Página 1 dos resultados de 263 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Estudo comparativo da adição da terapia cognitivo comportamental e da psicoeducação ao tratamento padrão do transtorno bipolar em idosos; Comparative study of the addition of cognitive behavioral therapy and psychoeducation to standard treatment of bipolar disorder in the elderly

Oliveira, Roseli Lage de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 07/10/2011 PT
Relevância na Pesquisa
96.53%
O Transtorno Bipolar [TB] é uma doença crônica e recorrente, que traz prejuízos significativos para o indivíduo. No idoso bipolar as recorrências são cada vez mais rápidas e os episódios mais longos, com um elevado risco de desenvolvimento de um quadro demencial, estando também estas associadas as alterações inerentes ao processo de envelhecimento. O presente estudo teve por objetivo comparar os benefícios da adição da Terapia Cognitivo Comportamental [TCC] e da Psicoeducação [PE], em grupo, ao Tratamento Padrão [TP] terapêutica farmacológica convencional do TB em idosos. Realizou-se um estudo controlado, com a amostra distribuída por conveniência e avaliação cega das medidas de desfecho. Os instrumentos utilizados foram o Protocolo de Pesquisa para a caracterização sociodemográfica e o histórico clínico, a Escala de Depressão Geriátrica, a Escala de Avaliação de Mania de Young Modificada, o Questionário de Crenças Irracionais, o Inventário de Sintomas de Stress para Adultos Lipp e o Inventário de Qualidade de Vida. Os critérios de inclusão para o estudo foram ter TB tipo I ou II, com idade igual ou superior a 60 anos, estar eutímico ou em remissão parcial dos sintomas, a ausência de um quadro demencial ou de delirium. Os participantes foram distribuídos em três grupos...

Terapia cognitivo-comportamental no transtorno de pânico; Cognitive-behavioral therapy in panic disorder

Manfro, Gisele Gus; Heldt, Elizeth Paz da Silva; Cordioli, Aristides Volpato; Otto, Michael W.
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
96.8%
Objetivo: O transtorno de pânico é uma condição crônica e recorrente que prejudica a qualidade de vida e o funcionamento psicossocial dos portadores. Embora os medicamentos sejam efetivos na redução dos ataques de pânico, muitos pacientes não respondem adequadamente a essas intervenções. A terapia cognitivo-comportamental fornece um método alternativo eficaz para tratar transtorno de pânico e evitação agorafóbica. O objetivo do estudo é o de descrever o uso de técnicas cognitivo-comportamentais no tratamento do transtorno de pânico. Método: Revisão narrativa a partir dos bancos de dados do Medline, SciELO e PsycInfo e de livros-texto especializados. Resultados: Foram descritos os fundamentos da terapia cognitivo-comportamental no tratamento do transtorno pânico e revisadas as evidências de eficácia em curto e longo prazos. O uso de medicação concomitante a terapia cognitivo-comportamental foi também discutido. Conclusões: A terapia cognitivo-comportamental individual ou em grupo é eficaz para pacientes com transtorno de pânico, seja como tratamento de primeira linha ou como um próximo passo para pacientes com resposta parcial a outros tratamentos.; Objective: Panic disorder is a chronic and recurrent condition that impairs an individual’s psychosocial functioning and quality of life. Despite the efficacy of psychopharmacological treatment in reducing panic attacks...

Adding motivational interviewing and thought mapping to cognitive-behavioral group therapy : results from a randomized clinical trial =Adicionando a entrevista motivacional e o mapeamento cognitivo à terapia cognitivo-comportamental em grupo

Meyer, Elisabeth; Shavitt, Roseli Gedanke; Leukefeld, Carl G.; Heldt, Elizeth Paz da Silva; Souza, Fernanda Pasquoto de; Knapp, Paulo; Cordioli, Aristides Volpato
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
ENG
Relevância na Pesquisa
96.88%
Recentes estudos utilizando análise fatorial no transtorno obsessivocompulsivo identificaram dimensões consistentes dos sintomas. Este estudo foi delineado para observar quais dimensões dos sintomas obsessivo-compulsivos podem ser modificadas adicionando duas sessões individuais de entrevista motivacional e mapeamento cognitivo à terapia cognitivo-comportamental em grupo usando um ensaio clínico randomizado. Método: Quarenta pacientes ambulatoriais com diagnóstico primário de transtorno obsessivo-compulsivo foram alocados aleatoriamente para receber terapia cognitivo-comportamental em grupo (grupo controle) ou entrevista motivacional+mapeamento cognitivo+terapia cognitivo-comportamental em grupo. Para avaliar mudanças nas dimensões dos sintomas, foi administrada a Escala Dimensional para Sintomas Obsessivo-Compulsivos de Yale-Brown antes do início e após o tratamento. Resultados: Ao final do tratamento houve diferença estatisticamente significativa entre a terapia cognitivo-comportamental em grupo e entrevista motivacional+mapeamento cognitivo+terapia cognitivocomportamental em grupo na média do escore total da Escala Dimensional para Sintomas Obsessivo-Compulsivos de Yale-Brown e no escore da dimensão de contaminação e agressão. Colecionismo apresentou melhora com tendência estatística. Conclusão: Esses achados sugerem que acrescentar entrevista motivacional+mapeamento cognitivo à terapia cognitivo-comportamental em grupo pode facilitar mudanças na redução dos escores nas diferentes dimensões dos sintomas...

Envolvimento parental na terapia cognitivo comportamental em crianças com perturbações de ansiedade : caracterização e seus determinantes

Santos, Inês Cabugueira Custódio dos
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
96.67%
Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde - Núcleo de Psicologia da Saúde e da Doença), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2013; Enquadramento: A Terapia Cognitivo Comportamental tem sido apontada como a mais eficaz na intervenção com crianças ansiosas. A forma como os pais são envolvidos no processo tem sido alvo de diversos estudos que procuram verificar as diferenças eficácia terapêutica, face aos diferentes tipos de envolvimento parental. O presente estudo tem por objetivo caracterizar o envolvimento parental na terapia cognitivo comportamental com crianças ansiosas analisando os seus determinantes. Metodologia: Participaram neste estudo 54 crianças com idades compreendidas entre os 8 e 12 anos e os respetivos progenitores. A avaliação dos determinantes do envolvimento parental e do envolvimento parental realizada pelos seguintes instrumentos: Brief Symptom Inventory – BSI; Escala de Interferência de Ansiedade na Vida da Criança – EIAV; Questionário de Envolvimento Parental durante a Intervenção; Item único de Expectativas Parentais; Questionário Sociodemográfico. Resultados: A análise dos resultados demonstra: 1) Não existem associações estatisticamente significativas entre os Índices de Psicopatologia Parental e o envolvimento dos pais; 2) As “Expectativas Parentais de Eficácia” e a “Perceção de Impacto da Patologia” revelam uma relação estatisticamente significativa de magnitude moderada com o envolvimento parental; 3) Existem diferenças significativas entre os grupos da variável sociodemográfica “Nível Socioeconómico” quanto ao nível de envolvimento parental; 4) Existem relações magnitude média e elevada entre o fator avaliado pelo clínico “Barreiras ao tratamento...

A importância do foco da terapia cognitivo-comportamental direcionado às sensações corporais no transtorno do pânico: relato de caso

King,Anna Lucia Spear; Valença,Alexandre Martins; Melo-Neto,Valfrido Leão de; Nardi,Antonio Egidio
Fonte: Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2007 PT
Relevância na Pesquisa
96.53%
CONTEXTO: A conceituação cognitiva do transtorno de pânico (TP) realça os medos de sensações corporais (SC) em conseqüência de avaliações distorcidas pelo indivíduo, que interpreta erroneamente as SC de forma catastrófica. OBJETIVO:A importância desse relato de caso é apresentar um trabalho intensivo de indução dos sintomas de ataque de pânico, com técnicas da terapia cognitivo-comportamental (TCC) relacionadas às SC. MÉTODO: O caso de E., feminino, 56 anos, foi retirado de uma pesquisa realizada no Laboratório de Pânico e Respiração do IPUB (UFRJ), com um grupo de pacientes com diagnóstico de TP que se tratou com medicação e sessões de TCC (16), com enfoque em exercícios de indução de sintomas, comparados com grupo controle que usou apenas medicação. RESULTADOS: Os resultados foram controlados por questionários e escalas aplicados antes e após as intervenções. A paciente apresentava sintomas de hipocondria, queixas de falta de ar, taquicardia e medo de perder o controle, especialmente ao estar em ônibus, metrôs ou túneis. Ela recebeu prescrição do antidepressivo tricíclico, imipramina, 75 mg/dia, e 16 sessões de TCC. CONCLUSÃO: Ao final, a paciente obteve remissão dos ataques de pânico e apresentou melhora significativa do comportamento agorafóbico.

Impacto da terapia cognitivo-comportamental nos fatores neurobiológicos relacionados à resiliência

Norte,Carlos Eduardo; Souza,Gabriela Guerra Leal; Pedrozo,Ana Lucia; Mendonça-de-Souza,Ana Carolina Ferraz; Figueira,Ivan; Volchan,Eliane; Ventura,Paula Rui
Fonte: Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
96.53%
A resiliência, como uma variável de desfecho, tem sido largamente negligenciada no campo terapêutico. Nosso objetivo foi investigar os efeitos da terapia cognitivo-comportamental (TCC) nos marcadores neurobiológicos de resiliência em pacientes com transtorno de estresse pós-traumático (TEPT). Nesta pesquisa experimental de caso único, foram acessadas variáveis fisiológicas (frequência cardíaca, frequência respiratória, tônus vagal cardíaco, balanço simpático e condutância da pele) e neuroendócrinas (cortisol e de-hidroepiandrosterona - DHEA) e medidas psicométricas de autorrelato (afeto negativo, resiliência, sintomas de TEPT, depressão, ansiedade e apoio social). Foram medidas as respostas fisiológicas, neuroendócrinas e psicométricas em repouso antes e após quatro meses de TCC. O paciente era um homem de 45 anos que sofreu dois assaltos com arma de fogo e não respondeu adequadamente ao tratamento farmacológico com paroxetina. A TCC levou a uma redução da frequência cardíaca, frequência respiratória, balanço simpático, condutância da pele e cortisol, bem como a um aumento no tônus vagal e DHEA. Além disso, a TCC promoveu redução na pontuação dos sintomas de TEPT, depressão, ansiedade e afeto negativo e aumento da pontuação de resiliência e apoio social. Nossos dados sugerem que a TCC aumenta os fatores relacionados à resiliência (DHEA...

Potenciais biomarcadores da terapia cognitivo-comportamental para o transtorno de estresse pós-traumático: uma revisão sistemática

Gonçalves,Raquel; Lages,Ana Cristina; Rodrigues,Helga; Pedrozo,Ana Lúcia; Coutinho,Evandro Silva Freire; Neylan,Tom; Figueira,Ivan; Ventura,Paula
Fonte: Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
96.53%
CONTEXTO: O estabelecimento de biomarcadores relacionados à terapia cognitivo-comportamental (TCC) é uma maneira de consolidar a eficácia do tratamento de forma mais objetiva, sendo crítico para o avanço desse campo de pesquisa. OBJETIVOS: Foi realizada uma revisão sistemática de estudos que: 1) utilizaram parâmetros biológicos para verificar a eficácia da TCC no tratamento do transtorno de estresse pós-traumático (TEPT); e 2) utilizaram esses parâmetros como preditores de resposta à CBT. MÉTODOS: Foram conduzidas buscas eletrônicas nas bases PubMed/Medline, ISI/Thompson Reuters e Pilot. RESULTADOS: Doze artigos foram selecionados para esta revisão, sendo quatro deles estudos sobre predição de resposta ao tratamento. Foi observada relação entre a eficácia da TCC e modificações nesses parâmetros, sendo a resposta da frequência cardíaca à evocação de sintomas o parâmetro mais utilizado até o presente momento. Sua redução está associada à melhora nos sintomas de TEPT. Potenciais biomarcadores de predição de resposta encontrados incluem 5α-redutase, ativação da amígdala, ativação e volume do córtex cingulado anterior e frequência cardíaca. CONCLUSÃO: Apesar da escassez de estudos e das limitações metodológicas neles observadas...

Evidências sobre a terapia cognitivo-comportamental no tratamento de obesos com transtorno da compulsão alimentar periódica

Duchesne,Mônica; Appolinário,José Carlos; Rangé,Bernard Pimentel; Freitas,Silvia; Papelbaum,Marcelo; Coutinho,Walmir
Fonte: Sociedade de Psiquiatria do Rio Grande do Sul Publicador: Sociedade de Psiquiatria do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2007 PT
Relevância na Pesquisa
96.83%
OBJETIVOS: Avaliar as evidências sobre a eficácia da terapia cognitivo-comportamental no tratamento de obesos com transtorno da compulsão alimentar periódica. MÉTODOS: Nesta revisão, foram incluídos ensaios clínicos e metanálises publicados entre janeiro de 1980 e fevereiro de 2006, em todas as línguas. Foram excluídos estudos que investigassem a eficácia da terapia cognitivo-comportamental com uso concomitante de medicação, terapia cognitivo-comportamental no formato de manuais de auto-ajuda, relatos ou série de casos e cartas ao editor. As bases eletrônicas de dados consultadas foram: MEDLINE, PsycINFO, Embase, LILACS e Cochrane Library. A estratégia de busca incluiu também a checagem manual das referências bibliográficas dos artigos selecionados e de capítulos de livros sobre o tema. RESULTADOS: Foram encontrados dois ensaios clínicos abertos e 15 controlados. O desfecho primário na maioria desses estudos é a compulsão alimentar. No geral, os ensaios clínicos avaliados sugerem que o uso da terapia cognitivo-comportamental resulta numa melhora significativa da compulsão alimentar e dos sintomas psicopatológicos associados ao transtorno da compulsão alimentar periódica, sem resultar em perda de peso substancial. CONCLUSÕES: As evidências disponíveis sugerem que a terapia cognitivo-comportamental é um método de tratamento eficaz para o transtorno da compulsão alimentar...

Subtipo respiratório versus não respiratório no transtorno de pânico com agorafobia: avaliação com terapia cognitivo-comportamental

King,Anna Lucia Spear; Valença,Alexandre Martins; Simões Neto,José Pedro; Nardi,Antonio Egidio; Silva,Adriana Cardoso de Oliveira e
Fonte: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2012 PT
Relevância na Pesquisa
96.53%
OBJETIVO: verificar a resposta dos pacientes com transtorno de pânico com agorafobia à modelo proposto de terapia cognitivo-comportamental (TCC) nos dois subtipos respiratórios de transtorno de pânico: o subtipo respiratório (SR) e subtipo não respiratório (SNR) Amostra randomizada por sorteio com 50 pacientes diagnosticados segundo o Manual Diagnóstico e Estatístico dos Transtornos Mentais. A medicação: antidepressivos tricíclicos ou inibidores seletivos de recaptação da serotonina. Setenta e sete ponto seis porcento da amostra de pacientes de ambos os grupos apresentaram o SR e 22,4 % o SNR. Os pacientes do SR, responderam satisfatoriamente ao tratamento com técnicas da TCC, reduzindo ansiedade, sintomas respiratórios e os ataques de pânico. Os pacientes do SR melhoraram, segundo a escala de avaliação global do funcionamento, de 55,8 para 70,9 em comparação com o SNR.

Evidências científicas das neurociências para a terapia cognitivo-comportamental

Porto,Patrícia; Oliveira,Letícia; Volchan,Eliane; Mari,Jair; Figueira,Ivan; Ventura,Paula
Fonte: Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2008 PT
Relevância na Pesquisa
96.53%
Os transtornos de ansiedade estão envolvidos com a incapacidade de controlar o medo e a dificuldade em regular emoções negativas. A terapia cognitivo-comportamental (TCC) abrange técnicas que permitem tanto a extinção do medo condicionado quanto a regulação cognitiva de emoções. Este artigo tem como objetivo apresentar resultados de estudos de regulação da emoção que podem ilustrar a associação e colaboração entre a TCC e as neurociências. Amparado nas pesquisas de regulação da emoção, este estudo corrobora os resultados dos ensaios clínicos com TCC revelando que as intervenções de distração, reestruturação cognitiva e exposição são eficazes para a regulação emocional.

Terapia cognitivo-comportamental dos transtornos alimentares

Duchesne,Mônica; Almeida,Paola Espósito de Moraes
Fonte: Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP Publicador: Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2002 PT
Relevância na Pesquisa
96.72%
A terapia cognitivo-comportamental é uma intervenção breve, semi-estruturada e orientada para metas, que tem sido amplamente utilizada nos centros de pesquisa e tratamento de transtornos alimentares. O presente artigo tem por objetivo descrever as principais estratégias cognitivas e comportamentais utilizadas no tratamento ambulatorial dos transtornos alimentares. Vários ensaios clínicos avaliaram a eficácia da terapia cognitivo-comportamental, indicando que ela favorece a remissão ou diminuição da freqüência de episódios de compulsão alimentar, dos comportamentos purgativos e da restrição alimentar. Tem sido relatada também melhora do humor, do funcionamento social, e diminuição da preocupação com peso e formato corporal.

Terapia cognitivo-comportamental no transtorno de pânico

Manfro,Gisele Gus; Heldt,Elizeth; Cordioli,Aristides Volpato; Otto,Michael W
Fonte: Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP Publicador: Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2008 PT
Relevância na Pesquisa
96.8%
OBJETIVO: O transtorno de pânico é uma condição crônica e recorrente que prejudica a qualidade de vida e o funcionamento psicossocial dos portadores. Embora os medicamentos sejam efetivos na redução dos ataques de pânico, muitos pacientes não respondem adequadamente a essas intervenções. A terapia cognitivo-comportamental fornece um método alternativo eficaz para tratar transtorno de pânico e evitação agorafóbica. O objetivo do estudo é o de descrever o uso de técnicas cognitivo-comportamentais no tratamento do transtorno de pânico. MÉTODO: Revisão narrativa a partir dos bancos de dados do Medline, SciELO e PsycInfo e de livros-texto especializados. RESULTADOS: Foram descritos os fundamentos da terapia cognitivo-comportamental no tratamento do transtorno pânico e revisadas as evidências de eficácia em curto e longo prazos. O uso de medicação concomitante a terapia cognitivo-comportamental foi também discutido. CONCLUSÕES: A terapia cognitivo-comportamental individual ou em grupo é eficaz para pacientes com transtorno de pânico, seja como tratamento de primeira linha ou como um próximo passo para pacientes com resposta parcial a outros tratamentos.

Teoria do desenvolvimento cognitivo de Piaget e sua interface com a terapia cognitivo-comportamental familiar

Melo, Tatiane Coutinho Vieira de
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
96.67%
Este trabalho é um exercício teórico, que versa sobre a Teoria Piagetiana numa interface com a Terapia Cognitivo-Comportamental Familiar, com a proposta de estender o trabalho de Piaget para o campo da psicoterapia. Para tanto, baseou-se na perspectiva teórica desenvolvimental de Piaget, para estabelecer relações entre noções da abordagem cognitiva e processamento de informação. Enfatizou-se retrocessos nos estágios cognitivos, que alguns adultos podem apresentar no contexto de conflito familiar e apontou-se relações entre padrões de cognição desadaptativos e este retrocessos de habilidades cognitivas. Analisou-se o processamento cognitivo que envolve os conceitos de equilibração, acomodação e assimilação, mecanismos adaptativos de regulação que fundamenta um possível modelo de formação de crenças e esquemas. Também, atentou-se para os princípios piagetianos concernentes aos estágios de desenvolvimento afetivo e moral, considerando que os aspectos cognitivo e afetivo permeiam o desenvolvimento moral do indivíduo. Assim, o intuito deste trabalho foi apresentar aos terapeutas de família um aparato teórico (o referêncial piagetiano) para compreender a psicopatologia á luz de retrocessos de habilidades cognitivas dos membros da família...

A micro-análise da comunicação em psicoterapia : comparação da psicologia clínica positiva com a terapia cognitivo-comportamental

Silva, Maria Teresa Venâncio Correia Salgado da
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em //2008 POR
Relevância na Pesquisa
96.69%
Tese de mestrado, Psicologia (Psicologia Clínica e da Saúde - Núcleo de Psicoterapia Cognitiva Comportamental e Integrativa), 2008, Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação; Em Psicoterapia, a Micro-análise é a análise momento-a-momento dos actos de comunicação observáveis entre terapeuta e cliente. Este estudo micro-analisou sessões demonstrativas de peritos em Terapia Cognitivo-Comportamental, especificamente uma sessão individual descrita por Judith Beck e excertos de sessões conjugais de Psicologia Clínica Positiva, de Perloiro, Neto e Marujo. A análise avaliou como é que os terapeutas comunicaram, nomeadamente se as suas declarações tomaram a forma de formulação ou de questão, estas foram avaliadas quanto ao conteúdo (centrado na solução, centrado no problema, cognitivo, emocional), à polaridade (positiva, negativa, positiva-negativa, neutra), e quanto à perspectiva temporal envolvida (sobre passado, presente, futuro). Também foram analisadas as respostas dos clientes, utilizando as mesmas categorias, exceptuando as formulações. Os resultados mostram que as intervenções da terapeutaCognitivo-Comportamental difere das dos terapeutas da Psicologia Clínica Positiva no modo como estrutura a comunicação: a terapeuta Cognitivo- -Comportamental usa perguntas que se dispersam por diversas categorias e formulações...

O Uso das Imagens Mentais na Terapia Cognitivo-Comportamental do Transtorno de Estresse Pós-Traumático: uma Revisão Sistemática

Lindern, Daniele; Silveira, Karine Aline Laini; Carvalho, Janaína Castro Núñez; Kristensen, Christian Haag
Fonte: Universidade do Rosário Publicador: Universidade do Rosário
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em 03/04/2014 POR
Relevância na Pesquisa
96.53%
No transtorno de estresse pós-traumático (TEPT) é comum a ocorrência de sintomas associados a imagens mentais que remetem ao evento traumático. Estas imagens tem um impacto emocional bastante intenso, uma vez que podem se manifestar de maneira intrusiva e gerar sensação de revivência do trauma. Assim, tem sido estudadas técnicas de terapia cognitivo-comportamental (TCC) que utilizam as imagens mentais como intervenção terapêutica. O objetivo deste estudo foi revisar de forma sistemática os efeitos do uso de imagens mentais como um recurso da TCC para o TEPT. Foram identificados 8 artigos publicados entre os anos de 2001 a 2012 por meio das bases de dados PubMed, PsycNet e Web of Science. As intervenções dos grupos experimentais apresentaram diferença estatística significativa em cinco dos oito estudos selecionados. Contudo, ainda se faz necessário a realização de mais pesquisas sobre seus efeitos em virtude do restrito número de estudos encontrados nesta revisão.

Terapia cognitivo comportamental para el manejo de la fibromialgia

Contreras Moreno, Ana María
Fonte: Escuela de Medicina y Ciencias de la Salud Publicador: Escuela de Medicina y Ciencias de la Salud
Tipo: info:eu-repo/semantics/bachelorThesis; info:eu-repo/semantics/acceptedVersion Formato: application/pdf
Publicado em 30/11/2011 SPA
Relevância na Pesquisa
96.65%
La presente es una revisión teórica inicial acerca de la terapia cognitivo comportamental para el manejo de la fibromialgia. Para llegar a su descripción y demostración de su evidencia, se realiza una breve definición y contextualización del síndrome denominado fibromialgia. Se trata de un síndrome doloroso, crónico, complejo y multideterminado, que afecta considerablemente la calidad de vida de las personas que lo desarrollan. Su manejo es igualmente complejo. En consideración a ello, se procede a hacer una descripción igualmente breve de la multiplicidad de terapias psicológicas que se realizan para tratarla y se hace un mayor énfasis en la terapia cognitivo comportamental, demostrándose su evidencia en el manejo efectivo del dolor crónico y el comportamiento de este tipo de pacientes.; This is an initial theoretical review about cognitive behavioral therapy for the management of fibromyalgia. In order to get a description and demonstration of its evidence, a brief definition and contextualization of the fibromyalgia syndrome has been made. It is a chronic, complex and multi-determined syndrome, which significantly affects the quality of life of the people who develops it. Its management it’s equally complex. Considering this...

Terapia cognitivo-comportamental da fobia social: modelos e técnicas

D'El Rey,Gustavo J. Fonseca; Pacini,Carla Alessandra
Fonte: Departamento de Psicologia - Universidade Estadual de Maringá Publicador: Departamento de Psicologia - Universidade Estadual de Maringá
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2006 PT
Relevância na Pesquisa
96.53%
A fobia social é um dos transtornos mentais mais prevalentes na população geral. As principais formas de tratamento são a psicoterapia e a farmacoterapia. Este artigo tem como objetivo realizar uma breve revisão bibliográfica dos mais importantes modelos e técnicas cognitivas e comportamentais da fobia social. Os modelos antigos - modelo de déficit de habilidades sociais, modelo de crenças irracionais, modelo da vulnerabilidade cognitiva e os modelos integrativos - serão revisados brevemente. Serão apresentadas as técnicas de tratamento - como a exposição, reestruturação cognitiva, técnicas de relaxamento e treino de habilidades sociais. Estudos de metaanálise sobre a eficácia da terapia cognitivo-comportamental no tratamento da fobia social também serão descritos.

Acontecimentos significativos em terapia cognitivo-comportamental: a perspetiva do cliente e do terapeuta; Significant events in cognitive behavioral therapy: client's and therapist’s perspectives

Costa, Sara Filipa Gouveia da
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Publicado em //2015 POR
Relevância na Pesquisa
96.53%
Dissertação de mestrado em Psicologia Aplicada; A investigação em acontecimentos significativos foca-se no processo em psicoterapia visando identificar aspetos úteis que contribuem para a mudança terapêutica. O objetivo deste estudo consiste em identificar e comparar as perspetivas do cliente e do terapeuta sobre os acontecimentos significativos e respetivos impactos terapêuticos, ao longo de um processo terapêutico de sucesso. É um estudo de caso qualitativo, cujo cliente foi diagnosticado com perturbação de ansiedade, seguido em terapia cognitivo-comportamental, ao longo de 16 sessões e 2 de follow-up. Os dados foram recolhidos através do Helpful Aspects of Therapy (HAT) procedendo-se a uma categorização indutiva dos tipos de acontecimento e, posteriormente foram analisados os impactos através da Grelha de Análise das Categorias de Impacto. Os resultados mostram que foram identificados um total 45 acontecimentos significativos, sendo que o tipo de acontecimento mais relatado pelo cliente foi consciencialização e pelo terapeuta o balanço e resumo das mudanças/melhorias. Os impactos dos acontecimentos identificados recaem sobretudo sobre a Sensação de fortalecimento, Resolução de problemas/Mudança de comportamento e Consciência/Insight/Autocompreensão. Os acontecimentos significativos identificados pelos participantes dão-nos informações profícuas acerca do que foi mais útil ao longo do tratamento e contribuem para a revelação da compreensão do terapeuta acerca da experiência do cliente.; The investigation in significant events is focused on the psycotherapy process aiming to the identification of relevant factors wich contribuit for the therapeutic change. The goal of this particular study is to identify and compare perspectives...

Evidências científicas das neurociências para a terapia cognitivo-comportamental; Evidencias científicas de las neurociencias para la terapia cognitiva-conductista; Scientific evidences from neurosciences to cognitive behavioral therapy

Porto, Patrícia; Oliveira, Letícia; Volchan, Eliane; Mari, Jair; Figueira, Ivan; Ventura, Paula
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2008 POR
Relevância na Pesquisa
96.61%
Os transtornos de ansiedade estão envolvidos com a incapacidade de controlar o medo e a dificuldade em regular emoções negativas. A terapia cognitivo-comportamental (TCC) abrange técnicas que permitem tanto a extinção do medo condicionado quanto a regulação cognitiva de emoções. Este artigo tem como objetivo apresentar resultados de estudos de regulação da emoção que podem ilustrar a associação e colaboração entre a TCC e as neurociências. Amparado nas pesquisas de regulação da emoção, este estudo corrobora os resultados dos ensaios clínicos com TCC revelando que as intervenções de distração, reestruturação cognitiva e exposição são eficazes para a regulação emocional.; Los trastornos de ansiedad establecen relación con la incapacidad de controlar el miedo y la dificultad en regular emociones negativas. La terapia cognitiva-conductista (TCC) abarca técnicas que permiten tanto la extinción del miedo condicionado, como la regulación cognitiva de emociones. Este artículo tiene como objetivo presentar resultados de estudios de regulación de la emoción que pueden ilustrar la asociación y colaboración entre la TCC y las neurociencias. Anclado en las pesquisas de regulación de la emoción este estudio corrobora los resultados de los ensayos clínicos con la TCC al revelar que las intervenciones de distracción...

Evaluation and diagnosis in cognitive-behavioral therapy; Avaliação e diagnóstico em terapia cognitivo-comportamental

Araújo, Cristiane Figueiredo; Shinohara, Helene
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; avaliado por pares; Formato: application/pdf
Publicado em 31/03/2005 POR
Relevância na Pesquisa
96.73%
One of the main characteristics of cognitive-behavior therapy is that it is based on a specific clinical formulation of the case. This means that the therapist, using interviews and inventories, in a particular way, needs to understand and integrate the history of his/her client and his/her current problems. Clinical strategies can be then tailored to deal with the client’s difficulties. The establishment of adequate and warm interpersonal and therapeutical relationship depends greatly on this empathic and accurate understanding of the client’s problems. The present article intends to present this approach to case formulation based on a cognitive behavior perspective. It also includes a brief review of theoretic-clinical aspects, assessment tools and suggested procedures. The conclusion is that an adequate  formulation is essential to success in psychotherapy. Keywords: cognitive-behavior therapy; case formulation; psychodiagnosis.;  Uma das características fundamentais da terapia cognitivo-comportamental, segundo seus idealizadores, é o fato de basear-se em uma formulação clínica dos problemas do cliente. Isto significa que, mediante entrevistas e instrumentos de avaliação e medida...