Página 1 dos resultados de 120 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Empenhamento organizacional nos trabalhadores temporários; Organisational commitment among temporary workers

Oliveira, Eduardo André da Silva
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 29/06/2009 POR
Relevância na Pesquisa
47.09%
Dissertação de mestrado em Gestão de Recursos Humanos; O estudo do empenhamento organizacional tem concitado o interesse de académicos e profissionais da gestão de recursos humanos. Segundo Swailes (2000), torna-se difícil encontrar na literatura organizacional dos últimos trinta anos, um tópico que tenha atraído tanta atenção como o empenhamento. Aos práticos, interessa a sua compreensão para instilar e manter uma cultura de empenhamento na organização. Este interesse recrudesce com a flexibilização do mercado de trabalho e consequentemente das relações entre empregadores e empregados. A incerteza que as organizações enfrentam torna difícil, se não impossível, garantir um emprego para toda a vida – algo que anteriormente estava implícito no contrato psicológico entre organizações e colaboradores e que ajudava a fomentar um maior empenhamento por parte destes. Subjugadas aos imperativos da competitividade global, as organizações têm vindo a adoptar novas formas de trabalho. A contratação de trabalhadores temporários é um dos exemplos que concretiza essa estratégia numa óptica de obtenção de vantagem competitiva sobre as organizações que não o fazem. Assim, nas organizações contemporâneas...

Trabalhadores temporários e permanentes : perceções diferentes do posto de trabalho?

Silva, Tiago Rafael Serra e
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
56.81%
Dissertação de mestrado integrado em Psicologia (área de especialização de Psicologia do Trabalho das Organizações e dos Recursos Humanos); Esta investigação avalia as diferenças entre trabalhadores em regime de trabalho temporário e trabalhadores permanentes ao nível das características do posto. Para comparar os dois grupos no que diz respeito ao Modelo das Características do Posto (MCP) (Hackman & Oldham, 1975) foi usada a versão portuguesa do Job Diagnostic Survey (JDS) de Hackman e Oldham (1975), a Escala de Diagnóstico do Trabalho (Silva & Keating, 2011). Os resultados demonstram que não há diferenças significativas entre os grupos ao nível das características do posto e seus resultados laborais e pessoais, com a exceção da variável satisfação com o desenvolvimento. Os trabalhadores em regime de trabalho temporário relatam maior satisfação com o desenvolvimento do que os trabalhadores permanentes. Este estudo partiu do pressuposto que com a maior afluência da mão de obra temporária, novos desafios para a gestão de recursos humanos emergiriam. Contudo, os resultados relatados demonstram que as práticas de recursos humanos que se aplicam aos trabalhadores permanentes parecem estar a funcionar tão bem ou melhor nos trabalhadores temporários.; This research evaluates the differences between temporary workers and permanent workers in terms of the job characteristics. To compare these two groups regarding the features of the Job Characteristics Model (MCP) (Hackman & Oldham...

Estudo com trabalhadores temporários : LMX, cumprimento de obrigações e engagement

Cadaveira, Mariana Garcia
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
67.02%
Tese de mestrado, Psicologia (Psicologia dos Recursos Humanos, do Trabalho e das Organizações), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2010; Considerando a crescente utilização dos trabalhadores temporários nas organizações, o presente estudo analisa a influência das trocas líder-membro (LMX) e do cumprimento de obrigações inerentes ao contrato psicológico relacional e balanceado no engagement desses colaboradores, especificamente, utilizando como suporte a teoria da troca social. As hipóteses colocadas foram testadas com base em questionários respondidos por colaboradores de duas empresas, localizadas em Portugal. A amostra era constituída por 133 trabalhadores temporários, 55 dos quais eram provenientes de uma empresa do sector da indústria alimentar e os restantes 78 eram provenientes de uma empresa do sector da indústria cerâmica. Como esperado, os resultados mostraram que a qualidade das relações LMX tem uma relação positiva com o cumprimento de obrigações de natureza relacional (H1a) e balanceada (H1b); o cumprimento de obrigações de natureza relacional também apresenta uma relação positiva com o engagement (H2a) e, ao contrário do que era previsto, neste caso, o cumprimento de obrigações de natureza balanceada não é preditor do engagement (H2b). É ainda de realçar que a relação entre a qualidade das relações LMX e o engagement é parcialmente mediada pelo cumprimento de obrigações de natureza relacional (H3a)...

A influência das práticas de recursos humanos no engagement organizacional e a qualidade da relação líder-membro como factor de mediação : um estudo com trabalhadores temporários

Ramos, Paulo Tiago Marinheiro
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
66.79%
Tese de mestrado, Psicologia (Psicologia dos Recursos Humanos, do Trabalho e das Organizações), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2010; O interesse pela Gestão de Recursos Humanos, nomeadamente pelas suas práticas, tem uma longa tradição na comunidade científica. Esse interesse parece ter vindo a acentuar-se em virtude a actual situação económico-social. Numa altura em que o trabalho temporário nas empresas ganha cada vez mais expressão, torna-se fundamental perceber de que forma as práticas de RH poderão ter um impacto positivo neste tipo de trabalho em particular. Este estudo tem como principal objectivo analisar a influência das práticas de recursos humanos, nomeadamente a Formação Interna, Formação Externa e Avaliação de Desempenho no Engagement Organizacional (Vigor e Dedicação) dos trabalhadores temporários através da mediação da relação líder-membro (LMX). Para isso foi utilizada uma amostra de 300 colaboradores de duas organizações a actuar em ramos distintos. Os resultados apontam para uma influência positiva da Avaliação de Desempenho e da Formação Interna, e negativa no caso da Formação Externa, no Engagement Organizacional. Verifica-se ainda que a qualidade da relação líder-membro medeia totalmente a relação da Formação Interna e a relação da Avaliação de Desempenho com o Engagement.; Interest in Human Resource Management...

A qualidade da relação líder-membro como factor de mediação entere as práticas de recursos humanos e o compromisso organizacional em trabalhadores temporários

Cabrita, Mafalda Morais Carvalho Neto
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
56.7%
Tese de mestrado, Psicologia (Psicologia dos Recursos Humanos, do Trabalho e das Organizações), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2010; A actual situação económica e social exige que as organizações recorram ao trabalho temporário de forma a colmatarem necessidades e garantirem a continuidade das mesmas. A Gestão de Recursos Humanos tem recebido, ao longo do tempo, a merecedora importância, sendo cada vez mais, parte integrante da gestão global das organizações. O presente estudo, pretende explorar a influência das práticas de recursos humanos (avaliação de desempenho, formação externa e formação interna) no compromisso afectivo dos colaboradores temporários, nomeadamente, através das relações estabelecidas entre líderes e membros. Foi utilizada uma amostra de 300 colaboradores, de duas organizações distintas, e os resultados demonstram relações positivas entre a avaliação de desempenho e a formação interna com o compromisso afectivo e relações negativas no caso da formação externa. Uma análise através de regressão múltipla hierárquica revelou que a qualidade da relação líder-membro medeia completamente a associação entre formação interna e compromisso e parcialmente a associação entre formação externa e avaliação de desempenho e compromisso afectivo.; Nowadays the economic and social situation demands that the organizations need to recruit temporary workers in order to fulfill the needs and to guarantee their extension. Human Resources Management has been receiving...

Formação e implicação afectiva : o papel mediador do cumprimento do contrato psicológico : o caso dos trabalhadores temporários

Dwarkadas, Urvi Vinodrai
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
67.17%
Tese de mestrado, Psicologia (Psicologia dos Recursos Humanos, do Trabalho e das Organizações), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2011; Esta investigação estudou a relação entre a formação, como promotor da empregabilidade, e a implicação afectiva nos trabalhadores temporários do sector industrial ( = 393), pretendendo averiguar em que medida a percepção de cumprimento do contrato psicológico (CCP) é uma variável explicativa desta relação, ou seja, se o CCP é um mediador desta relação. Os dados obtidos suportam a ideia de que as teorias de troca social e do contrato psicológico são importantes na explicação da implicação afectiva dos trabalhadores. A formação tem uma relação significativa com a implicação afectiva nos trabalhadores temporários. No entanto, esta relação existe apenas através da percepção do CCP pelos trabalhadores. Só quando estes percepcionam que a organização cumpre com as suas obrigações é que a formação tem influência na implicação afectiva dos trabalhadores temporários, verificando-se, assim, que o CCP medeia totalmente a relação entre a formação e a implicação afectiva dos trabalhadores temporários. Palavras-chave: Formação...

Formação para a empregabilidade e implicação afectiva dos trabalhadores temporários : o papel moderador do voluntarismo

Espada, Mafalda Cristina Ferreira
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
67.18%
Tese de mestrado, Psicologia (Psicologia dos Recursos Humanos, do Trabalho e das Organizações), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2011; O presente estudo pretende explorar o efeito da formação que promove a empregabilidade e do voluntarismo na implicação afectiva numa amostra de trabalhadores temporários de agência de três organizações do sector industrial (N=279). Mais especificamente, pretende-se investigar o impacto da formação que promove a empregabilidade, interna e externa, na implicação afectiva e o papel do voluntarismo como moderador destas relações. De acordo com a teoria da troca social e com a norma da reciprocidade, esperava-se que a organização ao satisfazer uma necessidade importante dos trabalhadores temporários, i.e., o desenvolvimento da sua empregabilidade, tanto interna como externa, criasse nestes a obrigação de responder reciprocamente com a implicação afectiva. Para além disto, é provável que a procura de flexibilidade dos trabalhadores temporários com elevado voluntarismo os torne menos implicados com a organização, como tal, previa-se que o voluntarismo intensificasse ou atenuasse o efeito da formação que promove a empregabilidade (interna e externa) na implicação afectiva. As hipóteses foram testadas através da realização de regressões hierárquicas e os resultados mostram que a percepção que os trabalhadores temporários têm da formação que recebem como promovendo a sua empregabilidade interna está positivamente relacionada com a implicação afectiva destes com a organização. Os dados revelam que esta relação é mais fraca quando os trabalhadores temporários têm elevado voluntarismo. Não foi encontrada uma relação significativa entre a formação que promove a empregabilidade externa e a implicação afectiva dos trabalhadores temporários...

Podem os trabalhadores de call center sentir bem-estar? : da percepção de cumprimento do contrato psicológico ao engagement : o efeito mediador do desejo de passar para o cliente

Varela, Cátia Andreia Pereira
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
56.97%
Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia dos Recursos Humanos, do Trabalho e das Organizações), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2011; Num quadro de crescente globalização e sofisticação dos serviços, são progressivamente mais numerosas as empresas que recorrem a trabalhadores temporários, especialmente, no sector dos call centers. Neste sector, é privilegiada a contratação de trabalhadores temporários que têm um contrato directo com uma empresa de trabalho temporário e que, por sua vez, são cedidos por esta a uma organização cliente. A adaptação das práticas de recursos humanos a esta realidade é fundamental para a promoção de elevados níveis de bem-estar e motivação entre os colaboradores e de sucesso para as organizações. A presente investigação focar-se-á na relação de emprego estabelecida entre o trabalhador temporário e a organização cliente, no bem-estar e motivação do trabalhador e no desejo deste obter um emprego permanente no cliente. O presente estudo procurou conhecer a relação entre o a cumprimento do contrato psicológico por parte da organização cliente e o engagement, quando mediada pelo desejo de passar para o cliente. A amostra é constituída por cento e cinquenta e sete trabalhadores temporários que trabalham num call center localizado em Portugal. Os resultados obtidos sugerem que o cumprimento do contrato psicológico está positivamente relacionado com o engagement. Adicionalmente...

Leader-member exchange, contrato psicológico e implicação afectiva : estudo exploratório com uma amostra de trabalhadores temporários de call center

Ferreira, Andrea Cristina Évora
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
66.93%
Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia dos Recursos Humanos, do Trabalho e das Organizações), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2011; Com o crescimento do trabalho temporário que se tem vindo a verificar no sector de prestação de serviços em Portugal, e devido a elevada taxa de turnover que caracteriza a área dos Call Centers, tornou-se imperativa a necessidade de efectuar mais estudos nesta área de forma a compreender as especificidades deste sector. O presente estudo pretende explorar o efeito da qualidade das trocas estabelecidas com o superior hierárquico directo (LMX- Leader-Member Exchange) e da percepção da natureza das trocas estabelecidas com a organização (conteúdo do contrato psicológico) na implicação afectiva dos trabalhadores temporários de Call Center, tendo como base conceptual a Teoria da Troca Social (Blau, 1964) e a Teoria da Reciprocidade (Gouldner, 1960). Foi utilizada uma amostra portuguesa de 529 trabalhadores temporários de Call Center, a prestar serviços nas instalações da organização cliente. De forma a testar as nossas hipóteses recorreu-se a Análise de Regressão e verificou-se que: 1) O LMX está significativamente correlacionado com a implicação afectiva (H1); 2) O conteúdo do contrato psicológico não se relaciona significativamente com a implicação afectiva (H2); 3) A relação entre o LMX e a implicação afectiva não é mediada pelo conteúdo do contrato psicológico. Sugerimos que para investigações futuras seja analisado o papel do conteúdo do contrato psicológico como moderador da relação entre o LMX e a implicação afectiva...

Training as a promoter of employability and implications to temporary workers exhaustion : the moderating role of the stepping-stone motive

Cruz, Raquel Beirão da
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 ENG
Relevância na Pesquisa
47.35%
Tese de mestrado, Psicologia (Psicologia dos Recursos Humanos, do Trabalho e das Organizações), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2012; O presente estudo pretende explorar o efeito da formação, enquanto promotora de empregabilidade, na experiência de exaustão numa amostra de trabalhadores temporários de sete agências de trabalho temporário (N = 1325). Mais concretamente, pretende-se investigar a relação da formação, enquanto promotora de empregabilidade, com a exaustão, analisando o papel moderador da motivação para obter um trabalho permanente nesta relação. O número de trabalhadores temporários tem aumentado nos últimos anos, acompanhando as necessidades de flexibilidade das empresas. No entanto, ainda existe pouca literatura sobre estes trabalhadores e as melhores práticas para a sua gestão. Embora cada vez mais se desenvolvam pesquisas sobre esta temática, ainda é necessário percorrer um longo caminho para chegar a conclusões importantes sobre o seu bem-estar e saúde. Uma vez que estes trabalhadores são, normalmente, expostos a condições menos favoráveis, não tendo acesso às tarefas mais motivantes, às melhores condições de trabalho ou a formação, tendem a experienciar maiores níveis de stress comparativamente aos trabalhadores permanentes. Assim...

Troca com o líder e desempenho dos trabalhadores temporários : o papel mediador da formação

Gala, Mariana Ortiz
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
56.65%
Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia dos Recursos Humanos, do Trabalho e das Organizações), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2012; Atendendo à actual conjectura económica e social as organizações necessitam, cada vez mais, de uma força de trabalho flexível, capaz de dar resposta às constantes mudanças do negócio. De modo a fazer face a esta realidade, a contratação de trabalhadores em regime temporário é já uma opção recorrente em todo o mundo e, factores como práticas de Recursos Humanos (RH) implementadas pela organização, bem como a relação com o líder, têm muita importância para o desempenho destes colaboradores. No presente estudo, de design correlacional, foram estudadas as relações entre o LMX (trocas líder-membro), a percepção da formação e o desempenho dos colaboradores, com uma amostra de 116 participantes provenientes de duas empresas do sector das indústrias. Os resultados obtidos foram ao encontro do previsto teoricamente e, neste sentido, observou-se uma relação positiva e significativa entre o LMX e a percepção da formação e uma relação positiva e significativa entre esta percepção da formação e o desempenho, bem como uma relação de mediação do LMX e desempenho pela formação. De uma forma geral...

O papel moderador da motivação na relação entre a percepção de suporte organizacional e o compromisso afectivo numa amostra de trabalhadores temporários

Banasol, Maria João da Costa
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
66.79%
Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia dos Recursos Humanos, do Trabalho e das Organizações), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2014; O presente estudo tem como objectivo investigar o papel moderador da motivação, mais concretamente da motivação integrada, na relação entre a percepção de suporte organizacional e o compromisso afectivo, no contexto dos trabalhadores temporários. Os dados foram recolhidos em 13 empresas de trabalho temporário (N=3755). Mais concretamente, pretendia-se explorar a relação entre a percepção de suporte organizacional da empresa cliente e o compromisso para com esta através da teoria da troca social e da norma da reciprocidade, prevendo-se uma relação positiva entre estas duas variáveis. Para além disso, previa-se a existência de uma relação mediadora do compromisso afectivo para com a empresa cliente entre a percepção de suporte organizacional por parte da cliente e o compromisso afectivo para com a agência de trabalho temporário. O presente estudo tinha, também, como objectivo verificar o efeito moderador da motivação integrada, incorporada na teoria da auto-determinação, prevendo-se que a relação entre a percepção de suporte da empresa cliente e o compromisso afectivo do cliente seria mais forte quando esta motivação era baixa do que quando esta motivação era elevada. As hipóteses foram testadas através da análise de regressões lineares...

Insegurança e bem-estar no trabalho nos trabalhadores temporários de agência : o papel moderador da motivação

Pascoal, Cláudia Sofia Diogo
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
66.93%
Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia dos Recursos Humanos, do Trabalho e das Organizações), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2014; O presente estudo visa explorar a relação entre as variáveis insegurança e bem-estar no trabalho nos trabalhadores temporários de agência (TTA), recorrendo para isso à avaliação de duas componentes: uma negativa – burnout – e outra positiva – engagement. De acordo com a Teoria da Conservação de Recursos, espera-se que a insegurança no trabalho apresente uma relação positiva com o burnout e negativa com o engagement, uma vez que estes correspondem a ciclos de perda e de ganhos de recursos, respetivamente. Para além disto, tendo por base a Teoria da Auto-Determinação, este estudo pretende ainda examinar as motivações dos TTA enquanto variáveis moderadoras dessa relação, contribuindo assim para a clarificação dos resultados inconsistentes encontrados entre trabalhadores temporários. Neste sentido, espera-se que a motivação externa amplifique as relações anteriores, uma vez que acelera o ciclo de perda de recursos e, por outro lado, que a motivação identificada as atenue, dado que contribui para o aumento dos ciclos de ganho de recursos. Com base nos dados da amostra recolhida (N=3504) as hipóteses foram testadas através da realização de regressões hierárquicas. Os resultados permitem verificar a existência de uma relação negativa entre a insegurança e o bem-estar no trabalho nos TTA e de uma moderação da mesma por parte da motivação identificada. Relativamente à motivação externa...

Níveis de satisfação com aspectos do trabalho e percursos profissionais de trabalhadores na Agência Amoreiras

Crespo, Maria Elisabete Montez
Fonte: Instituto Superior de Economia e Gestão Publicador: Instituto Superior de Economia e Gestão
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /02/2011 POR
Relevância na Pesquisa
56.77%
Mestrado em Gestão de Recursos Humanos; O objectivo desta investigação é oferecer uma visão sobre trabalho temporário, nomeadamente percursos profissionais (com criação de uma tipologia) e satisfação no trabalho de trabalhadores temporários, relativamente a determinados aspectos do trabalho Trata-se de uma análise que incidiu sobre os trabalhadores afectos a uma agência de uma empresa de trabalho temporário. Recorreu-se ao apoio teórico em literatura sobre a temática do "trabalho temporário" no contexto das formas flexíveis de emprego, à temática da "satisfação no trabalho", "gestão de carreiras" e "percursos profissionais". A recolha dos dados primários realizou-se através da aplicação de inquérito por questionário. Na análise dos "níveis de satisfação com aspectos do trabalho" foi introduzida a variável mediadora "importância atnbuida aos aspectos do trabalho". Os trabalhadores revelaram que atribuem níveis de importância supenores aos níveis de satisfação sentidos, em todos os aspectos, â excepção das "relações com colegas, subordinados e superiores" - o actual emprego não cumpre as suas expectativas. Na análise dos "percursos profissionais' conclui-se que o trabalho temporário pode funcionar como uma via de acesso para a integração no mercado de trabalho...

Perceção do suporte organizacional e desempenho dos trabalhadores dos call center: o relevo do bem-estar

Folgado, Vanessa Susana Correia Vinagre
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
56.75%
Dissertação submetida como requisito parcial para obtenção do grau de Mestre em Gestão de Recursos Humanos; O propósito deste estudo foi aferir a Perceção do Suporte Organizacional (POS) por parte dos trabalhadores temporários que operam em call centers e estudar, em primeiro lugar, a relação direta entre a POS e o Bem-Estar e, em segundo lugar, a relação entre a POS e o Desempenho bem como o papel do Bem-Estar como mediador nesta relação. Os resultados obtidos foram de encontro ao teoricamente esperado, demonstrando uma relação positiva entre a POS e o Bem-Estar dos trabalhadores. Permitiram ainda concluir a existência de uma correlação positiva significativa entre a POS e o Desempenho, mas que esta é enfraquecida quando o Bem-Estar é introduzido no modelo, existindo uma mediação total. Contudo, esta relação apenas foi observada para a POS por parte da empresa cliente e para as variáveis da Dedicação e Cinismo, ou seja, com o Eixo-Motivacional do bem-estar, mostrando o seu relevo para explicar o Desempenho dos trabalhadores de call center.; The purpose of this study was to measure the Perceived Organizational Support (POS) by temporary agency workers operating in call centers and study, first, the relationship between POS and Well-Being...

Stress e Burnout no trabalho: estudo comparativo entre trabalhadores temporários e trabalhadores não temporários

Loureiro, Carla Alexandra Marques
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
67.12%
O presente trabalho visa analisar a vulnerabilidade ao stresse e a prevalência da síndrome de burnout em trabalhadores temporários e não temporários, bem como verificar a relação entre estas duas variáveis com os dados sociodemográficos. O estudo, de natureza transversal, contou com uma amostra de 213 operários fabris da Região Centro, aos quais foram ministrados 3 questionários: o questionário Sociodemográfico, a escala 23-QVS e o questionário MBI-GS. Os resultados obtidos da investigação permitiram concluir que a amostra se encontra vulnerável ao stresse, apresentando os trabalhadores temporários valores médios superiores aos trabalhadores não temporários. A amostra total apresenta níveis de exaustão e cinismo moderados e eficácia profissional elevados. Ambos os grupos amostrais obtiveram frequências altas de eficácia profissional e moderadas de exaustão e cinismo. Através da aplicação dos métodos de correlação observa-se a existência de correlações negativas entre as variáveis em estudo. Por sua vez, pela aplicação do método da regressão linear múltipla, constata-se a capacidade preditiva de alguns fatores da 23-QVS nas dimensões do burnout.

Gestão de Recursos Humanos nos Trabalhadores Temporários de Agência

Chambel,Maria José
Fonte: Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília Publicador: Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2015 PT
Relevância na Pesquisa
66.85%
RESUMONeste estudo avaliamos em que medida a Teoria da Troca Social podia ser utilizada para explicar as respostas dos trabalhadores temporários de agência (TTA). Aplicamos um questionário a uma amostra de 953 TTA e utilizamos Modelos de Equações Estruturais para analisar os resultados. Verificamos que o sistema de práticas de gestão de recursos humanos se relacionava positivamente com o comprometimento afetivo (β = 0,58; p < 0,01) e com o engagement (β = 0,24; p< 0,01), explicando 40% e 30% dessas variáveis, respectivamente. O cumprimento do contrato psicológico por parte da organização mediava parcialmente a relação entre este sistema e essas respostas positivas dos trabalhadores. Uma importante implicação deste estudo é que o investimento nos TTA relaciona-se com respostas positivas da sua parte.

Trabalhadores temporários e a termo : a percepção de cumprimento psicológico, suporte organizacional e implicação afectiva

Caldas, Nadine Costa
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em //2008 POR
Relevância na Pesquisa
67.17%
Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia dos Recursos Humanos, do Trabalho e das Organizações), 2008, Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação; Dado que os trabalhadores temporários são cada vez mais uma presença familiar nas organizações, este estudo explora as consequências do estatuto do trabalhador nas percepções do cumprimento psicológico, suporte organizacional, e implicação, utilizando como suporte a teoria da troca social. Comparou-se trabalhadores temporários com trabalhadores a termo numa amostra de 499 operadores de call center. Como esperado verifica-se que os trabalhadores a termo quando comparados com os trabalhadores temporários revelam ter uma maior percepção de cumprimento do contrato psicológico relacional, no entanto, não são encontradas diferenças significativas no contrato psicológico balanceado e transaccional. Por outro lado, os trabalhadores a termo são mais implicados para com a organização, todavia contrariamente à hipótese formulada, não apresentam diferenças significativas na percepção de suporte organizacional quando comparados com os temporários. Estes resultados podem ter implicações no tratamento dos trabalhadores a termo e temporários nos contact centers...

Stress e Burnout no trabalho: estudo comparativo entre trabalhadores temporários e trabalhadores não temporários

Loureiro, Carla Alexandra Marques
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
67.12%
O presente trabalho visa analisar a vulnerabilidade ao stresse e a prevalência da síndrome de burnout em trabalhadores temporários e não temporários, bem como verificar a relação entre estas duas variáveis com os dados sociodemográficos. O estudo, de natureza transversal, contou com uma amostra de 213 operários fabris da Região Centro, aos quais foram ministrados 3 questionários: o questionário Sociodemográfico, a escala 23-QVS e o questionário MBI-GS. Os resultados obtidos da investigação permitiram concluir que a amostra se encontra vulnerável ao stresse, apresentando os trabalhadores temporários valores médios superiores aos trabalhadores não temporários. A amostra total apresenta níveis de exaustão e cinismo moderados e eficácia profissional elevados. Ambos os grupos amostrais obtiveram frequências altas de eficácia profissional e moderadas de exaustão e cinismo. Através da aplicação dos métodos de correlação observa-se a existência de correlações negativas entre as variáveis em estudo. Por sua vez, pela aplicação do método da regressão linear múltipla, constata-se a capacidade preditiva de alguns fatores da 23-QVS nas dimensões do burnout.

Trabalhadores temporários, desigualdade salarial e baixos salários

Moreira, Ricardo de Sant' Ana Godinho
Fonte: Instituto Superior de Economia e Gestão Publicador: Instituto Superior de Economia e Gestão
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /09/2011 POR
Relevância na Pesquisa
47.16%
Mestrado em Economia e Políticas Públicas; Muito embora o trabalho temporário represente ainda uma modesta parte dos contratos dos trabalhadores por conta de outrem em Portugal, as reformas que promovem o aumento das formas atípicas e precárias de contratação dão indícios de que poderá aumentar nos próximos anos. Neste trabalho utilizámos os dados dos Quadros de Pessoal de 2005 e 2009 para comparar a evolução do ganho dos trabalhadores temporários, ao longo do período, e destes face aos trabalhadores não temporários, nomeadamente através das tradicionais medidas de desigualdade, de estatísticas de baixos salários e de comparação de ganho médio por características observáveis. Assim, verificámos que os trabalhadores temporários têm distribuições do ganho mais igualitárias que os trabalhadores não temporários porque estão mais concentrados nos escalões mais baixos e porque não estão presentes nos escalões mais elevados do ganho. Observámos também que, durante os 4 anos da análise, o seu ganho sofreu uma enorme deslocação para a aba esquerda da distribuição do ganho, resultando num aumento importante do número de trabalhadores temporários com baixos salários. Finalmente, face aos não temporários...