Página 1 dos resultados de 1017 itens digitais encontrados em 0.061 segundos

Testes de Consciência Fonológica da Bateria de Avaliação Neuropsicológica de Coimbra : estudos de precisão e validade; Phonological Awareness Tests of Coimbra’s Neuropsychological Assessment Battery : reliability and validity studies

Albuquerque, Cristina Petrucci; Simões, Mário R.; Martins, Cristina
Fonte: Associação Iberoamericana de Diagnóstico e Avaliação Psicológica Publicador: Associação Iberoamericana de Diagnóstico e Avaliação Psicológica
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
76.14%
A Bateria de Avaliação Neuropsicológica de Coimbra (BANC) integra, entre diversos outros instrumentos de avaliação, três testes de consciência fonémica: um teste de eliminação e dois de substituição de fonemas. No presente trabalho, apresentam-se dados relativos às propriedades psicométricas destes testes, designadamente à precisão (consistência interna e estabilidade temporal), à validade de constructo (progressão dos resultados em função da idade e intercorrelações entre os testes), à validade discriminante (diferenciação do desempenho de grupos com e sem problemas de aprendizagem), e à validade concorrente (correlações com testes de inteligência, outros testes da BANC e os resultados escolares dos sujeitos). Os resultados obtidos atestam a adequação psicométrica do teste de eliminação e de um dos testes de substituição, sendo menos favoráveis, em termos de precisão e progressão em função da idade, no que concerne ao outro teste de substituição.; Coimbra’s Neuropsychological Assessment Battery contains, amongst several other assessment instruments, phonemic awareness tests: one phoneme elision test and two phoneme substitution tests. This paper presents data concerning their psychometric properties...

Testes de Validade de Sintomas: Validação de um protocolo em amostras de adultos idosos

Pinho, Joana Isabel de Sousa Santos
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
76.01%
A avaliação da simulação, exagero de sintomas ou esforço insuficiente ou reduzido tem recebido atenção crescente. A preocupação com a possibilidade de exagero de sintomas aquando das avaliações neuropsicológicas é actualmente uma questão de reconhecimento relevante. Com a proliferação de instrumentos e investigação nesta área surge a questão de saber que instrumentos utilizar bem como a possibilidade de obtenção de dados contraditórios nas diferentes medidas utilizadas num protocolo de avaliação. O objectivo primordial deste trabalho consiste na validação de um protocolo de testes de esforço reduzido ou insuficiente em contexto de avaliação neuropsicológica. Procedeu-se à aplicação de diferentes medidas de validação de desempenho num grupo da comunidade (n=31), com Declínio Cognitivo Ligeiro (n=17) e num grupo instruído a "simular défices cognitivos" (n=29). O protocolo utilizado na presente investigação inclui os seguintes instrumentos: questionário de dados demográficos, Addenbrooke’s Cognitive Examination, Escala de Depressão Geriátrica, Inventário de Avaliação Funcional de Adultos Idosos, Inventário de Ansiedade Geriática, subteste Memória Lógica I e II da WMS-III, Test of Memory Malingering...

Validade e reprodutibilidade dos instrumentos de medida da atividade física do tipo self-report em adolescentes: uma revisão sistemática; Validity and reliability of self-report instruments for measuring physical activity in adolescents: a systematic review

FARIAS JÚNIOR, José Cazuza de; LOPES, Adair da Silva; FLORINDO, Alex Antonio; HALLAL, Pedro C.
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
76.02%
Realizou-se revisão sistemática de estudos de reprodutibilidade e validade de instrumentos de medida da atividade física do tipo self-report - medidas subjetivas, em adolescentes (10-19 anos). Buscas foram realizadas em bases de dados (MEDLINE, PsycInfo, SportsDiscus, Scopus, Web of Science, SciELO, Lilacs) e nas referências dos artigos localizados. Sessenta e seis estudos atenderam aos critérios de inclusão. A maioria deles foi realizada em países da América do Norte, apenas cinco no Brasil. Identificaram-se 52 instrumentos diferentes: 42 questionários, 6 diários e 4 entrevistas. A reprodutibilidade "teste-reteste" variou de 0,20 a 0,98; a maioria (28/50) dos coeficientes apresentou valores < 0,70. Os coeficientes de validade apresentaram ampla variação (-0,13 a 0,88), sendo a maioria deles (64/84) < 0,50. Apenas três instrumentos apresentaram correlações > 0,70. Diversos instrumentos foram testados em adolescentes, especialmente questionários. Em geral, tais instrumentos demonstraram melhor reprodutibilidade "teste-reteste" do que validade.; This was a systematic review of studies on the reliability and validity of self-report instruments for measuring physical activity, or subjective measurements, in adolescents (10-18 years). Searches were conducted in databases (MEDLINE...

Pictograma de Fadiga: uma alternativa para avaliação da intensidade e impacto da fadiga; Fatigue Pictogram: an option for assessing fatigue severity and impact; Pictograma de Fatiga: una opción para la evaluación de la severidad e del impacto de la fatiga

MOTA, Dálete Delalibera Corrêa de Faria; PIMENTA, Cibele Andrucioli de Mattos; FITCH, Margaret Isabel
Fonte: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
85.9%
O objetivo foi validar o Fatigue Pictogram para uso no Brasil. Os dados foram coletados em quatro ambulatórios de oncologia de São Paulo (SP) e na Escola de Enfermagem da USP. A amostra de conveniência envolveu 584 pacientes com câncer, 184 acompanhantes e 189 estudantes de graduação enfermagem, que responderam ao Pictograma de Fadiga, ao Inventário de Depressão de Beck (IDB) e Escala de Karnofsky (KPS). Foram feitos testes de validade e confiabilidade. O Teste-reteste mostrou que o instrumento tem boa estabilidade. O primeiro item do Pictograma de Fadiga discriminou estudantes de cuidadores de pacientes, mas não pacientes de cuidadores. O segundo item discriminou todos os grupos. Observou-se adequada validade convergente (fadiga e depressão) e divergente (fadiga e Karnofsky). O Pictograma de Fadiga é válido, confiável e fácil de usar para avaliar fadiga em câncer, mas necessita ajustes para uso em pessoas saudáveis.; The purpose of this paper was to validate the Fatigue Pictogram for use in Brazil. Data was collected at four oncology ambulatory clinics in Sao Paulo (Brazil) and at the Nursing School of Sao Paulo University. A convenience sample of 584 cancer patients, 184 caregivers and 189 undergraduate nursing students completed the Karnofsky Scale...

Versão Brasileira da Avaliação Sensorial de Nottingham: validade, concordância e confiabilidade; Brazilian version of the Nottingham Sensory Assessment: validity, agreement and reliability

LIMA, Daniela H. F.; QUEIROZ, Ana P.; SALVO, Geovana De; YONEYAMA, Simone M.; OBERG, Telma D.; LIMA, Núbia M. F. V.
Fonte: Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia Publicador: Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
85.9%
OBJETIVO: Verificar a concordância inter e intraexaminador, validade construtiva e consistência interna da versão brasileira do instrumento Nottingham Sensory Assessment para hemiparéticos após acidente vascular encefálico (AVE). MÉTODOS: O instrumento foi traduzido para língua portuguesa com base na sua versão original em Inglês por um tradutor bilíngue e, posteriormente, revertido para a língua inglesa. Vinte e um hemiparéticos foram avaliados por dois examinadores pela Avaliação Sensorial de Nottingham para pacientes pós-AVE (ASN) e pelo Protocolo de Desempenho Físico de Fugl-Meyer (FM). RESULTADOS: Foi encontrada correlação entre os instrumentos FM e ASN (0,752); excelente consistência interna da ASN (0,86); excelentes coeficientes de concordância interexaminador e intraexaminador para todos os itens da ASN, exceto temperatura e efeito teto significativo para ASN e FM. CONCLUSÃO: A versão brasileira da Nottingham Sensory Assessment cumpriu os critérios de concordância, consistência interna e validade concorrente, sendo um instrumento de rápida e fácil aplicação, podendo ser utilizada nos ambulatórios de neuroreabilitação para avaliar a função sensorial pós-AVE. O efeito teto significativo da ASN não limita seu uso...

Validação do questionário do sono infantil de Reimão e Lefèvre (QRL); The Infant Sleep Questionnaire Reimão and Lefèvre validation (RLQ)

Araujo, Patricia Daniele Piaulino de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 04/05/2012 PT
Relevância na Pesquisa
75.9%
INTRODUÇÃO: Na população infantil, a presença da privação ou de alterações no padrão do sono interfere em diversos processos orgânicos, além de influenciar no comportamento e humor, no desempenho neuropsicomotor, na cognição e nos relacionamentos sociais e familiares, prejudicando sua qualidade de vida. Entre os métodos diagnósticos utilizados na investigação dos distúrbios do sono para essa população incluise a utilização de questionários. Estes são instrumentos de simples administração que facilitam o diagnóstico e determinam a presença de distúrbios do sono e parassônias em crianças. O Questionário do Sono de Reimão e Lefèvre (QRL) é um instrumento de avaliação subjetiva desenvolvido em território nacional, que validado, contribuirá para pesquisas clínicas e epidemiológicas, facilitando também a prática clínica do profissional que atua nessa área. OBJETIVOS: 1)verificar se as propriedades de validade (consistência interna e reprodutibilidade) do QRL permitem que este assuma o papel de um instrumento específico de avaliação de características e distúrbios do sono para a população infantil; 2)determinar a prevalência dos distúrbios do sono relacionados às crianças de três a cinco anos de idade e aos seus diferentes gêneros; 3)estabelecer as características do padrão de sono para crianças de três a cinco anos e; 4)conhecer os principais hábitos e rituais para dormir que crianças com essa faixa etária manifestam. MÉTODOS: Estudo prospectivo e observacional para a avaliação da consistência interna e reprodutibilidade do QRL. Para a avaliação da consistência interna...

Questionário de Frequência Alimentar Quantitativo para crianças de 7 a 10 anos: avaliação das propriedades psicométricas; Quantitative Food Frequency Questionnaire: evaluation of psychometric properties

Hinnig, Patricia de Fragas
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 31/07/2014 PT
Relevância na Pesquisa
76.08%
Introdução: Um Questionário de Frequência Alimentar Quantitativo (QUEFAC) foi construído por HINNIG et al. (2014) para avaliar a dieta habitual de crianças de 7 a 10 anos, uma vez que os desenvolvidos para adultos podem superestimar o consumo de crianças. No entanto, não foi testado quanto à sua validade e reprodutibilidade para que o instrumento possa ser utilizado em pesquisas. Objetivo: avaliar a reprodutibilidade e a validade do QUEFAC para a amostra como um todo e avaliar a validade estratificada por sexo, faixa etária e nível socioeconômico. Métodos: o estudo de reprodutibilidade foi realizado no município de Araraquara, em abril de 2013, com 89 crianças de 7 a 10 anos que responderam a dois QUEFACs com intervalo de 15 dias entre as aplicações. O estudo de validade foi realizado com 167 crianças de duas escolas do município de São Paulo de agosto a dezembro de 2013. Neste, as crianças responderam a três Recordatórios de 24 horas (R24h) que serviram como método de referência e a um QUEFAC. Em ambos os estudos, os responsáveis pelas crianças responderam a um questionário socioeconômico e realizou-se a avaliação da habilidade da criança em responder ao QUEFAC. Para avaliação da reprodutibilidade e validade...

Evidências de validade de uma bateria informatizada para avaliação da personalidade adaptada ao desenho universal

Oliveira, Cassandra Melo
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Tese de Doutorado Formato: [178] p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
76.05%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Florianópolis, 2013; Este estudo teve como objetivo geral buscar evidências de validade da adaptação de um teste psicológico informatizado para avaliação da personalidade aos princípios do Desenho Universal. O teste foi adaptado para um formato fundamentado nos princípios do Desenho Universal e aplicado em pessoas com e sem deficiência visual. A presente pesquisa enquadra-se no âmbito dos estudos de busca por evidências de validade dos testes psicológicos. A busca por estas evidências é fundamental para avaliação das consequências das adaptações sobre possíveis interpretações dos resultados de testes, o qual é ainda um fenômeno pouco estudado. O estudo foi quantitativo com desdobramentos qualitativos e os instrumentos utilizados na pesquisa foram uma forma do teste adaptada aos princípios do Desenho Universal e um instrumento para que os participantes avaliassem quão bem o teste Informatizado para avaliação da personalidade adaptado atende aos princípios do Desenho Universal/Testagem Universal. Primeiramente, foram realizadas as adaptações do teste psicológico que avalia personalidade e o desenvolvimento do instrumento para avaliação do Desenho Universal. A amostra do estudo constou de 146 indivíduos com deficiência visual e 150 indivíduos sem deficiência. A parte qualitativa do estudo envolveu a avaliação do desempenho dos leitores de tela...

Normatização e validação do teste não-verbal de inteligência son-r 2 1/2-7[a] para o Brasil

Jesus, Girlene Ribeiro de
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
76.01%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Departamento de Psicologia Social e do Trabalho, Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações, 2009.; Os objetivos principais da presente tese foram estabelecer normas brasileiras para o teste não-verbal de inteligência SON-R 2½-7[a], originalmente desenvolvido na Holanda, e obter evidências sobre sua validade no Brasil. Para tanto, foi realizado inicialmente um estudo de validação de conteúdo de quatro subtestes (Mosaicos, Categorias, Situações e Padrões) do SON-R 2½-7, que avalia raciocínio abstrato, concreto e espacial. Esse estudo resultou em algumas mudanças, implementadas no subteste Categorias. A seguir foi realizado um estudo piloto com crianças de uma instituição de ensino regular e uma instituição destinada a crianças com problemas auditivos. Os resultados indicaram boa qualidade psicométrica do teste e todos os subtestes apresentaram índices de fidedignidade satisfatórios. Após o estudo piloto, os estudos de normatização e validação foram iniciados. O processo de normatização foi realizado com uma amostra nacional composta por 1.200 crianças de 3 anos e 3 meses a 7 anos e 9 meses de idade. As crianças que participaram do estudo eram provenientes de todas as regiões brasileiras...

Evidências de validade convergente do SON-R 6-40, um teste não-verbal de inteligência

Almeida, Gabriel Olimpio Nascimento de
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
86.13%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Programa de Pós-graduação em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações, 2013.; Estudos que fornecem evidências de validade dos escores de um teste são essenciais para assegurar uma interpretação correta dos seus resultados. Assim, este estudo investigou a validade convergente do teste não-verbal de inteligência SON-R 6-40 com dois outros testes que medem nteligência: o SON-R 2½-7[a] e a forma A da Bateria de Provas de Raciocínio (BPR-5). O SON-R 6-40 é um teste não-verbal de inteligência para pessoas entre 6 e 40 anos de idade que foi publicado na Holanda em 2010. O teste foi normatizado e validado para Holanda e Alemanha. O SON-R 2½-7[a] é um teste não-verbal de inteligência para crianças entre 2 anos e 6 meses e 7 anos e 11 meses que foi normatizado para o Brasil em 2009. Ambos os testes SON-R foram desenvolvidos para medir a inteligência fluida, assim reduzindo a influência de fatores socioeconômicos no desempenho do teste. O teste BPR-5 é uma bateria de provas que avaliam cinco diferentes tipos de raciocínio: Raciocínio Verbal (RV), Raciocínio Abstrato (RA)...

Versão Brasileira da Avaliação Sensorial de Nottingham: validade, concordância e confiabilidade

LIMA, Daniela H. F.; QUEIROZ, Ana P.; SALVO, Geovana De; YONEYAMA, Simone M.; OBERG, Telma D.; LIMA, Núbia M. F. V.
Fonte: Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia Publicador: Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
85.9%
OBJETIVO: Verificar a concordância inter e intraexaminador, validade construtiva e consistência interna da versão brasileira do instrumento Nottingham Sensory Assessment para hemiparéticos após acidente vascular encefálico (AVE). MÉTODOS: O instrumento foi traduzido para língua portuguesa com base na sua versão original em Inglês por um tradutor bilíngue e, posteriormente, revertido para a língua inglesa. Vinte e um hemiparéticos foram avaliados por dois examinadores pela Avaliação Sensorial de Nottingham para pacientes pós-AVE (ASN) e pelo Protocolo de Desempenho Físico de Fugl-Meyer (FM). RESULTADOS: Foi encontrada correlação entre os instrumentos FM e ASN (0,752); excelente consistência interna da ASN (0,86); excelentes coeficientes de concordância interexaminador e intraexaminador para todos os itens da ASN, exceto temperatura e efeito teto significativo para ASN e FM. CONCLUSÃO: A versão brasileira da Nottingham Sensory Assessment cumpriu os critérios de concordância, consistência interna e validade concorrente, sendo um instrumento de rápida e fácil aplicação, podendo ser utilizada nos ambulatórios de neuroreabilitação para avaliar a função sensorial pós-AVE. O efeito teto significativo da ASN não limita seu uso...

Estudo de validade do questionário "Lista de Atividades Físicas" em crianças

Adami,Fernando; Bergamaschi,Denise Pimentel; Hinnig,Patrícia de Fragas; Oliveira,Natália Sanchez
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2013 PT
Relevância na Pesquisa
76.03%
OBJETIVO: Avaliar a validade concorrente e a equivalência operacional do questionário "Lista de Atividades Físicas" em crianças. MÉTODOS: O estudo complementa o processo de adaptação transcultural do Physical Activity Checklist Interview. Participaram 118 escolares de sete a dez anos matriculados do segundo ao quinto ano do ensino fundamental de São Paulo, SP, em 2009. Foram quantificados o tempo de engajamento em atividades físicas moderadas a vigorosas e em atividades sedentárias, assim como custos metabólicos total e ponderado. Adotou-se o acelerômetro como medida de atividade física. Foram quantificados a atividade física total (counts/min) e o tempo em atividade física moderada a vigorosa. A validade foi avaliada pelo coeficiente de correlação de Pearson e a equivalência operacional por meio dos dados referentes à duração e avaliação da entrevista. RESULTADOS: Os valores do coeficiente de correlação entre os resultados provenientes do questionário e do acelerômetro variaram de 0,34 a 0,40. O questionário "Lista de Atividades Físicas" superestimou o tempo em atividade física moderada a vigorosa quando comparado ao acelerômetro. A duração média da entrevista foi de 24 minutos (mínima = 13 min; máxima = 41 min; desvio-padrão = 5 min). O item da entrevista com pior resultado foi a habilidade do escolar em estimar tempo (ruim ou regular em 24...

Parâmetros psicométricos: estudo comparativo entre testes de inteligência e de personalidade

Noronha,Ana Paula Porto; Vendramini,Claudette Maria Medeiros
Fonte: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2003 PT
Relevância na Pesquisa
76.14%
A validade e a precisão de testes psicológicos vêm sendo bastante questionadas e discutidas atualmente. O presente estudo teve como objetivo avaliar a validade, a precisão e a existência de padronização brasileira em 43 testes psicológicos comercializados no Brasil, sendo 22 de inteligência e 21 de personalidade. Os testes foram comparados quanto ao período de publicação no Brasil. Os resultados indicaram que existe maior número de instrumentos publicados nas décadas de 1980 e 1990, que os testes de inteligência apresentam mais estudos de padronização, validade e precisão, embora não tenha havido diferença significante entre os grupos de testes (inteligência e personalidade). Novos estudos devem ser desenvolvidos com o intuito de promover os testes psicológicos e a área de avaliação psicológica, como um todo.

Evidências de validade convergente do SON-R 2½-7[a] com o WPPSI-III e WISC-III

Karino,Camila Akemi; Laros,Jacob Arie; Jesus,Girlene Ribeiro de
Fonte: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
85.9%
Um processo de validação adequado é fundamental para assegurar uma interpretação correta dos resultados de um teste. Assim, este estudo investigou a validade convergente do teste não-verbal de inteligência SON-R 2½-7[a] com o WPPSI-III e o WISC-III. O teste é a versão abreviada do SON-R 2½-7, de origem holandesa, normatizado e validado em vários países da Europa. No total, 109 crianças de três estados brasileiros participaram do estudo. A correlação entre o SON-R 2½-7[a] e o WPPSI-III foi igual a 0,75 e com o WISC-III foi de 0,69. Esses coeficientes de validade são muito semelhantes aos encontrados em estudos feitos com o SON-R 2½-7 em outros países. Conclui-se que os resultados indicam uma validade convergente satisfatória do teste SON-R 2½-7[a].

Testes de contato e HIV: avaliação comparativa quanto à confiabilidade dos resultados

Stefani,Sabrina de; Razera,Fernanda; Olm,Gislaine Silveira; Papadopol,Alessandra; Bonamigo,Renan Rangel
Fonte: Sociedade Brasileira de Dermatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Dermatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2008 PT
Relevância na Pesquisa
75.91%
FUNDAMENTOS: A ocorrência da dermatite de contato alérgica em pacientes soropositivos para o HIV foi pouco estudada até o momento (apenas relatos de caso). Os testes de contato são considerados o exame complementar padrão para a investigação diagnóstica desse tipo de reação alérgica e não foram avaliados cientificamente nesse grupo de pacientes. OBJETIVO: Avaliar a aplicabilidade dos testes de contato em pacientes soropositivos para o HIV. MÉTODO: Estudo transversal, descritivo, com controles. Um grupo com 16 pacientes soropositivos para o HIV foi comparado a um grupo com 32 pacientes com sorologia desconhecida para o HIV com relação à positividade aos testes. Foi realizada análise estatística bivariada com nível de significância p < 0,05. RESULTADOS: Entre o grupo de pacientes soropositivos para o HIV, sete (43,75%) tiveram testes positivos, e, entre o grupo de pacientes que rotineiramente realizaram testes de contato (e com sorologia desconhecida ao HIV), 18 (56,25%) tiveram testes positivos. CONCLUSÕES: Os achados deste trabalho sugerem que, apesar da imunodeficiência, a memória imunológica específica e a capacidade de responder positivamente aos testes podem permanecer. Dessa forma, esse recurso diagnóstico importante para as alergias dermatológicas não perderia validade ao ser aplicado no conjunto de pacientes que convivem com o HIV.

Evidências de Validade da Escala de Ansiedade em Estatística em Alunos da Psicologia

Hernandez,José Augusto Evangelho; Santos,Gabriella Rocha dos; Silva,Jéssica de Oliveira da; Mendes,Sara Lameira Lourenço; Ramos,Vanessa da Costa Barreto
Fonte: Conselho Federal de Psicologia Publicador: Conselho Federal de Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2015 PT
Relevância na Pesquisa
76%
Os alunos da Psicologia, com frequência, percebem o estudo da estatística e os dados quantitativos como obstáculos intransponíveis que mobilizam considerável ansiedade. Esta investigação teve como objetivo adaptar e gerar evidências de validade e fidedignidade para uma versão brasileira da Escala de Ansiedade em Estatística. Foram coletados dados com 397 estudantes de Psicologia, de ambos os sexos, nos campi de quatro universidades públicas e privadas do Rio de Janeiro/RJ. Os escores dos participantes foram submetidos à análise fatorial exploratória e confirmatória. Os resultados obtidos apresentaram evidências de validade fatorial e de consistência interna ao instrumento. Também foram apuradas diferenças estatísticas significativas nas medidas de ansiedade entre os sexos dos estudantes, entre as instituições e entre aqueles alunos que cursaram ou não a disciplina de estatística. Estes achados foram comparados com estudos realizados anteriormente com o instrumento. Concluiu-se que esta medida de ansiedade estatística poderá ser útil para a pesquisa psicológica fornecendo subsídios para o ensino e aprendizagem da estatística nos cursos de Psicologia.

Escala de Validade de Sintomas - Versão Experimental (EVS-VE) :|bestudo de validação em amostras médico-legal e comunidade|

Domingues, Ana Filipa Gravato.
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
75.93%
O exame de comportamentos de simulação, esforço insuficiente ou exagero de sintomas (cognitivos e psicopatológicos) constitui atualmente uma exigência básica em qualquer protocolo de avaliação em contexto forense. O presente estudo enquadra um dos procedimentos passíveis de avaliar esses comportamentos: os testes psicológicos, especificamente a recente Escala de Validade de Sintomas – Versão Experimental (EVS-VE; Simões, Nunes & Cunha, 2010). Ambicionando conhecer melhor a validade e utilidade da EVS-VE, foram realizados dois estudos: o Estudo I, de natureza normativa (Amostra da Comunidade: N=180) e o Estudo II, de validação, com uma amotra heterogénea recolhida em contexto médico-legal (Amostra Médico-Legal: N=53). Para além da EVS-VE o protocolo de avaliação deste estudo inclui outras provas, como o Inventário Estruturado de Simulação de Sintomas (SIMS; Smith & Burger, 1997; Widows & Smith, 2005; Simões, et al., 2010) e o Rey 15-Item Memory Test (RMT; Rey, 1958, Boone at al., 2002; Simões, et al., 2010), medidas de exagero de sintomas; o Inventário de Sintomas Psicopatológicos (BSI; Derrogatis, 1982; Canavarro, 2007), medida de psicopatologia; a Escala de Desejabilidade Social de Marlowe-Crowne (MCSDS; Marlowe & Crowne...

Evidências de Validade de Construto do Teste não-verbal de Inteligência SON- R 6-40.

Alves, Talita de Araújo
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
76.02%
Estudos sobre a validade dos testes psicológicos são fundamentais para assegurar uma interpretação correta dos resultados de um teste. Desta forma, o presente trabalho objetiva verificar a validade de construto do teste não-verbal de inteligência SON-R 6-40. Os testes SON foram desenvolvidos na Holanda para a avaliação da inteligência e caracterizam-se como instrumentos não-verbais. O SON-R 6-40 apresenta quatro subtestes: Analogias, Mosaicos, Categorias e Padrões. Participaram do estudo 111 estudantes com idades entre 5 e 18 anos. Os quatro subtestes medem um único fator com cargas fatoriais acima de 0,60. A consistência interna do escore geral foi 0,97. Concluiu-se que os resultados fornecem evidências satisfatórias de validade de construto do SON-R 6-40 na amostra pesquisada de crianças e adolescentes.; Psicologia

Validade de construção em testes de equilíbrio: ordenação cronológica na apresentação das tarefas; Construction validity in equilibrium tests: chronological order in tasks presentation

Silveira, Carolina Rodrigues Alves; Laboratório de Estudos da Postura e da Locomoção.Unesp-Rio Claro, SP.; Trindade Pinheiro Menuchi, Marcos Rodrigo; Laboratório de Estudos da Postura e da Locomoção. Departamento de Educação; Sant’Ana Simões, C
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, SC. Brasil Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, SC. Brasil
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; "Avaliado por Pares",; ; Avaliado por Pares; Descritiva Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 19/11/2006 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
76.14%
Os testes de equilíbrio da Escala de Desenvolvimento Motor de Rosa Neto1 são constituídos por dez tarefas correspondentes às idades cronológicas de 2 a 11 anos e determinam a Idade Motora dos participantes. A ordem de apresentação dos testes é crescente, partindo da idade cronológica da criança e a idade motora baseia-se no sucesso ou fracasso em cada tarefa. O objetivo deste estudo foi analisar a validade de construção dos testes motores em equilíbrio, observando a ordenação e os graus de dificuldade da tarefa. Participaram 76 crianças, com idade cronológica de 6 a 9 anos, que foram distribuídas em dois grupos: grupo controle, aplicação dos testes em ordem crescente; grupo invertido, aplicação dos testes em ordem decrescente. Os resultados não apresentaram diferenças estatisticamente significativas no desempenho entre os grupos, indicando que a ordem de apresentação dos testes não interferiu no desempenho das crianças, independente da idade cronológica. Baixas taxas de sucesso ocorreram em algumas tarefas específicas, seguidas por sucesso em tarefas posteriores. Como os resultados demonstraram que os participantes conseguem executar tarefas seguintes à tarefa em que houve o fracasso, a idade motora apontada pela Escala de Desenvolvimento Motor pode estar subestimando o desenvolvimento motor dessas crianças. A variação do desempenho das crianças nos testes sugere que o processo de desenvolvimento motor é não linear. As tarefas motoras em equilíbrio propostas na Escala de Desenvolvimento Motor apresentam validade de construção.; The equilibrium tests of the Rosa Neto1 Motor evelopment Scale are constituted by ten tasks related to the chronological ages from 2 to 11 years and they determine the participants Motor Age. The tests presentation order is crescent from the child chronological age and the motor age is based on the success or failure in each task. The aim of this study was to analyze the construction validity of the equilibrium motor tests observing the ordering the levels of task difficulty. 76 children with 6 to 9 years of chronological age participated and were assigned in two groups: control group...

Estudo de validade do questionário "Lista de Atividades Físicas" em crianças

Adami,Fernando; Bergamaschi,Denise Pimentel; Hinnig,Patrícia de Fragas; Oliveira,Natália Sanchez
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2013 PT
Relevância na Pesquisa
76.03%
OBJETIVO: Avaliar a validade concorrente e a equivalência operacional do questionário "Lista de Atividades Físicas" em crianças. MÉTODOS: O estudo complementa o processo de adaptação transcultural do Physical Activity Checklist Interview. Participaram 118 escolares de sete a dez anos matriculados do segundo ao quinto ano do ensino fundamental de São Paulo, SP, em 2009. Foram quantificados o tempo de engajamento em atividades físicas moderadas a vigorosas e em atividades sedentárias, assim como custos metabólicos total e ponderado. Adotou-se o acelerômetro como medida de atividade física. Foram quantificados a atividade física total (counts/min) e o tempo em atividade física moderada a vigorosa. A validade foi avaliada pelo coeficiente de correlação de Pearson e a equivalência operacional por meio dos dados referentes à duração e avaliação da entrevista. RESULTADOS: Os valores do coeficiente de correlação entre os resultados provenientes do questionário e do acelerômetro variaram de 0,34 a 0,40. O questionário "Lista de Atividades Físicas" superestimou o tempo em atividade física moderada a vigorosa quando comparado ao acelerômetro. A duração média da entrevista foi de 24 minutos (mínima = 13 min; máxima = 41 min; desvio-padrão = 5 min). O item da entrevista com pior resultado foi a habilidade do escolar em estimar tempo (ruim ou regular em 24...