Página 1 dos resultados de 239 itens digitais encontrados em 0.058 segundos

A linguagem escrita de alunos surdos e a comunicação bimodal

Maria Cecilia Rafael de Goes
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Livre Docência Formato: application/pdf
Publicado em //1994 PT
Relevância na Pesquisa
65.85%
Os estudos aqui relatados focalizam processos de aprendizagem escolar da língua portuguesa por alunos surdos de ensino supletivo, que participam de trabalho pedagógico apoiado em práticas de comunicação bimodal (uso concomitante de fala e sinais) e que interagem com outros surdos através da língua brasileira de sinais. A partir de uma caracterização de problemas na produção escrita dos alunos, busquei estudar sua abordagem na re-escritura de textos. As análises mostraram a presença de ações reflexivas incipientes na atividade de re-escrita, sugerindo que o reconhecimento pobre de regras de construção dos enunciados estaria vinculado a peculiaridades da condição bilíngüe dos alunos. Foi, então, realizado um segundo estudo, através de entrevistas individuais, para identificar suas concepções sobre as experiências lingüístico-comunicativas em que se envolvem cotidianamente. As manifestações dos entrevistados indicam uma elaboração conceitual insuficiente sobre a condição dos problemas constatados, destacando a centralidade assumida pelas práticas bimodais no contexto pedagógico, que repercute na aprendizagem da língua portuguesa e no funcionamento reflexivo do aluno frente às próprias experiências de linguagem. A discussão dessas questões é referenciada por uma interpretação histórico-cultural do papel da linguagem no desenvolvimento psicológico e por uma perspectiva de educação bilíngüe para a pessoa surda; The studies here presented focus on processes pertaining to the school learning of Portuguese Language by deaf students involved in youth-adult education services. They participate in a pedagogical work based on practices of bimodal communication (simultaneous use of speech and signs)...

Modelo de aprendizado cooperativo para surdos baseado em ambiente computacional (MACS)

Souza, Gilmar Carvalho de
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xix, 109 f.| il. +
POR
Relevância na Pesquisa
65.93%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico.; No Brasil, três em cada duzentas pessoas são acometidas de deficiência auditiva. Quando o deficiente auditivo é alfabetizado e tem preservadas suas habilidades cognitivas e sensoriais, é importante que seu sistema de comunicação use as habilidades complexas de leitura e escrita que se encontram preservadas, de modo a tornar mais eficaz e rápida a comunicação, e, por conseqüência, facilitar sua inserção social e econômica. O MACS (Modelo de Aprendizagem Cooperativo para Surdos Baseado em Ambiente Computacional), objeto dessa dissertação, é um modelo computacional voltado para essa necessidade, ou seja, o desenvolvimento do deficiente auditivo alfabetizado, visando sua integração à escola e à sociedade. O MACS tem por objetivo contribuir na aprendizagem de alunos surdos alfabetizados através do emprego de recursos computacionais disponíveis na Web. Fundamentado nas contribuições dos modelos de ensino construtivista e cooperativo, o MACS utiliza recursos de realidade virtual, páginas de hipertexto, comunicação síncrona e assíncrona como meio de melhorar a leitura, escrita, diálogo e cognição de forma participativa. Para elaboração deste trabalho...

Tecido na língua de sinais

Morais, Carla Damasceno de
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
75.74%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão, Programa de Pós-graduação em Literatura, Florianópolis, 2010; B R A N C A D E N E V E E O S S E T E A N Õ E S é o objeto desta pesquisa. Trata-se de uma produção na Língua Brasileira de Sinais do Instituto Nacional de Educação de Surdos. A pesquisa identifica a representação cultural a partir da experiência visual presente em cada personagem. O nome das personagens na Língua Portuguesa se diferencia do nome visual das personagens na Língua de Sinais. No sentido de tornar mais clara a questão, recorre-se às configurações de mãos, ao corpo, ao olhar, às expressões faciais e à escrita de sinais. A construção, a partir dos parâmetros visuais, resultou no nome visual de cada personagem. Identifica-se ainda que, na referida produção, as personagens desse reconto e recriação não são surdos. Apresento a Língua de Sinais como celebração e vitória do povo surdo, subalternizado mediante a tentativa de aniquilar tudo que estivesse fora do projeto de dominação colonial e que não fosse condizente com uso de um código uniforme, constituído por comodidade administrativa para governar um país ou um império. Os sujeitos em foco são surdos...

Análise da participação dos alunos surdos no discurso de sala de aula do mestrado na UFSC mediada por intérpretes

Silva, Aline Miguel da
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 184 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
65.86%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão, Programa de Pós-Graduação em Estudos da Tradução, Florianópolis, 2013.; A presente dissertação tem como objetivo principal a análise da participação de alunos surdos no discurso em aulas do mestrado em linguística considerando que essas aulas são mediadas por intérpretes de língua de sinais. Sendo assim, foi realizada uma documentação de forma quantitativa e qualitativa das interações dos alunos surdos em sala de aula. Os dados foram obtidos por filmagens que focaram os intérpretes e os alunos surdos do grupo. Os vídeos de cada câmera foram editados e alinhados oportunizando a compreensão dos dados sonoros e visuais dos contextos. As aulas filmadas possuíam características diferentes sendo que a primeira constituía uma interação em grupos menores; a segunda, uma aula baseada na apresentação de seminários, porém, extremamente dialógica; e a terceira uma aula na qual o professor detinha mais o turno de fala. Marcuschi (2006) contribuiu com conceitos gerais para a compreensão do discurso presente em sala de aula. Leite (2008) levanta questões relevantes acerca de aspetos discursivos da língua de sinais. Roy (2000) traz contribuições quanto ao papel do intérprete na interação através da negociação de tomada de turnos. Metzger (1999) fala do mito da neutralidade do intérprete mostrando que interferências de sua parte ocorrem durante a interação por vários motivos e que essas podem ser estratégias tomadas com resultados mais positivos do que negativos. Além de oferecer um panorama da participação dos alunos surdos nos contextos observados...

Motion Graphic Design como ferramenta de educação a distância em Libras

Jesus, Lucas Müller de
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 77 p.| il., grafs.
POR
Relevância na Pesquisa
75.75%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão, Programa de Pós-Graduação em Design e Expressão Gráfica, Florianópolis, 2013.; O avanço das tecnologias interativas, principalmente, as tecnologias de comunicação virtual (que conectam pessoas que estão distantes fisicamente como a internet, telecomunicações, videoconferência, redes de alta velocidade) vêm evidenciando a criação de diversos cursos de Educação a Distância. Entretanto, ainda nota-se que o desenvolvimento dos materiais didáticos, principalmente das vídeo-aulas, apresenta um baixo aproveitamento dos aspectos visuais e gráficos. Tendo como público alvo os surdos, a presente pesquisa possui como objetivo principal propor diretrizes para a utilização do Motion Graphic Design como ferramenta potencializadora em vídeo-aulas de Educação a Distância em LIBRAS, tendo como metas a investigação dos principais elementos visuais e gráficos de uma vídeo-aula (Vídeo/Motion Design), identificando as potencialidades e fragilidades desses elementos nos processos e ferramentas vigentes de Educação a Distância em Libras. Através de uma análise das ferramentas de Educação a Distância em Libras dos principais ambientes virtuais no Brasil e no mundo e de uma pesquisa de campo/aplicada com os alunos do curso a distância de Letras Libras...

Narrativas dos intérpretes de língua brasileira de sinais que atuam no contexto do ensino fundamental

Souza, Mariane Rodrigues de
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 144 p.| il.
POR
Relevância na Pesquisa
75.75%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão, Programa de Pós-Graduação em Estudos da Tradução, Florianópolis, 2013.; Este estudo se propôs a conhecer e descrever as narrativas dosintérpretes de língua brasileira de sinais que atuam no ensinofundamental no município de Joinville. Buscando identificar asvivências destes profissionais em salas inclusivas, sendo selecionadostrês intérpretes educacionais, com as seguintes formações: magistério,superior sem Prolibras e superior com Prolibras. Tendo como basepesquisas realizadas por Lacerda (2012), Quadros (2004), Tuxi (2009)entre outros pesquisadores na área da Língua Brasileira de Sinais. Oproblema central deste estudo é como os intérpretes de língua de sinaisque atuam no ensino fundamental narram a prática interpretativa e comoa formação influencia na atuação em sala de aula. Com esta pesquisapode-se repensar quem são os intérpretes que estão atuando nasinstituições de ensino após a regulamentação da Lei 10.436/02, a qualgarante a presença do intérprete de LS em sala de aula, sendo, portanto,um grande avanço político para a comunidade surda, garantindo, assim,um direito indispensável, o da comunicação. No entanto...

Leitura e escrita do português como segunda língua

Oliveira, José Carlos de
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 240 p.| il.
POR
Relevância na Pesquisa
65.9%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão, Programa de Pós-Graduação em Linguística, Florianópolis, 2014.; Considerando que a grande maioria dos surdos, assim como as pessoas ouvintes, ao ingressarem na universidade, não está preparada para o desafio que as atividades de leitura e escrita representam nessa etapa da vida acadêmica, este trabalho pretende desenvolver estratégias e atividades com o intuito de desenvolver habilidades de leitura e escrita em Português como segunda língua para um surdo acadêmico do Curso de Licenciatura em Letras Libras da Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC - através da Abordagem Comunicativa e Interativa de Ensino de Línguas. A presente pesquisa buscou responder como um processo educativo interativo entre professor e aluno surdo pode contribuir para o desenvolvimento de habilidades de leitura e escrita e quais aspectos desse processo podem ser aprimorados por meio de uma Abordagem Comunicativa e Interativa de Ensino com um aluno surdo. Para responder a esses questionamentos, foram realizados 40 encontros com duração de 2h a 4h cada, na biblioteca do Centro de Ciências da Educação - CED - da UFSC e na residência do aluno. Essa pesquisa foi desenvolvida por meio de um estudo de caso...

A educação geográfica de estudantes surdos em uma escola polo da Grande Florianópolis

Andrade, Sarah
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 95 p.| il.
POR
Relevância na Pesquisa
65.87%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Geografia, Florianópolis, 2013.; O propósito deste trabalho é averiguar como se dá a inclusão de estudantes surdos na disciplina de Geografia, na Escola de Educação Básica Nossa Senhora da Conceição localizada em São José- Santa Catarina, município conurbado à capital do estado. Configuram como sujeitos deste estudo os estudantes surdos, os professores responsáveis das salas de recursos, os intérpretes e os professores da disciplina de Geografia. O referencial teórico buscado para tanto aborda a surdez, a educação especial na perspectiva da educação inclusiva, a educação bilíngue, a geografia escolar e a linguagem empregada por pessoas surdas, ou seja, língua de sinais (LS), as quais são línguas naturais das comunidades surdas. No caso do Brasil é a Língua Brasileira de Sinais (Libras). Analisamos na escola as duas possibilidades de educação de alunos surdos no ensino regular, de um lado educandos surdos inseridos com todos os alunos em diferentes séries/turmas e do outro lado uma turma formada apenas por estudantes surdos. Na primeira, a linguagem de comunicação e ensino é o Português...

Estratégias de escrita por alunos surdos no contexto de ensino

Rocha, Rogers
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 161 p.| il., grafs.
POR
Relevância na Pesquisa
65.88%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão, Programa de Pós-Graduação em Linguística, Florianópolis, 2014.; A presente investigação apresenta uma pesquisação com alunos surdos em aulas de espanhol em que foram coletadas produções escritas para identificação dos elementos que caracterizam tais estratégias de comunicação: alternância de língua, criação de vocábulo, transferência interlinguística da Língua Brasileira de Sinais e do português e transferência intralinguística. A metodologia e as categorias empregadas na pesquisa baseiam-se em Sousa (2008) que desenvolveu uma pesquisa com o ensino de inglês como L3 para surdos. Os resultados alcançados evidenciam o uso de estratégias empregadas no léxico na aprendizagem de espanhol como L3 similares às encontradas por Sousa (2008) e as estratégias empregadas na sintaxe evidenciam resultados diferentes. O estudo apresenta características de uma dissertação de mestrado e é altamente relevante para a educação e para o ensino de línguas estrangeiras para surdos.
; Resumen : Esta investigación presenta un estudio con alumnos sordos durante las clases de español. En la misma se analizaron los trabajos escritos de estos últimos con el objetivo de identificar los elementos de este tipo de estrategia de comunicación como ser: cambio de idioma...

Letramento de alunos surdos em classe bilíngue : possibilidades e desafios

Oliveira, Sônia Ferreira de
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
65.92%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, 2008.; A presente pesquisa se propôs a investigar condições oferecidas na Classe Bilíngüe que possam favorecer estudantes surdos em seu processo de aprendizagem e desenvolvimento da língua portuguesa escrita. Para isto fez-se necessário analisar o contexto educacional da Classe Bilíngüe, as estratégias pedagógicas, as interações comunicativas e a fase de interlíngua em que se encontram os textos produzidos pelos alunos. A pesquisa foi realizada em uma escola inclusiva da rede pública de ensino do Distrito Federal. Adotou como metodologia de pesquisa princípios da abordagem qualitativa de cunho etnográfico utilizando-se dos seguintes instrumentos: observação participante, entrevistas semi-estruturadas e análise documental. A questão do letramento de alunos surdos não é preocupação recente, a maioria dos surdos embora consiga decodificar os sinais gráficos, apresenta dificuldades para entender o quê lê. Fato atribuído as concepções de leitura e escrita presentes nas práticas escolares e também ao pouco conhecimento do português que a maioria dos surdos tem ao chegar à escola. As crianças surdas, embora cheguem à escola com uma comunicação constituída na interação familiar...

Glossário bilíngue da língua de sinais brasileira : criação de sinais dos termos da música

Ribeiro, Daniela Prometi
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
65.85%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Linguística, Português e Línguas Clássicas, Programa de Pós-Graduação em Linguística, 2013.; Nesta dissertação desenvolvemos um glossário bilíngue da língua de sinais brasileira com os termos da música. O objeto de estudo é a Notação Musical, sob a fundamentação teórica da Lexicologia e da Terminologia. A motivação para a pesquisa surge de nossos estudos no mestrado e se situa nas diferenças linguísticas interpostas entre aqueles que se expressam pela Libras (também denominada Língua de Sinais Brasileira - LSB) e os que se expressam por línguas orais, como o português. Como o público alvo são os estudantes Surdos na música, observamos previamente as dificuldades de aprendizagem numa sala de aula de musicalização, uma vez que, entre estudantes Surdos e a escola de música, a barreira de comunicação é grande. Percebemos que a maioria dos professores tem dificuldade de ensinar, não só pela falta de comunicação plena, mas, principalmente, pela falta de sinais próprios dos termos musicais. Entendemos que a musicalização é um processo de conhecimento por meio do qual o ser humano desperta e desenvolve o gosto pela música. Este trabalho...

Os jovens surdos e a comunicação interpessoal via sms

Santos, Célia Simões dos
Fonte: Instituto Politécnico de Lisboa Publicador: Instituto Politécnico de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /12/2010 POR
Relevância na Pesquisa
66.04%
Este estudo parte de um problema específico dos surdos, que é a dificuldade que têm em comunicar a distância e de uma necessidade sentida por todos os jovens que é a de criar e manter amigos – pertença a um grupo. Os objectivos centrais são: a) Investigar de que modo a utilização das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), na perspectiva dos jovens surdos, contribui para a melhoria da comunicação interpessoal a distância e para o estabelecimento de redes sociais; e b) Identificar as formas de uso do SMS e as motivações para a sua utilização. Na condução da investigação, atendendo à natureza das questões de pesquisa e à dimensão da amostra, recorremos a uma abordagem qualitativa/interpretativa. Os resultados obtidos apontam para uma apropriação inegável, por parte dos jovens surdos, das Tecnologias de Informação e de Comunicação (TIC) e em particular do SMS. Esta última é frequentemente usada para comunicar com a família – facilitando a aquisição de uma maior autonomia dos jovens – e também para comunicar entre pares, surdos e ouvintes. Deste modo, esta forma de comunicação, para além de permitir a comunicação a distância de pessoas surdas (não as exclui), vem, no caso dos jovens entrevistados...

Os alunos surdos e a matemática: um projeto de intervenção em geometria

Nunes, Laura Sofia Teles Calado
Fonte: Instituto Politécnico de Lisboa Publicador: Instituto Politécnico de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /05/2012 POR
Relevância na Pesquisa
65.92%
O presente estudo é um projeto de investigação-ação, que contou com a participação de três alunos surdos do 8º ano, de uma Escola Pública de Lisboa, que se assume vocacionada para o ensino de surdos. Os alunos referidos possuem diferentes graus de surdez e diferentes formas de comunicação. Neste trabalho, procurámos: (i) conhecer as estratégias utilizadas pelos alunos para a resolução de problemas de geometria; (ii) conhecer as formas de comunicação entre professor e alunos para promover a resolução de problemas de geometria, nomeadamente na abordagem do teorema de Pitágoras; (iii) contribuir para o desenvolvimento de competências específicas para a compreensão e resolução de problemas de geometria; (iv) reforçar a noção da utilidade da geometria na vida quotidiana. Após a caracterização inicial da situação pedagógica, elaborámos um plano de de intervenção que implementámos e monitorizámos, procedendo no final à avaliação dos resultados. Os dados foram recolhidos através da observação participante das aulas de Matemática, das entrevistas realizadas aos alunos, das conversas informais e da análise de diversos documentos. A análise dos dados recolhidos durante o processo de intervenção permitiu identificar as formas de comunicação e estratégias de ensino mais utilizadas pela professora...

Compreensão da leitura: Desempenho em alunos surdos severos e surdos profundos no final do 1º ciclo do ensino básico

Reis, Maria João Rodrigues de Sá
Fonte: Instituto Superior de Psicologia Aplicada Publicador: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2007 POR
Relevância na Pesquisa
66.03%
Dissertação de Mestrado em Psicologia Educacional; A leitura é uma área crucial no processo educativo de crianças surdas na medida em que estas se encontram privadas de aceder por via auditiva à informação, veiculada numa sociedade maioritariamente ouvinte pela linguagem oral. Para as crianças surdas a possibilidade de desenvolvimento de capacidades literácitas parece estar dependente de : (i) compreensão e aquisição do sistema alfabético e de componentes morfofonológicas; (ii) aprendizagem e conhecimento de outras componentes linguísticas (lexicais e sintácticas); (iii) organização e activação de conhecimentos prévios; (iv) monitorização metacognitiva da leitura. Anteriores a estas, competências emergentes da leitura são igualmente cruciais: compreensão da função, utilidade, organização e convenções da escrita. O objectivo central deste trabalho é o de caracterizar o desempenho em leitura, de compreensão da leitura, em alunos surdos severos e surdos profundos, no final do 1o ciclo do Ensino Básico, por referência aos objectivos e competências essenciais definidos para a Língua Portuguesa, para este ciclo de escolaridade. A população envolvida correspondeu ao universo dos alunos a frequentar o 4o ano de escolaridade em estabelecimentos de ensino público de referência de Unidades de Apoio à Educação de Crianças e Jovens Surdos (Despacho n°7520/98)...

Uma solução para geração automática de trilhas em língua brasileira de sinais em conteúdos multimídia

Araújo, Tiago Maritan Ugulino de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica; Automação e Sistemas; Engenharia de Computação; Telecomunicações Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica; Automação e Sistemas; Engenharia de Computação; Telecomunicações
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
75.78%
Deaf people have serious difficulties to access information. The support for sign languages is rarely addressed in Information and Communication Technologies (ICT). Furthermore, in scientific literature, there is a lack of works related to machine translation for sign languages in real-time and open-domain scenarios, such as TV. To minimize these problems, in this work, we propose a solution for automatic generation of Brazilian Sign Language (LIBRAS) video tracks into captioned digital multimedia contents. These tracks are generated from a real-time machine translation strategy, which performs the translation from a Brazilian Portuguese subtitle stream (e.g., a movie subtitle or a closed caption stream). Furthermore, the proposed solution is open-domain and has a set of mechanisms that exploit human computation to generate and maintain their linguistic constructions. Some implementations of the proposed solution were developed for digital TV, Web and Digital Cinema platforms, and a set of experiments with deaf users was developed to evaluate the main aspects of the solution. The results showed that the proposed solution is efficient and able to generate and embed LIBRAS tracks in real-time scenarios and is a practical and feasible alternative to reduce barriers of deaf to access information...

Caminhos e (des) caminhos na educação de surdos: da reabilitação à inclusão

Gobbi, Mirian
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
65.87%
Esta pesquisa analisa os discursos referentes à educação de surdos. Esses discursos, ao se constituírem, foram delineados por meio dos saberes médicos e educacionais e indicam toda uma forma de pensar, de conceber e de agir no tocante às pessoas com surdez. Tais discursos são pautados na necessidade de inserí-las na sociedade com o objetivo de implementar práticas que, inicialmente, se destinaram à reabilitação, à normalização e à disciplinarização dos surdos e, que, posteriormente, deslocaram-se influenciados por concepções fundamentadas em argumentos que buscam não somente a integração desses sujeitos à sociedade, mas a superação de dificuldades educacionais, expressas nas barreiras de comunicação, e em limites nas práticas pedagógicas. Este estudo analisa como o poder público local em Uberlândia direcionou as práticas educacionais para surdos, e como tais práticas se desenvolveram em Instituições que voltaram os seus trabalhos para o atendimento de crianças, jovens e adultos surdos. A partir daí, foram construídos discursos que possibilitaram perceber e visualizar esses sujeitos sociais e influenciaram diretamente nas práticas pedagógicas que se destinaram inicialmente a reabilitar e a normalizar os surdos e...

Vivencia del enfermero al cuidar sordos y/o portadores de deficiencia auditiva.; Vivência do enfermeiro ao cuidar surdos e/ou portadores de deficiência auditiva.

Gomes, V.; Correa Soares, M.; Manfrin Muniz, R.; De Sosa Silva, JR.
Fonte: Murcia : Servicio de Publicaciones de la Universidad de Murcia Publicador: Murcia : Servicio de Publicaciones de la Universidad de Murcia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
65.93%
El presente estudio tiene por objetivo conocer las vivencias del enfermero al cuidar sordos y/o portadores de deficiencia auditiva. La metodología adoptada tuvo carácter descriptivo y exploratorio con análisis cualitativo. Los sujetos del estudio fueron cinco enfermeros: tres (03) de una institución hospitalaria de mediano porte, uno (01) de una Unidad Básica de Salud y uno (01) de una clínica de hemodiálisis, siendo que todas las instituciones estaban situadas en una ciudad del interior de Río Grande do Sul/Brasil. La colecta de datos fue realizada a través de entrevista semi-estructurada. Tras la discusión y análisis de los datos, los mismos fueron agrupados conforme los objetivos del estudio, resultando en cuatro temas: I La experiencia del enfermero al cuidar de clientes sordos y/o portadores de deficiencia auditiva; II Los sentimientos del enfermero al cuidar de clientes sordos y/o portador de deficiencia auditiva; III El tipo de comunicación entre el enfermero y clientes sordos y/o portadores de deficiencia auditiva; IV Reflexiones sobre el cuidar del cliente sordo y/o portador de deficiencia auditiva. Los resultados demostraron que los enfermeros necesitan perfeccionar su conocimiento en la comunicación con el sordo y/o deficiente auditivo a fin de prestar un cuidado individualizado a esta clientela. Cabe resaltar que los enfermeros demostraron una preocupación con la clientela sorda o con algún déficit auditivo...

 Tradutores-intérpretes de LIBRAS na Saúde: o que eles nos contam sobre questões éticas em suas práticas; Sing language medical interpreters: what they tell us about ethical issues.

Pereira, Patricia Cristina Andrade
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 22/09/2014 PT
Relevância na Pesquisa
65.93%
Introdução: O atendimento interlinguístico e intercultural de pacientes surdos nos contextos de saúde é tema pouco explorado pela literatura. A inserção de TILS-GI é um importante meio de viabilizá-lo, conforme previsto em lei. Objetivos: Identificar a atuação de TILS-GI em serviços de saúde, na mediação entre equipes falantes de português e pacientes surdos usuários de libras. Conhecer a percepção de TILS-GI sobre aspectos éticos relacionados à comunicação, autonomia e privacidade de pacientes surdos, tomados aqui como princípios éticos em saúde, conceitos teóricos e eixos de análise. Metodologia: Trata-se de pesquisa qualitativa, empírica, descritiva e de caráter exploratório baseada na análise dos eixos comunicação, autonomia e privacidade. Foram entrevistados 30 TILS-GI atuantes nas regiões metropolitanas de São Paulo e Rio de Janeiro. A análise dos resultados utilizou-se de depoimentos individuais a partir de situações vivenciadas ou hipotéticas. Resultados: Os TILS-GI entrevistados eram ad hoc. Não foram localizados profissionais empregados na saúde. A atuação deles na área foi pontual, esporádica, voluntária, informal e em situações de gravidade de saúde, temas sigilosos ou na falta de familiares acompanhantes. Ao que concerne ao eixo comunicação...

"Surdos e a comunicação audiovisual: desafiando barreiras".

Iguma, Andréa
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 24/09/2004 PT
Relevância na Pesquisa
65.89%
Este trabalho representa a reflexão e o conhecimento buscado e construído a partir do que aconteceu quando uma comunicadora resolveu desenvolver um projeto de comunicação audiovisual numa outra comunidade – a dos surdos - em que a comunicação com os de fora é uma barreira. Chegar com 'meu' projeto, achando que seria bom 'para eles', foi pura pretensão. O desenvolvimento do projeto - seu tempo, seu modo, sua expressão, sua língua e sua linguagem – teria que ser uma busca cujo tempo e maneira não poderiam ser estabelecidos por mim. Para me recuperar do impacto dessa constatação óbvia e quase ingênua, fui buscar orientação nos conceitos de cultura de Clifford Geertz, de identidade de Stuart Hall, de pensamento e linguagem de Vygotsky, de história de Peter Burke, de narrativas de Hayden White e Ecléa Bosi, nas histórias exemplares e inspiradoras de Oliver Sacks, na aprendizagem da comunicação com a língua de sinais e, sobretudo, na convivência com a comunidade surda. Mais observando e sendo observada do que propondo intervenções que pudessem 'desarranjar' uma cultura construída com dificuldades significativas. O mais importante descrito neste trabalho foi o processo, que me levou à experiência que hoje vivo...

Acessibilidade à comunicação dos Surdos através dos Tradutores/Intérpretes da Língua de Sinais (TILS) em espaços públicos.; Barros, Valéria Maria Gomes. D Acessibilidade à comunicação dos Surdos através dos Tradutores/Intérpretes da Língua de Sinais (TILS) em espaços públicos. 2013. 43 f. Monografia (Pós-Graduação) - Universidade Católica de Brasília, Brasília, 2013.

Barros, Valéria Maria Gomes
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
65.98%
A acessibilidade á comunicação dos Surdos é de fundamental importância para que o Surdo possa interagir e participar ativamente da sociedade em que vive, com isso, respeitados seus direitos e deveres. Essa acessibilidade está legalmente amparada peloDecreto Lei Nº 5.626/2005 que estabelece a Língua Brasileira de Sinais –Libras, como a primeira língua oficial dos Surdos e também pela Lei Nº12.319/2010que regulamenta a profissão do Tradutor/Intérprete da Língua de Sinais –TILS.O presente estudo procurou fazer uma abordagem qualitativa e teve o objetivo verificar a atual realidade em Brasília, em relação a acessibilidade à comunicação para os Surdosatravés dos Tradutores/Intérpretes da Língua Brasileira de Sinais –TILS, em diferentes locais públicos. Como instrumento de pesquisa foram utilizados dois questionários, com perguntas objetivas e dissertativas para os Surdos e Tradutores/Intérpretes. No total foram respondidos24questionários, sendo 13 pelos Tradutores /Intérpretes de LIBRAS e 11 pelos Surdos. Dos resultados obtidos, foi possível verificar que os profissionais intérpretes trabalham em Órgãos do Governo Federal, Distrital e alguns são voluntários em uma Instituição de Apoio ao Surdo. A partir dos dados obtidos...