Página 1 dos resultados de 497 itens digitais encontrados em 0.008 segundos

Reflexões sobre os testes psicológicos a partir da Teoria Crítica da Sociedade; Reflections about psychological tests from the Critical Theory of Society

Malki, Yara
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 03/08/2000 PT
Relevância na Pesquisa
66.64%
Este trabalho examina os testes psicológicos, especialmente em sua relação com a educação, à luz da Teoria Crítica da Sociedade, tanto a partir de seus conceitos internos como das condições sociais e históricas que possibilitaram sua criação. Duas análises são fundamentais, ambas baseadas em Horkheimer e Adorno: primeiro, a da contradição histórica do movimento da razão ocidental, examinada a partir da Dialética do Esclarecimento; segundo, do emprego de métodos estatísticos e tipológicos em pesquisas nas ciências humanas. Como resultado da reflexão, concluiu-se que o conflito entre métodos quantitativos e qualitativos na psicologia mostra-se falso, pois servem para fins diferentes. A "naturalização", a tipologização e a indiferenciação do homem no mundo moderno não devem ser atribuídas aos testes psicológicos. Estes carregam em si a contradição do esclarecimento, de servir à humanidade e ao mesmo tempo à sua barbarização. Apresentam-se nesta dissertação, ainda, alguns autores críticos aos testes e, como ilustração, uma pesquisa bibliográfica sobre os testes em dois periódicos brasileiros educacionais e dois psicológicos. Verificou-se que os testes são empregados e criticados predominantemente aderidos a seus aspectos regressivos...

Lourenço Filho e a matematização da pedagogia: dos testes psicológicos para os testes pedagógicos

Bassinello, Ieda
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
PT_BR
Relevância na Pesquisa
56.65%
Bassinello, Ieda Lourenço Filho e a matematização da pedagogia: dos testes psicológicos para os testes pedagógicos / Ieda Bassinello. Guarulhos, 2014. 116 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de São Paulo, Programa de Pós-Graduação stricto sensu em Educação e Saúde na Infância e na Adolescência, 2014. Orientador: Wagner Rodrigues Valente Título em inglês: Lourenço Filho and mathematization of pedagogy: psychological testing for educational testing 1. Educação matemática 2. Pedagogia científica 3. Escola Nova 4. Teste ABC 5. Testes pedagógicos 6. Testes psicológicos. I. Título; Esta pesquisa tem por objetivo analisar as transformações ocorridas no cotidiano escolar e à matemática, especialmente, a partir da aplicação de testes psicológicos no período conhecido na história da educação como movimento da Escola Nova. Aponta Manoel Bergström Lourenço Filho como protagonista de uma pedagogia científica, ao desenvolver os Testes ABC: para verificação da maturidade necessária à aprendizagem da leitura e da escrita. A obra orientou a organização das turmas escolares em classes homogêneas e permitiu pensar em novas práticas pedagógicas. Dos Testes ABC, passou-se aos testes pedagógicos no meio escolar. Esse processo evidenciou a matematização da pedagogia. Tal transformação é caracterizada pela técnica de mensuração; de avalições escolares estandardizadas; de dados quantitativos ou estatísticos...

Avaliação psicológica e o uso dos testes em Portugal

Almeida, Leandro S.; Araújo, Alexandra M.; Diniz, António M.
Fonte: Psiencia Publicador: Psiencia
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
56.51%
Tomando a história recente da psicologia em Portugal, descreve-se a evolução havida na avaliação psicológica. Em particular, aponta-se que o desenvolvimento da psicometria e dos testes psicológicos foi em Portugal determinado pelas necessidades do mundo profissional, a que o mundo académico foi progressivamente respondendo. Assim, nas últimas décadas várias teses de mestrado e de doutoramento centraram-se na adaptação e validação de alguns testes internacionalmente usados. No presente momento, a avaliação da inteligência e a avaliação psicológica na infância e na adolescência encontram-se melhor servidas pelo número e diversidade de testes psicológicos, comparativamente com a avaliação da personalidade e a avaliação psicológica do adulto. Finalmente, apontam-se algumas necessidades sentidas pelos psicólogos portugueses em matéria da avaliação psicológica, por exemplo a falta de algumas provas internacionais validadas ou também a falta de estudos de validação de determinadas provas em uso para subgrupos minoritários na sociedade portuguesa.

O aluno sob medida: os testes psicológicos e educacionais como tecnologia

Sass,Odair
Fonte: Centro de Estudos Educação e Sociedade - Cedes Publicador: Centro de Estudos Educação e Sociedade - Cedes
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2011 PT
Relevância na Pesquisa
56.31%
Discute-se a relação entre a psicologia e a estatística, no campo educacional, procurando evidenciar que tal relação não se esgota com a explicação do progresso científico inexorável; antes, ela é indissociável da realização objetiva da racionalidade tecnológica, característica da sociedade industrial e administrada. Essa perspectiva é explorada por meio da psicotécnica, primeiramente, recorrendo a um momento importante do desenvolvimento da noção de inteligência, exemplificada pela teoria bifatorial de Spearman; depois, por meio da aplicação de testes psicológicos e educacionais, na escola primária brasileira, conforme os educadores Isaias Alves e Lourenço Filho.

Validade preditiva de instrumentos psicológicos usados na avaliação psicológica de condutores

Silva,Fábio Henrique Vieira de Cristo e; Alchieri,João Carlos
Fonte: Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília Publicador: Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
56.46%
Este estudo analisou a possibilidade de prever infrações de trânsito cometidas por motoristas profissionais a partir dos resultados dos testes psicológicos aplicados no processo de habilitação. Coletaram-se os dados de 68 condutores que exercem atividade remunerada em dois momentos, o primeiro, na aquisição da habilitação, e, o segundo, cinco anos depois, na renovação. As análises não demonstraram diferenças significativas nos escores médios dos testes entre os grupos de motoristas com e sem registro de infração. Também não foram evidenciadas correlações significativas entre os escores dos testes e as pontuações das infrações. Concluiu-se que altos ou baixos escores nos diversos instrumentos não são critérios capazes de definir se um motorista cometerá mais ou menos atos infracionais.

Testes psicológicos e o Direito: uma aproximação à luz da dignidade da pessoa humana e dos direitos da personalidade

Coelho,Luciano Augusto de Toledo
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Social Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Social
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2004 PT
Relevância na Pesquisa
56.36%
Testes psicológicos são freqüentemente usados na seleção de funcionários para empresas. Este artigo busca comparar tais instrumentos considerando os direitos fundamentais do trabalhador. Sempre que um candidato para um trabalho é sujeitado a um teste, seja isso para medir a aptidão dele ou dela ou para verificar determinados traços da personalidade, acima daquele instrumento está sujeitado o conhecimento de uma ciência que legitima o poder do empregador para testar o candidato. A crise de trabalho gerada pela globalização e a hegemonia do sistema capitalista neoliberal levam vantagem do sujeição crescente do trabalhador. Não há nenhuma lei no Brasil que protege um(a) candidato(a) do "vazamento" de informação sobre sua personalidade. E, em alguns casos, estes fatores que podem causar a pessoa não ser contratada, poderiam ser considerados discriminatórios. Tais técnicas e testes de seleção de pessoal abusivas que não são muito fidedignos, aumentam a possibilidade de revelação desnecessária e, por conseguinte, uma violação de privacidade, vida privada e o desrespeito do princípio constitucional da dignidade humana.

Os problemas mais graves e mais freqüentes no uso dos testes psicológicos

Noronha,Ana Paula Porto
Fonte: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2002 PT
Relevância na Pesquisa
66.6%
Considerando a importância da Avaliação Psicológica na atuação profissional do psicólogo, este estudo objetivou identificar os problemas mais graves e mais freqüentes no uso dos testes psicológicos, segundo a concepção de psicólogos e listar os instrumentos mais utilizados pelos psicólogos. Participaram como sujeitos do estudo 214 psicólogos inscritos no CRP / 6ª Região e o material utilizado foi um questionário enviado pelo correio. Os resultados demostraram que: 1) segundo os psicólogos, os problemas mais graves no uso dos testes psicológicos são os relativos aos próprios instrumentos e ao seu uso; 2) os problemas mais freqüentes no uso dos testes psicológicos, segundo os sujeitos, são os relativos ao instrumento e à formação dos psicólogos. Concluiu-se que é necessário o estabelecimento de parâmetros específicos para a formação na área.

Parâmetros psicométricos: estudo comparativo entre testes de inteligência e de personalidade

Noronha,Ana Paula Porto; Vendramini,Claudette Maria Medeiros
Fonte: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2003 PT
Relevância na Pesquisa
56.61%
A validade e a precisão de testes psicológicos vêm sendo bastante questionadas e discutidas atualmente. O presente estudo teve como objetivo avaliar a validade, a precisão e a existência de padronização brasileira em 43 testes psicológicos comercializados no Brasil, sendo 22 de inteligência e 21 de personalidade. Os testes foram comparados quanto ao período de publicação no Brasil. Os resultados indicaram que existe maior número de instrumentos publicados nas décadas de 1980 e 1990, que os testes de inteligência apresentam mais estudos de padronização, validade e precisão, embora não tenha havido diferença significante entre os grupos de testes (inteligência e personalidade). Novos estudos devem ser desenvolvidos com o intuito de promover os testes psicológicos e a área de avaliação psicológica, como um todo.

A crítica desinformada aos testes de inteligência

Flores-Mendoza,Carmen E.; Nascimento,Elizabeth do; Castilho,Adail Victorino
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Pontifícia Universidade Católica de Campinas Publicador: Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2002 PT
Relevância na Pesquisa
56.56%
Prestes a comemorar um século da criação dos testes psicológicos e, com ela, a sofisticação da avaliação psicológica, o presente artigo pretende apresentar alguns dos pontos polêmicos que acompanham a produção e aplicação dos instrumentos psicológicos, principalmente aqueles relacionados à medição da capacidade intelectual. Discute-se que o desprestígio dos testes de inteligência no país deve-se, em primeiro lugar, ao desconhecimento dos princípios básicos sobre construção de testes, o que permite freqüentemente que se exija dos testes o que não pode ser esperado (ex. predição perfeita) e, em segundo lugar, a exacerbação de crenças políticas pretensamente científicas. Conclui-se que os testes que, inicialmente, indicaram a existência de grandes diferenças intelectuais entre grupos humanos conforme a etnia, faixa etária e gênero sexual são os mesmos que atualmente indicam que essas diferenças estão diminuindo. Os testes continuam sendo os mesmos, porém mudaram as condições sociais. Portanto, os testes não criam diferenças intelectuais, apenas as retratam.

Estudos de validade e de precisão em testes de inteligência

Noronha,Ana Paula Porto
Fonte: Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2003 PT
Relevância na Pesquisa
56.46%
O presente estudo abordou a construção dos testes psicológicos, em especial a padronização e os estudos de validade e precisão. O objetivo da pesquisa foi verificar a presença ou a ausência de validade e precisão nos testes de inteligência, bem como identificar se os testes estrangeiros possuem padronização brasileira. Foram analisados 17 testes de inteligência comercializados no Brasil, e os resultados indicaram que grande parte dos testes nacionais e dos internacionais apresenta estudos de validação e de precisão, embora nem todos tenham indicado nos respectivos manuais, os dados referentes à padronização, como amostra de padronização e variáveis relacionadas. Sugere-se a realização de outros estudos com diferentes testes ou novas análises sobre os testes de inteligência. Conclui-se que embora os autores concordem que os testes devam realizar estudos de verificação dos parâmetros psicométricos e que devem possuir normas regionais, tal prática ainda não se encontra totalmente difundida na avaliação psicológica brasileira.

Opinião de alunos de psicologia sobre o ensino em avaliação psicológica

Paula,Alessandro Vinicius de; Pereira,Arlete Santana; Nascimento,Elizabeth do
Fonte: Universidade de São Francisco, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Psicologia Publicador: Universidade de São Francisco, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2007 PT
Relevância na Pesquisa
46.48%
Entre as práticas do psicólogo há a realização de avaliação psicológica. Inadequações em avaliações psicológicas podem refletir problemas na formação do psicólogo. Este artigo apresenta uma pesquisa que investigou, por meio de um questionário, opiniões sobre avaliação psicológica, enfatizando o uso de testes psicológicos, de 358 alunos que concluíam a graduação em psicologia de quatro faculdades de Belo Horizonte, MG. Os resultados evidenciam que os alunos receberam formação na área de avaliação psicológica, porém muitos a consideraram insuficiente. Eles conhecem testes psicológicos e reconheceram que estes apresentam problemas nos parâmetros psicométricos, sendo necessária a sua melhoria. A Resolução n.º 2/2003 do Conselho Federal de Psicologia, que define critérios relacionados à produção e comercialização de instrumentos psicológicos no Brasil, é desconhecida por muitos alunos. Conclui-se pela necessidade de aperfeiçoamento da formação acadêmica do psicólogo visando à aquisição de habilidades suficientes para capacitá-lo ao exercício profissional de melhor qualidade na área em questão.

Clínica-escola: levantamento de instrumento utilizados no processo psicodiagnóstico

Freitas,Fernanda Andrade de; Noronha,Ana Paula Porto
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE) Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2005 PT
Relevância na Pesquisa
46.48%
O presente trabalho teve como objetivo fazer um levantamento da freqüência e da categoria dos testes psicológicos utilizados durante o psicodiagnóstico em uma clínica-escola. O levantamento baseou-se em 32 prontuários do arquivo. Os resultados apontaram que os instrumentos psicológicos mais utilizados foram HTP, CAT - A, T.A.T., e DFH. Quanto às faixas etárias dos sujeitos, verificou-se que as avaliações de crianças envolveram mais técnicas psicológicas, do que as de adolescentes, adultos e idosos. Ainda em relação aos dados, percebe-se que há pouca variação na utilização dos testes psicológicos, pois alguns deles foram usados em diferentes faixas etárias.

Testes psicológicos: análise da produção científica brasileira no período 2000-2004

Souza Filho,Marcilio Lira de; Belo,Raquel; Gouveia,Valdiney Veloso
Fonte: Conselho Federal de Psicologia Publicador: Conselho Federal de Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2006 PT
Relevância na Pesquisa
66.58%
Este estudo buscou traçar o perfil da utilização dos testes psicológicos na literatura científica brasileira nos últimos anos. Foram analisados artigos de periódicos brasileiros, entre os anos de 2000 e 2004, disponíveis na base de artigos Periódicos Capes em fevereiro de 2005. Os principais resultados demonstraram predominância dos artigos que não consideram nenhum teste. Dentre os que consideram, há uma equivalência entre aqueles que utilizam os testes de forma direta e indireta, sendo a maioria deles de natureza empírica. A maior concentração dessas produções está situada na Região Sudeste. Em temos institucionais, as universidades mais produtivas foram as federais e privadas, sobretudo aquelas que têm um histórico pautado pelo interesse na área da avaliação psicológica. Conclui-se, de forma geral, que a utilização dos testes psicológicos no contexto da produção nacional ainda é modesta e está, em grande parte, restrita aos âmbitos acadêmicos mais intensamente dedicados ao estudo dos testes.

Avaliação psicológica: análise das publicações disponíveis na SciELO e BVS-Psi

Barroso,Sabrina Martins
Fonte: Universidade Federal Fluminense, Departamento de Psicologia Publicador: Universidade Federal Fluminense, Departamento de Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2010 PT
Relevância na Pesquisa
46.41%
O objetivo do presente trabalho foi analisar a produção nacional de artigos relacionados à avaliação psicológica. Realizou-se uma busca nas bases de dados SciELO e BVS-Psi, utilizando-se as palavras-chave avaliação psicológica, testes psicológicos e testagem psicológica. Foram selecionados 333 trabalhos, nos quais foram analisadas as categorias divulgação, discurso, temática, autoria e metodologia. Os resultados indicaram aumento nas publicações sobre o tema nos últimos anos, dificuldades para localizar artigos nas bases virtuais, predominância de trabalhos de natureza empírica, relacionados ao estudo dos instrumentos, especialmente dos testes psicológicos e maioria de artigos de autoria única e feminina.

Medida da preditividade de instrumentos psicológicos nas avaliações psicológicas de condutores

Silva, Fábio Henrique Vieira de Cristo e
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Psicologia; Psicologia, Sociedade e Qualidade de Vida Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Psicologia; Psicologia, Sociedade e Qualidade de Vida
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
56.71%
The object of this study was to identify the possibility of predicting the involvement in traffic infractions from the results of the psychological tests carried out by psychologists specialized in the process of driver licensing in the state of Rio Grande do Norte (RN). The proposal consisted in identifying the penalty points recorded in national driving licenses (CNH) and identifying the corresponding tests and scores obtained, verifying if the average scores in the tests of drivers with and without an infraction record were significantly different and if there is any relation between the test scores and the frequency of the infractions. The results of the psychological instruments were collected in two moments the first being in the act of acquisition of the CNH and the second being during license renewal at the only certified clinic and at the DETRAN-RN. A population of 839 drivers of 14 municipalities were identified. 127 protocols of psychological tests were identified in the records of the DETRAN-RN (2002) and 76 at the clinic (2007), pointing out failures in the process of safekeeping of the psychological material, as well as in its retrieval from the record files. The sample was thus reduced to 68 drivers, all male, with age range between 18 and 41 years old...

Avaliação psicológica no processo seletivo das empresas – uma revisão

Casagrande, Denise Figueredo
Fonte: Universidade do Extremo Sul Catarinense Publicador: Universidade do Extremo Sul Catarinense
Tipo: Monografia de Curso de Pós-graduação Lato Sensu
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.41%
Monografia apresentado ao setor de Pós-graduação da Universidade do Extremo Sul Catarinense, UNESC, para obtenção do grau de Especialista em MBA Gestão do Desenvolvimento Humano e Organizacional.; Este trabalho tem como foco principal, desenvolver uma revisão de literatura clara, sobre o que é uma Avaliação Psicológica. O objetivo é buscar quais os instrumentos, formas, processos e diferenciação entre técnicas, descritos na literatura em uma seleção de pessoas para que se busquem de maneira satisfatória talentos para determinadas vagas dentro de uma empresa dentre uma gama variada desses instrumentos que existem no mercado. A psicologia organizacional é um campo legítimo da investigação científica, preocupada em promover o conhecimento sobre pessoas no trabalho, ou seja, uma área do estudo científico e da prática profissional que trata dos conceitos e princípios psicológicos no mundo do trabalho. A psicologia organizacional se ocupa da aplicação do conhecimento para solucionar problemas reais no mundo do trabalho. O psicólogo organizacional é fundamental para alcançar níveis excelentes de Qualidade por toda a organização, não lidando diretamente com os problemas emocionais ou pessoais do funcionário. Tendo como uma importante área de atuação a seleção definida como o processo para achar os candidatos recrutados...

Adaptação e validação de instrumentos psicológicos entre culturas: algumas considerações; Adaptación y validación de instrumentos psicológicos entre culturas: algunas consideraciones; Cross-cultural adaptation and validation of psychological instruments: some considerations

Borsa, Juliane Callegaro; Damásio, Bruno Figueiredo; Bandeira, Denise Ruschel
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2012 POR
Relevância na Pesquisa
46.54%
A adaptação de instrumentos psicológicos é um processo complexo que requer elevado rigor metodológico. Por não haver consenso na literatura sobre suas etapas, o presente artigo discute alguns aspectos essenciais concernentes à adaptação transcultural de instrumentos psicológicos e propõe diretrizes aos pesquisadores sobre os diferentes passos desse processo. São apresentadas, também, algumas considerações referentes à validação do instrumento adaptado. Nesta etapa, são discutidos os aspectos referentes à estrutura fatorial do instrumento, a qual requer avaliação por meio de procedimentos estatísticos, como análises fatoriais exploratórias e confirmatórias, sendo fornecidas algumas diretrizes gerais para a validação de instrumentos psicológicos em diferentes culturas.; La adaptación de instrumentos psicológicos es un proceso complejo que requiere bastante rigor metodológico. Ya que no hay consenso sobre sus etapas, el presente artículo discute algunos aspectos esenciales sobre la adaptación transcultural de instrumentos psicológicos y propone directrices a los investigadores sobre los diferentes pasos de este proceso. Son presentadas, también, algunas consideraciones referentes a la validación del instrumento adaptado. En esta etapa...

Estudos de validade e de precisão em testes de inteligência; Validity and reliability studies of intelligence tests

Noronha, Ana Paula Porto
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2003 POR
Relevância na Pesquisa
56.46%
O presente estudo abordou a construção dos testes psicológicos, em especial a padronização e os estudos de validade e precisão. O objetivo da pesquisa foi verificar a presença ou a ausência de validade e precisão nos testes de inteligência, bem como identificar se os testes estrangeiros possuem padronização brasileira. Foram analisados 17 testes de inteligência comercializados no Brasil, e os resultados indicaram que grande parte dos testes nacionais e dos internacionais apresenta estudos de validação e de precisão, embora nem todos tenham indicado nos respectivos manuais, os dados referentes à padronização, como amostra de padronização e variáveis relacionadas. Sugere-se a realização de outros estudos com diferentes testes ou novas análises sobre os testes de inteligência. Conclui-se que embora os autores concordem que os testes devam realizar estudos de verificação dos parâmetros psicométricos e que devem possuir normas regionais, tal prática ainda não se encontra totalmente difundida na avaliação psicológica brasileira.; The aim of the present study was to analyze the construction of psychological tests, focusing on standardization and studies of validity and reliability. The objective of the research was to verify whether the tests of intelligence are valid and reliable or not...

Testes psicológicos: qualidade de instrumentos de interesse profissional; Psychological tests: quality of instruments of professional interest

Ottati, Fernanda; Noronha, Ana Paula Porto; Salviati, Mauro
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; avaliado por pares; Formato: application/pdf
Publicado em 06/04/2005 POR
Relevância na Pesquisa
56.41%
Testes psicológicos são uma das mais típicas técnicas de avaliação, que se caracterizam como medida objetiva e padronizada de uma amostra de comportamento. Vários autores enfatizam a importância de um melhor preparo dos profissionais que utilizam testes psicológicos, enquanto outros afirmam que é necessário que os instrumentos apresentem qualidades psicométricas, pois só assim seus resultados serão confiáveis. Essa melhor qualidade diz respeito ao embasamento teórico dos testes, aos estudos de padronização, e à verificação sua validade e precisão. O objetivo do presente estudo foi avaliar a qualidade dos instrumentos de avaliação de interesses publicados no Brasil. Os manuais foram avaliados por meio de um questionário de psicólogos espanhóis (Cuestionario para la Evaluación de los Tests-CET), que verifica a qualidade do material, validade, precisão, normas, dentre outros aspectos. Os resultados não são animadores, pois revelaram que a maioria dos instrumentos consultados não apresenta dados mínimos de identificação...

Avaliação psicológica: análise das publicações disponíveis na SciELO e BVS-Psi; Psychological assessment: analysis of publications in the databases SciELO and Bvs-Psi

Barroso, Sabrina Martins; Universidade Federal do Triângulo Mineiro
Fonte: Eduff Publicador: Eduff
Tipo: ; ; ; Avaliado por pares; metaciência; revivão de literatura Formato: application/pdf
Publicado em 01/05/2010 PT
Relevância na Pesquisa
46.52%
 O objetivo do presente trabalho foi analisar a produção nacional de artigos relacionados à avaliação psicológica. Realizou-se uma busca nas bases de dados SCIELO e BVS-PSI, utilizando-se as palavras-chave avaliação psicológica, testes psicológicos e testagem psicológica. Foram selecionados 333 trabalhos, nos quais foram analisadas as categorias divulgação, discurso, temática, autoria e metodologia. Os resultados indicaram aumento nas publicações sobre o tema nos últimos anos, dificuldades para localizar artigos nas bases virtuais, predominância de trabalhos de natureza empírica, relacionados ao estudo dos instrumentos, especialmente dos testes psicológicos e maioria de artigos de autoria única e feminina. Palavras-chave: metaciência, avaliação psicológica; testes psicológicos; testagem psicológica; bases de dados virtuais.; The objective of this study was to analyze the article production related to psychological assessment. It was realized a search in electronic databases SciELO and BVS-Psi, using the keywords psychological assessment, psychological tests and psychological testing. 333 articles were selected, and were analyzed in the categories divulgation, speech, topics, authors and methodology. The results showed an increase in scientific production in recent years...