Página 1 dos resultados de 169 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Avaliação de diferentes substâncias activas contra a geração antófaga da traça da oliveira, Prays oleae (Bern.).

Cabanas, J.E.; Pereira, J.A.; Bento, Albino; Santos, Sónia A.P.; Torres, L.
Fonte: Instituto Politécnico de Bragança Publicador: Instituto Politécnico de Bragança
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
POR
Relevância na Pesquisa
15.75%
Com o objectivo de avaliar as possibilidades de três substâncias activas – o dimetoato, a azadiractina e a metoxifenozida – na protecção contra a geração antófaga da traça da oliveira, Prays oleae Bern., quer na sua eficácia, quer nos efeitos secundários sobre as taxas de parasitismo e predação, em 2002, fez-se um ensaio num olival localizado em Paradela (Mirandela). Os tratamentos realizaram-se a 29 de Maio, quando 10 % das flores se encontravam abertas e 18 a 28,8 % dos cachos florais estavam atacados. A avaliação dos resultados foi feita 6, 9 e 14 dias após o tratamento (T6, T9, T14), através da recolha de quatro fragmentos de ramo em cada uma de 10 árvores de cada modalidade ensaiada, registando-se o número de lagartas vivas, mortas e parasitadas. Para além disso, na geração carpófaga e em duas datas distintas colheram-se 25 frutos em cada uma de 10 árvores por modalidade, para registo do número de posturas e do seu estado (eclodidas, não eclodidas, predadas e parasitadas). O dimetoato foi o insecticida que apresentou melhor eficácia contra a praga, originando 82,1 % de redução da população em T6, 100,0 % em T9 e 85,9 % em T14, seguido da metoxifenozida com 82,1 % em T6, 85,9 % em T9 e 78...

Perspetiva dos jovens sobre o destino a dar aos resíduos de medicamentos

Ribeiro, Maria Isabel; Fernandes, António
Fonte: Instituto Politécnico de Bragança Publicador: Instituto Politécnico de Bragança
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
POR
Relevância na Pesquisa
15.75%
Os medicamentos são na nossa sociedade um produto de consumo em grande escala1. Tal como a generalidade dos produtos, possuem uma vida útil, prazo que é determinado pelos seus fabricantes. Durante esse prazo o fabricante assegura a sua qualidade e, se utilizado de forma correcta, garante o efeito desejado. Os medicamentos pela ação do tempo perdem a sua eficácia assinalando-se a decomposição do princípio ativo e excipientes, devem por isso, findo o prazo de validade, ser devidamente depositados, por forma a evitar os efeitos prejudiciais, quer para o ser humano, quer para o ambiente2-3. Dependendo do grau de toxidade, podem causar contaminação no meio ambiente, razão pela qual não podem ter o mesmo destino dos resíduos comuns4. Este trabalho teve como objetivo conhecer o destino que os jovens dão aos resíduos dos medicamentos. Nesta investigação, de natureza quantitativa, observacional, transversal e descritiva, participaram 372 estudantes de um total de 5200 estudantes inscritos e a frequentar o 1º ciclo numa instituição de ensino superior pública localizada no Nordeste Transmontano. Do total de participantes, a maioria era do sexo feminino (63,2%) e tinha idade compreendida entre os 17 e os 37 anos. A esmagadora maioria dos jovens tem o hábito de manter medicamentos em casa (92...

Perspetiva dos jovens sobre o destino a dar aos resíduos de medicamentos

Ribeiro, Maria Isabel; Fernandes, António
Fonte: Instituto Politécnico de Bragança, Escola Superior de Saúde Publicador: Instituto Politécnico de Bragança, Escola Superior de Saúde
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
POR
Relevância na Pesquisa
15.75%
Os medicamentos são na nossa sociedade um produto de consumo em grande escala [1]. Tal comoa generalidade dos produtos, possuem uma vida útil, prazo que é determinado pelos seus fabricantes. Durante esse prazo o fabricante assegura a sua qualidade e, se utilizado de forma correcta, garante o efeito desejado. Os medicamentos pela ação do tempo perdem a sua eficácia assinalando-se a decomposição do princípio ativo e excipientes, devem por isso, findo o prazo de validade, ser devidamente depositados, por forma a evitar os efeitos prejudiciais, quer para o ser humano, quer para o ambiente [2-3]. Dependendo do grau de toxidade, podem causar contaminação no meio ambiente, razão pela qual não podem ter o mesmo destino dos resíduos comuns [4]. Este trabalho teve como objetivo conhecer o destino que os jovens dão aos resíduos dos medicamentos. Nesta investigação, de natureza quantitativa, observacional, transversal e descritiva, participaram 372 estudantes de um total de 5200 estudantes inscritos e a frequentar o 1º ciclo numa instituição de ensino superior pública localizada no Nordeste Transmontano. Do total de participantes, a maioria era do sexo feminino (63,2%) e tinha idade compreendida entre os 17 e os 37 anos. A esmagadora maioria dos jovens tem o hábito de manter medicamentos em casa (92...

Análise da resposta antioxidativa de células in vitro de fumo (Nicotiana tabacum cv BY-2) submetidas ao metal pesado níquel; Antioxidant response of BY-2 Nicotiana tabacum cells to nickel stress

Pompeu, Georgia Bertoni
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 01/02/2006 PT
Relevância na Pesquisa
16.27%
Células de Nicotiana tabacum cv BY-2 foram tratadas por cinco dias com 0,075 e 0,750 mM de NiCl2. A relação entre a toxidade do níquel (Ni) e as reações oxidativas foram estudadas nas células durante a acumulação do metal. A atividade da superóxido dismutase não se alterou na presença do Ni. Entretanto, as atividades da catalase e da guaiacol peroxidase aumentaram às 36 e 72h depois do tratamento com o metal. As atividades da glutationa redutase, da glutationa-Stransferase e da ascorbato peroxidase aumentaram nas primeiras horas do tratamento. A peroxidação lipídica da membrana aumentou somente às 24h do tratamento com o metal. Os resultados sugerem que a desordem oxidativa é resultante dos efeitos da toxidade do Ni nas células de Nicotiana tabacum cv BY-2.; Células de Nicotiana tabacum cv BY-2 foram tratadas por cinco dias com 0,075 e 0,750 mM de NiCl2. A relação entre a toxidade do níquel (Ni) e as reações oxidativas foram estudadas nas células durante a acumulação do metal. A atividade da superóxido dismutase não se alterou na presença do Ni. Entretanto, as atividades da catalase e da guaiacol peroxidase aumentaram às 36 e 72h depois do tratamento com o metal. As atividades da glutationa redutase...

Ensaios ecotoxicológicos no monitoramento da qualidade de águas subterrâneas potencialmente impactadas

Arenzon, Alexandre
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
16.18%
Conforme a legislão brasileira, a gestão das águas subterrâneas está integrada à das águas superficiais nas quais estão localizadas os aqüiferos. Entretanto, não existe uma regulamentação específica que defina critérios e métodos de avaliação da qualidade ambiental, que caracterizem de forma completa este ambiente. A restrita bibliografia especializada que trata do assunto não é conclusiva quanto a aplicação de ensaios de toxidades aquática no monitoramente de águas subterrâneas. Assim, com o bjetivo de verificar a aplicabilidade dos ensaios de toxidadee padronizados para a avaliação da qualidade de águas subterrâneas potencialmente impactadas, foram avaliadas amostras provenientes de dois diferentes tipos de aqüiferos (livre e semiconfinado) localizados em uma área industrial da Região Metropolitana de Porto ALegre, RS, Brasil. Um total de 75 amostrras distribuídas em 19 poços de monitoramento foram analisadas quanto seus valores de pH, condutividade elétrica, cloretos, hidrocarbonetos, fenóis, nitrogênio amoniacal, sólidos dissolvidos totais e metais (Cd, Pb, Cu, Cr, Mn, Zn, Hg e Hi) e quanto à toxicidade crônica com Selenastrum capricornutum, Ceriodaphia dubia e Primephales promelas. As amostras foram coletadas semestralmente...

Implementação do cultivo de Microcystis aeruginosa e avaliação da sua toxidade aguda para organismos aquáticos

Beatrici, Aline Cristina; Monteiro, Nade Janara Coimbra; Bohrer, Maria Beatriz Camino
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
26.03%

Propriedade antioxidante de compostos fenólicos: importância na dieta e na conservação de alimentos

Achkar, Marina Teixeira; Novaes, Gabriela Machado; Silva, Marcelo José Dias; Vilegas, Wagner
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 398-406
POR
Relevância na Pesquisa
16.03%
Living organisms are constantly subjected to the action of free radicals, which are one of the causes of oxidation reactions, because they have on free electron, what makes it very reactive. They are products of organism reactions or they are produced by exogenous factors, such as tobacco. Fatty acids are the most vulnerable target, and may suffer lipid peroxidation, what affects the cell structure. Cardiovascular diseases, cancer and diseases of aging are occurrence of these reactions in the organism related. The aliments are also subjected to suffer oxidation reactions, what make them unfit for consumption and decreasing the useful life. Synthetics antioxidants are used as aliments preservatives, but they present some toxicity for the organism. Studies for the utilization of natural antioxidants have gained more importance in recent decades, due to the conservation potential and low toxicity. Phenolics compounds are largely present at the vegetable kingdom and they present high antioxidant potential due to the neutralization and kidnapping of free radicals capacity. These compounds are used by the industry at the aliments conservation, specially the phenolics acids. The consumption of aliments rich in phenolic compounds, such as teas...

Alga parda Sargassum furcatum e anfípodes ampitóides associados com potenciais bioindicadores de poluição por hidrocarbonetos de petróleo; Brown algae Sargassum furcatum and associated amphithoids amphipods as potential bioindicators of pollution by petroleum hydrocarbons

Silvana Gomes Leite Siqueira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/02/2012 PT
Relevância na Pesquisa
16.03%
O monitoramento dos ambientes marinhos pode ser feito avaliando a presença de poluentes em organismos que são capazes de acumular estas substâncias. Desta forma, este estudo avaliou a presença de hidrocarbonetos petrogênicos na alga parda Sargassum furcatum e em anfípodes ampitoídeos associados provenientes de costões rochosos do Canal de São Sebastião, o qual está sujeito à poluição por petróleo, devido às operações do Duto e Terminais Centro Sul (DTCS) e por efluentes domésticos. Identificou-se as espécies de ampitoídeos que ocorreram associadas ao S. furcatum estudando também a variação espacial e temporal da composição desta comunidade. A relação entre os hidrocarbonetos presentes em S. furcatum, a densidade e a estrutura populacional de Cymadusa filosa, espécie de ampitoídeo mais representativa da região, também foi investigada. Adicionalmente foi realizado o estudo do comportamento reprodutivo de C. filosa e avaliado o seu uso como bioindicador de qualidade da água, por meio de teste de toxidade aguda de curta duração. O material analisado foi proveniente de 7 coletas realizadas entre março de 2007 a novembro de 2008 em 7 costões rochosos. Foram quantificados os hidrocarbonetos alifáticos e policíclicos aromáticos derivados de petróleo tanto na alga como nos anfípodes...

Avaliação dos resíduos sólidos produzidos em áreas urbanas : impactos sobre as redes de águas pluviais; Evaluation of solid wastes produced in urban areas : impacts on the storm drainage networks

Silva, Elmagno Catarino Santos
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
16.03%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Tecnologia, Departamento de Engenharia Civil e Ambiental, 2013.; Os alagamentos são problemas recorrentes em áreas urbanas, devido principalmente a obstruções nos elementos de microdrenagens como as bocas de lobo, gerando problemas sociais, de saúde, ambientais e econômicos à população. Alguns estudos foram realizados sobre a influência de resíduos sólidos em sistemas de coleta de redes de águas pluviais, bem como sua caracterização e potencial chance de entupir bocas de lobo. O presente estudo objetivou descrever e analisar o panorama do Plano Piloto de Brasília e algumas cidades satélites (Ceilândia, Samambaia, Recanto das Emas). Foi realizada a coleta de resíduos sólidos nas bocas de lobo das cidades satélites e também de duas bocas de lobo localizadas na Asa Norte do Plano Piloto de Brasília, onde a partir das frações mais finas desses resíduos foi possível fazer ensaios de granulometria e verificar possíveis elementos que caracterizasse corrosividade e toxidade por meio do ensaio de lixiviação. Também foi possível estimar o tempo de enchimento das bocas de lobo estudadas na Asa Norte por meio dos índices pluviométricos, quantidade de resíduos depositados. Foram analisadas as características das bacias de captação...

Estudo dos compostos mesoi??nicos tiadiaz??licos contra Leishmania sp e inibi????o da tripanotiona redutase

Rodrigues, Raquel Ferreira
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Tese de Doutorado
PT_BR
Relevância na Pesquisa
16.03%
A leishmaniose ?? uma das principais doen??as parasit??rias com prioridades de pesquisa segundo a Organiza????o Mundial da Sa??de. Aurg??ncia por drogas mais seletivas e menos t??xicas tenm conduzido a pesquisa por novas terapias qu??micas. Os compostos mesoi??nicos (Mls) da classe 1,3,2 - tiadiazol-2-aminida, apresentam um amplo espectro de atividades biol??gica, incluindo efeitos antitumoral e leishmanicida. Neste estudo investigamos a atividade in vitro de Ml-HH, Ml-4-NO2, Ml-3OCH3 e Ml-4-OCH3 sobre promastigotas e amastigotas ax??nicas de L. infantum e amastigotas intracelulares de L. infantum e L. amazonensis. Uma alta atividade leishmanicida foi demonstrada contra L. infantum e constatou-se uma rela????o de dose-resposta para formas amastigotas intracelulares de L. infantum e L. amazonensis pelo Ml-4-NO2. Em etapa seguinte investigamos in vivo o efeito de Mls nos seguintes modelos camundongo/parasito: CBA/J e L. amazonensis, BALB/c e L. amazonensis e BALB/c e L. infantum. No primeiro modelo, a administra????o por via subcut??nea de Ml-HH e Ml-4-OCH3 levou a uma diminui????o da carga parasit??ria no linfonodo adjacente ?? les??o e no ba??o. Nos dois modelos seguintes, altamente sens??veis ?? infec????o, foram estudados Ml-HH, Ml-4-NO2...

Estudo da retina de coelhos após injeção intravítrea de bupivacaína

Oliveira Neto,Hermelino Lopes de; Farah,Michel Eid; Smith,Ricardo Luiz; Martins,Maria Cristina
Fonte: Conselho Brasileiro de Oftalmologia Publicador: Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2002 PT
Relevância na Pesquisa
16.03%
Objetivo: Avaliar alterações morfológicas causadas por injeção intravítrea de bupivacaína, anestésico local de ação prolongada muito utilizado em bloqueios regionais oculares, na retina de coelhos albinos. Métodos: A droga na concentração de 0,75% em 0,1 mL foi injetada na cavidade vítrea próximo a retina num olho, enquanto solução salina balanceada em igual volume foi injetada no olho contralateral (controle). Foram realizadas oftalmoscopias indiretas antes, durante, imediatamente após e nos períodos de 1h, 24h e 72h, microscopias de luz e eletrônica de transmissão em 24 e 72 horas depois da administração do anestésico. Resultados: No exame oftalmoscópico imediatamente após a injeção de bupivacaína, encontrou-se em todos os casos a retina com aspecto esbranquiçado próximo ao local da injeção, fenômeno atribuído à presença de depressão alastrante, também observada (com menor freqüência e intensidade) nos olhos do grupo controle. Outras alterações encontradas incluíram: edema de retina, 6 (60%); área de condensação vítrea, 5 (50%); e pulso arterial de papila, 2 (20%). Conclusões: Injeção intravítrea de bupivacaína em concentração de 0,75% (usada para anestesia local retrobulbar...

Avaliação toxicológica do óleo essencial de Piper aduncum L.

Sousa,Pergentino J. C.; Barros,Carlos A. L.; Rocha,José Carlos S.; Lira,Denisléia S.; Monteiro,Gisele M.; Maia,José Guilherme S.
Fonte: Sociedade Brasileira de Farmacognosia Publicador: Sociedade Brasileira de Farmacognosia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2008 PT
Relevância na Pesquisa
26.27%
Este trabalho teve como objetivo a avaliação da toxidade aguda e subaguda do óleo essencial de Piper aduncum pela determinação da DL50 em camundongos e a análise dos parâmetros bioquímicos e hematológicos em ratos. A planta é utilizada na medicina popular da região amazônica em diversas doenças e no seu óleo essencial o constituinte majoritário é o fenilpropanóide dilapiol, com propriedades inseticida, fungicida, bactericida, larvicida e moluscicida. A DL50 foi de 2,400 ± 191,7 mg/kg. O óleo essencial não alterou de maneira significativa os parâmetros hematológicos e bioquímicos em relação ao controle no tratamento subagudo, exceto a redução da creatinina. O valor da DL50 e os resultados observados nos parâmetros hematológicos e bioquímicos sugerem que o óleo essencial apresenta toxidade baixa.

Toxidade aguda de óleo essencial de piper crassinervium sobre spodoptera furgiperda e spodoptera cosmioides.

SIQUEIRA, J. R.; ABREU, T. P. F.; VASCO, F. R.; MIRANDA, J. E.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ENTOMOLOGIA, 23., 2010, Natal. Anais... Natal: Sociedade Brasileira de Entomologia, 2010. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ENTOMOLOGIA, 23., 2010, Natal. Anais... Natal: Sociedade Brasileira de Entomologia, 2010.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
26.03%
2010

Toxidade aguda de carbofurano e carbendazim a minhocas em solo natural.

CANTELLI, K. B.; BROWN, G. G.; SAUTTER, K. D.
Fonte: In: REUNIÃO PARANAENSE DE CIÊNCIA DO SOLO, 2., 2011, Curitiba. Resumos. Curitiba: Universidade Federal do Paraná; Sociedade Paranaense de Ciência do Solo, 2011. p. 102. Publicador: In: REUNIÃO PARANAENSE DE CIÊNCIA DO SOLO, 2., 2011, Curitiba. Resumos. Curitiba: Universidade Federal do Paraná; Sociedade Paranaense de Ciência do Solo, 2011. p. 102.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
26.03%
2011

Zoneamento da aptidão agrícola e uso dos solos da área do médio curso do rio Natuba - PE

Vieira Barbosa Neto, Manuella; do Socorro Bezerra de Araújo, Maria (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
16.03%
O uso inadequado da terra leva à exploração ineficiente dos recursos naturais, à destruição dos recursos da terra, à pobreza e outros problemas sociais. O controle dos processos de degradação em áreas rurais é muito complexo e deve visar à adoção de uma política agrícola que contemple a manutenção ou aumento do potencial produtivo das terras. O objetivo deste trabalho foi realizar o zoneamento da aptidão agrícola dos solos e discutir os conflitos entre os usos agrícolas atuais e potenciais. A área de estudo foi o médio curso da bacia do rio Natuba com aproximadamente 23 km² e se localiza na Zona da Mata Centro de Pernambuco. Foram determinados atributos da fertilidade do solo como a capacidade de troca de cátions, a saturação por bases (V%), a saturação por alumínio (m%) e o fósforo lábil e, a partir desses dados, foi avaliada a deficiência de fertilidade. Também foram analisadas a deficiência de água e oxigênio, a susceptibilidade erosiva e os impedimentos à mecanização das terras. Esses parâmetros foram utilizados para compor o zoneamento da aptidão agrícola da área. O mapeamento dos conflitos no uso do solo foi realizado a partir do mapeamento dos usos do solo e do posterior cruzamento destas informações com o zoneamento da aptidão agrícola. Foi verificado que até os 20 cm dos solos da área foram encontradas as maiores reservas de nutrientes e uma menor toxidade por alumínio. As áreas de referência e as duas últimas profundidades (20-35 cm e 35-50 cm) dos solos analisados apresentaram altos graus de limitação ao uso agrícola dos solos...

Toxidade de cobre em células de Selenastrum Capricornutum Printz (chlorococcales, chlorophyceae)

Ignácio, Gabriela Martinhao, 1981 -; Lombardi, Ana Teresa; Melao, Maria da Graça Gama
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Monografia Graduação Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
26.03%
Resumo: Em ambientes aquáticos, a matéria orgânica dissolvida natural (MOD) apresenta propriedades quelantes de metais e, dessa maneira, pode atuar sobre a biodisponibilidade desses elementos para organismos do fitoplâncton. O emprego de espécies fitoplanctônicas para avaliar risco potencial de toxicidade é estratégico, pois estes organismos encontram-se na base das cadeias tróficas de ecossistemas aquáticos e, portanto, são importantes na transferência de metais nesses ambientes. O objetivo deste trabalho foi analisar as interações entre o metal cobre, a MOD natural e Selenastrum capricornutum. Meio de cultura enriquecido foi utilizado para os bioensaios de toxicidade, que tiveram 96 h de duração e foram realizados com duas réplicas em culturas estanques. Frascos de policarbonato de 1000 ml de capacidade com 500 ml de meio nutritivo foram utilizados. Culturas controle foram realizadas sem adição extra de cobre, mas com a concentração naturalmente presente no meio enriquecido WC. Diversas concentrações de cobre livre foram adicionadas, desde 4x10-10 M até 4x10-4. A fração livre do metal foi determinada no início e final dos experimentos utilizando-se eletrodo seletivo ao íon cobre. Substância húmica comercial foi utilizada como modelo de MOD em concentração final de 10 mg.L-1. Foram feitas amostragens diárias para determinação do número de células/mL e concentração de clorofila-a. S. capricornutum apresentou alta resistência às concentrações do metal...

Toxidade aguda de rutina e bixina de Bixa orellana

Lima, Leonardo Ramos Paes; Oliveira, T?nia Toledo de; Nagem, Tanus Jorge; Pinto, Alo?sio da Silva; Lima, Ednaldo Queiroga de; Silva, Jos? Francisco da
Fonte: Universidade Federal de Ouro Preto Publicador: Universidade Federal de Ouro Preto
Tipo: Artigo publicado em periodico
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.18%
As subst?ncias rutina e bixina foram escolhidas para estudo uma vez que nosso laborat?rio de pesquisas busca efeitos farmacol?gicos de flavon?ides e corantes naturais em v?rias plantas brasileiras. Foram avaliadas a toxidade aguda de bixina e rutina na dose di?ria de 0,01 mol/Kg em coelhos hiperlipid?micos induzidos por colesterol a 0,5% e ?cido c?lico a 0,1%, durante vinte e oito dias, ap?s os quais fo-ram dosadas ur?ia, creatinina, ?cido ?rico, prote?nas totais, c?lcio, transaminase glut?mico oxalac?tica (TGO) e transaminase glut?mico pir?vica (TGP). Os resultados evidenciaram que bixina e rutina reduziram os n?veis desses par?metros que permitem avaliar as altera??es no metabolismo de amino?cidos, prote?nas, dos ?cidos nucleicos e mineral, ficando demonstrado a inocuidade da bixina e da rutina. ____________________________________________________________________________________________________; ABSTRACT: This work evaluates the acute toxicity of bixin and rutin in the daily dosis of 0.01 mol/kg in hyperlipidaemics rabbits induced by cholesterol at 0.5% and colic acid at 0.1%, during twenty-eight days, after which serum urea, creatinin, uric acid, total protein, calcium, glutamic oxaloacetic transaminase (GOT) and glutamic pyruvic transaminase (GPT)...

Avalia??o toxicol?gica do ?leo essencial de Piper aduncum L.

SOUSA, Pergentino Jos? da Cunha; BARROS, Carlos Augusto Lima; ROCHA, Jos? Carlos da Silva; LIRA, Denisl?ia Sert?o; MONTEIRO, Gisele Muniz; MAIA, Jos? Guilherme Soares
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
16.03%
Este trabalho teve como objetivo a avalia??o da toxidade aguda e subaguda do ?leo essencial de Piper aduncum pela determina??o da DL50 em camundongos e a an?lise dos par?metros bioqu?micos e hematol?gicos em ratos. A planta ? utilizada na medicina popular da regi?o amaz?nica em diversas doen?as e no seu ?leo essencial o constituinte majorit?rio ? o fenilpropan?ide dilapiol, com propriedades inseticida, fungicida, bactericida, larvicida e moluscicida. A DL50 foi de 2,400 ? 191,7 mg/kg. O ?leo essencial n?o alterou de maneira significativa os par?metros hematol?gicos e bioqu?micos em rela??o ao controle no tratamento subagudo, exceto a redu??o da creatinina. O valor da DL50 e os resultados observados nos par?metros hematol?gicos e bioqu?micos sugerem que o ?leo essencial apresenta toxidade baixa.; ABSTRACT: The aim of this work was the acute and subacute toxicological evaluation of the essential oil of Piper aduncum with the determination of the LD50 in mice and the analysis of their hematological and biochemical parameters in rats. The plant is used in the Amazon folk medicine for several diseases and the phenylpropanoid dilapiolle is the main constituent of its essential oil, possessing insecticidal...

Minimização de emissão de poluentes na sintese de resinas fenolicas

João Milton Prestes
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/01/1995 PT
Relevância na Pesquisa
16.03%
Este trabalho descreve a modelagem e otimização efetuada em um processo de síntese de resmas fenólicas novolacas em batelada. Basicamente, a finalidade da otimização é a diminuição da concentração do fenol no efluente, visto ser este um dos maiores problemas do processo, pois a atual concentração encontrada na indústria compreende-se entre 20.000 e 50.000 ppm, o qual é um valor muito alto se levar em consideração a toxidade do fenol. O permitido segundo legislações de diversos países está entre 1 e 0,0 1 ppm, conforme a classificação do emissário receptor. A otimização será, portanto, considerada na etapa de separação. O efluente é basicamente constituído de fenol e água, resultante da reação de condensação entre o fenol, o formol e a água de diluição do formol, sendo este retirado do reator, através de destilação com auxílio de um solvente. Verificou-se que na indústria (Resana S. A. Ind. Químicas), na coluna de destilação que está acoplada ao reator, o refluxo da mesma retoma ao reator. Se o refluxo retomar ao topo da coluna, a concentração do fenol diminuirá, pois a troca de massa será bem, mais efetiva. Este, portanto, é também um ponto a ser explorado na modelagem. Convém salientar que esta modelagem é bastante complexa...

A classificação toxicológica dos pesticidas em 2011 em portugal

Amaro,Pedro
Fonte: Sociedade de Ciências Agrárias de Portugal Publicador: Sociedade de Ciências Agrárias de Portugal
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2012 PT
Relevância na Pesquisa
26.03%
A muito deficiente informação, da Autoridade Fitossanitária Nacional (AFN) e das empresas de pesticidas, relativa à classificação toxicológica dos pesticidas, tem sido evidenciada, desde 2005, e é confirmada pela análise das 306 substâncias activas (s.a.) autorizadas em 2011, em Portugal. O sistemático menor número de s.a. com perigosas classificações toxicológicas, referido pela AFN, em contraste com a European Food Safety Authority (EFSA), ocorre, muito frequentemente, em especial: em 8 s.a (62%). das 13 mais tóxicas (T,Cat. 1 e 2, R46, R60, R61) pela EFSA e ignorado pela AFNe também na Toxidade Aguda de 22 s.a. Muito tóxicas classificadas pela EFSA, a par da AFN só em 2 (9%) e de 45 s.a. Tóxicas,com 91% pela EFSA massó 25% pela AFN; e em 53 s.a. R63, em que a EFSA classifica 46 (87%) e a AFN só 29 (55%). Além desta lamentável situação, em Portugal, a diversidade decritérios de classificação de 124 s.a. Cancerígenas (41% de 306), justifica serem assim classificadas pela: Environmental Protection Agency (EPA)dos EUA - 69%; EFSA - 46%;e AFN - 40% das 124!