Página 1 dos resultados de 10 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

Variable patterns of Y chromosome homology in Akodontini rodents (Sigmodontinae): a phylogenetic signal revealed by chromosome painting

Ventura, Karen; Yassuda, Yatiyo; Ferguson-Smith, Malcolm A.
Fonte: SPRINGER; DORDRECHT Publicador: SPRINGER; DORDRECHT
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
18.05%
The Akodontini is the second most speciose tribe of sigmodontine rodents, one of the most diverse groups of neotropical mammals. Molecular phylogenetic analyses are discordant regarding the interrelationships of genera, with low support for some clades. However, two clades are concordant, one (clade A) with Akodon sensu strictu (excluding Akodon serrensis), "Akodon" serrensis, Bibimys, Deltamys, Juscelinomys, Necromys, Oxymycterus, Podoxymys, Thalpomys and Thaptomys, and another (clade B) with Blarinomys, Brucepattersonius, Kunsia, Lenoxus and Scapteromys. Here, we present chromosome painting using Akodon paranaensis (APA) Y paint, after suppression of simple repetitive sequences, on ten Akodontini genera. Partial Y chromosome homology, in addition to the homology already reported on the Akodon genus, was detected on the Y chromosomes of "A." serrensis, Thaptomys, Deltamys, Necromys and Thalpomys and on Y and X chromosomes in Oxymycterus. In Blarinomys, Brucepattersonius, Scapteromys and Kunsia, no APA Y signal was observed using different hybridization conditions; APA X paint gave positive signals only on the X chromosome in all genera. The Y chromosome homology was variable in size and positioning among the species studied as follow: (1) whole acrocentric Y chromosome in Akodon and "A." serrensis...

Karyologic diversification and phylogenetic relationships of the genus Thalpomys (Rodentia, Sigmiodontinae)

de Andrade, AFB; Bonvicino, C. R.; Briani, D. C.; Kasahara, S.
Fonte: Springer Publicador: Springer
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 181-190
ENG
Relevância na Pesquisa
38.56%
We describe the karyotype of Thalpomys species, from different Brazilian localities of the Cerrado. Thalpomys cerradensis Herskovitz, 1990 showed 2n = 36, FN = 34 and T. lasiotis Thomas, .1916 2n = 38, FN = 38. Comparisons of G-band karyotypes showed evident inter-specific homologies indicating that their chromosome complements could be derived from one another by two presumed rearrangements. Both species showed pericentromeric C-band regions in almost all chromosomes but a comparison with CMA3/DA/DAPI staining indicated that the molecular content of heterochromatic regions was different. T. lasiotis specimens from two different localities differed in the morphology of the X chromosome due to the presence of a short heterochromatic arm. These chromosome types are apparently fixed in each population rather than maintained as a polymorphic variation. Phylogenetic analyses supported the monophyly of the genus Thalpomys but was not capable of elucidating its phylogenetic relationship to other Akodontini rodents. These analyses also showed inter-individual variation in T. lasiotis, even within a given population. Phylogenetic analyses placed T. lasiotis specimens with different karyotypes in different monophyletic branches. Molecular and karyologic data confirmed the identity of the genus Thalpomys.

A simple graphical model of small mammal succession after fire in the Brazilian cerrado

Henriques, Raimundo P. B.; Briani, Denis C.; Palma, Alexandre R. T.; Vieira, Emerson M.
Fonte: Walter de Gruyter & Co Publicador: Walter de Gruyter & Co
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 226-230
ENG
Relevância na Pesquisa
16.94%
We studied the succession of small mammal species after fire in the cerrado (Neotropical savanna) of Central Brazil. Populations of small mammals were sampled with live-trapping techniques in a series of nine sites of different successional age, ranging from 1 to 26 years after fire. Ten species of small mammals were captured through all the seral stages of succession. Species richness ranged from two to seven species by seral stage. The species were arranged in different groups with respect to abundance along the succession: the first was composed of early successional species that peaked <2 years after fire (Calomys callosus, C. tener, Thalpomys cerradensis, Mus musculus, Thylamys velutinus); the second occurred or peaked 2-3 years after fire (Necromys lasiurus, Gracilinanus sp., Oryzomys scoth). Gracilinanus agilis peaked in the last seral stage. Species richness of small mammals showed an abrupt decrease from an average of four species immediately after fire to two species 5-26 years after the last fire. We propose a simple graphical model to explain the pattern of species richness of small mammals after fire in the cerrado. This model assumes that the occurrence of species of small mammals is determined by habitat selection behavior by each species along a habitat gradient. The habitat gradient is defined as the ratio of cover of herbaceous to woody vegetation. The replacement of species results from a trade-off in habitat requirements for the two habitat variables.

Karyologic diversification and phylogenetic relationships of the genus Thalpomys (Rodentia, Sigmodontinae)

De Andrade, Ana F. B.; Bonvicino, Cibele R.; Briani, Denis C.; Kasahara, Sanae
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 181-190
ENG
Relevância na Pesquisa
38.71%
We describe the karyotype of Thalpomys species, from different Brazilian localities of the Cerrado. Thalpomys cerradensis Herskovitz, 1990 showed 2n = 36, FN = 34 and T. lasiotis Thomas, 1916 2n = 38, FN = 38. Comparisons of G-band karyotypes showed evident inter-specific homologies indicating that their chromosome complements could be derived from one another by two presumed rearrangements. Both species showed pericentromeric C-band regions in almost all chromosomes but a comparison with CMA3/DA/DAPI staining indicated that the molecular content of heterochromatic regions was different. T. lasiotis specimens from two different localities differed in the morphology of the X chromosome due to the presence of a short heterochromatic arm. These chromosome types are apparently fixed in each population rather than maintained as a polymorphic variation. Phylogenetic analyses supported the monophyly of the genus Thalpomys but was not capable of elucidating its phylogenetic relationship to other Akodontini rodents. These analyses also showed inter-individual variation in T. lasiotis, even within a given population. Phylogenetic analyses placed T. lasiotis specimens with different karyotypes in different monophyletic branches. Molecular and karyologic data confirmed the identity of the genus Thalpomys.

Efeito do fogo em comunidades de pequenos mamiferos de cerrado do Brasil Central

Emerson Monteiro Vieira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 01/02/1994 PT
Relevância na Pesquisa
18.28%
O Cerrado é um tipo de vegetação onde ocorrem cerca de 60 espécies de pequenos mamíferos. Embora estejam sujeitas a queimadas freqüentes, muito pouco se sabe sobre o efeito do fogo nas comunidades de pequenos mamíferos de áreas de cerrado. O objetivo deste estudo foi estimar o efeito de queimadas em comunidades de pequenos mamíferos de áreas de cerrado, submetidas a diferentes regimes de queima. Estabeleci grades de armadilhas em duas áreas de cerrado com diferentes históricos de queima (intervalos de dois a três anos entre queimadas ou mais de 18 anos sem queimar). Amostrei estas duas áreas mensal ou bimestralmente durante um ano antes e um ano depois de uma queimada provocada. As duas áreas apresentaram comunidades com composição de espécies semelhantes. As espécies mais freqüentes foram: Oryzomys subflavus, Thalpomys cerradensis, Bolomys lasiurus, Calomys callosus e Calomys tener (Rodentia, Muridae). O fogo não alterou muito a composição de espécies nas duas áreas estudadas. Thalpomys cerradensis, no entanto, aparentemente utiliza áreas onde ocorrem queimadas freqüentes. Já C. callosus apresentou um aumento populacional logo após o fogo nas duas áreas. Sugere-se que o regime de queima diferenciado em áreas de cerrado propicia uma maior diversidade de pequenos mamíferos nestas áreas; The cerrado harbours about 60 species of small mammals. Despite the frequent occurrence of fire in this vegetation type...

Utilização de microhabitat por três espécies de roedores cricetídeos em um cerrado do Brasil central

Rocha, Clarisse Rezende
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
28.44%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Ecologia, Programa de Pós-Graduação em Ecologia, 2007.; O objetivo deste trabalho foi analisar a utilização de microhabitat por Calomys tener, Necromys lasiurus e Thalpomys lasiotis e os fatores que mais influenciam a abundância destas três espécies de cricetídeos em áreas abertas de campo com murundus. O estudo foi realizado na Estação Ecológica de Águas Emendadas, Planaltina, DF, entre julho e setembro de 2004. Foram estabelecidas duas grades com 100 pontos de amostragem cada, em que foram colocadas armadilhas e para os quais foram registrados os dados de oito variáveis de microhabitat e das capturas dos roedores. A abundância de Calomys tener foi associada negativamente com o número de árvores e positivamente com a quantidade de gramíneas e de número de cupinzeiros. Foi encontrada diferença significativa entre as variáveis de microhabitat utilizadas por esta espécie quando comparados os machos com as fêmeas. Necromys lasiurus apresentou abundância diretamente proporcional à densidade de árvores no microhabitat. Thalpomys lasiotis apresentou associação negativa com o diâmetro de árvore e associação positiva com a variável distância da árvore mais próxima...

Estrutura da comunidade de pequenos mamíferos (Mammalia, Rodentia) da Estação Ecológica de Águas Emendadas, Planaltina, Distrito Federal, Brasil; Community structure of small mammals (Mammalia, Rodentia) from Estação Ecológica de Águas Emendadas, Planaltina, Distrito Federal, Brazil

Ribeiro, Raquel; Marinho Filho, Jader
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
17.67%
Foram investigadas, no presente estudo a composição de espécies e a abundância de uma comunidade de pequenos mamíferos presentes nos campos de murundus, um tipo fitofisionômico característico da região central dos Cerrados brasileiros. Duas grades de armadilhas do tipo Sherman foram montadas e oito espécies de roedores foram capturadas. Não foi registrada a presença de nenhum marsupial na região. As espécies mais abundantes foram Bolomys lasiurus (Lund, 1841), Thalpomys lasiotis Thomas, 1916 e Calomys tener (Winge, 1888). Durante a estação chuvosa, B. lasiurus foi a espécie mais abundante, ao contrário de T. lasiotis que apresentou maior número de indivíduos durante o período seco. Esta distinção com relação à abundância dos indivíduos dessas duas espécies pode ser um mecanismo de adaptação que permite a coexistência nos mesmos habitats. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT; In the present study we investigated the species composition and abundance of a small mammal community from a "campo de murundus", a characteristic vegetational type of Central Brazilian Cerrados. Two grids of Sherman traps were set and eight species of rodents was recorded. No marsupials were found in this habitat. The most abundant species were Bolomys lasiurus (Lund...

Dinâmica populacional de roedores de um cerrado do Brasil Central

Rocha, Clarisse Rezende
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
17.67%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Ecologia, Pós-Graduação em Ecologia, 2011.; A estrutura de uma população é determinada por fatores como densidade, distribuição de indivíduos no habitat, proporções de indivíduos em diferentes classes etárias, razão sexual, área de vida e comportamento. Esse estudo teve como objetivo caracterizar os parâmetros populacionais e os fatores que afetam as variações nas densidades de roedores no Cerrado (Myomorpha, Muroidea, Cricetidae). O estudo foi realizado em áreas de campo na Estação Ecológica de Águas Emendadas, Planaltina, DF, entre 2004 e 2009. Duas grades foram montadas em áreas de campo, onde foram colocadas mensalmente 50 armadilhas do tipo Sherman durante seis noites consecutivas. O tamanho da área de vida dos roedores foi diferente entre os sexos, mas não foi relacionada à reprodução, estações do ano e massa corporal. A abundância da espécie Thalpomys lasiotis influenciou no tamanho da área de vida dos indivíduos. Entretanto, a sobreposição dos indivíduos das três espécies foi influenciada pela abundância. A sobreposição foi maior entre indivíduos machos do que entre as fêmeas. As variáveis ambientais explicaram 21% da composição da comunidade. A variação no adensamento de gramíneas e no número de cupinzeiros e murundus foram as variáveis que mais influenciaram as populações destes roedores. Necromys lasiurus ocorreu em ambientes com maior adensamento de gramíneas...

Estrutura da comunidade de pequenos mamíferos (Mammalia, Rodentia) da Estação Ecológica de Águas Emendadas, Planaltina, Distrito Federal, Brasil

Ribeiro,Raquel; Marinho-Filho,Jader
Fonte: Sociedade Brasileira de Zoologia Publicador: Sociedade Brasileira de Zoologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2005 PT
Relevância na Pesquisa
16.94%
Foram investigadas, no presente estudo a composição de espécies e a abundância de uma comunidade de pequenos mamíferos presentes nos campos de murundus, um tipo fitofisionômico característico da região central dos Cerrados brasileiros. Duas grades de armadilhas do tipo Sherman foram montadas e oito espécies de roedores foram capturadas. Não foi registrada a presença de nenhum marsupial na região. As espécies mais abundantes foram Bolomys lasiurus (Lund, 1841), Thalpomys lasiotis Thomas, 1916 e Calomys tener (Winge, 1888). Durante a estação chuvosa, B. lasiurus foi a espécie mais abundante, ao contrário de T. lasiotis que apresentou maior número de indivíduos durante o período seco. Esta distinção com relação à abundância dos indivíduos dessas duas espécies pode ser um mecanismo de adaptação que permite a coexistência nos mesmos habitats.

Karyologic diversification and phylogenetic relationships of the genus Thalpomys (Rodentia, Sigmodontinae)

Andrade, Ana F. B. de; Bonvicino, Cibele R.; Briani, Denis C.; Kasahara, Sanae
Fonte: Springer Publicador: Springer
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 181-190
ENG
Relevância na Pesquisa
38.71%
We describe the karyotype of Thalpomys species, from different Brazilian localities of the Cerrado. Thalpomys cerradensis Herskovitz, 1990 showed 2n = 36, FN = 34 and T. lasiotis Thomas, 1916 2n = 38, FN = 38. Comparisons of G-band karyotypes showed evident inter-specific homologies indicating that their chromosome complements could be derived from one another by two presumed rearrangements. Both species showed pericentromeric C-band regions in almost all chromosomes but a comparison with CMA3/DA/DAPI staining indicated that the molecular content of heterochromatic regions was different. T. lasiotis specimens from two different localities differed in the morphology of the X chromosome due to the presence of a short heterochromatic arm. These chromosome types are apparently fixed in each population rather than maintained as a polymorphic variation. Phylogenetic analyses supported the monophyly of the genus Thalpomys but was not capable of elucidating its phylogenetic relationship to other Akodontini rodents. These analyses also showed inter-individual variation in T. lasiotis, even within a given population. Phylogenetic analyses placed T. lasiotis specimens with different karyotypes in different monophyletic branches. Molecular and karyologic data confirmed the identity of the genus Thalpomys.