Página 1 dos resultados de 20093 itens digitais encontrados em 0.024 segundos

Resistência à mupirocina entre isolados de Staphylococcus aureus de profissionais de enfermagem; Mupirocin-resistant Staphylococcus aureus in samples belonging to professional nurses; Resistencia al mupirocin en cepas aisladas de Staphylococcus aureus de profesionales de enfermería

MOURA, Josely Pinto de; GIR, Elucir; ROSA, Juliana de Oliveira; BELÍSSIMO-RODRIGUES, Fernando; CRUZ, Elaine Drehmer de Almeida; OLIVEIRA, Ana Claudia Alves de; PIMENTA, Fabiana Cristina
Fonte: Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo Publicador: Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
66.72%
OBJETIVOS: Avaliar a colonização por Staphylococcus aureus sensíveis e resistentes à meticilina na saliva de profissionais de enfermagem e o perfil de resistência à mupirocina. MÉTODOS: Foram coletadas três amostras da saliva de 356 (94,2%) profissionais participantes da pesquisa, totalizando 1.068 amostras processadas. Todos os aspectos éticos foram contemplados. A análise microbiológica compreendeu a identificação fenotípica, segundo normas do Clinical and Laboratory Standards Institute. RESULTADOS: Foram obtidos 73 indivíduos colonizados por Staphylococcus aureus na primeira coleta, 48 na segunda e 37 na terceira, somando 158 isolados de Staphylococcus aureus. Desses, 24 (15,2%) eram resistentes à oxacilina e 30 resistentes à mupirocina (18,9%). A resistência à mupirocina foi observada de forma pronunciada nos Staphylococcus aureus metacilina resistente (MRSA); dos 24 MRSA, 17 (70,8%) apresentaram-se resistentes a este antimicrobiano. CONCLUSÃO: Os resultados indicaram que a resistência à mupirocina é um importante problema, pois esse antibiótico é um excelente aliado nas medidas de controle das infecções de serviços de saúde.; OBJECTIVES: To assess colonization by Staphylococcus aureus sensitive and resistant to methicillin found in the saliva of nurses and...

Colonization of nursing professionals by Staphylococcus aureus; A colonização dos profissionais de enfermagem por Staphylococcus aureus; La colonización de los profesionales de enfermería por Staphylococcus aureus

MOURA, Josely Pinto de; PIMENTA, Fabiana Cristina; HAYASHIDA, Miyeko; CRUZ, Elaine Drehmer de Almeida; CANINI, Silvia Rita Marin da Silva; GIR, Elucir
Fonte: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo Publicador: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
66.74%
This cross-sectional study aimed to investigate the presence of Staphylococcus aureus in the saliva of the nursing team of a teaching hospital in the interior of São Paulo State. Three saliva samples were collected from 351 individuals with an interval of two months between each collection. All ethical aspects were considered. In 867 (82.3%) cultures there was no identification of Staphylococcus aureus in the saliva, in 88 (17.7%) cultures Staphylococcus aureus was isolated, 26 (2.5%) of which were resistant to methicillin. The prevalence of professionals colonized by Staphylococcus aureus was 41.0% (144/351), of which 7.1% (25/351) were characterized as methicillin-resistant Staphylococcus aureus. Transient carriers represented 81.2% and persistent carriers 18.8%. Resistance to mupirocin was 73.1% of MRSA and 9.3% of MSSA. The results demonstrate that it is the nurse and nursing technician that are the professional categories most susceptible to MRSA. Broader discussion on the thematic and interventions are needed.; Este é um estudo transversal e teve como objetivo investigar a presença de Staphylococcus aureus na saliva da equipe de enfermagem de um hospital escola, do interior paulista. Foram coletadas três amostras da saliva de 351 indivíduos...

"Staphylococcus aureus e Staphylococcus aureus meticilina resistentes (MRSA) em profissionais de saúde e as interfaces com as infecções nosocomiais"; Staphylococcus aureus and meticillin-resistant Staphylococcus aureus (MRSA) in health professionals and the interfaces with nosocomial infections

Palos, Marinésia Aparecida Prado
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/11/2006 PT
Relevância na Pesquisa
66.76%
o Staphylococcus aureus consiste em importante microrganismo no ambiente nosocomial, disseminado principalmente pelas mãos dos profissionais de saúde. É com essa compreensão acerca da temática, que nos propusemos realizar esta investigação. Objetivos: avaliar a prevalência de Staphylococcus aureus e de Staphylococcus aureus meticilina resistentes (MRSA) em profissionais das equipes médicas e de enfermagem de uma instituição de saúde de Goiânia-GO, e as interfaces com as infecções nosocomiais; e caracterizar o perfil fenotípico dos Staphylococcus aureus. Material e método: estudo realizado com as equipes médicas e de enfermagem, das unidades de terapia intensiva, clínica médica, clínica cirúrgica, gineco/obstétrica e centro cirúrgico de uma instituição de saúde de Goiânia-Goiás. Desenvolvido no período de agosto de 2005 a julho de 2006. Foi coletada a saliva de 268 profissionais, em 3 momentos distintos, o que resultou em 804 amostras analisadas. As amostras foram semeadas em ágar manitol e as colônias desenvolvidas contadas e submetidas à fenotipagem e teste de suscetibilidade aos antimicrobianos, determinado pelo método de difusão de disco. Os resultados foram submetidos à análise quantitativa...

Planejamento, desenvolvimento e estudos de QSAR-2D e QSAR-3D de derivados 5-nitro-2-tiofilidênicos com atividade frente a Staphylococcus aureus multi-resistente (CEB - Clone Endêmico Brasileiro); Molecular design, 2D-QSAR and 3D-QSAR studies of 5-nitro-2-thiophylidene derivatives with antimicrobial activity against multidrug-resistant Staphylococcus aureus (BEC - Brazilian Endemic Clone)

Masunari, Andrea
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 13/10/2005 PT
Relevância na Pesquisa
66.7%
A reemergência de algumas bactérias Gram-positivas, em particular, do gênero Staphylococcus, como principal foco causador de infecções hospitalares, tem se intensificado nas últimas décadas, e, apesar da existência de potentes fármacos voltados para o tratamento de infecções causadas por este gênero de bactéria, as taxas de morbidade e mortalidade prevalecem com perfil crescente. Além disso, um grande problema associado a cepas de MRSA (Methicillin-Resistant Staphylococcus aureus) é o fenótipo de multi-resistência, característica que confere a este microrganismo resistência não apenas à meticilina como também a uma série de outros fármacos, exceto frente à vancomicina e à teicoplanina. Muito tem se feito, mas ainda são poucos os resultados efetivamente aplicáveis no tratamento de infecções com caráter de multi-resistência, justificando, desta forma, a necessidade de desenvolvimento de sucedâneos que sejam consideravelmente mais efetivos para a solução deste problema. Baseado nestes fatos, a proposta deste estudo envolveu o planejamento, síntese, identificação e estudos de QSAR (Quantitative Structure-Activity Relationships) em duas e três dimensões de derivados 5-nitro-2-tiofilidênicos com atividade antimicrobiana frente a cepas padrão e multi-resistente de Staphylococcus aureus. A escolha dos grupos substituintes foi realizada em duas etapas. Na primeira delas seguiu-se metodologia de substituição em anéis aromáticos proposta por Topliss para a otimização da bioatividade de compostos. Em uma segunda etapa...

Staphylococcus aureus e Staphylococcus aureus resistente à meticilina em trabalhadores de um hospital universitário: colonização e crenças em saúde; Staphylococcus aureus and methicillin-resistant Staphylococcus aureus in workers at a university hospital: colonization and beliefs in health.

Cruz, Elaine Drehmer de Almeida
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 20/08/2008 PT
Relevância na Pesquisa
66.77%
O estado de portador de Staphylococcus aureus resistente à meticilina é apontado como preditor de infecção principalmente entre pacientes hospitalizados, bem como fator para a disseminação ambiental e de pessoa a pessoa, incluindo trabalhadores de serviço de saúde, quando colonizados são freqüentemente associados a surtos. A prevenção do risco da colonização profissional está associada ao comportamento e dependente do conhecimento e crenças em saúde. Objetivo: analisar a prevalência de Staphylococcus aureus na saliva de trabalhadores da equipe de enfermagem, médicos, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais e auxiliares de limpeza de hospital universitário de grande porte. Metodologia: estudo epidemiológico longitudinal foi realizado com 486 trabalhadores no período de abril de 2006 a junho de 2008 e compreendeu a coleta de três amostras de saliva e aplicação de instrumento de coleta de dados, com perguntas abertas e fechadas. Staphylococcus aureus foram isolados do espécime clínico e caracterizados fenotipicamente; os resistentes à meticilina foram submetidos à detecção do gene mecA e identificação do cassete cromossômico SCCmec. Os dados quantitativos dos resultados laboratoriais e do instrumento foram organizados e processados no Programa EPI-Info e analisados por meio de estatística descritiva. Os dados relativos às perguntas abertas foram submetidos à análise quantitativa de discurso (BARDIN...

A colonização dos profissionais da enfermagem por staphylococcus aureus: problemática e desafios; Colonization of nursing professionals by Staphylococcus aureus: problem and challenges.

Moura, Josely Pinto de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 22/12/2009 PT
Relevância na Pesquisa
66.73%
Introdução: A problemática referente à conduta com profissionais na área de saúde colonizados por Staphylococcus aureus sensíveis e resistentes à metilcilina está em grande evidência, por ser este um importante patógeno causador de doenças com alta morbi-mortalidade.(LOWY, 1998). Atualmente as infecções por Staphylococcus aureus não respondem mais ao tratamento com os antimicrobianos anteriormente utilizados (CDC, 2006). O Staphylococcus aureus, resistente à meticilina (MRSA), vem se disseminando nos serviços de saúde e tem sido uma das causas de infecções com maior dificuldade de tratamento (CDC,1999). A maioria das infecções ocorre em pessoas colonizadas com o micro-organismo, sendo o carreador de longo tempo um fator de risco mais fortemente associado com infecção subsequente (WERTHEIM et al, 2005a). Objetivos: Avaliar a colonização e o perfil de susceptibilidade dos Staphylococcus aureus isolados na saliva da equipe de enfermagem atuante nas unidades de terapia intensiva, clínica médica, clínica cirúrgica e gineco-obstétrica de uma instituição de saúde de grande porte do interior paulista. Determinar a prevalência de portadores de Staphylococcus aureus resistentes à meticilina e à mupirocina...

Fatores de virulência e genes regulatórios agr de Staphylococcus aureus e outras espécies coagulase positivas isoladas de mastites bovina e ovina; Virulence factors and regulatory genes (agr) of Staphylococcus aureus and other coagulase-positive species isolated from bovine and ovine mastitis

Almeida, Lara Mendes de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/07/2009 PT
Relevância na Pesquisa
66.66%
A mastite é um sério problema em rebanhos leiteiros com consideráveis conseqüências econômicas. Embora alguns patógenos possam causar essa doença, Staphylococcus aureus é o mais importante agente etiológico em mastites bovinas e ovinas. O surgimento de linhagens resistentes a diferentes antibióticos e a presença de múltiplos fatores de virulência dificultam o tratamento das infecções causadas por essa espécie. Neste estudo, foram analisados 70 isolados de estafilococos coagulase positivos de origem animal: 52 provenientes de amostras de leite de bovinos portadores de mastite subclínica, do óstio dos tetos desses animais e de insufladores de três fazendas de exploração leiteira do Estado de São Paulo. Os outros 18 isolados foram provenientes de ovinos da região do agreste do Estado de PE, sendo 6 de casos de mastite clínica e 12 de casos de mastite subclínica. Por meio da eletroforese de campo pulsado (PFGE), pôde-se concluir que houve alta diversidade genética entre as linhagens de S. aureus isoladas das diferentes fontes analisadas das três fazendas do Estado de SP. No entanto, um perfil clonal comum foi identificado nas amostras de leite de duas dessas fazendas e, em uma terceira fazenda, houve a predominância de outro perfil clonal de S. aureus entre os isolados de leite bovino proveniente de animais portadores de mastite subclínica. Em relação às outras espécies coagulase positivas...

Pesquisa de genes de resistência a antimicrobianos beta-lactâmicos e de enterotoxina em cepas de Staphylococcus aureus presentes em amostras de alimentos; Search of antimicrobial beta-lactam resistance genes and enterotoxin genes in Staphylococcus aureus strains present in food samples

Rizek, Camila Fonseca
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 13/08/2010 PT
Relevância na Pesquisa
66.69%
Introdução: Staphylococcus aureus são microrganismos causadores de diversos tipos de doenças. Existem dois grandes agravantes a sua presença: a produção de toxinas e a resistência a antimicrobianos. S. aureus produzem enterotoxinas termolábeis que, quando presentes nos alimentos, podem levar a uma toxinfecção a quem o consumir. Esta espécie também é conhecida por facilmente responder adaptativamente ao uso de drogas tornandose cada vez mais difícil controlá-la. Um dos maiores responsáveis por esta preocupação são os MRSA (methicillin-resistant Staphylococcus aureus), resistentes a beta-lactâmicos através da produção de uma proteína diferenciada de parede codificada pelo gene mecA. A presença deste patógeno resistente fora do ambiente hospitalar é registrada há alguns anos e pouco a pouco vem se descobrindo que a via alimentar pode ser um meio deste gene se disseminar. Objetivos: procurar pelo gene mecA e o codificador da enterotoxina em Staphylococcus aureus de amostras alimentares para discutir a presença do gene de resistência em uma nova via de transmissão e a validade de apenas se fiscalizar a presença apenas de Staphylococcus coagulase positivo em produtos alimentares como forma de manter o alimento seguro contra toxinfecções. Métodos: Cinquenta e sete amostras de S. aureus provenientes de amostras de quatro tipos de fontes alimentares foram testadas por PCR com primer específico para o gene mecA e para o gene codificador da enterotoxina. Resultados: Destas...

Avaliação da influência da etapa de salga do abate Shechita na população de Staphylococcus aureus em carcaças de frango -- caracterização feno e genotípica dos isolados; Evaluation of the influence of salting step of Shechita slaughter in the population of S. aureus in poultry carcasses

Marcenovicz, Priscila Cavalheiro
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/05/2012 PT
Relevância na Pesquisa
66.72%
O abate Shechita de aves, diferentemente do abate convencional, realiza o processo religioso conhecido como melichah, que consiste de três etapas: imersão em água, salga e dessalga das carcaças. Alguns estudos indicam que a salga pode ser benéfica para a qualidade microbiológica do produto, mas não se encontrou referência às bactérias halotolerantes como o Staphylococcus aureus e nem aos micro-organismos aeróbios mesófilos em frangos. Os objetivos deste trabalho foram avaliar a influência da etapa de salga na população de S. aureus e de microorganismos aeróbios mesófilos, identificar as espécies de Staphylococcus não produtoras de coagulase presentes e caracterizar fenotípica e genotipicamente os isolados de S. aureus e demais espécies. Para tanto foram coletadas 304 amostras de carcaças de aves, sendo metade obtida antes da etapa de salga e a outra metade após a dessalga. S. aureus esteve presente em 13/304 (4,3%) amostras, sendo que nove foram coletadas antes da salga. A população média de S. aureus nessas amostras foi de 2,5x10 UFC/g antes da salga e 8,9 UFC/g após a des salga, e de micro-organismos aeróbios mesófilos foi de 5,4x103 UFC/g antes da salga e 4,5x103 após a dessalga, variação esta que pode ser considerada normal e não decorrente da etapa de salga. Face à baixa frequência de S. aureus nas amostras...

Colonização por Staphylococcus aureus em indivíduos com HIV/aids internados em um hospital escola do interior paulista; Staphylococcus aureus colonization in individuals with HIV/AIDS hospitalized in a teaching hospital in the city of Ribeirão Preto, state of São Paulo

Reinato, Lilian Andreia Fleck
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/12/2012 PT
Relevância na Pesquisa
66.72%
Introdução: a colonização de indivíduos com HIV/aids por microrganismos patogênicos tem sido associada a maior risco de morbidade e mortalidade, principalmente quando esse microrganismo é o Staphylococcus aureus. Identificar precocemente esta condição permite implementar medidas preventivas do adoecimento a ele relacionado, em nível individual e coletivo. Objetivo: avaliar a prevalência de colonização por Staphylococcus aureus em indivíduos com HIV/aids internados em um hospital escola. Metodologia: estudo de corte transversal, tendo como sujeito pessoas vivendo com HIV/aids, internadas em duas unidades especializadas em HIV/aids de um Hospital Escola do município de Ribeirão Preto- SP. Todos os preceitos éticos foram criteriosamente respeitados. No período de Agosto/2011 a Julho/2012, todos os indivíduos internados foram abordados e para aqueles que aceitaram participar, procedeu-se a coleta de amostra de saliva e secreção nasal, além da coleta de dados sociodemográficos, clínicos e imunológicos, obtidos por meio do prontuário e entrevista individual. As amostras foram encaminhadas e processadas pelo Laboratório de Microbiologia e Sorologia da instituição em estudo. Foram semeadas em meios de cultura ágar sangue e manitol...

Avaliação do desempenho de diferentes sítios de culturas de vigilância para Staphylococcus aureus em gestantes e recém-nascidos; Performance evaluation of different body sites to surveillance cultures of Staphylococcus aureus in pregnant women and newborns

Cursino, Maria Aparecida
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 06/12/2012 PT
Relevância na Pesquisa
66.67%
Introdução: a coleta de culturas de vigilância é uma das estratégias utilizadas no controle de infecções causadas por Staphylococcus aureus, especialmente S. aureus resistente a meticilina (MRSA). Estas culturas são utilizadas para determinar portadores assintomáticos e prevenir a disseminação do patógeno para outros pacientes através da tomada de medidas de isolamento do portador. Neste contexto, tem-se demonstrado que a descolonização de portadores pode reduzir o risco de infecções estafilocócicas em certas ocasiões. O sítio anatômico mais comumente analisado são as narinas anteriores, mas continuamos a nos questionar se seria necessária a cultura de outros sítios anatômicos para este fim. Objetivos: este estudo objetivou avaliar o desempenho de diferentes sítios de cultura de vigilância em determinar a colonização de gestantes e recém-nascidos (RN) e determinar os fatores associados a colonização nasal por S. aureus. Metodologia: este é um estudo descritivo, desenvolvido no Hospital das Clínicas de São Paulo, Brasil, um hospital terciário universitário. Os pacientes envolvidos no estudo são gestantes durante trabalho de parto e seus recém-nascidos. A coleta de material de seu em quatro sítios anatômicos para os recém-nascidos: narinas anteriores...

Identificação de grupos clonais, resistência aos antimicrobianos e presença de genes associados à formação de biofilmes (icaA e icaD) em Staphylococcus aureus isolados de propriedades produtoras de leite bovino

Girardini, Lilian Kolling
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.68%
Staphylococcus aureus destaca-se como principal micro-organismo associado à mastite bovina contagiosa, sendo que as infecções crônicas podem ser causadas pelo crescimento bacteriano na forma de biofilmes, o que pode estar associado à persistência desta bactéria na glândula mamária e à resistência a diversos antimicrobianos. Estudos epidemiológicos empregando técnicas como a macrorestrição seguida de eletroforese em campo pulsado (PFGE) têm sido realizados, com a finalidade de identificar clones e caracterizar as infecções por S. aureus. Os objetivos deste estudo foram: avaliar a frequência de isolamento de S. aureus em amostras de leite colhidas periodicamente em um grupo de propriedades leiteiras do Vale do Taquari, RS; avaliar o perfil de suscetibilidade aos antimicrobianos dos isolados de S. aureus identificados; classificar esses isolados em grupos clonais; avaliar a distribuição e a permanência dos grupos clonais nas propriedades leiteiras ao longo do tempo, além de verificar a presença de genes relacionados à formação de biofilmes (icaA e icaD). Foram colhidas amostras de leite de todas as vacas em lactação de 21 propriedades, amostradas semestralmente durante dois anos, totalizando 1060 amostras. A presença de S. aureus nas amostras foi detectada por isolamento e a identificação foi realizada de acordo com o National Mastitis Council. Isolados confirmados foram testados...

Análise de portadores assintomáticos de Staphylococcus aureus no Hospital Universitário de Brasília

Leite, Gustavo Balduino
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
66.69%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, 2008.; Staphylococcus aureus é um patógeno associado a altas taxas de mortalidade e morbidade, capaz de produzir infecções em diversos tecidos do corpo humano. Sua capacidade em adquirir resistência à antibióticos e de sobreviver em diferentes condições ambientais o torna um perigoso agente infeccioso no ambiente hospitalar. O objetivo deste estudo foi realizar um levantamento da ocorrência de indivíduos portadores assintomáticos de S. aureus suscetíveis (MSSA) ou resistente a meticilina (MRSA) no âmbito do Hospital Universitário de Brasília (HUB) e na comunidade e, o desenvolvimento de procedimentos moleculares para identificação de MSSA e de MRSA. No total foram coletadas 327 amostras nasais e sub-ungueais de profissionais e alunos vinculados ao HUB. Essas amostras foram divididas em três grupos: Alunos (medicina, enfermagem e odontologia), Equipe Médica (enfermeiros, auxiliares e técnicos de enfermagem e médicos) e Técnicos (funcionários que não possuem contato com pacientes). Também foram coletadas 48 amostras de pacientes previamente identificadas como MRSA pelo HUB e 136 amostras de indivíduos sem contato com o ambiente hospitalar (comunidade). Todas as amostras foram submetidas a crescimento em meios de cultura seletivos e diferenciais e testadas quanto a produção de coagulase para a identificação de S. aureus. Os isolados foram então submetidos ao teste de susceptibilidade à oxacilina e vancomicina. Os isolados de comunidade e de pacientes foram submetidos a ensaios de PCR para confirmação dos resultados bioquímicos através de iniciadores específicos para os genes que codificam proteína A...

Staphylococcus Aureus resistente à meticilina : percepção do risco e atitudes de enfermeiros de um centro hospitalar

Pedro, Ana Luisa Pimentel Rodrigues da Rosa
Fonte: Universidade Católica Portuguesa Publicador: Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
66.66%
A disseminação do Staphylococcus Aureus resistente à meticilina (MRSA) continua a ser um dos mais difíceis desafios para a prevenção, controlo e tratamento das infecções associadas aos cuidados de saúde. Em Portugal, quase metade (49%) dos isolamentos de Staphylococcus aureus, em hemoculturas e liquor, são resistentes à meticilina. O inquérito nacional de prevalência de infecção realizado em 2010, aponta o Staphylococcus aureus como o agente mais frequente de infecção hospitalar onde o MRSA representa 13,4% do total dos agentes isolados, com uma proporção de MRSA de 69,2% dos Staphylococcus aureus. Compreender o comportamento individual e a relação com a percepção do risco é um passo importante em termos do controlo efectivo das infecções. A adopção plena das recomendações de prevenção da transmissão cruzada depende da conjugação de vários factores: o conhecimento que os profissionais detêm das recomendações, o modo como as aplicam nas suas práticas diárias e ainda a sua percepção do risco. O presente estudo pretende avaliar a percepção dos enfermeiros em relação ao risco de transmissão do MRSA para o próprio, para os outros profissionais e para os doentes e de que modo essa percepção se reflecte na adopção das recomendações de prevenção da transmissão de infecção. Foram aplicados questionários a enfermeiros de 10 Unidades clínicas de um Centro Hospitalar e realizadas entrevistas a um enfermeiro de cada uma dessas Unidades. Concluímos que...

Staphylococcus aureus detection in the mouth of housekeepers; Detecção de Staphylococcus aureus na boca de trabalhadores da limpeza hospitalar; Detección de Staphylococcus aureus en la boca de trabajadores de la limpieza hospitalaria

CRUZ, Elaine Drehmer de Almeida; PIMENTA, Fabiana Cristina; HAYASHIDA, Miyeko; EIDT, Marina; GIR, Elucir
Fonte: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo Publicador: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
66.74%
This study assessed the prevalence of colonization by Staphylococcus aureus in hospital housekeepers, and their knowledge and beliefs regarding this problem. Three saliva samples were collected and a questionnaire regarding knowledge and beliefs was applied. Of the 92 workers, 63 (68.5%) participated in the study; 20 were not and 43 were colonized; 13 by methicillin resistant Staphylococcus aureus and 30 by methicillin sensitive Staphylococcus aureus. Persistent carrier status of methicillin resistant Staphylococcus aureus was detected in 15.4% of cases. Low knowledge and perception of occupational risk were observed. The mouth was identified as an important reservoir of methicillin resistant Staphylococcus aureus. Analyzing knowledge and beliefs, as well as the state of carrier, is an important strategy to be added to educational actions for the prevention of workers' colonization.; Este estudo avaliou a prevalência da colonização por Staphylococcus aureus em trabalhadores de limpeza hospitalar, e seu conhecimento e crenças acerca da problemática. Foram coletadas três amostras de saliva e aplicado questionário referente ao conhecimento e crenças. De 92 trabalhadores, 63 (68,5%) participaram do estudo; 20 apresentaram-se não colonizados e 43 colonizados; 13 para Staphylococcus aureus resistente à meticilina e 30 para Staphylococcus aureus sensível à meticilina. O estado de carreador persistente por Staphylococcus aureus...

Efecto biocida de un desinfectante de uso industrial sobre diferentes cepas de Staphylococcus aureus y Escherichia coli

Arriagada Ojeda, Tamara Andrea
Fonte: Universidad de Chile; Programa Cybertesis Publicador: Universidad de Chile; Programa Cybertesis
Tipo: Tesis
ES
Relevância na Pesquisa
66.7%
Memoria para optar al título de Ingeniero en Alimentos; Existe una gran oferta de productos detergentes y desinfectantes, que aplicados en adecuados programas de sanitización, ayudarían a prevenir y reducir la contaminación microbiológica presente en las plantas elaboradoras de alimentos, sin embargo en muchos casos no se ha realizado una validación experimental adecuada del efecto esperado. Es por ello que se realizó un estudio in vitro de la actividad germicida de un producto compuesto por cloruro de alquildimetil benzilamonio, glutaraldehído, glioxal, formaldehído, isopropanol y excipientes, a distintas concentraciones y tiempos, incluidos los recomendados por el fabricante. Se determinó la cinética de muerte de los microorganismos, calculando el % de eficiencia del desinfectante, la velocidad específica de muerte, el tiempo de reducción decimal y el coeficiente de dilución. Las pruebas se realizaron frente a: Escherichia coli salvaje, Staphylococcus aureus salvaje, Escherichia coli ATCC 25922 y Staphylococcus aureus ATCC 29213. La eficiencia germicida in vitro del desinfectante en el tiempo (5 minutos) y rango de concentración recomendado por el fabricante (0,25% – 0,5%) fue para Escherichia coli ATCC 25922 del 99...

Colchões do tipo caixa de ovo: um reservatório de Staphylococcus aureus resistente à meticilina?; Colchones del tipo caja de huevos: ¿un reservorio de staphylococcus aureus resistentes a la meticilina?; Egg crater mattresses: a deposit of methicillin-resistant staphylococcus aureus?

Ferreira, Adriano Menis; Andrade, Denise de; Almeida, Margarete Teresa Gottardo de; Cunha, Keith Cássia; Rigotti, Marcelo Alessandro
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/03/2011 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
66.68%
O estudo teve como objetivo avaliar as condições microbiológicas de colchões caixa de ovo em uso hospitalar com a finalidade de identificar a presença de Staphylococcus aureus e seu fenótipo de resistência à meticilina (MRSA). Coletaram-se as amostras microbiológicas nos colchões por meio de placas de contato PetrifilmTM em posições pré-estabelecidas. Totalizou-se 180 placas coletadas em 15 colchões, das quais 139 (72,2%) foram positivas para Staphylococcus aureus. Desse total, 77 (55,4%) e 62 (44,6%) corresponderam respectivamente à coleta antes e após a lavagem dos colchões. Evidenciou-se redução significante (p=0,023) das Unidades Formadoras de Colônias (UFC), entretanto com relação ao perfil de resistência foi identificado 8 (53,3%) colchões com MRSA. Diante dos resultados, pode-se inferir sobre o risco destes colchões atuarem como reservatórios secundários na cadeia de infecção, especialmente no que se refere à presença de MRSA.; El estudio tuvo como objetivo evaluar las condiciones del tipo caja de huevos en uso hospitalario con la finalidad de identificar la presencia de Staphylococcus aureus y su fenotipo de resistencia a la meticilina (MRSA). Se recolectaron las muestras microbiológicas en los colchones a través de placas de contacto PetrifilmTM en posiciones preestablecidas. Se totalizaron 180 placas colectadas en 15 colchones...

Staphylococcus aureus detection in the mouth of housekeepers; Detecção de Staphylococcus aureus na boca de trabalhadores da limpeza hospitalar; Detección de Staphylococcus aureus en la boca de trabajadores de la limpieza hospitalaria

Cruz, Elaine Drehmer de Almeida; Pimenta, Fabiana Cristina; Hayashida, Miyeko; Eidt, Marina; Gir, Elucir
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf; application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/02/2011 ENG; POR; SPA
Relevância na Pesquisa
66.74%
Este estudo avaliou a prevalência da colonização por Staphylococcus aureus em trabalhadores de limpeza hospitalar, e seu conhecimento e crenças acerca da problemática. Foram coletadas três amostras de saliva e aplicado questionário referente ao conhecimento e crenças. De 92 trabalhadores, 63 (68,5%) participaram do estudo; 20 apresentaram-se não colonizados e 43 colonizados; 13 para Staphylococcus aureus resistente à meticilina e 30 para Staphylococcus aureus sensível à meticilina. O estado de carreador persistente por Staphylococcus aureus, resistente à meticilina, foi detectado em 15,4% dos casos. Baixo conhecimento e percepção do risco ocupacional foram observados. A boca foi identificada como importante reservatório de Staphylococcus aureus resistente à meticilina. Analisar o conhecimento e crenças, juntamente à investigação do estado de carreador, é importante estratégia a ser agregada às ações educativas para a prevenção da colonização de trabalhadores.; Este estudio evaluó la prevalencia de la colonización por Staphylococcus aureus en trabajadores de limpieza hospitalaria, y su conocimiento y creencias acerca de la problemática. Fueron recolectadas tres muestras de saliva y aplicado un cuestionario referente al conocimiento y creencias. De 92 trabajadores...

A colonização dos profissionais de enfermagem por Staphylococcus aureus; La colonización de los profesionales de enfermería por Staphylococcus aureus; Colonization of nursing professionals by Staphylococcus aureus

Moura, Josely Pinto de; Pimenta, Fabiana Cristina; Hayashida, Miyeko; Cruz, Elaine Drehmer de Almeida; Canini, Silvia Rita Marin da Silva; Gir, Elucir
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf; application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/04/2011 ENG; POR; SPA
Relevância na Pesquisa
66.74%
Este é um estudo transversal e teve como objetivo investigar a presença de Staphylococcus aureus na saliva da equipe de enfermagem de um hospital escola, do interior paulista. Foram coletadas três amostras da saliva de 351 indivíduos, com intervalo de dois meses. Todos os aspectos éticos foram contemplados. Em 867 (82,3%) culturas não houve identificação de Staphylococcus aureus na saliva, em 88 (17,7%) culturas foi isolado Staphylococcus aureus, sendo 26 (2,5%) resistentes à meticilina. A prevalência de profissionais colonizados por Staphylococcus aureus foi de 41,0% (144/351), dos quais 7,1% (25/351) foram caracterizados como Staphylococcus aureus resistentes à meticilina. Os carreadores transitórios representaram 81,2% e os persistentes 18,8%. A resistência à mupirocina foi de 73,1% entre os resistentes à meticilina e 9,3% nos sensíveis à meticilina. Os resultados evidenciaram que enfermeiras e os técnicos de enfermagem representam as categorias profissionais mais suscetíveis ao MRSA. Discussão mais ampla sobre a temática e intervenções se fazem necessárias.; Se trata de un estudio transversal que tuvo como objetivo investigar la presencia de Staphylococcus aureus en la saliva del equipo de enfermería de un hospital escuela del interior del estado de Sao Paulo. Fueron recolectadas tres muestras de saliva de 351 individuos con intervalo de dos meses. Todos los aspectos éticos fueron contemplados. En 867 (82...

OCORRÊNCIA DE Staphylococcus aureus EM CARCAÇAS DE FRANGO

DE FREITAS, MANUELA FIGUEIROA LYRA; DE SOUZA LEÃO, ANA EMÍLIA DUARTE; STAMFORD, TÂNIA LÚCIA MONTENEGRO; MOTA, RINALDO APARECIDO
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 25/02/2005 POR
Relevância na Pesquisa
66.68%
O objetivo deste trabalho foi avaliar as condições microbiológicas de carcaças de frango com relação às contagens de S. aureus. Foram analisadas 30 carcaças de frango in natura, e 31 carcaças de frango resfriadas, adquiridas em mercados públicos e supermercados, respectivamente. Em 58 (91,1%) amostras foram isolados estafilococos, sendo que 40 (65,0%) apresentaram S. aureus e 18 (31,0%) Staphylococcus coagulase negativa (SCN). As contagens de S. aureus e SCN variaram entre 10 a 106 UFC/g de carne de frango. As carcaças de frango resfriadas apresentaram contagens inferiores de S. aureus em relação às carcaças de frango in natura, havendo correlação direta entre a temperatura de comercialização do produto e as contagens dessa bactéria. Foram confirmadas 78 (87,6%) colônias típicas e 48 (40%) colônias atípicas de S. aureus em Agar Baird-Parker. Conclui-se que padrões microbiológicos para Staphylococcus aureus em carcaças de frango in natura e resfriadas precisam ser adotados para a obtenção de produtos de boa qualidade para o consumidor e que as colônias atípicas de S. aureus em Agar Baird-Parker devem ser consideradas pelos analistas de alimentos. OCCURRENCE OF Staphylococcus aureus IN CHICKEN CARCASSES Abstract The objective of this work was to evaluate the microbiological conditions of chicken carcasses...