Página 1 dos resultados de 19813 itens digitais encontrados em 0.013 segundos

A influência da introdução de um programa de educação médica em terapia nutricional no desfecho dos pacientes em uma unidade intensiva; The influence of a medical educational program in nutritional therapy on outcome of critical care patients

Castro, Melina Gouveia
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 03/08/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.78%
A terapia nutricional mostra-se de grande importância no tratamento do doente crítico, por apresentar impacto favorável em seu desfecho clínico. No entanto, até 70% dos pacientes em unidade de terapia intensiva podem não receber terapia nutricional adequada. Isso ocorre, em parte, pela falta de formação e de conhecimento dos profissionais de saúde sobre princípios de nutrição clínica. O objetivo do presente estudo foi avaliar o impacto da introdução de um programa de educação médica em terapia nutricional em uma unidade de terapia intensiva sobre a qualidade da terapia nutricional e os resultados clínicos de seus pacientes. O presente estudo foi desenvolvido em três fases distintas: 1) Pré-programa educacional (PP): 50 pacientes recém-admitidos em unidade de terapia intensiva foram selecionados consecutivamente para avaliação da qualidade da terapia nutricional a eles oferecida e seus desfechos clínicos, através de visitas periódicas. 2) Programa Educacional (PE): foram criados protocolos nutricionais específicos. Um programa de educação em terapia nutricional baseado nesses protocolos (palestras, workshops e discussões à beira leito) foi introduzido nessa unidade de terapia intensiva. 3) Pós-programa educacional (PO): a qualidade da terapia nutricional e os desfechos clínicos de um segundo grupo de 50 pacientes foram avaliados...

Contribuição para seleção de dez indicadores de qualidade em terapia nutricional; Contribution to selection of the ten quality indicators for nutritional therapy

Verotti, Cristiane Comeron Gimenez
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 07/12/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.73%
INTRODUÇÃO: Indicadores de qualidade em terapia nutricional (IQTN) são importantes ferramentas de avaliação e monitoramento de qualidade da terapia nutricional (TN). No Brasil, além da escassez de recursos humanos e materiais, a aplicação dos IQTNs,disponíveis para prática clínica, tem sido limitada devido ao seu elevado número. O presente estudo procurou identificar os dezIQTNs mais pontuados, dentre aqueles disponíveis no Brasil, através da avaliação da opinião de especialistas em TN. MÉTODOS: Todos os IQTNs disponíveis para aplicação clínica no Brasil (n=36) foram avaliados em duas fases distintas. Na fase 1 (seleção), especialistas em TN (n=26) pontuaramos IQTNs de acordo com quatro atributos (utilidade, simplicidade, objetividade, e baixo custo), utilizando a escala de Likert com 5 pontos. Os IQTNs foram classificadosem ordem da maior para menor pontuação e a confiabilidade da opinião de especialistas para cada indicador foi avaliada poralfa de Cronbach. Na fase 2, os dez IQTNs selecionados com maior pontuaçãoforam submetidos ànova análise dos especialistas, por meio de duas perguntas fechadas. RESULTADOS: Os dez IQTNs selecionadoscom maior pontuação, em ordem do mais para o menos pontuado, foram 1.) Frequência de realização de triagem nutricional em pacientes hospitalizados...

Cuidados de enfermagem em terapia intravenosa periférica em unidade de tratamento intensivo neonatal

Vieira, Karine Baretta Toninelo
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 133 p.| il.
POR
Relevância na Pesquisa
36.74%
Dissertação (mestrado profissional) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Gestão do Cuidado em Enfermagem, Florianópolis, 2014.; Pesquisa qualitativa, do tipo convergente-assistencial, cujo objetivo foi construir um Guia de cuidados em terapia intravenosa periférica com a equipe de enfermagem de uma unidade de terapia intensiva neonatal. O contexto do estudo foi a unidade neonatal de uma maternidade escola do sul do País e os sujeitos da pesquisa foram 26 profissionais de enfermagem que executam terapia intravenosa em recém-nascidos. Para coleta de dados foram utilizadas quatro estratégias metodológicas: a aplicação de um questionário com perguntas abertas, o desenvolvimento de encontros de reflexão, uma revisão integrativa e a promoção de espaços de discussão no local do trabalho. Para análise dos dados foram utilizados os processos de apreensão, síntese, teorização e recontextualização, conforme sugerem Trentini e Paim. Os resultados obtidos foram apresentados na forma de três manuscritos. O primeiro manuscrito é intitulado ?Terapia intravenosa periférica em UTI neonatal: o olhar da equipe de enfermagem?, tendo como objetivo identificar e refletir qual o conhecimento que os profissionais da enfermagem possuem acerca da terapia intravenosa periférica que é realizada em uma unidade neonatal. Neste manuscrito foram abordados temas como: a fragilidade da pele e da rede venosa e necessidade de cuidado especial ao recém-nascido; a terapia intravenosa no recém-nascido e o manejo da dor; e a importância da padronização do cuidado para a garantia da qualidade e segurança na execução da técnica. O segundo manuscrito "O cuidado de enfermagem na terapia intravenosa periférica em recém-nascidos: uma revisão integrativa" teve como objetivo conhecer a contribuição das pesquisas realizadas sobre este tema. Observa-se que as publicações abordam questões relativas ao manejo dos profissionais nas complicações da terapia venosa periférica...

Família com filhos adolescentes: a complexidade... e no fim terapia de casal

Seabra, Paulo; Negrão, Rui
Fonte: Federarión Española de Associaciones de Terapia Familiar Publicador: Federarión Española de Associaciones de Terapia Familiar
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /01/2011 POR
Relevância na Pesquisa
46.52%
A complexidade da adolescência traz as famílias, a necessidade de uma adaptação permanente de forças, que advém de todos os seus membros. A sustentabilidade do sistema assenta no subsistema casal que no nosso entender deve ser avaliado e estimulado, com o objectivo primordial de ser fortalecido, para dar sustentabilidade ao “todo” familiar. Sabemos que muitas vezes a deterioração da conjugalidade deteriora o exercício da parentalidade, o que na prática, vai se manifestar na deterioração de todas as relações dos diferentes sub sistemas. Apresentamos um caso de terapia familiar que, começando a abordagem, pelos sintomas de uma vivência conturbada da adolescência, a intervenção vai se focar, na terapia com o casal.

Padrões de utilização de antibacterianos em unidades de terapia intensiva

Santos,Edilson Floriano dos; Lauria-Pires,Liana
Fonte: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB Publicador: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2010 PT
Relevância na Pesquisa
36.75%
OBJETIVO: conhecer e comparar os padrões de consumo de antibacterianos em unidades de terapia intensiva com base no sistema Anatomical Therapeutic Chemical/Defined Daily Dose (ATC/DDD). MÉTODOS: estudo de coorte, prospectivo, realizado em três unidades de terapia intensiva médico-cirúrgicas, duas localizadas em dois hospitais públicos e uma em hospital privado. Amostras aleatórias simples, independentes, dos pacientes internados nas unidades de terapia intensiva no período de 10/2004 a 09/2005 foram utilizadas. O consumo de antibacterianos foi avaliado com o sistema ATC/DDD. A quantidade utilizada de antibacteriano nas unidades de terapia intensiva, em gramas, foi transformada em dose diária definida (DDD). O número de DDD foi dividido pelo número de pacientes-dia e multiplicado por mil, compondo a densidade média de consumo por mil pacientes-dia (DDD1000). RESULTADOS: Hum mil setecentos e vinte e oito (1.728) pacientes-dia e 2.918,6 DDD foram analisados nas três unidades de terapia intensiva, correspondendo a densidade média de consumo de 1.689,0 DDD1000. A mediana do número de DDD referente à utilização de antibacterianos nas unidades de terapia intensiva dos hospitais públicos foi significativamente maior (p=0...

Estresse do paciente na terapia intensiva: comparação entre unidade coronariana e pós-operatória geral

Dias,Douglas de Sá; Resende,Mariane Vanessa; Diniz,Gisele do Carmo Leite Machado
Fonte: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB Publicador: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2015 PT
Relevância na Pesquisa
36.77%
Objetivo: Avaliar e comparar os fatores estressantes identificados pelos pacientes de uma unidade de terapia intensiva coronariana com aqueles percebidos pelos pacientes de uma unidade de terapia intensiva pós-operatória geral. Métodos: Estudo transversal, descritivo, realizado na unidade de terapia intensiva coronariana e na unidade de terapia intensiva pós-operatória geral de um hospital privado. Participaram 60 pacientes, sendo 30 de cada unidade de terapia intensiva. Para identificação dos fatores estressantes, utilizou-se a escala de estressores em unidade de terapia intensiva. Foram calculados o escore médio de cada item da escala e, em seguida, o escore total de estresse). Após a comparação entre os grupos, as diferenças foram consideradas significantes quando p < 0,05. Resultados: A idade dos pacientes da unidade de terapia intensiva coronariana foi de 55,63 ± 13,58 e da unidade de terapia intensiva pós-operatória geral foi de 53,60 ± 17,47 anos. Os principais estressores para a unidade de terapia intensiva coronariana foram “sentir dor”, “estar incapacitado para exercer o papel na família” e “estar aborrecido”. Para a unidade de terapia intensiva pós-operatória geral foram “sentir dor”...

O papel da glutamina na terapia nutricional do transplante de medula óssea

Albertini,Silvia M.; Ruiz,Milton A.
Fonte: Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia e Terapia Celular Publicador: Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia e Terapia Celular
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2001 PT
Relevância na Pesquisa
46.45%
A glutamina (L-GLN) é um aminoácido que localiza-se preferencialmente no músculo esquelético e é condicionalmente essencial nas situações onde ocorre hipercatabolismo, como no transplante de medula óssea. Nestas situações a suplementação com a L-GLN na terapia nutricional é segura e recomendada. O emprego do aminoácido com objetivo de reduzir os efeitos secundários no TMO como mucosite e manifestações digestivas parece existir. Existem dados que sugerem um efeito profilático da L-GLN em relação à doença veno-oclusiva hepática nos pacientes transplantados. O emprego do aminoácido em combinação com anti-oxidantes, o uso do mesmo via enteral e/ou parenteral, são respostas que devem ser obtidas através de estudos em grupos homogêneos e selecionados de pacientes submetidos ao transplante de medula óssea.

Quimioterapia associada à terapia anti-retroviral de alta eficácia no tratamento dos linfomas não-Hodgkin agressivos relacionados à Síndrome da Imunodeficiência Adquirida

Pereira,Juliana; Hallack Neto,Abrahão E; Pracchia,Luís F.; Alcântara,Andréa; Maurino,Beatriz B.; Dorliac-Llacer,Pedro E.; Chamone,Dalton A. F.
Fonte: Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia e Terapia Celular Publicador: Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia e Terapia Celular
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2004 PT
Relevância na Pesquisa
46.45%
Linfoma não-Hodgkin é uma das complicações oncológicas mais freqüentes em portadores da Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS). Em outros países, após a introdução da terapia anti-retroviral de alta atividade (HAART), a queda na incidência dos linfomas agressivos sistêmicos ficou aquém das expectativas, embora a sobrevida destes pacientes tenha triplicado. No Brasil, pouco se conhece a respeito do comportamento clínico e da sobrevida dos pacientes com linfoma e AIDS na era pós-HAART. O objetivo deste estudo foi avaliar retrospectivamente 25 pacientes com linfoma e AIDS, tratados com a associação de quimioterapia e HAART. Em concordância com a literatura, a maior parte dos pacientes era do sexo masculino - 20 (80%), com mediana de idade de 39 anos. Houve predomínio do subtipo histológico Difuso de Grandes Células B - 13 (52%), de pacientes em estádios avançados - 15 (60%), com envolvimento extranodal - 22 (88%) e com sintomas B - 18 (72%). O diagnóstico prévio de AIDS observado em 14 (56%) foi superior em nossa casuística em relação ao descrito por outros autores. Cinqüenta e dois por cento dos pacientes obtiveram RC, com SLD e SG em três anos de 54% e 42%, respectivamente e mediana de SG de 15 meses. Toxicidade hematológica e infecções foram freqüentes...

Uso de terapia regenerativa com células-tronco da medula óssea em doenças cardiovasculares: perspectiva do hematologista

Mota,Augusto C. A.; Soares,Milena B. P.; Santos,Ricardo R.
Fonte: Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia e Terapia Celular Publicador: Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia e Terapia Celular
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2005 PT
Relevância na Pesquisa
46.52%
O desenvolvimento de técnicas de transplante de órgãos sólidos e de medula óssea foi um dos mais fascinantes avanços da medicina no século XX. A virada do século XXI testemunha um desdobramento também fascinante e promissor desta modalidade terapêutica: o uso de células-tronco para regenerar tecidos lesados outrora considerados irreparáveis. Resultados encorajadores de inúmeros estudos com animais de experimentação impulsionaram grupos de diversos centros no mundo a iniciar estudos clínicos com transplante de células-tronco em várias doenças, particularmente as doenças cardiovasculares e neurológicas. Embora ainda estejamos algo distante de entender o mecanismo preciso pelo qual as células-tronco regeneram órgãos lesados, os estudos publicados até o presente momento, incluindo vários estudos envolvendo seres humanos, sugerem haver um benefício real com esta terapia. O presente artigo pretende abordar os aspectos relevantes da terapia celular em doenças cardiovasculares, incluindo conceitos básicos sobre células-tronco, e os principais estudos de animais de experimentação e clínicos publicados até o presente.

Transfusão de concentrado de hemácias em Unidade de Terapia Intensiva

Ferreira,Jovino S.; Ferreira,Vera L. P. C.; Pelandré,Gustavo L.
Fonte: Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia e Terapia Celular Publicador: Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia e Terapia Celular
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2005 PT
Relevância na Pesquisa
46.45%
HISTÓRIA E OBJETIVOS: A indicação de transfusão sangüinea em pacientes criticamente enfermos é complexa e pode ser influenciada por muitos fatores. Embora seja prática freqüente, poucos estudos são disponibilizados sobre o uso de sangue e hemocomponentes em pacientes sob cuidados intensivos. O objetivo deste trabalho é analisar a taxa e a incidência-densidade de transfusão de concentrado de hemácias (CH) na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Universitário Prof. Polydoro Ernani de São Thiago (HU/UFSC), bem como descrever os critérios clínicos utilizados e os valores de hemoglobina pré-transfusionais. MÉTODOS: Foram selecionados os pacientes admitidos na UTI do HU/UFSC entre janeiro de 2003 e dezembro de 2004. RESULTADOS: Dos 654 pacientes analisados, 108 (16,51%) receberam transfusão de CH, com incidência-densidade de 3,80 por 100 pacientes-dia. O CH foi o hemocomponente mais utilizado, com um total de 257 eventos transfusionais e 549 unidades. Baixo nível de hemoglobina foi o critério mais utilizado (58%). Valores de hemoglobina pré-transfusional inferiores a 7,0 g/dL foram verificados em 51,75% das transfusões. INTERPRETAÇÃO E CONCLUSÕES: Nos últimos 15 anos, diversos autores analisaram taxas de transfusões de CH em UTIs...

O papel da terapia de manutenção no Mieloma Múltiplo

Bittencourt,Rosane
Fonte: Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia e Terapia Celular Publicador: Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia e Terapia Celular
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2007 PT
Relevância na Pesquisa
46.64%
O papel da terapia de manutenção para os pacientes com mieloma múltiplo(MM) após a obtenção de resposta completa ou resposta parcial quase completa ainda é um assunto controverso. As altas doses de quimioterapia seguidas pelo transplante autólogo de células hematopoéticas podem prolongar significativamente a sobrevida, embora não seja curativo, propiciando a alternativa da terapia de manutenção, como uma possibilidade de manter por períodos mais prolongados a fase de estabilização, onde a doença está clinicamente inativa (plateau). A manutenção pode ainda agir na doença residual mínima, capaz de converter taxas de resposta parcial em resposta completa. Há mais de duas décadas a terapia de manutenção antimieloma vem sendo proposta e suscitando discussões. Desde os anos 80, o interferon-alfa, os corticóides, incluindo a dexametasona e a prednisona, e, mais recentemente, os antiangiogênicos talidomida e seus derivados, junto às combinações destes vários agentes são alvos de estudos como terapia de manutenção. Para cada um destes agentes, os ensaios clínicos apontam vantagens e desvantagens em termos de sobrevida livre de doença, sobrevida global e toxicidades. Na avaliação geral faltam evidências que justifiquem um inequívoco benefício na sobrevida global para a maioria dos pacientes. No momento atual...

Bases da terapia celular em cardiologia

Carvalho,Antonio Carlos C.; Goldenberg,Regina Coeli S.; Tuche,Fábio Antonio A.; Dohmann,Hans Fernando R.
Fonte: Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia e Terapia Celular Publicador: Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia e Terapia Celular
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/05/2009 PT
Relevância na Pesquisa
46.45%
O implante de células para o tratamento de doenças cardiovasculares encontra-se sob investigação em vários centros no mundo. Várias linhagens celulares, de células-tronco bem caracterizadas a frações contendo diferentes tipos de células, têm sido investigadas em modelos animais. Apesar dos avanços obtidos na última década, na área de ciência básica, com relação a esta nova modalidade terapêutica, diversas questões permanecem sem resposta. Pouco ainda se sabe sobre os mecanismos através dos quais a terapia celular possa gerar resultados efetivos. Adicionalmente, a melhor via para o transplante, o número total e a concentração de células, e o melhor tipo celular permanecem questões importantes, ainda sem definição. É fato de que diversas células da medula óssea exercem seus efeitos através de mecanismos parácrinos e de que existe um complexo mecanismo de interação, contato e liberação de sinais entre essas células e as outras populações celulares nos órgãos lesados. Atualmente, a maioria dos estudos em humanos se concentra em células de origem adulta e autóloga, em oposição ao uso de células de origem embrionária. Esta revisão analisa os principais ensaios clínicos que utilizaram células derivadas de medula óssea em quatro cardiopatias: doença arterial coronariana aguda e crônica...

Terapia celular na doença de Chagas

Lima,Ricardo S.; Soares,Milena B. P.; Santos,Ricardo R.
Fonte: Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia e Terapia Celular Publicador: Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia e Terapia Celular
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/05/2009 PT
Relevância na Pesquisa
46.45%
A doença de Chagas, que ocorre no México e nas Américas Central e do Sul, continua representando um grave problema de saúde pública. A prevalência global da infecção humana pelo Trypanosoma cruzi foi estimada em 16-18 milhões de casos no ano de 2005, sendo corrigida para aproximadamente 28 milhões de pessoas no ano de 2007, segundo a Organização Mundial de Saúde. A cardiopatia chagásica crônica é a forma mais comum de cardiomiopatia nas Américas Central e do Sul e a principal causa de morte por doença cardiovascular em áreas endêmicas. Até o momento não existe nenhum tratamento eficiente para esta doença a não ser o tratamento farmacológico ou o transplante cardíaco nos indivíduos que desenvolvem um quadro mais grave da doença. Trabalhos atuais têm mostrado o uso de células-tronco de várias origens em modelos animais e humanos de doenças do coração, como infarto do miocárdio, destacando uma melhora em aspectos como neovascularização, regeneração do músculo cardíaco, aumento da fração de ejeção e melhora na qualidade de vida dos indivíduos tratados. Estes dados induziram os pesquisadores a investigar os efeitos terapêuticos do transplante de células mononucleares de medula óssea em um modelo murino e em indivíduos chagásicos crônicos. Esta revisão tem por objetivo mostrar os trabalhos realizados usando a terapia celular na cardiopatia chagásica crônica.

Terapia celular em doenças pulmonares: existem perspectivas?

Ribeiro-Paes,João T.; Bilaqui,Aldemir; Greco,Oswaldo T.; Ruiz,Milton A.; Alves-de-Moraes,Luis B. C.; Faria,Carolina A.; Stessuk,Talita
Fonte: Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia e Terapia Celular Publicador: Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia e Terapia Celular
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/05/2009 PT
Relevância na Pesquisa
46.64%
A terapia celular poderia ser conceituada de forma ampla e genérica como o emprego de células para tratamento de doenças. Apesar de um número não tão expressivo de relatos tendo o pulmão como objeto de estudo na terapia celular em pacientes humanos, há dados consistentes da literatura, tanto em humanos, quanto em modelos animais,que evidenciam a migração de células-tronco da medula óssea para o pulmão,em diferentes situações experimentais. Esses resultados forneceram o embasamento experimental para o emprego de células-tronco na regeneração do tecido pulmonar em modelos animais. Em nosso laboratório, vários projetos de pesquisa têm sido conduzidos com a finalidade de avaliar a resposta pulmonar (morfológica e funcional) ao tratamento com células-tronco adultas em camundongos com doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) induzida experimentalmente. Os resultados obtidos, aliados àqueles de outros grupos de pesquisa, permitem aventar a possibilidade de aplicação, a curto prazo, da terapia celular em pacientes com DPOC. Em outra patologia pulmonar, fibrose cística (FC), cuja abordagem terapêutica com células-tronco apresenta aspectos particulares em relação às patologias pulmonares crônico-degenerativas...

Perspectivas da terapia com células-tronco para o diabetes mellitus tipo 2

Leal,Angela M. O.; Voltarelli,Júlio César
Fonte: Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia e Terapia Celular Publicador: Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia e Terapia Celular
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2010 PT
Relevância na Pesquisa
46.52%
A patogênese do diabetes mellitus tipo 2 (DM2) está associada, basicamente, a dois mecanismos, resistência à ação da insulina e disfunção secretória das células pancreáticas. Atualmente, há evidências experimentais, clínicas e epidemiológicas, da participação do sistema imune e de mediadores inflamatórios nesses mecanismos patogênicos. O interesse pelo tratamento regenerativo e pela utilização da terapia celular para o tratamento do DM2 deriva da importância da preservação da integridade funcional e quantitativa das células β pancreáticas. A utilização de células-tronco para obtenção de controle glicêmico em modelos experimentais de DM2 tem sido descrita já há alguns anos. Entretanto, em humanos, há poucos estudos publicados nesse sentido. Embora haja várias dificuldades a serem transpostas até que a terapia regenerativa do pâncreas para tratamento do DM2 seja uma opção viável, ela poderá vir a ser, no futuro, uma ferramenta importante para o controle metabólico da doença e redução de suas complicações crônicas.

Significados del concepto de ocupación en las prácticas de tratamiento para adolescentes infractores de la Ley N° 20.084 y el consumo problemático de sustancias ilícitas desde la perspectiva de la Terapia Ocupacional en programas SENDA pertenecientes a la red de salud del Servicio Metropolitano Sur.

Cáceres Riquelme, Claudia Carolina
Fonte: Universidad Andrés Bello Publicador: Universidad Andrés Bello
Tipo: Tesis
ES
Relevância na Pesquisa
46.45%
Tesis (Terapeuta Ocupacional); Esta investigación emplea información de los Estudios Nacionales de Drogas. La autora agradece al Servicio Nacional para la Prevención y Rehabilitación del Consumo de Drogas y Alcohol (SENDA), que depende administrativamente del Ministerio del Interior y Seguridad Pública de Chile, por haberle permitido disponer de la base de datos. Todos los resultados obtenidos en la investigación son de responsabilidad de la autora y en nada comprometen a dicha institución. La presente investigación tuvo como objetivo analizar desde el Enfoque Psicosocial, el significado del concepto de Ocupación (teórico-práctico) en las prácticas de tratamiento para adolescentes infractores de la Ley Nº 20.084 y el consumo problemático de sustancias ilícitas desde la perspectiva de la Terapia Ocupacional, específicamente, de él/la Terapeuta Ocupacional (en adelante T.O. para ambos, de acuerdo al contexto en la tesis) en los programas de SENDA pertenecientes al servicio de salud metropolitano sur. Para ello, el marco teórico incluye los siguientes temas: el tema A, es el Enfoque Psicosocial, como una perspectiva que amplia su mirada hacia una problemática social, como lo son: el consumo de sustancias ilícitas y el delito; en el tema B se aborda...

Terapia ocupacional como instrumento nas ações de saude mental

Maria Jose Benetton
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em //1994 PT
Relevância na Pesquisa
36.81%
A Terapia Ocupacional tem no empirismo, muitas vezes, um elemento dificultador de sua transmissão. Ela toma o que de experimentado e pronto existe no empirismo da clínica buscando a generalização de maneira a poder demonstrar tais experimentos como pressupostos para a criação e o estabelecimento de técnicas. Como se trata da aplicabilidade das intervenções da Terapia Ocupacional na área de Saúde Mental, os procedimentos clínicos analisados foram escolhidos dentro desse universo. Com tal objetivo, a autora define em primeiro lugar a profissão Terapia Ocupacional. Terapia Ocupacional é a arte de aplicar conhecimentos científicos empíricos e certas habilidades específicas decorrentes do uso de atividades, a criação de estruturas, dispositivos e processos que se utilizam para converter recursos físicos, psicológicos e sociais em formas adequadas à preservação, manutenção e tratamento em áreas como Saúde, Educação, Social e outras correlatas. Assim definida, a profissão Terapia Ocupacional adquire o caráter de método constituído por procedimentos técnicos também denominados de terapia ocupacional. A autora define no geral a população-alvo da Terapia Ocupacional como indivíduos que por fatores de ordem física e/ou psicológica e/ou social apresentam...

Medio Siglo de Historias de la Terapia Ocupacional en Chile

Universidad de Chile. Escuela de Terapia Ocupacional
Fonte: Universidad de Chile, Escuela de Terapia Ocupacional Publicador: Universidad de Chile, Escuela de Terapia Ocupacional
Tipo: Libro
ES
Relevância na Pesquisa
46.52%
Este libro es el fruto de un experimento realizado con motivo del cincuentenario de la Escuela de Terapia Ocupacional de la Universidad de Chile. En mayo de 2013 una convocatoria masiva invitó a la ciudadanía a escribir relatos y poemas vinculados con la disciplina. En esta antología el lector se encontrará con ideas que luego se transformaron en páginas escritas desde lugares tan distantes como Argentina, Australia, Chile, España, República Checa y Uruguay. "Medio Siglo de Historias" recoge la selección realizada por el jurado del certamen en la que se presentan textos emotivos, creativos, apasionados, cómicos, testimoniales y sorprendentes; todos vinculados, de una u otra forma, con el quehacer de la Terapia Ocupacional.

Estudio del razonamiento clínico en estudiantes de terapia ocupacional

Talavera Valverde, Miguel Ángel
Fonte: Universidade da Corunha Publicador: Universidade da Corunha
Tipo: Tese de Doutorado
SPA
Relevância na Pesquisa
36.75%
[Resumen] Los razonamientos son la base de la estructura profesional en cualquier disciplina. Objetivo: determinar las destrezas cognitivas implicadas en el razonamiento diagnóstico de los estudiantes durante su formación para elaborar un diagnóstico ocupacional. Metodología: enmarcamos la investigación en una metodología mixta; las herramientas de recogida de datos utilizadas fueron: resolución del caso ad hoc, entrevista en profundidad y cuaderno de campo. Participaron voluntariamente 90 estudiantes del grado de terapia ocupacional de la Universidade de A Coruña. Resultados: un 65,5% identificó problemas del desempeño, un 44,44% categorizó alguna variable responsable del problema. El 5,55% realizó análisis y síntesis de la información obtenida y profundizó en interpretar datos para elaborar un diagnóstico ocupacional. Por otro lado, no utilizaron la teoría de terapia ocupacional para documentar problemas del desempeño. Además, existió confusión en los participantes durante la evaluación y caos en el uso del razonamiento diagnóstico. Tanto el razonamiento procesal como un exiguo razonamiento condicional aparecieron en las respuestas de los participantes. Conclusión: las destrezas de razonamiento diagnóstico evolucionaron durante la formación...

Hospitalization in neonatal intensive care units in Brazil - 1998-2001; Hospitalización en unidad de terapia intensiva neonatal en Brasil - 1998-2001; Internações em unidade de terapia intensiva neonatal no Brasil - 1998-2001

Kamada, Ivone; Rocha, Semiramis Melani Melo; Barbeira, Claudia Benedita dos Santos
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/08/2003 POR
Relevância na Pesquisa
36.75%
This study aimed at obtaining information on the development of data records in Neonatal Intensive Care Units in Brazil; comparing the number of beds in Neonatal Intensive Care Units with that in Intensive Care Units in general and assessing their distribution in different Brazilian states. There has been an increase in the number of beds and authorizations for hospitalizations in intensive care units. The percentages indicating the total number of beds for intensive care and neonatal intensive care vary from one state to another with 17% in São Paulo, 25% in Rio Grande do Sul and 29.5% in Paraná. São Paulo state presents the highest number of beds, followed by Rio Grande do Sul.; Este trabajo tiene como objetivos: conocer la evolución del registro de datos sobre Unidades de Terapia Intensiva Neonatal en Brasil; comparar el número de camas de Unidades de Terapia Intensiva Neonatales con el número de camas de Unidades de Terapia Intensiva en general y verificar su distribución por los Estados de Brasil. Hubo aumento en el número de camas y en las autorizaciones para hospitalizaciones en la unidad de terapia intensiva. Los porcentajes entre el total de camas de terapia intensiva y camas de las unidades de terapia intensiva neonatal varían de acuerdo con el Estado...