Página 1 dos resultados de 541 itens digitais encontrados em 0.020 segundos

Avaliação da memória de trabalho em crianças com transtorno do déficit de atenção e hiperatividade; Assessment of working memory in children with attention deficit hyperactivity disorder; Évaluation de la mémoire de travail dans des enfants avec bouleversement du déficit d’attention et hiperatividade; Evaluación de la memoria de trabajo en niños con transtorno de déficit de atención e hiperctividad

MESSINA, Lucinete de Freitas; TIEDEMANN, Klaus Bruno
Fonte: Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo Publicador: Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
116.26%
Esse projeto investigou as habilidades cognitivas da Memória de Trabalho de crianças e adolescentes com o “Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade” (TDAH). Foi aplicado teste TIHC - Teste Infantil de Habilidades Cognitivas informatizado, avaliando principalmente cinco habilidades cognitivas Raciocínio Indutivas (RI), Memória de Armazenamento Auditiva (MAA) e Visual e Memória de Trabalho Auditiva (MTA) e Visual (MTV) usando o modelo de Cattell-Horn-Carroll. O teste foi aplicado em 62 sujeitos sendo 32 com TDAH do Hospital das Clínicas-SEPIA-USP e 30 sujeitos controle “normal” do Ensino Fundamental da rede municipal de 1ª à 8ª séries com idades entre 7 e 15 anos, de ambos os sexos. As análises executadas indicaram a existência de diferenças em diversos aspectos relacionados à memória nos tipos peculiares de crianças com TDAH. Verificou-se que as crianças com TDAH obtiveram bom desempenho nas provas de memória visual em detrimento as provas de memória auditiva. A correlação dos resultados do TIHC verificara que o tempo de reação da prova de memória de armazenamento visual manteve uma correlação significativa com a prova de cálculo.; This research investigated the cognitive abilities and the Working Memory in children and youngsters with Attention-Deficit/Hyperactivity Disorder (ADHD). The results of a computerized test called Infant Cognitive Abilities Test (TIHC)...

Desenvolvimento psicológico e transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH): a construção do pensamento operatório; Psychological development and Attention Deficit Hyperactitity Disorder (ADHD): the construction of operational thinking

Folquitto, Camila Tarif Ferreira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/03/2009 PT
Relevância na Pesquisa
116.24%
O Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) é um dos transtornos de maior prevalência na infância e adolescência. Pesquisas recentes demonstram que, ao menos do ponto de vista cognitivo, existem diferenças importantes no desenvolvimento de crianças com TDAH quando comparadas com crianças sem qualquer diagnóstico psiquiátrico. O presente trabalho pretende contribuir para o campo de pesquisa sobre o TDAH, buscando uma compreensão mais dinâmica deste transtorno, ultrapassando o nível descritivo dos sintomas, incorporando aspectos da Psicologia do Desenvolvimento. Acreditamos que a teoria de Piaget acerca do desenvolvimento psicológico, do processo de transição do estágio pré-operatório para o estágio operatório concreto de desenvolvimento, é um subsídio teórico importante para a compreensão deste transtorno, em especial a construção operatória da noção de tempo. A hipótese geral foi a de que crianças com TDAH apresentariam déficits no desenvolvimento de noções operatórias, como a conservação, reversibilidade e apreensão temporal. Foram entrevistadas 62 crianças, com idades entre 6 a 12 anos, subdividas em dois grupos: uma amostra clínica de crianças diagnosticadas com TDAH (n=32)...

Transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) dignosticado na infância: a narrativa do adulto e as contribuições da psicanálise; Attention Deficit Hyperactivity Disorder (ADHD) diagnosed in childhood: the narrative of the adult and the contributions of psychoanalysis

De Luccia, Danna Paes de Barros
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 13/06/2014 PT
Relevância na Pesquisa
116.24%
Trata-se de um trabalho que apresenta elaborações teóricas e pesquisa de campo, na modalidade de pesquisa qualitativa, e que teve como objetivo investigar os sentidos e significados atribuídos ao diagnóstico de Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) por adultos clinicamente avaliados como portadores do transtorno na infância. Utilizou-se na pesquisa de campo o instrumento de entrevistas semi-dirigidas, ao qual se buscou engajar o espectro da história oral como suporte para esse instrumental. A condução das entrevistas e posterior análise dos resultados foram psicanaliticamente orientadas através do referencial teórico freud-lacaniano. Com o estudo teórico e a revisão da literatura, analisamos as configurações psíquicas que tais fenômenos, como o TDAH, suscitam e seus efeitos no estabelecimento do laço social. Constatou-se, também, que os modos de organização da vida social na atualidade, evidenciam determinadas formas de pensar e agir, dentre as quais se incluem fenômenos como a desatenção, a hiperatividade e a impulsividade. Na pesquisa de campo, dispôs-se um espaço de encontro com os entrevistados, convocando-os a falar sobre o conjunto de sintomas agenciado pelo transtorno, destacando-se suas implicações nos âmbitos da vida familiar...

Desempenho de escolares com transtorno de déficit de atenção e hiperatividade em tarefas metalinguisticas e de leitura

Cunha, Vera Lúcia Orlandi; Silva, Cláudia da; Lourencetti, Maria Dalva; Padula, Niura Aparecida de Moura Ribeiro; Capellini, Simone Aparecida
Fonte: CEFAC Saúde e Educação Publicador: CEFAC Saúde e Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 40-50
POR
Relevância na Pesquisa
116.3%
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); OBJETIVOS: comparar e caracterizar o desempenho de escolares com Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) em tarefas metalinguísticas e de leitura com escolares sem queixa de transtornos comportamentais e/ou de aprendizagem. MÉTODO: participaram vinte escolares do 4º ao 8º ano do ensino fundamental, sendo catorze escolares do sexo masculino e seis do sexo feminino, na faixa etária de 9 a 13 anos. Os escolares foram divididos em dois grupos, sendo o GI composto por dez escolares com diagnóstico interdisciplinar de TDAH e o GII composto por dez escolares sem queixa de transtornos comportamentais e/ou de aprendizagem, pareados com os escolares do GI de acordo com a idade e o nível escolar. Foi utilizado como procedimento a aplicação de protocolo com provas de habilidades metalinguísticas e de leitura de palavras reais e pseudopalavras. RESULTADOS: houve diferença estatisticamente significante entre os grupos nas tarefas de manipulação silábica e fonêmica, como também nas provas de leitura de palavras reais referentes à leitura de palavras regulares e palavras irregulares...

Papel dos receptores da adenosina em um modelo animal do transtorno de déficit de atenção e hiperatividade

Pandolfo, Pablo
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 139 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
116.2%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Farmacologia, Florianópolis, 2010; O transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) é uma das doenças psiquiátricas mais prevalentes na infância, afetando aproximadamente 5% das crianças em idade escolar. O TDAH está caracterizado pelos sintomas de desatenção, hiperatividade e impulsividade, os quais parecem resultar de desequilíbrios dopaminérgicos nos circuitos do estriado (EST) e córtex pré-frontal (CPF). Além disso, a associação entre o TDAH e o abuso de drogas na adolescência e idade adulta está bem estabelecida. Notavelmente, a maconha (Cannabis sativa) é a droga ilícita mais usada em indivíduos com TDAH. O metilfenidato (MFD) é um psicoestimulante utilizado como tratamento de escolha no TDAH, podendo causar conseqüências duradouras no desenvolvimento neurobiológico e aumentar o risco para o abuso de drogas. Os ratos espontaneamente hipertensos (SHR) são considerados como um modelo genético adequado para o estudo do TDAH, uma vez que esta linhagem apresenta características comportamentais e neuroquímicas observadas no transtorno. Visto que as interações entre dopamina e adenosina no sistema nervoso central (SNC) têm sido amplamente estudadas...

“SAPECA”, “DANADO”, “ABOBADINHO”, “DISTANTE”: CONSIDERAÇÕES ANTROPOLÓGICAS SOBRE O TRANSTORNO DE DÉFICIT DE ATENÇÃO E HIPERATIVIDADE A PARTIR DE ENTREVISTAS COM PROFESSORAS DE FLORIANÓPOLIS, SANTA CATARINA

Moura, Fernando Augusto Groh de Castro
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 49 f.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
126.05%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Curso de Ciências Sociais.; O presente artigo tem por objetivo discutir sobre o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH), a partir de entrevistas que realizei com cinco professoras que trabalham em uma escola de Florianópolis, a qual oferece aulas para o Ensino Fundamental e Ensino Médio. Procuro explorar alguns elementos que emergem dos seguintes questionamentos: em primeiro lugar, quais os critérios que as docentes se baseiam para desconfiar que alguma aluna ou aluno possua TDAH ou algum distúrbio que, de acordo com as professoras, mereceria um tratamento psiquiátrico ou psicológico? Além disso, segundo o discurso das docentes, qual o lugar ocupado pelos medicamentos utilizados pelos estudantes diagnosticados com TDAH e de que maneira se configura a própria relação entre o pedagógico e o terapêutico? Enfim, quais as tensões e especificidades que emergem das falas das professoras em relação a tal diagnóstico e a medicalização de suas/seus alunas/os? Inicialmente, apresento as origens do TDAH como entidade nosológica, bem como as variações de critérios diagnósticos e quadros etiológicos ao longo do tempo. Em seguida...

O sentido do diagnóstico de transtorno de déficit de atenção e hiperatividade para a constituição do sujeito/aprendiz

Signor, Rita de Cássia Fernandes
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 359 p.| il.
POR
Relevância na Pesquisa
125.87%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Centro de Comunicação e Expressão, Programa de Pós-Graduação em Linguística, Florianópolis, 2013.; ;

Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH): A mente inquieta da atualidade

Cavalcanti, Amanda de Melo
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
PT_BR
Relevância na Pesquisa
116.18%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Comunicação e Expressão. Jornalismo.; Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade: A mente inquieta da atualidade é uma reportagem sobre o transtorno neuropsiquiátrico mais frequente na infância e que, em quase 60% das crianças diagnosticadas no país, persiste na idade adulta. Suas principais características são a desatenção, a hiperatividade e a impulsividade, que muitas vezes são confundidas com distração e preguiça. Esse multimídia jornalístico para tablets usa as interatividades da internet para mostrar a visão de três áreas (psicopedagogia, psicologia e psiquiatria). Além disso, é discutido o metilfenidato, principal medicamento para tratamento do TDAH, que é facilmente vendido de forma ilegal e usado muitas vezes de forma incorreta, pois possui efeitos semelhantes à cocaína.

Treinamento de criatividade com professores : efeitos na criatividade e no rendimento escolar de alunos com e sem transtorno de déficit de atenção e hiperatividade

Mendonça, Patrícia Villa da Costa Ferreira
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
116.28%
Tese (doutorado)-Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, 2012.; O potencial criativo é reconhecido como determinante para o desenvolvimento de indivíduos críticos, inovadores e abertos à mudança. Por isso, é importante que a educação contemporânea cumpra seu papel na formação de indivíduos éticos, com conhecimento e habilidade para tomar decisões, bem como no desenvolvimento da personalidade e do potencial criativo dos alunos. Além disso, a educação deve procurar alternativas na busca da inserção social e escolar de um número crescente de alunos, procurando contornar situações sociais, culturais e econômicas adversas aos padrões de ensino propostos pelo sistema educacional tradicional. No contexto atual são recorrentes situações de alunos com dificuldade de aprendizagem e baixo rendimento acadêmico. Inseridos nesse grupo estão os alunos com características do Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade - TDAH, que vivenciam, em seu cotidiano, condições desfavoráveis a seus processos de desenvolvimento e aprendizagem, resultando frequentemente em conflitos de ordem socioafetiva e cognitiva que podem conduzir ao fracasso escolar. Esses alunos exibem características como alto grau de energia...

Phonological processing in individuals with attention deficit hyperactivity disorder; Processamento fonológico em indivíduos com transtorno de déficit de atenção e hiperatividade

Alves, Luciana Mendonça; Souza, Helma Tamára Vieira de; Souza, Vanessa Oliveira de; Lodi, Débora Fraga; Ferreira, Maria do Carmo Mangelli; Siqueira, Cláudia Machado; Celeste, Leticia Correa
Fonte: CEFAC - SAÚDE E EDUCAÇÃO Publicador: CEFAC - SAÚDE E EDUCAÇÃO
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR; ENG
Relevância na Pesquisa
116.14%
Objetivo: analisar e descrever o desempenho das habilidades dos componentes do processamento fonológico nos sujeitos com Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDA/H). Métodos: trata-se de estudo descritivo analítico dos dados de avaliação das habilidades do processamento fonológico de 45 sujeitos, com idade entre 7 e 16 anos, com diagnóstico multiprofissional de TDA/H. Os dados foram obtidos pela análise dos prontuários dos sujeitos avaliados pelo Laboratório de Estudo dos Transtornos de Aprendizagem (LETRA) do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), nos anos de 2008 a 2011. Os resultados analisados incluem a prova de Consciência Fonológica proposta pela bateria de testes BELEC, prova de Nomeação Seriada Rápida (RAN) e Memória Auditiva. Duas variáveis foram consideradas nesta análise: idade e presença ou não de comorbidades associadas. O teste aplicado para caracterização da amostra foi o não paramétrico de Mann Whitney. Resultados: os grupos tendem a se diferenciarem ao se analisar a variável idade, nas provas de consciência fonológica e RAN. Quando a variável comorbidade foi analisada, a consciência fonológica é a mais influenciada pela presença de comorbidades. Na habilidade de memória fonológica...

Comorbidades do transtorno de déficit de atenção e hiperatividade em crianças escolares

Possa,Marianne de Aguiar; Spanemberg,Lucas; Guardiola,Ana
Fonte: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO Publicador: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2005 PT
Relevância na Pesquisa
116.18%
OBJETIVO: Avaliar a freqüência de transtorno de conduta (TC), transtorno desafiador opositivo (TDO) e transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) em crianças com transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH). MÉTODO: Estudo realizado em crianças de 7 a 11 anos com TDAH conforme critérios do DSM-IV (n=35), exame neurológico normal e exame neurológico evolutivo (ENE) segundo Lefèvre alterado. Os responsáveis responderam a questionários contendo os critérios do DSM-IV para TDAH e para comorbidades. RESULTADOS: TDAH do tipo combinado foi o mais prevalente (51,4%). Quatorze crianças (40,0%) apresentaram TC, incluindo duas que apresentaram TC e TOC. Cinco (14,2%) apresentaram apenas TDO e uma (2,8%) apresentou apenas TOC. Onze das quatorze crianças (78,5%) com TC tinham TDAH do tipo combinado (p<0,05). Onze das quinze crianças (73,3%) sem comorbidades eram do tipo desatentas ou hiperativas (p<0,05). CONCLUSÃO: O TDAH apresenta alta freqüência de comorbidade com TC, que parece estar preferencialmente associado ao TDAH combinado.

Ambiente familiar e transtorno de déficit de atenção e hiperatividade

Pires,Thiago de Oliveira; Silva,Cosme Marcelo Furtado Passos da; Assis,Simone Gonçalves de
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2012 PT
Relevância na Pesquisa
116.25%
OBJETIVO: Analisar fatores associados a transtorno de déficit de atenção e hiperatividade em crianças. MÉTODOS: Estudo longitudinal sobre problemas de comportamento em crianças escolares de São Gonçalo, RJ, em 2005. Foram analisados 479 escolares da rede pública selecionados por amostragem por conglomerados em três estágios. Foi utilizada a escala Child Behavior Checklist para medição do desfecho. Foi aplicado um questionário para pais/responsáveis acerca dos fatores de exposição analisados: perfil da criança e da família, variáveis de relacionamento familiar, violências físicas e psicológicas. O modelo regressão log-binomial com enfoque hierarquizado foi empregado para a análise. RESULTADOS: Quociente de inteligência mais alto associou-se inversamente à frequência do transtorno (RP = 0,980 [IC95% 0,963;0,998]). A prevalência de transtorno nas crianças foi maior quando havia disfunção familiar do que entre famílias com melhor forma de se relacionar (RP = 2,538 [IC95% 1,572;4,099]). Crianças que sofriam agressão verbal pela mãe apresentaram prevalência 3,7 vezes maior do que aquelas não expostas a essa situação no último ano (RP = 4,7 [IC95% 1,254;17,636]). CONCLUSÕES: Relações familiares negativas estão associadas aos sintomas de transtorno de déficit de atenção e hiperatividade. Sua associação com quociente de inteligência reitera a importância da base genética e ambiental na origem do transtorno.

Personalidade de crianças com Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) por meio do Rorschach

Graeff,Rodrigo Linck; Vaz,Cícero E.
Fonte: Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília Publicador: Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2006 PT
Relevância na Pesquisa
116.14%
Este trabalho investiga a personalidade de crianças com Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) por meio do Rorschach. Participaram do estudo 48 crianças do sexo masculino e feminino com idade entre 6 e 11 anos, distribuídas em dois grupos. Grupo 1 composto por 24 crianças com diagnóstico clínico- neuropsicológico prévio de TDAH Misto (desatento, hiperativo e impulsivo); Grupo 2 constituído de 24 crianças com comportamento considerado normal. Foi utilizado o t-Test para amostras independentes com nível de significância de < 0,05. Os resultados do Grupo 1 indicam impulsividade em níveis elevados, dificuldades quanto ao controle geral da personalidade e falhas na modulação e controle dos aspectos afetivo-emocionais, prejuízo na capacidade de organização, de análise e síntese, dificuldade de percepção objetiva da realidade, na capacidade de sistematização e objetividade. Constatara-se ainda no Grupo 1 ansiedade, incapacidade de introspecção e reflexão em índice maior do que no Grupo 2.

Desempenho de escolares com transtorno de déficit de atenção e hiperatividade em tarefas metalinguisticas e de leitura

Cunha,Vera Lúcia Orlandi; Silva,Cláudia da; Lourencetti,Maria Dalva; Padula,Niura Aparecida de Moura Ribeiro; Capellini,Simone Aparecida
Fonte: CEFAC Saúde e Educação Publicador: CEFAC Saúde e Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2013 PT
Relevância na Pesquisa
116.28%
OBJETIVOS: comparar e caracterizar o desempenho de escolares com Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) em tarefas metalinguísticas e de leitura com escolares sem queixa de transtornos comportamentais e/ou de aprendizagem. MÉTODO: participaram vinte escolares do 4º ao 8º ano do ensino fundamental, sendo catorze escolares do sexo masculino e seis do sexo feminino, na faixa etária de 9 a 13 anos. Os escolares foram divididos em dois grupos, sendo o GI composto por dez escolares com diagnóstico interdisciplinar de TDAH e o GII composto por dez escolares sem queixa de transtornos comportamentais e/ou de aprendizagem, pareados com os escolares do GI de acordo com a idade e o nível escolar. Foi utilizado como procedimento a aplicação de protocolo com provas de habilidades metalinguísticas e de leitura de palavras reais e pseudopalavras. RESULTADOS: houve diferença estatisticamente significante entre os grupos nas tarefas de manipulação silábica e fonêmica, como também nas provas de leitura de palavras reais referentes à leitura de palavras regulares e palavras irregulares, bem como para as pseudopalavras. CONCLUSÃO: os escolares com Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade apresentaram desempenho inferior nas tarefas consideradas mais complexas...

Prevalência do Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) em uma População de Crianças e Adolescentes Índias da Etnia Karajá.; Prevalence of the disorder attention-deficit Hyperactivity disorder (ADHD) in a Population of Children and Adolescents of ethnic Karajá Indies.

AZEVÊDO, Paulo Verlaine Borges e
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Ciências da Saúde; Ciências da Saúde - Medicina Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Ciências da Saúde; Ciências da Saúde - Medicina
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
116.13%
Few studies have been carried out worldwide about ADHD among indigenous children and no study has been conducted in Brazil so far. This study aims to evaluate the estimated prevalence of ADHD among the indigenous populations of Karajá children and adolescents aged 7 to 14 years old. Three of the largest settlements pertaining to this ethnic group were investigated and a sample of 144 subjects of a total population of 350 individuals was collected. The sample was randomly collected and stratified according to the age bands and gender (male and female) proportionally to the size of each participating settlement. Both the CBCL/6-18 (Child Behavior Checklist for ages 6 18) and the TRF (Teacher s Report Form 6-18) were used as instruments of epidemiological tracking of behavioral and emotional problems. Of these instruments, the data used were those compatible with the DSM-IV and ADHD diagnoses as well as Affective Disorder, Anxiety Disorders, Oppositional Defiant Disorders and Conduct Disorders comorbidities. The results indicate a prevalence of 10.4% (95% CI 6.6 14.2) when the respondents are either the parents or the guardians and 2.8% (95% CI 0.7 4.8) when the respondents are the teachers. Of the 144 interviewed participants...

A formação do aluno de educação física da universidade católica de Brasília em relação ao transtorno de déficit de atenção e hiperatividade

Diaz, Suely Moisés
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
116.18%
Este estudo teve como objetivo analisar se os alunos do curso de Educação Física em Licenciatura estão preparados para dar aulas a crianças que apresentem Distúrbio de Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH), tendo em vista os grandes benefícios que a prática de atividade física pode trazer a estas crianças que futuramente poderão em algum momento, estar nas aulas destes futuros professores, formados pela Universidade Católica de Brasília. Para isto foi elaborado um questionário adaptado de Santos (2007) contendo oito questões, abertas e fechadas. A amostra utilizada foi composta por 60 alunos, no quinto semestre ou mais do curso de Educação Física em licenciatura da Universidade Católica de Brasília. A partir dos dados analisados, concluiu-se que a grande maioria destes alunos apenas ouviu falar do TDAH, mas infelizmente não estão preparados nem sabem como agir diante destes alunos com o transtorno.; Educação Física

A atuação do professor de Educação Físca com portadores do Transtorno de déficit de Atenção e Hiperatividade - TDAH

Covre, Fabiana Alves Lima
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
116.21%
O transtorno de déficit de atenção TDAH é o distúrbio mais comum na infância, sendo mais freqüente que a paralisia cerebral, a epilepsia e o retardo mental. Sendo esta uma preocupação para pais e professores de crianças, pois acarreta uma serie de dificuldades. O TDAH é visto como a mais freqüente desordem comportamental da infância, resultante de um desenvolvimento não adequado Amaral (2001) Segundo a ABDA - Associação Brasileira de Déficit de Atenção, o TDAH atinge de 3 a 6 % das crianças em idade escolar; é responsável pelo maior número de repetências nas escolas. O presente estudo de revisão bibliográfica teve como objetivo analisar a influência da profissional de educação física atuando com crianças portadoras de TDAH transtorno de déficit de atenção e hiperatividade.; Educação Física

Dificuldades encontradas pelos pais/cuidadores de adolescentes com diagnostico de Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade

Ribeiro, Rita de Cássia Carvalho
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
116.17%
Comum na infância, o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) é um distúrbio de comportamento caracterizado por sintomas de déficit de atenção, hiperatividade e impulsividade que abrange todo o ciclo de vida do individuo. Apesar das informações e intervenções disponíveis realizadas sobre este transtorno, os pais/cuidadores acompanhados em um Ambulatório de Adolescentes no serviço de saúde do Distrito Federal, encontram dificuldades quanto aos manejos dos comportamentos de seus filhos e na aplicabilidade das mudanças comportamentais necessárias. Este estudo teve como objetivo investigar as dificuldades dos pais/cuidadores na execução das orientações sugeridas pelos profissionais do programa de Atendimento às adolescentes da Secretaria do Estado de Saúde. Foram consideradas as formas como estes entendiam o comportamento dos seus filhos, como compreendiam o transtorno e vivenciavam as orientações recebidas pelos profissionais de saúde. Foram realizadas entrevistas semi-estruturadas com quatro pais/cuidadores de adolescentes diagnosticados com TDAH. Os dados foram analisados com o método de análise de Conteúdo de Bardin. Os resultados indicam que os pais cuidadores apresentam dificuldades para compreender e entender o diagnóstico e o comportamento dos filhos. Relatam também dificuldades em efetuar mudanças na dinâmica familiar e individual para atender as demandas dos adolescentes com este transtorno.; Psicologia

Ambiente familiar e transtorno de déficit de atenção e hiperatividade; Ambiente familiar y trastorno por déficit de atención e hiperactividad; Family environment and attention-deficit hyperactivity disorder

Pires, Thiago de Oliveira; Silva, Cosme Marcelo Furtado Passos da; Assis, Simone Gonçalves de
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 01/08/2012 POR
Relevância na Pesquisa
116.29%
OBJECTIVE: To analyze factors associated with attention-deficit and hyperactivity disorder in children. METHODS: This is a longitudinal study about behavior problems in schoolchildren that was carried out in the city of São Gonçalo (Southeastern Brazil) in 2005. A total of 479 students from public schools was analyzed, selected through three-stage cluster sampling. The Child Behavior Checklist was used to measure the outcome. A questionnaire was administered to parents/guardians concerning the exposure factors, which were: child's and family's profile, family relationship variables, physical and psychological violence. The log-binomial regression model with a hierarchical approach was employed in the analysis. RESULTS: Higher intelligence quotient was inversely associated with the frequency of the disorder (PR=0.980 [95%CI 0.963;0.998]). The prevalence of the disorder in the children was higher when there was family dysfunction than among families with a better way of relating (PR=2.538 [95%CI 1.572; 4.099]). Children who suffered verbal abuse from the mother had a prevalence 3.7 times higher than the ones not exposed to this situation in the last year (PR=4.7 [95%CI 1.254;17.636]). CONCLUSIONS: Negative family relationships are associated with symptoms of Attention-Deficit and Hyperactivity Disorder. Its association with the intelligence quotient reiterates the importance of the genetic and environmental basis at the origin of the disorder.; OBJETIVO: Analisar fatores associados a transtorno de déficit de atenção e hiperatividade em crianças. MÉTODOS: Estudo longitudinal sobre problemas de comportamento em crianças escolares de São Gonçalo...

Ambiente familiar e transtorno de déficit de atenção e hiperatividade

Pires,Thiago de Oliveira; Silva,Cosme Marcelo Furtado Passos da; Assis,Simone Gonçalves de
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2012 PT
Relevância na Pesquisa
116.25%
OBJETIVO: Analisar fatores associados a transtorno de déficit de atenção e hiperatividade em crianças. MÉTODOS: Estudo longitudinal sobre problemas de comportamento em crianças escolares de São Gonçalo, RJ, em 2005. Foram analisados 479 escolares da rede pública selecionados por amostragem por conglomerados em três estágios. Foi utilizada a escala Child Behavior Checklist para medição do desfecho. Foi aplicado um questionário para pais/responsáveis acerca dos fatores de exposição analisados: perfil da criança e da família, variáveis de relacionamento familiar, violências físicas e psicológicas. O modelo regressão log-binomial com enfoque hierarquizado foi empregado para a análise. RESULTADOS: Quociente de inteligência mais alto associou-se inversamente à frequência do transtorno (RP = 0,980 [IC95% 0,963;0,998]). A prevalência de transtorno nas crianças foi maior quando havia disfunção familiar do que entre famílias com melhor forma de se relacionar (RP = 2,538 [IC95% 1,572;4,099]). Crianças que sofriam agressão verbal pela mãe apresentaram prevalência 3,7 vezes maior do que aquelas não expostas a essa situação no último ano (RP = 4,7 [IC95% 1,254;17,636]). CONCLUSÕES: Relações familiares negativas estão associadas aos sintomas de transtorno de déficit de atenção e hiperatividade. Sua associação com quociente de inteligência reitera a importância da base genética e ambiental na origem do transtorno.