Página 1 dos resultados de 74 itens digitais encontrados em 0.011 segundos

Um estudo sobre a influência dos modelos mentais compartilhados entre o chief information officer e o time de executivos da alta direção no alinhamento estratégico de sistemas de informação; A study about the influence of shared mental models between the chief information officer and the top management team in the strategic alignment of information systems

Bigueti, José Ricardo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 14/11/2007 PT
Relevância na Pesquisa
46.2%
O objetivo deste estudo é examinar como os Modelos Mentais Compartilhados entre o principal executivo de informática e os demais executivos da alta direção influenciam o alinhamento estratégico de sistemas de informação nas organizações, bem como examinar os fatores que contribuem para a formação de um Modelo Mental Compartilhado. Alinhamento estratégico de sistemas de informação é definido como a congruência entre as estratégias do negócio e de sistemas de informação na organização. Modelo Mental Compartilhado é visto como um constructo multidimensional, composto de uma linguagem comum entre o executivo de informática e os demais executivos da organização e de um entendimento comum sobre o papel de sistemas de informação na organização. A coleta de dados foi feita por meio de uma pesquisa de campo aplicada em organizações atuantes no Brasil. A análise dos dados mostrou que o entendimento compartilhado entre o executivo de informativa e os demais executivos da alta direção sobre o papel de sistemas de informação pode influenciar positivamente o alinhamento estratégico de sistemas de informação nas organizações. Também foi mostrado que a existência de uma linguagem compartilhada entre o executivo de informática e os demais executivos...

Os sentidos construídos acerca do cuidado ao portador de transtorno mental grave por uma equipe de saúde da família na cidade de Araraquara - SP; Meaning construction about the care of severe mental disorder individuals by a family health team in the city of Araraquara - SP.

Angelini, Carina Fernanda Robles
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/09/2007 PT
Relevância na Pesquisa
36.14%
O processo de transformação das ações no campo da saúde mental no Brasil tem se configurado como um grande desafio a todos os atores sociais envol vidos. As múltiplas significações da loucura, os conceitos de saúde-doença, os modelos de organização da rede assistencial, a (des)alocação de recur sos, a preparação dos profissionais para o novo projeto tecno-político, deter minam condutas e norteiam decisões com relação à promoção do cuidado em saúde mental. Novas tendências apon tam para a importância de ações cons truídas a partir de seu contexto, volta das a comunidades. Dessa forma, a construção de novos dispositivos para o cuidado ao doente mental, como a implan tação dos CAPS, propôs a reorganiza ção do cuidado, a implantação da Es tratégia Saúde da Família o fez em rela ção ao cuidado à saúde de forma abran gente. Estes dois dispositivos devem integrar-se numa rede articulada sob a lógica do cuidado coordenado, humani zado, territorializado, paciente-centrado, não sendo suficiente a mera mudança física dos locais das práticas assisten ciais. Assume-se que é preciso sair dos fundamentos rígidos para as flexibilida des, da especialidade profissional isola da para o conhecimento interdisciplinar colaborativo. Nessa reconstrução as falas dos trabalhadores ganham valor fundamental e o construcionismo social oferece condições para se conhecer o modo como as pessoas constroem sentidos no contexto onde realizam suas práticas. Objetivo: compreender os sentidos sobre o cuidado ao portador de transtorno mental grave...

Avaliação em saúde mental: o processo de acolhimento; Evaluation of Health Services: hosting process

Araujo, Adriano Kasiorowski de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 06/03/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.01%
Este trabalho relata a experiência de avaliação do processo de acolhimento em saúde mental na cidade de São Paulo-SP. Baseou-se em entrevistas com os trabalhadores do CAPS adulto e de duas UBS uma com equipe de saúde mental e outra sem essa equipe. O objetivo foi entender o estabelecimento do acolhimento nestes serviços, considerando a percepção dos trabalhadores e identificando o vínculo e a articulação da rede neste processo. Utilizou-se como abordagem metodológica a hermenêutica filosófica gadameriana, para identificar que elementos participantes do processo de acolhimento poderiam ser destacados a partir da pergunta primaz: como é o serviço de saúde mental? Procedeu-se à análise das narrativas e a partir delas se estabeleceu três linhas de argumentação: vínculo, acolhimento, e articulação da rede. Os resultados surgiram em forma de quatro categorias: sensação de ausência; mistura de modelos; primazia em tecnologias duras; e ineficiência quanto à integralidade. Estes achados foram confrontados com outro serviço de saúde: o PSF; e apenas a categoria ausência não pode ser conferida; This paper reports the evaluation experience of hosting process in mental health care in São Paulo-SP. Based on interviews with workers in the adult CAPS and two UBS - with a mental health team and one without this team. The goal was to understand the establishment of hosting into these services...

A integração das ações no campo da saúde mental entre a estratégia de saúde da família e o núcleo de apoio à saúde da família: desafios para uma prática interdisciplinar; Integration of actions in the field of Mental Health between the Family Health Strategy and the Support Center for Family Health: challenges for an interdisciplinary practice

Oliveira, Fernanda Rodrigues Leite de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 06/05/2013 PT
Relevância na Pesquisa
36.15%
Com o intuito de superar os modelos tradicionais de atenção à saúde, caracterizados pela fragmentação e pelo elevado grau de especialização das intervenções, a Estratégia de Saúde da Família (ESF) foi criada como dispositivo prioritário para a reorganização do sistema de saúde. Para tanto, é composta por equipe multiprofissional que deve atuar no desenvolvimento de ações de promoção da saúde, prevenção de adoecimento, tratamento e reabilitação com foco no indivíduo, na família e na comunidade. Com o objetivo de ampliar e apoiar o trabalho da ESF, o Ministério da Saúde criou os Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASF). Tais núcleos são compostos por equipes multiprofissionais que devem operar de acordo com a lógica do Apoio Matricial, trabalhando de maneira conjunta com a ESF. Para isso, os profissionais do NASF desenvolvem algumas ações estratégicas, como discussões de casos, realização de atendimentos compartilhados e ações de educação permanente. A partir da experiência profissional junto ao NASF foi possível verificar alguns impasses e dificuldades relacionados ao desenvolvimento das ações em Saúde Mental e também à integração das equipes de ESF e NASF. Que concepções de Saúde Mental e de cuidado guiam as ações? Como se dá a integração dos diferentes saberes e do trabalho entre os profissionais na construção de projetos terapêuticos? Frente a essas questões...

A influência dos modelos mentais de equipa na eficácia ao longo do tempo: uma relação mediada pelo conflito

Santos, Catarina Marques dos
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 13/04/2011 POR
Relevância na Pesquisa
66.31%
Mestrado em Psicologia Social e das Organizações; Numa altura em que a investigação na área da cognição de equipas começa a proliferar, este estudo pretende contribuir para o desenvolvimento desta temática. Esta investigação avaliou a influência dos modelos mentais de equipa no conflito intragrupal e na eficácia das equipas (a qual engloba o desempenho objectivo, o desempenho percepcionado, a satisfação com a equipa e a vontade de continuar na equipa). Com base na revisão de literatura sobre esta temática, este trabalho avaliou a forma como os membros das equipas desenvolvem modelos mentais em relação às tarefas, à dinâmica relacional do trabalho em equipa e à gestão do tempo, em dois momentos distintos no tempo. No estudo participam 50 equipas de uma competição de estratégia e gestão. A avaliação das variáveis em estudo aconteceu ao longo da competição, sendo os questionários desenvolvidos com base em escalas validadas e adaptadas para o contexto. Os resultados revelaram duas mediações totais do conflito relacional na relação entre os modelos mentais de relação com a satisfação e a vontade de continuar na equipa. Contrariamente ao que esperávamos não se verificou mediação na relação entre os modelos mentais de equipa e o desempenho objectivo e percepcionado. Além disso...

O papel de liderança dos Chefes na eficácia do trabalho das equipas de cozinha

Faria, Jaime Augusto Azevedo de Sousa
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2015 POR
Relevância na Pesquisa
46.12%
Dissertação submetida como requisito parcial para obtenção do grau de Mestre em Gestão / JEL Classification : D230 – Organizational Behavior ; L830 – Recreation, Tourism; Numa altura em que assistimos a um interesse crescente pelo estudo de equipas de trabalho em ambientes organizacionais cada vez mais dinâmicos e complexos, e pertencendo “a cozinha” a um sector de atividade económica de tão grande relevância para a economia em geral, este estudo procura contribuir para um maior conhecimento das dinâmicas funcionais existentes numa cozinha. Sendo o estudo científico de ambientes organizacionais de uma cozinha praticamente inexistente, esta investigação avaliou de que modo o Chefe de Cozinha influencia a sua equipa para que esta se torne eficaz, sendo dada especial atenção ao papel do líder na formação de processos cognitivos dos modelos mentais partilhados. Participaram no estudo 8 Chefes Executivos. Realizadas as entrevistas, foi analisada a informação recorrendo ao software MaxQDA11, relacionando os segmentos semânticos das transcrições com o dicionário de categorias previamente elaborado. Os resultados revelaram que num ambiente de cozinha uma equipa eficaz é aquela cujos membros, continuamente...

Diversity in Teams: Source of Conflict or Source of Creativity? Investigating Hidden Mental Models

Hanappi-Egger, Edeltraud
Fonte: IET Publicador: IET
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /11/2005 ENG
Relevância na Pesquisa
45.82%
The workforce in organizations today is becoming increasingly diverse. Consequently the role of diversity management is heavily discussed with respect to the question how diversity influences the productivity of a group. Empirical studies show that on one hand there is a potential for increasing productivity but on the other hand it might be as well that conflicts arise due to the heterogeneity of the group. Usually according empirical studies are based on interviews, questionnaires and/or observations. These methods imply that answers are highly selective and filtered. In order to make the invisible visible, to have access to mental models of team members the paper will present an empirical study on the self-understanding of groups based on an innovative research method, called “mind-scripting”.

Depressão : detecção, diagnóstico e tratamento. Estudo de prevalência e despite das perturbações depressivas e tratamento 

Gusmão, Ricardo Duarte Miranda de
Fonte: Universidade Nova de Lisboa Publicador: Universidade Nova de Lisboa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2005 POR
Relevância na Pesquisa
35.89%
RESUMO:A depressão clínica é uma patologia do humor, dimensional e de natureza crónica, evoluindo por episódios heterogéneos remitentes e recorrentes, de gravidade variável, correspondendo a categorias nosológicas porventura artificiais mas clinicamente úteis, de elevada prevalência e responsável por morbilidade importante e custos sociais crescentes, calculando-se que em 2020 os episódios de depressão major constituirão, em todo o mundo, a segunda causa de anos de vida com saúde perdidos. Como desejável, na maioria dos países os cuidados de saúde primários são a porta de entrada para o acesso à recepção de cuidados de saúde. Cerca de 50% de todas as pessoas sofrendo de depressão acedem aos cuidados de saúde primários mas apenas uma pequena proporção é correctamente diagnosticada e tratada pelos médicos prestadores de cuidados primários apesar dos tratamentos disponíveis serem muito efectivos e de fácil aplicabilidade. A existência de dificuldades e barreiras a vários níveis – doença, doentes, médicos, organizações de saúde, cultura e sociedade – contribuem para esta generalizada ineficiência de que resulta uma manutenção do peso da depressão que não tem sido possível reduzir através das estratégias tradicionais de organização de serviços. A equipa comunitária de saúde mental e a psiquiatria de ligação são duas estratégias de intervenção com desenvolvimento conceptual e organizacional respectivamente na Psiquiatria Social e na Psicossomática. A primeira tem demonstrado sucesso na abordagem clínica das doenças mentais graves na comunidade e a segunda na abordagem das patologias não psicóticas no hospital geral. Todavia...

The influence of shared mental models between the CIO and the Top Management Team on the strategic alignment of Information Systems: a comparison between brazilian and US companies

Reinhard,Nicolau; Bigueti,José Ricardo
Fonte: TECSI Laboratório de Tecnologia e Sistemas de Informação - FEA/USP Publicador: TECSI Laboratório de Tecnologia e Sistemas de Informação - FEA/USP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 EN
Relevância na Pesquisa
66.01%
The gap in the understanding between the chief information officer (CIO) and the management team (TMT) has been cited as a contributing factor to their often troubled relationship. The objective of this study is to examine the development of shared mental models (SMMs) between the CIO and TMT about the role of information systems in the organization. An SMM is conceptualized as a multidimensional construct spanning the dimensions of shared language and shared understanding. The study posits that knowledge exchange mechanisms and relational similarity between the CIO and TMT are key antecedents to the development of SMMs. SMMs between the CIO and TMT are expected to guide the strategic orientation of the organization and may influence strategic alignment and organizational outcomes. The model was tested via a field survey of CIO – TMT pairs using structural equation modeling. Results show that relational similarity and formal mechanisms of knowledge exchange (e.g., formal CIO membership in the TMT, CIO hierarchical level, and formal educational mechanisms by the CIO) are important to the development of SMMs. Contrary to expectations, informal social mechanisms of knowledge exchange and physical proximity were not significantly related to SMMs.

De la diversité des équipes : étude du rôle des vecteurs de failles sur la performance.

Rabbat, François
Fonte: Université de Montréal Publicador: Université de Montréal
Tipo: Thèse ou Mémoire numérique / Electronic Thesis or Dissertation
FR
Relevância na Pesquisa
35.92%
Malgré que plus de 50 ans nous séparent des premières études empiriques s’attardant à la diversité dans les équipes de travail, il demeure difficile de tirer des conclusions claires et cohérentes quant à la nature et à la direction des relations qu’elle entretient avec la performance groupale. Ce constat a amené de nombreux auteurs à formuler diverses recommandations visant à sortir le domaine de recherche de l’impasse. Dans un contexte où, d’une part, les organisations tendent à s’appuyer de plus en plus sur des équipes afin d’assurer leur efficacité et, d’autre part, la diversité ne cesse de s’accroitre au rythme de l’immigration et de la spécialisation du savoir, il devient particulièrement pertinent de poursuivre les efforts de recherche en fonction de ces recommandations afin de clarifier les impacts de la diversité sur la performance. La présente thèse s’inscrit dans un courant de recherche en pleine croissance qui répond aux appels des chercheurs du domaine et qui vise à évaluer les effets de la structure de la diversité plutôt qu’uniquement ceux de la quantité de diversité dans les équipes. La théorie des vecteurs de failles (Lau & Murnighan, 1998), qui sont des lignes hypothétiques divisant les membres d’une équipe lorsque des caractéristiques de diversité concordent et créent des sous-groupes homogènes...

The impact of cross -training on team processes and performance

Sabella, Mark Joseph
Fonte: FIU Digital Commons Publicador: FIU Digital Commons
Tipo: Artigo de Revista Científica
EN
Relevância na Pesquisa
46.21%
Recently, researchers have begun to investigate the benefits of cross-training teams. It has been hypothesized that cross-training should help improve team processes and team performance (Cannon-Bowers, Salas, Blickensderfer, & Bowers, 1998; Travillian, Volpe, Cannon-Bowers, & Salas, 1993). The current study extends previous research by examining different methods of cross-training (positional clarification and positional modeling) and the impact they have on team process and performance in both more complex and less complex environments. One hundred and thirty-five psychology undergraduates were placed in 45 three-person teams. Participants were randomly assigned to roles within teams. Teams were asked to “fly” a series of missions on a PC-based helicopter flight simulation. ^ Results suggest that cross-training improves team mental model accuracy and similarity. Accuracy of team mental models was found to be a predictor of coordination quality, but similarity of team mental models was not. Neither similarity nor accuracy of team mental models was found to be a predictor of backup behavior (quality and quantity). As expected, both team coordination (quality) and backup behaviors (quantity and quality) were significant predictors of overall team performance. Contrary to expectations...

Teams leading teams: Examining the role of leadership in multi-team systems

DeChurch, Leslie A
Fonte: FIU Digital Commons Publicador: FIU Digital Commons
Tipo: Artigo de Revista Científica
EN
Relevância na Pesquisa
36.07%
A major challenge of modern teams lies in the coordination of the efforts not just of individuals within a team, but also of teams whose efforts are ultimately entwined with those of other teams. Despite this fact, much of the research on work teams fails to consider the external dependencies that exist in organizational teams and instead focuses on internal or within team processes. Multi-Team Systems Theory is used as a theoretical framework for understanding teams-of-teams organizational forms (Multi-Team Systems; MTS's); and leadership teams are proposed as one remedy that enable MTS members to dedicate needed resources to intra-team activities while ensuring effective synchronization of between-team activities. Two functions of leader teams were identified: strategy development and coordination facilitation; and a model was developed delineating the effects of the two leader roles on multi-team cognitions, processes, and performance.^ Three hundred eighty-four undergraduate psychology and business students participated in a laboratory simulation that modeled an MTS; each MTS was comprised of three, two-member teams each performing distinct but interdependent components of an F-22 battle simulation task. Two roles of leader teams supported in the literature were manipulated through training in a 2 (strategy training vs. control) x 2 (coordination training vs. control) design. Multivariate analysis of variance (MANOVA) and mediated regression analysis were used to test the study's hypotheses. ^ Results indicate that both training manipulations produced differences in the effectiveness of the intended form of leader behavior. The enhanced leader strategy training resulted in more accurate (but not more similar) MTS mental models...

Adaptation in knowledge-based teams: An examination of team composition, leader sensegiving, and cognitive, behavioral, and motivational mechanisms

Randall, Kenneth R
Fonte: FIU Digital Commons Publicador: FIU Digital Commons
Tipo: Artigo de Revista Científica
EN
Relevância na Pesquisa
36.17%
Organizations are increasingly relying on teams to do the work that has traditionally been done by individuals. At the same time, the environments in which these organizations and teams operate have been becoming progressively more complex and uncertain. These trends raise important questions about the factors that enable teams to adapt. In response to these questions, the current study sought to identify the cognitive, behavioral, and motivational processes and emergent states that promote a team's adaptation to unforeseen changes and novel events, and the team compositional characteristics and leadership processes that enabled these processes and emergent states. ^ Two hundred twenty two undergraduate students from a large Southeastern University composed 74 3-person teams, and participated in a computerized decision-making simulation where each team formed the governing body (i.e., Mayor's cabinet) for two separate simulated cities, and made strategic decisions about city operations. Participants were randomly assigned to one of three roles, distributing expertise and creating mutual interdependence. External team leader sensegiving was manipulated through video recorded communications from an external team leader. ^ Results indicate that team cognitive ability...

Staff Nurses' Perceptions of Rapid Response Teams in Acute Care Hospitals

Johal, Jagdeep K.
Fonte: Quens University Publicador: Quens University
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 8307350 bytes; application/pdf
EN; EN
Relevância na Pesquisa
55.97%
The purpose of the present study were to (a) explore the relationship between the frequency of use of Rapid Response Teams (RRTs) by hospital staff nurses and the support received from RRTs; (b) to investigate staff nurses’ perceptions of their individual level, group level and organizational level learning as a result of single or multiple exposures to the RRT; (c) to identify predictors of learning outcomes and (d) to identify overall impressions and advantages and disadvantages of the RRT. A mail survey was used to collect data. The response responses rate was 33%, 131 registered nurses responded to the survey (pre-test = 12, study = 119). The results of Pearson r correlation suggest that a high frequency of access of RRTs was positively related to process support (r = .25, p < .01). Also, perceived content and process support from RRTs was positively related to maintenance and building of staff nurses’ mental models regarding patient deterioration pertaining to self, group and organization. Multiple regression analyses show that sociodemographic and independent variables predict organizational learning outcomes (mental model maintenance and building). Overall impressions of the RRTs were high. A content analysis of nurses’ comments indicated that there were more advantages to having the RRTs than disadvantages. This study suggests that RRTs are influential in changing nurses’ perceptions about managing patient deterioration. Training programs for RRTs should include both content and process support...

WHAT ARE PROJECT MEMBERS’ ISD PROJECT MENTAL MODELS AND HOW DO THEY AFFECT THE MANAGEMENT OF ISD PROJECTS?

Chiu, YI-TE
Fonte: Quens University Publicador: Quens University
Tipo: Tese de Doutorado
EN; EN
Relevância na Pesquisa
66.04%
To help organizations better understand and improve the management of information systems development (ISD) projects, this dissertation aims to understand what ISD project knowledge and beliefs ISD professionals work with and how the knowledge and beliefs are organized in their minds. Drawing on the cognitive perspective using a mental model approach, I define a new construct, ISD Project (ISDP) mental model, which refers to ISD professionals’ knowledge and belief structures that help them understand, conduct, and manage ISD projects. Particularly, two essential elements of ISDP mental models - content and structure – were explored. Regarding the content, forty fundamental concepts were derived from literature reviews and cognitive interviews with 19 ISD experts. Analysis of 95 ISD professionals’ cognitive responses using Multidimensional Scaling revealed four types of evaluative beliefs - customer-, team-, enterprise-, and product-oriented beliefs. This new construct, along with its assessment procedures, provides a useful starting point for academics and organizations to explore the people factor in ISD. To investigate the impact of ISDP mental models, I examined work relationships between project managers and developers where effective work relationships are crucial to project success. Specifically...

Análise da implantação do apoio matricial em saúde mental entre CAPS e equipes de saúde da família : trilhando caminhos possíveis

Minozzo, Fabiane
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
35.94%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Departamento de Psicologia Clínica, 2011.; Esta pesquisa situa-se na área da saúde mental na saúde pública e tem como objetivo analisar a implantação do apoio matricial em saúde mental do CAPS III Maria do Socorro Santos às equipes de Saúde da Família (SF) da Clínica da Família Maria do Socorro Silva de Souza, atuantes no Bairro da Rocinha, no município do Rio de Janeiro, Brasil. O apoio matricial objetiva ampliar a resolubilidade da SF e produzir maior responsabilização pelas situações de saúde mental na Atenção Primária à Saúde, rompendo com a lógica dos encaminhamentos indiscriminados. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, de cunho exploratório, do tipo pesquisa-ação que teve como instrumentos os grupos operativos de reflexão e a resposta a questionários. Utiliza-se a análise de conteúdo e sua técnica temática como forma de analisar os achados. Realizaram-se encontros de grupos operativos de reflexão com profissionais da SF, do CAPS e dos dois serviços conjuntamente. Para cada grupo estudado foram destacadas categorias e subcategorias de análise. No que se refere à SF os resultados apontaram para a dificuldade das equipes na abordagem dos casos de saúde mental...

A saúde mental dos sem abrigo: comunidades de inserção

Carrinho, Paula Cristina Moreira
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
35.9%
Pretendemos com este estudo caracterizar os sem abrigo, as suas redes e relações sociais, bem como os modelos de intervenção, de forma a que se possa ter um maior conhecimento acerca desta problemática. Para a consecução destes propósitos, foram delineados os seguintes objectivos: caracterizar a população sem abrigo em termos de variáveis sócio-demográficas; identificar a sua rede social de apoio; caracterizar as dimensões sociais associadas à vinculação adulta nos sem abrigo; caracterizar a incidência de psicopatologia nesta população; analisar o seu bem estar psicológico; caracterizar os acontecimentos de vida stressantes que contribuem para a emergência desta problemática. Para atingir estes objectivos foram realizados dois estudos, um de carácter quantitativo e um segundo de carácter qualitativo. Participaram 225 indivíduos (105 sem abrigo e 120 pessoas carenciadas) garantindo a homogeneidade nas variáveis sexo e idade. A média de idades da amostra total (n= 225) é de 38 anos, sendo que a maioria dos sujeitos desta investigação pertence ao sexo masculino (78,5%). O grupo dos sem abrigo foi recolhido em duas comunidades de inserção, na zona centro do país, sendo importante destacar que todos nesta fase têm apoio residencial...

Exploring the impact of team mental models on information utilization and project performance in system development

Hsu, Jack S.; Chang, Jamie; Klein, Gary; Jiang, Jiunn-Yih (James)
Fonte: Elsevier Publicador: Elsevier
Tipo: Artigo de Revista Científica
Relevância na Pesquisa
45.78%
Teams in system development must share information about tasks in order to be successful. A traditional view considers the processes in place to take the knowledge resident in a team and effectively share it with other members. Newer perspectives require

The influence of shared mental models between the CIO and the Top Management Team on the strategic alignment of Information Systems: a comparison between brazilian and US companies; The influence of shared mental models between the CIO and the Top Management Team on the strategic alignment of Information Systems: a comparison between brazilian and US companies;

Reinhard, Nicolau; Bigueti, José Ricardo
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/09/2013 ENG
Relevância na Pesquisa
46.15%
The gap in the understanding between the chief information officer (CIO) and the management team (TMT) has been cited as a contributing factor to their often troubled relationship. The objective of this study is to examine the development of shared mental models (SMMs) between the CIO and TMT about the role of information systems in the organization. An SMM is conceptualized as a multidimensional construct spanning the dimensions of shared language and shared understanding. The study posits that knowledge exchange mechanisms and relational similarity between the CIO and TMT are key antecedents to the development of SMMs. SMMs between the CIO and TMT are expected to guide the strategic orientation of the organization and may influence strategic alignment and organizational outcomes. The model was tested via a field survey of CIO – TMT pairs using structural equation modeling. Results show that relational similarity and formal mechanisms of knowledge exchange (e.g., formal CIO membership in the TMT, CIO hierarchical level, and formal educational mechanisms by the CIO) are important to the development of SMMs. Contrary to expectations, informal social mechanisms of knowledge exchange and physical proximity were not significantly related to SMMs.; ; The gap in the understanding between the chief information officer (CIO) and the management team (TMT) has been cited as a contributing factor to their often troubled relationship. The objective of this study is to examine the development of shared mental models (SMMs) between the CIO and TMT about the role of information systems in the organization. An SMM is conceptualized as a multidimensional construct spanning the dimensions of shared language and shared understanding. The study posits that knowledge exchange mechanisms and relational similarity between the CIO and TMT are key antecedents to the development of SMMs. SMMs between the CIO and TMT are expected to guide the strategic orientation of the organization and may influence strategic alignment and organizational outcomes. The model was tested via a field survey of CIO – TMT pairs using structural equation modeling. Results show that relational similarity and formal mechanisms of knowledge exchange (e.g....

Mothering and mental illness: an ethnography of attachment in an institutional context.

Masciantonio, Sonia Christine
Fonte: Universidade de Adelaide Publicador: Universidade de Adelaide
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2015
Relevância na Pesquisa
36.12%
This thesis entitled Mothering and Mental illness: An Ethnography of Attachment in an Institutional Context, explores mothering in the context of mental illness. It is based on ethnographic fieldwork conducted from November 2008 to October 2009 in Oliveto – an Australian, state-run, mother and baby unit that facilitates dual admission and treatment of mothers and babies. Psychiatric diagnosis was the primary criterion for admission; however it was the woman's social role as mother that confirmed her entrance into the psychiatric unit which specifically offered dyadic treatments. Oliveto was a six bed inpatient facility that admitted a total of 104 mother-baby dyads during the eleven month fieldwork period. Oliveto's psychiatric practice followed a biopsychosocial model of treatment, facilitated by a multidisciplinary team. The team was led by female psychiatrists and supported by psychologists, psychiatric nurses, midwives, occupational therapists and social workers who were predominantly female. As Oliveto was an acute unit, admission periods were relatively short, with an average of three weeks. Therefore the most useful ethnographic data were collected through participant observation and in-depth interviewing with Oliveto's multidisciplinary team...