Página 1 dos resultados de 637 itens digitais encontrados em 0.060 segundos

Perdas de nitrogênio pela emissão de óxido nitroso (N2O) e sua relação com a decomposição da serapilheira e biomassa de raízes na floresta de Mata Atlântica; Nitrogen losses by emissions of nitrous oxide (N2O) and its relation with litterfall and fine root dynamics in the Atlantic Forest, Brazil

Sousa Neto, Eráclito Rodrigues de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 12/09/2008 PT
Relevância na Pesquisa
75.78%
Solos de ecossistemas tropicais são considerados maiores emissores naturais de óxido nitroso (N2O) para a atmosfera. Grande parte do N2O produzido a partir destes solos é originada por dois processos microbiológicos, desnitrificação e nitrificação. A dinâmica de produção e decomposição de raízes e de serapilheira também contribuem para os estoques de carbono e nitrogênio no solo e para a produção de N2O e outros gases de efeito estufa. Diante do exposto e da grande importância, produtividade e extensão da Mata Atlântica, o presente estudo apresenta como objetivo principal investigar se as perdas de nitrogênio (N) pela emissão de N2O é um componente importante no ciclo do N na Mata Atlântica e se há uma variação nesses fluxos em relação às diferentes altitudes (100, 400 e 1000 m) e em relação a outros parâmetros (sazonalidade, temperatura, umidade do solo, dinâmica de produção e decomposição de serapilheira e raízes, e razão C:N da serapilheira). Não houve diferença na quantidade de chuva entre as áreas estudadas. A temperatura diminuiu com a altitude e foi significativamente mais baixa na altitude 1000 m. A umidade do solo determinada através dos espaços porosos do solo preenchidos por água diminuiu com a altitude. As áreas localizadas a 100 m apresentaram maior produção de serapilheira e entre as demais altitudes não houve diferença significativa na produção. Ao contrário da produção...

Diversidade e abundância de fixadores de nitrogênio de vida livre e micro-organismos amônio-oxidantes em solos de Mata Atlântica do Estado de São Paulo; Diversity and abundance of the free-living nitrogen-fixing bacteria and ammonia-oxidizing microorganisms in Atlantic Forest soils of the São Paulo State

Romagnoli, Emiliana Manesco
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/01/2012 PT
Relevância na Pesquisa
75.78%
A estrutura das comunidades de arquéias e bactérias amônio oxidantes (AOA e AOB, respectivamente) e de bactéria fixadoras de nitrogênio de vida livre (BFNVL) foi avaliada em amostras de solo coletadas em três áreas de Mata Atlântica do Estado de São Paulo (Santa Virgínia, Picinguaba e Restinga) por meio de metodologias independentes de cultivo. Após a extração do DNA do solo, o perfil das comunidades de AOA, AOB e BFNVL foi acessado por PCR-DGGE e seus respectivos genes, amoA, 16S DNAr e nifH, quantificados por meio de qPCR. Além disso, foi realizado o pirosequenciamento do gene 16S DNAr da região V3 em arquéias e da região V4 de bactérias. Os dados foram submetidos às análises de redundância (RDA) e similaridade (ANOSIM) e ao teste de Mantel. Foram observadas diferenças significativas na estrutura das comunidades de AOA, AOB e BFNVL, sugerindo que a cobertura vegetal, assim como os atributos físico-químicos do solo, influencia a atividade destes micro-organismos nas três áreas. Santa Virgínia e Picinguaba apresentaram maior abundância de AOA e AOB, sendo AOA proporcionalmente mais abundante do que AOB em todas as áreas. Já as comunidades de BFNVL foram mais abundantes em Santa Virgínia e Restinga. A diversidade das comunidades de Crenarchaeota foi similar entre as áreas...

Ciclagem de carbono e nitrogênio no solo sob restinga do Estado de São Paulo; Carbon and nitrogen cycling in soil under Restinga of São Paulo State

Almeida, Diego Queiroz Alegria de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/12/2011 PT
Relevância na Pesquisa
75.94%
A Mata Atlântica é a segunda maior floresta brasileira, restando apenas 7,6% de sua extensão original. Porém, ainda são observadas manchas da floresta na Serra do Mar e na Serra da Mantiqueira, no sudeste do Brasil, sendo a Restinga o bioma mais susceptível a degradação. O objetivo principal desse trabalho foi estudar a ciclagem do carbono e do nitrogênio em solos arenosos sob diferentes vegetações (Ante-Duna, Duna Escrube e Restinga) do Litoral Norte e Sul do Estado se São Paulo. Foram analisadas amostras de solos nas seguintes áreas: Parque Estadual da Serra do Mar - Núcleo de Picinguaba, Parque Estadual da Ilha Anchieta, Estação Ecológica Juréia-Itatins, Vila de Pedrinhas no município de Ilha Comprida e Parque Estadual da Ilha do Cardoso. Foram coletadas 5 amostras de solo (0-5, 5-10, 10-15, 15-20 cm de profundidade) em cada local. Os resultados obtidos mostraram que os solos sob esses diferentes tipos de vegetações, apresentaram teores de carbono e nitrogênio muito baixo em comparação a solos sob outras vegetações da Mata Atlântica. As vegetações de Restinga (Alta e Baixa) foram as que apresentaram os maiores teores de carbono, principalmente a Restinga Alta na Ilha Anchieta, que obteve valores de 43...

O cultivo da soja na região sudeste da Amazônia e suas implicações na dinâmica de nitrogênio; Soybean cultivation in the southeast Amazon and its implications to the nitrogen dynamics

Figueira, Adeláine Michela e Silva
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 08/03/2013 PT
Relevância na Pesquisa
75.76%
A expansão agrícola tem provocado modificações expressivas na dinâmica de nitrogênio (N) em sistemas tropicais. No Brasil, a expansão dos cultivos de soja é uma realidade e, portanto, investigações a cerca dos processos que controlam o ciclo de nitrogênio nestes sistemas são fundamentais. A fixação biológica de nitrogênio (FBN) por leguminosas pode promover aportes significativos de N nos sistemas agrícolas em solos tropicais, no entanto, o destino destes aportes e o balanço entre entradas e saídas de N não é completamente entendido. Este trabalho teve como objetivo investigar comparativamente a dinâmica de nitrogênio em cultivos de soja e floresta no estado de Mato Grosso, sudeste da Amazônia. Foram determinados o 'delta'15N e %N do solo e da vegetação, estoques de N e C, N-NO3-, N-NH4+, bem como outras propriedades químicas e físicas do solo em áreas de floresta e em áreas submetidas a cultivos de soja ao longo de uma cronosequência (1, 2, 5 e 6 anos de cultivo). Foram realizadas estimativas de FBN (Fixação Biológica de Nitrogênio) em cultivos de soja utilizando a abundância natural de 15N sob condições de campo. A conversão das áreas de cultivo partiu de pastagem, sendo esta área utilizada como referência inicial quanto aos estoques de N e ao 'delta'15N do solo. Foi observado um aumento significativo nos estoques de nitrogênio do solo (0 a 10cm) ao longo dos anos de cultivo de soja...

Determinação da dinâmica de nitrogênio no solo por coluna de lixiviação resultante do descarte de efluentes provenientes de uma indústria de nitrocelulose da Região do Vale do Rio Paraíba do Sul; Determination of soil nitrogen dynamic in leaching columns due to the discharging of a nitrocellulose wastes of an industry at the region valey of the Paraíba do Sul river

Garcia, William Vilar
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/06/2009 PT
Relevância na Pesquisa
85.85%
A aplicação de efluentes industriais no solo não pode ser feita de modo indiscriminado. Dependendo dos processos utilizados pela indústria, os efluentes resultantes podem ocasionar efeitos indesejáveis ao meio ambiente de uma maneira geral. Efluentes nitrocelulósicos gerados por indústrias de explosivos contém nitrogênio em diferentes formas. O nitrogênio aplicado ao solo se desloca com facilidade para além da zona radicular, podendo atingir águas subterrâneas e causar sérios riscos ao ambiente. Mais especificamente, a movimentação do nitrogênio foi estudada considerando-se a influência de diferentes tipos de solo, pH do solo, adição de fosfatos ao solo e pH do efluente. Também foi aplicado o modelo matemático STANMOD aos dados obtidos para simulação da movimentação. A recuperação de N foi semelhante nos horizontes A e B de ambos os solos. A diminuição do pH do solo resultou em menores quantidades de nitrogênio recuperado. Na coluna LA-B ACID foi recuperado seis vezes menos nitrogênio quando comparado ao LA-B BASE. A adição de fosfato ao solo não resultou em maior recuperação de nitrogênio na maioria das colunas. Porém, na coluna LA-B ACID+FOSF, a quantidade recuperada foi aproximadamente duas vezes maior em relação ao LAB ACID. A correção do pH do efluente não resultou alterações substanciais nas quantidades de nitrogênio recuperadas em relação às colunas que receberam efluente sem correção de pH. A DQO do efluente aplicado no topo da coluna aumentou de 86 mg O2 L-1 para valores entre 200 a 800 mg O2 L-1 quando percolado pelo solo. A correção do pH do efluente para 7...

Bactérias diazotróficas em solos sob seringueira

Diniz,Patricia Fabian de Araújo; Oliveira,Luiz Edson Mota de; Lopes,Noelly Alves; Florentino,Ligiane Aparecida; Carvalho,Teotonio Soares de; Moreira,Fatima Maria de Souza
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2012 PT
Relevância na Pesquisa
75.78%
Diversos relatos evidenciam os benefícios de procariotos fixadores de nitrogênio atmosférico no crescimento e na nutrição de muitas espécies vegetais; entretanto, não há, até o momento, nenhum trabalho visando à prospecção desses microrganismos na rizosfera da seringueira (Hevea brasiliensis). Assim, os objetivos deste trabalho foram verificar a ocorrência de bactérias diazotróficas em solos sob plantio de seringueira, assim como em suas raízes, e isolar e caracterizar essas bactérias. Para essa finalidade, coletaram-se amostras de solo e de raízes finas de seringueiras cultivadas no Campus Experimental da Universidade Federal de Lavras (Lavras, MG) para inoculação em meios de cultura semissólidos sem N na forma combinada, de modo a favorecer o crescimento de algumas espécies de bactérias diazotróficas. Foram obtidos 19 isolados nas amostras de solo, e não houve crescimento de bactérias fixadoras de nitrogênio nas culturas com amostras de raízes. A caracterização celular e das colônias desses isolados indicou que 17 deles produzem grande quantidade de exopolissacarídeo elástico, algumas vezes cartilaginoso. Eles são todos Gram-negativos, com formato celular de bastonete, imóveis e com dois glóbulos de poli-β-hidroxibutirato (PBH)...

Crescimento de mudas de jacaré (Piptadenia gonoacantha J.F. Macbr.) em diferentes tipos de solos e fontes e doses de nitrogênio

Marques,Lissandra Silva; Paiva,Haroldo Nogueira de; Neves,Júlio César Lima; Gomes,José Mauro; Souza,Paulo Henrique de
Fonte: Sociedade de Investigações Florestais Publicador: Sociedade de Investigações Florestais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2009 PT
Relevância na Pesquisa
75.78%
Este trabalho foi realizado com o objetivo de avaliar o crescimento e qualidade de mudas de Piptadenia gonoacantha (jacaré) em resposta a fontes e doses de nitrogênio produzidas em amostras de três diferentes tipos de solo. O delineamento estatístico adotado foi em blocos casualizados (DBC), analisados em esquema fatorial (3 x 5 x 3), correspondendo a três fontes (nitrato de amônio, nitrato de cálcio e sulfato de amônio) e cinco doses de nitrogênio (0, 50, 100, 150 e 200 mg/dm³ de N, aplicadas como solução em quatro porções iguais aos 25, 50, 75 e 100 dias após a semeadura) e três tipos de solos (latossolo, argissolo e cambissolo), com quatro repetições. Foram analisados os parâmetros morfológicos, o índice de qualidade de Dickson e a nodulação do sistema radicular ativa e total e suas relações. Os substratos argissolo e cambissolo e a aplicação do sulfato de amônio proporcionaram maiores médias com relação às características morfológicas avaliadas. Quanto às doses de N utilizadas neste estudo, as melhores médias dos parâmetros morfológicos foram adquiridas com a aplicação variando de 151 a 200 mg/dm³ de N.

Fornecimento de nitrogênio por plantas de cobertura de inverno e de verão para o milho em sistema de plantio direto

Beutler,Amauri Nelson; Eltz,Flavio Luiz Foletto; Brum,Antônio Carlos Rabenschlag de; Lovato,Thomé
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/1997 PT
Relevância na Pesquisa
75.73%
Em experimento de campo num solo Podzólico vermelho-amarelo, textura superficial arenosa, localizado ná área experimental do Departamento de Solos da Universidade Federal de Santa Maria, foi avaliado o efeito de espécies de cobertura de inverno e de verão no suprimento parcial de nitrogênio e no rendimento de grãos de milho durante os anos agrícolas de1992/93 a 1994/95. Os tratamentos de inverno foram: (a) Consorciação aveia preta (Avena strigosa) + ervilhaca comum (Vicia sativa) + 130kg ha-1 de N mineral no milho e (b) Tremoço azul (Lupinus angustifolius) + 65kg ha-1 de N mineral no milho. Os tratamentos de verão foram: (a) Mucuna cinza (Stizolobium cinereum) e (b) Feijão-de-porco (Canavalia ensiformis), serneadas nas entrelinhas do milho, aproximadamente 100 dias após a semeadura do milho, com a aplicação de 65 kg ha-1 de N mineral no rnilho. As testemunhas foram pousio invernal sem N mineral para o milho, e pousio invernal + 130kg ha-1 de N mineral na cultura do milho. As espécies de verão acumularam o dobro de nitrogênio fitomassa, com destaque para o feijão-de-porco, em relação às espécies de inverno, porém a produção de matéria seca destas espécies de cobertura de verão e no milho em sucessão não foi proporcional a esta maior acumulação de nitrogênio. O rendimento de grãos de milho foi de 4.927...

Lixiviação de nitrogênio afetada pela forma de aplicação da uréia e manejo dos restos culturais de aveia em dois solos com texturas contrastantes

Sangoi,Luís; Ernani,Paulo Roberto; Lech,Vanderlei Adilson; Rampazzo,Clair
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2003 PT
Relevância na Pesquisa
75.85%
A lixiviação de nitrato é um dos principais processos responsáveis pela perda de nitrogênio do solo. O presente trabalho objetivou avaliar o efeito da forma de aplicação da uréia e do manejo dos resíduos culturais de aveia preta sobre as perdas de N por lixiviação, em solos com diferentes conteúdos de argila e matéria orgânica (MO). Dois experimentos foram conduzidos em laboratório, num Nitossolo Vermelho (NV) e num Neossolo Quartzarênico (NQ), contendo 520 e 50g.dm-3 de argila, respectivamente. Os tratamentos consistiram da combinação de três sistemas de manejo da cobertura de inverno (sem palha, palha aplicada na superfície e palha incorporada no solo) e três formas de aplicação do adubo nitrogenado (sem N, N na superfície e N incorporado). Utilizou-se palha de aveia preta, na quantidade equivalente a 4Mg.ha-1. As doses de N foram de 129 e 90mg.kg-1 de solo para o NV e NQ, respectivamente, na forma de uréia sólida. A lixiviação foi aproximadamente quatro vezes maior no NV do que no NQ quando não se aplicou nitrogênio. A aplicação superficial da uréia propiciou menor lixiviação de N do que a incorporação, nos dois solos estudados. A adição da palha de aveia sobre a superfície do solo aumentou a lixiviação de N no NV...

Identificação de cultivares de milho eficientes na absorção de nitrogênio e na associação com bactérias diazotróficas

Roesch,Luiz Fernando; Camargo,Flávio; Selbach,Pedro; Sá,Enilson Saccol de; Passaglia,Luciane
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2005 PT
Relevância na Pesquisa
85.71%
Cultivares adaptados a ambientes pobres em nitrogênio e capazes de se associar com bactérias diazotróficas podem representar uma alternativa para a produção do milho em sistemas agrícolas com baixa utilização de insumos. Visando identificar cultivares de milho eficientes na absorção de nitrogênio e na associação com bactérias diazotróficas foi conduzido um experimento em vasos avaliando-se 32 cultivares de milho em diferentes doses de N aplicado ao solo. A ocorrência de elevada população de bactérias diazotróficas e a baixa resposta à adubação nitrogenada juntamente com o maior acúmulo de N quando não foi aplicado nitrogênio no solo, indicaram que o cultivar Santa Helena 8447 pode ser promissor para futuros estudos de seleção de cultivares eficientes para cultivo em solos de baixa fertilidade.

Diversidade morfológica de rizóbios isolados de caupi cultivado em solos do Estado do Rio Grande do Norte

Medeiros,Erika Valente de; Martins,Claudia Miranda; Lima,José Arcanjo Melo; Fernandes,Ykesaky Terson Dantas; Oliveira,Vianney Reinaldo de; Borges,Wardsson Lustrino
Fonte: Editora da Universidade Estadual de Maringá - EDUEM Publicador: Editora da Universidade Estadual de Maringá - EDUEM
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2009 PT
Relevância na Pesquisa
75.75%
Em função das características nutricionais e de rusticidade, o feijão-caupi tornou-se importante fonte de proteína na Região Nordeste do Brasil. O caupi se beneficia da fixação biológica de nitrogênio e pode receber parte do nitrogênio necessário para a cultura via simbiose, o que reduz os custos de produção. Um experimento em condições de casa-de-vegetação foi conduzido com o objetivo de avaliar a diversidade de isolados de rizóbio de nódulos de caupi em solos do Estado do Rio Grande do Norte. Os nódulos foram coletados de raízes de Vigna unguiculata (L.) Walp., utilizada como planta-isca, sendo obtidos 304 isolados com características típicas de rizóbio. Embora todos os isolados tenham apresentado crescimento rápido e ácido em meio de cultivo, os isolados apresentaram elevada diversidade morfológica e foram agrupados em 18 grupos morfológicos. Não foi observada diferença de diversidade de isolados de rizóbio entre as diferentes amostras de solo analisadas.

Resposta do milho à inoculação com bactérias diazotróficas em solo de alto potencial produtivo no cerrado.

CONCEIÇÃO, O. P.; RESENDE, A. V. de; MARRIEL, I. E.; FURTINI NETO, A. E.; BATISTA, R. O.; GOTT, R. M.; HICKAMNN, C.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 33., 2011, Uberlândia. Solos nos biomas brasileiros: sustentabilidade e mudanças climáticas. Uberlândia: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 2011. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 33., 2011, Uberlândia. Solos nos biomas brasileiros: sustentabilidade e mudanças climáticas. Uberlândia: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 2011.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
85.67%
A inoculação de bactérias diazotróficas pode ser uma alternativa para a redução do uso de fertilizantes nitrogenados no cultivo de milho. Com o objetivo de avaliar o efeito da inoculação de estirpes bacterianas fixadoras de nitrogênio, foi realizado um experimento em condições de campo com milho em rotação à soja, na área experimental da Embrapa Milho e Sorgo. O delineamento utilizado foi o de blocos ao acaso, constituído por seis tratamentos e quatro repetições. Foram empregados dois inoculantes (inoculante comercial à base de Azospirillum brasilense e inoculante à base de Azospirillum sp. da coleção de microrganismos da Embrapa Milho e Sorgo) combinados com a aplicação ou não de 83 kg ha-1 de N em cobertura, mais um tratamento sem inoculação e sem N em cobertura e outro de adubação tradicional, com 134 kg ha-1 de N em cobertura. Na colheita, foram quantificadas a população de plantas e a produtividade de grãos. Não foram observadas diferenças estatísticas entre os tratamentos, fato atribuído à contribuição dos créditos de N do cultivo anterior com soja. Em valores absolutos, o uso de inoculantes promoveu ganhos de produtividade em relação ao tratamento sem N em cobertura.; 2011

Recuperação aparente de nitrogênio pelo algodoeiro, em função de fontes e épocas de aplicação: safra 2008/2009.

CARVALHO, M. da C. S.; FERREIRA, A. C. de B.; SANTOS, F. C. dos
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 33., 2011, Uberlândia. Solos nos biomas brasileiros: sustentabilidade e mudanças climáticas. Uberlândia: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 2011. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 33., 2011, Uberlândia. Solos nos biomas brasileiros: sustentabilidade e mudanças climáticas. Uberlândia: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 2011.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
85.69%
Esse estudo foi conduzido na safra 2008/09, em Santa Helena de Goiás-GO, num Latossolo vermelho argiloso, com o objetivo de avaliar, por meio da medida da recuperação aparente do N-fertilizante, a eficiência da antecipação de parte ou do total da adubação nitrogenada de cobertura do algodoeiro para o pré-plantio na braquiária, comparando-se uréia comum com uréia mais inibidor de urease (NBPT) ou uréia recoberta com polímero de liberação lenta. O experimento foi instalado em delineamento de blocos ao acaso com 4 repetições, em esquema fatorial (3x5+1), sendo: três fontes de nitrogênio (uréia comum, uréia + polímero de liberação lenta e uréia + inibidor NBPT); cinco épocas de aplicação de nitrogênio (100% em pré-plantio, 50% em pré-plantio + 50% na fase B1, 50% em pré-plantio + 50% na fase F1, 100% na fase B1, e 50% na fase B1 + 50% na fase F1); e um tratamento testemunha. A dose de adubação de cobertura do algodoeiro foi 100 kg ha-1 de N. A antecipação do total ou de parte da adubação nitrogenada de cobertura do algodoeiro para o pré-plantio na braquiária resulta em redução da recuperação do N-fertilizante pelo algodoeiro, em comparação com a adubação em cobertura, independente da fonte aplicada. A aplicação de 100% do N em uma única cobertura na fase B1 do algodoeiro é tão eficiente quanto a adubação convencional parcelada em duas coberturas; mas a uréia recoberta com polímero de liberação lenta é mais eficiente quando sua aplicação em cobertura é realizada mais cedo...

Recuperação aparente de nitrogênio pelo algodoeiro, em função de fontes e épocas de aplicação: safra 2008/2009.

CARVALHO, M. da C. S.; FERREIRA, A. C. de B.; SANTOS, F. C. dos
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 33., 2011, Uberlândia. Solos nos biomas brasileiros: sustentabilidade e mudanças climáticas: anais. [Uberlândia]: SBCS: UFU, ICIAG, 2011. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 33., 2011, Uberlândia. Solos nos biomas brasileiros: sustentabilidade e mudanças climáticas: anais. [Uberlândia]: SBCS: UFU, ICIAG, 2011.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
85.69%
Esse estudo foi conduzido na safra 2008/09, em Santa Helena de Goiás-GO, num Latossolo vermelho argiloso, com o objetivo de avaliar, por meio da medida da recuperação aparente do N-fertilizante, a eficiência da antecipação de parte ou do total da adubação nitrogenada de cobertura do algodoeiro para o pré-plantio na braquiária, comparando-se uréia comum com uréia mais inibidor de urease (NBPT) ou uréia recoberta com polímero de liberação lenta. O experimento foi instalado em delineamento de blocos ao acaso com 4 repetições, em esquema fatorial (3x5+1), sendo: três fontes de nitrogênio (uréia comum, uréia + polímero de liberação lenta e uréia + inibidor NBPT); cinco épocas de aplicação de nitrogênio (100% em pré-plantio, 50% em pré-plantio + 50% na fase B1, 50% em pré-plantio + 50% na fase F1, 100% na fase B1, e 50% na fase B1 + 50% na fase F1); e um tratamento testemunha. A dose de adubação de cobertura do algodoeiro foi 100 kg ha-1 de N. A antecipação do total ou de parte da adubação nitrogenada de cobertura do algodoeiro para o pré-plantio na braquiária resulta em redução da recuperação do N-fertilizante pelo algodoeiro, em comparação com a adubação em cobertura, independente da fonte aplicada. A aplicação de 100% do N em uma única cobertura na fase B1 do algodoeiro é tão eficiente quanto a adubação convencional parcelada em duas coberturas; mas a uréia recoberta com polímero de liberação lenta é mais eficiente quando sua aplicação em cobertura é realizada mais cedo...

Uso de nitrogênio no cultivo de arroz irrigado e seus efeitos no solo, na planta e na emissão de óxido nitroso; Use of nitrogen in the cultivation of rice and its effects on soil, lant and nitrous oxide emission

CARVALHO, Glaucilene Duarte
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Agronomia; Ciências Agrárias Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Agronomia; Ciências Agrárias
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
75.8%
In wetland soils are countless electrochemical changes, among the most influenced by anaerobic conditions is nitrogen. The rice crop also determine changes in the process, either by the nutrient uptake or by changes in the rhizosphere. The nitrogen can guarantee high yields of rice, however, due to the inadequate use of nitrogen can have nitrous oxide, which is a greenhouse gas. In this context, the research aimed to determine the effects of nitrogen fertilizer in flooded lowland soils in soil chemistry and soil solution on the plants and the emission of nitrous oxide. The experiment was conducted in pots at Embrapa Rice and Beans. The treatments consisted of two rice genotypes (BRS Tropical and BRA 051130) and three nitrogen (0, 150 and 300 mg N kg-1 soil). The experimental design was randomized blocks with split plots. The flooding of the vessels took place on the fifteenth day after planting. The collection solution was given 1, 3, 7, 14, 28, 39, 59, 67, 102 days after flooding. The collection system consisted of a perforated plastic pipe and secured in the vessel walls, being closed at the ends. The solution was suctioned through a syringe and then analyzed on Ca, Mg, K, P, Fe, Mn, NO3 -, NH4 +, pH and Eh (directly to the pots). After the experiment was made at the soil sampling vessel...

Isolados de rizóbios capturados por genótipos silvestres de feijoeiro: obtenção, morfologia e uso de fontes de carbono; Rhizobia isolates captured by wild bean genotypes: obtaining, morphology and use of carbon sources

Sampaio, Fernanda Bueno
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Agronomia (EAEA); Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos - EAEA (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Agronomia (EAEA); Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos - EAEA (RG)
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
75.82%
The bean is a legume widespread throughout the country and an important source of protein in human food. Inoculation of legumes with rhizobia able to perform biological nitrogen fixation (BNF), has been widely discussed, based on studies indicating its feasibility for use in agriculture, since the BNF decreases partly environmental liabilities generated by high consumption of nitrogen fertilizer. The use of wild bean genotypes seeks greater diversity of rhizobia for isolation and study of the ability of BNF, which may result in greater specificity for symbiotic bean crop. The objective was to obtain and characterize the morphology and on the use of carbon sources captured populations of rhizobia in wild bean genotypes, soil from the states of Goiás, Minas Gerais and Paraná. Soil samples were collected from six areas in the depth of 0-20 cm for conducting chemical and physical analyzes and an test was conducted in a greenhouse in pots of 3 liters sterilized with 11 wild bean genotypes to obtain the isolates. Were obtained 523 isolates of rhizobia and selected 231 isolates, 76 of Goiás, Minas Gerais 99, and 56 of Paraná. A total of seven species of bacteria as reference strains, three of the genus Rhizobium tropici (SEMIA 4077...

Disponibilidade de nitrogênio para o milho em latossolo vermelho; Availability of nitrogen for the corn in red latosol

Santos, Jones Gonçalves Pereira dos
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
75.73%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, 2008.; O nitrogênio é um macronutriente essencial para as plantas, sendo limitante de produtividade para a cultura do milho. No solo o N tem uma dinâmica de transformação mediante sua mobilidade e vários fatores que favorecem ou não sua disponibilidade para as plantas. Com o objetivo de avaliar a disponibilidade de nitrogênio para a cultura de milho, um experimento de campo foi instalado em um Latossolo Vermelho, safra agrícola 2005-2006, na Fazenda Santa Rita, município de Planaltina DF, situada na DF 100, Km 25, altitude de 956m, coordenadas 47o2114.0W, 15o3636.7S datum SAD 69. Foi utilizado o delineamento experimental totalmente casualizado com quatro repetições. Os tratamentos foram seis doses de N: 0, 70, 140, 210, 280 e 350 kg ha-1. Amostras das camadas de 0-20 cm, e de 20-40 cm foram coletadas e cinco diferentes extratores químicos foram utilizados para a avaliação da disponibilidade de nitrogênio no solo. Os maiores coeficientes de determinação obtidos pela regressão quadrática entre o rendimento do milho e o nitrogênio do solo extraído pelos diferentes extratores, foram observados nas análises das amostras da camada de 0-40 cm...

Duração da vida da folha e conteúdo de nitrogênio em espécies arbóreas (Croton priscus e Hymenaea courbaril) de floresta semidecídua; Leaf life span and nitrogen content in semideciduous forest tree species (Croton priscus and Hymenaea courbaril)

Haddad, Claudia Regina Baptista; Lemos, Damiani Pereira; Mazzafera, Paulo
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Publicador: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2004 ENG
Relevância na Pesquisa
75.77%
Comparadas a espécies decíduas, as sempre-verdes têm menos nutrientes nas folhas, que também são mais longevas. Estes mecanismos são importantes para economia de nutrientes, e permitem a colonização de solos com baixa fertilidade. Foram analisadas estratégias de conservação de nitrogênio em duas espécies de floresta semidecídua, que aparentemente apresentavam longevidades foliares diferentes. Para isto foram comparados mecanismos químicos (concentrações de nitrogênio total, de proteína e clorofila e atividade proteolítica), funcionais (duração de vida das folhas, eficiência do uso de nitrogênio e eficiência de redistribuição de nitrogênio) e morfológico (massa foliar específica) de conservação de nitrogênio nas folhas e a concentração de nitrogênio no solo. Hymenaea courbaril L. apresentou menor concentração de compostos nitrogenados nas folhas, maior longevidade foliar, maior eficiência do uso do nitrogênio e maior massa foliar específica, além de ter retirado proporcionalmente menos nitrogênio do solo do que Croton priscus Croizat. Estas características podem contribuir com uma melhor estratégia de conservação de nitrogênio em H. courbaril. Não foi encontrada relação entre a duração de vida da folha e a eficiência de redistribuição de nitrogênio...

Sesbania virgata estimula a ocorrência de seu microssimbionte nos solos, mas não inibe os microssimbiontes de outras espécies; Sesbania virgata stimulates the occurrence of its microsymbiont in soils but does not inhibit microsymbionts of other species

Florentino, Ligiane Aparecida; Guimarães, Ana Paula; Rufini, Márcia; Silva, Krisle da; Moreira, Fátima Maria de Souza
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Publicador: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/10/2009 ENG
Relevância na Pesquisa
75.8%
A espécie de leguminosa Sesbania virgata estabelece uma simbiose especifica e eficiente com Azorhizobium doebereinerae. Estudos prévios indicam que a ocorrência de A. doebereinerae esta relacionada à presença de S. virgata. Avaliou-se a ocorrência de A. doebereinerae e de outras Bactérias Fixadoras de Nitrogênio Nodulíferas em Leguminosas (BFNNL) em amostras de solos coletadas próximo e a 10 metros do caule de cinco plantas de S. virgata em áreas de pastagem. As características simbióticas de isolados das populações dessas BFNNL foram também estudadas. Para captura de A. doebereinerae e de outras BFNNL, essas amostras de solos foram inoculadas em S. virgata e nas leguminosas promíscuas Leucaena leucocephala, Macroptilium atropurpureum, Phaseolus vulgaris e Vigna unguiculata. Todas as amostras de solos apresentaram BFNNL capazes de nodular, pelo menos, uma espécie. M. atropurpureum foi a espécie mais promíscua capturando um grande número de tipos culturais de BFNNL das suspensões de solo. As outras espécies foram menos promíscuas na seguinte ordem: V. unguiculata, P. vulgaris, e L. leucocephala. Os isolados das espécies hospedeiras consideradas promíscuas foram agrupados em sete tipos culturais. Um desses grupos...

Nitrogen availability, leaf life span and nitrogen conservation mechanisms in leaves of tropical trees; Disponibilidade de nitrogênio, longevidade foliar e mecanismos de conservação de nitrogênio em folhas de espécies arbóreas tropicais

Corte, Guilherme Nascimento; Macchiaverni, Patrícia; Fabbro, Inácio Maria Dal; Haddad, Claudia Regina Baptista
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Publicador: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2009 ENG
Relevância na Pesquisa
75.9%
Perenifólias de clima temperado são dominantes em solos pouco férteis. Essa característica é atribuída a mecanismos mais eficientes de economia de nutrientes. O cajueiro (Anacardium occidentale - Anacardiaceae), uma espécie decídua, é nativo de região do Brasil com solos arenosos, enquanto que o urucuzeiro (Bixa orellana - Bixaceae), uma perenifólia, nativa da América tropical, é espontâneo em regiões com solo mais úmido e fértil. As perenifólias apresentam folhas robustas, adaptadas a resistir a adversidades por mais tempo. Compararam-se aspectos físicos das folhas e mecanismos de economia de nutrientes entre as duas espécies, a fim de verificar se a espécie decídua apresenta mecanismos mais eficientes, que expliquem sua ocorrência em locais pouco férteis. Foram também comparados os mecanismos de economia de nitrogênio sob disponibilidades diferentes deste nutriente. Foram avaliados: (i) longevidade foliar, (ii) características físicas das folhas (massa por área e tensão de ruptura), (iii) concentração de compostos nitrogenados nas folhas (nitrogênio, clorofila e proteínas), (iv) mecanismos de conservação de nitrogênio (eficiência de reaproveitamento, proficiência de reaproveitamento e eficiência do uso)...