Página 1 dos resultados de 479 itens digitais encontrados em 0.116 segundos

Transtorno do déficit de atenção com hiperatividade: um caso clínico ou invenção pedagógica?; Disorder of attention deficit with hyperactivity of: a clinical case or an invention pedagogic?

Souza, Warley Carlos de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 13/05/2009 PT
Relevância na Pesquisa
236.23%
O presente trabalho procurou confrontar a produção acadêmica sobre transtorno do déficit de atenção com hiperatividade, e os desdobramentos do laudo, no contexto familiar, escolar e da saúde. Para conhecer melhor os critérios de elaboração dos laudos do transtorno, foram realizadas leituras de prontuários, seguida de entrevista junto aos profissionais responsáveis pela elaboração do diagnóstico. No contexto escolar, a pesquisa se desenvolveu tendo como base primeiramente a observação dos alunos diagnosticados com o transtorno. Tal observação foi seguida de entrevista junto aos professores que atuavam diretamente com os alunos. Junto às famílias, a pesquisa se desenvolveu por meio de entrevista com os responsáveis juridicamente pelas crianças. O objeto de nosso estudo foi o atendimento que as crianças diagnosticadas com o transtorno do déficit de atenção recebem nos segmentos mencionados, ou seja, a família, a saúde e a educação. Dessa forma, a pesquisa incide no atendimento que é destinado a essa criança. No contexto educacional, com o intuito de perceber se o princípio de educação para todos é assegurado de fato, para tanto, quais ações são realizadas no interior das unidades de ensino a fim de assegurar tal princípio. No contexto da saúde...

Crianças com transtorno do déficit de atenção e hiperatividade: um olhar sobre o cuidador primário; Children with attention deficit hyperactivity disorder: a look over primary caregivers

Faria, Ana Maria Del Bianco
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/08/2011 PT
Relevância na Pesquisa
196.16%
O Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH), atualmente, é uma das desordens neuropsicobiológicas mais frequentemente diagnosticadas na infância. A presença de uma criança com tal transtorno afeta a dinâmica familiar, com aumento de perturbações na família, em especial no cuidador primário. O presente estudo tem por objetivo avaliar o estresse, a depressão, a qualidade de vida, a auto-percepção de estresse e de fatores estressantes em cuidadores primários de crianças com diagnóstico de TDAH, bem como investigar suas vivências emocionais no convívio com a criança. Para tanto, participaram do estudo 40 cuidadores primários de crianças com idades entre 6 e 12 anos, divididos em dois grupos que foram comparados: G1 - Grupo clínico - 20 cuidadores primários de crianças diagnosticadas com TDAH, em tratamento no serviço público de saúde, sem uso de medicação; G2 - Grupo de comparação - 20 cuidadores primários de crianças, sem histórico de doença ou atendimento psicológico, psiquiátrico ou neurológico. Os instrumentos utilizados foram: Questionário de Capacidades e Dificuldades (SDQ), Inventário de Sintomas de Stress para Adultos de Lipp (ISSL), Escala de Qualidade de Vida- versão abreviada (WHOQOL-Bref)...

Dificuldades aritméticas em indivíduos com transtorno do déficit de atenção/hiperatividade: avaliação clínica e por neuroimagem funcional; Arithmetic difficulties in children with attention deficit hyperactivity disorder: clinical evaluation and functional neuroimaging

Rezende, Angelo Raphael Tolentino de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/10/2013 PT
Relevância na Pesquisa
196.12%
Objetivo. Avaliar a função aritmética em crianças com Transtorno do Déficit de Atenção / Hiperatividade (TDAH) e determinar se o tratamento com psicoestimulante afeta seu desempenho (braço clínico), além de verificar o padrão de ativação neural em um subgrupo desta amostra durante tarefas de cálculos aritméticos (braço neuroimagem). Métodos. Quarenta e duas crianças (de 9 a 12 anos) participaram do braço clínico: 20 com TDAH segundo os critérios do DSM-IV e 22 controles. Estas crianças foram classificados com ou sem dificuldades aritméticas com base em seu desempenho em três testes aritméticos utilizados no Brasil. Todos os participantes do braço clínico foram avaliados em dois momentos: tempo 1 e no tempo 2 quando as crianças com TDAH estavam em uso de metilfenidato (MTF) a uma dose de 0,3-0,5 mg/kg. Foi avaliado o desempenho global em aritmética e, especificamente, exploramos a subtração nos dois tempos. Foram também estudadas 10 crianças com TDAH (seis das quais participaram do braço clínico) que participaram com uso de metilfenidato e 10 crianças saudáveis (oito das quais participaram do braço clínico) que realizaram exame de ressonância magnética funcional (RMf) em duas tarefas (cálculos exatos e aproximados ) utilizando paradigma com desenho em bloco em aparelho de 3.0 Teslas. Resultados. O grupo TDAH...

Controle das emoções de crianças com transtorno do déficit de atenção e hiperatividade e validação do instrumento Expression and Emotion Scale for Children para o português; Management of emotions of children with attention deficit and hyperactivity disorder and validation of Expression and Emotion Scale for Children instrument for the Portuguese

Simon, Margarete Andreozzi Vaz Pereira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 02/03/2015 PT
Relevância na Pesquisa
206.18%
INTRODUÇÃO: O Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) é um transtorno neurocomportamental caracterizado pela combinação de déficit de atenção, hiperatividade e impulsividade. Acarreta prejuízos à relação familiar, escolar e ao convívio social devido à impulsividade emocional aumentada e ausência de controle das em consequência do desenvolvimento cerebral tardio. OBJETIVO GERAL: Validar e traduzir para a língua portuguesa o instrumento Expression and Emotion Scale of Children - EESC. ESPECÍFICO: Avaliar a expressão emocional (EE) pelos pacientes com TDAH. MÉTODO: Aplicou-se a técnica Probe e testes psicométricos à validação. A avaliação da EE dos pacientes com TDAH, uma amostra de 126 sujeitos foi dividida em grupos quanto à comorbidade, idade e gênero. RESULTADOS: Diante da técnica Probe obteve-se 96,9% de compreensão à versão final traduzida e adaptada para o português. Cronbach alfa = 0,7597, CIC 0,66 e a acurácia 71%. Quando comparado amostra com TDAH e Controle, houve significância na EE favorável a amostra Controle. Não houve significância entre a amostra com TDAH com e sem comorbidade, em tratamento, e a mesma quanto ao gênero, na EE. Em relação à idade, a amostra de pacientes com TDAH obteve significância na mudança na EE favorável ao Controle...

Função motora fina, sensorial e perceptiva de escolares com transtorno do déficit de atenção com hiperatividade

Okuda, Paola Matiko Martins; Pinheiro, Fábio Henrique; Germano, Giseli Donadon; Padula, Niura Aparecida de Moura Ribeiro; Lourencetti, Maria Dalva; Santos, Lara Cristina Antunes dos; Capellini, Simone Aparecida
Fonte: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 351-357
POR
Relevância na Pesquisa
236.22%
OBJETIVO: Caracterizar e comparar as funções motoras fina, sensorial e perceptiva de escolares com Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) e escolares com bom desempenho escolar sem alterações de comportamento. MÉTODOS: Participaram 22 escolares do ensino fundamental, de gênero masculino, distribuídos em: GI - 11 escolares com Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade; e GII - 11 escolares com bom desempenho acadêmico e sem alterações de comportamento. Os escolares foram submetidos à aplicação do Protocolo de Avaliação da Função Motora Fina, Sensorial e Perceptiva e da Escala de Disgrafia. RESULTADOS: Houve diferença nas tarefas de função motora fina, função sensorial e função perceptiva entre o GI e o GII, com desempenho inferior do GI. Todos os escolares de GI apresentaram disgrafia. CONCLUSÃO: Escolares com Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade apresentam desempenho inferior aos escolares com bom desempenho acadêmico em relação às funções motoras fina, sensorial e perceptiva. Tais dificuldades podem causar impacto significativo sobre o desempenho acadêmico, uma vez que comprometem o desenvolvimento da linguagem escrita, ocasionando disgrafia nesses escolares.; PURPOSE: To characterize and compare the fine motor...

Potencial cognitivo em criancas com transtorno do deficit de atencao com hiperatividade

Romero, Ana Carla Leite; Capellini, Simone Aparecida; Frizzo, Ana Cláudia Figueiredo
Fonte: Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cervicofacial Publicador: Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cervicofacial
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 609-615
POR
Relevância na Pesquisa
226.11%
A literatura tem descrito comorbidades entre os sintomas das crianças com Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) e as alterações de processamento auditivo e tais sintomas têm sido negligenciados na avaliação e, consequentemente, na reabilitação desses indivíduos.OBJETIVO:Comparar os achados do potencial evocado auditivo de longa latência em crianças com e sem TDAH. MÉTODO:Este estudo é de coorte histórica com corte transversal do tipo caso-controle, no qual participaram 30 crianças, com e sem TDAH na faixa etária de 8 a 12 anos. Foi realizado o potencial evocado auditivo de longa latência em duas varreduras, por meio de tarefas passivas diferindo quanto frequência e duração (MMNf e MMNd) e ativas (P300f e P300d). RESULTADOS:Na comparação entre o desempenho das crianças com e sem TDAH no teste de avaliação eletrofisiológica da audição foram observadas diferenças ao nível de significância para a amplitude de P2 da OE, que foi maior para o grupo com TDAH, e para a amplitude e latência de N2, que se mostraram alteradas no grupo com TDAH. CONCLUSÃO:O presente estudo possibilitou maior conhecimento da via auditiva central das crianças com e sem TDAH quando avaliadas a partir de testes eletrofisiológicos.; The literature has described comorbidities among the symptoms of children with Attention Deficit and Hyperactivity Disorder (ADHD) and the auditory processing changes...

Percepção viso-motora de escolares com Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade

Germano, Giseli Donadon; Pinheiro, Fábio Henrique; Okuda, Paola Matiko Martins; Capellini, Simone Aparecida
Fonte: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 337-341
POR
Relevância na Pesquisa
226.12%
PURPOSE: The aim of this study was to characterize and to compare the visual-motor perception of students with Attention Deficit with Hyperactivity Disorder (ADHD) with students with good academic performance. METHODS: Forty students from 2nd to 5th grades of an elementary public school, male gender (100%), aged between 7 and 10 years and 8 months old participated, divided into: GI (20 students with ADHD) and GII (20 students with good academic performance), paired according to age, schooling and gender with GI. The students were submitted to Developmental Test of Visual Perception (DTVP-2). RESULTS: The students of GI presented low performance in spatial position and visual closure (reduced motor) and inferior age equivalent in reduced motor perception, when compared to GII. CONCLUSION: The difficulties in visual-motor perception presented by students of GI cannot be attributed to a primary deficit, but to a secondary phenomenon of inattention that interferes directly in their visual-motor performance.; OBJETIVO: Caracterizar e comparar as habilidades de percepção viso-motoras de escolares com Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) com escolares com bom desempenho acadêmico. MÉTODOS: Participaram deste estudo 40 escolares na faixa etária de 7 anos a 10 anos e 8 meses...

Avaliação da memória de trabalho auditiva e visual em crianças com transtorno do déficit de atenção e hiperatividade; Evaluation of verbal and visual working memory in children with attention deficit/hyperactivity disorder

Tais de Lima Ferreira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/07/2011 PT
Relevância na Pesquisa
216.12%
O objetivo geral deste estudo foi avaliar os componentes da memória de trabalho para material auditivo e visual em crianças com o diagnóstico de Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH). Os objetivos específicos foram: comparar o desempenho das crianças com TDAH com o de crianças sem dificuldades de aprendizagem na prova de memória de trabalho, relacionar os dados na prova de memória de trabalho com as crianças com TDAH e com as crianças sem dificuldades de aprendizagem e atencional. Participaram deste estudo 60 crianças de ambos os sexos, freqüentadoras do ensino fundamental, as quais foram subdivididas em dois grupos, sendo grupo experimental (GE) composto por 30 crianças com TDAH e grupo controle (GC) composto por 30 crianças sem alterações no processo de aprendizagem e atencional. As crianças de ambos os grupos foram submetidas à avaliação fonoaudiológica e à aplicação do Protocolo de Memória de Trabalho. Os resultados evidenciaram desempenho aquém do esperado do GE em relação ao GC na avaliação fonoaudiológica e na avaliação da memória de trabalho, melhor desempenho em memória de trabalho auditiva pelo GE, melhor desempenho em memória de trabalho visual pelo GC. O desempenho dos dois grupos sofreu interferência dos efeitos de similaridade fonológica e semântica...

Transtorno do déficit de atenção e hiperatividade: proposta de avaliação neuropsicológica para diagnóstico

Amaral,Ana Helena do; Guerreiro,Marilisa M.
Fonte: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO Publicador: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2001 PT
Relevância na Pesquisa
206.07%
O Transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDA/H) é caracterizado por padrão persistente de desatenção e/ou hiperatividade/impulsividade. O objetivo desta pesquisa foi propor uma bateria de avaliação neuropsicológica e analisar a precisão individual dos testes utilizados. O material compreendeu 10 crianças com TDA/H e 10 crianças sem queixas na faixa etária de 7 a 11 anos. Os critérios de inclusão foram: comportamentos típicos de TDA/H; diagnóstico positivo para TDA/H pelo DSM-IV; nível intelectual dentro da média ou superior; exame neurológico tradicional normal e autorização dos pais. Utilizou-se completa bateria neuropsicológica. Os resultados mostraram que as crianças com TDA/H apresentaram desempenho inferior em todos os testes. O item erros do WCST mostrou diferença estatística levemente significativa entre os grupos, sendo pior no grupo-caso. Concluímos que a bateria neuropsicológica contribuiu de maneira objetiva para o diagnóstico de TDA/H, apesar de não ter atingido níveis estatisticamente significativos na maioria dos testes.

Prevalência do transtorno do déficit de atenção e hiperatividade e suas comorbidades em uma amostra de escolares

Pastura,Giuseppe; Mattos,Paulo; Araújo,Alexandra Prufer de Queiroz Campos
Fonte: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO Publicador: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2007 PT
Relevância na Pesquisa
206.1%
O transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) é comum em crianças na idade escolar e freqüentemente apresenta-se em comorbidade com outros distúrbios psiquiátricos. No Brasil, há escassez de estudos em amostras não-clínicas. OBJETIVO: Calcular a prevalência deste transtorno e suas comorbidades numa amostra de escolares. MÉTODO: Estudo observacional analítico seccional realizado numa amostra de escolares do Colégio de Aplicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Utilizou-se questionário de triagem seguido por entrevista clínica estruturada com os pais de crianças suspeitas de serem portadores do transtorno. RESULTADOS: A prevalência encontrada para o TDAH foi 8,6%. As comorbidades deste transtorno se mostraram presentes em 58% dos casos, sendo transtorno opositivo-desafiador, encontrado em 38,5% dos casos, o mais prevalente. CONCLUSÃO: A prevalência do TDAH e suas comorbidades na amostra estudada é semelhante àquela observada na literatura internacional.

Atualização sobre comorbidade entre transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) e transtornos invasivos do desenvolvimento (TID)

Segenreich,Daniel; Mattos,Paulo
Fonte: Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2007 PT
Relevância na Pesquisa
196.16%
CONTEXTO: Atualmente, a comorbidade transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) e transtornos invasivos do desenvolvimento (TID) não pode ser estabelecida por meio dos critérios da DSM-IV. Entretanto, diversos pesquisadores questionam esta impossibilidade descrevendo quadros clínicos de pacientes que apresentam características de ambos os transtornos. Esta revisão busca estes achados e propõe uma reflexão sobre o assunto. OBJETIVO: Revisar, de modo seletivo, estudos mais significativos da literatura para compilar uma atualização sobre a comorbidade transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) e transtornos invasivos do desenvolvimento (TID). MÉTODO: Por meio de busca no sistema Medline, selecionaram-se todos os artigos em inglês, publicados entre 2000 e 2005, sobre sintomas de TDAH em pacientes com TID, sintomas autistas em pacientes com TDAH e duplo diagnóstico TDAH/TID, utilizando-se os termos "ADHD", "pervasive", "autism", "ADD", "Asperger" e "PDD". RESULTADOS: Encontraram-se 10 artigos que atendiam aos critérios. Embora haja poucos estudos com amostras pequenas, diferentes autores identificaram um subgrupo distinto de pacientes com TID e maior freqüência e gravidade de sintomas de desatenção e hiperatividade...

Transtornos alimentares comórbidos em uma amostra clínica de adultos com transtorno do déficit de atenção com hiperatividade

Mattos,Paulo; Saboya,Eloisa; Ayrão,Vanessa; Segenreich,Daniel; Duchesne,Monica; Coutinho,Gabriel
Fonte: Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP Publicador: Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2004 PT
Relevância na Pesquisa
206.26%
A comorbidade de transtornos alimentares (TA) com o transtorno do déficit de atenção com hiperatividade (TDAH) é pouco investigada, apesar de relevante para o tratamento clínico. MÉTODOS: 86 adultos com transtorno do déficit de atenção com hipeartividade segundo o DSM-IV de uma amostra inicial de 107 indivíduos auto-referidos para um centro especializado em TDAH foram entrevistados com o SCID-P para avaliar a presença de transtornos alimentares e outros transtornos comórbidos. RESULTADOS: Nove pacientes apresentavam transtornos alimentares, sendo o transtorno da compulsão alimentar periódica (TCAP) o diagnóstico mais comum. O grupo com transtornos alimentares revelou maior número de comorbidades (p=0,02), não foram observadas, entretanto, diferenças quanto ao sexo, idade na avaliação atual, escolaridade e tipo de transtorno do déficit de atenção com hiperatividade entre os grupos. CONCLUSÃO: Amostras clínicas de transtorno do déficit de atenção com hiperatividade podem apresentar elevada prevalência de comorbidade com transtorno da compulsão alimentar periódica. Pacientes com transtorno do déficit de atenção com hiperatividade e transtornos alimentares podem apresentar um perfil diferente de comorbidades.

Desempenho de escolares bons leitores, com dislexia e com transtorno do déficit de atenção e hiperatividade em nomeação automática rápida

Capellini,Simone Aparecida; Ferreira,Tais de Lima; Salgado,Cíntia Alves; Ciasca,Sylvia Maria
Fonte: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2007 PT
Relevância na Pesquisa
196.25%
OBJETIVOS: Caracterizar o desempenho de escolares com transtorno do déficit de atenção e hiperatividade e com dislexia em nomeação automática rápida e comparar o desempenho destes escolares com aqueles que lêem conforme o esperado para idade e escolaridade. MÉTODOS: Participaram deste estudo 30 escolares na faixa etária de oito a 12 anos de idade de 2ª a 4ª séries do ensino público fundamental, divididos em três grupos de 10 escolares, sendo um grupo de escolares com transtorno do déficit de atenção e hiperatividade, um grupo de escolares com dislexia e um grupo de escolares com bom desempenho escolar. RESULTADOS: Os resultados revelaram diferenças estatisticamente significantes, evidenciando desempenho superior do grupo controle em relação ao grupo de escolares com transtorno do déficit de atenção e hiperatividade e ao grupo de escolares com dislexia nos subtestes de cores, dígitos, letras e objetos; e desempenho superior dos escolares do grupo com transtorno do déficit de atenção em relação ao grupo de escolares com dislexia em nomeação automática rápida. CONCLUSÃO: O presente estudo demonstrou que os escolares que lêem conforme o esperado para idade e escolaridade apresentaram melhor desempenho em relação ao grupo de escolares com transtorno do déficit de atenção e hiperatividade e o grupo com dislexia...

Função motora fina, sensorial e perceptiva de escolares com transtorno do déficit de atenção com hiperatividade

Okuda,Paola Matiko Martins; Pinheiro,Fábio Henrique; Germano,Giseli Donadon; Padula,Niura Aparecida de Moura Ribeiro; Lourencetti,Maria Dalva; Santos,Lara Cristina Antunes dos; Capellini,Simone Aparecida
Fonte: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2011 PT
Relevância na Pesquisa
236.2%
OBJETIVO: Caracterizar e comparar as funções motoras fina, sensorial e perceptiva de escolares com Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) e escolares com bom desempenho escolar sem alterações de comportamento. MÉTODOS: Participaram 22 escolares do ensino fundamental, de gênero masculino, distribuídos em: GI - 11 escolares com Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade; e GII - 11 escolares com bom desempenho acadêmico e sem alterações de comportamento. Os escolares foram submetidos à aplicação do Protocolo de Avaliação da Função Motora Fina, Sensorial e Perceptiva e da Escala de Disgrafia. RESULTADOS: Houve diferença nas tarefas de função motora fina, função sensorial e função perceptiva entre o GI e o GII, com desempenho inferior do GI. Todos os escolares de GI apresentaram disgrafia. CONCLUSÃO: Escolares com Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade apresentam desempenho inferior aos escolares com bom desempenho acadêmico em relação às funções motoras fina, sensorial e perceptiva. Tais dificuldades podem causar impacto significativo sobre o desempenho acadêmico, uma vez que comprometem o desenvolvimento da linguagem escrita, ocasionando disgrafia nesses escolares.

Percepção viso-motora de escolares com Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade

Germano,Giseli Donadon; Pinheiro,Fábio Henrique; Okuda,Paola Matiko Martins; Capellini,Simone Aparecida
Fonte: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2013 PT
Relevância na Pesquisa
226.1%
OBJETIVO: Caracterizar e comparar as habilidades de percepção viso-motoras de escolares com Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) com escolares com bom desempenho acadêmico. MÉTODOS: Participaram deste estudo 40 escolares na faixa etária de 7 anos a 10 anos e 8 meses, do 2º ao 5º ano do Ensino Fundamental de escolas públicas, divididos em GI (20 escolares com diagnóstico interdisciplinar de TDAH) do gênero masculino (100%) e GII (20 escolares com bom desempenho escolar), pareados com o GI em idade, escolaridade e gênero. Os escolares foram submetidos ao Teste Evolutivo de Percepção Visual (DTVP-2). RESULTADOS: Os escolares de GI apresentaram desempenho inferior na função de posição no espaço e closura visual (motricidade reduzida) e equivalente de idade inferior para percepção de motricidade reduzida em relação ao GII. CONCLUSÃO: As dificuldades em percepção viso-motora apresentadas pelos escolares de GI podem ser atribuídas não a um déficit primário, mas a um fenômeno secundário à desatenção que interfere de forma direta em seu desempenho de percepção viso-motora.

Sinais comportamentais dos Transtornos do Déficit de Atenção com Hiperatividade e do Processamento Auditivo: a impressão de profissionais brasileiros

Pereira,Valéria Reis do Canto; Santos,Teresa Maria Momensohn; Feitosa,Maria Angela Guimarães
Fonte: Academia Brasileira de Audiologia Publicador: Academia Brasileira de Audiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2013 PT
Relevância na Pesquisa
226.14%
OBJETIVO: Caracterizar os sinais comportamentais do Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) e do Transtorno do Processamento Auditivo (TPA), segundo a visão de profissionais que atuam no diagnóstico e intervenção relacionados a estes transtornos no Brasil. MÉTODOS: Participaram 42 profissionais (médicos, fonoaudiólogos, psicólogos e pedagogos). Todos responderam a um questionário contendo 58 sinais comportamentais de TDAH e TPA. Cada participante foi orientado a classificar os comportamentos de acordo com a frequência de ocorrência, elencando-os em categorias de 1 (nunca) a 5 (sempre). Os valores da média geral deste estudo foram comparados aos valores da média apresentados em estudo norte americano similar. RESULTADOS: Verificou-se que alguns sinais comportamentais foram mais citados do que outros em ambos os transtornos. No TDAH os sinais comportamentais mais evidentes foram: dificuldade em brincar silenciosamente, distraído, desorganizado, desatento, hiperativo, irrequieto, muda de um trabalho incompleto para o outro, pouco autocontrole, falta de persistência e apressado ou impulsivo. No TPA os sinais comportamentais mais evidentes foram: déficit na atenção auditiva dividida, déficit na atenção auditiva seletiva...

Processamento fonológico, leitura e escrita em crianças com dislexia do desenvolvimento e crianças com transtorno do déficit de atenção e hiperatividade; Phonological processing, reading, writing in children with developmental dyslexia and children with attention déficit hyperactivity disorder

Tais de Lima Ferreira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 30/07/2015 PT
Relevância na Pesquisa
216.29%
O objetivo geral deste estudo foi verificar o processamento fonológico, leitura e escrita em crianças com dislexia do desenvolvimento e em crianças com transtorno do déficit de atenção e hiperatividade. O objetivo específico foi comparar o desempenho de processamento fonológico, leitura, escrita entre a dislexia do desenvolvimento e o transtorno do déficit de atenção e hiperatividade e levantar quais os aspectos diferenciam os sujeitos entre si. Participaram 51 crianças, de ambos os gêneros, com idades entre 8 e 14 anos, divididas em três grupos: GDD ¿ 17 crianças com o diagnóstico de Dislexia do Desenvolvimento; GTH ¿ 17 crianças com o diagnóstico de Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade; GC ¿ 17 crianças sem dificuldades de aprendizagem ou atencionais. As crianças de GDD e GTH foram avaliadas no Ambulatório de Neuro-Dificuldades de Aprendizagem do Hospital de Clínicas/UNICAMP e as crianças do GC foram avaliadas em duas escolas públicas na cidade de São Carlos (SP). Foram realizadas avaliações individuais utilizando os instrumentos: Instrumento de Avaliação Sequencial (CONFIAS), Prova de Nomeação Automática Rápida (RAN), Protocolo de Avaliação de Memória de Trabalho (PMT), Prova de Nível de Leitura...

Estudo exploratório do perfil neuropsicológico de adolescentes com TDAH por meio do método de Rorschach; Estudo exploratório do perfil neuropsicológico de adolescentes com transtorno do éficit de atenção com hiperatividade por meio do método de Rorschach

Duarte, Enildo Jorge
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
206.11%
O presente estudo intentou investigar as variáveis do Rorschach que se relacionam com Transtorno do Déficit de atenção e hiperatividade na adolescência. Se trata de uma pesquisa comparativa mista, onde foram utilizados como instrumentos Inventário Beck para depressão, entrevistas semiestruturadas, questionários e Método de Rorschach.. A população analisada constituiu-se de adolescentes estudantes do Centro de ensino médio 3 da cidade Taguatinga, com idades entre 13 e 16 anos. O número total de participantes foi 10 de ambos os sexos, divididos em dois grupos de 5: um experimental que foi chamado de grupo I constituído por portadores de TDAH e um grupo controle (grupo II) sem quaisquer tipo de transtorno. Foram realizadas entrevistas com os adolescentes, consulta de prontuários escolares, entrevista e aplicação de questionário nos pais. Após a coleta de informações os dados foram tabulados e analisados de acordo com Sistema compreensivo de Exner. Na conclusão do estudo foi possível identificar que nem todos os índices do Rorschach trazidos pela literatura como alterados por conta do TDAH na infância assim permanecem na adolescência. De uma maneira geral foram verificadas neste estudo dificuldades no controle e modulação de aspectos afetivos-emocionais...

Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade sob a perspectiva dos pais e psicólogos.

Cremasco, Cintia Oliveira
Fonte: Centro Universitário de Brasília Publicador: Centro Universitário de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
PT_BR
Relevância na Pesquisa
196.1%
Esse trabalho propõe uma investigação nos processos de diagnóstico para crianças consideradas portadoras do Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH), na visão dos pais sobre o processo e na visão de psicólogas que desenvolvem trabalho com pais que tem filhos diagnosticados com este transtorno. A metodologia utilizada foi qualitativa, conversação dialógica. As conversações foram realizadas individualmente com cada participante em ambiente conveniente ao mesmo. Após, foram formuladas categorias analíticas para a análise, as categorias foram: escola, família, diagnóstico e rotulação, medicalização e nova geração. Discute-se sobre a consequência de um diagnóstico como esse na vida do indivíduo, o que inclui rotulação, medicação, preconceitos, formação do profissional de educação entre outras consequências podendo elas serem benéficas ou não para o sujeito. Concluiu-se que muitas vezes a rotulação desse transtorno, que gera uma medicalização como parte do tratamento, pode em muitos casos, prejudicar o indivíduo e mascarar o real desafio, seja ele presente na família, na escola ou em outros ambientes. Propõe-se pensar em outras formas de organização do sujeito...

Atualização sobre comorbidade entre transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) e transtornos invasivos do desenvolvimento (TID); Update on the comorbidity of attention-deficit/hyperactivity disorder (ADHD) and pervasive developmental disorder (PDD)

Segenreich, Daniel; Mattos, Paulo
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Instituto de Psiquiatria Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Instituto de Psiquiatria
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2007 POR
Relevância na Pesquisa
196.19%
CONTEXTO: Atualmente, a comorbidade transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) e transtornos invasivos do desenvolvimento (TID) não pode ser estabelecida por meio dos critérios da DSM-IV. Entretanto, diversos pesquisadores questionam esta impossibilidade descrevendo quadros clínicos de pacientes que apresentam características de ambos os transtornos. Esta revisão busca estes achados e propõe uma reflexão sobre o assunto. OBJETIVO: Revisar, de modo seletivo, estudos mais significativos da literatura para compilar uma atualização sobre a comorbidade transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) e transtornos invasivos do desenvolvimento (TID). MÉTODO: Por meio de busca no sistema Medline, selecionaram-se todos os artigos em inglês, publicados entre 2000 e 2005, sobre sintomas de TDAH em pacientes com TID, sintomas autistas em pacientes com TDAH e duplo diagnóstico TDAH/TID, utilizando-se os termos "ADHD", "pervasive", "autism", "ADD", "Asperger" e "PDD". RESULTADOS: Encontraram-se 10 artigos que atendiam aos critérios. Embora haja poucos estudos com amostras pequenas, diferentes autores identificaram um subgrupo distinto de pacientes com TID e maior freqüência e gravidade de sintomas de desatenção e hiperatividade...