Página 1 dos resultados de 43 itens digitais encontrados em 0.050 segundos

Estudo do cupim Coptotermes gestroi : análise de genes diferencialmente expressos entre castas e busca de genes de importância biotecnológica; Study of the termite Coptotermes gestroi : analysis of differentialy expressed genes between castes and search for genes with biotechnological applicability

Flávia Costa Leonardo
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 15/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
55.95%
Os cupins são insetos pertencentes à Ordem Isoptera, com mais de 3.000 espécies descritas. São importantes agentes de degradação de madeira e compostos celulósicos em geral. Entretanto, essas mesmas características tornam algumas das espécies danosas por destruírem estruturas de edificações, sendo responsáveis por prejuízos da ordem de milhões de dólares. Uma destas espécies-praga é o Coptotermes gestroi. Originária do sudeste asiático foi introduzida no Brasil no início do século XX, estabelecendo-se ao longo daregião costeira, mas com uma clara expansão para o interior do país. O ciclo de vida de C .gestroi inicia com a eclosão do ovo, a larva originada pode se transformar tanto em um operário (linhagem áptera) como em uma ninfa (linhagem ninfal), a qual pode originar um rei ou uma rainha. Além disso, o operário pode se transformar em soldado, sob indução do hormônio juvenil. Assim sendo, o objetivo do presente trabalho foi a avaliação da expressão gênica nas diversas castas e estágios de vida de C.gestroi visando a identificação de genes relacionados ao ciclo de vida e com possível aplicação biotecnológica. Para isso,foi deita a análise de uma biblioteca de cDNA de cabeça de operários previamente construída. Para melhor compreender genes diferencialmente expressos entre as castas...

Estruturas de madeira

Teles, Carlos Dion de Melo
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: ii, 112 f.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
86.22%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil.; As edificações com estruturas de madeira apresentam um grande destaque na arquitetura brasileira, inclusive do ponto de vista histórico. Este trabalho apresenta uma revisão sobre a conservação de carpintarias (estruturas de madeira) e sobre técnicas de ensaios não destrutivos para a avaliação da madeira como estrutura. É proposta uma metodologia de inspeção de carpintarias acompanhada de aplicação a um caso prático. Este trabalho também estudou a variação da velocidade de ultra-som em corpos-de-prova íntegros e após deterioração por cupins em laboratório. A pouca perda de massa causada não alterou significativamente as propriedades mecânicas dos corpos-de-prova, não permitindo a identificação de correlações com o ultra-som.

Sumário executivo

Borges, Paulo A. V.; Arroz, Ana Margarida Moura; Bettencourt, Ana
Fonte: Principia Publicador: Principia
Tipo: Parte de Livro
Publicado em //2007 POR
Relevância na Pesquisa
66.5%
Três espécies de térmitas são conhecidas actualmente nos Açores: Kalotermes flavicollis (térmita de madeira húmida europeia), Cryptotermes brevis (térmita de madeira seca das Índias Ocidentais), Reticulitermes grassei (térmita subterrânea europeia). Destas, duas, a Cryptotermes brevis e a Reticulitermes grassei estão a provocar grandes prejuízos nas cidades principais dos Açores (Angra do Heroísmo, Ponta Delgada e Horta) e prevê-se que nas próximas décadas possam igualmente ocorrer noutras partes do arquipélago

Voo e fundação de colónias pelas térmites dos Açores, com ênfase na Cryptotermes brevis

Guerreiro, Orlando; Myles, Timothy G.; Ferreira, Maria T.; Borges, Annabella; Borges, Paulo A. V.
Fonte: Principia Publicador: Principia
Tipo: Parte de Livro
Publicado em //2007 POR
Relevância na Pesquisa
66.07%
Cada uma das três espécies de térmitas existentes no arquipélago açoriano apresenta um comportamento de voo em momentos distintos ao longo do dia e ao longo do ano. A Cryptotermes brevis tem o seu período de dispersão (de voo) entre os meses de Junho e Agosto no crepúsculo vespertino, a Kalotermes flavicollis de Setembro a Outubro, durante a tarde, e a Reticulitermes grassei tem o seu período de enxameamento na Primavera, durante a manhã. Das espécies referidas, a que apresenta maior importância, por constituir uma praga de dimensões consideráveis em algumas das ilhas, é a C. brevis, a única que tem um comportamento de voo nocturno, tornando, assim, possível o uso de armadilhas luminosas. As experiências aqui apresentadas contêm vários testes com diferentes tipos de luzes, fluorescentes e incandescentes, diferentes cores de armadilhas pegajosas, bem como diferentes tipos de colas e fitas colantes. Após o período de voo, as térmitas exibem uma sequência de comportamentos que foram observados e analisados. Foi estudado o tempo para cada um dos seguintes padrões de comportamento: libertação das asas, comportamento de procura (de um parceiro), formação de pares, selagem da câmara de reprodução (ou ninho)...

Consumo de madeiras e produção de partículas fecais pelas espécies de térmitas açorianas da família Kalotermitidae: Kalotermes flavicollis e Cryptotermes brevis

Ferreira, Maria T.; Myles, Timothy G.; Borges, Annabella; Guerreiro, Orlando; Borges, Paulo A. V.
Fonte: Principia Publicador: Principia
Tipo: Parte de Livro
Publicado em //2007 POR
Relevância na Pesquisa
76.53%
Existem nos Açores duas espécies de térmitas da família Kalotermitidae: a Kalotermes flavicollis é uma térmita de madeira verde e é uma praga urbana menor. A Cryptotermes brevis é uma térmita de madeira seca e é uma importante praga para mobiliário e estruturas. São analisadas as espécies de madeira consumidas por cada espécie nos Açores sendo descritas diferenças na cor, tamanho, forma, e modo de despejo das partículas fecais. A taxa de consumo de madeira e a produção de partículas fecais para a espécie Cryptotermes brevis foram estudadas em 49 tipos diferentes de madeiras. Verificou-se que duas espécies de madeira produzidas localmente e muito usadas na construção, Cryptomeria japonica e Eucalyptus sp., foram das mais consumidas, indicando a importância do desenvolvimento de um sistema local para tratamento por pressão em autoclave das madeiras. Entre as madeiras menos consumidas (mais resistentes) encontram-se espécies tropicais, como o Jatobá e a Maçaranduba. As partículas fecais que são expulsas das galerias pelas térmitas são a forma mais conspícua de detectar infestações por Cryptotermes brevis, dando bons meios para monitorizar a localização de térmitas, o tamanho da colónia e a sua actividade. Foi verificado que a expulsão de partículas fecais é descontínua. Contudo...

Eficácia de diferentes insecticidas no combate à Cryptotermes brevis

Myles, Timothy G.; Borges, Annabella; Ferreira, Maria T.; Guerreiro, Orlando; Borges, Paulo A. V.
Fonte: Principia Publicador: Principia
Tipo: Parte de Livro
Publicado em //2007 POR
Relevância na Pesquisa
76.41%
Foram realizados testes laboratoriais e alguns testes em estruturas com seis insecticidas contra a térmita de madeira seca Cryptotermes brevis. Os seis produtos utilizados foram o XILOFENE, TERMINATE, TERMIDOR, XT-2000, WOCOSEN e BOROWOOD. Várias experiências em laboratório foram realizadas com o objectivo de comparar os produtos, usando diferentes critérios. Os testes de contacto e vapor foram realizados com térmitas colocadas em papel de filtro em caixas de Petri. Os testes de difusão e repelência foram efectuados em blocos de madeira tratados. Os critérios designados por “escapabilidade” e “afastamento” foram efectuados num bloco de madeira com cinco câmaras. Todos os produtos, com excepção do BOROWOOD, mataram 100% das térmitas em 24 h., no teste de contacto. No teste de vapor, o XT-2000 provocou a mortalidade mais elevada. No teste de difusão, o TERMIDOR provocou a mortalidade mais elevada. No teste de repelência, o TERMINATE e o XILOFENE produziram elevada mortalidade, mesmo nas térmitas libertadas no extremo do bloco não tratado. No teste do bloco de madeira com cinco câmaras, no extremo tratado, todos os produtos, com excepção do BOROWOOD, mataram 100% das térmitas em 24 h., pelo que as térmitas não “escapam” a nenhum dos produtos...

Comportamento de diferentes tipos de madeiras face à aplicação de diferentes produtos de combate às populações de térmitas de madeira seca (Cryptotermes brevis) nos Açores

Lopes, David João Horta; Borges, Annabella; Guerreiro, Orlando; Ferreira, Maria T.; Myles, Timothy G.; Borges, Paulo A. V.
Fonte: Principia Publicador: Principia
Tipo: Parte de Livro
Publicado em //2007 POR
Relevância na Pesquisa
86.44%
A térmita de madeira seca das Índias Ocidentais, a Cryptotermes brevis (Walker, 1953) (Isoptera: Kalotermitidae) está perfeitamente estabelecida nos Açores, sendo considerada uma praga urbana com grande impacto económico e social pelos graves prejuízos que causa, através da destruição estrutural, principalmente das madeiras de suporte dos telhados. Espera-se com esta contribuição: i) determinar qual o produto com a maior taxa de absorção em todas as madeiras usadas na estrutura dos telhados açorianos; ii) contribuir de uma forma decisiva para que as empresas dos Açores possam adoptar esta prática no tratamento de todas as madeiras a usar nas estruturas; iii) contribuir, indirectamente, para a redução do ataque das térmitas nas madeiras, através do seu tratamento com estes produtos, tendo em vista o controlo desta praga nas zonas urbanas afectadas. De todos os seis produtos utilizados, o XT-2000 (d-limonene), líquido com propriedades insecticidas extraído da casca de citrinos, foi o que melhor foi absorvido e se difundiu no interior da madeira tratada em todas as modalidades ensaiadas. Analisando esta capacidade de difusão no interior da madeira por cada tipo de produto e atendendo ao facto de se tratar de madeira do cerne ou do borne (superfície)...

Tratamento das mobílias atacadas por Cryptotermes brevis com calor, fumigantes sólidos e gases inertes

Borges, Annabella; Guerreiro, Orlando; Ferreira, Maria T.; Myles, Timothy G.; Borges, Paulo A. V.
Fonte: Principia Publicador: Principia
Tipo: Parte de Livro
Publicado em //2007 POR
Relevância na Pesquisa
56.52%
A Cryptotermes brevis é uma térmita extraordinária na sua capacidade única de atacar madeira extremamente seca. É, igualmente, extraordinária na capacidade de atacar uma grande variedade de tipos de madeira, o que nos leva a concluir como sendo a única espécie de térmitas que é facilmente encontrada em mobílias. Como tal, é muito fácil a sua dispersão aquando do transporte de mobílias infestadas, de lugar para lugar, e esta é uma das principais razões pela qual esta térmita consegue ter uma distribuição tão ampla em áreas urbanas, em praticamente todo mundo. É muito provável que a sua introdução nos Açores tenha sido através de mobília infestada e que a dispersão contínua que se tem verificado de cidade para cidade seja devido a essa razão. Ou seja, o tratamento de mobílias é uma componente importante de um programa integrado para lidar com o controlo e contenção desta espécie de térmita. O objectivo deste trabalho é apresentar os resultados obtidos de três tipos de experiências para tratamento de mobílias infestadas com a Cryptotermis brevis. A primeira experiência consistiu num método muito simples, envolvendo o selar de um objecto infestado dentro de um saco de plástico preto, sendo este colocado num local fora do laboratório...

Estratégias para combate e gestão das térmitas nos Açores

Borges, Paulo A. V.; Myles, Timothy G.; Lopes, David João Horta; Ferreira, Maria T.; Borges, Annabella; Guerreiro, Orlando; Simões, Ana M.
Fonte: Principia Publicador: Principia
Tipo: Parte de Livro
Publicado em //2007 POR
Relevância na Pesquisa
66.65%
As térmitas estão perfeitamente estabelecidas nos Açores e constituem já uma praga de dimensões apreciadas nas zonas urbanas. Com base no conhecimento actual, é impossível erradicar as térmitas dos Açores. São conhecidas, actualmente, três espécies de térmitas nos Açores: uma térmita de madeira seca, a Cryptotermes brevis, uma térmita de madeira viva, a Kalotermes flavicollis, e uma térmita subterrânea, a Reticulitermes grassei. Qualquer que seja a estratégia de infestação, todas estas espécies irão causar grandes prejuízos económicos aos açorianos, nas próximas décadas, sendo as formas de combate e gestão diferentes para as três espécies. Com base na investigação científica realizada no último ano, em relação à espécie de térmita de madeira seca, Cryptotermes brevis, torna-se claro que as principais estratégias de gestão passam por: 1) evitar a dispersão das espécies entre ilhas; 2) melhorar as medidas de quarentena para, assim, evitar a entrada de novas espécies no arquipélago; 3) melhorar as técnicas de inspecção e treinar novos inspectores; 4) educar as pessoas para lidarem com a gestão dos insectos alados; 5) tratar o mobiliário com uma série de técnicas recentemente disponibilizadas (Bolhas de gás com CO2 ou N2) ou através do simples uso do frio...

Unidos pelo SOS: biólogos, psicólogos, designers e entomólogos numa aliança estratégica para o controlo de uma praga urbana

Arroz, Ana Margarida Moura; São Marcos, Rita; Gabriel, Rosalina; Borges, Paulo A. V.
Fonte: Universidade dos Açores Publicador: Universidade dos Açores
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em 17/01/2013 POR
Relevância na Pesquisa
56.07%
Colóquio Internacional "Artes e Ciências em Diálogo". Universidade do Algarve, Campus de Gambelas, Faro, Portugal, 17 e 18 de janeiro de 2013.; A Cryptotermes brevis é das pragas de insetos que maiores danos causam ao ser capaz de consumir toda a infraestrutura em madeira de uma habitação. $120 milhões são gastos anualmente nos EUA para o seu controlo e inumeráveis somas no resto do globo. Nos Açores, 17 freguesias de 6 ilhas estão delimitadas como áreas de risco de infestação e desconhece-se a situação em muitos locais de várias ilhas.

Imanes & armadilhas: envolvimento de munícipes açorianos no controlo de uma praga urbana

São Marcos, Rita; Arroz, Ana Margarida Moura; Neves, Isabel; Silva, Paulo Rogério; Gabriel, Rosalina; Guerreiro, Orlando; Borges, Paulo A. V.
Fonte: Universidade dos Açores Publicador: Universidade dos Açores
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em 13/04/2012 POR
Relevância na Pesquisa
56.07%
Fórum Internacional de Pedagogia II (FIPED) - "Investigar é conhecer". Universidade dos Açores, Angra do Heroísmo, Portugal, 13 e 14 de Abril de 2012.; A Cryptotermes brevis é das pragas de insetos que maiores danos causam ao ser capaz de consumir toda a infraestrutura em madeira de uma habitação. $120 milhões são gastos anualmente nos EUA para o seu controlo e inumeráveis somas no resto do globo. Nos Açores, 17 freguesias de 6 ilhas estão delimitadas como áreas de risco de infestação e desconhece-se a situação em muitos locais de várias ilhas.

AGRUPAI-T – Como tornar comum um problema de todos nós? Um estudo de caso para a facilitação da participação e envolvimento público na gestão de uma praga urbana

São Marcos, Rita; Arroz, Ana Margarida Moura; Neves, Isabel; Silva, Paulo Rogério; Gabriel, Rosalina; Borges, Paulo A. V.
Fonte: Universidade dos Açores Publicador: Universidade dos Açores
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em /10/2011 POR
Relevância na Pesquisa
56.07%
Workshop: Prevenção e controlo de espécies invasoras. Universidade dos Açores, Angra do Heroísmo (ilha Terceira), Portugal, 27 a 29 de Outubro de 2011.; Ver Livro de Resumos / Book of Abstracts no repositório institucional (RUAc): URI http://hdl.handle.net/10400.3/1650; A Cryptotermes brevis é das pragas de insetos que maiores danos causam ao ser capaz de consumir toda a infraestrutura em madeira de uma habitação. $120 milhões são gastos anualmente nos EUA para o seu controlo e inumeráveis somas no resto do globo.

Unidos na Prevenção: concepção regulada de dispositivos de comunicação para o envolvimento dos cidadãos no controlo de uma infestação

Arroz, Ana Margarida Moura; São Marcos, Rita; Gabriel, Rosalina; Borges, Paulo A. V.
Fonte: Universidade dos Açores Publicador: Universidade dos Açores
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em 21/07/2011 POR
Relevância na Pesquisa
76.28%
2º Workshop África Annes - Do envolvimento à participação: o papel da comunicação na gestão de riscos. Universidade dos Açores, Campus do Pico da Urze, Angra do Heroísmo, Açores, Portugal, 20 a 22 de Julho de 2011,; A térmita de madeira seca C. brevis constitui actualmente a praga urbana mais preocupante dos Açores. Dados da percepção de risco permitiram compreender que o alegado alheamento dos cidadãos face ao problema se encontrava na incontrolabilidade da praga (impossível de erradicar) e do sistema de gestão accionado (sentido como ineficaz na capacidade de dar resposta às necessidades sociais existentes). Um risco de complexidade induzida causado por uma falta de confiança mútua entre cidadãos e instituições requerendo a mediação das diferentes perspetivas e interesses em presença, uma vez que cada um dos stakeholders (decisores políticos, investigadores e cidadãos) se acusavam reciprocamente da responsabilidade pelo agravamento da infestação.

Mediação para uma gestão integrada: o risco da infestação por térmitas de madeira seca

Arroz, Ana Margarida Moura; São Marcos, Rita
Fonte: Universidade dos Açores Publicador: Universidade dos Açores
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em 12/05/2011 POR
Relevância na Pesquisa
66.06%
Reunião do CONSELHO REGIONAL DO AMBIENTE E DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL (CRADS), Paços do Concelho de Angra do Heroísmo, Açores, Portugal, 12 de Maio de 2011.

Elas vêem aí mas nós já cá estamos! Envolvimento, empowerment e participação pública: comunicação de risco e gestão integrada de uma infestação urbana de térmitas nos Açores

Arroz, Ana Margarida Moura; São Marcos, Rita; Gabriel, Rosalina; Borges, Paulo A. V.
Fonte: Universidade dos Açores Publicador: Universidade dos Açores
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em /07/2010 POR
Relevância na Pesquisa
55.95%
VI Congresso da Associação Portuguesa de Economia Agrária e IV Congresso de Gestão e Conservação da Natureza. Ponta Delgada, Açores, 15 a 17 de Julho de 2010.; A infestação por Cryptotermes brevis encontra-se generalizada a diversas ilhas dos Açores produzindo graves impactos no património construído. […]. Princípios de design e de concepção e regulação de programas de comunicação de risco, mediando os diferentes stake holders, foram empreendidos para a promoção da participação pública em medidas concretas de controlo da infestação.

Durabilidade natural do estipe de pupunha (Bactris gasipaes Kunth, Arecaceae) II: insetos

Abreu,Raimunda Liege Souza de; Jesus,Maria Aparecida de
Fonte: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia Publicador: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2004 PT
Relevância na Pesquisa
56.07%
Neste trabalho estão apresentados os resultados da durabilidade natural do estipe (madeira) de Bactris gasipaes Kunth (pupunha), quando submetido ao ataque de insetos xilófagos, em ensaios em ambiente florestal e urbano. Foram utilizados dez palmeiras, cinco com espinhos e cinco sem espinhos, de plantios da Fazenda Experimental da Universidade Federal do Amazonas, localizada no km 40 da rodovia Manaus-Boa Vista (BR 174). De cada uma das palmeiras foram cortados três discos de aproximadamente 30 cm de espessura, retirados da base, do meio e do topo. No ambiente florestal, os discos foram distribuídos aleatoriamente, em área próxima ao plantio, no espaçamento de 0,5m, permanecendo durante 18 meses, período no qual foram efetuadas seis inspeções trimestrais para avaliar o grau de deterioração e coleta de insetos. Para o ensaio em condição urbana, os discos foram secionados axialmente para a retirada da medula e distribuídos aleatoriamente, nas posições côncava e convexa, sobre uma estrutura de madeira, localizada no Campus do INPA em Manaus, e inspecionados bimestralmente por um ano. Os resultados do ensaio no ambiente florestal indicaram que a maioria dos discos foi deteriorada por térmitas e a vida útil da base foi em torno de 18 meses...

Eficiência dos óleos de nim (Azadirachta indica) e de mamona (Ricinus communis) na proteção da madeira de sumaúma (Ceiba pentandra)contra cupins xilófagos em ensaio de preferência alimentar

Paes,Juarez Benigno; Souza,Ademilson Daniel de; Lima,Carlos Roberto de; Medeiros Neto,Pedro Nicó de
Fonte: Sociedade de Investigações Florestais Publicador: Sociedade de Investigações Florestais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2011 PT
Relevância na Pesquisa
76.24%
Esta pesquisa objetivou avaliar a eficiência dos óleos de nim (Azadirachta indica) e de mamona (Ricinus communis) na melhoria da resistência da madeira de sumaúma (Ceiba pentandra) ao térmita xilófago Nasutitermes corniger em ensaio de preferência alimentar. Os óleos das sementes de nim e de mamona foram extraídos com álcool etílico absoluto e empregados no preparo das soluções preservativas. Amostras de madeira com dimensões de 2,0 x 10,16 x 0,64 cm (radial x longitudinal x tangencial) foram tratadas para atingir uma retenção nominal de 10 a 16 kg de solução por metro cúbico de madeira, sendo parte das amostras tratadas submetida ao envelhecimento (volatilização ou lixiviação). As amostras tratadas foram submetidas à ação de cupins em ensaio de preferência alimentar. Os referidos óleos pouco contribuíram para a melhoria da resistência da madeira de sumaúma ao cupim testado. Entre as soluções testadas, o óleo de mamona puro foi o mais eficiente. O envelhecimento das amostras pouco influenciou na resistência da madeira. Os óleos de nim e de mamona puros e suas soluções, mesmo apresentando algum efeito de repelência aos cupins, não evidenciaram efeito duradouro, indicando que esses produtos não devem ser empregados no tratamento da madeira com o objetivo de melhorar sua resistência a cupins xilófagos.

Eficiência dos óleos de nim e mamona contra cupins xilófagos em ensaio de alimentação forçada

Paes,Juarez Benigno; Souza,Ademilson Daniel de; Lima,Carlos Roberto de; Medeiros Neto,Pedro Nicó de
Fonte: UFLA - Universidade Federal de Lavras Publicador: UFLA - Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2010 PT
Relevância na Pesquisa
66.23%
Conduziu-se esta pesquisa com o objetivo de avaliar a eficiência dos óleos de nim (Azadirachta indica) e de mamona (Ricinus communis) na resistência da madeira de sumaúma (Ceiba pentandra) ao térmita xilófago Nasutitermes corniger em ensaio de alimentação forçada. Os óleos das sementes de nim e de mamona foram extraídos com álcool etílico absoluto e empregados no preparo das soluções preservantes. Amostras de madeira com dimensões de 2,0 x 2,54 x 0,64 cm (radial x longitudinal x tangencial) foram tratadas para atingir uma retenção nominal de 10 a 16 kg de solução/m³ de madeira. Parte das amostras tratadas foi submetida ao envelhecimento (volatilização ou lixiviação). As amostras tratadas foram submetidas à ação de cupins em ensaios de alimentação forçada. Os óleos de nim e de mamona, na retenção empregada, não contribuíram para a melhoria da resistência da madeira de sumaúma ao ataque de cupins e entre as soluções testadas, o óleo de mamona puro foi mais eficiente. O envelhecimento das amostras não influenciou a resistência da madeira. Os óleos de nim e de mamona puros e suas soluções, mesmo apresentando algum efeito de repelência aos cupins, não têm efeito duradouro, indicando que os mesmos não são eficientes no tratamento da madeira contra cupins xilófagos.

Uso de frequencias sonoras no controle de cupins de madeira seca Cryptotermes sp. (Isoptera: Kalotermitidae)

Giovanella, Rodrigo; Universidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Agrárias. Programa de Pós-Graduaçao em Engenharia Florestal
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
66.2%
Este trabalho teve como objetivo estudar a eficiência do uso de freqüências sonoras no controle de cupins da espécie Cryptotermes sp. (Isoptera: Kalotermitidae) em peças de madeira visando uso em obras de arte e patrimônios de madeira. Para isso foram desenvolvidas e analisadas diversas freqüências sonoras, com amplitudes e tempo de exposições diferentes. Estas análises foram desenvolvidas a partir de quatro ensaios diferentes com o intuito de determinar se as freqüências sonoras eram capazes de afetar os cupins e de que forma isto ocorreu. Os testes partiram de características mais gerais das propriedades do som e, a partir dos resultados obtidos em cada experimento, foi-se diminuindo as faixas de freqüências utilizadas para a construção dos sons com melhores resultados. A partir destes, verificou-se que algumas das freqüências sonoras testadas, dentro do limite audível do homem, foram capazes de influenciar o comportamento dos cupins de maneira a levá-los a estados de letargia ou agitação, havendo um aumento de agressividade entre indivíduos (fazendo-os se atacarem) ou causando-lhes danos permanentes. Percebeu-se também que as freqüências sonoras, independente do tipo de alteração comportamental, foram capazes de causar distúrbios nas funções motoras dos cupins. Como resultados disto...

Eficiência dos óleos de nim e mamona contra cupins xilófagos em ensaio de alimentação forçada; Efficiency of neem and castor oil plant oils against xilophogous termites under forced food assay

Fonte: UFLA - Universidade Federal de Lavras Publicador: UFLA - Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
PT
Relevância na Pesquisa
56.23%
The research aimed to evaluate the efficiency of neem (Azadirachta indica) and castor oil plant (Ricinus communis) oils to improvement of Ceiba pentandra wood resistance to Nasutitermes corniger xilophogous termite under forced food assay. The neem and castor oil plant oils were extracted with absolute ethyl alcohol and employees in the preparation of oil solutions. Wood samples with dimensions of 2.0 x 2.54 x 0.64 cm (radial x longitudinal x tangential) were treated to reach a nominal retention of 10 to 16 kg of solution/m3 of wood. A part of treated samples was submitted to the weathering test (volatily and leaching tests). The treated samples were submitted to termite action under forced food assay. The neem and castor oil plant oils, on employed retention, did not contribute to improvement of Ceiba pentandra wood resistance to xylophogous termites. Among the tested solutions, the pure castor oil plant oil was more efficient. The weathering test of samples did not influence the wood resistance. The neem and of pure castor oil plant oils and their solutions, even presenting some repulsive effect to termites, their effect are not durable, indicating that they should not be used in wood treatment in order to improve its resistance to xylophogous termites.; Conduziu-se esta pesquisa com o objetivo de avaliar a eficiência dos óleos de nim (Azadirachta indica) e de mamona (Ricinus communis) na resistência da madeira de sumaúma (Ceiba pentandra) ao térmita xilófago Nasutitermes corniger em ensaio de alimentação forçada. Os óleos das sementes de nim e de mamona foram extraídos com álcool etílico absoluto e empregados no preparo das soluções preservantes. Amostras de madeira com dimensões de 2...