Página 1 dos resultados de 109 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

Farmacogenética em Toxicologia Forense

Paiva, Ana Rita Gomes de
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
46.6%
Projeto de Pós-Graduação/Dissertação apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Ciências Farmacêuticas; A farmacogenética é a ciência que estuda a influência da componente genética nas respostas a tratamentos farmacológicos. Estas podem variar entre indivíduos devido a vários fatores, sendo um deles a ocorrência de polimorfismos em genes que codifiquem proteínas envolvidas no metabolismo, transporte do fármaco ou que sejam o alvo da ação farmacológica. Os estudos farmacogenéticos têm desempenhado um importante papel na área da toxicologia forense uma vez que acrescentam informações que podem auxiliar na identificação da causa e circunstância da morte, especialmente nos casos em que as concentrações de fármacos encontradas nas análises toxicológicas post mortem são difíceis de interpretar. Estas informações adicionais servem essencialmente para determinar se a morte foi intencional ou acidental, tendo sido publicados vários casos que o demonstram. No entanto, estes estudos apresentam ainda bastantes limitações e são necessárias mais evidências científicas para que sejam implementados na rotina médico-legal e possam ser usados como evidência em tribunal. Apesar deste facto...

Determinação de canabinóides em amostras biológicas por cromatografia líquida de alta resolução com espectrometria de massa : aplicação em toxicologia forense

Teixeira, Helena Maria de Sousa Ferreira e
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
57.02%
A marijuana, o haxixe e outros produtos psicoactivos obtidos da Cannabis sativa, são as drogas ilícitas mais produzidas e traficadas em todo o mundo. Por outro lado, paralelamente a um aumento do seu consumo na comunidade em geral, tem-se assistido a um acréscimo de casos de condução sob a sua influência. Tem sido demonstrado que a intoxicação provocada por este tipo de compostos está principalmente relacionada com a concentração do seu principio activo, o Δ9-Tetrahidrocanabinol (Δ9-THC), sendo frequentemente administrados com outras substâncias, tais como o alcool, exacerbando os seus efeitos psicoactivos e aumentando a possibilidade de ocorrência de acidentes de viação. Ao longo dos últimos anos, a comunidade cientifica, em parceria com algumas empresas envolvidas na produção de meios de detecção destas drogas, tem desenvolvido testes rápidos para a detecção de Δ 9-THC-COOH na urina, o metabolito ai mais abundante, quer para aplicação a nível do controlo laboral, quer na avaliação de programas de desintoxicação ou no controlo rodoviário. Contudo, sendo a detecção daquele metabolito apenas indicativo de consumo, a determinação de Δ9-THC em saliva fornecera uma melhor indicação de consumo recente...

António Costa Simões e a génese da química forense em Portugal; António Costa Simões and the beginning of Forensic Chemistry in Portugal

Leonardo, António José; Martins, Décio Ruivo; Fiolhais, Carlos
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
36.9%
Nas páginas da revista O Instituto encontram-se numerosos artigos relevantes para a história da ciência em Portugal. Neste periódico publicado pelo Instituto de Coimbra, uma academia científica que, a partir de 1852, reuniu alguns dos maiores vultos académicos portugueses, surgem relatados vários episódios relevantes da evolução científica e tecnológica portuguesa. Pretendemos aqui divulgar um desses casos, que diz respeito à análise química forense ou toxicologia. O trabalho pioneiro de António da Costa Simões estabeleceu, em Coimbra, a ciência forense aplicada na detecção de substâncias tóxicas em suspeitos envenenamentos. Num conjunto de artigos que publicou n’ O Instituto em 1855, este médico e professor da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra descreveu em pormenor os métodos utilizados em análises de amostras de casos reais, revelando um rigor científico pouco habitual na época. As primeiras análises foram efectuadas no Laboratório Chimico da Faculdade de Filosofia, mas, graças à acção de um outro médico e professor, Macedo Pinto, este tipo de trabalhos passaram a ser realizados num gabinete químico, devidamente equipado, da Faculdade de Medicina. Em 1860 este professor publicou um manual de toxicologia que foi seguido no curso de medicina nas décadas seguintes. Os docentes que realizaram esses trabalhos de análise química sempre mostraram preocupação por se manterem actualizados...

Pesquisa dos indicadores de uso do "crack" em amostras de urina de indivíduos submetidos a exame médico-legal; Research on crack biomarkers in urine samples of individuals who underwent medical-legal exams

Carvalho, Virgínia Martins
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 06/09/2006 PT
Relevância na Pesquisa
46.71%
Atualmente os dados epidemiológicos sobre a exposição ao crack no Brasil são preocupantes, principalmente entre crianças e adolescentes na capital de São Paulo. É sabido que o crack apresenta um potencial maior que o correspondente a outras formas de uso da cocaína para causar dependência. Apesar de haver numerosos estudos e métodos validados para identificação e quantificação de cocaína em fluidos biológicos, o mesmo não ocorre para a caracterização de seu uso na forma de crack. Todos os métodos descritos para diferenciação de exposição ao crack empregam equipamentos de alto custo e que nem sempre são viáveis para a realidade econômica dos laboratórios públicos brasileiros. Este trabalho objetivou desenvolver e aplicar um método eficiente e viável economicamente para identificação e quantificação dos indicadores de uso do crack em amostras de urina provenientes do Núcleo de Toxicologia Forense do Instituto Médico-Legal de São Paulo. O método mostrou-se linear na faixa de interesse (intervalo dinâmico de 0,2 a 20 µg/mL) para éster metilanidroecgonina. Os limites de detecção e quantificação foram de 0,1 e 0,2 µg/mL respectivamente e os testes de estabilidade mostraram-se satisfatórios (degradação menor que 10% após 30 dias). Foram analisadas trinta e sete amostras de urina sendo que onze foram positivas para o indicador escolhido mostrando a utilidade do método no esclarecimento de ocorrências no âmbito forense...

Eletroforese capilar como ferramenta analítica para toxicologia forense; Cappilary electrophoresis as analytical tool for forensic toxicology

Costa, José Luiz da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 13/06/2008 PT
Relevância na Pesquisa
66.9%
No primeiro capítulo deste trabalho, são apresentados aspectos gerais sobre toxicologia forense e sobre a eletroforese capilar, onde se buscou mostrar como a técnica analítica pode ser útil para aplicações forenses. O segundo capítulo apresenta o desenvolvimento de metodologia analítica baseada em eletroforese capilar com detecção por arranjo de diodos para determinação de drogas de abuso ou seus produtos de biotransformação em humor vítreo. Foram estudados parâmetros como a composição do eletrólito de corrida (com especial atenção ao fenômeno de eletrodispersão), pré-concentração online (stacking) e modo de extração dos analitos. Foi obtida completa separação eletroforética de 12 analitos investigados em menos de 10 minutos de corrida. Os parâmetros de confiança analítica do método mostraram este é perfeitamente aplicável às análises toxicológicas com finalidade forense. O terceiro capítulo apresenta a elaboração de metodologia analítica baseada em eletroforese capilar acoplada a espectrometria de massas para determinação de cocaína e cinco produtos de biotransformação em urina, com procedimento de preparo da amostra biológica simplificado. O procedimento desenvolvido apresentou sensibilidade adequada para verificação de intoxicações agudas por cocaína...

Redistribuição da cocaína e sua influência na neuroquímica post mortem; Cocaine redistribution and their implication in post mortem neurochemistry

Carvalho, Virgínia Martins
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 23/03/2011 PT
Relevância na Pesquisa
46.6%
A interpretação dos achados laboratoriais no estabelecimento da causa mortis consiste na integração dos conhecimentos sobre a toxicocinética e toxicodinâmica do agente, conhecimentos de sua redistribuição post mortem (RPM) e achados necroscópicos que possibilitem o nexo causal entre o toxicante e o efeito letal. Neste sentido, é importante considerar que somente as concentrações de cocaína (COC) e seus metabólitos podem não ser determinantes na interpretação da causa de morte, podendo ser útil o cotejamento com outros parâmetros, como os níveis de neurotrasmissores que representem o mecanismo de ação do fármaco. Assim, este trabalho teve por objetivo investigar a RPM da COC e seu metabólito benzoilecgonina (BE) em três segmentos do tecido encefálico (TE), no humor vítreo (HV) e sangue (SG), bem como determinar as concentrações de catecolaminas e indolaminas no encéfalo para avaliar a aplicação da neuroquímica post mortem (NPM) na toxicologia forense. No estudo de RPM foram quantificados os níveis de COC e BE em três segmentos do TE (córtex frontal, núcleos da base e cerebelo), no HV e no SG através de método por cromatografia líquida de alta eficiência (HPLC) acoplada ao detector de arranjo de diodos. Os estudos de neuroquímica foram realizados empregando-se HPLC acoplada ao detector eletroquímico. Os resultados indicaram que as concentrações médias de COC foram maiores no TE...

Identificação de usuários de Cannabis por cromatografia em camada delgada de alta eficiência; Identification Cannabis users by high performance thin layer chromatography

Spinelli, Eliani
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/11/1994 PT
Relevância na Pesquisa
46.6%
A análise de fluidos biológicos para detecção de usuários de Cannabis não é rotina em nossos serviços de toxicologia forense pela falta de um método aplicável às condições de trabalho desses laboratórios. Neste trabalho foi estudado um método que utiliza a cromatografia de camada delgada de alta eficiência (CCDAE) como técnica de identificação. Cinco mililitros de urina são submetidos à hidrólise alcalina e à extração Iíquido/líquido, com posterior aplicação do resíduo obtido na cromatoplaca. O limite de detecção em estudo realizado com adicionados foi de 5ng/ml. Urina de usuários de Cannabis quando submetidas a esta metodologia apresentaram resultado semelhante ao do padrão de THCCOOH, principal produto de biotransformação do THC. As amostras utilizadas como branco de referência não apresentaram mancha semelhante. Na análise das amostras de usuários por imunoensaio de fluorescência polarizada ("cutoff' 50ng/ml) obteve-se resultado negativo para usuários moderados e ocasionais. Com auxilio de curva-padrão observou-se que a concentração provável de canabinóides nessas amostras estaria entre 20-50ng/ml. No estudo comparativo dos resultados obtidos nas duas técnicas, foi verificada uma correspondência de 100% para as amostras de usuários com padrão de uso intenso. Nos usuários moderados e ocasionais não foi observada boa correspondência entre os resultados.; Abstract not available.

Redistribuição postmortem de antidepressivos e seus produtos de biotransformação em tecidos biológicos humanos; Postmortem redistribution of antidepressants and their metabolites in human biological tissues.

Santos, Marcelo Filonzi dos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 10/12/2014 PT
Relevância na Pesquisa
46.6%
Os antidepressivos pertencem a uma importante classe de medicamentos investigados na toxicologia forense. Em casos de amostras provenientes de cadáveres, o intervalo entre o óbito e a obtenção da espécie biológica pode proporcionar a redistribuição postmortem destes fármacos. Com o objetivo de elucidar esse fenômeno, métodos analíticos foram desenvolvidos e aplicados utilizando sangue total (ST), humor vítreo (HV) e fígado. Para as amostras de ST e HV, o método de extração escolhido e validado foi a microextração em fase líquida (LPME) trifásica. Fibras ocas constituídas de polipropileno, com a extensão de 8 cm cada, foram tratadas com o solvente orgânico dodecano (fase orgânica), resultando em um membrana com permeabilidade seletiva. No lúmen destas fibras, adicionou-se ácido fórmico 0,1 mol/L (fase aceptora). Em frasco de fundo chato com 5 mL de capacidade, pipetou-se 3,5 mL de NaOH 0,1 mol/L (fase doadora) e 0,5 mL de ST ou HV. Ao término da extração, as amostras foram introduzidas no GC-MS, sem a necessidade de reações de derivatização. O estudo com ST contemplou os antidepressivos amitriptilina (AMI), nortriptilina (NTR), imipramina (IMI), desipramine (DES), clomipramina (CLO), desmetilclomipramina (DMC)...

Novas técnicas analíticas aplicadas a drogas de abuso presentes em humor vítreo; New analytical techniques applied to drugs of abuse present in vitreous humor

Júlio César Santos Júnior
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/07/2014 PT
Relevância na Pesquisa
46.6%
Embora as anfetaminas estejam proibidas no Brasil, elas continuam sendo adquiridas ilegalmente assim como os canabinóides e cocaína, que representam um dos principais problemas de saúde pública a serem enfrentados no nosso país. Um dos grandes desafios desta área é a dificuldade de obtenção de material para exames periciais. O humor vítreo por encontrar-se isolado em um compartimento relativamente protegido de contaminação externa, invasão de microorganismos e traumatismos em geral, bem como por sua simplicidade/estabilidade analítica e esterilidade durante um longo período após a morte constitui-se como uma excelente amostra para a determinação de xenobióticos em corpos politraumatizados, carbonizados ou em decomposição, auxiliando na delegação da causa mortis. O uso da espectrometria de massas e o advento de novas metodologias de ionização são ferramentas essenciais à toxicologia forense, a V-EASI (venture easy ambient sonic-spray), é uma fonte de ionização de fácil aplicação e instalação, que não requer fluxo de eluente e os demais fatores utilizados nas fontes comerciais. Além disso, o uso da espectrometria de massas de ressonância ciclotrônica de íons por transformada de Fourier (FT-ICR-MS) de ultra-alta resolução e exatidão (valores de m/z exatos) leva a exata composição molecular...

Quantificação de Club Drugs em amostras biológicas em toxicologia forense

Castro, André Alexandre Lobo Lopes de
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
56.91%
As ciências forenses, incluindo a toxicologia forense, apresentam, na actualidade, uma importância acrescida e uma exposição mediática nunca antes atingidas. Os seus resultados são cada vez mais valorizados pelas autoridades judiciais e a sua abrangência é cada vez mais vasta. Tendo como objectivo a aplicação de conhecimentos e métodos científicos na resolução de questões judiciais, a credibilidade e validação das metodologias utilizadas é fulcral para a aceitação de um resultado que terá sempre consequências judiciais. O consumo de substâncias psicoactivas usadas para intensificar fenómenos individuais e colectivos de socialização, associadas a um tipo de sub-cultura organizado ou não em “Clubes de Dança” (dance clubs), denominada Rave Subculture, levanta questões prementes de saúde pública e de envolvimento das autoridades judiciais, quer na prevenção do tráfico, quer na minimização e controlo do seu consumo. As consequências sanitárias e judiciais trazem também as ciências forenses neste plano, justificando a implementação de métodos de detecção e quantificação deste grupo de compostos, quer para avaliação de estado de influenciado, quer para avaliação e determinação de possíveis causas de morte associadas ao seu consumo. Neste trabalho...

Análise de pesticidas organofosforados em toxicologia forense

Valente, Nuno Ilídio Pereira
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
56.72%
Os pesticidas são substâncias destinadas a prevenir, destruir ou controlar pragas. No entanto, estes produtos são também responsáveis por intoxicações em seres humanos. Em Portugal, mais de metade das intoxicações voluntárias com pesticidas envolvem inseticidas organofosforados (IOFs). Neste trabalho, pretendeu-se desenvolver e validar um conjunto de metodologias para a determinação analítica de dez IOFs, nomeadamente, clorfenvinfos, clorpirifos, diazinão, dimetoato, fentião, fosalona, malatião, paratião, pirimifos-metilo e quinalfos, em amostras de sangue total e de conteúdo gástrico, tendo em vista a introdução das mesmas na rotina pericial do Serviço de Toxicologia Forense da Delegação do Norte do Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses, I.P. (STF-N). Foram testados métodos de extração de IOFs com Extração em Fase Sólida (SPE) em amostras de sangue com colunas Oasis® HLB e Sep-Pak® C18 e com separação e deteção por GC-ECD e GC-MS. O método de extração com colunas Sep-Pak® C18 foi selecionado, uma vez que no final do processo de extração e análise foram gerados sinais cinco vezes superiores aos obtidos após extração com as outras colunas de SPE, e mostrou ser seletivo para isolamento dos analitos e do padrão interno (etião) em amostras de sangue postmortem. Foram preparadas curvas de calibração entre 50 e 5000 ng/mL...

Controle de dopagem no esporte: aspectos químicos e farmacológicos que afetam a detecção de drogas no cabelo

Aquino Neto,Francisco Radler de; Marques,Marlice Aparecida Sipoli; Pereira,Henrique Marcelo Gualberto
Fonte: Divisão de Biblioteca e Documentação do Conjunto das Químicas da Universidade de São Paulo Publicador: Divisão de Biblioteca e Documentação do Conjunto das Químicas da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2002 PT
Relevância na Pesquisa
46.6%
Análise em cabelo (AC) é bem documentada na área de toxicologia forense. AC tem sido empregada para inferir se o consumo de determinado fármaco é crônico ou esporádico. A Sociedade de Teste Capilar (STC) publicou normas sobre AC em dopagem no esporte, às quais são aceitas em cortes judiciais, apesar de não terem sido incorporadas pelo Comitê Olímpico Internacional (COI). Dentre as substâncias proibidas pelo COI o grande desafio da AC na área de controle de dopagem (CD) é a comprovação da sua viabilidade na detecção de esteróides anabolizantes (EA). Antes de validar a AC para o CD, a comunidade científica tem de responder pelo menos a cinco questões críticas: Qual a quantidade mínima detectável no cabelo após a administração? Qual a relação entre a quantidade detectada e a encontrada no cabelo? Qual a influência da cor do cabelo? Existe algum viés no teste em cabelo? Qual a influência da contaminação exógena e do tratamento capilar e com cosmético? O fator limitante da AC em dopagem de atletas é a carência de dados científicos. O presente artigo faz uma revisão dos trabalhos publicados com um enfoque aos parâmetros analíticos e farmacológicos que limitam o emprego da AC no CD.

Estudo comparativo entre as técnicas de cromatografia liquida de alta eficiência e detecção por arranjo de diodos e biochip na triagem toxicológica forense

Cabrera, Eduardo Rodrigues
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
56.9%
Resumo: A atividade mais conhecida da toxicologia forense é a detecção e quantificação de substâncias químicas em matrizes biológicas postmortem. Para guiar os procedimentos de análise e facilitar a elucidação dos casos periciados faz-se necessário o uso de técnicas de análise mais gerais, conhecidas como técnicas de triagem. Com o objetivo de estudar diferentes métodos de triagem toxicológica, o presente trabalho teve o objetivo de selecionar, avaliar e aplicar técnicas de triagem dentro de uma rotina de análise toxicológica sistemática com escopo forense. Foram selecionadas duas técnicas, a cromatografia líquida de alta eficiência acoplada a detecção por arranjo de diodos e imunoensaio com quimioluminescencia por Biochip, para as quais foram submetidas amostras de sangue total e urina coletadas de cadáveres necropsiados. Ambas as técnicas apresentaram boa sensibilidade para as substâncias elencadas como de interesse, assim como tiveram influência do tipo de matriz biológica analisada. Apesar de bons níveis de concordância, as técnicas estudadas apresentaram resultados divergentes importantes e que demandariam intervenção. Cada técnica apresentou vantagens e desvantagens particulares que devem ser avaliadas caso a caso...

Desenvolvimento e procedimentos de validação de uma metodologia analítica por GC/MS/MS para a determinação de antidepressivos em sangue total

Truta, Liliana Adelina Afonso Novo de Almeida
Fonte: Instituto Politécnico do Porto. Instituto Superior de Engenharia do Porto Publicador: Instituto Politécnico do Porto. Instituto Superior de Engenharia do Porto
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
46.97%
A depressão é uma das doenças de foro psiquiátrico que mais prevalece na nossa sociedade, subsistindo evidências epidemiológicas que indicam um aumento substancial da sua incidência nos últimos anos. Esta evidência é consubstanciada pelo aumento significativo do consumo de antidepressivos em Portugal. Este cenário pressupõe a necessidade de uma metodologia que permita analisar, com rigor e numa perspectiva de rotina, os antidepressivos que podem ser encontrados em amostras de sangue. No contexto do Serviço de Toxicologia Forense do Instituto Nacional de Medicina Legal, Delegação do Norte, torna-se necessário o desenvolvimento de uma metodologia analítica para a determinação simultânea de 15 antidepressivos em sangue total e a sua validação relativamente a vários parâmetros analíticos. Os antidepressivos considerados foram Amitriptilina, Citalopram, Clomipramina, N-Desmetilclomipramina, Dotiepina, Fluoxetina, Imipramina, Maprotilina, Mianserina, Mirtazapina, Nortriptilina, Paroxetina, Sertralina, Trimipramina e Venlafaxina. A técnica utilizada para este efeito foi o GC/MS/MS, aplicando um procedimento extractivo prévio apropriado, baseado em procedimentos convencionais de extracção em fase sólida. A escolha desta técnica teve por base a possibilidade de identificar inequivocamente os compostos presentes na amostra...

Formación de capacidades en la matriz saliva, para la detección de consumo de drogas de abuso

Cdt; Corthorn Quality Ingenieria y Consusultoria Ltda; Helen Fell Mackay
Fonte: Corporação de Fomento da Produção Publicador: Corporação de Fomento da Produção
Tipo: Proyecto
Publicado em 27/12/2010
Relevância na Pesquisa
37.04%
El objetivo principal de la pasantía es el de adquirir conocimientos sobre la matriz biológica saliva y la forma en que ésta se utiliza para detectar el abuso en el uso de drogas . Esta matriz posee algunas particularidades que la hace más adecuada de usar en ciertas situaciones por lo mismo es muy utilizada en el área de toxicología forense en Europa. Con estos conocimientos la empresa Corthorn Quality estará en condiciones de mejorar la capacidad de su área de toxicología implementando nuevas tecnologías dentro de su laboratorio. Destaca esta matriz por su casi nula invasión en el cuerpo lo que no afecta la dignidad de las personas. Además esta tecnología permite establecer una correlación directa entre la cantidad de droga consumida y los resultados del ensayo que se practica, lo que es de gran aporte y ayuda a los cuerpos médicos de justicia y legales. Corthorn Quality es una empresa creada en 1988 para dar servicios de: certificación, control de calidad, asesorías técnicas, especialidades y ejecución de ensayos de laboratorio. Sus servicios se orientan a las aéreas de: Toxicología, Drogas y Doping, Alimentos y Aguas. Actualmente trabaja en el área de Toxicología con matrices biológicas tradicionales (pelo...

Procesos analíticos de detección de productos fitosanitarios en toxicología postmortem

Allendes Pérez, Christian
Fonte: Universidad de Chile Publicador: Universidad de Chile
Tipo: Tesis
ES
Relevância na Pesquisa
46.8%
Magister en Bioquímica área de especialización en Toxicología; No autorizada por el autor para ser publicada a texto completo en el Portal de Tesis Electrónicas.; Un gran número de intoxicaciones agudas letales se producen en el país debido al uso indebido de métodos químicos para el control de plagas. Sin embargo, no se encuentran implementados protocolos confiables para establecer el diagnóstico de intoxicaciones agudas producidas por agentes de control de plagas como los fitosanitarios, que contribuyan a brindar información a los tribunales de justicia para establecer la etiología tóxica. En respuesta a lo anteriormente descrito, en el presente trabajo se implementaron protocolos analíticos para la investigación de productos fitosanitarios en muestras biológicas postmortem. Se establecieron protocolos y se implementaron metodologías analíticas para la determinación cualitativa o cuantitativa de un grupo de pesticidas organofosforados (paration, metil paration y diazinon) y del tipo carbamatos (carbaril, methomil y aldicarb) en muestras ingresadas en el departamento de laboratorios del Instituto Médico Legal de Santiago de Chile, y procedentes del departamento de Tanatología. Las metodologías analíticas se basaron en un pre-tratamiento de las muestras de acuerdo a su naturaleza...

Doping control in sports: chemical and pharmacological aspects that effect the detection of drugs in hair; Controle de dopagem no esporte: aspectos químicos e farmacológicos que afetam a detecção de drogas no cabelo

Aquino Neto, Francisco Radler de; Marques, Marlice Aparecida Sipoli; Pereira, Henrique Marcelo Gualberto
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Ciências Farmacêuticas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Ciências Farmacêuticas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 01/09/2002 POR
Relevância na Pesquisa
46.6%
Hair analysis is very well documented in forensic toxicology. It has been employed for differentiation between chronic or occasional consumption of certain drugs. The Society of Hair Testing published rules about hair analysis in sportive doping, which are accepted in most courts of justice, in spite that they had not been incorporated by the International Olympic Committee. Among the substances forbidden by the IOC, the great challenge of hair analysis in doping control is to confirm his validity in the detection of anabolic steroids. Before validation of hair analysis in doping control, the scientific community has to answer at least five critical questions: (1) What is the minimal amount detectable in hair after administration? (2) What is the relationship between the amount of the drug used and the concentration of the drug or its metabolites in hair? (3) What is the influence of hair's color? (4) Is there any racial bias in hair testing? (5) What is the influence of cosmetic treatments? Until now, the limiting factor for hair analysis in doping control is the lack of scientific data. The present article revises published material with special attention to the analytical and pharmacological parameters that may hinder the use of hair analysis in doping control.; Análise em cabelo (AC) é bem documentada na área de toxicologia forense. AC tem sido empregada para inferir se o consumo de determinado fármaco é crônico ou esporádico. A Sociedade de Teste Capilar (STC) publicou normas sobre AC em dopagem no esporte...

Intoxicación letal con aldicarb: análisis de sangre post mortem mediante LC-ESI-MS/MS

Mariño-Gaviria,Diana Jazmín; Patiño-Reyes,Nancy
Fonte: Revista de la Facultad de Medicina Publicador: Revista de la Facultad de Medicina
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2015 ES
Relevância na Pesquisa
46.6%
Antecedentes. El aldicarb es un plaguicida carbamato de alta toxicidad asociado a intoxicaciones agudas fatales en el ser humano. Su mecanismo de acción consiste en la inhibición de la enzima acetilcolinesterasa (AChE) que ocasiona la acumulación del neurotransmisor acetilcolina en la hendidura sináptica. Esta acumulación provoca síntomas colinérgicos y, dependiendo de la dosis de exposición, puede paralizar los sistemas respiratorio y nervioso hasta llegar a la muerte. Objetivo. Determinar el nivel de aldicarb en sangre post mortem en casos de intoxicación aguda. Materiales y métodos. Investigación de tipo experimental empleando un cromatógrafo líquido con espectrometría de masas, con ionización electrospray y análisis en modo tándem (LC-ESI-MS/MS). Los estándares de aldicarb y el aldicarb-d3 fueron comprados de Dr. Ehrenstorfer GmbH. El método consiste en una precipitación de proteínas de la sangre y su posterior análisis por LC-ESI-MS/MS, utilizando el aldicarb-d3 como estándar interno. El método fue aplicado a siete casos de intoxicación letal por presunta acción del aldicarb. Resultados. El aldicarb se encontró en la sangre de seis de los casos estudiados, en niveles desde 0.12 a 1.90 µg/mL. Solo en uno de los casos no se detectó aldicarb. En cuanto la presunta manera de muerte...

Protocolo de actuación forense ante la sospecha de meningitis bacteriana y shock séptico fulminante

Fernández-Rodríguez,A.; Morentin Campillo,B.
Fonte: Cuadernos de Medicina Forense Publicador: Cuadernos de Medicina Forense
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/07/2004 SPA
Relevância na Pesquisa
46.64%
Una importante tarea de las instituciones médico-legales es la colaboración con las autoridades sanitarias en la prevención de riesgos para la salud pública. Uno de ellos es la infección meningocócica, que puede cursar rápidamente y con evolución fatal, causando muerte súbita. Neisseria meningitidis es la principal causa de meningitis bacteriana y septicemia en niños y adultos jóvenes. Su temprana detección es de extrema urgencia, ya que permite el adecuado tratamiento de los contactos. El rápido desarrollo de estas infecciones imposibilita en ocasiones el diagnóstico antemortem, resultando imprescindible el diagnóstico forense. Aunque los hallazgos postmortem suelen ser los del síndrome de Waterhouse-Friderichsen, estos, a veces, pueden pasar desapercibidos, o estar causados por otras bacterias. Todo ello hace necesario un diagnóstico microbiológico forense. Este artículo presenta un protocolo forense de actuación ante la sospecha de meningitis bacteriana y shock séptico fulminante. La toma de muestras para microbiología debe ser aséptica e incluir sangre, suero, LCR, líquido pleural, tejidos en fresco y orina. Estas muestras pueden remitirse al Instituto Nacional de Toxicología y Ciencias Forenses, donde se realizarán análisis específicos...

El sistema médico-legal y forense portugués

Nuno Vieira,D.; Muñoz-Barús,J.I.
Fonte: Cuadernos de Medicina Forense Publicador: Cuadernos de Medicina Forense
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/07/2009 SPA
Relevância na Pesquisa
46.64%
Los primeros textos legales que contienen algunas normas relacionadas con las pericias médico-legales en Portugal se remontan al siglo XVI, pero no sería hasta el siglo XIX cuando aparecen los primeros servicios públicos y cuando surge la enseñanza de la medicina legal en la universidad como disciplina autónoma. Se crearon los primeros servicios médico-legales oficiales (morgues) que existieron hasta 1918 cuando fueron suprimidas pasando a denominarse Institutos de Medicina Legal de Coimbra, Oporto y Lisboa. Posteriormente se unificaron en un único Instituto Nacional de Medicina Legal que tiene su sede en Coimbra e integra las tres delegaciones de él dependientes, localizadas en Oporto, Coimbra y Lisboa. En las Delegaciones existen 4 servicios técnicos periciales: Patología Forense, Clínica Forense, Toxicología Forense y Genética y Biología Forense. Así mismo existe una red de 31 Gabinetes Médico-Legales dispersos por el país con dependencia orgánica de los anteriores. En el aspecto formativo e investigador cabe mencionar que las Delegaciones funcionan íntimamente articuladas con las Facultades de Medicina del país. La disciplina de Medicina Legal es obligatoria en todas las licenciaturas de medicina y también en las Facultades de Derecho de todas las universidades públicas. En este ámbito de la enseñanza debe destacarse finalmente la existencia...