Página 1 dos resultados de 144 itens digitais encontrados em 0.000 segundos

Transexualismo, psicanálise e gênero:do patológico ao singular; Transsexuality, psychoanalysis and gender: from pathological to singularity

Cossi, Rafael Kalaf
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/05/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.77%
Esta pesquisa propõe uma investigação teórica acerca do transexualismo, buscando instrumentos que possam abrir novas possibilidades de compreensão e tratamento do fenômeno para além do campo da patologia. Inicialmente, expõe sua definição clássica e a distinção diagnóstica de quadros clínicos próximos. Interroga a literatura sobre a possibilidade de que o transexualismo seja um fenômeno atemporal e analisa suas especificidades históricas contemporâneas. Num segundo momento, trata do desenvolvimento da identidade sexual segundo Freud e segundo Stoller, que importou para a psicanálise a noção de gênero. Aborda a teoria de gênero de Butler e as questões que endereça à psicanálise de cunho estrutural, que ratificaria a visão patologizante dos gêneros ininteligíveis prevalecente na cultura heteronormativa da modernidade. Debate sobre a pertinência da determinação de uma identidade transexual. Finalmente, discorre sobre a clínica que relega o transexualismo ao campo da patologia sustentada pelas teorias de Stoller e de alguns psicanalistas lacanianos. Como forma de se contrapor a tal clínica, esta pesquisa trabalha as noções psicanalíticas de Verleugnung, semblante, gozo e sinthoma. Contempla o registro do real...

 Transtorno de identidade sexual em adultos e justiça: laudo psicológico para mudança de prenome ; Transsexualism and justice: the impact of the psychological appraisal on forename change litigation

Cordeiro, Desirèe Monteiro
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/09/2012 PT
Relevância na Pesquisa
27.14%
Transexualismo é definido como o desejo de viver e ser aceito como pertencente ao sexo oposto. É usualmente acompanhado por sentimento de desconforto ou inadequação em relação ao sexo anatômico, associado a desejo de se transformar cirúrgica e hormonalmente para tornar o corpo o mais congruente possível com o sexo pretendido. Com essa alteração, surge ainda a necessidade de adequação jurídica da pessoa física por meio de processo cível para mudança do nome e do sexo jurídicos, adequando-se, assim, o status civil/social. O objetivo deste trabalho foi observar como os laudos psicológicos poderiam ou não colaborar nas decisões judiciais, de acordo com a análise de sentenças judiciais para mudança de prenome em transexuais masculinos e femininos, submetidos ou não a cirurgia de transgenitalização. Realizamos levantamento por amostragem, que inicialmente caracterizou as variáveis sociais e demográficas dessa população e, posteriormente, sistematizamos os dados encontrados. A população estudada, que pleiteia a mudança do registro civil, foi mapeada a partir de dados de sentenças e processos para mudança de prenome, traçando-se um perfil nacional segundo os critérios definidos pelo SUS. Buscamos a amostra nos quatro centros credenciados para o processo transexualizador (Portaria no 457...

Gêmeos monozigóticos discordantes para transexualidade : diferenças neuroanatômicas e psicológicas

Andreazza, Tahiana Signorini
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
27.14%
A presente dissertação trata-se de um estudo de caso exploratório que discorre sobre fatores neuro-estruturais, hormonais, neuropsicológicos e suas possíveis associações, em um par de gêmeos monozigóticos adulto, do sexo masculino, discordantes para o transexualismo. Ambos os gêmeos foram submetidos a entrevistas semi-estruturadas por meio de equipe especializada pertencente ao Programa de Transtorno de Identidade de Gênero do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA). Aplicou-se o intrumento Wechsler Adult Intelligence Scale (WAIS), com o objetivo de avaliar diversas funções cognitivas verbais e não-verbais que contribuem para a inteligência geral e realizou-se Ressonância Magnética do encéfalo, com a finalidade de medir o volume de uma série de estruturas cerebrais. Ainda, a mãe dos sujeitos (o pai alegou não ter disponibilidade em participar) forneceu informações sobre a gestação, parto, condições de nascimento, infância, meio ambiente, alterações clínicas presentes e passadas e eventos incomuns na história de vida dos gêmeos. Em cinco regiões cerebrais foram detectadas diferenças nos volumes de determinadas estruturas, e nas habilidades de linguagem e raciocínio viso-espacial houve divergência entre os gêmeos. Sugere-se que fatores epigenéticos possam estar envolvidos tanto na discordância fenotípica como nos achados deste estudo.; The present work is an exploratory study case that discusses about neuroanatomical...

Transexualismo e respeito ?? autonomia: um estudo bio??tico dos aspectos jur??dicos e de sa??de da terapia para mudan??a de sexo

Silva, Miriam Ventura da
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
27.14%
A terapia para mudan??a de sexo traz as discuss??es sobre os limites e as possibilidades do exerc??cio da autonomia pessoal, para a pr??tica de transforma????es corporais, e sobre a legitimidade moral de a pessoa alterar a identidade sexual legal, atrav??s do uso de recursos biotecnol??gicos. Os principais conflitos bio??ticos que decorrem dessa pr??tica, surgem das interdi????es e restri????es normativas para o sujeito transexual acessar os recursos de sa??de e jur??dico, considerados indispens??veis para supera????o dos desconfortos com seu pr??prio corpo, e a viv??ncia, livre e sem constrangimentos, de sua express??o sexual e da pr??pria cidadania. De forma introdut??ria, este estudo reflete sobre os fundamentos e a legitimidade moral dessas restri????es e interdi????es ?? autonomia da pessoa transexual, a partir da an??lise dos conflitos identificados entre sujeito transexual e a regulamenta????o produzida pelas inst??ncias m??dica e judicial, em um contexto de vig??ncia dos paradigmas biotecnocient??fico e bio??tico, e de uma cultura de direitos humanos. A investiga????o considera o transexualismo definido pela Medicina como um transtorno ps??quico de identidade de g??nero e/ou sexual -, como um tipo de dispositivo da sexualidade...

Transexualismo masculino

Athayde,Amanda V. Luna de
Fonte: Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia Publicador: Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2001 PT
Relevância na Pesquisa
37.64%
O transexualismo masculino é uma condição que exige a atuação de profissionais de diversas áreas para o diagnóstico e tratamento. De vital importância é o correto diagnóstico, uma vez que o tratamento cirúrgico é irreversível e, se incorretamente indicado, pode levar até ao suicídio. Os elementos diagnósticos são essencialmente clínicos e um período-teste de observação de dois anos é recomendado antes da realização da cirurgia. Nesse período são utilizados recursos psicoterápicos e prescrita medicação anti-androgênica e estrogênica para adequação dos caracteres sexuais secundários. No presente artigo de revisão são abordados os conceitos necessários à conduta nos casos de transexualismo, bem como as opções terapêuticas disponíveis.

Valor do estudo citogenetico no transexualismo

Saldanha,P. H.; Olazábal,Luiza Campos
Fonte: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO Publicador: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/1976 PT
Relevância na Pesquisa
27.45%
O transexualismo é caracterizado como uma entidade psiquiátrica, distinta do homossexualismo e travestismo, revendo-se suas manifestações sindrômicas. Discutem-se as duas principais causas etiológicas plausíveis do transexualismo, a saber: a hipótese psicoanalítica fundamentada na regressão psicossexual com estampagem da figura materna e o modelo neuro-endócrino que pressupõe alterações nos centros de identidade sexual do hipotámo. Com base nesta última explicação propõe-se, a exemplo do que parece ocorrer na síndrome de Morris, cujas células (XY) não respondem ao efeito masculinizante da testosterona plasmática, que os transexuais devem possuir mosaicismo detectável ou críptico, quanto aos cromossomos sexuais, nos centros hipotalâmicos de identidade sexual que não respondem à secreção androgênica produzida pela gônada primitiva. Esta possibilidade explicaria a excessiva prevalência da síndrome entre homens, bem como a sua manifestação com feições típicas no sexo masculino e ainda a ocorrência esporádica da síndrome. O estudo citogenético revelou que a frequência (32%) de mosaicismo quanto aos cromossomos sexuais em 25 transexuais é estatisticamente superior aos valores observados em 14 homossexuais e 40 controles normais...

Transgenitalização masculino / feminino: experiência do Hospital Universitário da UFRJ

Franco,Talita; Miranda,Luiz Carlos de; Franco,Diogo; Zaidhaft,Sergio; Aran,Márcia
Fonte: Colégio Brasileiro de Cirurgiões Publicador: Colégio Brasileiro de Cirurgiões
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
27.45%
OBJETIVO: Mostrar a experiência do tratamento cirúrgico do transgenitalismo (masculino/feminino) realizado no Programa de Transgenitalização do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, - UFRJ. MÉTODOS: A seleção dos pacientes para operação de transgenitalismo obedeceu à avaliação de equipe multidisciplinar, atendendo aos critérios definidos, após dois anos de acompanhamento conjunto: diagnóstico médico de transexualismo; paciente maior de 21 anos; ausência de características físicas inapropriadas para a mudança; apoio de pelo menos um familiar próximo. RESULTADOS: De 1997 a 2004 foram atendidas dezessete, pessoas quinze confirmaram a condição transexual, uma foi afastada por ter trazido exames falsos. Do total de dezesseis transexuais, foram realizadas seis operações. As pacientes operadas situavam-se na faixa de 25 a 40 anos com média de 31 anos. O procedimento cirúrgico foi concluído sem dificuldades técnicas em todas as pacientes . Uma paciente apresentou estenose do neo meato e em outra foi necessário encurtar um pouco mais a uretra. CONCLUSÃO: A técnica operatória não oferece maiores dificuldades em sua execução, mas pode depender das condições locais e da criatividade do cirurgião. A dificuldade maior está em preparar estes pacientes para que não haja frustrações ou expectativas demasiadas.

Algumas reflexões para estabelecer a cronologia do "fenômeno transexual" (1910-1995)

Castel,Pierre-Henri
Fonte: Associação Nacional de História - ANPUH Publicador: Associação Nacional de História - ANPUH
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2001 PT
Relevância na Pesquisa
27.14%
O "fenômeno transexual" (Benjamin) é um indicador muito seguro das modificações históricas da percepção científica, mas também cultural e política da identidade sexual no século XX. Para apresentar uma cronologia e uma bibliografia escolhida desse fenômeno, este artigo propõe um fio condutor: a recusa sistemática das interpretações psicanalíticas do transexualismo pelos sexólogos, endocrinologistas e sociólogos que estudaram o problema.

Inversões do papel de gênero: "drag queens", travestismo e transexualismo

Cardoso,Fernando Luiz
Fonte: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2005 PT
Relevância na Pesquisa
37.45%
Este artigo discute algumas categorias comumente usadas no campo da sexologia, mas pouco claras em termos de definição. A sexologia, enquanto uma ciência ainda muito recente, vem-se construindo com a contribuicão de pesquisadores oriundos de muitas áreas do conhecimento que trabalham com diferentes percepções e categorias epistemológicas. Tal multidisciplinaridade, por um lado, traz uma rica contribuicão para este campo do conhecimento, mas, por outro lado, traz também muita confusão e pouco diálogo entre os seus pares. Ao discutir-se tais categorais, tentou-se situá-las e compará-las, empregando as evidências oriundas de pesquisas empíricas e explicativas na literatura vigente que as sustentem enquanto categorias transdisciplinares úteis de análise. Pesquisas de caráter apenas interpretativo foram deixadas de lado por não contribuirem nessa tentativa teórica interdisciplinar. Esta revisão crítica da literatura, produzida a partir do inglês, traz algumas contribuições sobre uma delas, o transexualismo, bem como sobre algumas das mais recentes formas de abordá-lo em termos acadêmicos e clínicos.

Body building, travestismo e feminilidade

Próchno,Caio César Sousa Camargo; Nascimento,Maria José de Castro; Romera,Maria Lúcia Castilho
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Pontifícia Universidade Católica de Campinas Publicador: Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2009 PT
Relevância na Pesquisa
27.14%
Neste artigo, parte-se da ideia de corpo virtual, de sexualidade e das histórias do travestismo e transexualismo. Aborda-se a busca pelo feminino por alguns homens e também por mulheres. Para tanto, utiliza-se o conceito de body building, um fenômeno que começou no pós-guerra e vem se solidificando na atualidade devido ao desenvolvimento da ciência na área de cirurgia plástica e outros métodos de construção do corpo. Discute-se a inadequação do termo travestismo, uma vez que a caracterização do feminino nestes casos não está mais só nas vestes e sim, também no corpo. Por fim, fala-se a respeito da força que a feminilidade exerce sobre o ser humano e de um novo sujeito que surge nas sociedades atuais, desafiando conceitos teóricos e padrões culturais de gênero.

Limites e possibilidades do exercício da autonomia nas práticas terapêuticas de modificação corporal e alteração da identidade sexual

Ventura,Miriam; Schramm,Fermin Roland
Fonte: IMS-UERJ Publicador: IMS-UERJ
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2009 PT
Relevância na Pesquisa
27.45%
As normas brasileiras condicionam o acesso às modificações corporais para alteração da identidade sexual à confirmação do diagnóstico psiquiátrico de transexualismo - transtorno de identidade de gênero ou sexual -, e o acompanhamento psiquiátrico por dois anos para sua realização. O desconforto com o sexo anatômico e o desejo de a pessoa modificar a genitália para a do sexo oposto é o principal critério definidor do diagnóstico de transexualismo. A cirurgia de transgenitalização é considerada etapa final do tratamento, e vem sendo admitida pela instância judicial como condição necessária para a alteração da identidade sexual legal. O artigo discute o conflito moral entre o sujeito transexual e as normas vigentes em relação ao exercício da autonomia individual nas práticas terapêuticas, aplicando as ferramentas da bioética, a partir da análise dos argumentos utilizados pelas instâncias de saúde e judicial sobre o tema, nos artigos, documentos e decisões judiciais nacionais. Observa-se que houve avanços no acesso aos recursos terapêuticos e legais, mas as limitações e restrições ainda impostas ao exercício da autonomia do/a transexual podem ter efeitos negativos para a saúde e os direitos daqueles não considerados pela norma vigente como "verdadeiros transexuais". Os direitos da pessoa transexual à assistência integral à saúde...

O corpo estranho

Rinaldi,Doris
Fonte: Associação Universitária de Pesquisa em Psicopatologia Fundamental Publicador: Associação Universitária de Pesquisa em Psicopatologia Fundamental
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2011 PT
Relevância na Pesquisa
27.14%
Frente às novas técnicas de manipulação dos corpos propiciadas pelo desenvolvimento da ciência e da tecnologia na contemporaneidade, este artigo discute as relações entre corpo, sexualidade e sintoma, a partir das contribuições da psicanálise. Discute-se, em especial, o fenômeno do transexualismo tal como vem sendo abordado atualmente, em virtude da adoção de procedimentos na área da saúde pública que visam atender à demanda de mudança de sexo por meio de técnicas hormonocirúrgicas.

O TRANSEXUALISMO COMO SUPLÊNCIA NA PSICOSE

Westphal,Laure
Fonte: Programa de Pós-graduação em Teoria Psicanalítica do Instituto de Psicologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ Publicador: Programa de Pós-graduação em Teoria Psicanalítica do Instituto de Psicologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2015 PT
Relevância na Pesquisa
37.86%
Pretende-se demonstrar que o sujeito psicótico, persuadido a se transformar em mulher, pode fazer do transexualismo uma suplência, na medida em que pode resolver sua dissociação corporal e psíquica ao fazer-se existir enquanto mulher no campo social. Nosso método consiste em comparar a saída do empuxo-à-mulher no delírio de metamorfose paranoica com o arranjo que ele faz no transexualismo. Nossos resultados mostram que essas duas clínicas distintas estão fundadas em uma base comum, que é a de regular o excesso de gozo não regulado pela função fálica. A discussão mostra que o transexualismo se distingue do delírio, fazendo da exceção feminina aquilo que articula as dimensões imaginária e simbólica. Como conclusão, o transexualismo regula o empuxo-à-mulher e permite ao sujeito a constituição de uma nova identidade que une o gozo do corpo e dá a ele um nome.

Transexualismo

Lacerda, Hamilton Hudson
Fonte: Superior Tribunal de Justiça do Brasil Publicador: Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 243972 bytes; application/pdf
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.45%
Monografia; O autor aborda o tema Transexualismo, um estudo concluído em tese no Curso de ciências Jurídicas. Trata principalmente do transexual primário, em sua mudança de sexo e nome dentro do ordenamento jurídico. Discute o conceito e classificação do transexual, o transexual secundário, o homossexualismo, o transvestimento, o hermafroditismo, a cirurgia de troca de sexo, a mudança do prenome e do gênero, os direitos de família, os direitos constitucionais, a análise jurisprudencial, e a regularização dos documentos nos Tribunais competentes. Cita resoluções, sentenças e acórdão sobre o assunto.

Os princípios constitucionais e o transexualismo = Constitucional principles and transsexualism

Borges, Rosangela Mara Sartori
Fonte: Superior Tribunal de Justiça do Brasil Publicador: Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.45%
Refere-se à análise do transexualismo à luz dos princípios constitucionais, no sistema jurídico brasileiro, especialmente o do Estado Democrático de Direito e o da preservação da dignidade da pessoa humana. Demonstra que todos, inclusive as minorias, são titulares de direitos e como tais devem ser amparados pelo Estado que tenha como fundamento a democracia e a preservação da dignidade da pessoa humana.; The article is an analysis of transsexualism in the light of the Brazilian juridical system, specially the Democratic State of rights and the preservation of the human being¿s dignity. It shows that everybody, including the minorities, is a bearer of rights and as such should be supported by the State, which has democracy and the preservation of the human being¿s dignity as its basis.

O transexualismo e a mudança do prenome: uma interpretação constitucional

Costa, Daniel
Fonte: Síntese Publicador: Síntese
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
27.45%

Transexualismo: as decisões do Poder Judiciário no tocante à alteração do prenome a partir da Carta Cidadã de 1988

Besso, Sandra
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.64%
À luz do instituído pela Constituição Federal de 1988, os direitos fundamentais passaram a ser vistos sob um novo olhar. Todavia, temas considerados complexos, como o transexualismo, segundo a Classificação Internacional das Doenças (CID 10) considerado “Transtorno de Identidade Sexual”, ainda suscitam maior aprofundamento por parte da sociedade, do poder judiciário e do poderes executivo e legislativo. O Sistema Único de Saúde – SUS passou a permitir a cirurgia de transgenitalização no Brasil, na qual se opera a redesignação de sexo, tendo sido estipulados por lei critérios para a sua realização. Após a cirurgia, surge um problema: o da identidade civil, uma vez que o novo gênero da pessoa operada não se coaduna com o seu registro civil, causando-lhe constrangimento. Não há lei que regule a matéria. A partir desta constatação, o presente estudo se propõe a explorar as decisões judiciais de todos os estados da Federação, por intermédio de pesquisa nos sites dos seus respectivos tribunais, bem como das cortes superiores, buscando os termos “transexual” e “prenome” e utilizando o filtro temporal a partir de 1988, ano da promulgação da Carta Cidadã, até final de 2010. Tendo em vista a falta de lei que normatize a matéria...

A identidade civil do transexual e seus efeitos jurídicos

Fiuza, Mariana Neves
Fonte: Centro Universitário de Brasília Publicador: Centro Universitário de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
PT_BR
Relevância na Pesquisa
27.45%
Esta monografia dispõe sobre o tema do transexualismo em relação à legislação brasileira. O transexualismo é tratado como uma anomalia sexual, uma vez que o transexual acredita ter nascido no corpo errado, tendo seu sexo biológico diferente de seu sexo psicossocial. Para reparar tal anomalia, ele é submetido à cirurgia de redesignação sexual e, em seguida, busca, judicialmente, a alteração de seu prenome e sexo em seus registros civis, fundamentada no princípio constitucional da dignidade da pessoa humana. Apesar de a lei brasileira ser omissa em relação aos transexuais, eles têm o direito de ter modificado seu prenome e sexo nos registros civis. A problemática consiste na averbação ou não da referida mudança nos registros públicos. Entende-se a importância do estudo, uma vez que há divergências sobre a averbação da alteração. O primeiro argumento é a favor da averbação em função da proteção ao princípio da segurança jurídica. Já o segundo argumento defende a ausência de averbação da modificação a fim de proibir os constrangimentos e dissabores sociais em relação ao transexual.

Transexualismo e a cirurgia de transgenitalização; Transsexualism and the sex reassignment surgery.

Marangoni, Thalita Gonçalves
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/03/2015 PT
Relevância na Pesquisa
37.45%
A presente dissertação tem o escopo analisar o transexualismo em seus aspectos históricos, culturais, científicos, médicos, jurídicos e bioéticos, em especial quanto à submissão à cirúrgica da transgenitalização, como manifestação do princípio da dignidade da pessoa humana, do direito de isonomina e do direito à saúde, garantias fundamentais previstas na Constituição Federal. O progresso da medicina permite, há décadas, a mudança de sexo, adequando a genitália do transexual ao seu sexo psicológico, inconciliáveis e antagônicos. Entretanto, o transexual se depara com a falta de dispositivo legal que regulamente o ato cirúrgico de mudança de sexo e a retificação do registro civil, adequando o nome e o sexo do transexual operado à nova situação. O percurso dos interessados na mudança de sexo é difícil, repleto de obstáculos de diversas ordens, onde muitas vezes, o judiciário representa a consolidação do sofrimento e da exclusão social. O exercício pleno da cidadania exige o reconhecimento do direito à redesignação sexual e retificação do nome e do sexo no registro civil, além do direito à família, especificamente, ao casamento e à filiação. O presente estudo tem como objetivo demonstrar que a cirurgia de transgenitalização...

Surgimiento, evolución y dificultades del diagnóstico de transexualismo

Fernández Rodríguez,María; García-Vega,Elena
Fonte: Revista de la Asociación Española de Neuropsiquiatría Publicador: Revista de la Asociación Española de Neuropsiquiatría
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/03/2012 SPA
Relevância na Pesquisa
37.45%
Se realiza un recorrido histórico a través de las distintas revisiones de la Clasificación Internacional de Enfermedades (C.I.E.) y del Manual Diagnóstico y Estadístico de los Trastornos Mentales (D.S.M.). Se pretende analizar la aparición del diagnóstico de transexualismo y su evolución hasta llegar a las clasificaciones actualmente en vigor (C.I.E.-10) y ( D.S.M.-IV-TR). Por último, se expondrán algunas de las dificultades encontradas en el proceso de diagnóstico.