Página 1 dos resultados de 290 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Desenvolvimento da base de dados da unidade de neurodesenvolvimento e autismo

Sousa, André Pires
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
46.86%
Num serviço hospitalar, uma boa organização e armazenamento de informações contribui significativamente para a melhoria dos cuidados de saúde prestados aos utentes. Isto, para além de manter um registo do historial do utente, permite a utilização dessas informações em processos de investigação clínica e translacional o que se poderá traduzir na criação de conhecimento e melhoria da prestação de cuidados ao doente. Este projecto tem como objectivo principal criar uma base de dados para a Unidade de Neurodesenvolvimento e Autismo (UNDA) do Centro de Desenvolvimento da Criança Luís Borges (CDCLB), Hospital Pediátrico – Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (HP-CHUC). Um dos objectivos secundários é a informatização dos principais testes neuropsicológicos e de avaliação social utilizados. Para dar suporte à base de dados foi construída uma plataforma que servirá como interface com o utilizador. A base de dados foi construída em Structured Query Language (SQL) utilizando o sistema gerenciador de base de dados Microsoft SQL Server 2008®. A solução geral do projecto foi edificada em três camadas, uma referente ao acesso aos dados, outra de serviço e, por fim, a de apresentação. Nesta última camada...

"Análise comparativa das funções neuropsicológicas de portadores de doença de Parkinson em estágios inicial e avançado: uma determinação de padrões para diagnóstico em população brasileira" ; Comparative analysis of the neuropsychological functions of patients with Parkinson disease in the initial and advanced stages: a determination of patterns to the diagnosis in the Brazilian population.

Pinto, Kátia Osternack
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/10/2005 PT
Relevância na Pesquisa
46.77%
A avaliação neuropsicológica de portadores de doença de Parkinson (DP) tem sido de fundamental importância para definição de resultados em procedimentos clínicos, cirúrgicos experimentais ou para diagnóstico de demência nestes doentes. No entanto, ainda não existe consenso quanto aos testes neuropsicológicos necessários e padrões de comprometimento esperados. Este estudo objetivou comparar a produtividade das funções neuropsicológicas entre portadores da Doença de Parkinson, em diferentes estágios da doença, em relação aos indivíduos normais. Foram analisados 60 sujeitos (32 homens e 28 mulheres), emparelhados em relação à idade (média de 65,6 +-9,2) e instrução (média de 5,9 =- 4,0), distribuídos entre normais (n=20) e portadores de DP ambulatoriais, nos estágios leve a moderado (n=20) ou moderado a grave (n=20), de acordo com a escala Hoehn & Yahr. A bateria utilizou 24 testes neuropsicológicos abrangendo as funções de raciocínio, percepção visuoespacial, visuoconstrução, linguagem, memória, atenção e função executiva. Os resultados apontaram diferenças significantes (p < 0,01) entre vários testes e em todas as funções, exceto linguagem. Alguns instrumentos se mostraram mais adequados e outros se mostraram pouco indicados para avaliar estes doentes. Diferenças entre os estágios da doença só se evidenciaram nos testes que exigiam destreza motora. Este trabalho estabelece a adequação dos instrumentos e propõe uma bateria específica para avaliação destes doentes. A investigação de estados situacionais (nível cultural...

"Estudo comparativo do desempenho em testes neuropsicológicos de pacientes com diagnóstico de doença de Alzheimer e demência vascular" ; Comparative study of the performance of patients with Alzheimer´s disease and vascular dementia in neuropsychological tests

Matioli, Maria Niures Pimentel dos Santos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/10/2005 PT
Relevância na Pesquisa
56.6%
A doença de Alzheimer (DA) e a demência vascular (DV), especialmente a sua forma subcortical, são responsáveis pela maioria dos quadros de demência em idosos, nem sempre facilmente diferenciadas do ponto de vista clínico. O objetivo do estudo foi comparar o desempenho de pacientes com DA e com DV em uma bateria breve de testes cognitivos (Mini-exame do estado mental e bateria Neuropsi para confirmar o diagnóstico de demência; CLOX 1 e 2, fluência verbal categoria animal e fonêmica, EXIT 25 e teste de memória tardia da bateria breve de rastreio cognitivo), e verificar seu valor no diagnóstico diferencial entre elas. O desempenho do grupo DV foi inferior ao DA nos testes: CLOX 2, fluência verbal animal e fonêmica. O grupo DA obteve desempenho inferior a DV no subitem evocação do teste de memória tardia.; Alzheimer’s disease (AD) and vascular dementia (VaD), especially its subcortical form, are responsible for the majority of dementia cases in the elderly and are not always easily differentiated from a clinical point of view. The aim of this study was to compare the performance of mild VaD and AD patients in a series of brief cognitive tests (Mini-mental State Examination and Neuropsi battery, in order to confirm the diagnosis of dementia; CLOX 1 and 2...

Avaliação neuropsicológica das funções executivas e da atenção em crianças com transtorno do déficit de atenção/hiperatividade (TDAH); Neuropsychological assessment of the executive functions and attention in children with attention deficit hyperactivity disorder (ADHD)

Bolfer, Cristiana Pacheco Martini
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/10/2009 PT
Relevância na Pesquisa
46.94%
INTRODUÇÃO: O Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade (TDAH) é um problema de saúde mental bastante freqüente em crianças, adolescentes e adultos em todo o mundo. É caracterizado pela presença de três grupos de sintomas: desatenção, hiperatividade e impulsividade. As pesquisas internacionais e nacionais indicam que os indivíduos portadores do TDAH podem também apresentar, além dos déficits atencionais, alterações nas funções executivas. As crianças e adolescentes com TDAH apresentam prejuízos claros no seu funcionamento do aprendizado escolar e no desenvolvimento social e emocional. O diagnóstico do TDAH é clínico, baseado nos critérios do DSM-IV, porém os estudos dos prejuízos atencionais e das funções executivas nos pacientes com TDAH têm permitido uma melhor caracterização dos diferentes subtipos clínicos, além de serem fundamentais na elucidação diagnóstica de algumas co-morbidades e na proposta de intervenção e/ou reabilitação. O objetivo desta pesquisa é a utilização de testes neuropsicológicos para auxílio na avaliação da atenção e das funções executivas em pacientes com TDAH. MÉTODOS: Neste estudo transversal realizado entre Setembro de 2006 a Junho de 2008, foram selecionados 23 pacientes do sexo masculino...

Associação entre função executiva e sintomas depressivos em pacientes com acidente  vascular cerebral isquêmico; Association between depressive symptoms and executive functions in ischemic stroke patients: a cross-sectional study

Sobreiro, Matildes de Freitas Menezes
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/05/2012 PT
Relevância na Pesquisa
46.69%
INTRODUÇÃO: Associação entre sintomas depressivos e prejuízos cognitivos após o acidente vascular cerebral isquêmico tem sido descrito em vários estudos. Estudos recentes tem focado a associação de sintomas depressivos com a função executiva. A hipótese Depression Executive dysfunction tem sido investigada em pacientes com AVC e não se sabe se essa associação ocorre com algum grupo de sintomas depressivos específico. Portanto, o principal objetivo desse estudo, foi o de investigar a associação entre função executiva e grupos de sintomas depressivos no primeiro mês após o acidente vascular cerebral isquêmico e como objetivo secundário investigar a associação entre função executiva e grupos de sintomas depressivos em adultos jovens. MÉTODOS: Foram triados consecutivamente 343 pacientes admitidos na enfermaria da neuroclínica do Hospital das Clínicas, Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Fizeram parte o estudo 87 pacientes que preencheram os critérios de inclusão e exclusão e foram incluídos no estudo. Eles foram submetidos aos testes neuropsicológicos que consistiu em: teste Fluência verbal fonêmica para as letras (F.A.S.), Dígitos Ordem Direta e Ordem Inversa, subteste da Escala Weschler de Inteligência para Adultos (WAIS-III-R) e as 03 partes do Stroop Teste. A avaliação psiquiátrica consistiu na entrevista estruturada para o diagnóstico pelo DSM-IV...

Funções cognitivas em vítimas de afogamento: análise neuropsicológica e ressonância magnética funcional; Cognitive functions in drowning victims: neuropsychological assessment and functional magnetic resonance imaging

Silva, Mariana Penteado Nucci da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 31/01/2014 PT
Relevância na Pesquisa
46.95%
OBJETIVO: Avaliar o desempenho em testes neuropsicológicos e a resposta hemodinâmica cerebral medida por ressonância magnética funcional (RMf) em tarefas de memória e motora numa amostra de pacientes vítimas de afogamento com perda de consciência comparados a um grupo de indivíduos saudáveis. MATERIAL E MÉTODO: Estudamos 15 voluntários com média de idade de 23,7 anos no grupo de pacientes, selecionados a partir de amostra de 157 vítimas de afogamento, tendo como critérios de inclusão grau 3 e 4 da Escala de Afogamento (Szpilman, D. 1997) e excluindo-se aqueles com lesões estruturais cerebrais, antecedentes de alterações neurológicas ou psiquiátricas. Este grupo foi comparado a 18 voluntários saudáveis com média de idade de 25,3 anos selecionados para o grupo controle, pareados por anos de educação formal, idade e sexo. As imagens estruturais para referência anatômica (T1 3D; FLAIR 2D) e imagens funcionais axiais eco-planar, gradiente de ecos com ponderação T2*, com voxels isotrópicos de 3mm foram adquiridas em sistema de RM de 3,0 Teslas e os estímulos apresentados visualmente e sincronizados com a aquisição das imagens. O estudo de RMf foi realizado em desenho em bloco, com tarefa motora e de memória. Os dados de RMf foram préprocessados para correção de movimento...

Perfil neuropsicológico de sujeitos com comprometimento cognitivo leve de uma amostra comunitária da cidade de São Paulo (Brasil); Neuropsychological profile of subjects with Mild Cognitive Impairment from a community sample from São Paulo (Brazil)

Moreno, Maria del Pilar Quintero
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/09/2006 PT
Relevância na Pesquisa
46.74%
INTRODUÇÃO: O impacto na saúde pública dos transtornos neuropsiquiátricos como a demência e o comprometimento cognitivo tem aumentado com o aumento da população idosa de países em desenvolvimento como o Brasil. O diagnóstico destas entidades requer confirmação objetiva da presença de prejuízo cognitivo, para a qual recomenda-se o uso de testes neuropsicológicos. OBJETIVO: Comparar o perfil neuropsicológico de sujeitos com comprometimento cognitivo leve (CCL), com um grupo de sujeitos considerados normais, provenientes de uma amostra comunitária identificada em um estudo de prevalência de demência e comprometimento cognitivo na cidade de São Paulo. MÉTODO: A amostra total (1.563 sujeitos de 60 ou mais anos de idade) foi selecionada aleatóriamente em três áreas com diferentes perfis sócio-econômicos em São Paulo. Os sujeitos foram classificados como CCL amnéstico, utilizando critérios adaptados de Petersen et al. (1999) usando os seguintes instrumentos: um questionário de queixas de memória de 10-pontos, Mini Exame do Estado Mental (MEEM), FOME e a escala internacional de atividades da vida diária (ADL-IS). Em uma segunda fase, os sujeitos foram submetidos novamente ao MEEM, ADL- IS, questionário (SRQ 20) para identificar sintomas psiquiátricos...

Avaliação neuropsicológica da funções executivas e da atenção antes e depois do uso do metilfenidato em crianças com transtorno de déficit de atenção/hiperatividade; Neuropsychological assessment of the executive functions and attention, before and after the use of Methylphenidate, in children with attention deficit hyperactivity disorder (ADHD)

Bolfer, Cristiana Pacheco Martini
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 11/12/2014 PT
Relevância na Pesquisa
46.85%
OBJETIVOS: Analisar se os testes neuropsicológicos de atenção e funções executivas apresentam correlação, em crianças com TDAH subtipo combinado, com o diagnóstico e evolução clínica após tratamento com metilfenidato, e propor um protocolo, com testes mais significantes. MÉTODOS: Neste estudo longitudinal foram selecionados 23 meninos, nove a 12 anos de idade, diagnóstico de TDAH sem comorbidades, estabelecido segundo os critérios do DSM-IV, QI >= 89, não previamente medicados para TDAH, que soubessem ler e escrever e estivessem em acompanhamento no Ambulatório de Distúrbios de Aprendizagem do Hospital das Clínicas da FMUSP. Foram utilizados os seguintes instrumentos: Escala de Inteligência Wechsler para Crianças (WISC III), Teste Psicofísico Para Atenção Visual Voluntária (TPAVV), Teste de Cancelamento, Teste das Trilhas partes A e B, Teste de Stroop e Teste de Atenção Visual - Terceira Edição (TAVIS 3R). O experimento corresponde a duas etapas: avaliações clínica e neuropsicológica da atenção e das funções executivas dos pacientes com TDAH; e reavaliação, com os mesmos testes, após três meses de terapia medicamentosa, usando-se metilfenidato. Comparou-se o desempenho dos testes, com o grupo controle (n=30)...

Um estudo de associação entre sintomas de déficit de atenção/hiperatividade e medidas neuropsicológicas de flexibilidade cognitiva e atenção seletiva em crianças

Debiasi, Natalia Santarosa Fardo
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.74%
Este estudo se propôs a investigar as possíveis correlações existentes entre os aspectos dimensionais do Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade contidos na escala SNAP-IV e o desempenho das crianças nos testes neuropsicológicos Trail Making Test e Stroop Color and Word Test, que avaliam, respectivamente, medidas neuropsicológicas de flexibilidade cognitiva e atenção seletiva. A análise das correlações revelou a existência de correlação significativa apenas entre índices das subescalas de hiperatividade e de subtipia da SNAP-IV e o número de acertos nos testes Stroop e Trail parte B, porém, com tamanhos de efeito pequenos de acordo com o índice rho. Sugere-se a realização de novos estudos referentes ao tema proposto, para corroboração ou complementação do estudo realizado. A seleção de uma amostra com número maior de participantes deve ser considerada, bem como a aplicação de mais testes neuropsicológicos complementares.; This study aimed to investigate possible correlations between the dimensional aspects of Attention Deficit Disorder and Hyperactivity contained in SNAP-IV scale and performance on neuropsychological tests of children Trail Making Test and Stroop Color and Word Test, assessing...

Schizophrenia in males of cognitive performance : discriminative and diagnostic values; Esquizofrenia em homens pelo desempenho cognitivo : valor discriminativo e diagnóstico

Pádua, Analuiza Camozzato de; Chaves, Marcia Lorena Fagundes
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
ENG
Relevância na Pesquisa
46.9%
Objetivo: Avaliar os valores discriminativos e diagnósticos de testes neuropsicológicos na identificação de pacientes com esquizofrenia. Métodos: Estudo transversal com 36 pacientes ambulatoriais esquizofrênicos masculinos e 72 voluntários saudáveis pareados. Os testes neuropsicológicos usados foram o Wisconsin Card Sorting Test, Fluência Verbal, teste de Stroop, Mini Exame do Estado Mental e Span de reconhecimento espacial. Valores diagnósticos dos testes foram estimados por sensibilidade e especificidade, com os pontos de corte obtidos através da curva ROC (Receiver Operating Characteristic). O modelo de classe latente (diagnóstico de esquizofrenia) foi aplicado como padrão ouro. Resultados: Embora os pacientes tenham apresentado escores inferiores na maioria dos testes, a função canônica mais alta pela análise discriminante foi 0,57 (na fluência verbal com a letra M). Os melhores valores de sensibilidade e especificidade foram obtidos pelo teste de fluência verbal com a letra M (75 e 65, respectivamente). Conclusões: Os testes neuropsicológicos demonstraram valores diagnósticos moderados na identificação de pacientes com esquizofrenia. Os achados sugerem que o prejuízo cognitivo, medido por esses testes...

Validade e utilidade diagnóstica de escalas de avaliação de depressão e testes neuropsicológicos nos principais transtornos psiquiátricos após traumatismo cranioencefálico grave

Schwarzbold, Marcelo Liborio
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 133 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
66.93%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Neurociências, Florianópolis, 2014.; Introdução: o traumatismo cranioencefálico (TCE) grave é uma importante causa de morbidade e mortalidade. Transtornos cognitivos e psiquiátricos são frequentes em sobreviventes de TCE grave, principalmente depressão e alteração de personalidade. Poucos estudos investigaram o valor de testes psicométricos para o rastreamento e o auxílio diagnóstico desses transtornos. Objetivos: definir o valor de testes psicométricos no rastreamento e no auxílio diagnóstico da depressão e alteração de personalidade após TCE grave. Metodologia: 46 pacientes consecutivamente hospitalizados por TCE grave realizaram avaliação psiquiátrica e neuropsicológica na fase crônica do trauma. O diagnóstico de depressão foi definido pela Entrevista Clínica Estruturada para os Transtornos do Eixo I do DSM-IV (SCID-I) e o diagnóstico de alteração de personalidade foi feito de acordo com a 4ª edição revisada do Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM-IV-TR). Os seguintes instrumentos foram aplicados: Escala de Depressão de Hamilton (HAM-D); Inventário de Depressão de Beck (BDI); Escala Hospitalar de Ansiedade e Depressão (HADS); teste de fluência verbal; testes de Vocabulário...

Influência da emoção sobre o desempenho de funções executivas em testes neuropsicológicos tradicionais e computadorizados na doença de Alzheimer

Satler, Corina Elizabeth
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
46.8%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, 2012.; A análise dos déficits nas funções executivas (FE) é considerada de grande interesse devido às repercussões que elas podem ter nas atividades cotidianas, como já vem sendo sugerido pelas observações clínicas. No entanto, pouco é sabido sobre a associação entre FE e o fator emocional no envelhecimento normal, havendo menor informação sobre essa associação no declínio cognitivo e, em particular, na doença de Alzheimer (DA). Dessa forma, o objetivo principal desse estudo foi avaliar as FE em uma amostra de pacientes com DA, a partir da utilização de testes neuropsicológicos tradicionais e computadorizados. Especificamente, foi investigado se o conteúdo emocional influencia os processos de apoio da memória operacional em pacientes com DA. Foram selecionados 62 sujeitos entre 60 e 80 anos de idade, sendo 40 idosos hígidos voluntários da comunidade e 20 pacientes com provável DA leve, segundo os critérios do NINCDS-ADRDA e do Clinical Dementia Rating – CDR voluntários do Hospital Universitário de Brasília. Inicialmente...

Detecção de encefalopatia hepática mínima através de testes neuropsicológicos e neurofisiológicos e o papel da amônia no seu diagnóstico

Bragagnolo Jr.,Maurício Augusto; Teodoro,Vinícius; Lucchesi,Lígia Mendonça; Ribeiro,Tarsila Campanha da Rocha; Tufik,Sérgio; Kondo,Mário
Fonte: Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas de Gastroenterologia - IBEPEGE ; Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva - CBCD ; Sociedade Brasileira de Motilidade Digestiva - SBMD ; Federação Brasileira de Gastroenterologia - FBG; Sociedade Brasileira de Hepatologia - SBH; Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva - SOBED Publicador: Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas de Gastroenterologia - IBEPEGE ; Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva - CBCD ; Sociedade Brasileira de Motilidade Digestiva - SBMD ; Federação Brasileira de Gastroenterologia - FBG; Sociedade Brasileira de Hepatologia - SBH; Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva - SOBED
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2009 PT
Relevância na Pesquisa
66.82%
CONTEXTO: A encefalopatia hepática mínima vem sendo sistematicamente investigada em pacientes com cirrose hepática. Entretanto, existem controvérsias quanto aos melhores métodos, bem como o papel da amônia para seu diagnóstico. OBJETIVO: Avaliar a frequência de encefalopatia hepática mínima diagnosticada através de testes neuropsicológicos e neurofisiológicos em cirróticos, bem como os possíveis fatores de risco para esta condição, incluindo o papel da concentração arterial de amônia em seu diagnóstico. MÉTODOS: Indivíduos com cirrose hepática foram avaliados através do teste de conexão numérica partes A e B (TCN-A e TCN-B) e potencial evocado relacionado a eventos (P300). O diagnóstico de encefalopatia hepática mínima foi feito quando da presença de anormalidade no P300 e em, pelo menos, um dos testes neuropsicológicos. As concentrações arteriais de amônia, a escolaridade e a gravidade da cirrose hepática também foram avaliadas em todos. RESULTADOS: Foram avaliados 48 pacientes cirróticos, com média de idade 50 ± 8 anos, sendo 79% do sexo masculino. As principais causas foram a alcoólica e a viral. O P300 foi anormal em 75% dos casos e o TCN-A e TCN-B anormais em 58% e 65% dos casos, respectivamente. Os resultados do TCN-B foram influenciados pela escolaridade. A frequência de encefalopatia hepática mínima foi de 50%. A concentração arterial de amônia não foi significantemente maior em pacientes com diagnóstico de encefalopatia hepática mínima (195 ± 152 mmol/L versus 148 ± 146 mmol/L; P>0...

Testes neuropsicológicos de aplicação simples para o diagnóstico de demência

Nitrini,Ricardo; Helena Lefèvre,Beatriz; Mathias,Sandra Cristina; Caramelli,Paulo; Carrilho,Paulo Eduardo M.; Sauaia,Naim; Massad,Eduardo; Takiguti,Clóvis; Silva,Ivaldo Olímpio Da; Porto,Cláudia Sellito; Magila,Maria Cristina; Scaff,Milberto
Fonte: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO Publicador: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/1994 PT
Relevância na Pesquisa
66.8%
Os desempenhos em testes neuropsicológicos de trinta pacientes, com diagnóstico de demência leve ou moderada baseado nos critérios do DSM-III-R, com escore no Mini-exame do Estado Mental inferior a 24 pontos e escolaridade mínima de 4 anos, foram comparados aos de trinta voluntários normais equiparados quanto a idade, escolaridade e sexo. Foram calculadas as sensibilidades e especificidades dos testes na distinção entre doentes e controles normais Dentre os testes empregados, o que demonstrou maior acurácia nesta distinção, calculada através de curva ROC, foi o de informação-memória-concentração de Blessed, seguido em ordem decrescente de acurácia, pelos de construção (cópias de figuras simples), memória verbal tardia (após 5 minutos), reconhecimento de 10 figuras e fluencia verbal (animais). Seis testes de aplicação e interpretação simples (fluencia verbal, percepção visual, memória visual incidental, cálculo, desenho de um relógio e memória tardia após 5 minutos) permitiram definir função linear discriminante que revelou elevada capacidade de discriminação entre pacientes e controles, na amostra. Esta função deve ser submetida à comprovação em outra casuística. Em virtude da simplicidade e rapidez de aplicação...

Avaliação neuropsicológica na esquizofrenia: revisão sistemática

Zimmer,Marilene; Jou,Graciela Inshausti de; Sebastiany,Cristina Monmany; Guimarães,Eduardo Reuwsaat; Boechat,Laura de Castro; Soares,Tárcio; Belmonte-de-Abreu,Paulo Silva
Fonte: Sociedade de Psiquiatria do Rio Grande do Sul Publicador: Sociedade de Psiquiatria do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2008 PT
Relevância na Pesquisa
46.99%
O presente artigo tem como objetivo sintetizar estudos sobre os testes neuropsicológicos que estão sendo mais utilizados em esquizofrenia. Foi realizada uma revisão sistemática da literatura, consultando-se: PubMed, MEDLINE (via PubMed) e LILACS, no período entre 1995 e 2006. As palavras-chave foram: cognition and schizophrenia; evaluation and cognition and schizophrenia; functioning and cognition and schizophrenia. Foi feita uma pesquisa manual de referências dos artigos mais citados, incluindo estudos de metanálise, revisão teórica e da Measurement and Treatment Research to Improve Cognition in Schizophrenia. Critérios de inclusão: estudos com pacientes com esquizofrenia que mencionaram a utilização de testes neuropsicológicos. Foi feita uma revisão sobre os testes mais citados, para verificação de nomenclatura, indicações e quais estavam validados para o Brasil. Foram identificados 98 estudos: 77 empíricos, oito metanálises, seis revisões teóricas e sete da Measurement and Treatment Research to Improve Cognition in Schizophrenia. Foram encontrados 102 diferentes nomes de testes neuropsicológicos, com citação de 10 baterias de testes, na maioria compostas por subtestes já padronizados. Entre os 77 estudos empíricos...

Investigação de Marcadores Clínicos dos Estágios Iniciais da Doença de Alzheimer com Testes Neuropsicológicos Computadorizados

Charchat,Helenice; Nitrini,Ricardo; Caramelli,Paulo; Sameshima,Koichi
Fonte: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2001 PT
Relevância na Pesquisa
56.68%
O objetivo deste trabalho foi investigar marcadores clínicos dos estágios iniciais da Doença de Alzheimer (DA) utilizando testes neuropsicológicos computadorizados. Foram estudados 40 pacientes com diagnóstico clinicamente provável de DA (leves) e 73 idosos com envelhecimento normal. Os grupos foram pareados por sexo, idade e escolaridade. Os testes foram desenvolvidos com o programa MEL Professional e avaliaram memória episódica (ME), memória de curto-prazo (MCP) e tempo de reação de escolha (TRE). Em cada teste a porcentagem de acertos (PA) e a latência de resposta (LR) foram registrados. Ao comparar os grupos utilizando o teste t, o grupo DA apresentou PA significativamente menor que o grupo controle nos testes de ME e MCP e apresentou LR significativamente maior em todos os testes. A análise das curvas ROC mostrou que os testes ME, MCP e TRE foram sensíveis e específicos para discriminar os grupos e portanto foram os marcadores clínicos dos estágios iniciais da DA.

Avaliação da depressão e de testes neuropsicológicos em pacientes com desordens temporomandibulares

Selaimen,Caio; Brilhante,Diego Pinheiro; Grossi,Márcio Lima; Grossi,Patricia Krieger
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2007 PT
Relevância na Pesquisa
66.77%
A fim de determinar se existem diferenças neuropsicológicas entre os grupos, o Teste de Aprendizado Verbal da Califórnia (CVLT) e o Teste do Trigrama de Consoantes de Brown-Peterson (CCC) foram usados. A depressão foi avaliada pelo Inventário de Depressão de Beck (BDI). Os testes neuropsicológicos usados não mostraram diferenças estatisticamente significativas entre os três grupos estudados, o que pode ser devido à baixa proporção de pacientes com educação pós-secundária (25%). Entretanto, o grupo experimental (Grupos I e II) mostrou índices de depressão mais elevados (p<0,05) que o Grupo III. Adicionalmente, o Grupo II mostrou maiores índices de depressão (p<0,01) que o Grupo I, e não foi encontrada diferença estatística entre os Grupos I e III. Em conjunto, estes resultados sugerem que testes de memória são altamente dependentes do nível educacional e que não podem ser utilizados em larga escala. Do mesmo modo, a depressão desempenha um papel importante não só na etiologia, como também na perpetuação da DTM.

Validação de uma bateria de testes neuropsicológicos para a avaliação cognitiva de idosos analfabetos

Guerra Amorim, Gutemberg; Henrique Ferreira Bertolucci, Paulo (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
56.56%
Validar uma bateria de testes neuropsicológicos para a avaliação cognitiva de idosos analfabetos. MÉTODOS: Foram estudados sujeitos analfabetos maiores de sessenta anos, procedentes do grupo de idosos de Chã de Alegria, município situado a 57 Km do Recife. Foram controladas as variáveis idade, sexo, grau de analfabetismo e capacidade de assinar. Os sujeitos selecionados foram submetidos à aplicação do Mini-Exame do Estado Mental (MEEM) e da Bateria de Rastreio Cognitivo de Analfabetos (BR-Cog-A). Foram realizadas análises de confiabilidade e de validade da BR-Cog-A. RESULTADOS: Trinta sujeitos foram selecionados. O escore total do MEEM sofreu influência das variáveis sexo, grau de analfabetismo e capacidade de assinar. O escore total da BR-Cog-A não sofreu influência de nenhuma das variáveis estudadas. A análise fatorial identificou a presença de sete fatores associados à BRCog- A. Em quatro destes fatores, o coeficiente α de Crönbach foi maior que 0,7. O coeficiente de correlação de Pearson obtido para a comparação da BR-Cog-A com o MEEM foi de 0,630 (p < 0,01). CONCLUSÕES: Ao contrário do MEEM, a BR-Cog-A não foi sensível ao grau de contato com a linguagem escrita. Esse aspecto é favorável no processo de validação da BR-Cog-A como uma ferramenta adequada para a avaliação cognitiva de analfabetos; Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico

O consumo de maconha na adolescência e as consequências nas funções cognitivas; The use of cannabis in adolescence and it's effects in the cognitive functions; El consumo de marihuana enla adolescencia y sus consecuencias en las funciones cognitivas

Rigoni, Maisa; Oliveira, Margareth da Silva; Moraes, João Feliz Duarte de; Zambom, Luis Fernando
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.82%
Este estudo objetiva comparar o desempenho nas funções cognitivas de 30 usuários de maconha e de 30 não usuários. Os instrumentos usados foram uma entrevista estruturada; Screening Cognitivo (WISC-III e WAIS-III); WCST e Figuras Complexas de Rey. A amostra foi de 60 adolescentes, idades entre 14 e 17 anos, e escolaridade mínima de 5ª série do Ensino Fundamental. Observou-se que houve diferença estatisticamente significativa no desempenho dos dois grupos em todos os testes neuropsicológicos aplicados; no subteste Código e no WCST, o grupo de usuários denotou desempenho mais prejudicado. Concluiu-se que a maconha pode afetar funções cognitivas de adolescentes usuários.; The objective of the study was to compare the cognitive function performance between a group of 30 cannabis users and a group of 30 non-users. The instruments used were a structured interview; Cognitive Screening (WISC – III and WAIS-III); WCST and Rey Complex Figure Test. The sample was 60 adolescents, aged from 14 to 17 from 5th grade on. The results showed that was statistically significant difference in the performance of the two groups in every neuropsychological test applied, and, in the Digit Symbol and in the WCST subtests, the users’ group showed more impaired performance. The findings in this study it can be concluded that cannabis may affect the cognitive functions of adolescents.; Este estudio tiene como objetivo el de comparar el desempeño en las funciones cognitivas de 30 usuarios de marihuana y de 30 no usuarios. Los instrumentos usados fueron una entrevista estructurada; Screening Cognitivo (WISC-III y WAIS-III); WCST y Figuras Complejas de Rey. La muestra fue de 60 adolescentes...

Avaliação da depressão e de testes neuropsicológicos em pacientes com desordens temporomandibulares

Selaimen,Caio; Brilhante,Diego Pinheiro; Grossi,Márcio Lima; Grossi,Patricia Krieger
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2007 PT
Relevância na Pesquisa
66.77%
A fim de determinar se existem diferenças neuropsicológicas entre os grupos, o Teste de Aprendizado Verbal da Califórnia (CVLT) e o Teste do Trigrama de Consoantes de Brown-Peterson (CCC) foram usados. A depressão foi avaliada pelo Inventário de Depressão de Beck (BDI). Os testes neuropsicológicos usados não mostraram diferenças estatisticamente significativas entre os três grupos estudados, o que pode ser devido à baixa proporção de pacientes com educação pós-secundária (25%). Entretanto, o grupo experimental (Grupos I e II) mostrou índices de depressão mais elevados (p<0,05) que o Grupo III. Adicionalmente, o Grupo II mostrou maiores índices de depressão (p<0,01) que o Grupo I, e não foi encontrada diferença estatística entre os Grupos I e III. Em conjunto, estes resultados sugerem que testes de memória são altamente dependentes do nível educacional e que não podem ser utilizados em larga escala. Do mesmo modo, a depressão desempenha um papel importante não só na etiologia, como também na perpetuação da DTM.