Página 1 dos resultados de 10295 itens digitais encontrados em 0.058 segundos

Interação genótipo-ambiente de soja convencional e transgênica resistente a glifosato, no Estado do Paraná.

LIMA, W.F.; PÍPOLO, A.E.; MOREIRA, J.U.V.; CARVALHO, C.G.P. de; PRETE, C.E.C.; ARIAS, C.A.A.; OLIVEIRA, M.F. de; SOUZA, G.E. de; TOLEDO, J.F.F. de.
Fonte: Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasilia, DF, v. 43, n.6, p.729-736, jun. 2008. Publicador: Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasilia, DF, v. 43, n.6, p.729-736, jun. 2008.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
45.58%
Os objetivos deste trabalho foram: comparar a produtividade e a adaptação de genótipos de soja convencional e de soja transgênica resistente ao herbicida glifosato, de diferentes grupos de maturação, desenvolvidos pelo programa de melhoramento da Embrapa Soja para o Estado do Paraná; estudar a importância relativa dos efeitos de local, ano, cultivar e suas respectivas interações; e verificar a possibilidade de se estratificar o Estado em regiões mais homogêneas, para reduzir o número de locais nos ensaios de competição de linhagens. Foram utilizados dados de produtividade de grãos de ensaios regionais, no Estado do Paraná, entre 2001 e 2005. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos ao acaso. A possibilidade de se realizar a estratificação do Estado em regiões mais homogêneas e de descarte de locais foi verificada pela significância da interação genótipo x ambiente entre locais. Não houve diferença significativa de produtividade entre a soja convencional e a transgênica, independentemente do grupo de maturação. O efeito de local foi mais importante que o efeito de ano, na composição dos ambientes. A estratificação do Estado do Paraná em regiões não trouxe vantagens, nos anos analisados...

Aceitabilidade de bebidas preparadas a partir de diferentes extratos hidrossolúveis de soja

SILVA, J.B. da; PRUDÊNCIO, S.H.; FELBERG, I.; DELIZA, R.; CARRÃO-PANIZZI, M.C.
Fonte: Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, DF, v. 42, n. 12, p. 1779-1784, dez. 2007 Publicador: Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, DF, v. 42, n. 12, p. 1779-1784, dez. 2007
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
45.57%
O objetivo deste trabalho foi avaliar a aceitabiliade de bebidas obtidas de extrato de soja em pó, produzido a partir de cultivar desprovida de enzimas lipoxigenases, e de dois extratos em pó comerciais. Duas bebidas do extrato da cultivar desprovida de lipoxigenases foram preparadas pela diluição em água mineral a 5 e 10%. Os extratos comerciais foram diluídos a 10%. Duzentos consumidores das cidades do Rio de Janeiro, RJ, e Londrina, PR, avaliaram a aceitação das bebidas, pela escala hedônica de sete pontos; a consistência e doçura por meio da escala do ideal de sete pontos; e a intenção de compra pela escala de três pontos. A bebida do extrato de soja da cultivar desprovida de lipoxigenases preparada a 10% obteve as maiores notas de aceitação (4,2 a 4,5), apresentou consistência próxima do valor ideal (4) e recebeu a maior porcentagem de repostas "sim" para a intenção de compras, enquanto as demais apresentaram notas inferiores nos atributos avaliados.; 2007

Cultivares de soja BRS 278RR e BRS 279RR: descrição, comportamento e indicação para cultivo para os estados do Tocantins, Maranhão e Piauí.

PEREIRA, M. J. Z.; MOREIRA, J. U. V.; MEYER, M. C.; KLEPKER, D.; MONTALVAN, A. R.; PÍPOLO, A. E.; TOLEDO, J. F. F.; KASTER, M.; ARIAS, C. A. A.; CARNEIRO, G. E. S.; OLIVEIRA, M. F.; SOARES, R. M.; ALMEIDA, A. M. R.; DIAS, W. P.; CARRÃO-PANIZZI, M. C.; A
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE SOJA, 5., 2009; MERCOSOJA, 2009, Goiânia. Resumos... Londrina: Embrapa Soja, 2009. p. 230, trab. 421. Editado por Adilson de Oliveira Júnior, Odilon Ferreira Saraiva, Clara Beatriz Hoffmann Campo, César de Castro Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE SOJA, 5., 2009; MERCOSOJA, 2009, Goiânia. Resumos... Londrina: Embrapa Soja, 2009. p. 230, trab. 421. Editado por Adilson de Oliveira Júnior, Odilon Ferreira Saraiva, Clara Beatriz Hoffmann Campo, César de Castro
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
55.6%
2009; Trabalho publicado também em 1 CD-ROM em Resumos Expandidos do CONGRESSO BRASILEIRO DE SOJA, 5., 2009; MERCOSOJA, 2009, Goiânia. Autoria: MONTALVÁN, A. R.[i.e. AGUILA, R. M. D.].

Composição centesimal, teores de isoflavonas e inibidor de tripsina em cultivares de soja especiais para a alimentação humana.

ALVES, F. P.; OLIVEIRA, M. A.; MANDARINO, J. M. G.; LEITE, R. S.; SEIBEL, N. F.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE SOJA, 6., 2012, Cuiabá. Soja: integração nacional e desenvolvimento sustentável: anais. Brasília, DF: Embrapa, 2012. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE SOJA, 6., 2012, Cuiabá. Soja: integração nacional e desenvolvimento sustentável: anais. Brasília, DF: Embrapa, 2012.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.; 5 p.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
45.57%
A soja é considerada uma das principais culturas mundiais por apresentar ampla variabilidade genética e morfológica, que resulta em plantas distintas em relação à composição dos grãos, a à produtividade, à resistência a doenças e pragas e ao cultivo em diferentes regiões. A fim de salientar as características nutricionais desse grão, o presente trabalho teve como objetivo a caracterização físico-química e a quantificação dos teores de isoflavonas e inibidores de tripsina das cultivares de soja especiais para a alimentação humana: Embrapa 48, BRS 213, BRS 216, BRS 257, BRS 258, BRS 267 e BRS 282; e da cultivar convencional BRS 232, todas desenvolvidas pela Embrapa Soja e cultivadas na safra 2009/10. Foram realizadas as seguintes análises: composição centesimal (umidade, proteínas, lipídios, cinzas, carboidratos), teores de isoflavonas totais e de inibidor de tripsina. A cultivar BRS 258 se destacou pelo alto teor de proteína, Embrapa 48 pelo alto teor de lipídios; BRS 213 pelo alto teor de isoflavona e a cultivar BRS 232, pelo baixo teor de inibidor de tripsina. Assim sendo, é possível a indicação de uma cultivar para fins industriais específicos, resultando em maior viabilidade econômica e qualidade dos produtos obtidos.; 2012

Aceitabilidade de extratos de soja obtidos a partir de 13 cultivares desenvolvidas pela embrapa soja.

BENASSI, V. de T.; BENASSI, M. T.; MANDARINO, J. M. G.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE SOJA, 6., 2012, Cuiabá. Soja: integração nacional e desenvolvimento sustentável: anais. Brasília, DF: Embrapa, 2012. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE SOJA, 6., 2012, Cuiabá. Soja: integração nacional e desenvolvimento sustentável: anais. Brasília, DF: Embrapa, 2012.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.; 5 p.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
45.6%
O extrato de soja está presente em grande parte das bebidas à base de soja, cujo mercado vem crescendo a taxas elevadas em todo o mundo, devido a características de conveniência (pronto para beber), saudabilidade (sem lactose e gorduras saturadas) e diversificação (multiplicidade de sabores) do produto. Os fabricantes de extrato de soja necessitam de cultivares cujos grãos resultem em bebidas de boa aceitação sensorial. Neste trabalho, 13 cultivares desenvolvidas pela Embrapa Soja foram avaliadas quanto à aceitação sensorial de seus extratos, por meio de uma equipe de 60 consumidores. As cultivares BRS 212, 215, 230 e 231, seja por sua nota média de aceitação e/ou por preferência, distinguiram se das demais cultivares testadas em relação ao potencial para a produção de extrato de soja. Assim, constituem-se em boas opções de matéria prima para os fabricantes de extrato, podendo atender diferentes segmentos de consumidores.; 2012

Produtividade da soja em sistema arborizado no noroeste do Paraná.

ANTONIO, S. F.; FRANCHINI, J. C.; SICHIERI, F.; PADULLA, R.; PORFIRIO-DA-SILVA, V.; DEBIASI, H.; BALBINOT JUNIOR, A. A.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE SOJA, 6., 2012, Cuiabá. Soja: integração nacional e desenvolvimento sustentável: anais. Brasília, DF: Embrapa, 2012. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE SOJA, 6., 2012, Cuiabá. Soja: integração nacional e desenvolvimento sustentável: anais. Brasília, DF: Embrapa, 2012.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.; 4 p.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
45.62%
Devido a maior complexidade dos sistemas integrados a interação entre os seus componentes ainda precisa ser mais bem entendida para que a sinergia entre eles possa ser maximizada. Nesse sentido, em uma área de iLPF implantada em 2009 no município de Santo Inácio, Noroeste do Paraná, foi avaliada a influência do componente arbóreo sobre a produtividade da soja no terceiro ano de condução. O sistema iLPF, composto por renques simples de Corymbia maculata, espaçados em 14 m entre renques e 4,2 m entre arvores, foi cultivado com soja no verão e Urochloa ruziziensis no inverno. A produtividade da soja no sistema iLPF foi comparada com a produtividade da soja cultivada em área próxima, sem arborização. O componente arbóreo proporcionou uma redução média de 4,3% na produtividade da soja. A produtividade da soja dentro dos renques variou de acordo com a posição em relação às árvores e em relação à orientação geográfica. As linhas de soja, próximas às arvores, tiveram a produtividade reduzida, sendo o efeito mais intenso para as posições com incidência direta do sol da tarde. As linhas de soja localizadas na porção central do entre renque tiveram a produtividade aumentada. A configuração do sistema iLPF com baixa densidade arbórea e as características da espécie de eucalipto utilizado...

Perdas de produtividade da soja em area infestada por nematoide das lesões radiculares em Vera, MT.

ANTONIO, S. F.; MENDES, F. L.; FRANCHINI, J. C.; DEBIASI, H.; DIAS, W. P.; RAMOS JUNIOR, E. U.; GOULART, A. M. C.; SILVA, J. F. V.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE SOJA, 6., 2012, Cuiabá. Soja: integração nacional e desenvolvimento sustentável: anais. Brasília, DF: Embrapa, 2012. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE SOJA, 6., 2012, Cuiabá. Soja: integração nacional e desenvolvimento sustentável: anais. Brasília, DF: Embrapa, 2012.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.; 4 p.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
45.6%
O nematoide das lesões radiculares atualmente é um dos principais problemas do sistema de produção e tem gerado grande preocupação aos produtores de grãos no Mato Grosso. Até o momento não existem estimativas precisas das perdas potenciais causadas por esse nematoide na produtividade da soja no estado. O presente trabalho teve por objetivo avaliar a produtividade da soja e a população de nematoides das lesões radiculares nas raízes da soja visando determinar a relação entre esses parâmetros para estimar as perdas de produtividade na cultura. O estudo foi realizado na safra 2011/2012 em Vera-MT visando o mapeamento da variabilidade espacial da produtividade da soja e da população de nematoides das lesões radiculares usando conceitos de geoestatística. Os resultados indicam alta correlação entre a produtividade da soja e a população do nematoide das lesões radiculares. Com base na equação ajustada foi possível determinar que a cada 82 individuos/g de raiz da soja ocorre a perda de 1 saca na produtividade. As perdas de produtividade, estimadas na área do estudo, variaram de 1 a 28 sacas/ha com valor médio de 12 sacas/ha ou 21% da produtividade.; 2012

Avaliação do sistema de plantio cruzado da soja - cultivar de hábito indeterminado.

PROCOPIO, S. O.; BALBINOT JUNIOR, A. A.; FRANCHINI, J. C.; DEBIASI, H.; PANISON, F.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE SOJA, 6., 2012, Cuiabá. Soja: integração nacional e desenvolvimento sustentável: anais. Brasília, DF: Embrapa, 2012. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE SOJA, 6., 2012, Cuiabá. Soja: integração nacional e desenvolvimento sustentável: anais. Brasília, DF: Embrapa, 2012.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.; 4 p.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
45.58%
O sistema denominado de Plantio Cruzado vem sendo reportado na mídia relacionada ao setor agrícola como uma tecnologia capaz de proporcionar incrementos significativos na produtividade da cultura da soja. A motivação para essas divulgações tem como pano de fundo os altos rendimentos obtidos por alguns agricultores que adotaram tal sistema em parte de suas propriedades. A partir desse cenário, objetivou-se com o trabalho avaliar o crescimento e a produtividade da cultivar de soja de hábito indeterminado BRS 359 RR, cultivada no sistema de plantio cruzado e não cruzado. O experimento foi realizado na Fazenda Experimental da Embrapa Soja em Londrina-PR, durante o período de outubro de 2011 a março de 2012. Utilizou-se o delineamento de blocos ao acaso em esquema fatorial 2 x 2 x 2, com três repetições. Os tratamentos foram formados pela combinação de dois espaçamentos entre fileiras (0,4 e 0,6 m), duas densidades de semeadura (375.000 e 562.500 sementes ha-1) e dois sistemas de plantio (plantio cruzado e não cruzado). O crescimento e a produtividade de grãos da cultivar de soja de hábito indeterminado BRS 359 RR não foi afetada pelo plantio cruzado, o qual reduziu a densidade de plantas na colheita.; 2012

Cobertura do solo e área foliar de uma cultivar de soja de hábito indeterminado cultivada no sistema de plantio cruzado.

PROCOPIO, S. O.; BALBINOT JUNIOR, A. A.; FRANCHINI, J. C.; DEBIASI, H.; NEUMAIER, N.; PANISON, F.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE SOJA, 6., 2012, Cuiabá. Soja: integração nacional e desenvolvimento sustentável: anais. Brasília, DF: Embrapa, 2012. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE SOJA, 6., 2012, Cuiabá. Soja: integração nacional e desenvolvimento sustentável: anais. Brasília, DF: Embrapa, 2012.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.; 4 p.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
45.6%
A modificação do arranjo espacial das plantas de soja pode ser a forma mais rápida de aumento da média de rendimento de grãos de soja, sem alterações na sustentabilidade dos sistemas de produção. A partir desse cenário, objetivou-se com o presente trabalho avaliar a cobertura do solo e a área foliar de uma cultivar de soja de hábito indeterminado, BRS 359 RR, cultivada no sistema de plantio cruzado e não cruzado. O experimento foi realizado a campo localizado na Fazenda Experimental da Embrapa Soja em Londrina-PR, durante o período de outubro de 2011 a março de 2012. Utilizou-se o delineamento de blocos ao acaso em esquema fatorial 2 x 2 x 2, com três repetições. Os tratamentos foram formados pela combinação de dois espaçamentos (0,4 e 0,6 m), duas densidades de semeadura (375.000 e 562.500 sementes por hectare) e dois sistemas de plantio (plantio cruzado e não cruzado). No plantio cruzado, o aumento da densidade de plantas e a redução do espaçamento entre fileiras proporcionaram incrementos na cobertura do solo pelas plantas de soja da cultivar BRS 359 RR. O plantio cruzado aumentou a porcentagem de solo descoberto por palha e plantas de soja no início do ciclo de desenvolvimento da cultura.; 2012

Possíveis genes Rps em linhagens de soja da Embrapa Trigo.

COSTAMILAN, L. M.; BERTAGNOLLI, P. F.; CLEBSCH, C. C.; SOARES, R. M.; SEIXAS, C. D. S.; GODOY, C. V.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE SOJA, 6., 2012, Cuiabá. Soja: integração nacional e desenvolvimento sustentável: anais. Brasília, DF: Embrapa, 2012. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE SOJA, 6., 2012, Cuiabá. Soja: integração nacional e desenvolvimento sustentável: anais. Brasília, DF: Embrapa, 2012.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.; 3 p.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
45.57%
A podridão radicular de fitóftora, causada por Phytophthora sojae, pode causar redução de rendimento de grãos de soja de até 100% em cultivares altamente suscetíveis. A principal forma de controle da doença é o uso de cultivares com genes de resistência dominantes (Rps). O objetivo deste trabalho foi determinar possíveis genes Rps presentes em linhagens de soja desenvolvidas pela Embrapa Trigo. A caracterização da efetividade de genes Rps foi realizada pela técnica de inoculação do hipocótilo em plântulas das seguintes diferenciais: PI 547677 (Rps1a), PI 547842 (Rps1b), PI 547834 (Rps1c), PI 103091 (Rps1d), Williams 82 (Rps1k), PI 547838 (Rps2), PI 547862 (Rps3a), PI 591509 (Rps3b), L92-7857 (Rps3c), L85-2352 (Rps4), PI 547876 (Rps5), PI 591511 (Rps6), Harosoy (Rps7) e PI 399073 (Rps8). Considerou-se efetivo o gene da diferencial que apresentou até 30% de plantas mortas, e inefetivo, a diferencial com mortalidade de plantas acima de 70%. As linhagens desenvolvidas no programa de melhoramento genético de soja da Embrapa Trigo e testadas com o isolado Ps 2.4/07 podem possuir um ou mais dos seguintes genes dominantes de resistência à PRF: Rps1a, Rps1b, Rps1c, Rps1k, Rps3a e Rps8. Embora ainda considerados efetivos...

Cultivar de soja BRS 8480: indicação para os estados de Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais e Distrito Federal.

CARNEIRO, G. E. S.; BROGIN, R. L.; ARIAS, C. A. A.; OLIVEIRA, M. F.; MOREIRA, C. T.; FARIAS NETO, A. L.; SILVA NETO, S. P.; SOUZA, P. I. M.; SILVA, S. A.; KASTER, M.; PIPOLO, A. E.; MOREIRA, J. U. V.; ABDELNOOR, R. V.; SOARES, R. M.; DIAS, W. P.; ALMEIDA,
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE SOJA, 6., 2012, Cuiabá. Soja: integração nacional e desenvolvimento sustentável: anais. Brasília, DF: Embrapa, 2012. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE SOJA, 6., 2012, Cuiabá. Soja: integração nacional e desenvolvimento sustentável: anais. Brasília, DF: Embrapa, 2012.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.; 3 p.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
45.57%
A cultivar de soja BRS 8480 é o resultado do esforço conjunto da Embrapa Soja, Embrapa Cerrados, Embrapa Transferência de Tecnologia e das parceiras Fundação Cerrados e Fundação Bahia. A BRS 8480 pertence ao grupo de maturação 8.4 e apresenta tipo de crescimento determinado, hábito de crescimento semiereto, cor de flor roxa, cor de pubescência marrom-média, cor de vagem marrom-média, cor do tegumento da semente amarela, cor do hilo preta e reação à peroxidase positiva. Com relação às principais doenças da soja, a cultivar BRS 8480 apresenta resistência a campo à pústula bacteriana e moderada resistência em testes de casa de vegetação, resistência ao cancro da haste, resistência à mancha olho-de-rã (Cercospora sojina,raças 2, 4, 7, 9, 15 e 17) e suscetibilidade (raças 23, 24 e 25), moderada resistência ao vírus da necrose da haste e ao nematoide de galha Meloidogyne javanica e suscetibilidade aos nematoides de cisto e de galhas Meloidogyne incognita e à mancha alvo. A ?BRS 8480? apresentou alto potencial produtivo nos locais onde foi testada, alcançando produtividade máxima de 4.330 kg/ha, em Planaltina, na safra 2009/2010.; 2012

Análise econômica da produção de soja no cerrado: três formas de financiamento do custeio - safra 2011-2012

SILVA NETO, S. P. da; VELOSO, R. F.; MALAQUIAS, J. V.; SOUSA, T. R.; ABUD, S.; MOREIRA, C. T.; MELO, R. A. C.; CORTE, J. D.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE SOJA, 6., 2012, Cuiabá. Soja: integração nacional e desenvolvimento sustentável: anais. Brasília, DF: Embrapa; Londrina: Embrapa Soja, 2012. 1 CD-ROM. Editado por Adilson de Oliveira Júnior, Clara Beatriz Hoffmann-Campo, Regina Maria Villas Bôas de Campos Leite, Ricardo Vilela Abdelnoor. VI CBSoja. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE SOJA, 6., 2012, Cuiabá. Soja: integração nacional e desenvolvimento sustentável: anais. Brasília, DF: Embrapa; Londrina: Embrapa Soja, 2012. 1 CD-ROM. Editado por Adilson de Oliveira Júnior, Clara Beatriz Hoffmann-Campo, Regina Maria Villas Bôas de Campos Leite, Ricardo Vilela Abdelnoor. VI CBSoja.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
45.62%
Com o objetivo de avaliar o impacto da forma de financiamento do custeio sobre a rentabilidade da sojicultura, os custos e receitas de um sojicultor do Sudeste de Goiás foram avaliados por meio de um estudo de caso em uma analise sintética ex ante. Os dados de custo foram cotados em cooperativas, revendas e empresas compradoras de soja que atuam na região, comparando três modalidades de financiamento: crédito rural, compra dos insumos para pagamento na safra e financiamento via troca (soja verde), com a modalidade pagamento a vista. A receita foi estimada com base na produtividade média de 53 sacas de soja por hectare, em uma área de 620 hectares. Verificou-se que ao preço de venda da soja a R$ 42,00 por saca de 60 kg seria possível obter um lucro operacional de R$ 202.588,15, se o custeio fosse feito com recurso próprio; R$ 136.248,15, se o custeio fosse financiado pelo crédito rural; R$ 108.348,15, se o custeio fosse financiado por revenda de insumos; e R$ 79.208,15, se o custeio fosse financiado por meio de operações de troca (soja verde). O impacto das modalidades de financiamento sobre a rentabilidade da atividade de produção de soja foi de (-) 33%, (-) 47% e (-) 61%, respectivamente: financiando pelo credito rural...

Correlação de diferentes metodologias de avaliação da ferrugem asiática em linhagens de soja.

SUSSEL, A. A. B.; SILVA NETO, S. P. da; MOREIRA, C. T.; ALVES, R. S.; ALMEIDA, N. J.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE SOJA, 6., 2012, Cuiabá. Soja: integração nacional e desenvolvimento sustentável: anais. Brasília, DF: Embrapa; Londrina: Embrapa Soja, 2012. 1 CD-ROM. Editado por Adilson de Oliveira Júnior, Clara Beatriz Hoffmann-Campo, Regina Maria Villas Bôas de Campos Leite, Ricardo Vilela Abdelnoor. VI CBSoja. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE SOJA, 6., 2012, Cuiabá. Soja: integração nacional e desenvolvimento sustentável: anais. Brasília, DF: Embrapa; Londrina: Embrapa Soja, 2012. 1 CD-ROM. Editado por Adilson de Oliveira Júnior, Clara Beatriz Hoffmann-Campo, Regina Maria Villas Bôas de Campos Leite, Ricardo Vilela Abdelnoor. VI CBSoja.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
45.58%
A expansão do cultivo da soja para áreas irrigadas no Cerrado com semeadura ao final do período da janela de plantio favorece a ocorrência de epidemias de ferrugem asiática devido à alta quantidade de inoculo presente no ar produzido pelas áreas onde o cultivo teve inicio antecipado. As lesões formadas nas folhas podem ser classificadas como do tipo castanho clara com muitos soros urediniais e abundante esporulação (TAN) ou castanho avermelhada com poucos soros urediniais e com pouca ou nenhuma esporulação (RB ? Reddish Brown). Lesões do tipo RB são típicas de materiais com genes dominantes de resistência ou de efeito principal a essa doença. Este tipo de lesão pode ser descrito como uma reação de hipersensibilidade. Dessa forma, objetivou-se neste trabalho avaliar 60 linhagens de soja convencional em função da reação à infecção natural de Phakopsora pachyrhizi quanto à coloração de pústulas, esporulação observada visualmente nas mesmas, a esporulação obtida por meio de contagem em hemocitômetro e a avaliação de severidade utilizando-se uma escala diagramática no campo, em três condições de manejo com fungicidas. Observou-se diferença estatística entre as médias de severidade causadas pela ferrugem asiática...

Cultivar de soja BRS 8480: indicação para os estados de Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais e Distrito Federal.

CARNEIRO, G. E. S.; BROGIN, R. L.; ARIAS, C. A. A.; OLIVEIRA, M. F.; MOREIRA, C. T.; FARIAS NETO, A. L.; SILVA NETO, S. P.; SOUZA, P. I. M.; SILVA, S. A.; KASTER, M.; PIPOLO, A. E.; MOREIRA, J. U. V.; ABDELNOOR, R. V.; SOARES, R. M.; DIAS, W. P.; ALMEIDA,
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE SOJA, 6., 2012, Cuiabá. Soja: integração nacional e desenvolvimento sustentável: anais. Brasília, DF: Embrapa; Londrina: Embrapa Soja, 2012. 1 CD-ROM. Editado por Adilson de Oliveira Júnior, Clara Beatriz Hoffmann-Campo, Regina Maria Villas Bôas de Campos Leite, Ricardo Vilela Abdelnoor. VI CBSoja. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE SOJA, 6., 2012, Cuiabá. Soja: integração nacional e desenvolvimento sustentável: anais. Brasília, DF: Embrapa; Londrina: Embrapa Soja, 2012. 1 CD-ROM. Editado por Adilson de Oliveira Júnior, Clara Beatriz Hoffmann-Campo, Regina Maria Villas Bôas de Campos Leite, Ricardo Vilela Abdelnoor. VI CBSoja.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
45.58%
A cultivar de soja BRS 8480 é o resultado do esforço conjunto da Embrapa Soja, Embrapa Cerrados, Embrapa Transferência de Tecnologia e das parceiras Fundação Cerrados e Fundação Bahia. A ?BRS 8480? pertence ao grupo de maturação 8.4 e apresenta tipo de crescimento determinado, hábito de crescimento semiereto, cor de flor roxa, cor de pubescência marrom-média, cor de vagem marrom-média, cor do tegumento da semente amarela, cor do hilo preta e reação à peroxidase positiva. Com relação às principais doenças da soja, a cultivar BRS 8480 apresenta resistência a campo à pústula bacteriana e moderada resistência em testes de casa de vegetação, resistência ao cancro da haste, resistência à mancha olho-de-rã (Cercospora sojina,raças 2, 4, 7, 9, 15 e 17) e suscetibilidade (raças 23, 24 e 25), moderada resistência ao vírus da necrose da haste e ao nematoide de galha Meloidogyne javanica e suscetibilidade aos nematoides de cisto e de galhas Meloidogyne incognita e à mancha alvo. A ?BRS 8480? apresentou alto potencial produtivo nos locais onde foi testada, alcançando produtividade máxima de 4.330 kg/ha, em Planaltina, na safra 2009/2010.; 2012

Produção de soja em resposta ao efeito residual da adubação nitrogenada, da inoculação com azospirillum Brasilense e do manejo com braquiária no milho safrinha.

JORDÃO, L. T.; LIMA, F. F.; MORETTI, P. A. E.; LIMA, R. S.; MELO, C. V. C. B.; GOMES, C. C. E.; GIMENEZ, M. H. Z.; BALDO, A.; OLIVEIRA JUNIOR, A. de; MUNIZ, A. S.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE SOJA, 6., 2012, Cuiabá. Soja: integração nacional e desenvolvimento sustentável: anais. Brasília, DF: Embrapa, 2012. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE SOJA, 6., 2012, Cuiabá. Soja: integração nacional e desenvolvimento sustentável: anais. Brasília, DF: Embrapa, 2012.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.; 4 p.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
45.61%
Aproveitou-se um experimento de manejo da adubação nitrogenada na cultura do milho, conduzido no norte do Paraná, onde se avalia fatores como doses de N em cobertura, inoculação com Azospirillum e consórcio milho safrinha/braquiária para verificar a resposta da cultura da soja à estes fatores. Os tratamentos foram arranjados em esquema fatorial, adotando o delineamento de blocos ao acaso, com parcelas subdivididas em faixas. Assim, nas parcelas foram alocados as doses de nitrogênio x presença e ausência de Azospirillum brasilense e, em faixa nas subparcelas o milho safrinha solteiro ou consorciado com braquiária. O experimento foi conduzido com quatro repetições, totalizando 64 parcelas. Na cultura da soja, utilizou-se a mesma adubação em todos os tratamentos de soja, contendo 52 kg ha-1 de P2O5 e 52 kg ha-1 de K2O, ambos na semeadura. Também foi realizada a inoculação das sementes com estirpes de Bradyrhizobium japonicum. No primeiro ano de cultivo da sucessão soja-milho safrinha, os teores totais de N nas folhas, na parte aérea das plantas e nos grãos, bem como a massa de 100 sementes e o rendimento de grãos de soja, não diferiram significativamente em função dos níveis de N aplicados no solo no desenvolvimento da cultura do milho safrinha. Também não foi observado resultado positivo nas mesmas variáveis em resposta à inoculação do milho com Azospirillum brasilense...

Tratamento inseticida a base de terra de diatomáceas no controle de pragas de soja armazenada.

ROSSATO, C.; LORINI, I.; MOSCARDI, F.; FERRI, G. C.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE SOJA, 6., 2012, Cuiabá. Soja: integração nacional e desenvolvimento sustentável: anais. Brasília, DF: Embrapa, 2012. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE SOJA, 6., 2012, Cuiabá. Soja: integração nacional e desenvolvimento sustentável: anais. Brasília, DF: Embrapa, 2012.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.; 4 p.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
45.58%
As pragas são os principais contaminantes dos grãos durante a armazenagem, causando danos quantitativos e qualitativos, o que pode comprometer a comercialização. Dentre as pragas de grãos armazenados, Rhyzopertha dominica, Sitophilus oryzae, Tribolium castaneum e Lasioderma serricorne são as de maior relevância, por causarem significativas perdas nos grãos. Esta última perfura sementes e grãos de soja, provocando prejuízos aos armazenadores. A terra de diatomáceas tem sido cada vez mais utilizada em produtos armazenados, como inseticida alternativo aos químicos tradicionais. É um pó inerte constituído basicamente de sílica amorfa resultante do acúmulo de carapaças de algas diatomáceas fossilizadas. O objetivo desse trabalho foi determinar a eficácia do tratamento em grãos de soja armazenada, com inseticida a base de terra de diatomáceas sobre adultos das pragas. As espécies foram submetidas a diferentes formulações de terra de diatomáceas aplicadas em grãos de soja em laboratório e avaliada a mortalidade de insetos adultos durante 120 dias de armazenamento. Os resultados demonstraram que a terra de diatomáceas foi eficaz no controle das pragas avaliadas, e representa uma opção de inseticida no controle de pragas que ocorrem na soja armazenada...

Ocorrência de contaminantes em sementes e grãos de soja armazenados em diferentes regiões brasileiras no período 2008-2010.

FRANÇA-NETO, J. B.; LORINI, I.; KRZYZANOWSKI, F. C.; HENNING, A. A.; MALLMANN, C. A.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE SOJA, 6., 2012, Cuiabá. Soja: integração nacional e desenvolvimento sustentável: anais. Brasília, DF: Embrapa, 2012. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE SOJA, 6., 2012, Cuiabá. Soja: integração nacional e desenvolvimento sustentável: anais. Brasília, DF: Embrapa, 2012.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.; 4 p.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
45.58%
Os contaminantes comprometem a qualidade das sementes e dos grãos de soja. Eles podem vir da lavoura ou surgirem durante a armazenagem, sendo caracterizados pela presença de material inerte, insetos e seus fragmentos, fungos de campo e de armazenagem e micotoxinas. O objetivo do trabalho foi de determinar a ocorrência de contaminantes em sementes e grãos de soja, armazenados em diferentes regiões do país. Foram realizados levantamentos em armazéns de grãos e de sementes de soja em seis locais, nos Estados do Rio Grande do Sul (Espumoso), do Paraná (Palotina, Londrina e Mandaguari), de São Paulo (Orlândia) e do Mato Grosso (Alto Garças). Foram realizadas cinco amostragens, efetuadas em novembro/2008, junho/2009, novembro/2009, junho/2010 e novembro/2010. Também foram realizadas análises visando à determinação da presença e quantificação de micotoxinas, como: aflatoxinas (B1, B2, G1 e G2); ocratoxina A; zearalenona; e tricotecenos (nivalenol-NIV e dioxinivalenol-DON). Na soja armazenada foram detectadas as espécies de insetos Ephestia spp., Sitophilus oryzae, Cryptolestes ferrugineos, Rhyzopertha dominica, Tribolium castaneum, Liposcelides bostrychophila, Oryzaephilus surinamensis, Lasioderma serricorne, Ahasveus advena e Lophocateres pusillus. O principal fungo presente nas amostras foi Aspergillus flavus...

Eficiência de bio e imunoensaio para detecção de semente de soja geneticamente modificada tolerante ao glifosato em lotes de sementes de soja não transgênica.

PADUA, G. P.; JESUS, A. M. S.; FRONZA, V.; ARANTES, N. E.; ZITO, R. K.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE SOJA, 6., 2012, Cuiabá. Soja: integração nacional e desenvolvimento sustentável: anais. Brasília, DF: Embrapa, 2012. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE SOJA, 6., 2012, Cuiabá. Soja: integração nacional e desenvolvimento sustentável: anais. Brasília, DF: Embrapa, 2012.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.; 4 p.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
45.59%
A produção de semente de soja livre de sementes de outras cultivares ou outras sementes, dentro dos limites estabelecidos pela legislação, é facilitada pelo fato da soja ser espécie autógama. No caso específico das cultivares geneticamente modificadas (GM), a baixa taxa de fecundação cruzada que ainda pode existir é um dos pontos críticos de contaminação genética dos campos de sementes convencionais por transgênicos. O objetivo deste trabalho foi verificar a eficiência de dois métodos de detecção de misturas de semente GM em amostras de soja convencional, para avaliar lotes de sementes quanto aos limites exigidos pela legislação. Foram utilizadas amostras de semente da cultivar BRSMG 810C (convencional) e da cultivar BRSMG 850GRR. Foram avaliados dois tamanhos de amostras (200 e 400 sementes), com quatro níveis de contaminação (semente GM adicionada às amostras convencionais, para se obter 0%, 0,5%, 1% e 1,5%), e dois métodos de detecção: imunoensaio de fluxo lateral e bioensaio (pré-embebição em solução de herbicida a 0,6% do equivalente ácido, na proporção de 2,5 vezes o peso do substrato, por 16 horas no escuro a 25oC). O método de bioensaio é eficiente na detecção da presença de GM em amostras de semente convencional de soja...

Caracterização sensorial e rendimento de extrato hidrossolúvel em cultivares de soja especiais para a alimentação humana.

ALVES, F. P.; OLIVEIRA, M. A.; LEITE, R. S.; SEIBEL, N. F.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE SOJA, 6., 2012, Cuiabá. Soja: integração nacional e desenvolvimento sustentável: anais. Brasília, DF: Embrapa, 2012. 4 p. 1 CD-ROM. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE SOJA, 6., 2012, Cuiabá. Soja: integração nacional e desenvolvimento sustentável: anais. Brasília, DF: Embrapa, 2012. 4 p. 1 CD-ROM.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
45.6%
Estudos realizados a partir dos anos 90, evidenciando a funcionalidade da soja, vêm despertando o interesse aumentar o consumo, tanto do grão in natura como de seus derivados. O extrato hidrossolúvel de soja (EHS) ou leite de soja é um dos derivados da soja mais conhecidos pelos brasileiros. O presente trabalho teve por objetivo diferenciar sensorialmente os EHS das cultivares de sojas especiais para a alimentação humana: Embrapa 48, BRS 213, BRS 216, BRS 257, BRS 258, BRS 267 e BRS 282; e da cultivar convencional BRS 232, todas desenvolvidas pela Embrapa Soja e cultivadas na safra 2009/10, comparando seus rendimentos durante o processamento. Com os extratos padronizados a 3,4% de proteína, os maiores rendimentos foram obtidos pelas cultivares BRS 232, BRS 257 e BRS 282, diferenciando-se das demais cultivares testadas em relação ao potencial para a produção de extrato de soja. Todos os EHS foram muito semelhantes em relação à análise sensorial, entretanto a BRS 213 se destacou por apresentar o menor gosto residual. Amostras com características sensoriais mais próximas às características habituais de consumo (extrato com adição de açúcar e de aromatizante), possivelmente teriam resultado em maior discriminação sensorial entre as cultivares.; 2012

Avaliação do ciclo de vida do sistema de produção soja-girassol no cerrado brasileiro.

MATSUURA, M. I. da S. F.; DIAS, F. R. T.; PICOLI, J. F.; LUCAS, K. R. G.; CASTRO, C. de; HIRAKURI, M. H.
Fonte: In: REUNIÃO NACIONAL DE PESQUISA DE GIRASSOL, 21.; SIMPÓSIO NACIONAL SOBRE A CULTURA DO GIRASSOL, 9., 2015, Londrina. Anais... Londrina: Embrapa Soja, 2015. 201 p. (Embrapa Soja. Documentos, 363). Editado por Regina Maria Villas Bôas de Campos Leite. Publicador: In: REUNIÃO NACIONAL DE PESQUISA DE GIRASSOL, 21.; SIMPÓSIO NACIONAL SOBRE A CULTURA DO GIRASSOL, 9., 2015, Londrina. Anais... Londrina: Embrapa Soja, 2015. 201 p. (Embrapa Soja. Documentos, 363). Editado por Regina Maria Villas Bôas de Campos Leite.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: p. 194-197.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
45.6%
O girassol é uma importante cultura na região de Parecis, no Cerrado brasileiro. Em 2014, a egião respondeu pela produção de 232.700 t de grãos, 45% da produção nacional. A produção de girassol provém principalmente de um sistema que tem a soja como cultura principal. A associação entre soja e girassol pode reduzir impactos ambientais devido ao uso compartilhado de recursos. Este estudo desenvolveu uma Avaliação de Ciclo de Vida (ACV) do 'berço ao túmulo' do sistema de produção soja-girassol usado na região de Parecis e comparou seu perfil ambiental ao das monoculturas de soja e girassol. Impactos relacionados ao uso do solo (emissões da mudança de uso da terra e calagem) por cada cultura foram alocados em função do tempo de ocupação do solo. O sistema soja-girassol teve impactos ambientais menores em todas as categorias de impacto quando comparado à monocultura de soja e girassol, com o mesmo rendimento. reduções importantes foram observadas em 'mudança do Clima', ´Acidificação Terrestre´ e ´Formação de material Particulado´.; 2015