Página 1 dos resultados de 68 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Aliança terapêutica em terapia familiar sistémica com clientes voluntários e involuntários: microanálise das constribuições dos terapeutas

Figueiredo, Mafalda Joana da Silva
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
86.4%
O presente estudo exploratório tem como principal objetivo analisar de que forma a mesma equipa de coterapeutas contribui para a aliança em terapia familiar sistémica, num caso com clientes voluntários e noutro com clientes involuntários. O recurso ao instrumento SOFTA (System for Observing Family Therapy Alliances) permitiu uma análise observacional do tipo e frequência dos comportamentos do sistematerapeutas após manifestações negativas dos clientes, na primeira e quarta sessões dos dois casos. Os resultados demonstram que, apesar das intervenções dos terapeutas serem sempre positivas e maioritariamente com o intuito de contribuir para o Envolvimento dos clientes na terapia, no caso da família involuntária as suas contribuições para a aliança são mais imediatas às manifestações negativas dos clientes e mais diversificadas em termos da sua qualidade. São discutidas algumas hipóteses que permitem explicar os padrões de comportamento observados, tendo em conta as características do sistema-terapeutas e do tipo de abordagem terapêutica utilizada, bem como as especificidades de cada família. É ainda feita referência às implicações dos resultados para a prática clínica.; This exploratory study mainly aims to analyze how the same cotherapists’ team contributes to the alliance in systemic family therapy in a case with voluntary clients and other with involuntary clients. The use of the SOFTA (System for Observing Family Therapy Alliances) instrument allowed an observational analysis of the type and frequency of the therapists’ contributions after clients’ negative manifestations in the first and fourth sessions of the two cases. The results demonstrate that...

Rutura e reparação da aliança terapêutica na terapia familiar sistémica : um estudo exploratório com clientes involuntários

Leitão, Bárbara Sofia Neto da Cruz
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
76.32%
O presente estudo exploratório tem como principal finalidade analisar o processo de rutura-reparação da aliança terapêutica num caso clínico terminado com uma família involuntária. O recurso ao System for Observing Family Therapy Alliances (SOFTA; Friedlander, Escudero, & Heathrington, 2006) permitiu identificar e caracterizar repetidos marcadores de rutura na aliança na 1ª e 4ª sessões e 2ª sessão de follow-up, manifestados na demonstração de comportamentos de confrontação e afastamento, interações familiares problemáticas e uma aliança cindida com o sistematerapeutas. Comprovada a reparação da aliança nessas três sessões terapêuticas, procedeu-se à caracterização das intervenções dos terapeutas que contribuíram para o fortalecimento da aliança. A análise observacional indica que o processo de reparação mais bem-sucedido ocorreu durante a 4ª sessão e envolveu a discussão direta da rutura e a redefinição das metas terapêuticas. Os resultados demonstram que a intervenção do sistematerapeutas ao nível da promoção do envolvimento dos clientes na terapia teve um impacto significativo no processo de reparação da aliança terapêutica.; This exploratory study mainly aims to analyze the therapeutic alliance rupture-repair process in a finished clinic case with an involuntary family. The use of the System for Observing Family Therapy Alliances (SOFTA; Friedlander...

Relação entre características dos terapeutas e contributos para a força da aliança terapêutica no contexto da terapia familiar sistémica

Abreu, Mafalda Sofia Soares
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
76.31%
O presente estudo exploratório tem como principal objetivo perceber, no contexto da terapia familiar, de que forma determinadas características pessoais (sexo, idade, estado civil) e profissionais (nível de formação, experiência clínica) dos terapeutas se relacionam com os seus contributos para a aliança terapêutica. A prossecução desse objetivo foi operacionalizada tendo por base a análise da 1ª sessão e recorrendo à utilização do SOFTA-o (System for Observing Family Therapy Alliances), o qual permite uma análise observacional dos contributos verbais, não-verbais, positivos e negativos para a aliança dos 31 terapeutas que compõem a amostra. Os resultados demonstraram que, os terapeutas com mais de 40 anos, casados, com formação completa e/ou incompleta e com alguma ou muita experiência clínica foram os que contribuíram mais para a construção da aliança nas dimensões Envolvimento e Conexão Emocional. Nas dimensões Segurança e Partilha de Objetivos da aliança nenhuma das variáveis obtiveram diferenças significativas. Posteriormente, são discutidas algumas hipóteses que permitem explicar os resultados obtidos tendo em conta as características dos terapeutas.; This exploratory study has as main objective to perceive...

Evolução da aliança, expetativas e efeitos da terapia familiar sistémica ao longo do processo terapêutico. Ponto de vista do terapeuta

Azevedo, Juliana Oliveira Moreira
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
76.5%
O presente estudo exploratório tem como principal finalidade estudar a perspetiva do terapeuta em relação aos efeitos da terapia, às expetativas e à aliança terapêutica, ao longo do processo terapêutico em terapia sistémica familiar e de casal. Propõe-se igualmente analisar o impacto de determinadas variáveis do terapeuta nos resultados obtidos. A prossecução destes objetivos foi operacionalizada através da utilização de três instrumentos: o System for Observing Family Therapy Alliances (SOFTA, 2006; Friedlander, Escudero, & Heatherington), o Systemic Clinical Outcome and Routine Evaluation (SCORE, 2006; Stratton, Janes, & Lask) e a Ficha de Avaliação das Expetativas. Estes instrumentos foram aplicados em três momentos específicos da terapia (1ª, 4ª e 7ª sessões) a uma amostra constituída por 16 terapeutas, resultando num total de 16 processos completos. Os resultados permitem concluir que os terapeutas percecionam melhorias na família ao longo das sessões, pontuando a relação terapêutica de forma constante e com valores médios. Algumas variáveis do terapeuta (e.g. o tipo de formação e os anos de experiência em terapia familiar sistémica) parecem ter impacto nas expectativas do terapeuta ao longo do processo terapêutico...

Terapia familiar sistémica com famílias voluntárias e involuntárias: Contribuições dos terapeutas para a aliança terapêutica

Moura, Ana Rita Valente Paz
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
76.34%
O presente estudo tem como principal objetivo perceber se os terapeutas contribuem para a construção da aliança terapêutica de forma distinta com famílias involuntárias e voluntárias. Mais concretamente, esta investigação visa comparar os contributos dos terapeutas (em regime de coterapia) para a aliança terapêutica, em ambas as condições. A prossecução desse objetivo geral foi operacionalizado através da utilização do System for Observing Family Therapy Alliances (SOFTA - Friedlander, Escudero, & Heatherington, 2006), aplicado a uma amostra portuguesa constituída por 40 casos arquivados de terapia familiar, subdividida em 20 casos com famílias involuntárias e 20 casos com famílias voluntárias. Os resultados da primeira sessão revelam a existência de diferenças estatisticamente significativas nos contributos dos terapeutas em duas dimensões, Envolvimento no Processo Terapêutico e Sentimento de Partilha de Objetivos dentro da Família, com resultados superiores para o grupo de famílias involuntárias. Na 4ª sessão não foram encontradas diferenças estatisticamente significativas entre as subamostras, em nenhuma das dimensões da aliança terapêutica. Da primeira para a quarta sessão, também não foram encontradas diferenças nos contributos dos terapeutas...

Relação entre ciclo vital da família e evolução da aliança terapêutica e dinâmica familiar numa amostra de sujeitos em terapia familiar sistémica

Felício, Irina Laura Garcia
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
76.39%
O presente estudo exploratório tem como principal objetivo analisar a evolução do processo terapêutico em função das etapas do ciclo vital da família. De modo a cumprir esta finalidade foi administrado um conjunto de questionários de avaliação, em dois momentos distintos da terapia (1ª e 4ª sessões), a clientes que recorreram a serviços de terapia familiar e de casal, nomeadamente: o Family Crisis Oriented Personal Evaluation Scales (F-COPES, 1981; McCubbin, Olson, & Larsen); o Quality of Life (QOL, 1982; Olson & Barnes); o Systemic Clinical Outcome and Routine Evaluation (SCORE, 2010; Stratton, Bland, Janes, & Lask) e o System for Observing Family Therapy Alliances (SOFTA-s, 2002; Friedlander & Escudero). O estudo baseia-se numa amostra portuguesa de 55 clientes, tendo sido analisadas somente três etapas do ciclo vital da família, nomeadamente, as famílias com filhos em idade escolar, filhos adolescentes e filhos adultos. Os resultados revelaram que as “famílias com filhos na escola” apresentaram uma evolução mais positiva em termos da aliança terapêutica (escala global, Envolvimento no processo e Conexão emocional), as “famílias com filhos adultos” demonstraram uma evolução positiva no funcionamento familiar...

A co-construção da hipótese sistémica em terapia familiar

Relvas, Paula
Fonte: Instituto Superior de Psicologia Aplicada Publicador: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //1996 POR
Relevância na Pesquisa
66.55%
No presente artigo, a autora debruça-se sobre um dos instrumentos conceptuais fundamentais na terapia familiar sistémica, a saber, a hipótese sistémica. Apresenta numa primeira parte a conceptualização original de hipótese sistémica formulada pela Escola de Milão, a forma como é concebida no modelo estrutural de Minuchin e como está implícita no modelo estratégico através da noção de reenquadramento. Refere-se, ainda, ao papel e função da hipótese na condução do processo terapêutico. Na segunda parte, partindo da renovação epistemológica construtivista da terapia familiar (terapia familiar de segunda ordem), redefine- -se a hipótese como co-construção desenvolvida a partir da relação terapeuta-cliente, perspectiva em que é claramente entendida como metodologia e motor de mudança. A concluir discute-se o modo como a reconceptualização da hipótese sistémica é operacionalizada no modelo terapêutico seguido no NUSIAF, quer na própria sessão, quer ao longo de todo o processo terapêutico.; ABSTRACT: This article is about an important issue in Family Therapy: the systemic hypothesis. In the first part, we describe the original conceptualisation made by the Milan School, as well as the place that structural and strategic approaches give to this therapeutic instrument. We also emphasised the functional value of the hypothesis in the therapeutic process. In the second part...

A perspectiva sistêmica para a Clínica da Família

Costa,Liana Fortunato
Fonte: Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília Publicador: Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2010 PT
Relevância na Pesquisa
56.44%
O presente texto tem por objetivo traçar uma breve trajetória teórica, conceitual, empírica e tecnológica do estudo da família na perspectiva sistêmica e apontar a consequente proposta de intervenções para a clínica da família. Apresentamos as diferentes Escolas de Terapia Familiar, desde aquelas fortemente influenciadas pela Cibernética até aquelas que assimilaram as contribuições do Construtivismo e do Construcionismo Social. A seguir, tecemos comentários sobre a pesquisa com família e os interesses dos pesquisadores da área em nosso país. Finalmente, apontamos nossa opinião sobre o direcionamento futuro da Terapia Familiar no Brasil.

Terapia familiar sistêmica e idosos: contribuições e desafios

Couto,Maria Clara P. de Paula; Prati,Laíssa Eschiletti; Falcão,Deusivania Vieira da Silva; Koller,Sílvia Helena
Fonte: Departamento de Psicologia da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Publicador: Departamento de Psicologia da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2008 PT
Relevância na Pesquisa
76.51%
O presente artigo descreve algumas intervenções clínicas de orientação sistêmica que podem ser realizadas com a população idosa. Quatro modalidades terapêuticas são abordadas: a terapia individual com idosos, a terapia de casal na terceira idade, o atendimento familiar com membros idosos e o idoso percebido como recurso à terapia familiar. Partindo de alguns conceitos desenvolvidos pela literatura da área, descrevemos situações prototípicas vivenciadas na terapia sistêmica com os desafios específicos desse momento de ciclo vital. O idoso pode ser percebido como um peso/fardo ou como um recurso pelo sistema familiar ao qual pertence, e até por ele mesmo. Por outro lado, a velhice bem-sucedida reflete um posicionamento pessoal que é intimamente influenciado pelas relações no sistema familiar dos idosos.

Clínica psicológica do adolescente: do sistema à abordagem narrativista

Guimarães,Flávio Lôbo; Costa,Liana Fortunato
Fonte: Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2002 PT
Relevância na Pesquisa
56.25%
O campo da Terapia Familiar Sistêmica tem demonstrado um interesse crescente pelos processos de construção de significado, sobretudo com o desenvolvimento das abordagens pós-modernas. O presente estudo resulta de um interesse por essa nova visão, tendo por objetivo discutir o processo de construção narrativa acerca do adolescente no contexto de terapia familiar. Para isso, descreve-se a evolução do pensamento cibernético chegando a duas vertentes teóricas contemporâneas: Construtivismo e Construcionismo Social. O estudo atenta para a importância das narrativas no contexto de terapia, não só como fonte de compreensão da realidade familiar, mas como uma desencadeadora do processo de mudança.

Genetograma: um instrumento de trabalho na compreensão sistêmica de vida

Zuse,Almerinda Silveira; Rossato,Verginia Medianeira Dallago; Backes,Vânia Marli Schubert
Fonte: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo Publicador: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2002 PT
Relevância na Pesquisa
66.2%
O texto aborda uma experiência iniciada a partir da formação em terapia familiar sistêmica, a qual acrescentou à nossa prática profissional um moderno, eficaz e operacional instrumento de trabalho. Partindo do pressuposto de que um dos papéis dessa modalidade de tratamento é a reorganização do sistema, aproveitando-se as potencialidades inerentes a cada família, implantamos o serviço no Hospital Universitário de Santa Maria -- HUSM, confiantes em que, com o genetograma, seria possível incluir a família na recuperação das pessoas alcoolistas em tratamento nessa instituição. Concluímos, sugerindo aos profissionais da área da saúde, e áreas afins, que realizem o uso do genetograma e tenham a oportunidade de confirmar o que registramos no presente trabalho.

Unidos em torno da mesa: a dinâmica familiar na obesidade

Otto,Ana Flávia Nascimento; Ribeiro,Maria Alexina
Fonte: Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte Publicador: Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2012 PT
Relevância na Pesquisa
56.22%
A partir da Abordagem Sistêmica da Família, é apresentado o estudo de caso de um paciente com obesidade grave que está se preparando para realizar a cirurgia de redução de estômago em um hospital público de Brasília-DF. A coleta dos dados foi realizada em duas visitas domiciliares para construção do genograma familiar, colagem feita pela família e realização de duas tarefas. O estudo demonstra a forte ligação entre alimentação e pertencimento familiar, além de reforçar aspectos da dinâmica familiar de sistemas com membros obesos descritos na literatura, como: fronteiras internas difusas e externas rígidas; poucas atividades de lazer; ênfase à lealdade familiar; obesidade vista como único problema familiar e evitação de conflitos. Por fim, as autoras sugerem a ampliação à inclusão da terapia familiar no pré e pós-operatório de pacientes com obesidade grave.

Formación de terapeutas en un programa de especialización en terapia familiar sistémica

Alvear Mendoza,María Loreto; Jerez Bezzenberger,Rocio Macarena; Lucero Chenevard,Claudia
Fonte: Departamento de Psicologia - Universidade Estadual de Maringá Publicador: Departamento de Psicologia - Universidade Estadual de Maringá
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2012 ES
Relevância na Pesquisa
86.37%
El objetivo de este estudio fue construir una descripción teórica que explique cómo los terapeutas del Programa de Especialización en Terapia Familiar Sistémica de la Universidad de La Frontera, llegan a ser Terapeutas Familiares Sistémicos. La investigación utilizó metodología cualitativa, empleando teoría fundamentada y técnica de entrevista focalizada. La población correspondió a los diversos actores implicados en el proceso; considerando como parte del mismo, tanto a terapeutas formados, en formación, formadores y supervisores. Se propone que la formación es permanente, potenciado por un sistema de formación que emerge en el programa. Este estudio pretende aportar al conocimiento de la formación de terapeutas, así como a espacios académicos, y particularmente a programas de formación sistémica.

Gestalt-Terapia e Terapia Sistêmica: o corpo em psicoterapia

Gurgel,Marília Toscano de Araujo
Fonte: Universidade Federal Fluminense, Departamento de Psicologia Publicador: Universidade Federal Fluminense, Departamento de Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2008 PT
Relevância na Pesquisa
56.3%
Este trabalho demonstra a contribuição da abordagem corporal da Gestalt-Terapia para a Terapia Familiar Sistêmica. O método utilizado foi a gravação de uma oficina de corpo estruturada em saberes das duas abordagens. A oficina proporcionou, a cada participante, maior qualidade de atenção, presença, contato e criatividade, uma forma mais integrada de construir sua identidade. O entrecruzamento das duas abordagens trouxe às pessoas maior consciência de quem são e como são no "mundo", ajudando-as no processo de assunção da história que contam. A experiência mostrou aos terapeutas as possibilidades que o trabalho corporal oferece como método de apreensão da realidade co-construída.

Difusão do construcionismo social entre terapeutas familiares: desafios e potencialidades; The dissemination of social constructionist discourse among family therapists: Challenges and potentialities.

Ravagnani, Gabriela Silveira de Paula
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 06/03/2015 PT
Relevância na Pesquisa
56.32%
O campo da terapia familiar tem se desenvolvido a partir de diferentes contribuições teóricas e epistemológicas. Um dos desenvolvimentos recentes da terapia familiar tem se dado a partir da emergência do movimento construcionista social em ciência, levando, dentre outras mudanças, a uma maior ênfase nos processos de comunicação no contexto terapêutico. Considerando a crescente utilização das contribuições do construcionismo social pelos profissionais brasileiros envolvidos na prática clínica, consideramos relevante compreender como tem se dado essa transmissão de conhecimentos do campo teórico para o campo clínico. Assim, o objetivo deste estudo qualitativo é investigar a difusão do discurso construcionista social entre um grupo de terapeutas familiares brasileiros, focando em como este se constitui em um aporte útil para sua prática clínica. Foram entrevistados 14 terapeutas familiares, do sexo masculino e feminino, psicólogos, cuja atividade profissional atual envolve o trabalho com famílias, e possuem responsabilidade docente em institutos de formação em terapia familiar. As entrevistas foram gravadas em áudio e transcritas literalmente e na íntegra. A análise das informações foi realizada a partir das propostas construcionistas sociais em ciência. Parte do processo de análise e discussão dos resultados foi realizada em conjunto com a Profa. Sheila McNamee...

Terapia familiar sistêmica e idosos: contribuições e desafios; Systemic family therapy and the elderly: contributions and challenges

COUTO, Maria Clara P. de Paula; PRATI, Laíssa Eschiletti; FALCÃO, Deusivania Vieira da Silva; KOLLER, Sílvia Helena
Fonte: Departamento de Psicologia da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Publicador: Departamento de Psicologia da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
76.51%
O presente artigo descreve algumas intervenções clínicas de orientação sistêmica que podem ser realizadas com a população idosa. Quatro modalidades terapêuticas são abordadas: a terapia individual com idosos, a terapia de casal na terceira idade, o atendimento familiar com membros idosos e o idoso percebido como recurso à terapia familiar. Partindo de alguns conceitos desenvolvidos pela literatura da área, descrevemos situações prototípicas vivenciadas na terapia sistêmica com os desafios específicos desse momento de ciclo vital. O idoso pode ser percebido como um peso/fardo ou como um recurso pelo sistema familiar ao qual pertence, e até por ele mesmo. Por outro lado, a velhice bem-sucedida reflete um posicionamento pessoal que é intimamente influenciado pelas relações no sistema familiar dos idosos.; This study aims to describe some systemic clinical interventions focused on the treatment of elderly individuals. Four different therapeutics modes are explored: individual therapy, couple's therapy, family therapy with elder family members, and accessing elder members to help in the family therapy process. Some prototype situations in therapy with elderly individuals are discussed, taking into account some concepts developed in family therapy. The elderly can be perceived by the family...

Clínica psicológica do adolescente: do sistema à abordagem narrativista; Adolescent clinical approach: from systems to narratives

Guimarães, Flávio Lôbo; Costa, Liana Fortunato
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2002 POR
Relevância na Pesquisa
56.25%
O campo da Terapia Familiar Sistêmica tem demonstrado um interesse crescente pelos processos de construção de significado, sobretudo com o desenvolvimento das abordagens pós-modernas. O presente estudo resulta de um interesse por essa nova visão, tendo por objetivo discutir o processo de construção narrativa acerca do adolescente no contexto de terapia familiar. Para isso, descreve-se a evolução do pensamento cibernético chegando a duas vertentes teóricas contemporâneas: Construtivismo e Construcionismo Social. O estudo atenta para a importância das narrativas no contexto de terapia, não só como fonte de compreensão da realidade familiar, mas como uma desencadeadora do processo de mudança.; The interest of Family Therapy in the process of meaning construction has been increasing, especially since the development of post-modern perspectives. The present study comes from an interest in those new views and aims at discussing the process of construction of narratives about the adolescent in the family therapy context. Thus, it describes the evolution of the cybernetic thought and makes reference to Constructivism and Social Constructionism. This study points to the importance of narratives in therapy context, not just as a source of information...

Adolescent clinical approach: from systems to narratives; Clínica psicológica do adolescente: do sistema à abordagem narrativista

Guimarães, Flávio Lôbo; Costa, Liana Fortunato
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2002 POR
Relevância na Pesquisa
56.25%
The interest of Family Therapy in the process of meaning construction has been increasing, especially since the development of post-modern perspectives. The present study comes from an interest in those new views and aims at discussing the process of construction of narratives about the adolescent in the family therapy context. Thus, it describes the evolution of the cybernetic thought and makes reference to Constructivism and Social Constructionism. This study points to the importance of narratives in therapy context, not just as a source of information, but also as a starting-point of the process of change.; O campo da Terapia Familiar Sistêmica tem demonstrado um interesse crescente pelos processos de construção de significado, sobretudo com o desenvolvimento das abordagens pós-modernas. O presente estudo resulta de um interesse por essa nova visão, tendo por objetivo discutir o processo de construção narrativa acerca do adolescente no contexto de terapia familiar. Para isso, descreve-se a evolução do pensamento cibernético chegando a duas vertentes teóricas contemporâneas: Construtivismo e Construcionismo Social. O estudo atenta para a importância das narrativas no contexto de terapia, não só como fonte de compreensão da realidade familiar...

Genetograma: um instrumento de trabalho na compreensão sistêmica de vida; Genetograma: un instrumento de trabajo en la comprensión sistemática de la vida; Genetic map: an instrument of work in the systemic comprehension of life

Zuse, Almerinda Silveira; Rossato, Verginia Medianeira Dallago; Backes, Vânia Marli Schubert
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2002 POR
Relevância na Pesquisa
66.39%
O texto aborda uma experiência iniciada a partir da formação em terapia familiar sistêmica, a qual acrescentou à nossa prática profissional um moderno, eficaz e operacional instrumento de trabalho. Partindo do pressuposto de que um dos papéis dessa modalidade de tratamento é a reorganização do sistema, aproveitando-se as potencialidades inerentes a cada família, implantamos o serviço no Hospital Universitário de Santa Maria -- HUSM, confiantes em que, com o genetograma, seria possível incluir a família na recuperação das pessoas alcoolistas em tratamento nessa instituição. Concluímos, sugerindo aos profissionais da área da saúde, e áreas afins, que realizem o uso do genetograma e tenham a oportunidade de confirmar o que registramos no presente trabalho.; El texto aborda una experiencia que tuvo inicio a partir de la formación en terapia familiar sistemática, la cual agregó a nuestra práctica profesional, un moderno, eficiente y operacional instrumento de trabajo. Partiendo del presupuesto de que uno de los papeles de esta modalidad de tratamiento es la reorganización del sistema aprovechando las potencialidades inherentes a cada familia, implantamos el servicio en el Hospital Universitario de Santa Maria -- HUSM...

Gestalt-therapy and Systemic Therapy: the body in Psychotherapy; Gestalt-Terapia e Terapia Sistêmica: o corpo em psicoterapia

Gurgel, Marília Toscano de Araujo; Universidade Federal do Rio de Janeiro
Fonte: Eduff Publicador: Eduff
Tipo: ; ; ; Avaliado por pares Formato: application/pdf; application/pdf; application/pdf; application/pdf
Publicado em 04/10/2008 PT
Relevância na Pesquisa
56.4%
This work demonstrates the contribution of the body approach in the Gestalt-Therapy to the Systemic Familiar Therapy. The method used was a tape recorded in a body workshop structured according to the both approaches. The workshop gave the opportunity to each member  a more integrated form of constructing their own identity. The intercrossing of both approaches brought to the persons, better awareness of who and how they are in the “world”, helping them in the process of assumption of the story they tell. The experience shows to the therapists, the possibilities that the bodywork gives to a comprehensive method of constructed reality.; Este trabalho demonstra a contribuição da abordagem corporal da Gestalt-Terapia para a Terapia Familiar Sistêmica. O método utilizado foi a gravação de uma oficina de corpo  estruturada em saberes das duas abordagens. A oficina proporcionou, a cada participante, maior qualidade de atenção, presença, contato e criatividade, uma forma mais integrada de construir sua identidade. O entrecruzamento das duas abordagens trouxe às pessoas maior consciência de quem são e como são no “mundo”, ajudando-as no processo de assunção da história que contam. A experiência mostrou aos terapeutas as possibilidades que o trabalho corporal oferece como método de apreensão da realidade co-construída.