Página 1 dos resultados de 1370 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Produção e caracterização de hidrolisados proteicos de pescado (HPP) a partir de subprodutos de cavala (Scomber colias)

Bulhões, Cátia Folhas
Fonte: Instituto Politécnico de Leiria Publicador: Instituto Politécnico de Leiria
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
37.27%
Dissertação para obtenção do Grau de Mestre em Gestão da Qualidade e Segurança Alimentar apresentada à ESTM - Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar do Instituto Politécnico de Leiria.; Em Portugal, o consumo de produtos da pesca e aquacultura é um dos maiores da Europa. Associado a este consumo está uma elevada quantidade de pescado subvalorizado, através de rejeições a bordo, retiradas em lota e geração de subprodutos nas cadeias de produção industrial. Os subprodutos representam 40% da matéria-prima no caso da indústria conserveira e 10-50% no caso das indústrias de pescado congelado. Os hidrolisados proteicos de pescado (HPP) são uma das tecnologias mais promissoras para a valorização destes subprodutos. Baseiam-se na recuperação das proteínas do pescado por ação enzimática, originando péptidos e polipéptidos. Com o presente estudo pretendeu-se investigar o efeito do tipo de enzima e do tempo de hidrólise nas características dos HPP obtidos a partir de subprodutos de cavala. Foram utilizadas três enzimas: Endógenas, Neutrase e Alcalase, e os hidrolisados foram caracterizados em termos de: recuperação de azoto, grau de hidrólise, recuperação de gordura, teor de humidade e teor de cinzas. Foram obtidos rendimentos médios de recuperação de azoto efetiva de 17...

Formação de subprodutos orgânicos halogenados nas operações de pré-oxidação com cloro, ozônio e peroxônio e pós-cloração em água conténdo subtância húmica; Formation of halogenated organic byproducts using preoxidation with chlorine, ozone and peroxone and post-chlorination of water containing humic substances

PASCHOALATO, Cristina Filomena Pereira Rosa; TRIMAILOVAS, Márcio Resende; DI BERNARDO, Luiz
Fonte: ABES Publicador: ABES
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
37.27%
Dentre os compostos orgânicos halogenados que podem ser encontrados na água distribuída à população, destacam-se: trialometanos, ácidos haloacéticos, haloaldeídos, halocetonas, halofenóis e halopicrinas. O presente trabalho teve como objetivo avaliar o efeito da formação de 22 subprodutos com a utilização dos pré-oxidantes: cloro, ozônio e peroxônio. A formação de subprodutos foi observada em água preparada com adição de substâncias húmicas extraídas de solo turfoso, por meio do uso da pré-oxidação, presença e ausência de coagulação, filtração e pós-cloração. Os subprodutos foram quantificados por cromatografia gasosa com detetor de captura de elétrons. Os resultados obtidos mostraram que o uso de pré-oxidantes alternativos, ozônio e peroxônio, associados à coagulação, filtração e pós-cloração, formam quantidades pequenas de subprodutos.; When chlorine is used as preoxidant, the formation of halogenated organic byproducts found in water treated and distriduted to the population, are: trihalometane, haloacetic acids, haloaldehyde, haloketone, halophenol and halopicrin. This research was performed to evaluate the formation potential of 22 byproducts using the following preoxidants: chlorine...

Comportamento cinético do cloro livre em meio aquoso e formação de subprodutos da desinfecção; Kinetic behavior of free chlorine in the liquid phase and disinfection by-product (DBP) formation

FERREIRA FILHO, Sidney Seckler; SAKAGUTI, Mariane
Fonte: ABES Publicador: ABES
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
37.1%
Uma das formas indiretas de previsão da potencialidade de uma determinada água natural formar subprodutos da desinfecção é mediante a avaliação do comportamento cinético do cloro livre na fase líquida e determinação de sua demanda para diferentes condições de operação do processo de cloração. Desta forma, o objetivo deste trabalho foi avaliar o comportamento cinético do cloro livre em meio aquoso para diferentes tipos de água bruta, bem como investigar o impacto do processo de coagulação na redução da demanda de cloro e na formação de subprodutos da desinfecção. Observou-se que, quanto maior for à remoção de carbono orgânico total (COT) pelo processo de coagulação menor será a demanda de cloro na fase líquida. A formação de THMs apresentou relação com a demanda de cloro, tendo sido esta da ordem de 28 mg/L para cada 1 mg Cl2/L de demanda de cloro observada.; One indirect approach to predict the disinfection by-product (DBP) formation potential for a given water source is by evaluation of the kinetic behavior of free chlorine in the liquid phase and chlorine demand determination for different operation conditions of the chlorination process. The objective of this work was to evaluate the kinetic behavior of free chlorine in water or a number of different raw water sources...

Investigação da toxicidade, tratabilidade e formação de subprodutos tóxicos em efluentes clorados de lagoas de estabilização com e sem pós-tratamento.; Investigation of toxicity, treatability and toxic disinfection by-products formation in chlorinated stabilization ponds effluents with and without post-treatment.

Léo, Luís Fernando Rossi
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 16/04/2008 PT
Relevância na Pesquisa
37.1%
Entre as principais dificuldades que os sistemas de tratamento de esgotos domésticos compostos por lagoas de estabilização enfrentam para atender as exigências impostas pela Resolução CONAMA 357/2005 podem se destacar as concentrações elevadas de nitrogênio amoniacal, fósforo e coliformes fecais e totais. Estes últimos, quando os sistemas utilizam corpos receptores classe 2 ou 3 geram a necessidade de desinfecção. Dentre as diversas tecnologias disponíveis para a desinfecção dos esgotos, a cloração é bastante atrativa pelo custo reduzido, em relação às outras tecnologias, bem como pela elevada experiência que as companhias e municipalidades possuem neste tipo de sistema, advinda dos sistemas de tratamento de água. Dentre os sistemas de cloração, o uso de hipoclorito de sódio torna-se interessante pela segurança, simplicidade das instalações e de operação. A desvantagem do uso deste tipo de sistema se dá na possibilidade da formação de subprodutos tóxicos, dentro os quais pode-se destacar os trihalometanos (THMs) e os ácidos haloacéticos (AHAs), porém esta formação pode ser teoricamente reduzida pela presença de elevadas concentrações de nitrogênio amoniacal nos efluentes destes sistemas...

Efeito hipolipemiante e antioxidante de subprodutos da uva em hamsters; Hypolipidemic and antioxidant effects of grape processing byproducts in hamsters

Ishimoto, Emilia Yasuko
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 13/05/2008 PT
Relevância na Pesquisa
37.1%
Introdução: Recentes pesquisas têm indicado o enorme potencial de certas substâncias alimentares, como polifenóis antioxidantes e fibras na redução de riscos de doenças crônicas. O bagaço de uva, subproduto do processamento de vinhos e sucos, representa uma ótima fonte de fibras e antioxidantes naturais de baixo custo. Objetivo: Avaliar o potencial hipolipemiante, antioxidante e sensorial de subprodutos do processamento do vinho e do suco. Métodos: Para avaliar a capacidade antioxidante in vitro, foi utilizado o método do DPPH. O potencial antioxidante e hipolipemiante in vivo foi avaliado mediante ensaio biológico, no qual sessenta hamsters foram divididos em seis grupos diferenciados pelas dietas: controle, hiperlipemiante, extrato de bagaço do vinho (BV), extrato de bagaço do suco (BS), suplementada com BV e suplementada com BS. Amostras de sangue e fígado foram coletadas após 4 semanas de experimento para avaliação do perfil lipídico, capacidade de inibição da oxidação de LDL-colesterol (LDL-c) e atividade das enzimas antioxidantes superóxido dismutase (SOD), catalase (CAT) e glutationa peroxidase (GPx). Para a avaliação sensorial, foram desenvolvidos sorbet e picolé de BV e BS, cujos atributos sensoriais foram avaliados por 43 pessoas aplicando-se o método afetivo de escala hedônica de 9 pontos. Resultados: Extratos de BV e BS apresentaram uma expressiva capacidade antioxidante in vitro. No modelo animal...

Formação de subprodutos do estrona e 17'beta'-estradiol na oxidação utilizando cloro e o ozônio em água; Formation of byproducts of estrone and 17'beta'-estradiol oxidation using chlorine and ozone in water

Pereira, Renata de Oliveira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/02/2011 PT
Relevância na Pesquisa
37.27%
A poluição dos corpos de água é cada vez maior devido ao lançamento de efluentes, esgotamento sanitário e disposição inadequada de resíduos sólidos. Esse fato causa grande preocupação à comunidade científica, pois à poluição associam-se riscos à saúde causado por poluentes bioativos, compostos químicos orgânicos persistentes e outros compostos que poderiam estar presentes na água. Dentre as substâncias que causam risco à saúde se destacam os desreguladores endócrinos, que são compostos químicos exógenos que interferem na atividade hormonal. Os sistemas de tratamento de água convencionais não removem alguns compostos, tais como pesticidas e hormônios, os quais deveriam ser removidos. O uso do ozônio e cloro vem sendo reportado para tal finalidade, pois atuam como oxidantes que são capazes de oxidar compostos orgânicos, além de serem poderosos desinfetantes. Portanto, o objetivo deste estudo foi avaliar a eliminação e/ou redução dos desreguladores endócrinos - DE em estações de tratamento de água com o uso do ozônio e do cloro. Aliado ao estudo, avaliar qual será a eficiência de remoção de organismos indicadores nas doses utilizadas para oxidação de DE (Coliformes Totais e E.coli) e avaliar a ecotoxicidade em peixes de amostras cloradas contendo 17'beta'-estradiol. O cloro e o ozônio foram capazes de remover eficientemente estrona (E1) e 17'beta'-estradiol (E2) de águas...

Prospecção e identificação de compostos bioativos de subprodutos agroindustriais; Prospecting and identifying bioactive compounds in agroindustrial byproducts

Oldoni, Tatiane Luiza Cadorin
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 25/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
37.33%
Atualmente, milhões de toneladas de subprodutos são produzidas durante o processamento de alimentos pelas agroindústrias. A maioria deles é rica em compostos bioativos, principalmente os fenólicos, os quais são responsáveis por várias atividades biológicas. Assim, este trabalho teve como objetivos avaliar o conteúdo de compostos fenólicos totais e a atividade antioxidante de três subprodutos agroindustriais engaço e bagaço de uva (Vitis vinifera) da variedade Cabernet Sauvignon e película de amendoim (Arachis hypogaea) , otimizar o processo de extração de compostos bioativos e selecionar o subproduto de maior potencial para a realização do fracionamento e isolamento bioguiado dos compostos responsáveis pela atividade antioxidante. Os subprodutos foram coletados no primeiro semestre de 2010, congelados e liofilizados. O conteúdo de compostos fenólicos totais dos extratos foi determinado pelo método de Folin-Ciocalteu e o potencial antioxidante durante a otimização do processo de extração foi avaliado pelo método de sequestro do radical DPPH. O processo de otimização da extração de compostos antioxidantes foi realizado primeiramente usando modelos univariáveis e, em seguida, foi desenvolvido planejamento fatorial 22 utilizando como variáveis a concentração de solvente e a temperatura de extração. Na última etapa do processo de otimização da extração...

Avaliação da remoção de diclofenaco e formação de subprodutos em tratamento de água; Evaluation of the removal of diclofenac and formation of by-products in water treatment

Rigobello, Eliane Sloboda
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/05/2012 PT
Relevância na Pesquisa
37.33%
A presença de resíduos de fármacos em águas superficiais e de abastecimento público tem preocupado a comunidade científica devido principalmente à sua persistência na água e aos efeitos adversos causados à comunidade aquática e aos possíveis riscos à saúde humana. Dentre os fármacos comumente identificados em águas de abastecimento público, encontram-se os anti-inflamatórios, como o diclofenaco (DCF), um dos fármacos mais consumidos no Brasil e no mundo. Nesse contexto, o presente trabalho, teve como objetivo principal estudar a eficiência das etapas de tratamento de água em ciclo completo (coagulação, floculação, sedimentação, filtração em areia e desinfecção com cloro) com e sem pré-oxidação com cloro e com dióxido de cloro e adsorção em carvão ativado granular (CAG) na remoção de DCF. Também foram determinados os trialometanos (THM) e identificados os principais subprodutos do DCF formados na oxidação com cloro e dióxido de cloro. Para a determinação do DCF nas amostras de água antes e após as etapas de tratamento de água foram desenvolvidos e validados métodos analíticos de extração em fase sólida (SPE) e cromatográfico por cromatografia líquida de alta eficiência (HPLC) com detecção no ultravioleta (UV). A validação do método foi feita de acordo com a resolução nº 899 de 2003 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA)...

Aproveitamento de subprodutos da industrialização do maracujá para elaboração de iogurte; Use of industrial byproducts of passion fruit for preparing yogurt

Toledo, Nataly Maria Viva de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/08/2013 PT
Relevância na Pesquisa
37.1%
As indústrias beneficiadoras de frutas são responsáveis por gerar grandes quantidades de resíduos, entre eles, os do maracujá. A polpa do maracujá é um dos principais produtos comercializados a partir da fruta, sendo as cascas e sementes os subprodutos resultantes de seu processamento. O objetivo deste trabalho foi desenvolver iogurte com adição de polpa e farinha de maracujá elaborada a partir dos subprodutos da industrialização da fruta. No total, foram avaliadas sete amostras de iogurte dentre as quais cinco apresentavam em sua composição a farinha de maracujá. Foram realizadas análises físico-químicas, microbiológicas, verificação de resíduos de agrotóxicos, teste de aceitação sensorial, verificação da intenção de compra, análise descritiva quantitativa (ADQ), estimativa da vida útil e elaboração dos rótulos dos produtos. Todos os iogurtes adicionados de farinha apresentaram elevados teores de fibra alimentar. Não foram detectados resíduos de agrotóxicos nas amostras do subproduto do maracujá. Observou-se que a incorporação da farinha de maracujá apresentou efeitos positivos na viscosidade e teor de minerais do iogurte, e negativos para aspectos como cor e pH. Verificou-se maior aceitação dos provadores para o iogurte sem adição de farinha. No entanto...

Análise de viabilidade sócio-ambiental e econômica de alternativas de produção energética de subprodutos do sistema sucroenergético para usinas da região de Ribeirão Preto - SP; Socio-environmental and economic feasibility analysis of alternatives for energy production from sugarcane byproducts system for plants in the region of Ribeirão Preto - SP

Zaratini, Alexei José
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 11/10/2013 PT
Relevância na Pesquisa
37.2%
O tema sustentabilidade tem sido mais valorizado à medida que a humanidade começa a perceber as consequências em desprezar as leis de equilíbrio natural dos recursos disponíveis. A partir daí, reorganizar as formas de produção em vistas do melhor aproveitamento de subprodutos, bem como focalizar os esforços e recursos em fontes renováveis de energia, são pontos cada vez mais importantes. A matriz elétrica brasileira é predominantemente de origem hidrelétrica; porém, outras fontes de energia, inclusive geradas a partir de resíduos, também têm recebido maior atenção no Brasil. Nesse contexto, o objetivo geral desta pesquisa é avaliar a viabilidade sócio-ambiental e econômica de alternativas de produção energética a partir de subprodutos do sistema sucroenergético. A presente pesquisa é do tipo qualiquantitativa, aplicada, envolvendo a caracterização e comparação das diversas alternativas, a partir de variáveis de custo, produção, logística, emissões, recolhimento de impostos, eficiência energética, dentre outras. Para a coleta de dados primários foram realizadas entrevistas com gestores e técnicos de usinas do setor sucroenergético, pesquisadores da área, bem como responsáveis por políticas públicas no tema de estudo. Para a coleta de dados quantitativos...

Study of phenolic compounds and antioxidant capacity of by-products from winemaking process = : Estudo dos compostos fenólicos e capacidade antioxidante de subprodutos do processo de vinificação; Estudo dos compostos fenólicos e capacidade antioxidante de subprodutos do processo de vinificação

Milene Teixeira Barcia
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 27/02/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.37%
Bagaço (cascas e sementes) e borra (sedimentos sólidos) são os mais abundantes subprodutos do processo de vinificação, pois o primeiro representa aproximadamente 5% do total de uva processada e, o segundo, 4% do volume total de vinho produzido. Alguns estudos demonstraram que os resíduos vinícolas contêm importantes compostos fenólicos, potentes antioxidantes, que não foram totalmente transferidos ao vinho durante o processo de vinificação, assim despertando interesse econômico e funcional. Sendo assim, o objetivo deste trabalho foi caracterizar os compostos fenólicos de resíduos vinícolas, e correlacionar os seus teores com a capacidade antioxidante. Foi determinado o teor de compostos fenólicos das uvas in natura, do bagaço (casca e semente) e borras, obtidas em duas safras (2011 e 2012), das variedades BRS Violeta, BRS Lorena, Cabernet sauvignon e Cabernet franc, por SPE e HPLC-DAD-ESI MS/MS. Também foi avaliado o efeito de três técnicas de secagem aplicadas aos subprodutos da vinificação (bagaço e borra): secagem em estufa a 50 °C (D50), secagem por spray-drying (SP), e secagem por liofilização (FD), assim como a estabilidade dos subprodutos secos D50 e SP, submetidos a 25 °C durante 0, 30 e 90 dias. A capacidade antioxidante foi avaliada por ORAC...

Relevância sanitária dos subprodutos da desinfecção da água para consumo humano

Vieira, J. M. Pereira; Duarte, António A. L. Sampaio
Fonte: Associação Portuguesa de Engenharia Sanitária (APESB) Publicador: Associação Portuguesa de Engenharia Sanitária (APESB)
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2007 POR
Relevância na Pesquisa
37.1%
A desinfecção química através da adição de compostos clorados inorgânicos tem sido o método de tratamento mais utilizado no controlo de qualidade microbiológica das águas de abastecimento devido à sua capacidade de inactivação de microrganismos patogénicos transmissíveis por via hídrica. Desde a década de setenta do século passado, têm sido investigadas e identificadas moléculas químicas formadas em reacções secundárias do desinfectante (principalmente o cloro) com matéria orgânica presente nas águas naturais, nomeadamente ácidos húmicos e fúlvicos, as quais, em alguns estudos laboratoriais realizados, se revelaram potenciadoras do aparecimento de doenças cancerígenas. Nos anos mais recentes, vêm sendo operadas mudanças nos processos de desinfecção convencionais em virtude do progressivo conhecimento de diversos microrganismos cloro-resistentes, incluindo algumas bactérias presentes nos biofilmes aderentes às paredes das condutas das redes de abastecimento, justificando a introdução de métodos alternativos de desinfecção baseados na utilização de produtos clorados orgânicos ou em processos de oxidação e de filtração avançados. Contudo, os avultados custos envolvidos na consolidação e instalação destas tecnologias emergentes não facilitam a sua aplicação generalizada em estações de tratamento de água e o reconhecimento da elevada toxicidade de subprodutos da desinfecção com compostos clorados exige que se proceda a um controlo adequado da sua formação e se promovam medidas de minimização adequadas. A adopção de estratégias de minimização da formação destes subprodutos (objecto de imposição normativa de valores limite de concentração) constitui...

Phenolic compounds from forest industrial by-products; Compostos fenólicos a partir de subprodutos da indústria florestal

Santos, Sónia Andreia Oliveira
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Tese de Doutorado
ENG
Relevância na Pesquisa
37.33%
Em Portugal, as indústrias corticeira e de pasta de papel constituem um importante sector económico, contudo, gerando elevadas quantidades de subprodutos. Estes subprodutos poderiam ser explorados em aplicações de alto valor acrescentado, como fonte de compostos fenólicos, por exemplo, em vez de serem apenas queimados para produção de energia. Estes compostos são conhecidos pelas suas inúmeras propriedades, entre as quais, antioxidante, anti-inflamatória e anti-trombótica. Neste estudo as frações fenólicas da maior parte dos subprodutos gerados nas indústrias corticeira e de pasta de papel foram caracterizados em detalhe, com vista à sua valorização. A fração fenólica das cascas de Eucalyptus globulus, E. grandis, E. urograndis e E. maidenii, bem como da cortiça de Quercus suber e resíduos provenientes da sua exploração, nomeadamente, o pó de cortiça e os condensados negros, foi obtida por processos convencionais de extração sólido-líquido. No caso da casca de E. globulus, foi ainda avaliado o potencial de metodologias “verdes” no processo de extração de compostos fenólicos, usando extração com CO2 supercrítico. Esta técnica foi otimizada com recurso a metodologias de superfície de resposta. Na identificação e quantificação dos compostos fenólicos foi usada cromatografia líquida de alta resolução aliada a técnicas de espectrometria de massa. O teor de fenólicos totais foi ainda determinado pelo método de Folin- Ciocalteu...

Controlos veterinários nas importações de subprodutos técnicos de origem animal, sua caracterização e seu enquadramento na legislação da União Europeia

Silva, Janice Gonçalves Duarte
Fonte: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária Publicador: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Publicado em 20/10/2009 POR
Relevância na Pesquisa
37.27%
Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária; A presente dissertação aborda a temática dos controlos veterinários de produtos de origem animal e de subprodutos técnicos de origem animal aquando da entrada de produtos provenientes de países terceiros autorizados a exportar para o mercado europeu e sistematiza os procedimentos de controlo que são realizados nas fronteiras da União Europeia enquadrando a respectiva base legal que os suportam na Comunidade Europeia, descriminando a sequência e a organização e os meios em suporte informático ou em papel utilizados antes, durante e após os mesmos. Descreve, de uma forma mais elaborada, os controlos veterinários nas importações dos subprodutos técnicos de origem animal, ou seja, produtos não destinados ao consumo humano e animal, relacionando a classificação e o destino destes subprodutos às suas disposições aplicáveis às importações. Posteriormente, analisam-se e discutem-se os requisitos relativos às importações dos troféus de caça, descriminando as entidades que são responsáveis pelo controlo no país de origem, pelas importações e pela manutenção da rastreabilidade dos troféus de caça após a entrada no mercado europeu e por fim a apresentação...

Caracterização dos resíduos e subprodutos de origem animal da atividade de venda de produtos da pesca e respetivos sistemas de gestão nos mercados municipais de Lisboa

Monteiro, Miguel José Marques
Fonte: Universidade de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária Publicador: Universidade de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
37.2%
Mestrado Integrado em Medicina Veterinária; Nas últimas décadas, o impacto ambiental dos resíduos tem sido um tema de crescente importância a nível mundial. A produção de grandes quantidades de resíduos levou à criação de programas internacionais de gestão de resíduos, com o objetivo de minimizar a eliminação destes. Além disso, têm sido vários os casos de surtos de doenças ligadas à cadeia alimentar, o que tem levado a uma crescente preocupação no que diz respeito aos subprodutos de origem animal e a sua correta gestão. Este trabalho tem como objetivo caracterizar qualitativa e quantitativamente os resíduos resultantes da venda de produtos da pesca em vários mercados municipais de Lisboa e descrever os seus sistemas de gestão. Para tal, foi registado o peso de 200 embalagens de produtos da pesca e de 189 espécimes antes e após a preparação. Das embalagens pesadas, apenas 79,31% do peso total correspondia aos produtos da pesca, sendo que os restantes 20,69% correspondem ao peso da embalagem e do gelo. Em relação à preparação dos produtos da pesca, o valor médio da percentagem de subprodutos situou-se nos 16,53%, enquanto a mediana foi de 12,50%. No que diz respeito aos sistemas de gestão...

Esterilização de farinha de subprodutos animais em esterilizador industrial

Mazutti,Marcio Antônio; Treichel,Helen; Di Luccio,Marco
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.27%
As farinhas de subprodutos animais se apresentam como uma fonte praticamente completa da maioria dos aminoácidos requeridos para uma alimentação equilibrada. Estas farinhas são amplamente usadas para corrigir as deficiências nutricionais, que ocorrem em outras matérias-primas para rações, como os farelos de origem vegetal. No entanto, constituem um ambiente favorável à proliferação de microrganismos, tanto durante o processamento quanto na estocagem. A Portaria SARC 002 de 13/02/2003 no Anexo I da Instrução Normativa Número 15 do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento propõe que a etapa de esterilização das farinhas poderá ser realizada antes do processo de cocção dos subprodutos ou na própria farinha, contanto que seja empregado vapor saturado direto a uma temperatura mínima de 133 °C por um tempo mínimo de 20 minutos. Industrialmente, o que se deseja é obter um produto final com padrões higiênicos sanitários aceitáveis, com teor proteico o mais alto possível. Nesse sentido, o objetivo deste trabalho foi investigar diferentes estratégias de processamento da farinha de subprodutos de indústria de aves, observando aquela mais eficiente para a esterilização: se no subproduto antes da digestão ou se na própria farinha. Foram realizados testes em escala piloto com capacidade para 150 kg e em escala industrial com capacidade de 3.000 kg. O processo de esterilização em escala industrial apresentou um melhor desempenho comparado com o processo piloto. O teor de proteína aumentou em todos os testes e a digestibilidade final da farinha foi de aproximadamente 92%...

Formação de subprodutos orgânicos halogenados nas operações de pré-oxidação com cloro, ozônio e peroxônio e pós-cloração em água conténdo subtância húmica

Paschoalato,Cristina Filomena Pereira Rosa; Trimailovas,Márcio Resende; Di Bernardo,Luiz
Fonte: Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental - ABES Publicador: Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental - ABES
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2008 PT
Relevância na Pesquisa
37.27%
Dentre os compostos orgânicos halogenados que podem ser encontrados na água distribuída à população, destacam-se: trialometanos, ácidos haloacéticos, haloaldeídos, halocetonas, halofenóis e halopicrinas. O presente trabalho teve como objetivo avaliar o efeito da formação de 22 subprodutos com a utilização dos pré-oxidantes: cloro, ozônio e peroxônio. A formação de subprodutos foi observada em água preparada com adição de substâncias húmicas extraídas de solo turfoso, por meio do uso da pré-oxidação, presença e ausência de coagulação, filtração e pós-cloração. Os subprodutos foram quantificados por cromatografia gasosa com detetor de captura de elétrons. Os resultados obtidos mostraram que o uso de pré-oxidantes alternativos, ozônio e peroxônio, associados à coagulação, filtração e pós-cloração, formam quantidades pequenas de subprodutos.

Consumo e digestibilidade de subprodutos do processamento de frutas em ovinos

Lousada Junior,José Edilton; Neiva,José Neuman Miranda; Rodriguez,Norberto Mário; Pimentel,José Carlos Machado; Lôbo,Raimundo Nonato Braga
Fonte: Sociedade Brasileira de Zootecnia Publicador: Sociedade Brasileira de Zootecnia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2005 PT
Relevância na Pesquisa
37.51%
Esta pesquisa foi realizada objetivando-se avaliar o valor nutritivo de subprodutos do processamento de frutas. Foram estudados subprodutos de abacaxi, acerola, goiaba, maracujá e melão, utilizando-se 20 ovinos machos castrados, com peso médio de 34,5 kg. Adotou-se o delineamento experimental inteiramente casualizado, com cinco tratamentos (subprodutos) e quatro repetições. Os consumos de matéria seca (CMS) dos subprodutos de goiaba, maracujá e melão foram semelhantes, porém superiores ao CMS do subproduto de acerola. Os maiores consumos de proteína bruta (CPB) foram observados com maracujá e melão (g/animal/dia, g/UTM), enquanto acerola apresentou menor CPB. O subproduto de goiaba apresentou maior consumo de fibra em detergente neutro (CFDN) e fibra em detergente ácido (CFDA)e o de maracujá, maior coeficiente de digestibilidade aparente da matéria seca (DMS). Os subprodutos de acerola e goiaba apresentaram DMS inferior aos demais. Os coeficientes de digestibilidade aparente da proteína bruta dos subprodutos de maracujá e melão foram superiores aos demais subprodutos. Quanto aos coeficientes de digestibilidade da fibra em detergente neutro (DFDN) e da fibra em detergente ácido (DFDA), os subprodutos de acerola e goiaba mostraram-se inferiores...

Byproducts of araticum and pequi : study of antioxidant activity of bioactive compounds in the protection of oxidative stress = Subprodutos de araticum e pequi: estudo da atividade antioxidante dos compostos bioativos na proteção ao estresse oxidativo; Subprodutos de araticum e pequi : estudo da atividade antioxidante dos compostos bioativos na proteção ao estresse oxidativo

Maysa do Vale Oliveira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 03/08/2015 PT
Relevância na Pesquisa
37.2%
As frutas representam uma fonte de compostos antioxidantes exógenos que, em conjunto com os antioxidantes endógenos, auxiliam no combate ao estresse oxidativo. As dietas ricas em fitoquímicos, tais como os carotenoides e compostos fenólicos, têm sido associadas à redução do risco de diversas patologias como câncer, catarata, degeneração macular e doenças cardiovasculares e neurodegenerativas. Embora haja um grande número de estudos abordando a ação de compostos bioativos em polpa de frutas, que normalmente constitui a parte consumida, outros estudos têm mostrado que os subprodutos ¿ resíduos do processamento industrial - contêm quantidades iguais ou superiores destes compostos. Considerando que o Brasil é um dos maiores produtores agrícolas do mundo, além de um dos países que mais geram resíduos dessa produção, um dos objetivos deste trabalho foi determinar o teor de fenóis totais e a atividade antioxidante nos extratos da casca e semente de araticum e casca de pequi, subprodutos do bioma Cerrado, antes e após digestão in vitro. Após o processo de digestão, o teor de fenólicos totais foi reduzido em todos os extratos, assim como a atividade antioxidante total, exceto no ensaio ABTS para o extrato digerido da casca do araticum. Estes extratos também foram testados quanto à capacidade citotóxica nas linhagens celulares K562 e NALM6...

Valorização de subprodutos da vinha e do vinho: impacto do tempo e métodos de preservação nas suas características

Matos, Bárbara
Fonte: Instituto Politécnico do Porto. Instituto Superior de Engenharia do Porto Publicador: Instituto Politécnico do Porto. Instituto Superior de Engenharia do Porto
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
37.37%
Os polifenóis constituem um grupo biologicamente relevante de compostos naturais, que têm gerado um crescente interesse por parte dos consumidores e das indústrias alimentar, farmacêutica e de cosméticos. Os compostos fenólicos exibem uma vasta gama de propriedades fisiológicas, tais como anti-alérgica, anti-aterogénica, anti-inflamatória, anti-microbiana, antioxidante, anti-trombótica, possuindo efeitos cardio-protetores e vasodilatadores. Por conseguinte, o interesse na obtenção deste compostos ativos de uma forma fácil, barata e rápida tem vindo a aumentar. Uma das fontes de polifenóis são os subprodutos agrícolas, tais como os produtos derivados do vinho e/ou processamento de uvas. As folhas, os caules e os resíduos obtidos durante o processo de produção do vinho têm sido subutilizados, apesar de representarem uma boa fonte de compostos antioxidantes e bioativos. Portugal é um dos mais importantes países produtores de vinho, onde todos os anos são geradas várias toneladas de subprodutos associados a esta indústria. A extração, caracterização, quantificação e avaliação da atividade antioxidante de compostos bioativos extraídos destes subprodutos são, pois, tarefas importantes a fim de avaliar o potencial de utilização destes produtos como novas fontes de compostos antioxidantes. O objetivo deste trabalho foi quantificar e avaliar os teores de polifenóis de extratos preparados a partir de folhas e caules de videira...