Página 1 dos resultados de 345 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

Estudo dos corredores verdes europeus visando um transporte logístico sustentável : green corridors

Moura, Delmo Alves; Botter, Rui Carlos
Fonte: SOBENA; Rio de Janeiro Publicador: SOBENA; Rio de Janeiro
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
POR
Relevância na Pesquisa
36.51%
Em 2007 a Comunidade Europeia introduziu um novo conceito nas redes de transportes, os corredores verdes. Estes corredores são caracterizados por uma concentração considerável do tráfego de produtos/mercadorias entre grandes centros e por distâncias relativamente longas. As indústrias seriam incentivadas, ao longo deste corredor, de contar com a co-modalidade (concepção logística integrada com a utilização ótima dos modais de transportes), aumentar o volume de tráfego e promover um ambiente sustentável e energia eficiente. Para isto o corredor verde poderia ser usado para promover: inovação nas unidades de transportes e avançar no sistema de transporte inteligente (ITS - Intelligent Transport Systems). O corredor verde visa reduzir o impacto climático e ambiental e aumentar a segurança e eficiência. O uso de corredor verde é uma iniciativa da Comissão Europeia com o objetivo de reforçar a competitividade da indústria de logística e criar soluções sustentáveis. Os corredores verdes contribuem para se pensar num novo conceito de transporte integrado, onde transporte marítimo de curta distância - cabotagem, ferroviário, fluvial e rodoviário se complementam um ao outro para permitir a escolha de transportes amigável e ecologicamente viável e sustentável.

Transporte sustentável como fator essencial para a qualidade de vida: o caso de São Paulo; Sustainable transport as an essential factor in quality of life: the case of São Paulo

Labate, Marcelo Luiz
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 07/12/2006 PT
Relevância na Pesquisa
66.49%
Os impactos ambientais do transporte assumem diversas formas e têm efeitos locais, regionais e globais. A crescente dimensão do tema desperta interesse mundial, expresso em inúmeras propostas voltadas à moderação dos impactos em áreas urbanas e em rodovias, bem como à integração entre transporte e sustentabilidade. O referencial teórico mostra que a recomendação de ações para redução de impactos ambientais depende de conhecimento do cenário de intervenção e também da compatibilidade entre propostas, características da área e necessidades da população local, ao passo que a análise do estado-da-arte em cidades globais baliza possíveis metas a atingir. O presente trabalho teve como objetivos criar uma metodologia de avaliação de impactos ambientais e investigar a relação entre transporte, qualidade ambiental e qualidade de vida em alguns locais de São Paulo. Tendo como norte os conceitos de transporte sustentável e desenho ambiental, foi elaborado um modelo de diagnóstico de qualidade ambiental e qualidade de vida. Para tanto, duas pesquisas foram aplicadas: uma subjetiva, caracterizando a demanda por infra-estrutura urbana e a qualidade de vida da população; e a outra objetiva, cujos resultados permitiram avaliar os impactos ambientais. As pesquisas ocorreram em 3 Subprefeituras do Município de São Paulo...

Andar a pé: um modo de transporte para a cidade de São Paulo; Walking: a transportation mode for Sao Paulo city

Malatesta, Maria Ermelina Brosch
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/02/2008 PT
Relevância na Pesquisa
46.2%
O objetivo do trabalho é apresentar como o modo de transporte mais exercido na Cidade de São Paulo o Modo de Transporte a Pé - é tratado de forma inadequada pelos responsáveis por administrar e planejar a cidade, apesar de ser a saída mais utilizada pela população nas atuais condições de esgotamento dos sistemas que geram quedas nas taxas de mobilidade. É demonstrar que uma visão restrita sobre a caminhada faz com que a cidade perca qualidade de vida e comprometa suas condições ambientais, tornando ainda mais arriscado e inóspito o dia a dia da população em plena Era da Agenda 21 e do Protocolo de Kyoto. Como estudo de caso são demonstrados exemplos encontrados na Cidade de São Paulo tanto nas áreas mais centrais como nas periferias, comprovando não haver ainda consciência do poder público e da sociedade em geral sobre quão importante é a garantia e o zelo dedicados a infraestrutura urbana onde ocorre acaminhada.; The objective of the work is to present how the most utilized mode of transportation in the city of São Paulo Walking is treated in an inadequate way by the ones responsible for administering and planning the city, in addition to representing the populations mostly used alternative when the drops in mobility levels occur as a result of the poor conditions of the existing systems. It is intended to demonstrate that a restricted vision about walking makes the city lose quality of life and compromises its environmental conditions...

Urban planning at the micro scale considering transport energy dependence; Planejamento de microáreas urbanas considerando a dependência de energia por transporte

Saunders, Michael James
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 19/11/2010 EN
Relevância na Pesquisa
46.2%
High urban transport energy consumption is directly influenced by the level of transport energy dependence of urban forms and transport systems. Despite the introduction of new land use policies and vehicle technologies, dramatic reductions in urban transport energy dependence are not yet being observed. It is proposed that stricter land use regulations coupled with new GIS tools are required that specifically tackle the energy dependence issue. The objective of this project is to design a GIS tool that could be used within an urban development framework to dramatically reduce urban transport energy dependence. A tool was developed and named the Transport Energy Specification (TES). The TES measures urban transport energy dependency from travel behaviour, mode use and spatial data inputs. The TES is designed to be used as an energy based land-use regulation inside an urban development framework by specifying a maximum allowable energy dependency limit for land use modifications in existing urban areas and new developments. Implementation of the energy dependency land use regulation will be achieved through zoning and providing financial or other incentives for the specific desired land use activities (residential, supermarkets, kindergartens etc.). Trials were performed in Germany...

Externalidades da substituição do diesel pelo etanol no transporte público urbano da Região Metropolitana de São Paulo; Externalities of ethanol replacing diesel oil in the Public Urban Transport of São Paulos Metropolitan Region

Lascala, Thelma Lopes da Silva
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 09/05/2011 PT
Relevância na Pesquisa
46.38%
A Matriz Energética Brasileira é plenamente sustentável tendo em vista as emissões de gases de efeito estufa (GEEs), devido ao fato da eletricidade de origem hídrica, bem como do uso do etanol da cana-de-açúcar utilizado em veículos automotivos leves. A maioria das emissões dos GEEs no Brasil vem do desmatamento da Amazônia. Contudo, o uso do óleo diesel especialmente para o transporte (caminhão e ônibus) ainda é um problema a ser resolvido, não apenas devido à emissão de carbono, mas também, porque o óleo diesel no Brasil ainda apresenta emissões altamente poluentes: material particulado (MP), óxidos de nitrogênio (NOx) e óxidos de enxofre (SOx) - as emissões mais importantes, além dos gases de efeito estufa (GEEs). O uso do biodiesel está contribuindo para a redução de tais emissões, mas medidas completares ainda são necessárias. A introdução da Lei Federal de Mudanças Climáticas (nº 12.187) é um destes instrumentos. No Município de São Paulo a Lei de Mudanças Climáticas (Lei Municipal nº 14.933) de 9 de novembro de 2009 estabelece uma redução dos GEEs em torno de 20% até 2020. Para atingir este objetivo, além da necessária redução das emissões locais (GELs) na Região Metropolitana de São Paulo (RMSP)...

Proposta de modelo conceitual para implantação de gestão compartilhada de serviços de transporte público urbano de pessoas dirigido a um cenário de mobilidade e desenvolvimento sustentável.; Proposed framework for implementation of management of shared services for urban transport of people headed for a scenario of mobility and sustainable development.

Veiga, Ivanice Schütz
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 15/06/2011 PT
Relevância na Pesquisa
46.62%
O estudo centra-se na produção dos serviços do transporte público urbano de pessoas, visando o desenvolvimento de uma nova metodologia e modelo para sua gestão, sustentado na mobilidade urbana e princípios do desenvolvimento sustentável. Esta concepção compreende a formação de áreas urbanas orientadas pela multisetorialidade, estruturação de redes, distribuição de atividades geradoras de viagens, responsabilidade social, integração, inclusão social, e ênfase na geração de espaços saudáveis para os cidadãos. Com base na análise da situação atual do transporte urbano, os dados secundários mostram o esgotamento dos modelos tradicionais de tratamento para a gestão de services desta natureza, aliada a uma abordagem restrita, orientada por soluções setoriais e funcionalistas, onde o transporte aparece como um fim em si mesmo.. Por outro lado, a revisão do estado da arte aponta a abordagem da sustentabilidade como potencial alternativa a promover mudanças positivas no que se refere à busca de soluções para problemas de transporte; não somente restrita ao entendimento do transporte sustentável a partir de soluções tecnológicas, mas fundamentalmente, segundo uma definição mais ampla...

Perspectivas para a contribuição do uso do etanol no transporte público urbano, visando à redução da poluição atmosférica - estudo de caso: Projeto Best; Perspectives to the contribution of ethanol utilization in the public urban transport, aiming to reduce air pollution - Case study: BEST Project

Santos, Sandra Maria Apolinario dos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 17/08/2012 PT
Relevância na Pesquisa
46.25%
O óleo diesel é o combustível de maior importância na matriz energética veicular no Brasil, correspondendo a praticamente metade do total do volume de combustível consumido no país, além de ser a opção mundial de combustível para o transporte público urbano. O óleo diesel é um combustível fóssil, não renovável, produzido a partir da destilação fracionada do petróleo. O seu uso está associado a poluição atmosférica local (aquela que impacta a qualidade do ar no local onde o poluente é emitido), a aumentos significativos de admissões hospitalares e à mortalidade por doenças respiratórias e cardiovasculares. O etanol surge como uma perspectiva à substituição de diesel no transporte público. O uso de etanol em ônibus é uma realidade em várias cidades da Suécia, principalmente em Estocolmo, onde a tecnologia de ônibus diesel adaptado para operar com etanol é utilizada desde 1985, com grande sucesso, principalmente do ponto de vista ambiental. Com o objetivo de incentivar o uso do etanol no transporte público urbano, visando à redução da poluição atmosférica nos grandes centros urbanos, foi idealizado o Projeto BEST - BioEtanol para o Transporte Sustentável, incentivado pela União Européia. No Brasil...

Barreiras, motivações e estratégias para mobilidade sustentável no campus São Carlos da USP; Barriers, motivators and strategies for sustainable mobility in the campus of USP at São Carlos

Stein, Peolla Paula
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/04/2013 PT
Relevância na Pesquisa
36.56%
O objetivo deste trabalho foi investigar barreiras, motivações e estratégias que apresentam potencial para promover a mobilidade sustentável de alunos de graduação, pós-graduação, servidores técnico- administrativos e servidores docentes no campus da Universidade de São Paulo em São Carlos. O método utilizado para atingir o objetivo foi dividido em três etapas: i. desenvolvimento de ferramenta para coleta de dados; ii. análise dos dados por meio do modelo transteórico de mudança comportamental; iii. análise de estratégias visando a mobilidade sustentável. O questionário on-line desenvolvido e aplicado para o estudo forneceu uma taxa de resposta robusta e bem distribuída dos principais usuários do campus (25,5% da população do campus total). Percentagens consideráveis de usuários em todos os grupos investigados manifestaram a intenção de mudar para outro modo de transporte. Entre aqueles que mudariam para modos de transporte sustentáveis, 27,1% mudariam para o modo a pé, enquanto que 46,2% mudariam para o modo bicicleta. No entanto, 13,6% dos entrevistados declararam que mudariam para o automóvel, o que representa uma demanda adicional de cerca de 300 lugares de estacionamento no campus. Em relação às barreiras para a adoção de modos de transporte sustentáveis...

Avaliação da qualidade do transporte público sob a ótica da mobilidade urbana sustentável  -  o caso de Fortaleza; Assessing the quality of public transport from the perspective of sustainable mobility: the case of Fortaleza

Maia, Ana Cecília Lima
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 21/06/2013 PT
Relevância na Pesquisa
36.63%
Este trabalho apresentou um método de avaliação para sistemas de transporte público de uma cidade e da região metropolitana à qual ele pertence. No caso específico deste estudo, a cidade selecionada foi Fortaleza. A avaliação foi realizada do ponto de vista retrospectivo (1992, 2000 e 2010) e prospectivo (2014), com o propósito de destacar a importância da abordagem para o planejamento da mobilidade sustentável. A pesquisa foi motivada pelos crescentes problemas de mobilidade enfrentados pela população nos últimos anos. Projetos de ampliação da infraestrutura viária, bem como de criação de novos sistemas de transportes públicos são propostos com frequência, mas estes raramente são totalmente implantados ou executados. A estratégia de avaliação se baseia no Índice de Mobilidade Urbana Sustentável (IMUS), criado por Costa (2008). A estrutura do índice envolve 87 indicadores, que visam refletir diferentes impactos e perspectivas da mobilidade. Como o foco do estudo foi o transporte público, foram calculados apenas os 22 indicadores diretamente ligados ao tema. Os pesos da estrutura hierárquica foram redistribuídos para o índice resultante, que passou a ser chamado de IMUS-TP. O valor do índice foi calculado para cada um dos quatro anos do período de análise...

Modelagem ambiental e análise qualitativa comparativa de políticas de implantação de gás natural veicular em ônibus; Environmental Modelling and Qualitative Comparative Analysis of public policies that implemented compressed natural gas on buses

Brito, Thiago Luis Felipe
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 10/02/2015 PT
Relevância na Pesquisa
36.57%
Esta dissertação desenvolveu duas análises de natureza diferente, mas complementares, uma vez que são unidas por uma mesma questão. Esta questão diz respeito à utilização do gás natural veicular em substituição ao óleo diesel em ônibus urbanos. O autor argumenta que, devido a suas características técnicas, o gás natural pode contribuir para a promoção de um transporte mais sustentável, mesmo que o gás natural seja um combustível igualmente não renovável, como o óleo diesel. Na primeira análise desenvolvida, utiliza-se uma metodologia bottom-up para demonstrar os ganhos ambientais que podem ser alcançados ao se substituir o óleo diesel por gás natural em ônibus urbanos. Adota-se a cidade de São Paulo como estudo de caso. Esses ganhos ambientais manifestam-se tanto na redução das emissões de poluentes locais, como material particulado, monóxido de carbono e óxidos de enxofre, conduzindo a melhoras importantes na qualidade de vida das pessoas que sofrem os efeitos nocivos dessas emissões (usuários ou não do transporte público urbano), como, também, no declínio das emissões de gases de efeito estufa, especialmente o dióxido de carbono, levando a benefícios ambientais globais. Os resultados amparam o uso do gás natural em ônibus como uma estratégia de maior sustentabilidade no plano ambiental. Já...

Procedimento metodológico para estimativa de demanda transferida em sistemas de transporte ferroviário de passageiros com característica semiurbana

Ventura, Thaís dos Santos
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xxii, 210 p.| il., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
46.2%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil; A atual estrutura dos sistemas de transportes do Brasil possui custos sociais e ambientais onerosos. Por isso a necessidade de planejar para transporte sustentável é evidente. Estratégias para equilibrar a matriz modal de transportes e melhorar a qualidade de vida da população estão sendo desenvolvidas pelo Governo Federal. Dentre elas, destaca-se o Programa de Resgate dos Transportes Ferroviários de Passageiros, que pretende reduzir a ociosidade dos trechos ferroviários e promover o atendimento entre cidades de médio porte. Entretanto, as receitas geradas por um investimento como esse para o cálculo de viabilidade econômica são de difícil mensuração. Isso se deve à incapacidade de se estimar com precisão as demandas atraídas para novos modos de transporte introduzidos no sistema. O objetivo desse trabalho é desenvolver um procedimento metodológico para estimativa de demanda transferida em sistemas de transporte ferroviário de passageiros com característica semiurbana para aplicação em um estudo de caso no trecho Florianópolis - Itajaí em Santa Catarina. Com os resultados obtidos no estudo de caso foi possível tirar conclusões a respeito do procedimento metodológico proposto...

Mobilidade sustentável

Roque, Pedro Marques
Fonte: Repositório Comum de Portugal Publicador: Repositório Comum de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /12/2014 POR
Relevância na Pesquisa
46.29%
As questões associadas à mobilidade das grandes cidades estão na ordem do dia, seja por motivos sociais seja por motivos políticos e legislativos. É cada vez mais patente uma tendência para a valorização dos meios de transporte sustentável, como forma de preservar o ambiente cada vez mais ameaçado. Se em algumas cidades europeias podemos observar um aumento da adesão de particulares à deslocação através de bicicleta, ao nível do transporte e distribuição de mercadorias, este fenómeno ainda é pouco expressivo, seja por questões de operacionalidade, seja por questões de ausência de meios optimizados. É nesta área que as empresas produtoras de bicicletas podem aturar, reflectindo sobre as potencialidades do mercado e desenvolvendo soluções inovadoras e de futuro.

Políticas sustentáveis para o transporte de mercadorias na União Europeia: o papel da ferrovia nessas políticas: o caso de Portugal

Leandro, Hugo José da Costa
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
46.47%
Os transportes representam um peso elevado do consumo energético da União Europeia. São também responsáveis, directa ou indirectamente, por um conjunto de custos ambientais, económicos e sociais elevados. Procurando a sustentabilidade, as políticas europeias têm, recentemente, procurado diminuir esses custos, em especial, através da transferência ou complementaridade do transporte recorrendo a modos de transporte mais sustentáveis. A implementação das quatro liberdades associadas ao Mercado Único (Pessoas, Bens, Serviços, Capitais) desencadeou a reorganização económica da UE, levando a um aumento da procura pelo transporte de mercadorias, a que a ferrovia não conseguiu responder pela sua rigidez física e organizacional, com redes ferroviárias de matriz nacional. Este abandono de mercado foi preenchido por milhares de empresas rodoviárias, maioritariamente micro ou pequenas empresas, dedicando-se ao transporte das cargas isoladas, aproveitando as facilidades do Mercado Único e uma boa rede rodoviária europeia. No entanto, estas pequenas empresas não têm dimensão para criar cadeias logísticas sustentáveis próprias e, num quadro de imposição dos custos externos ao transporte rodoviário, terão de transferir tais custos para os consumidores. A ferrovia assume-se assim como complemento sustentável ao transporte rodoviário de mercadorias...

Globalização, dilemas dos comuns e qualidade de vida sustentável: do que precisamos, o que podemos fazer, o que podemos conseguir?

Vlek,Charles
Fonte: Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte Publicador: Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2003 PT
Relevância na Pesquisa
46.44%
Apresenta-se uma visão da ciência do comportamento sobre o desenvolvimento sustentável da sociedade a partir de uma perspectiva européia. A expansão do livre-mercado implica expressivas pressões sobre qualidades ambientais e sociais em muitos países. Um modelo de dilema dos comuns ampliado (DCA) é apresentado para capturar a tensão entre interesses individuais e coletivos. Uma variedade de estudos na área das relações pessoa-ambiente podem ser alinhados com as etapas sucessivas do modelo DCA, que é aplicado ao domínio em expansão do transporte motorizado. A liberdade individual estimulada pelo mercado é insuficientemente considerada em políticas governamentais destinadas a assegurar bens coletivos vitais. Princípios políticos atuais da Holanda e União Européia são analisados criticamente e um conjunto de diretrizes para o transporte sustentável é apresentado. Com base nessa análise e em levantamento realizado com respondentes holandeses, questiona-se o crescimento econômico, trabalho e renda como fatores determinantes do bem-estar humano futuro. As conclusões se referem à pesquisa abrangente sobre sustentabilidade, à estruturação dos estudos pessoa-ambiente e ao tópico de "praticar a teoria versus teorizar a prática".

Análise do potencial de integração da bicicleta com o transporte coletivo em Belo Horizonte

Castro,Catarina Miranda Sampaio e; Barbosa,Heloisa Maria; Oliveira,Leise Kelli de
Fonte: Sociedade Brasileira de Planejamento dos Transportes Publicador: Sociedade Brasileira de Planejamento dos Transportes
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2013 PT
Relevância na Pesquisa
46.17%
A bicicleta como um modo de transporte sustentável tem ganhado destaque por contribuir para a redução do número de veículos motorizados nas cidades. Para que isto ocorra, dentre os fatores que precisam ser fomentados, está a integração da bicicleta com o transporte público. Este artigo apresenta os resultados da análise da potencialidade da integração da bicicleta com o trem metropolitano, e a análise comparativa dos resultados em diferentes capitais brasileiras. A metodologia envolveu uma pesquisa de dados socioeconômicos e de preferência declarada para identificar os atributos relevantes para a ocorrência da integração, com usuários da Estação Vilarinho em Belo Horizonte. Os resultados apontam o perfil dos usuários dispostos a fazer a integração, e, a distância da origem até à estação e o fato de não possuir bicicleta como os motivos da falta de interesse pela integração. Os entrevistados declararam que segurança pública e infraestrutura cicloviária são fatores importantes para a integração. Além disso, não existe uma convergência do percentual de adesão à integração nas cidades analisadas, sendo necessários estudos locais para avaliar a viabilidade desta integração.

Transporte não motorizado e a mobilidade sustentável: os deslocamentos a pé na região sudoeste do Recife

de Fatima Figueirêdo Gonçalves de Azevedo, Cristiane; Leonor Alves Maia, Maria (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.42%
Nas últimas décadas a literatura aponta o registro de índices crescentes de deslocamentos a pé para o desenvolvimento de atividades principais, sobretudo nas grandes cidades. Assim, a caminhada passou a ser objeto de interesse das políticas de transporte, demandando atenção de entidades públicas na formulação de estratégias e no desenho de metas e ações que promovam um deslocamento confortável e seguro para os pedestres. O objetivo dessa dissertação é compreender e analisar, com base em uma pesquisa domiciliar realizada em 2006 com pedestres, numa área situada a sudoeste de Recife, as características e razões dos deslocamentos a pé e as condições em que os mesmos ocorrem, no que diz respeito ao conforto, segurança e a provisão de infraestrutura adequada para a circulação dos que caminham, de forma a colaborar na formulação e implementação de políticas públicas e de ações que promovam melhores condições dos deslocamentos a pé nessa área da cidade. A Área Objeto de Estudo dessa pesquisa foi selecionada com base nos dados da pesquisa O/D-EMTU/Recife-1997/1998, que apontou para esta área um índice de viagens a pé de 43,4%, que é acima da média das viagens a pé de Recife (32,7%). Os principais resultados na área estudada...

Políticas públicas de mobilidade sustentável no Brasil: barreiras e desafios

Meira, Leonardo Herszon; Maia, Maria Leonor Alves (Orientadora)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Tese de Doutorado
BR
Relevância na Pesquisa
36.52%
O forte e rápido processo de urbanização brasileiro apresentado nos últimos 40 anos e o crescimento de viagens motorizadas, principalmente por meios individuais de transporte, ajudaram a fomentar um quadro de externalidades negativas no tocante à mobilidade urbana. Em várias cidades do país estão cada vez mais comuns deseconomias geradas pelo maior tempo gasto nos deslocamentos, aumento do consumo de combustível, crescimento da emissão de poluentes com reflexos negativos na saúde, maior custo operacional e aumento das tarifas do transporte público e aumento de acidentes de trânsito. Esta situação aponta para uma condição insustentável de deslocamento que pode acabar ajudando a comprometer a qualidade de vida da população urbana. O planejamento e a implantação de políticas que promovam formas mais sustentáveis de mobilidade urbana estão na ordem do debate. É comum encontrar na literatura acadêmica sobre o tema fortes recomendações em investimento no transporte público e a promoção de modos não motorizados como forma de melhorar a mobilidade urbana nas cidades e promover ambientes mais sustentáveis. Contudo, observa-se, por um lado uma grande aceitação da necessidade de abordar a mobilidade urbana de forma sustentável e...

Mobilidade urbana : sustentabilidade no transporte

Castro, André Luis Arantes de, 1991-
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Monografia Graduação Formato: 65 f.; application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
36.59%
Orientador: Junior Ruiz Garcia; Monografia(Graduação) - Universidade Federal do Paraná,Setor de Ciências Sociais Aplicadas, Curso de Ciências Econômicas; Resumo: O modelo atual dos sistemas de transporte brasileiros baseados no automóvel como principal provedor de mobilidade demonstra indícios de suas limitações e inviabilidade futura. O número de acidentes, os níveis de poluição e os congestionamentos, de maneira direta geram anualmente no Brasil custos econômicos milionários e custos sociais excessivos. O objetivo dessa monografia é fornecer o retrato atual da mobilidade urbana no Brasil, associando diretamente o uso do meio individual motorizado de transporte, como responsável pelos principais entraves nos sistemas de transporte urbano nacionais. O trabalho destaca estudos e iniciativas, nacionais e internacionais, que buscam um tratamento integrado da variável transporte com outras esferas sociais, como meio ambiente e competitividade econômica. Através da conceituação de mobilidade sustentável ressalta o papel da mobilidade como participante ativo pela busca de desenvolvimento sustentável. Por meio de uma revisão de diversos estudos relacionados à qualidade de vida urbana e transporte, é verificado a importância de um planejamento que não seja limitado a ampliação de estrutura viária em favorecimento dos automóveis particulares...

Política de mobilidade sustentável e inclusiva em Ribeirão preto, SP: uma análise do transporte público por ônibus

Barioni, André
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
36.64%
A Mobilidade Urbana é um atributo associado à cidade e corresponde à facilidade de deslocamento de pessoas e bens no espaço. O objetivo da pesquisa foi o de estudar o Transporte Público (operado por ônibus) e a Mobilidade Urbana do município de Ribeirão Preto-SP, com ênfase no conceito de Mobilidade Urbana Sustentável, discutido e adotado pelo Ministério das Cidades, no Brasil. Foram analisadas as políticas públicas de mobilidade vigentes para identificar e avaliar o que vem sendo trabalhado e como vem sendo aplicado pela Administração Pública do município. Para esta análise procurou-se entender o transporte público no processo de urbanização, na reestruturação urbana e no planejamento urbano. Acreditamos que a não compreensão do processo de urbanização e a sua dinâmica urbana impossibilitaria entender a aplicação das políticas públicas de mobilidade. Assim, buscamos entender o planejamento urbano e os instrumentos e meios que a Administração Pública tem para intervir no espaço, passando então a analisar o Plano Diretor e as suas Leis Complementares. A pesquisa se iniciou com o processo de aprimoramento teóricometodológico, quando foram feitas leituras que reforçaram o conceito de sustentabilidade urbana e o de inclusão social...

SUSTAINABLE TRANSPORT – CITY OF SÃO PAULO, EAST RADIAL CORRIDOR; TRANSPORTE SUSTENTÁVEL – CIDADE DE SÃO PAULO, CORREDOR RADIAL LESTE

Bergamini, Alexandre De Luca
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Arquitetura e Urbanismo Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Arquitetura e Urbanismo
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 28/01/2015 POR
Relevância na Pesquisa
46.38%
The sustainable development of cities involves necessarily the aspects of sustainability of people and cargo movements.These are closely linked to the usage quality of people’s space/time interacting with the City. As the focus of study, it will be characterized the current transport situation in the East Radial Corridor and suggested ways to improve the movements with reduction of pollutant emissions.; O desenvolvimento sustentável das cidades passa necessariamente pela sustentabilidade dos deslocamentos de pessoas e cargas.Estes estão intimamente ligados à qualidade da utilização do espaço/tempo das pessoas na interação com a Cidade. Como objeto do estudo, vamos caracterizar a atual situação do transporte no Corredor Radial Leste e indicar caminhos para a melhoria destes deslocamentos com a redução da emissão de poluentes.