Página 1 dos resultados de 2 itens digitais encontrados em 0.006 segundos

Atrito Interno em a?os inoxid?veis austen?ticos contendo martensita induzida por deforma??o.

Santos, Tiago Felipe de Abreu
Fonte: Programa de P?s-Gradua??o em Engenharia de Materiais. Rede Tem?tica em Engenharia de Materiais, Pr?-Reitoria de Pesquisa e P?s-Gradua??o, Universidade Federal de Ouro Preto. Publicador: Programa de P?s-Gradua??o em Engenharia de Materiais. Rede Tem?tica em Engenharia de Materiais, Pr?-Reitoria de Pesquisa e P?s-Gradua??o, Universidade Federal de Ouro Preto.
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
26.03%
Foi objetivo deste trabalho estudar o comportamento do amortecimento de vibra??es mec?nicas de a?o inoxid?vel austen?tico tipo ABNT 304 contendo diferentes tipos e quantidades de martensitas induzidas por deform a??o. Ensaios de tra??o foram realizados em corpos de prova do a?o inoxid?vel austen?tico, em temperaturas no intervalo de ?50 a 20?C e quantidades de deforma??o verdadeira de 3 a 12 %, com a finalidade de se obterem diferentes quantidades de fases martens?ticas dos tipos ? (hexagonal compacta) e ?? (c?bica de corpo centrada). As martensitas induzidas por de forma??o foram caracterizadas quanto a sua morfologia, distribui??o e quantidade por meio de an?lises metalogr?ficas, dilatometria, e foram medidas com um ferritosc?pio. As temperaturas de transforma??es reversas, ??? e ?? ??, foram determinadas por ensaios dilatom?tricos. O comportamento de amortecimento de vibra??es mec?nicas em fun??o da temperatura, para diferentes quantidades de martensitas presentes no a?o inoxid?vel austen?tico, foi avaliado por meio de medidas realizadas em um p?ndulo de tor??o invertido, na faixa de temperaturas de 40 a 400?C. Foi determinado que a quantidade de martensita ?? aumenta continuamente com a deforma??o para uma mesma temperatura e diminui com a eleva??o de temperatura para uma deforma??o constante. Por outro lado...

Influ?ncia de tratamentos t?rmicos e mec?nicos nas temperaturas de transforma??o martens?tica em ligas Ni-Ti com efeito mem?ria de forma

Magela, Jardel Oliveira
Fonte: Programa de P?s-Gradua??o em Engenharia de Materiais. Rede Tem?tica em Engenharia de Materiais, Pr?-Reitoria de Pesquisa e P?s-Gradua??o, Universidade Federal de Ouro Preto. Publicador: Programa de P?s-Gradua??o em Engenharia de Materiais. Rede Tem?tica em Engenharia de Materiais, Pr?-Reitoria de Pesquisa e P?s-Gradua??o, Universidade Federal de Ouro Preto.
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
86.7%
As ligas Ni-Ti com efeito mem?ria de forma s?o capazes de recuperar uma forma predefinida pela mudan?a de temperatura. Quando uma liga com mem?ria de forma se encontra abaixo de sua temperatura de transforma??o, ela pode ser facilmente deformada, mas ao ser aquecida ela recupera sua forma original exercendo uma for?a consider?vel. Esta propriedade ? explorada em aplica??es tecnol?gicas. Uma liga comercial de Ni-Ti, aproximadamente equiat?mica, submetida a tratamento t?rmico de envelhecimento a cerca de 500?C foi estudada. Na condi??o como recebida a liga apresentou precipitados e duas transforma??es de fase no resfriamento: da fase matriz (c?bica de corpo centrado ? B2) para a fase martens?tica trigonal (R) e, da fase R para a fase martens?tica monocl?nica (B19?). O material foi subdividido em dois lotes, um deles foi estudado no estado como recebido e o outro foi submetido a tratamento t?rmico a 900?C, por 30 minutos, objetivando solubilizar os precipitados presentes. Ensaios de tra??o foram realizados ? temperatura ambiente em corpos de prova da liga extra?dos dos dois lotes, em duas condi??es: ap?s aquecimento at? 80?C e ap?s resfriamento em nitrog?nio l?quido. Foram utilizadas deforma??es de 2, 4, 6 e 8%. As t?cnicas de calorimetria explorat?ria diferencial...