Página 1 dos resultados de 108 itens digitais encontrados em 0.006 segundos

Atributos de solos hidromórficos no Pantanal Norte Matogrossense; Attributes of the hydromorphic soils in the Pantanal of North Matogrosso

Coringa, Elaine de Arruda Oliveira; Couto, Eduardo Guimarães; Perez, Xose Luis Otero; Torrado, Pablo Vidal
Fonte: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia Publicador: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
46.95%
Os solos hidromórficos, comuns na Amazônia e no Pantanal, estão sujeitos à alternância natural de períodos de alagamento e secamento, que conduzem a uma formação e características diferenciadas. Estes solos guardam estreita relação com a natureza do material de origem e com os processos de deposição e sedimentação. O objetivo neste trabalho foi avaliar as características químicas, morfológicas e mineralógicas de três perfis de solos do Pantanal Norte Matogrossense (Planossolo, Plintossolo e Gleissolo), a fim de interpretar as relações entre suas propriedades e o ambiente em que foram formados. Os Planossolos e Gleissolos possuem maior fertilidade natural, evidenciada pelos valores expressivos de CTC (capacidade de troca de cátions) e saturação por bases. Os menores teores de Fe2O3 do Planossolo estão relacionados com a redução e remoção do Fe durante sua gênese A mineralogia da fração areia dos solos é constituída principalmente de quartzo, nódulos e concreções de Fe e de Mn, e em menor grau, biotita, muscovita e traços de turmalina, magnetita, ilmenita, epídoto, zircão e rutilo. Os solos apresentaram perfil mineralógico semelhante na fração argila, constituído por caulinita, esmectita, ilita e interestratificados do tipo ilita-esmectita. A mineralogia da fração argila dos solos foi compatível com as diferenças químicas constatadas entre eles...

Formação e degradação de feições redoximórficas em solos do Pantanal - MT; Formation and degradation of redoximorphic features in soils of Pantanal - MT

Beirigo, Raphael Moreira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 09/10/2013 PT
Relevância na Pesquisa
46.7%
A paisagem do Pantanal tem como principal agente modelador a dinâmica fluvial, que com suas mudanças nos cursos dos rios, geram um mosaico de superfícies geomórficas criadas em diferentes ambientes de sedimentação com seus respectivos solos. Essas mudanças têm influência direta na hidrologia dos solos gerando alternância e complexidade em seus processos de formação. A sucessão de eventos de sedimentação com posterior retomada da pedogênese dificulta o estabelecimento das relações de causa e efeito, assim como do entendimento da hierarquia e da cronologia dos processos de formação das feições redoximórficas. As feições redoximórficas são os principais atributos utilizados para a identificação de solos sujeitos a inundações e conseqüentes ciclos de redução e oxidação, sejam eles atuais ou pretéritos. O presente trabalho teve como objetivo estudar a gênese das feições redoximórficas em topossequências selecionadas na sub-região do Pantanal de Barão de Melgaço, a fim de avaliar em diferentes escalas de observação a formação e a degradação das feições redoximórficas e seu significado paleoambiental. Partiu-se da hipótese de que as plintitas estão sendo formadas em condições atuais...

Pedogênese e matéria orgânica de solos hidromórficos da Região Metropolitana de Porto Alegre; Paddy soils under different uses

Silva Neto, Luis de França da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
47.38%
Na Região Metropolitana de Porto Alegre, os solos hidromórficos são utilizados intensivamente na atividade agropecuária, constituindo um recurso de importância social, econômica e ambiental. Este estudo teve por objetivo discutir aspectos pedogenéticos e de uso e manejo de solos hidromórficos, pela avaliação de características morfológicas, físicas e químicas dos solos, bem como da composição estrutural e das frações físicas e químicas da matéria orgânica do solo (MOS). Foram coletadas amostras de seis perfis de solos hidromórficos, sendo quatro sob dois tipos de uso ou manejo. No primeiro estudo foram estudados quanto às suas características morfológicas, físicas e químicas, incluindo o ataque sulfúrico e dissolução seletiva de óxidos de ferro. No segundo estudo foram determinados o carbono orgânico total (COT), o C presente em frações físicas e químicas da MOS, e a composição estrutural e o grau de humificação da MOS pelas técnicas espectroscópicas de fluorescência induzida por laser (FIL), infra-vermelho com transformada de Fourier (FTIR) e ressonância magnética nuclear do 13C (RMN 13C CP-MAS). Os solos hidromórficos mostraram diferenças devido à pedogênese e variações devido à alteração de manejo dos solos. A alta relação silte/argila...

Dinâmica da vegetação de uma floresta paludosa no município de Rio Claro - SP

Guidelli, Rodrigo Vieira
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 32 f.
POR
Relevância na Pesquisa
46.72%
Swamp forests, are laid down in the lowlands, with almost permanent presence of water on the soil surface and generally occupy portions fairly flat. In 2003 a phytosociological survey was conducted of the tree and shrub component of a swamp forest established on a steep slope in Rio Claro - SP, through the use of 45 permanent plots of 10 mx 10 m (0.45 ha) divided into three blocks: 1, 2 and 3. The present study aimed to review these plots and discuss the dynamics of vegetation in the swamp forest in question period of eight years. Altogether 1529 individuals were found alive, belonging to 29 families and 47 species. It can be observed that there was a decrease of one family (Flacourtiaceae) and two species (Xylosma tweediana, Inga marginata) in relation to 2003. In general there was a loss not only in number of individuals, but basal area and species diversity. The Block 1 was the only one to show a positive balance in terms of numbers of individuals (2.75%); in Block 2, there was little variation (1.72%) which is negative; whereas Block 3 had the largest decrease, 19.18%. The mortality rate (2.74% / year) for the community remained higher than the recruitment (1.81% / year). There was a decrease (3.19%) of total basal area of the sample relative to 2003...

Classificação das formas de terreno e a sua relação com os solos do Chapadão do Zagaia, Serra da Canastra - MG

Vasconcelos, Vinicius
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
46.93%
Dissertação (mestrado) - Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Humanas, Departamento de Geografia, Programa de Pós-Graduação em Geografia, 2011.; O presente trabalho propõe uma nova metodologia para classificar as Formas de Terreno e os Elementos das Formas de Terreno e correlacioná-los com os solos do Chapadão do Zagaia na Serra da Canastra - MG. O método é composto por duas etapas, que se organizam dentro de uma estrutura hierárquica conforme as ordens de grandezas das feições de relevo. A primeira etapa consiste na detecção das feições predominantes caracterizadas pelos atributos de altimetria e declividade (Ambientes Geomorfológicos). A segunda etapa consiste na utilização das classes identificadas na primeira etapa como subconjuntos para a obtenção dos Compartimentos do Relevo e das Formas do Relevo a partir de uma imagem de curvaturas com seis canais: 1-Vertical, 2- Longitudinal, 3-Secção Cruzada, 4-Mínima, 5-Máxima e 6- Horizontal. Para gerar os Compartimentos e Formas, a imagem é submetida às seguintes etapas (a) redução da dimensão espectral (b) redução da dimensão espacial e identificação das assinaturas geomorfométricas. O método de classificação espectral utilizado é o Spectral Angle Mapper (SAM). A partir de uma pedossequência de solos é observado a relação entre os Compartimentos do Relevo e suas respectivas Formas. Os solos do Chapadão do Zagaia apresentam características químicas eletropositivas...

Atributos de solos hidromórficos no Pantanal Norte Matogrossense

Coringa,Elaine de Arruda Oliveira; Couto,Eduardo Guimarães; Otero Perez,Xosé Luis; Torrado,Pablo Vidal
Fonte: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia Publicador: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2012 PT
Relevância na Pesquisa
46.95%
Os solos hidromórficos, comuns na Amazônia e no Pantanal, estão sujeitos à alternância natural de períodos de alagamento e secamento, que conduzem a uma formação e características diferenciadas. Estes solos guardam estreita relação com a natureza do material de origem e com os processos de deposição e sedimentação. O objetivo neste trabalho foi avaliar as características químicas, morfológicas e mineralógicas de três perfis de solos do Pantanal Norte Matogrossense (Planossolo, Plintossolo e Gleissolo), a fim de interpretar as relações entre suas propriedades e o ambiente em que foram formados. Os Planossolos e Gleissolos possuem maior fertilidade natural, evidenciada pelos valores expressivos de CTC (capacidade de troca de cátions) e saturação por bases. Os menores teores de Fe2O3 do Planossolo estão relacionados com a redução e remoção do Fe durante sua gênese A mineralogia da fração areia dos solos é constituída principalmente de quartzo, nódulos e concreções de Fe e de Mn, e em menor grau, biotita, muscovita e traços de turmalina, magnetita, ilmenita, epídoto, zircão e rutilo. Os solos apresentaram perfil mineralógico semelhante na fração argila, constituído por caulinita, esmectita, ilita e interestratificados do tipo ilita-esmectita. A mineralogia da fração argila dos solos foi compatível com as diferenças químicas constatadas entre eles...

Solos sob vegetação de restinga na Ilha do Cardoso (SP): I - Caracterização e classificação

Gomes,Felipe Haenel; Vidal-Torrado,Pablo; Macías,Felipe; Gherardi,Bruno; Perez,Xosé Luiz Otero
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2007 PT
Relevância na Pesquisa
46.68%
A vegetação de restinga é uma formação típica que ocorre nas planícies costeiras arenosas da costa brasileira, principalmente sobre solos quartzosos e pobres em nutrientes. Neste trabalho, foram estudados solos sob vegetação de restinga na Ilha do Cardoso (SP), com o objetivo de fornecer subsídios para melhor entendimento de sua gênese e contribuir para o aprimoramento do Sistema Brasileiro de Classificação de Solos (SiBCS). Para isso, realizou-se uma caracterização físico-química e morfológica detalhada desses solos. Os resultados mostraram solos hidromórficos, arenosos, muito ácidos, com teores variáveis de MO, sendo a podzolização o principal processo pedogenético presente. A presença de materiais sulfídricos também ocorre em conseqüência da influência de material subjacente diferenciado, não guardando relação com a podzolização. Os principais fatores que influenciaram a distribuição dos solos foram a idade de estabilização do material de origem e a microtopografia, que reflete a influência do lençol freático. Os Espodossolos estudados são holocênicos e a podzolização é diretamente influenciada pela hidromorfia, sendo este o fator decisivo na gênese do horizonte espódico. O SiBCS mostrou falhas na classificação da ordem Espodossolos a partir do segundo nível categórico (subordem)...

Teores e características da matéria orgânica de solos hidromórficos do Espírito Santo

Nascimento,Paulo César do; Lani,João Luis; Mendonça,Eduardo de Sá; Zoffoli,Hugo José de Oliveira; Peixoto,Henrique Theodoro Martins
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2010 PT
Relevância na Pesquisa
56.86%
Os teores e as características da matéria orgânica do solo (MOS) são resultados das taxas de produção e incorporação, decomposição ou alteração e mineralização, de acordo com as condições do ambiente. Nos solos hidromórficos, a dinâmica da MOS é influenciada pelo déficit de oxigênio, o que diminui a taxa de decomposição e gera produtos diferenciados em relação aos solos bem drenados. O presente trabalho teve por objetivo determinar os teores e características da matéria orgânica do solo em três diferentes localidades do Estado do Espírito Santo. Foram realizadas determinações de C orgânico total (COT) por três métodos, além de fracionamento das substâncias húmicas (SH), com determinação de teores das frações humina (FHU), ácidos húmicos (FAH) e ácidos fúlvicos (FAF), e determinações de matéria orgânica leve (MOL) e resíduos mínimos. Os resultados mostraram altos teores de C orgânico para a maioria dos horizontes superficiais dos perfis estudados, com ocorrência de material de constituição orgânica; altos valores na relação SH/COT e baixos valores para EA/FHU, indicando a fração humina como a predominante entre os compartimentos da MOS; maior mobilidade da fração ácidos fúlvicos...

Geoquímica de solos do pantanal norte, Mato Grosso

Coringa,Elaine de Arruda Oliveira; Couto,Eduardo Guimarães; Torrado,Pablo Vidal
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2014 PT
Relevância na Pesquisa
46.67%
A caracterização e análise geoquímica de solos permitem compreender os processos de migração, dispersão e concentração de elementos químicos no perfil, embasando a correlação dos atributos deles com as classes de solos formadas, o que possibilita inferências acerca das gêneses desses solos. Esta pesquisa teve por objetivos caracterizar e interpretar a composição geoquímica total de elementos maiores e menores em classes de solos representativas do Pantanal norte, na sub-região de Barão de Melgaço, Mato Grosso, Brasil. Foram selecionados 20 perfis das principais classes de solos do Pantanal e analisadas amostras dos horizontes A e B (ou C) quanto à concentração de óxidos totais por espectrometria de fluorescência de raios-X, além das caracterizações física, química e mineralógica. Os solos subdividiram-se em dois tipos geoquímicos: um composto por textura arenosa a franco-arenosa com teores relativamente elevados de SiO2 e predominância de caulinita e quartzo, com menor teor de bases e elementos-traço; e outro composto por textura mais argilosa, geoquimicamente heterogêneos e com teores significativos de minerais 2:1, Al2O3, óxidos de Fe e Mn, bases e elementos-traço.

Produção, decomposição e qualidade nutricional da serapilheira foliar em uma floresta paludosa de altitude

Terror,Vinicius Leandro; Sousa,Hildeberto Caldas de; Kozovits,Alessandra Rodrigues
Fonte: Sociedade Botânica do Brasil Publicador: Sociedade Botânica do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2011 PT
Relevância na Pesquisa
46.72%
Florestas paludosas são ecossistemas com ocorrência restrita a solos hidromórficos, sujeitos à presença superficial de água devido ao afloramento do lençol freático, onde a diversidade e o estabelecimento da vegetação dependem de sua adaptabilidade às condições de saturação hídrica e baixa oxigenação do solo. Este estudo teve como objetivo caracterizar aspectos da ciclagem de N e P em uma floresta paludosa no Parque Estadual do Itacolomi, MG, através de mensurações da produção, qualidade nutricional e decomposição da serapilheira foliar durante o período de outubro de 2006 a setembro de 2007. A produção anual média de serapilheira não apresentou variações espaciais e foi de 5.7 t ha-1, com pico de produção em setembro. A fração foliar foi responsável por 57% da produção total de serapilheira e apresentou concentrações de N, P e K de 12,6; 0,616 e 3,07 g kg-1, respectivamente. A porcentagem de perda de massa durante a decomposição de serapilheira foi inversamente correlacionada com o conteúdo de água no solo, variando de 29,2% a 46,2%. A razão N:P da serapilheira foliar sugere que a vegetação cresça sob limitação por P. Considerando-se os parâmetros avaliados, a floresta paludosa apresentou um taxa de ciclagem de nutrientes lenta...

Composição química da matéria orgânica de solos hidromórficos de Porto Alegre-RS sob usos distintos.

SILVA NETO, L. de F. da; INDA JÚNIOR, A. V.; NASCIMENTO, P. C. do; MILORI, D. M. B. P.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 33., 2011, Uberlândia. Solos nos biomas brasileiros: sustentabilidade e mudanças climáticas: anais. Uberlândia: SBCS: UFU: ICIAG, 2011. 1 CD-ROM. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 33., 2011, Uberlândia. Solos nos biomas brasileiros: sustentabilidade e mudanças climáticas: anais. Uberlândia: SBCS: UFU: ICIAG, 2011. 1 CD-ROM.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 4 p.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
57.02%
Resumo: O impacto do uso do solo no pedoambiente pode ser avaliado através das alterações quantitativas e qualitativas da matéria orgânica do solo. Assim, foram determinados os teores de carbono orgânico total e obtidos espectros de infra-vermelho e ressonância magnética nuclear do 13C de solos hidromórficos sob usos distintos de dois ambientes da Região Metropolitana de Porto Alegre. O uso mais intenso do solo (caso do perfil 5 e 6a) induziu menores teores de carbono orgânico. A proporção de C alifático foi mais elevada na matéria orgânica do P5a (eucalipto) e do P6a (arroz), ambos com menor grau de hidromorfismo em relação aos seus comparativos. A matéria orgânica do P6a apresentou maior proporção de estruturas aromáticas, reflexo de seu material de origem orgânico. A composição da matéria orgânica de solos hidromórficos é influenciada pelas formas de uso e pelos processos pedogenéticos.; 2011

Avaliação de genótipos de sorgo silageiro em solos hidromórficos.

ROSA, T. C. DA; BORTOLINI, F.; MITTELMANN, A.; SILVA, J. L. S. da; PIRES, E. DA S.; PINHEIRO, E. DA C.
Fonte: In: Congresso Internacional do Leite, 11.; Workshop de Políticas Públicas, 11.; Simpósio de Sustentabilidade da Atividade Leiteira, 12., 2012, Goiânia. Anais... Juiz de Fora: Embrapa Gado de Leite, 2012. Publicador: In: Congresso Internacional do Leite, 11.; Workshop de Políticas Públicas, 11.; Simpósio de Sustentabilidade da Atividade Leiteira, 12., 2012, Goiânia. Anais... Juiz de Fora: Embrapa Gado de Leite, 2012.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.72%
2012

O componente arbóreo de dois trechos de floresta ombrófila densa aluvial em solos hidromórficos, Guaraqueçaba, Paraná

Zacarias, Renata Ribas
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Teses e Dissertações Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
46.72%

Potencial de utilização de especies actinorrizicas em solos degradados

Campello, Eduardo Francia Carneiro, 1956-
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
46.67%
A atividade de reflorestamento no Brasil não tem conseguido acompanhar a velocidade de testamento, com isso o aparecimento de solos degradados é inevitável. A utilização de árvores pioneiras fixadoras de N2 atmosférico é uma alternativa para recuperação destes solos e produção de madeira. As plantas actinorrízeas são aquelas que se associam ao actinomiceto Frankia, e estão inclusas neste grupo de árvores pioneiras que fixam nitrogênio. Este trabalho objetivou verificar a ocorrência de Frankia em solos degradados; avaliar o comportamento silvicultural inicial das espécies actinorrízicas Alnus glutinosa e Casuarina equisetifolia em areia quartzosa submetida ao processo de erosão, solo alterado pela exploração do xisto e solo hidromórfico gley pouco húmico; e estudar as associações simbióticas entre essas plantas e os microrganismos presentes nos três solos. O trabalho foi realizado em casa de vegetação no CNPF/EMBRAPA, Colombo, PR e viveiro no CNPBS/EMBRAPA, Itaguaí, RJ e através de viagens de estudo pelos estados do Paraná, Santa Catarina e Rio de Janeiro. As análises químicas dos solos permitem verificar que o solo alterado de xisto possui elevado teor de Al e a areia quartzosa o mais baixo nível de fertilidade. Os resultados demonstraram a presença de Frankia em areia quartzosa da Formação Caiuá e no solo gley pouco húmico. As estripes de Frankia que infectaram Alnus glutinosa...

Frações da matéria orgãnica e atributos biológicos do solo em veredas conservadas e antropizadas no bioma cerrado; Organic matter fractions and soil biological attributes in conserved and distributed wetlands (veredas) in the cerrado biome

Sousa, Ricardo Fernandes de
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Agronomia (EAEA); Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos - EAEA (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Agronomia (EAEA); Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos - EAEA (RG)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.81%
Veredas (a type of wetland) are humid ecosystems, generally associated to hydromorphic soils and shallow water table, which occur frequently in the neighborhood of the springs and watercourses in the Cerrado region. The objective of this work was to study the soil of wetlands located in conserved and altered environments (agricultural areas and pastures), by determining the organic matter fractions, and biological attributes of the soil. The study was carried out in the central region of Cerrado biome, in the state of Goiás (Brazil), in wetlands situated in the City of Bela Vista de Goiás. Three wetlands were selected for soil sampling, as follows: a preserved wetland, surrounded by natural vegetation (cerrado); an area disturbed, with the occurrence of pasture around it; and another wetland also disturbed, with the occurrence of annual crops (agriculture) in its surroundings. The samplings were taken during the dry season, in months of July and August of 2012, along reference lines arranged according to their position in the slope, in the upper, middle and lower position, in approximate direction of the drain line of the wetland. Samples were collected at two depths: 0-10 cm and 10-20 cm. The variables studied were: Total soil organic carbon and nitrogen...

Interpretação de atributos de terreno e de imagem orbital como subsídio para o mapeamento de solos hidromorficos : estudo de caso a bacia hidrográfica do rio São Bartolomeu - DF

Cardoso, Wellington dos Santos
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
46.63%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Humanas, Departamento de Geografia, Programa de Pós-Graduação em Geografia, 2012.; O presente trabalho foi proposta na área do rio São Bartolomeu que se encontra nos limites do território do Distrito Federal a partir da confluência dos rios Pipiripau e Mestre D'Armas, ambos tributários de águas da Estação Ecológica de Águas Emendadas. Este é o maior rio, com 55 km de extensão, cortando no sentido norte-sul. Recebe as águas do Lago Paranoá, através do rio do mesmo nome, e depois segue pelo estado de Goiás, formando a bacia do Corumbá. O tradicional levantamento de solos (pedológico) é baseado na descrição das características dos atributos (solos, paisagem, relevo, declividade) de uma determinada área, de acordo com um sistema taxonômico vigente, assim estabelecendo limites entre as unidades pré-definidas no mapa, permitindo se fazer inferências sobre o comportamento dos solos quanto ao uso e ao manejo. O método tradicional não considera a dependência espacial entre as unidades de mapeamento, a qual pode ser forte, principalmente em se tratando de levantamentos detalhados ou em áreas onde os limites entre os solos não são óbvios. Consequentemente...

Delimitação de unidades fisiograficas para estudo de solos utilizando analise multivariada e tecnicas de sensoriamento remoto

Nanni, Marcos Rafael
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
46.7%
Resumo: Este trabalho foi conduzido com o propósito de realizar-se um levantamento pedológico semidetalhado no Município de Ivatuba-PR, usando a associação entre técnicas e equipamentos que pudessem levar a delimitação de unidades fisiográficas cujos limites e subdivisões não se restringissem apenas ao critério do fotointérprete. Para tanto, foi avaliada uma matriz de dados obtida através do cruzamento, por meio de um Sistema de Informações Geográficas (SIG), entre uma grade regular com células de 300 x 300 metros e um mapa base de drenagem da área de estudos e as bandas 3, 4, 5 e 7 do TM-LANDSAT e um mapa de declividades da área gerado em SIG. As variáveis coletadas dentro de cada célula da grade regular foram: canais longo, médio e curto das ordens 1ª à 7ª, declividade ponderada e o nível de cinza das bandas, resultando na produção de uma matriz com 1167 indivíduos com vinte e sete variáveis, cujos dados foram expostos à analise de agrupamentos. A análise propiciou a produção de dendrogramas que foram analisados, permitindo a separação de grupos de indivíduos representados pelas células da grade regular, com a finalidade de criação de pictogramas que servissem de "guias" que, sobrepostos às imagens orbitais HRV-SPOT devidamente tratadas e manipuladas...

Veredas do triângulo mineiro: solos, água e uso

Ramos,Marcus Vinícius Vieitas; Curi,Nilton; Motta,Paulo Emílio Ferreira da; Vitorino,Antonio Carlos Tadeu; Ferreira,Mozart Martins; Silva,Marx Leandro Naves
Fonte: Editora da Universidade Federal de Lavras Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2006 PT
Relevância na Pesquisa
56.93%
Sendo as veredas importantes reguladores do equilíbrio dos cursos d'água da região dos cerrados, objetivou-se caracterizar e comparar solo, água e tipo de uso destes ambientes nas superfícies geomórficas Chapadas e Arenito Bauru. Foram coletadas amostras dos solos e da água, das veredas. O uso foi analisado por observações de campo e entrevistas com proprietários rurais. As veredas apresentam solos hidromórficos em toda a sua extensão, havendo maior homogeneidade no Bauru. Do terço superior em direção ao terço inferior, a drenagem piora, e são maiores os teores de argila, matéria orgânica e fertilidade natural. As veredas do Bauru apresentam melhor drenagem, maior fertilidade, menores teores de matéria orgânica de argila. A água enquadrou-se na classe 4, principalmente em função da cor, acompanhando variações do teor de matéria orgânica do solo. Nas veredas da Chapada, o uso da água na agricultura gera risco de contaminação ambiental, enquanto no Bauru, é comum seu represamento para dessedentação do gado. Os solos das veredas do Bauru são utilizados com freqüência para pastagem nativa, os da Chapada, são mantidos sem uso. A cor preta ou cinzenta dos solos é um atributo de fácil identificação no campo para delimitar tais ambientes.

Matéria orgânica e textura do solo em veredas conservadas e antropizadas no bioma Cerrado

Sousa,Ricardo F. de; Nascimento,Jorge L. do; Fernandes,Eliana P.; Leandro,Wilson M.; Campos,Alfredo B. de
Fonte: Departamento de Engenharia Agrícola - UFCG Publicador: Departamento de Engenharia Agrícola - UFCG
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2011 PT
Relevância na Pesquisa
46.81%
As veredas são ecossistemas úmidos, geralmente associados a solos hidromórficos e ao afloramento do lençol freático, ocorrendo com frequência nas proximidades das nascentes e cursos d'água da região do Cerrado. Este trabalho objetivou estudar os solos de veredas situadas no bioma Cerrado, em ambientes conservados e antropizados (em áreas agrícolas e de pecuária), por meio da determinação da textura e da matéria orgânica do solo. Três veredas foram selecionadas para amostragem de solo, sendo: uma conservada, circundada por vegetação natural; uma área antropizada, com pastagem em seu entorno e uma outra, também antropizada, com culturas anuais (agricultura) em seu entorno. As amostras de solo foram coletadas em diferentes profundidades, ao longo de linhas de referência dispostas segundo sua posição no relevo, nos terços superior, médio e inferior de uma das vertentes, acompanhando de modo aproximado o sentido da linha de drenagem da vereda. Verificou-se que os teores de argila na região inferior do relevo são maiores em ambientes antropizados e os teores de silte são maiores na vereda adjacente à área agrícola. No terço inferior das vertentes os teores de matéria orgânica são menores em veredas adjacentes às áreas com pastagens e agricultura.

ANOMALIAS GEOQUÍMICAS DE U E DE TH, SOLOS RESIDUAIS E GEOFORMAS EM PAISAGENS TROPICAIS ÚMIDAS SOBRE GRANITO

Rebelo, Antonio M. A.; Bittencourt, André V. L.; Mantovani, Luiz E.
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 01/09/2004 POR
Relevância na Pesquisa
46.63%
O comportamento do U e do Th foi analisado durante a evolução pedogeoquímica e morfogenética de paisagens tropicais úmidas, sobre rocha granítica com teores normais desses elementos, visando estabelecer relações entre rocha-mãe e anomalias de U e de Th, tipos de solos residuais e geoformas resultantes dessa evolução. Em uma vertente caracterizada pelo sistema de transformação Latossolo-Solo Podzólico, anomalias de U e de Th de grande expressão geográfica e intensidade ocorrem na paisagem eluvial, parte superior da vertente onde se verificam declividades entre 0 e 8%. Tais radioanomalias são de natureza relativa/residual predominante e com baixa proporção de U adsorvido, e situam-se no topo do horizonte B dos Latossolos. As anomalias radioativas mais intensas, porém de menor expressão geográfica, localizam-se na paisagem transeluvial, parte mediana das vertentes com declividades entre 8 e 45%. São em parte residuais e em parte absolutas, resultantes da podzolização dos Latossolos, e associam-se ao topo do horizonte B textural dos Solos Podzólicos. Radioanomalias de menor intensidade, e essencialmente uraníferas, situam-se na paisagem supraqual, parte inferior e com baixas declividades da vertente. São de caráter absoluto...