Página 1 dos resultados de 2226 itens digitais encontrados em 0.069 segundos

Resistência à fratura e padrões de falha de raízes bovinas enfraquecidas restauradas com diferentes tipos de pino; Fracture strength and failure patterns of flared bovine roots resin-reinforced and restored with different posts

Pinto, Humberto Oliveira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 14/12/2007 PT
Relevância na Pesquisa
75.96%
Proposição: Este estudo in vitro comparou a resistência à fratura e os padrões de falha de 5 tipos diferentes de pinos-núcleos cimentados em raízes bovinas. Materiais e métodos: Um total de 50 incisivos bovinos frescos foram utilizados. A coroa, o terço cervical e parte do terço médio radicular foram removidos. Os dentes selecionados foram divididos em cinco grupos (n=10). Quatro grupos foram enfraquecidos utilizando uma seqüência de pontas diamantadas, reforçados com resina composta e restaurados com núcleos metálicos fundidos, pinos de fibra de vidro, pinos de fibra de carbono e pinos de aço inoxidável. Um grupo não sofreu enfraquecimento e foi restaurado com núcleo metálico fundido (grupo controle). Todos os pinos foram cimentados com adesivo Single Bond 2 e cimento resinoso dual RelyX ARC. Cada espécime foi incluído em resina acrílica e recebeu uma coroa total metálica. A máquina de ensaios universais EMIC-2000 foi utilizada para o teste mecânico. Uma carga compressiva com célula de carga de 500Kgf a uma velocidade de 0,5 mm.min-1 foi aplicada em um ângulo de 135º em relação ao longo eixo do dente até ocorrer fratura. Análise de variância e teste de Tukey foram realizados para determinar a significância da resistência à fratura entre os grupos (p<0...

Músculo esquelético e envelhecimento: vias de sinalização da insulina e IGF 1 nos diferentes tipos de fibras musculares, perfil morfológico e efeito do DHEA em ratos apresentando sarcopenia.; Skeletal muscle and insulin action: intracellular pathway in type 1 and type 2 muscle fibers, morphological pattern, and effect of DHEA in sarcopenic rats.

Siqueira Filho, Mário Alves de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 04/12/2008 PT
Relevância na Pesquisa
95.73%
Com o envelhecimento observa-se redução da massa muscular, aumento da resistência à insulina e queda nos níveis séricos de alguns hormônios, entre eles o DHEA. Ratos com 12-14 meses de idade apresentam regulação músculo-específica em vias da insulina e IGF 1 em músculos com populações distintas de tipos de fibras e como indicador de sarcopenia apresentam redução da proporção e tamanho de fibras tipo 2b. Dose única de DHEA não modula as vias da insulina e IGF 1 no músculo esquelético e reduz tamanho de fibras tipo 1 no EDL.; Reductions in skeletal muscle mass, increased insulin resistance, and decrements in several hormones serum levels, including DHEA, are features observed in aging. Twelve to fourteen months old rats present specific regulation in the insulin and the IGF-1 intracellular pathway in distinct skeletal muscle fiber composition and show reductions in size and proportion of muscle composed predominantly by fiber type 2. DHEA treatment had no effect in these intracellular pathways but induces reduction in the size of type 1 fiber in the EDL muscle.

Avaliação in vitro da resistência de união à tração de três tipos de pinos de fibra cimentados a raízes bovinas com diferentes cimentos resinosos; In vitro evaluation of tensile bond strength of three types of fiber posts luted in bovine roots with different resin cements

Quintero, Mayra Zamboni
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/09/2012 PT
Relevância na Pesquisa
75.98%
Este estudo teve como objetivo avaliar, através de testes de tração, a resistência de união de pinos pré-fabricados, com diferentes graus de translucidez, à dentina bovina, utilizando três tipos de cimentos resinosos. Noventa incisivos bovinos tiveram suas coroas anatômicas separadas das raízes através de uma secção perpendicular ao longo eixo dos dentes na junção amelocementária, de modo que as raízes apresentassem 14 mm de comprimento. Os condutos radiculares foram tratados endodonticamente e os espécimes, mantidos em água destilada a 37°C por 7 dias. Após esse período, foi realizada a desobturação de 7 mm de profundidade de cada conduto para a cimentação dos três tipos de pino: Exacto (Angelus), translúcido; Reforpost fibra de vidro (Angelus), branco; e Reforpost fibra de carbono (Angelus), negro e opaco. Três tipos de cimentos resinosos foram utilizados de acordo com as recomendações dos fabricantes: o cimento dual auto-adesivo Rely X U100 (3M ESPE); o cimento dual Rely X ARC (3M ESPE), associado ao sistema adesivo autopolimerizável Scotchbond Multi-Uso Plus (3M ESPE); e o cimento de ação exclusivamente química Cement Post (Angelus), associado ao sistema adesivo Fusion Duralink (Angelus), constituindo 9 grupos experimentais (n=10). Após a armazenagem dos corpos de prova em água destilada a 37º C por 7 dias...

Avaliação de tipos de resistência de gramíneas forrageiras à cigarrinha das-raízes Mahanarva fimbriolata (Stål, 1854) (Hemiptera: Cercopidae); Evaluation of types of resistance of grasses to the spittlebug Mahanarva fimbriolata (Stål, 1854) (Hemiptera: Cercopidae)

Grisoto, Eliane
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 12/04/2013 PT
Relevância na Pesquisa
75.95%
Os objetivos deste trabalho foram selecionar gramíneas forrageiras com potencial de resistência a Mahanarva fimbriolata, bem como determinar tipos de resistência presentes, por meio da avaliação do efeito sobre a biologia do inseto e de testes de tolerância. Nas gramíneas mais promissoras foi também aplicado o fungo Metarhizium anisopliae (Metsch.) Sorokin para avaliar um possível efeito associado deste com a resistência vegetal. Os ensaios foram realizados sem chance de escolha, com insetos provenientes de criação estoque. No ensaio de biologia, realizado em laboratório com 12 genótipos, os seguintes parâmetros foram avaliados: mortalidade e duração da fase ninfal; peso e longevidade dos adultos; período de pré-oviposição e número de ovos/fêmea; e viabilidade e a duração do período embrionário. No ensaio de tolerância realizado com três gramíneas, em casa de vegetação, foram utilizadas duas densidades de cigarrinhas (dois e quatro casais), avaliando-se o dano causado (com base em escala de notas) aos 3º e 7º dias após a infestação e o crescimento e rebrote das gramíneas ao 14º dia após a desinfestação. Para verificar a associação de plantas resistentes com o fungo M. anisopliae, foram utilizadas...

Determinação dos tipos de resistência em genótipos de feijoeiro ao ataque de Zabrotes subfasciatus (Coleoptera: Bruchidae)

Moraes, Carolina Prado Batista de; Boiça Junior, Arlindo Leal; Souza, Joseane Rodrigues de; Costa, Jacqueline Tonielo da
Fonte: Universidade Federal de Viçosa (UFV) Publicador: Universidade Federal de Viçosa (UFV)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 419-424
POR
Relevância na Pesquisa
95.96%
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); O Zabrotes subfasciatus (Boheman, 1833) (Coleoptera: Bruchidae) é considerado a principal praga do feijão armazenado. O método de controle mais utilizado tem sido o uso de inseticidas; no entanto outros métodos podem ser empregados, como, por exemplo, a resistência de plantas. Este trabalho teve por objetivo determinar os tipos de resistência em 12 genótipos de feijoeiro ao ataque dessa praga. O experimento foi conduzido no Laboratório de Resistência de Plantas a Insetos, do Departamento de Fitossanidade da FCAVUNESP, Jaboticabal - SP, no período de março a novembro de 2009. Foram realizados testes de não preferência para oviposição, com e sem chance de escolha, e de alimentação, sem chance de escolha. Concluiu-se que os genótipos Dor 391, Dor 476, IAPAR-MD 806 e Raz 59 apresentam resistência do tipo não preferência para oviposição por Z. subfasciatus, em teste com chance de escolha; no teste sem chance de escolha todos os genótipos foram igualmente ovipositados pelo inseto; no teste com chance de escolha, machos e fêmeas foram igualmente atraídos por todos os genótipos testados; e Raz 56, Arc 2, Raz 55, Raz 49 e Raz 59 apresentaram resistência dos tipos não preferência para alimentação e...

Resistência de variedades de algodão ao curuquerê do algodoeiro Alabama argillacea Hubner (lepidoptera: noctuidae)

Junior, Arlindo Leal Boiça; Jesus, Flávio Gonçalves de; Janini, Julio César; Silva, Anderson Gonçalves da; Alves, Gleina Costa Silva
Fonte: Universidade Federal de Viçosa (UFV) Publicador: Universidade Federal de Viçosa (UFV)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 48-55
POR
Relevância na Pesquisa
85.81%
Este trabalho teve como objetivo verificar a ocorrência das formas de resistência, tais como: a não preferência para oviposição, a não preferência para alimentação e a antibiose, em variedades de algodoeiro (Gossypium hirsutum L.), à Alabama argillacea (Hubner, 1818), em experimentos de laboratório (27 ± 2 ºC, 70 ± 10% de U.R. e fotofase de 14 horas). Para avaliar a não preferência para oviposição e para a alimentação em teste com chance de escolha, adotou-se o delineamento em blocos casualizados e, no teste sem chance, o inteiramente casualizado. Para avaliar a antibiose, foram fornecidas às larvas, diariamente, folhas das variedades DeltaOpal, NuOpal, FMT 701, FMX 910 e 20 FMX 996. Durante este processo, verificou-se a duração de cada fase do inseto, avaliando-se a massa de larvas aos dez dias de idade, massa de pupas com 24 horas, período larval, pré-pupal e pupal, longevidade de adultos, viabilidade total e fecundidade. As variedades NuOpal e FMT 701 apresentam resistência do tipo não preferência para alimentação. As variedades NuOpal, FMT 701 e FMX 910 apresentam resistência do tipo antibiose em relação a A. argillacea.; This work aimed to test the occurrence of types of resistance in cotton varieties (Gossypium hirsutum L.) including non-preference to oviposition and feeding and antibiosis to Alabama argillacea (Hubner...

Atratividade e preferência alimentar de Epicauta atomaria (Ger.) em algumas espécies de maracujá

Boiça Junior, Arlindo Leal; Baptista, Jaime Zuccolotto; Oliveira, João Carlos de; Jesus, Flávio Gonçalves de
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 471-476
POR
Relevância na Pesquisa
85.77%
Avaliou-se, em laboratório, a não-preferência para alimentação de Epicauta atomaria em diferentes espécies de maracuja, em teste com e sem chance de escolha. Verificou-se a melhor densidade de insetos que proporcionam a discriminação quanto aos graus de resistência. Para avaliação, utilizaram P. setacea, P. alata, P. edulis, P. cincinnata e P. laurifolia. Para os testes com e sem chance de escolha, a não-preferência para alimentação foi avaliada através da atratividade, onde foi contado o número de insetos atraídos por espécie, em placa de Petri. As espécies P. laurifolia e P. alata foram resistentes a E. atomaria, expressando o tipo de resistência à não-preferência para alimentação. As densidades de E. atomaria que melhor discriminaram as espécies de maracujazeiro, são três e cinco (teste com chance de escolha) e dois (teste sem chance de escolha). P. edulis, P. setacea e P. cincinnata são suscetíveis a E. atomaria.; The no preference for feeding of Epicauta in different species of passion fruit in free choice and no choice tests was evaluated under laboratory conditions. It was verified the best density of insects that provides the discrimination of resistance degrees. P. setacea, P. alata, P. edulis...

Efeito de genótipos de caupi, Vigna unguiculata (L.) Walp., sobre o desenvolvimento de Callosobruchus maculatus (Fabricius) (Coleoptera: Bruchidae)

Costa, Nivânia P. da; Boiça Júnior, Arlindo L.
Fonte: Sociedade Entomológica do Brasil Publicador: Sociedade Entomológica do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 77-83
POR
Relevância na Pesquisa
75.86%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Esta pesquisa teve por objetivo determinar o grau e os tipos de resistência em 21 genótipos de caupi ao caruncho Callosobruchus maculatus (Fabricius), em teste sem chance de escolha. Utilizaram-se cinco repetições de 10 g de grãos por genótipo, que foram infestados por um período de sete dias com cinco insetos adultos coletados ao acaso. Foram avaliadas as seguintes variáveis: número de ovos viáveis e inviáveis por recipiente, número de insetos e porcentagem de insetos emergidos, ciclo biológico de ovo a adulto, massa de semente consumida e massa de semente consumida por inseto. Os genótipos TE 90 170 29F, TE 90 170 76F, CNCX 405 17F e TE 87 108 6G apresentaram resistência do tipo não preferência para alimentação e/ou antibiose, sendo que os dois últimos também apresentam não preferência para oviposição; os genótipos de caupi IPA 206, Canapu e Corujinha mostraram-se suscetíveis a C. maculatus.; The objective of this research was to determine the level and types of resistance in 21 cowpea genotypes to the cowpea weevil Callosobruchus maculatus (Fabricius), in a no-choice oviposition test. Tem grams of grains, per each genotype, were infested with five adult insects collected at random...

Tipos de resistência a Alabama argillacea (Huebner) (Lepidoptera: Noctuidae) envolvidos em genótipos de algodoeiro: I - não-preferência

Lara, Fernando Mesquita; Ferreira, Alvemar; Campos, Alcebiades Ribeiro; Soares, José J.
Fonte: Sociedade Entomológica do Brasil Publicador: Sociedade Entomológica do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 739-744
POR
Relevância na Pesquisa
75.86%
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Avaliou-se a preferência para oviposição e alimentação de Alabama argillacea (Huebner, 1818) por genótipos de algodoeiro (Gossypium hirsutum L.). em condições de campo, os genótipos avaliados foram: IAC 21, CNPA 2H, CNPA 7H, HR 21 T 16, HR 102, JPM 157, STO 285 N, SU 0450, T 267-12-14, T 277-2-6, T 295-3-2, T 695-8-22, T 941-274, T 953-13-4-2 e T 1122-13-1. Efetuou-se a contagem de ovos em 10 folhas/parcela, amostrando-se o terço superior de 10 plantas. Paralelamente, foram conduzidos dois ensaios, com e sem chance de escolha, com os genótipos CNPA 9211-21, CNPA 9211-31, JPM 157, STO 285 N, T 953-13-4-2 e T 1122-13-1, plantados em vasos, no interior de telados. Os ensaios de preferência para alimentação foram efetuados em laboratório, com discos de folhas daqueles seis genótipos. Utilizaram-se larvas de primeiro e terceiro ínstar, efetuando-se 20 repetições e avaliando-se o peso seco do alimento consumido. Constatou-se que a oviposição foi semelhante, estatisticamente, nos genótipos em estudo, excluindo-se portanto qualquer resistência do tipo não-preferência para oviposição. O genótipo CNPA 9211-31 foi o menos consumido por larvas de primeiro ínstar...

Determinação dos tipos de resistência de genótipos de soja ao ataque de Spodoptera cosmioides (Walker, 1858) (Lepdoptera: Noctuidae)

Michelin, Victor
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: v, 37 f.
POR
Relevância na Pesquisa
75.88%
The aim of this work was to evaluate the types of resistance of soybean genotypes to the attack of Spodoptera cosmioides (Walker, 1858), under laboratory conditions. Plants of the soybean genotypes, IAC 100, Dowling, PI 227687, PI 274454, BR 16, IGRA RA 626 RR, PI 227682, BRSGO 8360, IGRA RA 516 RR e P 98Y11 RR, were cultivated in vases and placed in a greenhouse in order to have their leaves used afterwards in free-choice and no-choice no-preference for feeding tests and evaluation of the biological parameters of S. cosmioides fed on the genotypes. For free-choice no preference for feeding test, 10 leaf discs were prepared and placed in Petri dishes equidistantly among themselves, and then two recently-hatched caterpillar per genotype were release in the center of the plate. The same test was performed for third instar larvae, so that one caterpillar per genotype was used. In non-choice test, only one genotype was used in each Petri dish, where two recently-hatched or one third instar caterpillars were released, respectively. For both tests, the attractiveness was assessed at 1, 3, 5, 10, 15, 30, 60, 120, 360, 720 and 1440 minutes after the release of the insects. In addition, the leaf area consumed was evaluated. Randomized blocks design and completely randomized design were used for free-choice and non-choice tests...

Resistência de união ao cisalhamento de diferentes tipos de pinos de fibra de vidro cimentados em raízes fragilizadas

Pedrosa, Daniele Machado da Silveira
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
75.91%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, 2013.; Reabilitar dentes fragilizados com acentuada perda estrutural, tratados endodonticamente, constitui-se ainda como um desafio para o profissional, apesar do constante aprimoramento dos materiais odontológicos e das técnicas restauradoras. O objetivo do presente estudo foi avaliar, por meio do teste de micro push-out, o efeito de diferentes tipos de cimentos na resistência de união ao cisalhamento de pinos de fibra de vidro convencionais e anatômicos cimentados nos terços cervical, médio e apical do preparo protético em raízes fragilizadas. Sessenta caninos inferiores humanos, com um único canal e raízes retas, tiveram suas porções coronárias removidas obtendo raízes com tamanho de 16 mm a partir do ápice radicular. As raízes foram incluídas em cilindros de resina acrílica para facilitar a manipulação e proporcionar melhor alinhamento do canal radicular. Foi realizado o tratamento endodôntico seguido pelo preparo protético do canal utilizando brocas em baixa rotação e pontas diamantadas em alta rotação, com o objetivo de simular uma raiz fragilizada. As raízes foram divididas em 2 grandes grupos de acordo com o tipo de pino de fibra de vidro utilizado: Grupo PC...

Tipos de resistência a Alabama argillacea (Huebner, 1818) (Lepidoptera: Noctuidae) envolvidos em genótipos de algodoeiro: II. Antibiose

FERREIRA,ALVEMAR; LARA,FERNANDO MESQUITA
Fonte: Instituto Agronômico de Campinas Publicador: Instituto Agronômico de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1999 PT
Relevância na Pesquisa
85.86%
Objetivou-se verificar a ocorrência do tipo de resistência antibiose em genótipos de algodoeiro (Gossypium hirsutum L.) em relação a Alabama argillacea (Huebner, 1818), em experimentos de laboratório (27 ± 2oC, 70 ± 10% de U.R. e fotofase de 14 horas). Folhas dos genótipos T 1122-13-1, STO 285 N, JPM 157, T 953-13-4-2, CNPA 9211-21 e CNPA 9211-31 foram fornecidas às larvas, diariamente, verificando-se a duração de cada fase do inseto, avaliando-se a massa de larvas aos 3 e aos 8 dias de idade, a massa de pupas e as porcentagens de mortalidade larval, pré-pupal e pupal. O delineamento utilizado foi inteiramente casualizado, com dez repetições, cada uma com dez larvas/genótipo. Em comparação com STO 285 N, todos os genótipos provocaram períodos mais longos de larva a adulto em A. argillacea; entretanto, os menores valores de massa de larvas com 3 dias e de massa média de pupas, e os maiores valores de duração do período larval e de mortalidade de larva a adulto foram verificados em CNPA 9211-31 e CNPA 9211-21, evidenciando que antibiose é um dos tipos de resistência presentes em ambos os genótipos.

Determinação dos tipos de resistência em genótipos de feijoeiro ao ataque de Zabrotes subfasciatus (Coleoptera: Bruchidae)

Moraes,Carolina Prado Batista de; Boiça Junior,Arlindo Leal; Souza,Joseane Rodrigues de; Costa,Jacqueline Tonielo da
Fonte: Universidade Federal de Viçosa Publicador: Universidade Federal de Viçosa
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2011 PT
Relevância na Pesquisa
95.96%
O Zabrotes subfasciatus (Boheman, 1833) (Coleoptera: Bruchidae) é considerado a principal praga do feijão armazenado. O método de controle mais utilizado tem sido o uso de inseticidas; no entanto outros métodos podem ser empregados, como, por exemplo, a resistência de plantas. Este trabalho teve por objetivo determinar os tipos de resistência em 12 genótipos de feijoeiro ao ataque dessa praga. O experimento foi conduzido no Laboratório de Resistência de Plantas a Insetos, do Departamento de Fitossanidade da FCAVUNESP, Jaboticabal - SP, no período de março a novembro de 2009. Foram realizados testes de não preferência para oviposição, com e sem chance de escolha, e de alimentação, sem chance de escolha. Concluiu-se que os genótipos Dor 391, Dor 476, IAPAR-MD 806 e Raz 59 apresentam resistência do tipo não preferência para oviposição por Z. subfasciatus, em teste com chance de escolha; no teste sem chance de escolha todos os genótipos foram igualmente ovipositados pelo inseto; no teste com chance de escolha, machos e fêmeas foram igualmente atraídos por todos os genótipos testados; e Raz 56, Arc 2, Raz 55, Raz 49 e Raz 59 apresentaram resistência dos tipos não preferência para alimentação e,ou, antibiose.

Resistência de variedades de algodão ao curuquerê do algodoeiro Alabama argillacea Hubner (lepidoptera: noctuidae)

Junior,Arlindo Leal Boiça; Jesus,Flávio Gonçalves de; Janini,Julio César; Silva,Anderson Gonçalves da; Alves,Gleina Costa Silva
Fonte: Universidade Federal de Viçosa Publicador: Universidade Federal de Viçosa
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2012 PT
Relevância na Pesquisa
85.8%
Este trabalho teve como objetivo verificar a ocorrência das formas de resistência, tais como: a não preferência para oviposição, a não preferência para alimentação e a antibiose, em variedades de algodoeiro (Gossypium hirsutum L.), à Alabama argillacea (Hubner, 1818), em experimentos de laboratório (27 ± 2 ºC, 70 ± 10% de U.R. e fotofase de 14 horas). Para avaliar a não preferência para oviposição e para a alimentação em teste com chance de escolha, adotou-se o delineamento em blocos casualizados e, no teste sem chance, o inteiramente casualizado. Para avaliar a antibiose, foram fornecidas às larvas, diariamente, folhas das variedades DeltaOpal, NuOpal, FMT 701, FMX 910 e 20 FMX 996. Durante este processo, verificou-se a duração de cada fase do inseto, avaliando-se a massa de larvas aos dez dias de idade, massa de pupas com 24 horas, período larval, pré-pupal e pupal, longevidade de adultos, viabilidade total e fecundidade. As variedades NuOpal e FMT 701 apresentam resistência do tipo não preferência para alimentação. As variedades NuOpal, FMT 701 e FMX 910 apresentam resistência do tipo antibiose em relação a A. argillacea.

Determinação dos tipos de resistência de genótipos de feijoeiro ao ataque de Zabrotes subfasciatus (Boh.) (Coleoptera: Bruchidae)

Mazzonetto,Fábio; Boiça Jr,Arlindo L.
Fonte: Sociedade Entomológica do Brasil Publicador: Sociedade Entomológica do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/1999 PT
Relevância na Pesquisa
75.88%
Com a finalidade de buscar meios alternativos para o controle de Zabrotes subfasciatus (Boheman) (Coleoptera: Bruchidae), este trabalho teve por objetivo, determinar os tipos de resistência envolvidos em genótipos de feijoeiro ao seu ataque. Foram realizados testes sem e com chance de escolha utilizando o delineamento estatístico inteiramente casualizados, com quatro e cinco repetições, respectivamente, com amostras de 10g de grãos. Em teste sem chance de escolha foram amostrados os parâmetros número total de ovos, número de ovos viáveis, viabilidade de ovos, peso seco do alimento consumido, ciclo biológico de ovo a adulto, número e porcentagem de insetos emergidos, e peso e longevidade de fêmeas e machos. Para o teste com chance de escolha, avaliou-se o número de insetos atraídos pelos genótipos, número total de ovos e número de ovos por fêmea. Com os resultados obtidos, pode-se concluir que o genótipo Preto 143 apresenta resistência do tipo não-preferência para oviposição em teste com chance de escolha; e, os genótipos 2374, 2395, 2174, 133 e 155, apresentaram resistência do tipo não-preferência para alimentação e/ou antibiose.

Tipos de resistência a Alabama argillacea (Huebner) (Lepidoptera: Noctuidae) envolvidos em genótipos de algodoeiro: I - não-preferência

Lara,Fernando M.; Ferreira,Alvemar; Campos,Alcebíades R.; Soares,José J.
Fonte: Sociedade Entomológica do Brasil Publicador: Sociedade Entomológica do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/1999 PT
Relevância na Pesquisa
75.86%
Avaliou-se a preferência para oviposição e alimentação de Alabama argillacea (Huebner, 1818) por genótipos de algodoeiro (Gossypium hirsutum L.). Em condições de campo, os genótipos avaliados foram: IAC 21, CNPA 2H, CNPA 7H, HR 21 T 16, HR 102, JPM 157, STO 285 N, SU 0450, T 267-12-14, T 277-2-6, T 295-3-2, T 695-8-22, T 941-274, T 953-13-4-2 e T 1122-13-1. Efetuou-se a contagem de ovos em 10 folhas/parcela, amostrando-se o terço superior de 10 plantas. Paralelamente, foram conduzidos dois ensaios, com e sem chance de escolha, com os genótipos CNPA 9211-21, CNPA 9211-31, JPM 157, STO 285 N, T 953-13-4-2 e T 1122-13-1, plantados em vasos, no interior de telados. Os ensaios de preferência para alimentação foram efetuados em laboratório, com discos de folhas daqueles seis genótipos. Utilizaram-se larvas de primeiro e terceiro ínstar, efetuando-se 20 repetições e avaliando-se o peso seco do alimento consumido. Constatou-se que a oviposição foi semelhante, estatisticamente, nos genótipos em estudo, excluindo-se portanto qualquer resistência do tipo não-preferência para oviposição. O genótipo CNPA 9211-31 foi o menos consumido por larvas de primeiro ínstar, indicando que um dos tipos de resistência desse genótipo a A. argillacea é não-preferência para alimentação.

Frequência e perfil de resistência de Klebsiella spp. em um hospital universitário de Natal/RN durante 10 anos

Oliveira,Claudio Bruno Silva de; Dantas,Valéria Cristina Ribeiro; Motta Neto,Renato; Azevedo,Paulo Roberto Medeiros de; Melo,Maria Celeste Nunes de
Fonte: Sociedade Brasileira de Patologia Clínica; Sociedade Brasileira de Patologia; Sociedade Brasileira de Citopatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Patologia Clínica; Sociedade Brasileira de Patologia; Sociedade Brasileira de Citopatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2011 PT
Relevância na Pesquisa
75.84%
INTRODUÇÃO: As espécies de Klebsiella spp. podem causar vários tipos de infecções, principalmente hospitalares, e têm merecido destaque pelos seus variados e emergentes mecanismos de resistência. OBJETIVOS: Determinar a frequência de isolamento e a caracterização do perfil de resistência de Klebsiella spp. em um hospital universitário durante um período de 10 anos e, ainda, avaliar a tendência para o crescimento dessa resistência. Material e método: Fez-se um estudo descritivo e retrospectivo a partir de dados coletados nos livros de registro do Laboratório de Microbiologia Clínica do hospital investigado, correspondentes ao período de janeiro de 1999 a dezembro de 2008. RESULTADO: A frequência de isolamento de Klebsiella spp. foi de 13,4% com predominância em uroculturas (56,4%). Houve aumento significativo na resistência para a maioria dos antimicrobianos testados ao longo do período analisado com tendência para o crescimento da mesma. Nesse período, isolou-se 23% de Klebsiella spp. com fenótipo produtor de betalactamases de amplo espectro (ESBL). DISCUSSÃO: O isolamento de Klebsiella spp. resistente a antimicrobianos em amostras de origem clínica e a detecção da tendência do crescimento da resistência...

Antibiose e não preferência para oviposição de Bemisia tabaci (Genn.) biótipo B (Hemiptera: Aleyrodidae) por cultivares de Vigna unguiculata (L.) Walp

Rodrigues,N.E.L.; Boiça Júnior,A.L.; Farias,P.R. da S.
Fonte: Instituto Biológico Publicador: Instituto Biológico
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2012 PT
Relevância na Pesquisa
75.86%
O objetivo deste trabalho foi identificar cultivares de caupi resistentes a B. tabaci biótipo B e os respectivos tipos de resistência envolvidos. Os experimentos foram conduzidos em casa de vegetação no Departamento de Fitossanidade da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, UNESP/Campus de Jaboticabal, SP, no período de novembro de 2009 a abril de 2010. Realizaram-se testes de não preferência para oviposição e antibiose. O delineamento experimental utilizado foi de blocos casualizados para o teste com chance de escolha e inteiramente casualizado para os testes sem chance de escolha e teste de antibiose. Conclui-se que os cultivares BRS Urubuquara, IPA-206 e BR17 Gurgueia apresentaram resistência do tipo não preferência para oviposição da mosca-branca; a cultivar BRS Urubuquara apresenta resistência de tipo antibiose; a cultivar Sempre Verde é suscetível; e, mosca-branca prefere ovipositar na posição superior das plantas.

MIÍASES, PÉ DIABÉTICO E ÚLCERAS DE ESTASE VENOSA EM PACIENTES DO HOSPITAL DAS CLÍNICAS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS: ESTUDO DA ENTOMOFAUNA E MICROBIOTA RELACIONADAS.; Myiasis, diabetic foot and venous stasis ulcers in patients in he Hospital das Clínicas of Federal University of Goiás: Study of entomophauna and microbiota related.

FERNANDES, Ly de Freitas
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Medicina Tropical; Medicina Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Medicina Tropical; Medicina
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
75.86%
O presente trabalho foi desenvolvido no Laboratório de Artropodologia Médica e Veterinária (LAMV) do Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública da Universidade Federal de Goiás (UFG) e no Hospital das Clínicas (HC) da UFG, na cidade de Goiânia, Goiás, Brasil. Este objetivou conhecer a freqüência dos diferentes tipos de miíases diagnosticadas em pacientes do HC, seus vários agentes etiológicos e fatores associados. Também objetivou identificar a microbiota bacteriana presente em lesões do tipo pés diabéticos e úlceras de estase venosa de pacientes do Pronto Socorro e Ambulatório do Pé Diabético do HC / UFG. Para isto foram realizados dois estudos. No primeiro estudo, realizado no período de Fevereiro de 2005 a Agosto de 2006, larvas de Muscomorpha foram coletadas das miíases diagnosticadas em 66 pacientes atendidos no HC e, encaminhadas ao LAMV para identificação taxonômica. Foram observadas em ordem decrescente de freqüência as seguintes espécies: Cochliomyia hominivorax (62,12%), Sarcodexia lambens (12,12%), Dermatobia hominis (10,6%), Chrysomya albiceps (6,06%), Chrysomya megacephala (4,54%), Lucilia cuprina (1,51%), e Eristalis tenax (1,51%). Miíases obrigatórias foram as predominantes nos pacientes. A freqüência de miíases foi maior em indivíduos do sexo masculino...

Nueva fórmula de resistencia para el diseño empírico de pilares de roca

Yrarrazaval Herrera, María José
Fonte: Universidad de Chile Publicador: Universidad de Chile
Tipo: Tesis
ES
Relevância na Pesquisa
75.84%
Ingeniera Civil de Minas; Tradicionalmente, la estimación de la resistencia de pilares de roca se efectúa mediante fórmulas empíricas, que relacionan la resistencia a la compresión uniaxial de la roca, la calidad de la roca y las dimensiones del pilar. En la literatura existe una gran variedad de fórmulas que entregan resultados distintos para un mismo diseño. La mayoría de las fórmulas propuestas han sido analizadas con bases de datos acotadas a una sola mina, por lo que podrían presentar valores sesgados a un tipo de roca, forma de los pilares o a un régimen de esfuerzos entre otros. Adicionalmente, la fórmula a utilizar debe ser capaz de escalar la resistencia a la compresión uniaxial de un ensayo de laboratorio a la escala de un pilar. El objetivo de este trabajo es realiza un estudio del desempeño estadístico de las formulas actuales utilizadas para el diseño de pilares de roca de manera de identificar las fórmulas más apropiadas, junto con sus limitaciones. Este análisis permite proponer una nueva fórmula, de mejor desempeño estadístico, capaz de escalar apropiadamente la resistencia a la compresión uniaxial de un ensayo de laboratorio a la escala de un pilar. Para estudiar el desempeño de las fórmulas actuales de diseño de pilares se recopila una base de datos de pilares de la literatura. Se tiene un total de 267 casos históricos con información sobre geometría...