Página 1 dos resultados de 193 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

Situações de ensino - aprendizagem: análise de uma seqüência didática de física a partir da teoria das situações de Brousseau.; Teaching-learning situations: physics didactic sequence analysis from Brousseaus Situations Theory.

Azevedo, Maria Cristina Paternostro Stella de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/05/2008 PT
Relevância na Pesquisa
56.87%
O ponto de partida deste trabalho são dois cursos que pretendem atualizar o currículo de física do ensino médio através da inserção da física moderna e contemporânea. Estes cursos, que fazem o que Chevallard, em sua Teoria da Transposição Didática, chama de transposição externa (do saber sábio para o saber a ensinar), mostraram a possibilidade de elaborar e implementar seqüências didáticas que atualizem o currículo de física do ensino médio. Este saber a ensinar, ao ser transformado em saber ensinado passa por mudanças elaboradas pelo professor. As relações professorsaberaluno se estabelecem na sala de aula, de acordo com as situações propostas pelo professor que gerencia essas relações, através do que Brousseau chama de contratos didáticos. Usando a Teoria das Situações Didáticas e os contratos didáticos construiu-se uma ferramenta de análise. O objetivo deste trabalho é, por meio da observação da sala de aula e usando essa ferramenta, verificar se as situações implementadas e a sucessão dos contratos didáticos mostram a possibilidade uma seqüência didática tornar-se parte do saber escolar, por ter sido aceita pelos alunos. A aceitação da devolutiva pelo aluno surge deste contexto como condição necessária...

Proposta de máquinas de ensino-aprendizagem para transposição didática em projetos de circuitos integrados CMOS.; Proposal of teaching-learning machines for didactical transposition to CMOS IC design.

Rosa, Carlos Alberto
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/10/2008 PT
Relevância na Pesquisa
66.81%
Esse trabalho apresenta uma proposta na área de Educação em Microeletrônica que visa enriquecer práticas de ensino adotadas na área de projetos de circuitos integrados através do uso de máquinas de ensino-aprendizagem (TLM Teaching-Learning Machine) em aulas de laboratórios como instrumentos auxiliares e complementares ao ensino teórico. As TLMs propostas permitem a verificação experimental de conceitos fundamentais em VLSI Design, tais como: polarização de transistores NMOS e PMOS, inversores CMOS, curvas de transferência do inversor CMOS, implementação de diversas portas lógicas CMOS estática e dinâmica usando transistores de passagem ou portas de transmissão (NAND, NOR, AND, OR, XOR, XNOR, MUX, DECODER, Half ADDERs e Full ADDERs), Latches, Flip-flops e células de memória (RAM e ROM). A metodologia usada foi baseada em pesquisa bibliográfica, observações em sala de aula, participação em projetos didáticos, entrevistas com alunos e professores de microeletrônica. As TLMs foram construídas na forma de painéis de papelão de 100 cm x 70 cm com eletrônica embarcada ou conjuntos de módulos de circuito impresso com tamanhos A4 até A10, interligados entre si por meio de conectores, cabos elétricos padronizados e acondicionados em caixas flexíveis de borracha sintética. Considerou-se o uso combinado desses materiais com diferentes técnicas de montagens eletrônicas. No leiaute das TLMs foram considerados aspectos da interação homem-máquina (HMI) e projetos de interações por PREECE (2002)...

Biodiversidade e museus de ciências: um estudo sobre transposição museográfica nos dioramas; Biodiversity and science museums: a study on the transposition museographic dioramas

Oliveira, Adriano Dias de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 07/05/2010 PT
Relevância na Pesquisa
56.86%
O estudo em questão teve como principal objetivo analisar como o tema biodiversidade, no que diz respeito à forma em como é conceituado e a valores a ele atribuído, aparece nos dioramas de exposições de museus de ciências. Para tal, a pesquisa visou à compreensão dos processos de transformação do discurso científico para o discurso expositivo, tendo como referencial teórico o conceito de transposição didática, aqui entendida como transposição museográfica. O foco em biodiversidade deve-se as proporções que o termo ganhou nas últimas décadas, em que o mesmo sobrepujou os limites científicos, sendo incorporados novos significados a ele, e que por sua vez vem exigindo estratégias educacionais diferenciadas dos locais que objetivam utilizá-lo como instrumento de articulação em educação para ciência. Os motivos que nos conduziram a delinear este trabalho encontram-se nos questionamentos sobre o tema biodiversidade e de como um espaço educativo, em especial os museus, abordam-no fazendo uso de um dos seus objetos expositivos mais tradicionais, os dioramas. Foram selecionados para esta pesquisa dois museus nacionais - Museu de História Natural Capão da Imbuia e Museu de Ciências e Tecnologia da PUC/RS - onde foram analisados dois dioramas de cada um. Por se configurar como uma pesquisa qualitativa a coleta de dados se deu por meio de entrevistas a cientistas que investigam a biodiversidade e a um responsável de cada museu estudado...

Conhecimentos básicos de genética segundo professores e docentes e sua apresentação em livros didáticos e na academia: aproximações e distanciamentos; Basic genetics knowledge for high school students according to teachers and professors and its presentation in textbooks and in reference sources: laxity and rigor

Franzolin, Fernanda
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 25/05/2012 PT
Relevância na Pesquisa
47.04%
Apresentando dois objetivos, esta pesquisa procurou primeiramente identificar os conhecimentos básicos sobre Genética para a formação de cidadãos críticos no Ensino Médio, segundo professores deste nível de ensino e docentes universitários. Já o segundo objetivo consistia em verificar como, ao estarem presentes nos livros didáticos, esses conhecimentos considerados básicos se aproximam e se distanciam dos saberes acadêmicos. Essa investigação ocorreu em dois contextos: São Paulo (São Paulo - Brasil) e Kalamazoo (Michigan - Estados Unidos). Os conhecimentos de Genética são importantes para a compreensão das várias áreas da Biologia e por sua conexão com diversos aspectos do cotidiano dos indivíduos. Trata-se de uma área em expansão, gerando reflexões sobre quais de seus tópicos são importantes para serem ensinados no âmbito escolar. Já os livros didáticos são recursos que disponibilizam aos alunos conhecimentos dessa área, os quais requerem ao mesmo tempo uma transposição didática e um rigor com relação ao conhecimento produzido pela Ciência. Desse modo, entrevistaram-se professores que lecionam Biologia no Ensino Médio e docentes que lecionam disciplinas relacionadas à Genética e Biologia Molecular nas universidades (Universidade de São Paulo e Western Michigan University). Os dados foram analisados quantitativamente e qualitativamente. Nos livros...

A transposição didática do papel termodinâmico do ATP gera conceitos alternativos?; Does the didactic transposition of the thermodynamic role of ATP generate alternatives concepts?

Martins, Rodrigo Machado
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/10/2012 PT
Relevância na Pesquisa
66.87%
Conceitos prévios, ou alternativos, são ideias introjetadas no universo cognitivo dos estudantes que diferem daqueles credenciados pela ciência estabelecida. São bastante estudadas as consequências da presença deste tipo de conceitos para o aprendizado. Entre outras dificuldades provocadas pelos conceitos alternativos está a impossibilidade de utilizá-los para embasar novos conhecimentos. Nestas condições, incapazes de decodificar apropriadamente as novas informações apresentadas pelas disciplinas, os alunos são inconscientemente encaminhados para a memorização. A origem dos conceitos prévios é variada. Uma das causas já detectadas é a precariedade da transposição didática, feita pelos autores dos livros textos ou por docentes. Uma das moléculas fundamentais para os estudos bioquímicos é a adenosina trifosfato (ATP), que desempenha múltiplas funções. Uma das principais é participar de processos que requerem energia. A compreensão do papel desta molécula é fundamental para o entendimento dos processos dos quais ela participa. Um dos objetivos do presente trabalho foi investigar equívocos sobre o papel termodinâmico do ATP nos processos celulares. Os testes foram realizados com alunos do ensino médio (EM)...

O percurso da didatização do pensamento algébrico no ensino fundamental: uma análise a partir da transposição didática e da teoria antropológica do didático; The route of the didactization of the algebraic thinking in the elementary school: an analysis from the Didactic Transposition and the anthropological theory of didactic

Aguiar, Marcia
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/12/2014 PT
Relevância na Pesquisa
66.81%
O ensino de álgebra nos três últimos anos do Ensino Fundamental tem se reduzido a um momento destinado ao treino e à fixação de regras e procedimentos algébricos. Ao que parece, os livros didáticos corroboram com essa visão do ensino de álgebra. Por outro lado, sabemos que no livro didático estão presentes algumas intenções didáticas legitimadas, de certa forma, por todos aqueles que participam do processo de ensino. Ao professor, que muitas vezes só possui o livro didático como material para preparar as suas aulas, cabe transformá-lo no saber que será ensinado na sala de aula. A álgebra é uma ciência ensinada predominantemente na escola e é relevante para capacitar os sujeitos a compreender o desenvolvimento científico e tecnológico atual. Por isso, parece-nos que o ensino de álgebra nos 7º, 8º e 9º anos do Ensino Fundamental deveria contribuir para a construção de um pensamento algébrico, superando as práticas rotinizadas. Assim, o objetivo do nosso trabalho é analisar de que modo os livros didáticos desse nível de ensino permitem a construção do pensamento algébrico. Ou seja, investigar o percurso de didatização da álgebra no Ensino Fundamental ou, mais propriamente, nos livros didáticos. Para essa análise utilizamos a Teoria da Transposição Didática e a Teoria Antropológica do Didático...

Transposição didática do modelo de Huygens

Melo, Ana Carolina Staub de
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 198 p.| il.
POR
Relevância na Pesquisa
47.08%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós-Graduação em Educação Científica e Tecnológica, Florianópolis, 2010; A presente pesquisa de Tese explora os potenciais didáticos do contexto histórico de Huygens para a educação científica. Na física escolar, as contribuições científicas de Christiaan Huygens (século XVII) expressam um exemplo de reconstrução didática dos fatos históricos. Esta abordagem resignifica as idéias deste cientista em termos de uma interpretação ondulatória atual. Ao Princípio de Huygens, agrega-se a idéia de superposição de ondas, em um modelo de ondas periódicas, por oposição à versão originalmente proposta em seu Tratado da Luz. de 1690. A fim de evidenciar uma possível intencionalidade didática nas reconstruções históricas do Princípio de Huygens, na física escolar, analisamos alguns livros didáticos do ensino superior. Com base nesse exemplo de resignificação didática, discorremos sobre os obstáculos presentes na transposição didática de episódios históricos ao contexto educativo. Isso porque, os documentos históricos, produzidos pelos historiadores, do mesmo modo que os textos originais dos cientistas, não podem, simplesmente...

A transposição didáctica dos mecanismos de evolução darwinista para os manuais escolares portugueses de zoologia (1887-1907)

Cavadas, Bento
Fonte: Hergar Ediciones Antema Y Alexia Cachazo Vasallo Publicador: Hergar Ediciones Antema Y Alexia Cachazo Vasallo
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
56.77%
Com o objetivo de aportar novos dados sobre o ensino do darwinismo no sistema liceal português, este trabalho apresenta a análise da transposição didática dessa teoria da origem das espécies para os principais manuais escolares de Zoologia, do ensino liceal, publicados entre 1887 e 1907. Este estudo socorreu-se de uma metodologia qualitativa, centrada na análise comparativa da transposição dos mecanismos de evolução darwinista expostos no livro On the Origin of Species para o discurso textual dos manuais. Os mecanismos de evolução darwinista considerados foram: a) adaptação; b) variabilidade; c) correlações de crescimento; d) hereditariedade; e) seleção natural e concorrência vital; f) seleção sexual e g) isolamento geográfico. Os resultados mostraram que os mecanismos do evolucionismo darwinista foram expostos pelos autores dos manuais com um desenvolvimento crescente, em número e complexidade, aquando da apresentação das diferentes perspetivas sobre a origem das espécies, evidenciando a influência da corrente positivista.

Transposição midiática: da sala de aula convencional para a presencial conectada

Garonce,Francisco; Santos,Gilberto Lacerda
Fonte: Centro de Estudos Educação e Sociedade - Cedes Publicador: Centro de Estudos Educação e Sociedade - Cedes
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2012 PT
Relevância na Pesquisa
56.86%
O artigo apresenta o conceito de transposição midiática e, para tal, fundamenta-se nos resultados de uma pesquisa acadêmica que identificou os impactos provocados pela tecnologia da videoconferência pela internet, ou webconferência, nação educativa (modo de ensinar), focando as alterações nos papéis docentes. O estudo de caso etnográfico mostrou de que modo a ação docente foi modificada pela situação educativa na qual alunos e professores interagiram face a face, mediados pela tecnologia, de modo síncrono a distância, caracterizando a educação presencial conectada. A investigação tomou como ponto de partida a teoria da transposição didática dos saberes (Chevallard, 1985), tendo identificado e analisado mudanças na prática docente, especificamente nos papéis docentes, caracterizando o fenômeno da transposição midiática.

Transposição ou recontextualização? Sobre a produção de saberes na educação em museus de ciências

Marandino,Martha
Fonte: Editora Autores Associados Publicador: Editora Autores Associados
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2004 PT
Relevância na Pesquisa
57.03%
A transformação do conhecimento científico com fins de ensino e divulgação se constitui como espaço-tempo de produção de novos saberes. Com base nesse pressuposto, esse trabalho estudou o processo de transposição didática/museográfica e de recontextualização nos espaços de museus de ciências, procurando entender os mecanismos de constituição do discurso expresso nas exposições que abordam temáticas biológicas. Para isso, tomou-se por base referenciais teóricos advindos principalmente do campo da educação e da museologia que pudessem auxiliar na compreensão das especificidades que os museus impõem a esse processo de produção. Esse texto discute particularmente o processo de construção do referencial teórico utilizado na pesquisa, já que de uma escolha fundamentada no conceito de transposição didática/museográfica, optou-se - com base nas críticas e nos limites do uso desse conceito - por assumir como principal suporte teórico o conceito de recontextualização. Com base nessa discussão foi intenção levantar limites e possibilidades do uso do conceito de transposição didática e analisar os desafios de trabalhar com o conceito de recontextualização para o estudo dos processos educativos nos espaços de museus de ciências.

A transposição didática na educação física escolar: o caminho formativo dos professores em formação inicial

Martiny,Luis Eugênio; Gomes-da-Silva,Pierre Normando
Fonte: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Publicador: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2014 PT
Relevância na Pesquisa
66.81%
A fim de compreender as manipulações por que passam os saberes até se tornarem ensináveis, o objetivo foi identificar a prática pedagógica dos Professores em Formação Inicial (PFI) quando ministram aulas durante o estágio supervisionado. Participaram da investigação três PFI do curso de Educação Física da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). As técnicas de coleta foram: observação participante, grupo focal e documentos escritos. A pesquisa teve a duração de três meses e foi realizada em uma escola pública do município de João Pessoa, no Estado da Paraíba, no primeiro semestre de 2011. Nesse período, foram coletados dados em 24 aulas. Utilizou-se a técnica de análise de conteúdo do tipo categorial por temática. Na análise dos dados, identificou-se um caminho formativo, que auxilia os PFI na sua prática pedagógica, composto de três planos (macro, intermediário e microestruturante), com diferentes esferas e momentos. Esse caminho formativo configurou-se como base da prática pedagógica dos PFI, o que nos sinalizou uma prática com alta tendência reflexiva, constituída por uma intervenção repleta de saberes docentes. Acusa-se, portanto, que a transposição didática é mediada por uma atmosfera que gira ao seu redor.

Contrato didático e transposição didática: inter-relações entre fenômenos didáticos na iniciação à álgebra na 6ª série do ensino fundamental

Paula de Avelar Brito Menezes, Anna; Câmara dos Santos, Marcelo (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
67.26%
Este estudo teve por objetivo analisar as inter-relações entre os fenômenos didáticos contrato didático e transposição didática no ensino de álgebra elementar, na 6ª série do Ensino Fundamental. Os fenômenos didáticos são aqueles que se instituem numa sala de aula, envolvendo a tríade professor-aluno-saber, quando é estabelecida uma relação didática. O Contrato Didático foi estudado inicialmente por Guy Brousseau, e diz respeito às cláusulas, em parte explicitadas, mas, na sua maioria, implícitas, que regulam a divisão de responsabilidades entre professor e aluno, na gestão de um saber. A Transposição Didática, por sua vez, foi um fenômeno investigado por Yves Chevallard, dentre outros, e analisa a trajetória que cumpre o saber, desde a sua produção científica, até a sua inserção no universo da sala de aula. Uma vez que ambos os fenômenos só podem ser considerados se tomarmos em conta, além do pólo professor e aluno, o pólo saber. O saber enfocado nesse estudo foi a álgebra (elementar), numa sala de aula de sexta série, desde sua introdução até a iniciação dos alunos no trabalho com equações. A literatura tem tratado, até então, de ambos os fenômenos de forma distinta...

Um novo olhar sobre a transposição didática: o início de uma proposta para o uso das TIC na educação básica

Paula, Marlúbia Corrêa de
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
47.04%
Se, apenas tintas não fazem um quadro, como revela Rubem Alves, em sua obra A Alegria de Ensinar, então, apenas bibliografias não constroem textos, mas ao compor as ideias, elas se confirmam ou não, diante da realidade a que se propõem. Esta dissertação é resultante das tintas que foram reconhecidas nas leituras realizadas sobre a Transposição Didática. Para dar início, observa-se o ensinar na Educação Básica, tendo como cenário uma escola do interior do RS, na qual afirmações contidas em bibliografias, foram confirmadas. O quadro foi pintado e, após, foi reconhecido, diante da realidade daquele momento, naquela escola. Tais afirmações revelam que ainda não há uma Transposição Didática adequada para o uso de Tecnologias de Informação e Comunicação em salas de aula. O que se ratifica é que, tanto na teoria quanto na prática, as tecnologias (TIC) foram justapostas à prática docente. Para confirmar esta hipótese, foi utilizada a teoria de Yves Chevallard (2005), no que se refere à questão da Transposição Didática com apoio em (BORBA; PENTEADO, 2005) sobre rever a forma de pensar do professor, em consonância aos resultados obtidos referentes à prática de 23 professores, analisados por meio de questionários semiestruturados.Quanto aos objetivos específicos...

A Transposição Didádica dos Gêneros do domínio do discursivo publicitários nos livros didáticos

Lima, Sandra Maria Alves de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem; Linguística Aplicada; Literatura Comparada Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem; Linguística Aplicada; Literatura Comparada
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
56.99%
Advertising text has been a subject of many investigations, because of its multimodal universe. Embodied by a linguistic and discursive materiality laying on scene persuasion, argumentation and power imagery of multissemiotics elements, the advertising text acts as an instrument of power, creating and destroying, promising and denying (CARVALHO, 2007). Advertising not only invites us to act for it, but directs us to look at it. It was under this moving look - of charm and interrogations - that discussions raised in this research were born. Investigations are directed to the school environment, in special, for the discursive advertising domain in Portuguese Language Textbook. It is from this environment that was born our research whose main objective is to analyze how does the didactic transposition of textual genres, described by Marcuschi (2008) as belonging to the "advertising" discourse domain (focusing on advertising genre) in didactic books teaching Portuguese Language before and after the advent of the PCN. Textbooks taken as reference for the study are historically situated in the 90s of the twentieth century and 10 century. Such books refer to elected 7th and 8th grades, currently corresponding to the 8th and 9th grades of elementary school. The choice is justified by the fact that in these Textbook teaching series the presence of advertising domain is recurrent and "didactized". In addition...

Apropriação do discurso científico por professores de ciências e a transposição didática em sala de aula

Furquim, Mara Silvia Pereira
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
67.13%
Este trabalho discute o modo de apropriação do discurso científico pelos professores de Ciências e a forma como fazem a transposição didática desse discurso em sala de aula. Para tanto foram investigadas quinze escolas e vinte e oito professores de Ciências da rede pública estadual da cidade de Araguari. Dos vinte e oito professores, três foram selecionados para serem entrevistados e para terem suas aulas observadas. A escola é um dos espaços formais do discurso científico e o professor permite e potencializa que esse discurso, escolarizado, aconteça. É ele que vai mediar os conteúdos apropriados pelos estudantes e por ele mesmo, vindos de múltiplas fontes, e fazer a transposição desse conhecimento, de forma didática, em suas aulas. Dessa forma, percebemos a importância do saber científico-cultural mobilizado pelo professor, como cidadão que é, para compor seu papel social. A proposta deste trabalho foi desenvolver uma investigação que proporcionasse uma análise de como os professores de Ciências das escolas da rede pública estadual de Araguari-MG se apropriam do discurso científico e como fazem a transposição didática desse discurso em sala de aula com seus alunos. Destacamos como problemáticas as seguintes questões: Qual o perfil profissional e social dos professores de Ciências? Em que processos formadores os professores constroem seus saberes e conhecimentos...

Investigando o processo de transposição didática externa: o conceito de transformação química em livros didáticos

Chagas, José Aercio Silva das; Santos, Marcelo Câmara dos (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
67.11%
Este trabalho teve como objetivo estudar como ocorre o processo de transposição didática externa (TDE) do conceito de transformação química presente nos livros didáticos e analisar como esse conceito é re-significado, enquanto saber escolar, no domínio desses manuais didáticos. Utilizamos como suporte teórico, nesse estudo, a Teoria da Transposição Didática (Chevallard, 1991) e a Teoria Antropológica do Didático (Chevallard, 1999). O outro eixo teórico apresentado, no domínio dessa investigação, relacionado ao percurso histórico do conceito de reação química, deve ser compreendido como eixo complementar e, ao mesmo tempo, como substrato em que é engendrado o saber sábio reação química. Essa pesquisa considerou o vigor e fecundidade teórica da teoria da Transposição Didática para refletir sobre as questões relativas à problemática dos saberes e o suporte metodológico advindo da teoria Antropológica do Didático, notadamente, da organização praxeológica. A utilização da organização praxeológica, ou seja, do exame de tarefas, técnicas, tecnologias e teorias, possibilitou o entendimento e a modelagem do desenvolvimento de conceitos e procedimentos, contidos nas tarefas. Verificamos manifestações da transposição didática externa nos dois planos de análise viabilizados na pesquisa...

Roteiros de aprendizagem a partir da transposição didática reflexiva

Civiero,Paula Andrea Grawieski; Sant'Ana,Marilaine de Fraga
Fonte: UNESP - Universidade Estadual Paulista, Pró-Reitoria de Pesquisa; Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática Publicador: UNESP - Universidade Estadual Paulista, Pró-Reitoria de Pesquisa; Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2013 PT
Relevância na Pesquisa
66.95%
Este artigo busca socializar o produto da dissertação de mestrado profissional em Ensino de Matemática. Apresentamos roteiros de aprendizagem como uma possibilidade educacional para que professores de matemática do Ensino Médio possam aplicá-los de modo a desenvolver a matemática a partir de dados reais. Os roteiros foram adaptados de trabalhos oriundos do Projeto de Iniciação Científica do IFC - Campus Rio do Sul. A pesquisa foi embasada na teoria da Transposição Didática e na Educação Matemática Crítica. Essa abordagem foi denominada de Transposição Didática Reflexiva, com o intuito de unir as duas teorias num processo em que o saber a ser ensinado seja adaptado de forma a provocar reflexões, instituindo um cenário para investigação que propicie a participação do aluno no processo, provoque discussões e tomada de decisão, de modo a instigar o sujeito a ser transformador de sua própria realidade. De modo particular, o artigo apresenta, em linhas gerais, um dos roteiros detalhados na dissertação, aplicado em uma turma do IFC - Campus Rio do Sul.

Africa e Brasil: uma transposição didática e cultural; Africa and Brazil: a didactic and cultural transposition; Afrique et Brésil: une transposition didactique et culturelle

Inafuku, Isis Megumi; Zago, Natália Dresser
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/08/2009 POR
Relevância na Pesquisa
66.81%
Este depoimento relata uma experiência de aula que buscava, usando aspectos do continente africano, realizar uma transposição didática, explorando conteúdos ligados a Geografia, História, alfabetização, interpretação de texto, diversidade cultural e movimentos corporais.; This testimony tells a class experience that intended, using aspects of the African continent, to do a didactic transposition, exploring aspects of Geography, History, alphabetization, text interpretation, cultural diversity and body movements.; Ce témoignage est sur une expérience de classe qui cherchait, en utilisant les aspects du continent africain, réaliser une transposition didactique, en explorant des contenus concernant la Géographie, l'Histoire, l'alphabétisation, l'interprétation de texte, la diversité culturelle et les mouvements corporels.

Livros didáticos: Maxwell e a transposição didática da luz como onda eletromagnética

Krapas, Sonia; Programa de Pós-Graduação em Educação – UFF Niterói – RJ
Fonte: Imprensa Universitária - UFSC Publicador: Imprensa Universitária - UFSC
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2011 POR
Relevância na Pesquisa
66.87%
http://dx.doi.org/10.5007/2175-7941.2011v28n3p564Longe estamos dos tempos em que a luz foi encarada, pela primeira vez, como onda eletromagnética (OEM). Hoje banalizada, essa é a definição que encontramos no dia a dia. Na escola, também há a naturalização do saber ensinado, segundo Chevallard, “a evidência incontestável das coisas naturais”. O saber ensinado é protegido pela “clausura da consciência didática”. Essa proteção se rompe quando ocorre a transposição didática, caracterizada pelo fluxo entre esses saberes, isto é, quando elementos do saber sábio passam ao saber ensinado. Com vistas a compreender melhor a especificidade do tratamento didático do saber relativo à luz como OEM, vamos analisar livros didáticos do Ensino Médio (LDEM) e do Ensino Superior (LDES) e duas edições do livro de Ganot. O artigo “On physical lines of force” será analisado com vistas a identificar os primeiros argumentos que, mais tarde, levaram Maxwell a concluir que a luz é uma OEM. Nos livros da atualidade, é possível identificar seis etapas: pré, introdução, existência das OEM, matemática das OEM, velocidade das OEM e pós. Concluiu-se que há, nos manuais, zonas de afastamento entre o saber sábio e o saber a ser ensinado: a relação de precedência/ primazia de Hertz sobre Maxwell em Ganot...

Práticas escolares no ensino da leitura:tensões, obstáculos e desafios DOI:10.5007/1984-8420.2010v11n2p01

Irigoite, Josa Coelho da Silva; Universidade Federal de Santa Catarina
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Lingüística da UFSC Publicador: Programa de Pós-Graduação em Lingüística da UFSC
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; "Avaliado por pares"; Pesquisa qualitativa, de natureza interpretativista Formato: application/pdf
Publicado em 21/02/2011 POR
Relevância na Pesquisa
47.05%
Diante da aparente “crise da leitura” que caracteriza o sistema escolar, muitos professores buscam exemplos de “sucesso”, quer em teorizações propagadas por cursos de formação, quer em modelizações de práticas pedagógicas divulgadas em cursos dessa natureza, para tentar “melhorar” o desempenho dos alunos em leitura. Esse procedimento, que, à luz de Petit Jean (2008), compreende-se passível de classificação como transposição didática, nem sempre funciona na prática de sala de aula. Em busca de entender o porquê dessa dificuldade e a complexidade que envolve o processo de formação de leitores, este artigo traz o recorte inicial de uma pesquisa qualitativa, de natureza interpretativista, e tem como instrumentos de geração de dados observação participante de 10 aulas de Língua Portuguesa de uma 7º série de uma escola estadual do município de São José (SC), além de entrevistas e notas de campo. Pretende-se discutir questões implicadas na prática da professora participante da pesquisa: base teórica da ação didática centrada no conceito de gêneros discursivos sob a concepção dialógica de Bakhtin; prevalência da transposição didática em lugar da elaboração didática; e o papel do professor como mediador na formação de leitores. Os resultados deste recorte permitem compreender particularidades do sistema de ensino escolar possivelmente intervenientes nessa aparente “crise da leitura”...