corrida e ballet, têm apresentado maiores incidências de TCA e de comportamentos considerados precursores de TCA. Objetivo: medir a prevalência de comportamentos alimentares anormais, distorção da imagem corporal e fatores de risco para desenvolvimento de transtornos do comportamento alimentar em adolescentes do sexo feminino estudantes de ballet clássico na cidade de Porto Alegre...

Predictors of Attitudes toward Cosmetic Surgery among U.S. and Colombian College Women: The Roles of Eating Behaviors and Demographic Variables; Predictivos de las actitudes hacia la cirugía cosmética entre mujeres universitarias colombianas y estadounidenses: los roles de las conductas de alimentación y de las variables demográficas; Preditivos das atitudes em relação à cirurgia cosmética entre mulheres universitárias colombianas e estadunidenses: os papeis das condutas de alimentação e das variáveis demográficas

Carrion, Carmen; Weinberger-Litman, Sarah; Rabin, Laura A; Fogel, Joshua; Fogel, Joshua
Fonte: Universidade do Rosário Publicador: Universidade do Rosário
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em 03/08/2011 SPA
Relevância na Pesquisa
66.14%
Cross-cultural studies on eating behaviors and related constructs can identify cultural and social factors that contribute to eating disorder symptomatology. Eating disorders (EDs) are a major cause for concern in the U.S., and recent studies in Colombia have shown growing rates among their female population. In addition, cosmetic surgery procedures have been increasing rapidly in both the U.S. and Colombia, and preliminary research suggests a positive relation between disordered eating and endorsement of plastic surgery. In samples of college women from Colombia and the U.S., we investigated patterns of association between disordered eating variables and cosmetic surgery acceptance. Our approach utilized separate analyses for various subcomponents of disordered eating (to determine their unique associations with cosmetic surgery acceptance) while adjusting for potentially relevant covariates and examining cross-cultural patterns. Participants were students at an urban, public college in the U.S. (n=163) and an urban, private college in Colombia (n=179). Overall, our findings suggested that participants from Colombia with greater disordered eating were more likely to endorse cosmetic surgery for social reasons, while those from the U.S. were more likely to consider undergoing cosmetic surgery for personal reasons. Differing findings between the two samples may be due to cultural and social factors...

A herança transgeracional nos transtornos alimentares: algumas reflexões; La herencia transgeneracional de los trastornos de la alimentación: algunas reflexiones; Transgenerational inheritance in eating disorders: some reflections; L’héritage transgénérationnel dans les désorde de l’alimentation: quelques réflexions

Adami-Lauand, Christiane Baldin; Ribeiro, Rosane Pilot Pessa
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2011 POR
Relevância na Pesquisa
66.35%
La alimentación es un objeto de estudio extremadamente complejo que involucra varias áreas de la Ciencia. El objetivo de esta investigación fue comprender el significado y las experiencias emocionales de la alimentación para las madres con hijas portadoras de trastornos alimentarios. El marco teórico se basó en la investigación cualitativa, descriptiva y exploratoria. Participaron de este estudio cinco madres de jóvenes con trastornos de la alimentación que concurrían al grupo de apoyo psicológico para familiares del Grupo de Assistência em Transtornos Alimentares do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (GRATA-HCFMRP-USP), durante el año 2008. Como herramienta para la recolección de datos fue utilizada una lista semiestructurada donde las entrevistas fueron grabadas en audio y transcritas fielmente. Del análisis de los datos se podría pensar que las dificultades de las madres en lo referente a la alimentación y a los vínculos construidos como consecuencia de la relación con sus propias madres tienden a repetirse con las hijas, sugiriendo la existencia de un legado que las precede y que atravesó generaciones.; A alimentação é um objeto de estudo de extrema complexidade que envolve várias áreas do saber científico. O objetivo deste estudo foi compreender o significado e as experiências emocionais da alimentação para as mães com filhas portadoras de transtornos alimentares. Ele baseou-se na pesquisa qualitativa...

Rastreamento da frequência de comportamentos sugestivos de transtornos alimentares na Universidade Positivo; Screening of the frequency of behaviors suggestive of eating disorders at Positivo University

Pires, Rafael; Pinto, José; Santos, Guilherme; Santos, Simoney; Zraik, Hicham; Torres, Lucas; Ramos, Moacir
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 19/06/2010 POR
Relevância na Pesquisa
66.27%
Objective: The aim of this report is to trace the frequency of behavior that suggest eating disorders in a group of students of courses which were previously randomly selected among those of Universidade Positivo and compare the prevalence of these disorders between the courses and between men and women, confronting these data with those in worldwide literature. Methods: This is a prevalence study in which the auto- scales of Bite (Bulimia Edimburgh Investigation Test) and EAT-26 (Eating Attitude Test) were applied in 463 university students of biological and health courses in Universidade Positivo, who had been previously selected at random. Results: According to the scale of EAT-26, 23 students (5%) presented possible eating disorder, with a significant predominance of females. Moreover, the auto-scale of BITE indicated that 17 students (4%) had a score compatible with nervous bulimia. It has also been found, according to the BITE-severity scale, that 6 students (1%) had very severe disorder and 33 students (7,3%) had a score that suggested a compromised clinical state. Conclusions: This study shows that the frequency of eating disorders in the population studied, as well as the frequency of inadequate eating behavior, particularly among females...