Página 1 dos resultados de 1572 itens digitais encontrados em 0.023 segundos

Aspectos importantes na implantação da teoria das restrições na gestão da produção: um estudo multicaso; Important aspects in the implantation of the theory of constraints in production administration: a study multi-case

Ferreira, Alessandra Henriques
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 21/01/2008 PT
Relevância na Pesquisa
66.03%
Identificar a meta, pensar na empresa como um todo e não como um conjunto de partes isoladas, reconhecer e aumentar a capacidade da restrição, são etapas necessárias para a implementação da Theory of Constraints (TOC). Essa utilização, seja por meio de raciocínio lógico ou por meio da metodologia Tambor-Pulmão-Corda, visa racionalizar os processos nas organizações e criar novas abordagens que permitam alavancar a competitividade das organizações. Este trabalho parte da intenção de abordar os princípios e as práticas da Teoria das Restrições, identificando e analisando o impacto da implantação da TOC na gestão da produção. Neste contexto, a pesquisa apresenta um enfoque tanto exploratório, quanto descritivo. Pode ser considerado exploratório, uma vez que a revisão da literatura servirá como referência central para as seguintes discussões - a partir da implantação da TOC, quais as mudanças geradas no processo de gestão de uma empresa, quais as alterações nas rotinas de trabalho, qual a reação da equipe envolvida no processo. É descritivo, por meio da descrição e análise de estudos de caso. Sendo assim, pretende-se a partir do levantamento e avaliação do desempenho organizacional e de pesquisa realizada junto a empresas conceituadas...

A ecologia organizacional das organizações ecológicas

Dowell, Silvia Ferreira Mac
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
Relevância na Pesquisa
65.96%
Este trabalho discute a dinâmica das entidades ambientalistas no Brasil e sua articulação com outros setores da perspectiva da temática interorganizacional da Teoria das Organizações. Após a construção de um painel geral sobre a emergência do ambientalismo e a sistematização do referencial teórico adotado, é apresentado um estudo de caso sobre a formação e a dinâmica do movimento em torno da preservação da região da Juréia. As discussoes apontam as inter-relações e os arranjos desenvolvidos, procurando explicar a expansão e o funcionamento de uma organização não governamental ecologista e a consolidação de uma arena interorganizacional ambientalista em São Paulo

Um estudo sobre motivação na teoria das organizações

Frota Neto, Antonio
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
75.93%
Motivação na teoria das organizações

Marco teórico para um modelo de gestão à luz do ciclo de vida das organizações

Fayet, Eduardo Alves
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Tese de Doutorado Formato: [182] f.| il., tabs., grafs.
POR
Relevância na Pesquisa
65.97%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico.Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção; A presente tese de doutorado trata-se de um estudo sobre um marco conceitual para um modelo de gestão à luz do ciclo de vida das organizações que vincule as teorias de ciclo de vida organizacional e modelos de gestão organizacionais. O trabalho apresenta os fundamentos teóricos sobre os dois assuntos, a construção de um modelo teórico preliminar baseado na teoria, a pesquisa empírica com empresas e a elaboração de um modelo de gestão para cada fase do ciclo de vida das organizações. Para tal, foi utilizado o modelo de ciclo de vida das organizações de Churchill e Lewis articulado com um conjunto de elementos que constituem os modelos de gestão sendo: estrutura organizanal, estratégia, cultura organizacional e tecnologia digital. Foram enumeradas um conjunto de conclusões relativas ao tipo de modelo de gestão que as empresas devem utilizar em cada uma das fases do seu ciclo de vida e as respectivas ações de gestão que podem ser implementadas.

Abordagem do gerenciamento de processos finalísticos em sistemas logísticos do setor de serviços : aplicação da teoria das restrições

Resende Junior, Pedro Carlos
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
65.93%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação, 2006.; A pesquisa analisou a aplicação da Teoria das Restrições no gerenciamento dos processos finalísticos em sistemas logísticos do setor de serviços, uma vez que esse gerenciamento tem se tornado mais complexo devido à absorção de um número cada vez mais crescente de fatores e elementos interagentes em seus processos, e ao comportamento de suas conexões, que apresentam baixo grau de previsibilidade e conjuntos de respostas não lineares. Portanto, o desenvolvimento avaliou os impactos da aplicação de um conjunto de conceitos de gestão de processos organizacionais aplicado em organizações do setor de serviços logísticos, sob a ótica do pensamento sistêmico, a partir da compreensão e interpretação da realidade por uma visão interativa abordando as características e a composição das partes com suas diferentes propriedades, a conectividade entre essas partes e o seu grau reduzido de previsibilidade de comportamento. Foi realizado o mapeamento dos processos e operações que compõem os sistemas logísticos estudados, onde tais sistemas foram simulados e submetidos à aplicação da Teoria das Restrições. Os sistemas também foram contextualizados por meio da Metodologia de Processos P3Tech (Processes Production Process Technology). Como resultados da pesquisa...

Modelo organizacional das Universidades Públicas Portuguesas; referencial de inovação suportado em sistemas de informação/tecnologias de informação e comunicação (SI/TIC)

Silva, Paulo Fernando Lopes Resende da
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
85.99%
O contexto actual do sector da educação, induzido pelo fim de algumas fronteiras proteccionistas e pelas tecnologias de informação e da comunicação, solicita novas abordagens na gestão das Universidades. Pensara Universidade em termos da teoria organizacional, compreender os modelos organizacionais que orientam cada Universidade e procurar identificara arquitectura de informação que suporta esse modelo organizacional é a chave para a Universidade se adaptar e responder às novas tendências. Desta forma, este trabalho procura analisar as Universidades Públicas Portuguesas nesta dimensão, procurando encontrar um referencial de inovação do sistema de gestão das Universidades, suportado por um adequado sistema de informação, que responda ao modelo organizacional da Universidade. Palavras-chave: Gestão Universitária, Sistemas de Informação, Modelo Organizacional, Modelo Informacional, Arquitectura da Informação, Teoria das Organizações. /ABSTRACT -The actual context of educational sector, induced by the end of some boundaries and the information and communication technology, demand new approach on university management. Think the university in terms of organizational theory and understand the different organizational models that guide each university and try to identify the information architecture that support the organizational model is one of the key to adapt the university to answers to the new tendencies. So...

Eficácia e eficiência organizacionais

Robalo, António
Fonte: INDEG/ISCTE Publicador: INDEG/ISCTE
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //1995 POR
Relevância na Pesquisa
65.96%
Série II; O presente artigo procura mostrar de que forma a Teoria das Organizações pode contribuir, complementarmente à Teoria do Management, para a explicação da eficiência/eficácia organizacionais. São passadas em revista três perspectivas básicas neste campo: a centrada nos objectivos, a sistémica e a corporizada no "multiple constituency model".

Responsabilidade social na gestão das organizações: caminhos para a certificação

Centeno, Celina da Conceição Ribeiro
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
66.02%
A presente dissertação aborda a temática da responsabilidade social nas organizações e, mais concretamente, as iniciativas existentes nesta área ao nível da normalização e da certificação. O objectivo fundamental para este estudo centra-se na realização de um diagnóstico das práticas em vigor na Fundação D. Laura dos Santos à luz dos requisitos da Norma SA 8000 com vista numa possível certificação. Esta investigação surge num contexto em que cada vez com mais frequência a expressão desenvolvimento sustentável emerge como um objectivo a alcançar. Trata-se de uma forma de progresso das organizações que não só satisfaça as necessidades do presente, como não comprometa a capacidade das gerações futuras na satisfação das suas próprias necessidades. O desenvolvimento sustentável torna as empresas mais competitivas, mais resistentes e com um mais elevado nível de flexibilidade num contexto mundial em constante mutação. Na actualidade, as organizações fazem parte de um contexto global pelo que a adopção de uma atitude de abertura é um aspecto fundamental. As questões relativas à sua sustentabilidade devem pois assumir um papel preponderante ao nível da sua estratégia e na sua actividade...

Teoria crítica e teoria das organizaçoes

Drago,Pedro Anibal
Fonte: Fundação Getulio Vargas, Escola de Administração de Empresas de S.Paulo Publicador: Fundação Getulio Vargas, Escola de Administração de Empresas de S.Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/1992 PT
Relevância na Pesquisa
96.14%
O trabalho pretende refletir sobre as conseqüências das análises elaboradas pelo Humanismo Radical e especialmente por H. Marcuse, da Escola de Frankfurt, sobre a Teoria Crítica das Organizações. Partindo das origens filosóficas do Humanismo Radical, analisa alguns trabalhos significativos de Marcuse sobre a estrutura fechada e repressiva da Cultura e da Sociedade Industrial de onde algumas saídas possíveis são exploradas. Finalmente são colocadas algumas idéias sobre a influência dessas análises no Estudo e Teoria das Organizações.

Teoria das organizações e a nova sociologia econômica: um diálogo interdisciplinar

Serva,Maurício; Andion,Carolina
Fonte: Fundação Getulio Vargas, Escola de Administração de Empresas de S.Paulo Publicador: Fundação Getulio Vargas, Escola de Administração de Empresas de S.Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2006 PT
Relevância na Pesquisa
96.18%
Este trabalho pretende abordar algumas contribuições teóricas para ampliar o diálogo interdisciplinar entre a teoria das organizações e a nova sociologia econômica. Para tanto, os autores fazem inicialmente uma reconstituição do ressurgimento dos estudos da sociologia econômica. Em seguida, apresentam a problemática presente na interface da nova sociologia econômica e da teoria das organizações. Depois avançam em direção à construção interdisciplinar, indicando as contribuições que a teoria das organizações pode dar para a nova sociologia econômica e vice-versa. Vários temas e enfoques hoje desenvolvidos separadamente pelas duas disciplinas podem ganhar em riqueza e profundidade para ambas se o esforço de construção interdisciplinar for realizado. Assim, o interesse dos autores é auxiliar esse processo, indicando perspectivas de trabalho conjunto para pesquisadores de ambos os campos.

Paradigma da complexidade e teoria das organizações: uma reflexão epistemológica

Serva,Maurício; Dias,Taisa; Alperstedt,Graziela Dias
Fonte: Fundação Getulio Vargas, Escola de Administração de Empresas de S.Paulo Publicador: Fundação Getulio Vargas, Escola de Administração de Empresas de S.Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2010 PT
Relevância na Pesquisa
96.12%
Este ensaio é produto de uma reflexão acerca da epistemologia da complexidade e sua importância para a epistemologia da administração e para a teoria das organizações. Propõe-se auxiliar na compreensão do seu surgimento, apontando sua potencial contribuição para o avanço da epistemologia da administração e da teoria das organizações. Para tanto, num primeiro momento, aborda o surgimento de uma epistemologia específica da administração e a necessidade de um novo olhar sobre ela. Em seguida, trata sinteticamente da epistemologia e do paradigma da complexidade, para então passar a discutir a relação e as contribuições potenciais desses conhecimentos para o avanço da reflexão epistemológica na administração e do aperfeiçoamento das teorias organizacionais. Por fim, destaca algumas questões que surgem a partir dessa reflexão, em se tratando da possibilidade da adoção da epistemologia da complexidade para a realização de estudos organizacionais numa perspectiva crítica.

Contribuições da Sociologia Econômica à teoria das organizações

Serva,Maurício
Fonte: Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília Publicador: Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2002 PT
Relevância na Pesquisa
96.14%
Este artigo tem como objetivo demonstrar, de forma sintética, a contribuição que a Sociologia Econômica vem dando à teoria das organizações. Para tanto, o autor trata de cinco temas abordados pela Sociologia Econômica que têm forte relação com demandas e lacunas da teoria das organizações: a análise institucional dos mercados, a competição empresarial, os grupos econômicos, o empreendedorismo, a economia solidária. Em cada tema, são identificados os principais estudos e as possibilidades de enriquecimento que a aproximação com Sociologia Econômica pode trazer à teoria das organizações.

Controle: perspectivas de análise na teoria das organizações

Martins,Fernando Ramalho
Fonte: Fundação Getulio Vargas, Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas Publicador: Fundação Getulio Vargas, Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2006 PT
Relevância na Pesquisa
96.04%
Este artigo tem por objetivo promover uma discussão acerca do controle na teoria das organizações. Nesse sentido, definiremos o termo a partir de duas diferentes perspectivas, uma de cunho funcionalista, com ênfase nos aspectos coordenativos e funcionais do controle em relação ao organismo organizacional, e uma segunda de cunho crítico, enfatizando a explicitação das contradições sociais inerentes ao fenômeno. Em meio a essa discussão, apresentaremos a economia política do poder por considerar que essa corrente de pensamento é uma das poucas, nos estudos organizacionais, a abordar a temática em conformidade com a segunda perspectiva.

RELAÇÕES DE PODER SEGUNDO BOURDIEU E FOUCAULT: UMA PROPOSTA DE ARTICULAÇÃO TEÓRICA PARA A ANÁLISE DAS ORGANIZAÇÕES

Fonte: Organizações Rurais & Agroindustriais Publicador: Organizações Rurais & Agroindustriais
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
75.89%
A realização do presente ensaio consiste em construir uma proposta teórica de análise das relações de poder nas organizações, na tentativa de estabelecer uma ligação entre a obra de Pierre Bourdieu e Michel Foucault. Os dois autores foram escolhidos por terem elaborado amplas discussões acerca do poder, com possibilidade de se complementarem. A presente proposta vem ao encontro dos anseios de Morin & Le Moigne (2000) e Santos (1996) no que diz respeito à busca por novos modelos e explicações mais abrangentes para o mundo social e ao combate à hiperespecialização das ciências. Também atende aos clamores de Hardy & Clegg (2001) pela transformação dos estudos organizacionais em um conjunto de conversações mais relacionadas e conectadas entre si, principalmente, no que se refere aos estudos sobre o poder.

Responsabilidade social na gestão das organizações: caminhos para a certificação

Centeno, Celina da Conceição Ribeiro
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
66.02%
A presente dissertação aborda a temática da responsabilidade social nas organizações e, mais concretamente, as iniciativas existentes nesta área ao nível da normalização e da certificação. O objectivo fundamental para este estudo centra-se na realização de um diagnóstico das práticas em vigor na Fundação D. Laura dos Santos à luz dos requisitos da Norma SA 8000 com vista numa possível certificação. Esta investigação surge num contexto em que cada vez com mais frequência a expressão desenvolvimento sustentável emerge como um objectivo a alcançar. Trata-se de uma forma de progresso das organizações que não só satisfaça as necessidades do presente, como não comprometa a capacidade das gerações futuras na satisfação das suas próprias necessidades. O desenvolvimento sustentável torna as empresas mais competitivas, mais resistentes e com um mais elevado nível de flexibilidade num contexto mundial em constante mutação. Na actualidade, as organizações fazem parte de um contexto global pelo que a adopção de uma atitude de abertura é um aspecto fundamental. As questões relativas à sua sustentabilidade devem pois assumir um papel preponderante ao nível da sua estratégia e na sua actividade...

A teoria administrativa e o mito da neutralidade científica

Colossi, Nelson
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.29%
A teoria das organizações é uma disciplina importan te, e ao mesmo tempo emocionante, tanto para alunos dos cur sos de administração, sociologia, política, economia ou ou tros, como para executivos de organizações. A teoria das orga . nizações fornece um substancial quadro de referencia teórico, acerca do comportamento organizacional, desde os "classicos" até os teórico de sistemas. Na realidade, o conhecimento da evolução do pensamen to administrativo, é um instrumental indispensável pára qual quer pessoa que se interessa pelo estudo das organizações. Nesta dissertação, optou-se primeiramente, por exami nar detidamente a teoria das organizações, tomando-se por ba se as diversas abordagens, que a história da administração tem • registrado. Assim, o conteúdo desta dissertação abrange as di ferentes contribuições que cientistas, teóricos e administradores emprestam à literatura das organizações. E, em segundo lugar, examinar também a aplicação do conceito de ideologia de Karl Mannhein às afirmações das diversas teorias, buscando afirmar que a teoria geral da administração é uma ideologia. Portanto, desenvolve-se os seguintes pontos fundamen tais: - Analisa-se primeiramente a abordagem clássica à teoria das organizações. Mostra-se as conitribuições pioneiras de Taylor e Fayol...

A teoria das restrições : uma análise em uma metalúrgica sediada em Siderópolis - SC

Guidi, Camila Nascimento
Fonte: Universidade do Extremo Sul Catarinense Publicador: Universidade do Extremo Sul Catarinense
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso - TCC
PT_BR
Relevância na Pesquisa
65.92%
Trabalho de Conclusão de Curso, apresentado para obtenção do grau de Bacharel no Curso de Ciências Contábeis, da Universidade do Extremo Sul Catarinense, UNESC.; As organizações procuram desenvolver estratégias para se tornarem mais competitivas, buscando melhorar os resultados ao mesmo tempo oferecer produtos de qualidade pelo preço que o mercado está disposto a pagar. A teoria das restrições contribui para a gestão empresarial mediante o monitoramento do desempenho da entidade, informações que são decisivas na tomada de decisões. que também apresenta um sistema de gerenciamento da produção que inclui cinco passos para um processo de melhoria contínua, de modo que a entidade caminhe para alcançar sua meta que é ganhar dinheiro hoje e no futuro. A finalidade deste estudo consiste em verificar de que forma a teoria das restrições pode ser utilizada como instrumento na gestão indústria mecânica. Para tanto, a metodologia utilizada caracterizou-se por ser descritiva, utilizando abordagem qualitativa sobre a questão levantada. Fez um estudo de caso por meio de pesquisa observacional e entrevista. Os resultados apontam que a empresa em estudo apresenta inicialmente duas restrições, que após serem exploradas refletem no aumento de capacidade produtiva do fluxo total da empresa. Conclui-se que a teoria das restrições como ferramenta gerencial é favorável a qualquer entidade que deseja melhorar os seus resultados. Utilizando seus princípios...

O processo de empresarização em organizações culturais brasileiras

Rodrigues, Marcio Silva; Universidade Federal de Pelotas; Silva, Rosimeri Carvalho da; Universidade Federal do Rio Grande do Sul; Dellagnelo, Eloise Helena Livramento; Universidade Federal de Santa Catarina
Fonte: Universidade Federal Fluminense Publicador: Universidade Federal Fluminense
Tipo: Avaliado pelos pares Formato: application/pdf
Publicado em 22/04/2014 PT
Relevância na Pesquisa
65.95%
De acordo com Solé (2008), atualmente, a empresa converteu-se no modelo universal dos indivíduos e demais organizações (processo de empresarização). Seguindo estes argumentos, consideramos relevante desenvolver um estudo com o objetivo de verificar os impactos do processo de empresarização em organizações esportivas e religiosas localizadas no Brasil. Para desenvolver essa pesquisa de natureza predominantemente qualitativa, coletamos dados por meio de entrevistas, observação direta e documentos diversos. Os dados foram analisados através da técnica de análise categorial de conteúdo. De uma maneira geral, analisamos quatro dimensões do processo de empresarização adaptadas de Solé (2004; 2008): orientação mercadológica, aspectos legais, linguagem e organização do trabalho. A análise dos dados revela que os clubes de futebol são as organizações que, quando comparados com os outros dois tipos, apresentaram o processo de empresarização mais intenso e avançado. Além disso, apesar de observarmos que as dimensões mercado e linguagem são aquelas que mais se intensificam ao longo da história das organizações em estudo, o seu comportamento nas três situações é diferenciado. Sem dúvida alguma, ela é mais fortemente presente nos clubes de futebol em comparação às situações do voleibol e das igrejas.

A comunicação empresarial: um estudo evolutivo das teorias das organizações

Angeloni, Maria Terezinha; UNISUL - Universidade do Sul de Santa Catarina; Fernandes, Caroline Brito
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/1999 POR
Relevância na Pesquisa
75.91%
Este artigo tem por objetivo fazer uma análise histórica da função comunicação dentro das empresas, a partir das Teorias das Organizações. Procura-se, ao longo do mesmo,mostrar o aparecimento dessa variável nos diferentes estágios do pensamento administrativo, mostrando a interação entre a comunicação e a organização.; This article has for objective to inside make a historical analysis of the function communication of the companies from the Theories of the Organizations. The long one of exactly is looked to it, to show the appearance of this variable, the communication, in the different periods of training of the administrative thought, showing the interaction of itwith the organization. KEYWORDS: Communication; Theory of the organizations; Historical analysis

Organizações artesanais: um sistema esquecido na teoria das organizações

Vergara,Sylvia; Silva,Heliana
Fonte: INDEG-IUL - ISCTE Executive Education Publicador: INDEG-IUL - ISCTE Executive Education
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2007 PT
Relevância na Pesquisa
66.12%
Este ensaio trata das organizações de produção artesanal. Sobre elas levantam-se duas questões: porque não têm sido consideradas na teoria das organizações? E porque merecem ser estudadas? Para responder a estas questões, o artigo vale-se da reflexão exposta em argumentações. Considera que tais organizações não foram tratadas no campo da teoria das organizações porque esta voltou-se, predominantemente, para a questão empresarial e industrial. No entanto, organizações de produção artesanal sobreviveram ao processo de industrialização e na atualidade se colocam com potencial para a renovação dos valores do mercado e para acoplamento ao sistema produtivo. Organizações artesanais são uma alternativa para a geração de postos de ocupação e trabalho, com a revalorização do saber local e dos bens materiais e imateriais que formam a cultura e a identidade territorial.