Página 1 dos resultados de 4093 itens digitais encontrados em 0.019 segundos

Território e macrossistema elétrico nacional. As relações entre privatização, planejamento e corporativismo; Território e macrossistema elétrico nacional: as relações entre privatização, planejamento e corporativismo

Ramalho, Mário Lamas
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/08/2006 PT
Relevância na Pesquisa
46.21%
Por meio do macrossistema elétrico brasileiro, essa pesquisa analisa o atrelamento de usos do território a interesses corporativistas. Esse sistema técnico passa por um processo de privatização a partir da década de 1990, acompanhado da inflexão das funções do Estado. Os planejamentos territorial e setorial são transformados, atrelando ainda mais a dinâmica territorial aos desígnios dos agentes privados. A energia elétrica passa a ser valorizada mais como bem mercantil do que como serviço público e questão estratégica nacional, o que traz mudanças ao significado das ações, dos objetos e, consequentemente, do próprio território. Mudanças essas realizadas por um país subdesenvolvido, onde as necessidades elementares da população não são plenamente garantidas. Tais questões são analisadas e discutidas, assumindo como princípio metodológico o espaço geográfico como instância social.; By means of the Brazilian Electric Macro System, this research analyses the link between uses of territory and corporative interests. This technical system goes through a process of privatization since the 1990 decade, accompanied by the inflection of the State functions. The territorial and sector planning are transformed...

Navegação fluvial, turismo e planejamento: as possibilidades de circulação material no território nacional o caso das hidrovias do Tietê, Paraná e Paraguai; Inland navigation, tourism and planning: the possibilities material circulation in the national territory as the case of Tietê, Paranná e Paraguay waterways

Silva, Felipe
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 16/03/2015 PT
Relevância na Pesquisa
56.23%
A navegação fluvial nas últimas décadas vem gradualmente se consolidando nas hidrovias do complexo, diverso e desigual espaço geográfico brasileiro como um importante sistema de movimento, gerador de fluxos materiais de natureza e quantidade variados. Todavia, esse sistema de transporte não vem sendo utilizado em toda sua plenitude haja vista a imensa rede hidroviária do território em virtude da ausência de infraestrutura (portos, terminais, eclusas), de embarcações adequadas e de serviços de manutenção e conservação das vias fluviais. Essa situação que impacta o território nacional nos mais diferentes lugares e regiões reflete o desinteresse por parte do Estado e da iniciativa privada por longos períodos, notadamente, durante o século XX, momento em que ocorre um investimento maciço e progressivo no sistema automobilístico e na implantação de rodovias. Por outro lado, a relação turismo e navegação fluvial vêm despontando em alguns municípios na extensa rede hidroviária nacional, em especial no tocante a essa tese: Barra Bonita (SP), às margens da hidrovia do Tietê, Presidente Epitácio (SP), à beira da hidrovia do Paraná, e Corumbá (MS), contínuo à hidrovia do Paraguai. No entanto, esse fenômeno vem se desenvolvendo com certas restrições...

Sistema financeiro mundial: seu assombro em território brasileiro e a fantásmática liberdade de consumo

Scherma, Ricardo Alberto
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 126 f. : il., tabs., fots., mapas, quadros
POR
Relevância na Pesquisa
46.21%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Geografia - IGCE; O trabalho preocupa-se em compreender o uso do território pelo sistema financeiro. Para tanto, estabelecemos um debate com importantes autores que tratam da temática e procedemos a um levantamento de dados que consideramos elementos e variáveis importantes para demonstrarmos a constituição do espaço geográfico na sucessão e consecução da formação do território brasileiro. Tudo isso permitiu-nos uma periodização das transformações impostas ao território, pelos sistemas de atividades financeiras. Assim, num primeiro momento, tratamos de analisar a dispersão do sistema financeiro pelo território nacional, a redução do número de bancos e a concentração dos pontos de comando e, num segundo momento, quando a difusão de técnicas e normas possibilitam a reorganização do sistema financeiro e maior intervenção do sistema financeiro mundial. Diante da atual situação geográfica, procuramos entender a desigual distribuição do dinheiro, analisando os fluxos e os fixos relacionados ao sistema financeiro em território nacional e, por último...

O mundo no lugar: o atual projeto de modernização no município de Santarém (PA) : (a viabilidade do território brasileiro para uso corporativo e a modernização do Porto de Santarém)

Toledo, Márcio Roberto
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 155 f. : il., gráfs., mapas
POR
Relevância na Pesquisa
46.21%
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Geografia - IGCE; O atual projeto de modernização neoliberal está fundado em uma razão instrumental estritamente orientada para o aprimoramento técnico da produção e do território. Para assegurar eficácia e eficiência ao sistema de ações das grandes empresas hegemônicas, são impostas ações modernizantes aos territórios nacionais. Esse processo modernização dos lugares é alienado e não trás melhorias no que diz respeito ao acesso aos direitos sociais, nem contribuições à emancipação sócio-cultural e política capaz de permitir o exercício da cidadania. Manifestando o movimento do mundo, o Porto de Santarém (PA) foi modernizado. Por meio de ações políticas do Estado, aquele ponto do território nacional foi viabilizado para uso majoritariamente corporativo. Embora tecnicamente moderno, esse lugar está fragilizado pelos predominantes sistemas de ações instrumentais de um projeto forâneo que desestrutura e desorganiza os sistemas de relações locais. Para que tal situação não se perpetue, o território nacional necessita de um projeto de futuro que seja verdadeiramente comprometido com o espaço de todas as pessoas...

As privatizações e a viabilização do territorio com recurso

Fabio Tozi
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 12/01/2005 PT
Relevância na Pesquisa
56.29%
A internacionalização do território brasileiro se intensifica no atual período histórico, convivendo contraditoriamente com as potencialidades e perversidades da globalização. A alienação de empresas estatais brasileiras de telecomunicações ocorrida nas últimas décadas fundamenta uma reflexão que objetiva discutir o incentivo estatal aos usos corporativos do território brasileiro, concomitantemente ao abandono do território como abrigo. Propomos que a privatização de empresas não é uma política setorial, mas uma ação nacional vinculada a interesses internacionais que impõem a todo o território um projeto de alteração da realidade, devendo ser apreendida simultaneamente em sua dimensão técnica e política. A partir da primeira discute-se a organização do território e a transferência das redes estatais às empresas privadas. Já no seu aspecto político, trata- se de discutir as mudanças normativas implementadas pelo Estado no território nacional. No entanto, a alienação das empresas incluiu um artifício também fundamental, que foi a criação de uma psicoesfera que disseminou os ideários que convenciam que a privatização era a única escolha possível, o melhor projeto para todo o território. Assim...

Circuitos espaciais da soja, da laranja e do cacau no Brasil : uma nota sobre o papel da Cargill no uso corporativo do territorio brasileiro

Marcio Roberto Toledo
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/08/2005 PT
Relevância na Pesquisa
56.23%
No período atual, as grandes empresas fazem uso dos territórios de acordo com seus interesses e demandas e balizados pela mais-valia global Cada empresa, necessita de pontos e áreas que constituem a base territorial de sua existência, como dados da produção, da circulação e do consumo. Assim, o território aparece como um conjunto de pontos. O uso desses pontos do território nacional é submetido a uma lógica que, por intermédio de uma empresa global, acaba sendo uma lógica global. Procurando demonstrar essas assertivas, este trabalho busca compreender como se dá o uso corporativo do território brasileiro através de uma análise das ações da empresa Cargill nos Circuitos Espaciais Produtivos da soja, da laranja e do cacau e dos Círculos de Cooperação no Espaço decorrentes destes circuitos. Esta empresa estimula e utiliza os sistemas técnicos-científicos-informacionais do meio geográfico brasileiro de forma corporativa, chamando essas áreas agrícolas do território nacional a participem do processo de modernização atual, lugares onde o processo de globalização se territorializa, e por outro lado excluem grande parte da população brasileira das benesses proporcionadas pelo que é produzido nestes mesmos locais...

Uso do território e federação brasileira : os casos das compensações financeiras associadas ao petróleo e gás natural (royalties), recursos minerais (CFEM) e recursos hídricos (CFURH); Use of territory and Brazilian federation : the cases of financial compensation of petroleum and natural gas (royalties), mineral resources (CFEM) and water resources (CFURH)

André Rodrigo Farias
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 12/12/2011 PT
Relevância na Pesquisa
56.18%
O texto objetiva discutir as questões relativas às transferências intergovernamentais constitucionais realizadas entre a União, os estados e os municípios no que se refere às compensações financeiras por exploração de recursos hídricos, recursos minerais e royalties advindos da exploração de petróleo e gás natural. Esses aportes financeiros estruturam um importante viés da capacidade de organização dos entes federativos nacionais, influenciando de maneira significativa em suas configurações sócio-territoriais, bem como condicionando a própria conformação e desenvolvimento da federação brasileira enquanto modo de organização política do Estado nacional. O repasse e distribuição dessas transferências entre os entes federativos, previsto na Constituição Federal, são realizados mediante o atendimento de diversos critérios legais por parte dos agentes envolvidos, adequando-se a um amplo sistema normativo cuja incumbência principal é fornecer a regulação necessária para a continuidade e aperfeiçoamento desses instrumentos de transferência de recursos públicos. Entre as inúmeras variáveis geradas a partir dessa base legal de repasse de finanças governamentais, um atributo fundamental à análise refere-se às formas específicas e seletivas com que esses recursos são distribuídos pelo território nacional...

Território e criação de municípios no Brasil

Cigolini, Adilar Antonio
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 210 f.| il., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
56.18%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-graduação em Geografia, Florianópolis, 2009; Em 1980, havia no Brasil 3.974 municípios. Em 2001, esse número saltou para 5.563 governos locais. Nota-se que, num curto período de tempo, o território brasileiro passou por um intenso processo de compartimentação, emancipando 40% dos municípios hoje existentes. Esse fenômeno chamou a atenção da imprensa e da sociedade e foi caracterizado por muitos como nocivo ao País, por representar aumento de custos para a manutenção de novas máquinas públicas. Por outro lado, alguns argumentos defendem que a criação de municípios incentiva a participação política e melhora a qualidade de vida local, em razão dos investimentos em serviços essenciais, além de possibilitar a construção de espaços para o exercício da cidadania. As causas da criação dessas unidades e suas consequências foram analisadas por inúmeros pesquisadores. Entretanto, a abordagem desses trabalhos tem sido, de maneira geral, limitadas a aspectos circunstanciais do fenônemo, pois buscam relações causais entre elementos conjunturais, como, por exemplo, a existência de mecanismos de repasse de recursos e a criação dos municípios. Esta pesquisa...

Transportes e território : discursos do Plano Nacional de Logística e Transportes e seus formuladores

Vera, Daniel Felipe Zerbetto
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
46.3%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Humanas, Departamento de Geografia, Programa de Pós-Graduação em Geografia, 2011.; O objetivo desta dissertação é discutir o papel de funcionários na formulação da política nacional de transportes em vigência no Brasil: o Plano Nacional de Logística e Transportes (PNLT 2007-22). Justifica-se o tema pela importância das políticas de transportes: indutoras de ações sobre o território, reestruturando-o e catalisando atividades sociais específicas. Para tanto, foi necessária a inclusão gradual de reflexões metodológicas, teóricas e empíricas sobre as relações transporte↔território, políticas públicas↔território e discurso↔ação pública. Este trabalho, em quatro capítulos: 1) conta uma breve história da formação territorial do Brasil, ressaltando a importância dos transportes nesse processo e apresenta contribuições da teoria espacial de Milton Santos para a reflexão sobre ações que se expressam territorialmente, como é o caso da formulação de políticas pelo Estado, através de seus funcionários e colaboradores; 2) reflete sobre o conceito de política pública, sobre o processo de formulação de uma política nacional de transportes e sobre os atores...

O Papel da GNR no combate ao Tráfico de Seres Humanos em território nacional

Salvador, Ismael
Fonte: Academia Militar. Direção de Ensino Publicador: Academia Militar. Direção de Ensino
Tipo: Outros
Publicado em 01/08/2013 POR
Relevância na Pesquisa
56.01%
O presente trabalho, subordinado ao tema “O papel da GNR no combate ao Tráfico de Seres Humanos em território nacional”, é o resultado de uma investigação que procura identificar e analisar o papel que a GNR desempenha no combate ao Tráfico de Seres Humanos. Este crime atingiu nos últimos anos dimensões alarmantes, especialmente pela grave violação dos direitos fundamentais que constitui. Em Portugal, a consciencialização e o despertar para o fenómeno são relativamente recentes e isso é visível pelas alterações que o ordenamento jurídico português tem sofrido nos últimos anos. O Tráfico de Seres Humanos é um crime que assume contornos próprios e específicos e carece por isso de uma cooperação e coordenação devidamente apuradas no seu combate entre as diversas forças e serviços de segurança, nacionais e internacionais. É aqui que a GNR, como força de segurança que é, pode dar o seu contributo. No decorrer deste trabalho foram levantadas hipóteses e criadas perguntas de investigação com o objetivo de responder à pergunta de partida: “Está a GNR devidamente estruturada e dotada dos recursos humanos e materiais para exercer cabalmente as competências que lhe estão conferidas por lei...

Território e macrossistema de saúde : os programas de fitoterapia no Sistema Único de Saúde (SUS); Territory and health large technological system : the phytotherapy programs in the Unified Health System (Sistema Único de Saúde)

Luis Henrique Leandro Ribeiro
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 26/06/2015 PT
Relevância na Pesquisa
46.21%
Utiliza-se há muito tempo plantas medicinais no Brasil, das práticas indígenas às de origem africana e europeia, matrizes da medicina popular brasileira. Na segunda metade do século XX surge um movimento global de valorização de novos usos de plantas medicinais, fomentando no Brasil a difusão, nos anos 1980, das práticas de Medicina Tradicional e Medicina Complementar e Alternativa, dentre as quais a fitoterapia. Nos anos 1990, após criação do Sistema Único de Saúde (SUS), registra-se aumento no número de programas municipais de fitoterapia, acentuando-se a partir de 2006 com a Política Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos. Como o território condiciona a existência de programas de fitoterapia no SUS? De que maneira o SUS ¿ aqui compreendido como macrossistema de saúde brasileiro ¿ integra as diversas práticas e subsistemas de saúde, dentre eles, a fitoterapia? Objetivamos analisar como os usos do território condicionam a existência do subsistema de fitoterapia no SUS e como esse subsistema promove maior sinergia técnica (saber local e saber universalizado) e política (estratégias e atores) na produção, circulação, distribuição e dispensação de plantas medicinais e fitoterápicos pelo sistema público de saúde...

Compartimentação política do território: uma análise do processo no Curimataú oriental Paraibano

Cunha, Rosimeri de Lourdes Estevão
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Geografia; Dinâmica e Reestruturação do Território Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Geografia; Dinâmica e Reestruturação do Território
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
56.06%
During the 1980‟s, the Brazilian State has undergone a process of redemocratization, causing a profund change in the political and institutional organization of the country. That reorientation of the Brazilian federative structure had as normative framework the enactment of the federal Constitution of 1988, occuring after its enactment a considerable political opening under the cloak of new democratic arrangements of tax and fiscal decentralization, which generated a new federative order, especially with regard to municipalities. Such institutions contributed to the creation of several new municipalities, involving, directly, changes in the structure of national territory, driven by the political context. This case was notoriouns in the 1990s, increased in the country's municipal mesh and spread all over the states of the federation. The Paraíba State was integrated in this context, creating in this period, 52 new municipalities. In the perspective, it will seek to understand the purpose that sustained this process of fragmentation of Paraíba state territory. For this purpose was made use of several bibliographies, secondary data, documentary sources and research in locus of the municipalities of Casserengue and Riachão, located in the Paraíba‟s Curimataú Oriental microregion...

O Circuito espacial de produção do biodiesel: configuração no território brasileiro e uso do território Norte-Rio-Grandense

Santos, Lucia Rosa dos
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Geografia; Dinâmica e Reestruturação do Território Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Geografia; Dinâmica e Reestruturação do Território
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
56.32%
This research aims to understand the use of the territory from the Rio Grande do Norte to the circuit spatial of production from the Biodiesel understanding it as part of the national context. The introduction of biodiesel into the Brazilian energy matrix begins to take shape in the year 2005 with the implementation of the National Program for Production and Use of Biodiesel (NPPB). This is anchored on three pillars: social inclusion (through family agriculture), environmental sustainability and economic viability. The NPPB consists of a set of standards, which turned into shares and distributed by almost all the national territory. Our reflection assumes that the places accommodating different forms of productive activities and, thus, the performance of the circuit space of biodiesel production depends on several factors, including the configuration of the territory they receive this new nexus economic. Understanding that the places by their technical content determine the realization of productive activities, it was found that the inclusion of this circuit space production in Rio Grande do Norte, reveals the reality expressed in the national territory, where some places are endowed with a privileged technical content and other extremely poor infrastructure. As our research could confirm the circuit space of biodiesel production that is expressed in the way plants are distributed within the country (mostly in South-Central)...

El Pacífico Colombiano : problemática regional e intervención del Gobierno Nacional en los últimos veinte años. 1987-2007

Universidad del Rosario, Facultad de Ciencia Política y Gobierno. Centro de Estudios Políticos e Internacionales. CEPI; Gómez López, Daniel; Suárez Espinosa, Camilo
Fonte: Universidade do Rosário Publicador: Universidade do Rosário
Tipo: info:eu-repo/semantics/workingPaper; info:eu-repo/semantics/acceptedVersion Formato: application/pdf
Publicado em //2009 SPA
Relevância na Pesquisa
46.2%
El Pacífico al que nos referimos en este documento corresponde a una región colombiana que ocupa la tercera parte de la totalidad de las costas del país y el 6% del territorio nacional. Se extiende desde la Cordillera Occidental hasta el mar, en una extensión de cerca de 71 000 kilómetros cuadrados, que comprende parte de los departamentos de Cauca, Nariño y Chocó, un municipio del Valle del Cauca y una franja de superficie marina de 400 000 kilómetros cuadrados. En razón a su historia y su geografía, esta región ha permanecido desarticulada del modelo de desarrollo prevaleciente en el resto del país. Este factor, aunado al entorno ecológico y poblacional, le da al territorio características especiales que sugieren pensar en alternativas distintas al desarrollismo para su intervención. Es una región desintegrada y deprimida, con bajos niveles de cobertura en los servicios básicos y con indicadores de pobreza por encima del promedio nacional. En contraste, cuenta con un gran potencial ambiental y cultural y con una localización estratégica para el futuro desarrollo nacional, en el contexto internacional hacia la Cuenca Pacífica del mundo. En las últimas dos décadas esta región ha estado sometida a un intenso proceso de colonización...

Determinación de la erosión potencial y actual del territorio de Chile

Centro de Información de Recursos Naturales; Corporación Nacional Forestal; Oficina de Estudios y Políticas Agrarias; Instituto de Desarrollo Agropecuaririo; Servicio Agrícola y Ganadero; Roberta Saez González
Fonte: Corporação de Fomento da Produção Publicador: Corporação de Fomento da Produção
Tipo: Proyecto
Publicado em 10/07/2007
Relevância na Pesquisa
56.12%
El proyecto tiene como propósito generar información cartográfica básica, actualizada y de precisión de la erosión de los suelos de Chile. La erosión de los suelos en Chile, constituye en la actualidad, uno de los problemas ambientales más significativos del sector silvoagropecuario, lo que demanda una cuantificación actual y potencial de la erosión en Chile, sin embargo, los estudios que tratan esta temática son escasos, o no se han realizado debido al alto costo que conllevan. Así, el único estudio disponible con información espacial para todo el territorio nacional fue realizado en 1979, en donde se estableció la situación del recurso suelo y vegetación, en lo que se refiere a la degradación progresiva, a fin de formular un prediagnóstico de la situación de la erosión de los suelos del territorio nacional a nivel generalizado. De esta forma, desde el 2007, diversas instituciones pertenecientes al Ministerio de Agricultura (CIREN, CONAF, SAG, ODEPA e INDAP) elaboran la cartografía de erosión potencial y actual de suelos a nivel semidetallado 1:50.000 y generalizado a escala 1:250.000 en todo el país, cubriendo un área estimada de 74.076.723 hectáreas. La metodología de trabajo definió 3 grandes áreas de estudio: la primera correspondiente a la Cordillera de la Costa...

Territorio, población y ¿ciudadanía?: Misiones 1881 -1953

Rodríguez,Lisandro
Fonte: Revista Pilquen Publicador: Revista Pilquen
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2014 ES
Relevância na Pesquisa
56.1%
La propuesta de este artículo es analizar las prácticas gubernamentales en el Territorio Nacional de Misiones, describiendo e interpretando las relaciones entre gobernantes y gobernados en un contexto caracterizado por la falta de autonomía y las limitaciones en la participación ciudadana. El objetivo es poder relacionar las acciones estatales desplegadas en el territorio, en tanto prácticas que apuntan a controlar y regular la vida y las actividades (políticas, sociales y económicas) de los sujetos que en él habitaron y que, en no pocos casos manifiestan contradicciones internas durante la consolidación del Estado- Nación.

La incorporación de los territorios nacionales en el proceso de consolidación del estado argentino: El caso del territorio de la pampa central

Moroni,Marisa
Fonte: Andes Publicador: Andes
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2005 ES
Relevância na Pesquisa
56.18%
En la mayoría de los escritos de la élite letrada argentina del XIX, se identificó a la civilización como una manifestación de la identidad nacional, supuesto que las llevó a legitimar su función civilizadora y a impulsar el proceso de consolidación del Estado que requería la ocupación total del territorio, aún en manos de los indígenas a los que se responsabilizaba, junto con los caudillos, del fracaso de la unificación nacional. Desde las estructuras del poder estatal, se definió a los nuevos territorios como espacios vírgenes con infinitas posibilidades y ventajas económicas para explotar. Este argumento político atrajo pobladores -nacionales y extranjeros- que ocuparon y encaminaron la organización productiva de las futuras provincias. En este trabajo se realiza una aproximación al proceso de incorporación y posterior organización institucional de las tierras fronterizas incorporadas con la "Conquista al Desierto". En particular, se analiza la estructura político-administrativa del Territorio Nacional de la Pampa Central, constituido como tal en 1884, con el establecimiento de las primeras autoridades militares destinadas a fundar poblaciones y administrarlas políticamente.

La producción agrícola en los márgenes: prácticas, saberes e innovaciones en el Territorio Nacional de La Pampa (1883-1940)

Martocci,Federico
Fonte: Boletín del Instituto de Historia Argentina y Americana Dr. Emilio Ravignani Publicador: Boletín del Instituto de Historia Argentina y Americana Dr. Emilio Ravignani
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2014 ES
Relevância na Pesquisa
66.09%
El presente artículo tiene como objetivo analizar el desarrollo de la producción agrícola en el Territorio Nacional de La Pampa durante el período 1883-1940, haciendo hincapié en la significación de ciertos saberes, ya sean técnicos o empíricos, a la hora de llevar adelante el proceso productivo. En este sentido, nos interesan particularmente las relaciones entre ingenieros agrónomos y agricultores, a fin de identificar, por un lado, las diferentes iniciativas de los primeros para poner en circulación saberes agronómicos, y por otro, el rol activo de los segundos tanto en el proceso de difusión como en la experimentación agrícola. De este modo, no solo pondremos en cuestión aquellas interpretaciones que colocaban al productor en una posición pasiva , sino que además intentaremos demostrar que la producción y extensión de know-how aplicables al agro tiene en La Pampa una historia mucho más rica, y compleja, de lo que a priori se puede llegar a presumir.

Estado y política agraria en la frontera sur argentina: el territorio nacional de Río Negro (1916-1930)

Ruffini,Martha
Fonte: Universidad Autónoma de Baja California Publicador: Universidad Autónoma de Baja California
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2009 ES
Relevância na Pesquisa
56.09%
En 1916 asumió la presidencia de la República Argentina Hipólito Yrigoyen, líder del partido Unión Cívica Radical (1916-1930), quien motorizó una política pretendidamente reparadora del "orden conservador" precedente. La implementación de la reparación en los territorios nacionales -verdaderas fronteras interiores del Estado nacional- se vio facilitada por la centralización política y administrativa de estos espacios, resultando un prisma adecuado para interpretar el comportamiento estatal, sus intereses y sus motivaciones. En este artículo nos proponemos analizar la relación Estado-territorios mediante un estudio de caso: el territorio nacional de Río Negro, situado en el norte de la Patagonia, espacio de antiguo poblamiento de la frontera sur, que desde su creación requirió de la decisión estatal para superar los factores condicionantes para el desarrollo agropecuario. Empero, el gobierno radical no se apartaría de la política agraria desarrollada hasta entonces y evidenciaría dificultades para subsanar las cuestiones básicas obstaculizadoras del desarrollo, vinculadas con la navegabilidad del río Negro, y sus inundaciones periódicas, destructivas de todo intento de desarrollo agrario sostenido.

La disputa por el territorio y su ordenamiento en Cuernavaca (parte 1)

García-Barrios,Raúl
Fonte: Universidad Nacional Autónoma de México, Instituto de Investigaciones Sociales Publicador: Universidad Nacional Autónoma de México, Instituto de Investigaciones Sociales
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2012 ES
Relevância na Pesquisa
56.18%
El artículo analiza el conflicto ocurrido en Cuernavaca (ciudad de la eterna primavera) en 2011-2012 en torno al programa de ordenamiento ecológico del territorio municipal. Dicho enfrentamiento "corona" diez años de conflictos socio-ambientales regionales entre dos concepciones distintas sobre la relación que debemos guardar con el medioambiente. El caso ahora se debate en las calles, auditorios, medios de comunicación y tribunales. El artículo está dividido en dos partes, de las cuáles aquí solo resumo la primera. En esta parte describo el problema y atiendo a cuestiones de carácter teórico, construyendo un marco de interpretación. Llevo a cabo una extensa revisión (multidisciplinaria) de hechos y teorías para explorar la naturaleza de la debilidad institucional que el gobierno mexicano se ha auto-infringido en las últimas décadas y sus consecuencias en la estructura legal-constitucional y la función pública. Concluyo que con este proceso se ha violentado el derecho humano a las premisas de coordinación, participación y cooperación necesarias para construir un medioambiente sano para todas las personas. En vez de garantizar este derecho cooperativo universal, la autoridad abre o cierra estratégicamente los campos de negociación y mercadeo de la aplicación de la Ley en función de diversos factores...