Página 1 dos resultados de 3540 itens digitais encontrados em 0.067 segundos

Usos do território e políticas de ciência, tecnologia e inovação em saúde: uma abordagem a partir da circularidade produtiva do radiofármaco FDG-18F para estudos PET-CT na Argentina e no Brasil; Uses of territory and science, technology and health innovation policies:a perspective on the productive circularity of the radiopharmaceutical FDG-18F for PET-CT studies in Argentina and Brazil

Iozzi, Fabíola Lana
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/02/2014 PT
Relevância na Pesquisa
105.94%
Argentina e Brasil apresentam, cada um com suas particularidades, situações deficitárias no que diz respeito à base produtiva de alta intensidadetecnológica. Nesse amplo contexto, mostram-se de forte relevância políticas públicas de ciência, tecnologia e inovação voltadas para o fortalecimento e aprimoramento das áreas de produção e pesquisa nacionais em campos estratégicos. Por conformar um ramo fortemente demandante e dependente de produtos e serviços com intenso conteúdo tecnológico e ser um dos pilares do sistema de proteção social, o campo da saúde ganha destaque. Com isso, aparece como central para as políticas públicas nacionais dos países subdesenvolvidos, tendo em vista a importância de alcançarem maiores graus de autonomia frente aos oligopólios mundiais que dominam a produção de medicamentos e equipamentos para a saúde. É nesse conjunto de circunstâncias que se insere a proposta do presente trabalho, cujo objetivo é analisar umcircuito espacial produtivo e seus respectivos círculos de cooperação (SANTOS, 1986) que envolvem um serviço de alta densidade tecnológica na área da saúde. O recorte mais específico é a circularidade produtiva do radiofármaco fluordesoxiglucose (FDG-18F) para estudos em equipamento de tomografia por emissão de pósitrons (PET-CT) na Argentina e no Brasil. Para alcançar esse objetivo...

Modelos e prioridades estratégicas em ciência, tecnologia e inovação nos países da OCDE e nos BRICS

Pina, Ana Teresa Coelho
Fonte: Instituto Superior de Economia e Gestão Publicador: Instituto Superior de Economia e Gestão
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 18/03/2009 POR
Relevância na Pesquisa
105.96%
Mestrado em Economia e Gestão da Ciência, Tecnologia e Inovação; Este trabalho de investigação teve como objectivo principal identificar e classificar os principais padrões de actuação através das quais os sistemas actuais de prioridades estratégicas em Ciência, Tecnologia e Inovação (CTI) dos países diferem entre si. O trabalho propôs-se a estudar um quadro conceptual baseado numa análise tridimensional, que permitiu perceber: 1) As diferenças no tipo de prioridades existentes, quanto ao seu grau de importância e dimensão; 2) As diferenças existentes no grau de intencionalidade do processo de definição das prioridades por parte dos modelos políticos e 3) As diferenças existentes quanto aoprocesso de definição dessas prioridades. Foi utilizado o método hierárquico de determinação de clusters para a análise de vinte e oito países da OCDE e cinco economias emergentes actuais, os BRICS. Do modelo testado resultaram cinco clusters principais, sobre os quais se concluiu que há áreas científicas e tecnológicas mais estratégicas que outras, já que a aposta por parte dos Governos difere substancialmente em alguns dos grupos de países. O argumento do nível de desenvolvimento económico demonstrou-se um ponto chave para a compreensão dos modelos de prioridades em CTI. Verificou-se que o processo de definição de prioridades é assumido de forma explícita por parte dos modelos políticos...

Políticas organizacionais de ciência, tecnologia e inovação e gestão da propriedade industrial: uma análise comparativa em Instituições de Pesquisa

Quintal,Renato Santiago; Terra,Branca Regina Cantisano dos Santos e Silva Riscado
Fonte: Universidade Federal de São Carlos Publicador: Universidade Federal de São Carlos
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2014 PT
Relevância na Pesquisa
105.96%
O objetivo geral do presente estudo é analisar comparativamente os elementos constitutivos das políticas organizacionais de Ciência, Tecnologia e Inovação (C, T&I) e da gestão da propriedade industrial em Instituições de Pesquisa (IP). Os objetivos específicos são: 1) identificar e analisar comparativamente os métodos utilizados na valoração das patentes pelas IP e seus respectivos indicadores; 2) verificar se os métodos de valoração das patentes empregados pelos Núcleos de Inovação Tecnológica (NIT) das IP, com o advento da Lei de Inovação, estão aderentes aos métodos sugeridos pela literatura corrente; 3) verificar quais são os indicadores utilizados na valoração das patentes implementados nas IP; e 4) elaborar a análise comparativa. No que tange à metodologia, a presente pesquisa pode ser classificada como qualitativa, exploratória, bibliográfica, documental e estudos de casos. Ao final do estudo, espera-se responder a cinco problemas de pesquisa, formulados a partir do objetivo geral e dos objetivos específicos do trabalho. Os achados indicam que os NIT apresentam configurações distintas e adaptadas às suas necessidades e atribuições. A preocupação com a capacitação é unânime em todas as IP visitadas. São utilizados recursos orçamentários e extraorçamentários provenientes de agências de fomento e fundações de apoio à pesquisa...

Como construir indicadores de Ciência, Tecnologia e Inovação usando Web of Science, Derwent World Patent Index, Bibexcel e Pajek?

Ruas,Terry Lima; Pereira,Luciana
Fonte: Escola de Ciência da Informação da UFMG Publicador: Escola de Ciência da Informação da UFMG
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2014 PT
Relevância na Pesquisa
95.87%
O objetivo deste artigo é apresentar um processo que explique como usar softwares livres para buscar, extrair (Bibexcel) e visualizar dados (Pajek) dos repositórios de publicações científicas (Web of Science) e tecnológicas (Derwent World Patent Index) para construção de indicadores de produtividade científica e tecnológica. Espera-se que este processo contribua como um guia metodológico para a realização de estudos cientométricos, de tal modo que permita aos pesquisadores e aos gestores de Ciência, Tecnologia e Inovação (CTI) sem conhecimentos avançados em computação a obter informações de forma mais prática, porém confiáveis, dos repositórios e que, a partir delas, possam construir indicadores e elaborar avaliações mais precisas de CTI.

Participação portuguesa no projecto KC-390 da Embraer : desafios no âmbito da gestão da tecnologia e da inovação

Oliveira, Tiago Manuel dos Santos
Fonte: Instituto Superior de Economia e Gestão Publicador: Instituto Superior de Economia e Gestão
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
95.93%
Mestrado em Economia e Gestão de Ciência, Tecnologia e Inovação; O setor da indústria aeronáutica foi desde sempre reconhecido por elevada qualidade e complexidade. Os atributos do setor transparecem nos seus produtos, sendo poucas as criações humanas que são desenvolvidas com um nível de exigência tão elevado como as aeronaves. Um dos projetos mais recentes da Embraer é o KC-390, uma aeronave de transporte militar tático. O projeto de desenvolvimento conta com a participação de diversos países e, desde logo, Portugal, através das OGMA e dos consórcios Better Sky e Compass. Do ponto de vista da Gestão de Tecnologia e Inovação, o projeto KC-390 instiga diversos desafios centrados nas empresas, estes diretamente ligados com as suas competências e propostas, tornando-se também premente a sua identificação numa perspetiva de aprendizagem sobre a evolução da indústria aeronáutica portuguesa. Neste âmbito foi desenhado um estudo de caso tendo como objetivo caracterizar o envolvimento de Portugal no projeto e os desafios que se colocam às empresas. A dissertação permitiu concluir que Portugal não está a tirar pleno partido da oportunidade que representa o projeto, o qual fica marcado por um conflito entre as perspetivas industrial...

Indicadores de ciência tecnologia e inovação para que?

Issberner, Liz-Rejane
Fonte: Ibict : Ufrj Publicador: Ibict : Ufrj
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
POR
Relevância na Pesquisa
95.97%
O presente trabalho busca, a partir de uma reflexão sobre a natureza das atividades relacionadas à inovação na área das políticas pública, desenvolver uma categorização dos instrumentos conceituais e metodológicos, bem como dos diferentes tipos de informações voltados para mensurar e avaliar as políticas de ciência, tecnologia e inovação. São identificadas quatro categorias de diferentes modalidades de indicadores, cada qual orientada para situações específicas no âmbito de políticas, demandando um tipo particular de instrumentos de análise e, muitas vezes, demandando perfis profissionais distintos para a sua elaboração. O trabalho conclui ressaltando a necessidade de se aperfeiçoar a área da elaboração de informações em nível governamental, especificamente a de indicadores de ciência tecnologia e inovação sob risco de os gestores e a sociedade em geral não disporem de meios capazes de avaliar os resultados de políticas ou de cometer equívocos em função da pouca clareza sobre a finalidade, limites e abrangência das informações.

Evolução da execução orçamentária do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação entre 2001 e 2010; Texto para Discussão (TD) 1751: Evolução da execução orçamentária do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação entre 2001 e 2010

Queiroz, Glauber Pimentel de; Cavalcante, Luiz Ricardo
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
PT-BR
Relevância na Pesquisa
96.06%
O objetivo deste trabalho é analisar a evolução da execução orçamentária do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) ao longo da década de 2000, com o propósito de verificar se alterações em sua composição refletiriam maior ênfase às políticas de inovação amparadas no modelo sistêmico de inovação. O procedimento de coleta e análise de informações utilizou critérios de classificação que demonstrassem as mudanças mais significativas no perfil de aplicação de recursos públicos para o setor a partir de quatro eixos de atuação empregados pelo MCTI desde o início da década de 2000 (Sistema Nacional de CT&I, Inovação Tecnológica nas Empresas, Áreas Estratégicas e Desenvolvimento Social). Os resultados indicam que houve uma inversão na participação relativa entre os eixos “Expansão e consolidação do Sistema Nacional de CT&I” (eixo I) e “Promoção da inovação tecnológica nas empresas” (eixo II) no conjunto das despesas discricionárias do MCTI, o que sugere a incorporação do discurso modernizador do órgão em sua programação orçamentária. No entanto, não se pode concluir de imediato que estes recursos, uma vez aplicados no eixo de atuação destinado à inovação em empresas...

Desigualdades regionais em ciência, tecnologia e inovação (CT&I) no Brasil: uma análise de sua evolução recente; Texto para Discussão (TD) 1574: Desigualdades regionais em ciência, tecnologia e inovação (CT&I) no Brasil: uma análise de sua evolução recente; Regional inequalities in science, technology and innovation (ST&I) in Brazil: an analysis of recent developments

Cavalcante, Luiz Ricardo
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
PT-BR
Relevância na Pesquisa
95.98%
O objetivo deste trabalho é analisar a evolução das desigualdades regionais em ciência, tecnologia e inovação (CT&I) no Brasil ao longo da última década. A revisão bibliográfica: i) reafirma a associação entre as atividades de CT&I e o desenvolvimento econômico e social; e ii) constata a existência de elevados níveis de desigualdades regionais em CT&I no Brasil. Do ponto de vista metodológico, o trabalho apoia-se i) na análise de estatísticas descritivas de indicadores regionalizados de CT&I; e ii) no cálculo de índices de desigualdades inter-regionais e interestaduais em CT&I. Conclui-se que i) houve um lento processo de convergência da base científica ao longo da década de 2000; ii) esse processo não pode ser creditado à distribuição regional dos recursos do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), que foi proporcional à base científica instalada nas Unidades da Federação (UFs); e iii) no mesmo período, acentuaram-se as desigualdades regionais em esforços tecnológicos pelas empresas industriais. Como resultado, pode-se afirmar que o processo de convergência da base científica ainda não tem sido capaz de motivar um processo de convergência da base tecnológica. Assim...

Políticas de ciência, tecnologia e inovação no Brasil: uma análise com base nos indicadores agregados; Texto para Discussão (TD) 1458: Políticas de ciência, tecnologia e inovação no Brasil: uma análise com base nos indicadores agregados; Policies for science, technology and innovation in Brazil: an analysis based on aggregate indicators

Cavalcante, Luiz Ricardo
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
PT-BR
Relevância na Pesquisa
105.98%
O objetivo deste trabalho é discutir a evolução das políticas de ciência, tecnologia e inovação (CT&I) no Brasil com base nos indicadores agregados de gastos em pesquisa e desenvolvimento (P&D) e de produção científica e tecnológica. A revisão bibliográfica subsidia a proposição de que, gradativamente, as políticas propostas de CT&I têm superado a concepção linear do processo de inovação e passado a reconhecer sua natureza sistêmica. Após uma breve análise da trajetória seguida pelo Brasil desde a criação das agências de fomento à pesquisa e à formação de recursos humanos, na década de 1950, até a década de 1990, argumenta-se que as políticas de CT&I elaboradas no país têm, da mesma forma, admitido o caráter sistêmico do processo de inovação. Em seguida, com base na evolução dos gastos nacionais em P&D, argumenta-se que as políticas efetivamente implementadas continuam privilegiando o financiamento à pesquisa científica. Demonstra-se que, a despeito do crescimento da participação do Brasil nas concessões de patentes depositadas no United States Patent and Trademark Office (USPTO), o crescimento mais acelerado da participação nacional no total de artigos publicados em periódicos científicos internacionais indexados no Institute for Scientific Information (ISI) tem levado a uma queda da relação entre esses dois indicadores. A persistência de ações de caráter mais científico do que tecnológico nas políticas nacionais de CT&I efetivamente implementadas pode ser creditada ao descompasso entre as categorias analíticas usadas para subsidiar a formulação das políticas e a operacionalização de ações amparadas em conceitos menos instrumentais.; 26 p. : il.

Livro branco: ciência, tecnologia e inovação

Brasil. Ministério da Ciência e Tecnologia
Fonte: Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) Publicador: Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT)
Tipo: Documento de política
POT
Relevância na Pesquisa
96.01%
78 p.; Este documento traça rumos para os anos vindouros da Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I) brasileiras, num quadro de transformações mundiais. Traz uma síntese do que os inúmeros interlocutores da Conferência Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação, realizada em setembro de 2001 acordaram entre si para formar e consolidar, em um ambiente estimulante e indutor da inovação, um Sistema Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação cuja base científica e tecnológica seja internacionalmente competitiva, ampla, diversificada e nacionalmente distribuída.

Ciência, Tecnologia e Inovação para o Desenvolvimento Nacional: plano de ação 2007-2010: documento resumo

Brasil. Ministério da Ciência e Tecnologia
Fonte: Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) Publicador: Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT)
Tipo: Livro
POT
Relevância na Pesquisa
116.01%
73 p., il. color., Documento informativo; O principal objetivo do plano é definir um amplo leque de iniciativas, ações e programas que possibilitem tornar mais decisivo o papel da ciência, tecnologia e inovação (C,T&I) no desenvolvimento sustentável do País.

Política nacional de ciência, tecnologia e inovação em saúde. 2. ed.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos. Departamento de Ciência e Tecnologia
Fonte: Ministério da Saúde (MS) Publicador: Ministério da Saúde (MS)
Tipo: Documento de política
POT
Relevância na Pesquisa
95.86%
44 p.; Este documento tem por objetivos principais colaborar para o desenvolvimento e otimização dos processos de produção e absorção de conhecimento científico e tecnológico pelos sistemas, serviços e instituições de saúde, centros de formação de recursos humanos, empresas do setor produtivo e demais segmentos da sociedade. Nele são abordados temas como a situação atual da ciência e tecnologia no Brasil; princípios, eixos condutores e estratégias da Política Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação em Saúde.

3ª Conferência Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação: síntese das conclusões e recomendações.

Brasil. Ministério da Ciência e Tecnologia; Brasil. Centro de Gestão e Estudos Estratégicos
Fonte: Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT); Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE) Publicador: Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT); Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE)
Tipo: Livro
POT
Relevância na Pesquisa
95.92%
297 p. Documento de congresso; A 3ª Conferência Nacional de Ciência Tecnologia e Inovação (3ª CNCTI), realizada em novembro de 2005, em Brasília, Representou, ao mesmo tempo, um desdobramento natural dos avanços no debate e nas ações no campo das políticas de ciência, tecnologia e inovação no Brasil; e um marco fundamental nesse processo.

Ciência, tecnologia e inovação: desafio para a sociedade brasileira - livro verde

Brasil. Ministério da Ciência e Tecnologia; Silva, Cylon Gonçalves da; Melo, Lúcia Carvalho Pinto de; Academia Brasileira de Ciências
Fonte: Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT); Academia Brasileira de Ciências (ABC) Publicador: Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT); Academia Brasileira de Ciências (ABC)
Tipo: Documento de governo
POT
Relevância na Pesquisa
115.96%
26 p.; O Livro Verde da Ciência, Tecnologia e Inovação, que apresento, resulta de amplo debate, coordenado pelo Ministério da Ciência e Tecnologia, acerca do papel do conhecimento e da inovação, na aceleração do desenvolvimento social e econômico do País.

Avaliação de políticas de ciência, tecnologia e inovação: diálogo entre experiências internacionais e brasileiras : seminário internacional

Brasil. Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. Centro de Gestão de Estudos Estratégicos
Fonte: Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE) Publicador: Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE)
Tipo: Documento de congresso
POT
Relevância na Pesquisa
95.94%
251 p.; Este trabalho tem como objetivo o fortalecimento e ampliação de uma base de conhecimento ampla e socialmente relevante; o fortalecimento da interação entre os diversos atores do sistema nacional de inovação e a descentralização das atividades de produção e uso do conhecimento, desenvolvimento regional e local nas políticas de CT&I. Além de enfatizar a importância da avaliação de políticas, instrumentos e programas de CT&I, e da necessidade de construção de capacidades e de referenciais conceituais, analíticos e metodo-lógicos para tornar a avaliação uma atividade sistemática, cujos resultados sejam incorporados ao processo de formulação e implementação de políticas.

Livro Azul da 4ª Conferência Nacional de Ciência e Tecnologia e Inovação para o Desenvolvimento Sustentável.

Brasil. Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação; Brasil. Centro de Gestão e Estudos Estratégicos
Fonte: Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT); Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE) Publicador: Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT); Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE)
Tipo: Livro
POT
Relevância na Pesquisa
105.95%
101 p. Documento de congresso.; A ciência, a tecnologia e a inovação são importantes motores da transformação econômica e social dos países. A busca por novas possibilidades de transformar o conhecimento em inovação – e em riqueza, por conseqüência – envolve hoje inúmeros atores. Não é tarefa apenas de governos, mas do conjunto da sociedade, representada pela academia, setor empresarial, entidades de categorias profi ssionais, entidades do terceiro setor, entre outros.

Plano de Ação em Ciência, Tecnologia e Inovação: principais resultados e avanços: 2007 – 2010

Brasil. Ministério da Ciência e Tecnologia
Fonte: Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) Publicador: Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT)
Tipo: Livro
POT
Relevância na Pesquisa
95.9%
168 p. Plano de ação.; O Plano de Ação em Ciência, Tecnologia e Inovação 2007-2010 (PACTI), anunciado em novembro de 2007, constitui um importante instrumento de orientação das ações de Estado para essas atividades, na medida em que delineia programas e direciona o aporte de recursos numa abordagem sistêmica e estratégica.

Ciência, Tecnologia e Inovação para o Desenvolvimento Nacional: Plano de Ação 2007-2010: resumo

Brasil. Ministério da Ciência e Tecnologia
Fonte: Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) Publicador: Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT)
Tipo: Livro
POT
Relevância na Pesquisa
95.95%
73 p. Plano de ação.; A ciência, a tecnologia e a inovação são questões de Estado, que ultrapassam os governos e devem ser tratadas como compromissos que se transferem de um período governamental para outro. O principal objetivo do plano é definir um amplo leque de iniciativas, ações e programas que possibilitem tornar mais decisivo o papel da ciência, tecnologia e inovação (CT&I) no desenvolvimento sustentável do País.

Ciência, tecnologia e inovação em saúde – desafios

Tess, Beatriz Helena
Fonte: Núcleo de Pesquisa em Direito Sanitário da Universidade de São Paulo Publicador: Núcleo de Pesquisa em Direito Sanitário da Universidade de São Paulo
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Peer-reviewed article; ; ; ; Avaliado pelos pares Formato: application/pdf
Publicado em 14/07/2004 POR
Relevância na Pesquisa
95.88%
Quais são os entraves e desafios para que se instale no país um ciclo virtuoso de produção e aplicação dos resultados das atividades de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I) de maneira a beneficiar diretamente a população? Essa é a pergunta que se procurou enfrentar. Os sistemas de saúde e de CT&I são complexos e contam com muitos atores. De um lado, um sistema de saúde híbrido, com predomínio do sistema público (Sistema Único de Saúde e sua rede de instituições conveniadas), mas com expressiva participação do setor privado (medicina de grupo, seguradoras, cooperativas médicas e provedores particulares). De outro lado, os atores do sistema de CT&I: os formuladores governamentais de políticas, a comunidade científica, as agências de fomento de atividades de CT&I públicas e privadas, os órgãos reguladores, as instituições gerenciadoras de informações em saúde e os componentes do setor produtivo (indústrias farmacêutica, de insumos imuno-biológicos e de equipamentos médico-hospitalares e odontológicos). Os gestores e usuários do sistema de saúde são os grandes demandantes dos produtos, processos e serviços criados a partir de atividades científicas e tecnológicas. A fragilidade das estratégias de articulação e integração entre esses dois sistemas...

Inteligência de negócios em instituições de ciência, tecnologia e inovação (ICTIs): análise da produção científica

Lucas, Alexandre; Universidade Federal de Santa Catarina
Fonte: Departamento de Ciência da Informação – UFSC Publicador: Departamento de Ciência da Informação – UFSC
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 06/08/2015 POR
Relevância na Pesquisa
95.98%
Inteligência de Negócios (IN) ou Business Intelligence (BI) tem apoiado empresas ao redor do mundo na obtenção de vantagens competitivas. Considerando Inteligência de Negócios um termo contemporâneo para se referir a um conjunto de tecnologias de informação (plataformas, aplicações e processos), que visa facilitar a tomada de decisões em todos os níveis, é possível analisar o seu potencial no âmbito das atividades de P&D e em Instituições de Ciência, Tecnologia e Inovação (ICTIs) que são importantes atores no processo de P&D e Inovação.2-O objetivo deste trabalho foi investigar na literatura científica (nacional e internacional) os temas que registrem aspectos relacionados a Inteligência de Negócios (IN) que possam ser operados em ICTIs, e tendo como objetivos específicos: a) Levantar os artigos, teses e dissertações produzidos e disponíveis até agosto de 2014 que tratem de IN em ICTIs; b) Identificar e categorizar elementos ou dimensões que que contribuem para um IN de uma ICTI; c) Descrever os elementos ou dimensões que contribuem para um IN de uma ICTI ressaltando os pontos para o processo de inovação científica e tecnológica; d) Caracterizar a utilização da mineração de textos não estruturados em um sistema de IN. O referencial teórico analisa a Ciência da Informação (CI)...