Página 1 dos resultados de 3029 itens digitais encontrados em 0.009 segundos

Recuperação da fauna durante a sucessão em florestas neotropicais; Fauna recovery during succession in neotropical forests

Pagotto, Camilla Presente
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 24/08/2012 PT
Relevância na Pesquisa
37.18%
Este trabalho teve como objetivo investigar a recuperação da fauna durante a sucessão florestal, através de duas abordagens distintas. No primeiro capítulo, visando a identificação das lacunas e oportunidades para o avanço do tema, realizamos uma revisão de artigos sobre sucessão em comunidades animais em florestas neotropicais analisados criticamente quanto: (1) às regiões e grupos estudados, (2) à qualidade dos trabalhos com relação a adequação do delineamento amostral, (3) aos padrões observados (diversidade, biomassa e estrutura), e (4) à base teórica utilizada. Foram encontrados e analisados 33 trabalhos, os quais focaram em poucos grupos da fauna, principalmente aves, mamíferos e formigas. No geral, a maioria dos trabalhos é descritiva, não explicitando expectativas sobre os padrões e mecanismos responsáveis pela recuperação da fauna, não apresenta delineamento amostral adequado, principalmente no que se refere à justificativa da alocação dos sítios de amostragem com relação a fatores de confusão, e quantifica de maneira categórica, e muitas vezes imprecisa e arbitrária, a sucessão. As lacunas identificadas nesta revisão apontam a limitação do conhecimento atual sobre os padrões e mecanismos associados à sucessão em comunidades animais em florestas neotropicais...

Lianas hiperabundantes como filtros ecológicos para a sucessão secundária em fragmentos florestais degradados; Hyper-abundant lianas as ecological filters for secondary succession in degraded forest remnants

Cesar, Ricardo Gomes
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 14/02/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37%
O histórico processo de destruição da cobertura vegetal das florestas tropicais restringiu parte significativa das formações naturais deste bioma a fragmentos florestais pequenos e isolados. Nesse contexto, espécies ruderais de lianas podem se proliferar e rapidamente cobrir o dossel da floresta, prejudicando os indivíduos arbóreos e estagnando ou até mesmo regredindo os processos de sucessão florestal. O presente trabalho busca analisar as barreiras ecológicas que impedem a sucessão florestal em fragmentos florestais degradados dominados por lianas hiperabundantes, fornecer subsídios para estratégias de intervenção visando à restauração da estrutura e composição destes fragmentos e avaliar os efeitos iniciais do corte de lianas na dinâmica e crescimento da comunidade arbórea florestal. Para isso, foram instaladas 35 parcelas em um fragmento de floresta estacional semidecidual degradado e isolado pertencente ao bioma da Mata Atlântica, sendo cinco parcelas instaladas em setores menos degradados, e 30 em setores degradados dominados por lianas hiperabundantes. Destas 30 parcelas, cortaram-se todas as lianas em 20 parcelas, e avaliou-se a chegada de sementes, emergência e estabelecimento de plântulas e crescimento dos indivíduos arbóreos comparativamente entre parcelas com e sem manejo de lianas. Parâmetros da comunidade arbórea foram correlacionados com a densidade de lianas a fim de entender as relações entre estas formas de vida. O tempo necessário para o manejo de lianas foi quantificado e correlacionado com parâmetros da floresta a fim de entender quais fatores afetam o rendimento operacional desta atividade e o plantio de mudas foi testado em parcelas com e sem lianas...

A Sucessão na Empresa Familiar: um estudo de caso na empresa Centro Elétrico na cidade de São Luís Estado do Maranhão

Cunha, Débora Paula Massoli Fiquene da
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
Relevância na Pesquisa
37%
This paper deals with the familiar enterprise succession leaving as a goal to identify, describe and analyze the factors which facilitate and make difficult the process of succession of the familiar enterprise. To this it contextualizes the familiar enterprise in the labor market through its contexts, process and characters. Afterward it treats of the familiar enterprise as an system in its complexity of this segment of the enterprise. It considered the need on studying its origin, evolution and characteristics. Also the ethics and familiar administration. It also, considered the cycle of life, the three-dimensional model of development having as a base the propriety, family and enterprise axes as well as the familiar profissionalization, the main focus reposes in the succession process having as a base its planning the field search reveals it self descriptive, that¿s to say a case study through interview with the proprietors, successors, aggregates and succeeded ones. Finally the management indicators which aim, to contribute to the familiar succession.; Trabalho de cunho científico versando sobre a sucessão na empresa familiar, no objetivo de identificar, descrever e analisar os fatores que facilitam e dificultam o processo de sucessão da empresa familiar. Para tanto...

Ações facilitadoras ao processo de sucessão e o êxito de empresas familiares na terceira geração em diante

Oliveira Junior, Luiz Augusto
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.18%
Este trabalho teve como objetivo estudar um tópico pouco explorado quanto às empresas familiares que é a sucessão após a segunda geração. Procurou-se conhecer um pouco mais sobre as empresas familiares as quais se encontram na terceira geração em diante assim como entender a razão de terem conseguido este feito, pois, de acordo com vários outros estudos, apenas uma pequena minoria das empresas familiares alcança a terceira geração. Para alcançar o objetivo abordou-se no referencial teórico qual a origem das empresas familiares brasileiras, os conceitos de empresa familiar que diferem entre si conforme a ótica abordada, as suas características, assim como os pontos fortes e fracos das empresas familiares, as fases do processo de sucessão, os erros capitais que podem ocorrer na sucessão, as ações preventivas que podem servir como facilitadoras do processo sucessório, além de outros pontos de relevante importância para os empreendimentos familiares. Depois de feita a abordagem teórica, foi investigado através de pesquisa de campo em quatro empresas as quais se encontram sob o comando da terceira, quarta e quinta geração, se as indicações da literatura como condicionantes para o sucesso no processo de transição entre as gerações seriam as razões para o êxito destas empresas no quesito sucessão. A coleta de dados foi feita através de entrevistas com os diretores que fazem parte da família...

A sucessão em pequenas e medias empresas familiares no municipio de lages

Poli, Decio Luiz
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.11%
A presente dissertação é resultado de um estudo empírico sobre os problemas oriundos de diferentes modalidades utilizadas pelas PMEs familiares da região de Lages, do Estado de Santa Catarina, ao se defrontarem com o problema de sucessão, tentando estabelecer uma relação com o êxito do processo sucessório considerando a situação atual das empresas. Os resultados obtidos mostraram que as PMEs familiares que se defrontaram com o problema da sucessão e lograram relativo êxito, tiveram conseqüente continuidade e crescimento dos negócios. Tais empresas consideram o planejamento da sucessão como um problema da administração que deve ser encarado pelo dirigente, deliberando e incentivando o processo e permitindo a preparação interna do candidato em várias funções ou recebendo orientações sobre o comando, além do desenvolvimento intelectual adequado. A provisão para a sucessão na administração geral da empresa é entendido pelos dirigentes das PEMs familiares como um assunto a ser tratado, no máximo, no fórum familiar. O descaso com pessoas, agentes ou familiares envolvidos com a empresa tem gerado uma crise de liderança, provocando conflitos internos e externos com os novos dirigentes. As experiências das PMEs familiares que não conseguem selecionar um substituto para o comando geral...

Gestão das operações das PME´s de construção familiares em períodos de mudança – Uma contribuição baseada no PMBOK para a fase de sucessão da liderança

Belas, João Pedro Oliveira da Silva
Fonte: Faculdade de Ciências e Tecnologia Publicador: Faculdade de Ciências e Tecnologia
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
37.11%
Dissertação para obtenção do Grau Mestre em Engenharia Civil – Perfil de Construção; O PMBOK® é um corpo de conhecimentos da Gestão de Projetos que se encontra desde há muito tempo ao dispor das empresas da Indústria da Construção Civil, tendo potencial para ser desenvolvida em várias áreas dentro desta atividade. Dado que pouca atenção tem sido prestada ao facto de existir um grande número de empresas na Indústria da Construção Civil em Portugal que são consideradas empresas familiares, e que estas empresas têm frequentemente dificuldades na gestão da sucessão, torna-se importante estudar esta problemática que tem grande impacto na continuidade das empresas deste setor. Este trabalho tenciona contribuir de forma inovadora para a necessidade de planeamento e gestão na resolução dos problemas existentes na sucessão de em-presas familiares de Construção Civil, através do desenvolvimento de uma metodologia para pla-near e gerir a sucessão destas empresas tão presentes no setor da Construção Civil. Esta metodo-logia, além de abordar o planeamento e a gestão da sucessão, visa contribuir para a análise dos fatores de risco existentes durante a sucessão, suportando futuras pesquisas no campo desta pro-blemática.

As vias de sucessão no estado português da Índia (1524-1581)

Joaquim, Ana Cláudia dos Santos
Fonte: Universidade Nova de Lisboa Publicador: Universidade Nova de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /10/2014 POR
Relevância na Pesquisa
37.21%
A presente dissertação procura esclarecer as origens das “vias de sucessão”, o respectivo modelo de funcionamento e qual a sua importância no sistema político do Estado Português da Índia, desde a data da sua implementação por D. João III, em 1524, até ao início da dinastia Filipina. Na base deste sistema estava o pressuposto de que um governador do Estado Português da Índia podia falecer durante o seu mandato, pelo que era necessário o rei assegurar, a priori, a sua hipotética sucessão, sem deixar a mesma nas mãos dos nobres presentes na Índia, que, provavelmente, nunca conseguiriam chegar a um consenso sobre quem deveria assumir o poder, por aspirarem ao mesmo. Procuramos, assim, compreender de que modo este sistema funcionava, não sem antes recuarmos ao reinado de D. Manuel I, para tentarmos indagar de que forma o Venturoso asseguraria uma hipotética sucessão de um governador do Estado Português da Índia, caso esta tivesse sido necessária. Deste modo, tentaremos perceber se o sistema criado em 1524 resultou de uma ideia inovadora de D. João III ou se, pelo contrário, este sistema já existia anteriormente e em outros espaços, limitando-se este monarca a transplantar o mesmo para a Índia. Com a questão do surgimento deste sistema de sucessão esclarecida...

SISTEMAS DE CULTIVO DE MILHO EM CONSÓRCIO DE SUBSTITUIÇÃO E EM SUCESSÃO A GIRASSOL

Trezzi,Michelangelo Müzell; Silva,Paulo Regis Ferreira da; Rocha,Andréa Brondani da
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/1994 PT
Relevância na Pesquisa
37.11%
A consorciação e a sucessão de culturas constituem-se nas principais formas de intensificação de cultivos, sendo alternativas promissoras para a pequena propriedade rural. O presente trabalho foi conduzido em Eldorado do Sul, Rio Grande do Sul. no ano agrícola 1991/92 com os objetivos de comparar os sistemas de implantação de milho em consórcio de substituição e em sucessão a girassol com seus respectivos monocultivos e entre si e de determinar a melhor combinação de ciclos de cultivares de girassol e milho nestes sistemas. Os tratamentos constaram do estabelecimento de uma cultivar de ciclo precoce (Cargill 805) ou longo (AG 106) de milho, em consórcio de substituição ou em sucessão a uma cultivar de ciclo precoce (Contisol 711) ou longo (Dekalb 180) de girassol, estabelecidas em final de julho, e dos respectivos monocultivos de milho sem girassol como cultura antecessora. Não houve diferença entre os rendimentos de grãos de milho em sistemas de consórcio de substituição e de sucessão em relação aos seus respectivos monocultivos, independentemente do ciclo da cultivar utilizada. Somente o consórcio de substituição de cultivares de ciclo precoce de milho e girassol produziu rendimentos de grãos superiores ao sistema de sucessão.

Fósforo e potássio na sucessão trigo/milho: épocas e formas de aplicação

Pavinato,Paulo Sérgio; Ceretta,Carlos Alberto
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2004 PT
Relevância na Pesquisa
37.06%
Com a difusão do plantio direto e melhoria na fertilidade dos solos no Sul do Brasil, passou-se a cogitar mais intensamente a distribuição nas culturas no inverno dos fertilizantes fosfatados e potássicos das culturas em sucessão no verão. Com isso, o produtor teria maior agilidade à implantação das culturas no verão, melhor utilização de maquinário e mão-de-obra, além de menor custo dos fertilizantes e do seu transporte. O trabalho teve por objetivo avaliar a possibilidade de distribuir na cultura no inverno, o fósforo e potássio que seriam aplicados na cultura em sucessão no verão. O experimento foi realizado em 2002 e 2003, na Fazenda Paineira da SLC Agrícola Ltda em Coronel Bicaco, RS, em um Latossolo Vermelho Distroférrico típico com teores muito altos de fósforo e potássio. Os tratamentos constituíram-se da aplicação na cultura no inverno do fertilizante recomendado para a cultura no verão em sucessão, distribuído na linha de semeadura ou a lanço. O delineamento foi de blocos ao acaso e com três repetições dos nove tratamentos. Foi evidenciada a baixa probabilidade de resposta em produtividade de grãos à adubação com fósforo e potássio em solo com altos teores destes nutrientes, mostrando que...

Ciclo de vida, sucessão e processo de governança em uma empresa familiar: um estudo de caso no Grupo Seculus

Cançado,Vera L.; Lima,Juvêncio Braga de; Muylder,Cristiana Fernandes de; Castanheira,Ricardo Brandão
Fonte: Escola de Administração da UFRGS Publicador: Escola de Administração da UFRGS
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2013 PT
Relevância na Pesquisa
37.11%
O modelo tridimensional de desenvolvimento, baseado em três eixos distintos e complementares -propriedade, família e gestão/empresa -, permite a análise e a compreensão do ciclo de vida da organização e do seu processo de sucessão. Os desafios e soluções desse processo convergem para um conjunto de ações, configurado sob a forma de governança. Este artigo tem como objetivo analisar o ciclo de vida e o processo de sucessão e de governança do Grupo Seculus. Trata-se de um grupo empresarial familiar mineiro que se encontra em sua primeira geração e em processo de transição para a segunda geração, sendo, portanto, uma unidade de análise relevante para a proposta estabelecida. Foi realizado um estudo de caso descritivo, de caráter qualitativo, sendo coletados dados secundários em documentos da empresa e da família; e dados primários, por meio de entrevistas semiestruturadas com pessoas-chave da família e/ou empresa. Participaram das entrevistas membros da família proprietária, familiares não acionistas empregados e não empregados da empresa e gestores não pertencentes à família. Utilizou-se a estratégia de construção da explanação para a análise dos dados. Os resultados indicam que a empresa encontra-se no estágio de sociedade entre irmãos...

Processo de sucessão em empresa familiar: gestão do conhecimento contornando resistências às mudanças organizacionais

Freire,Patricia de Sá; Soares,Aline Pereira; Nakayama,Marina Keiko; Spanhol,Fernando José
Fonte: TECSI Laboratório de Tecnologia e Sistemas de Informação - FEA/USP Publicador: TECSI Laboratório de Tecnologia e Sistemas de Informação - FEA/USP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.06%
A pesquisa analisou a percepção de colaboradores de empresa familiar sobre mudanças geradas pelo processo de sucessão, identificando problemas anteriores e as possibilidades de continuidade ou eliminação destes. Classificou-se a empresa como familiar conforme definições de Bernhoeft (1991), e foram utilizadas como base de análises das mudanças as perspectivas propostas por Motta (2001). Complementando o estudo, os desafios do processo de sucessão foram entendidos pelo ponto de vista da Gestão do Conhecimento. A abordagem metodológica caracteriza-se como estudo descritivo qualitativo feito mediante entrevistas e análise documental. Utilizaram-se dados quantitativos, com a aplicação de questionários para a obtenção de dados primários. A análise dos dados caracteriza-se, predominantemente, como qualitativa descritiva e de conteúdo. Verificou-se (1) falta ou deficiência de comunicação interna, as (2) tomadas de decisão lentas ou com ritmo não comprometido com o resultado pretendido e (3) o duplo comando ou vezes comando nenhum. Concluiu-se que, para alcançar os objetivos das mudanças será necessário um novo olhar sobre a integração intraorganizacional para eliminar características de empresa familiar como a falta de diálogo e as decisões impositivas. Sugere-se ao final...

A sucessão do cônjuge e do companheiro no novo Código Civil

Carvalho Neto, Inácio de
Fonte: Superior Tribunal de Justiça do Brasil Publicador: Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica
Relevância na Pesquisa
37.27%
Enfoca as alterações ocorridas, no Novo Código Civil, no que tange a sucessão do cônjuge e do companheiro. Apresenta noções de direito das sucessões que entrou em vigor em 11 de janeiro de 2003. Em primeiro lugar, distingue sucessão de meação de bens. Comenta a sucessão do cônjuge no Código de 1916, o Estatuto da Mulher Casada e a Sucessão do Cônjuge e do Companheiro. Explica o tratamento dado a sucessão do cônjuge e do companheiro no novo Código. Ao final, conclui, que o legislador tratou com desigualdade a sucessão do companheiro em relação ao cônjuge e que limitou ao companheiro a sucessão aos bens adquiridos na constância da união, confundindo assim sucessão com meação. Considera urgente a correção dessas disposições. Observa que, quanto ao cônjuge, o legislador avançou no trato da sua sucessão, podendo-se até mesmo ver exagero nas inovações.

Recrutamento e sucessão de animais sésseis e sedentários em substrato artificial submerso na área portuária do Recife – PE, com enfoque para a bioinvasão

Melo, Arthur Vinicius de Oliveira Marrocos de; Schwamborn, Ralf (Orientador); Farrapeira, Cristiane Maria Rocha(Co-Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Dissertação
BR
Relevância na Pesquisa
37.15%
O Porto do Recife recebe uma grande quantidade de navios de vários tipos e de muitas partes do mundo, podendo trazer espécies exóticas incrustadas no casco ou em água de lastro. O objetivo do presente estudo foi registrar e analisar os padrões de recrutamento e a dinâmica de sucessão de espécies bentônicas sésseis, assim como investigar uma possivel introdução e estabelecimento de espécies bentônicas exóticas e criptogênicas em uma área portuária com grande fluxo de navios. Utilizaram-se placas de metal galvanizado para estudo do recrutamento e sucessão de animais sésseis e sedentários em três estações no porto, com três réplicas cada, totalizando nove pontos, durante seis meses (outubro de 2010 a março de 2011), considerado como período seco. As placas de recrutamento foram retiradas a cada 30 dias durante seis meses, as placas de sucessão foram retiradas após 60 dias e depois de sucessivos 30 dias até completarem 180 dias de submersão. As principais espécies de acordo com a área de cobertura foram Mytella charruana (72%) e Amphibalanus improvisus (22%) e espaços vazios (7,5%). Não houve diferença significativa quando comparadas as três estações no porto do Recife, sendo encontradas diferenças quando comparadas as áreas de cobertura das espécies mais abundantes no recrutamento. Foram elas: Clytia gracilis...

Análise da sucessão em assentamento rural no estado de Mato Grosso do Sul

Facioni, Dejanira
Fonte: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Publicador: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.25%
O futuro das atividades nas unidades de produção agrícola passa pela sucessão, porém a falta de estrutura, as limitadas políticas voltadas à agricultura familiar, as dificuldades financeiras e a baixa escolaridade dos agricultores são fatores que contribuem para a saída dos jovens do meio rural em busca de trabalho na cidade o que dificulta a sucessão. Este trabalho teve por objetivo analisar a sucessão em assentamento rural no estado de Mato Grosso do Sul, no ano de 2012. Para isto utilizou-se um modelo econométrico de escolha qualitativa escolhido o Multinomial Logit (MNL). Este trabalho utilizou o método misto, caracterizou-se como pesquisa exploratória, descritiva e explicativa quanto aos fins e, pesquisa de campo e bibliográfica quanto aos meios. Ainda utilizou o método hipotético-dedutivo e o fenomenológico. Os dados quantitativos e qualitativos foram coletados de forma simultânea com igual prioridade por meio de entrevistas feitas com os indivíduos das famílias de assentados, selecionados aleatoriamente em Sidrolândia (MS). Tal município foi selecionado pela existência de expressivo número de assentamentos rurais. Utilizou-se a técnica de transformação dos dados qualitativos para posterior análise. Os resultados indicaram que...

Efeitos de borda e mecanismos de sucessão em comunidades do mediolitoral no litoral norte do Estado de São Paulo

Marcel Okamoto Tanaka
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 10/07/1997 PT
Relevância na Pesquisa
37.21%
Em comunidades de costões rochosos, a diversidade pode ser mantida através de perturbações que limitam a dominância por algumas espécies. Assim, estas comunidades se caracterizam por um mosaico de clareiras em diferentes estágios de sucessão, resultantes de diversos agentes de natureza biótica e abiótica. A dinâmica da sucessão pode ser influenciada por fatores como a freqüência, intensidade e distribuição temporal das perturbações, além dos processos que ocorrem após a abertura das clareiras, como mortalidade diferencial pós-colonização e ação de herbívoros e predadores. O objetivo deste projeto foi analisar os principais fatores que influenciam a sucessão em comunidades de mediolitoral superior de costões rochosos no litoral norte do Estado de São Paulo. Para tanto. realizou-se uma série de experimentos e observações em costões localizados nas praias da Barra. Lázaro e Lagoinha, município de Ubatuba. Os principais aspectos investigados relacionam-se aos efeitos de borda, visando compreender a influência que diferentes formatos e tamanhos de clareiras exercem sobre a sucessão, usando-se clareiras experimentais raspadas em meio ao banco de mexilhões presente nos locais de coleta. Foram estudados também os mecanismos de fechamento de clareiras a partir da comunidade de mexilhões preexistente...

Qual o valor dos bens a ser adotado na colação por estimativa: o do momento da doação ou o do tempo da abertura da sucessão?

Correia, Lislaine Xavier
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.11%
O objetivo do presente trabalho foi discorrer sobre qual o valor dos bens mais adequado a ser adotado na colação por estimativa: o do momento da doação ou o do tempo da abertura da sucessão, em face do contido no Código Civil Brasileiro de 2002. Pela legislação vigente, o valor será o do tempo da doação; entretanto, tal determinação trouxe consigo discussão na doutrina brasileira, que entende ser mais correto colacionar os bens pelo valor que possuírem ao tempo da abertura da sucessão. Esse posicionamento da doutrina é justificado pelo fato de que, se for considerado o valor do bem no ato da doação, e não ao tempo da abertura da sucessão, o mesmo terá valor diferenciado dos demais constantes do monte partível, que foram avaliados na data da abertura da sucessão. Essa divergência de valores gerará desigualdade na divisão das cotas hereditárias dos herdeiros necessários (descendentes e cônjuge sobrevivente) e conseqüente prejuízo, desrespeitando, assim o princípio da igualdade das legítimas. Para que seja preservada a legítima dos herdeiros necessários, entende a doutrina que deve ser mantida a regra contida no artigo 1.014, do Código de Processo Civil de 1973, o qual determinou a colação do bem pelo seu valor na abertura da sucessão.; Direito

Empresa familiar: dificuldades encontradas no processo de sucessão.

Bernat, Rian Cerdeira
Fonte: Centro Universitário de Brasília Publicador: Centro Universitário de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.06%
O presente trabalho trata do processo de sucessão de empresas familiares, apresentando seus principais conceitos e características, bem como detalhando os processos a serem realizados na empresa em busca de uma otimização do processo de sucessão patrimonial. Foram abordados temas como a relevância do método a ser utilizado, as vantagens e desvantagens da empresa familiar, sua origem no Brasil e os períodos de claras mudanças no conceito dessas empresas até os níveis de preparação exigidos atualmente. Os dados que fundamentaram a pesquisa foram coletados por meio de entrevistas e questionário estruturados realizados com os principais agentes do processo sucessório na cidade de Brasília, no bairro da Asa Norte. Entre os principais resultados obtidos estão diversas ações que devem ser tomadas pelo sucedido, pelo sucessor, pelo gerente da empresa e pela própria família a fim de se obter um processo sucessório satisfatório, além de entender o quão preparadas estão essas empresas para enfrentar o momento da sucessão. Procurou-se analisar as principais dificuldades ao longo do processo de sucessão na empresa e a importância que esse processo possui. Essas ações buscam facilitar o momento de transição de poder na empresa...

Proposta de estruturação do sistema de governança corporativa e sucessão da gestão para uma empresa do ramo de transformação plástica

Tomaz, Thatiana
Fonte: Universidade do Extremo Sul Catarinense Publicador: Universidade do Extremo Sul Catarinense
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso - TCC
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.06%
Trabalho de Conclusão de Curso, apresentado para obtenção do grau de Bacharel no Curso de Ciências Contábeis, da Universidade do Extremo Sul Catarinense, UNESC.; As empresas familiares encontradas pelo mundo geram renda e trabalho, além de movimentar significativamente a economia de vários países. Não só pelas contribuições nos negócios, mas também, pela criação de um ambiente de investimento aberto, seguro e transparente. As empresas familiares se defrontam com vários problemas, tendo como principal às relações entre empresa e família no âmbito da sucessão. O objetivo deste estudo procura analisar a estrutura organizacional e o 779-*// de um grupo de empresas do ramo de transformação plástica de forma a evidenciar qual a melhor adaptação ao modelo de Governança Corporativa. A metodologia utilizada foi pesquisa descritiva, abordagem qualitativa, com base em levantamento, pesquisa bibliográfica e observação participante. Identificou-se que a estrutura da empresa não se enquadra nas indicações feitas pelo sistema de Governança Corporativa idealizada pelo IBGC, sendo que também a sucessão empresarial necessita ser estruturada. Para tanto, o presente trabalho baseando-se em aspectos como a concepção da empresa familiar...

Estudo da sucessão administrativa em empresas familiares: um levantamento bibliométrico entre os anos de 2000 a 2010

Fritzen, Geovani da Silva
Fonte: Universidade do Extremo Sul Catarinense Publicador: Universidade do Extremo Sul Catarinense
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso - TCC
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.11%
Monografia apresentada para obtenção do grau de Bacharel no curso de Administração de Empresas, da Universidade do Extremo Sul Catarinense - UNESC.; O objetivo do estudo foi analisar através estudos empíricos, como ocorreu o primeiro processo sucessório de empresas familiares no Brasil, mediante uma pesquisa bibliográfica, documental e exploratória, com abordagem quanti-qualitativa, a partir de uma amostra envolvendo 15 estudos, relatados em 12 trabalhos. Os critérios de inclusão no estudo foram: trabalhos que relatam casos de empresas que estejam passando pelo primeiro processo de sucessão; trabalhos que relatam casos de empresas que passaram pelo processo de sucessão e ainda encontram-se em atividade, desconsiderando-se os casos de organizações que foram à falência. Desses estudos, foram extraídas variáveis para compor 05 (cinco) categorias de análise: perfil das empresas; aspectos sobre o processo de sucessão; características do sucessor; planejamento de sucessão futura e etapas do processo sucessório. Foi possível concluir que, na grande maioria dos casos o processo sucessório é deflagrado devido a um evento de ordem não esperada (adoecimento ou falecimento do fundador). Além disso, também não se observa a profissionalização das empresas após a primeira fase de sucessão...

Processo de sucessão em empresa familiar: gestão do conhecimento contornando resistências às mudanças organizacionais; Succession process in a family business: knowledge management overcoming resistance to organizational changes

Freire, Patricia de Sá; Soares, Aline Pereira; Nakayama, Marina Keiko; Spanhol, Fernando José
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2010 POR
Relevância na Pesquisa
37.06%
A pesquisa analisou a percepção de colaboradores de empresa familiar sobre mudanças geradas pelo processo de sucessão, identificando problemas anteriores e as possibilidades de continuidade ou eliminação destes. Classificou-se a empresa como familiar conforme definições de Bernhoeft (1991), e foram utilizadas como base de análises das mudanças as perspectivas propostas por Motta (2001). Complementando o estudo, os desafios do processo de sucessão foram entendidos pelo ponto de vista da Gestão do Conhecimento. A abordagem metodológica caracteriza-se como estudo descritivo qualitativo feito mediante entrevistas e análise documental. Utilizaram-se dados quantitativos, com a aplicação de questionários para a obtenção de dados primários. A análise dos dados caracteriza-se, predominantemente, como qualitativa descritiva e de conteúdo. Verificou-se (1) falta ou deficiência de comunicação interna, as (2) tomadas de decisão lentas ou com ritmo não comprometido com o resultado pretendido e (3) o duplo comando ou vezes comando nenhum. Concluiu-se que, para alcançar os objetivos das mudanças será necessário um novo olhar sobre a integração intraorganizacional para eliminar características de empresa familiar como a falta de diálogo e as decisões impositivas. Sugere-se ao final...