Página 1 dos resultados de 2691 itens digitais encontrados em 0.062 segundos

A Sociologia no Brasil : história, teorias e desafios; Sociology in Brazil : history, theories, and challenges

Liedke Filho, Enno Dagoberto
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
75.89%
Este estudo focaliza a história da sociologia no Brasil e as recepções de tradições sociológicas européias e norte-americana pela sociologia brasileira. As etapas e os períodos da evolução da Sociologia e de sua institucionalização como disciplina acadêmico-científica no Brasil são apresentados em seus traços principais, assim como a situação atual da sociologia nas universidades, os principais campos de pesquisa da sociologia brasileira e os novos temas e novas abordagens que vieram a ser propostos para a explicação e/ou compreensão da situação social brasileira.; This study focuses on the history of sociology in Brazil and receptions of European and North American sociological traditions by Brazilian sociology. The stages and periods of development of Sociology and its institutionalization as an academic-scientific discipline in Brazil are presented in their main features, as well as sociology’s current situation at universities, the main fields of research of Brazilian sociology, and the new themes and approaches that came to be proposed for explaining and/or understanding Brazil’s social situation.

Fernando de Azevedo: dilemas na institucionalização da Sociologia no Brasil

Nascimento, Alessandra Santos
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 400 f. : tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
85.91%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Ciências Sociais - FCLAR; Esta tese objetiva compreender os dilemas e as contribuições de Fernando de Azevedo para o processo de institucionalização da Sociologia no Brasil, no período entre as décadas de 1930 e de 1960. Para satisfazer a tal propósito, adotou-se uma abordagem teórico-metodológica pautada pela idéia segundo a qual, a reconstrução da trajetória de Azevedo como intelectual, homem público e educador, apoiada na interpretação de sua obra (inclusive, de seu acervo pessoal de correspondências) assegurariam – ao serem cotejadas com a literatura especializada na história da institucionalização da Sociologia no Brasil e, em outros países da América Latina, e com a bibliografia sobre o autor – diretrizes significativas para, por um lado, entendermos parte das transformações que ocorreram nas esferas institucional, política, cultural e econômica do país, no período mencionado. E, por outro, para conhecermos as interpretações sobre estas e seus sujeitos sociais e, desse modo, o lugar de Fernando de Azevedo. Com semelhantes procedimentos, procurou-se entender este sociólogo de “corpo inteiro”: compreender suas estratégias...

Guerreiro Ramos e a redenção sociológica: capitalismo e sociologia no Brasil

Bariani Junior, Edison
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 329 f.
POR
Relevância na Pesquisa
75.89%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Ciências Sociais - FCLAR; A trajetória de Guerreiro Ramos – a relação tensa e dinâmica de vida e obra – é uma contribuição no sentido de trazer ao debate intelectual uma percepção de certos dilemas da sociologia no Brasil e propiciar subsídios na tentativa de compreender a situação brasileira; as formulações, temas, ênfases e equívocos do autor são, em certa medida, reflexos dos problemas que suscitaram tais esforços, bem como sua obra uma radical tentativa de criação de um pensamento nacional autêntico que, para ele, redimiria os pecados da miséria brasileira e de sua cortesã, a sociologia alienada da realidade nacional. Tal empenho imbrica-se em sua obra – e no contexto histórico-social – com os anseios de construção de um capitalismo nacional e autônomo de certa classe média, e teria na própria elaboração de uma sociologia nacional um dos seus principais instrumentos de remissão. Os esforços de Guerreiro Ramos foram envidados no sentido da redenção sociológica da sociologia e sociedade brasileiras, estigmatizadas – segundo ele – por um pecado original: a transplantação/importação de idéias. Mas poderia a sociologia não só impulsionar o desenvolvimento nacional como salvar-se por meio de si mesma?; The trajectory of Guerreiro Ramos – the tense and dynamic relation of life and work – is a contribution in the direction to bring to the intellectual debate a perception of certain dilemmas of sociology in Brazil and to propitiate subsidies in the attempt to understand the Brazilian situation; the formularizations...

A contribuição de Roberto Simonsen para a institucionalização da sociologia aplicada no Brasil

Freitas Júnior, Moacir de
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 1-13
POR
Relevância na Pesquisa
75.87%
The aim of this study is to investigate the importance of Roberto Simonsen and research on the living conditions of workers in São Paulo by the Free School of Sociology and Social Policy in the 1930s to the consolidation of sociology applied to Brazil. We propose to investigate the influence of Roberto Simonsen on using the model of Sociology in the cited research, the intellectual influences which justify the choice of both researchers, the methodology and the practical consequences of these attitudes for sociology and for Brazil.; O objetivo deste trabalho é investigar a importância de Roberto Simonsen e das pesquisas sobre as condições de vida dos trabalhadores da cidade de São Paulo realizadas pela Escola Livre de Sociologia e Política, nos anos 1930 para a consolidação da Sociologia aplicada no Brasil. Propomos a investigação da influência de Roberto Simonsen na utilização desse modelo de Sociologia nas citadas pesquisas, as influências intelectuais que justificaram as escolhas tanto dos pesquisadores quanto da metodologia e as conseqüências práticas dessas atitudes para a Sociologia e para o Brasil.

Florestan Fernandes e o lugar da USP na história da sociologia no Brasil

Guedes, André Teles
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
85.94%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Sociais, Departamento de Sociologia, 2007.; Esta é uma pesquisa sobre a Sociologia brasileira na década de 1950. Seu eixo de análise é a trajetória de Florestan Fernandes, acadêmico pioneiro, dono de vasta obra e significativa trajetória como construtor institucional na Universidade de São Paulo. O objetivo geral do trabalho é analisar suas reflexões sobre a origem da Sociologia acadêmica no país, confrontando-as com publicações daquela época. Florestan inaugurou uma narrativa que exalta os feitos da Sociologia universitária e, ao mesmo tempo, relega tanto as tradições ensaísticas quanto as pesquisas sociais conduzidas nos demais estados. Tal narrativa, presente em seus escritos de 1958, 1976 e 1978 teve prosseguimento nos estudos de Carlos Guilherme Mota (1998) e Sérgio Miceli (2001) sobre o mesmo tema e é definida aqui como “auto-imagem uspiana”. Quanto aos objetivos específicos, esta investigação busca reconstruir alguns cenários e episódios importantes para o desenvolvimento da Sociologia no Brasil. Ao descrever os debates que presidiram a organização do Projeto Unesco sobre questões raciais no Brasil, entre 1952 e 1959...

Causas do desmatamento no Brasil e seu ordenamento no contexto mundial

Arraes,Ronaldo de Albuquerque e; Mariano,Francisca Zilania; Simonassi,Andrei Gomes
Fonte: Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural Publicador: Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2012 PT
Relevância na Pesquisa
75.62%
Este trabalho busca prover algumas respostas a questões persistentes nas agendas de pesquisadores do meio ambiente sobre o desmatamento no Brasil, notadamente na região amazônica, cuja taxa de devastação florestal recente ultrapassa uma área de 20.000 km² por ano. Objetiva-se testar a eficácia da ação de órgãos públicos fiscalizadores, bem como os efeitos de fatores socioeconômicos sobre as causas do desmatamento. Inicialmente, comparam-se as taxas de desmatamento acumuladas em 749 municípios da Amazônia Legal com as taxas de desmatamento de 130 países ao longo do período 1988-2002. Ipeadata, IBGE e Inpe forneceram as informações sobre as características político-socioeconômicas e ambientais dos municípios. A partir de três níveis ordenados de desmatamento com observações mundiais fornecidas pelo World Development Indicators - WDI (2006) do Banco Mundial, referentes à ordenação dos graus de desenvolvimento dos países, a aplicação de um modelo de escolha discreta multinomial ordenado permitiu extrair as seguintes conclusões: a presença de um órgão ambiental oficial em cada município é eficaz na redução do desmatamento, tornando os níveis de desmatamento equiparados aos níveis dos países desenvolvidos. Aumento do nível educacional...

Crítica literária e sociologia no Brasil e na Argentina

Jackson,Luiz; Blanco,Alejandro
Fonte: Departamento de Sociologia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo Publicador: Departamento de Sociologia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2011 PT
Relevância na Pesquisa
75.83%
Ainda que os processos de modernização da crítica literária no Brasil e na Argentina se inscrevam em tradições intelectuais e organizações acadêmicas distintas, nos dois casos, e quase ao mesmo tempo, a crítica literária renovou-se por meio da relação estabelecida com a sociologia. Nesse sentido, duas trajetórias intelectuais, as de Adolfo Prieto e Antonio Candido, e dois empreendimentos culturais, as revistas Contorno (1953-1959) e Clima (1941-1944), são examinados. Entretanto, se nas duas experiências a renovação da crítica seguiu um caminho análogo, somente no Brasil ela se impôs como atividade desenvolvida no interior da universidade e como instância reconhecida de arbitragem da produção literária nas décadas de 1950 e 1960. Em outros termos, a consagração de Antonio Candido na cena cultural brasileira não pode ser comparada com a que alcançou Adolfo Prieto (ou qualquer outro crítico nesse período) na Argentina. Por quê? Nossa hipótese correlaciona a legitimação da crítica à perda de centralidade da literatura no mundo cultural

A Sociologia no Brasil: história, teorias e desafios

Liedke Filho,Enno D.
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Sociologia - UFRGS Publicador: Programa de Pós-Graduação em Sociologia - UFRGS
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2005 PT
Relevância na Pesquisa
105.93%
Este estudo focaliza a história da sociologia no Brasil e as recepções de tradições sociológicas européias e norte-americana pela sociologia brasileira. As etapas e os períodos da evolução da Sociologia e de sua institucionalização como disciplina acadêmico-científica no Brasil são apresentados em seus traços principais, assim como a situação atual da sociologia nas universidades, os principais campos de pesquisa da sociologia brasileira e os novos temas e novas abordagens que vieram a ser propostos para a explicação e/ou compreensão da situação social brasileira.

Donald Pierson e a escola sociológica de Chicago no Brasil: os estudos urbanos na cidade de São Paulo (1935-1950)

Mendoza,Edgar S.G.
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Sociologia - UFRGS Publicador: Programa de Pós-Graduação em Sociologia - UFRGS
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2005 PT
Relevância na Pesquisa
65.94%
O artigo, em termos amplos, trata da influência de Donald Pierson, formado na Escola Sociológica de Chicago, que teve maior repercussão na pesquisa urbana no Brasil, nos anos 30 e 50, tanto na Sociologia quanto na Antropologia, na cidade de São Paulo. A pesquisa urbana no Brasil tanto sociológica quanto antropológica teve referenciais teóricos que deixaram sua marcas nos trabalhos da época. No meu argumento, se pensarmos nos campos científicos da Antropologia e da Sociologia Urbana no Brasil, uma das tendências teóricas em um momento histórico e teórico foi a Escola Sociológica de Chicago. Um resgate de pesquisas precursoras de estudos urbanos na cidade de São Paulo poderiam comprovar a influência da Escola de Chicago. Apesar de serem pesquisas isoladas, enfatizaram fortemente questões propriamente urbanas. Seria arriscado defini-las nesta época como uma Sociologia Urbana propriamente dita, em São Paulo. O motivo de trazê-las é demonstrar que realmente foram um antecedente dos estudos urbanos no Brasil, entre 1935-1950. Assim, posso dizer que a Sociologia da Escola de Chicago teve influência em três campos no Brasil: a) relações raciais (negros, brancos e imigrantes), b) estudos de comunidade (pequenas cidades rurais) e c) estudos na cidade (principalmente São Paulo). Portanto...

Exclusão, ilegalidades e organizações criminosas no Brasil

Schabbach,Letícia Maria
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Sociologia - UFRGS Publicador: Programa de Pós-Graduação em Sociologia - UFRGS
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2008 PT
Relevância na Pesquisa
75.63%
O artigo discute a aplicabilidade da teoria de Niklas Luhmann ao estudo de sociedades de modernidade periférica, dentre elas o Brasil. Argumenta-se que o autor fornece noções relevantes para a compreensão de fenômenos que ocorrem nestas sociedades, cujos sistemas sociais podem não estar totalmente desenvolvidos e onde a exclusão se diferenciou, deixando de representar, ao lado da inclusão, um fator constitutivo do equilíbrio sistêmico. Nessas sociedades, a exclusão se reproduz sob uma lógica própria. Este trabalho também analisa a validade dos conceitos luhmannianos de sistema e organização social para se analisar o crime organizado no Brasil. Conclui-se que as organizações criminosas são organizações sociais, abrangendo unidades de processos de comunicação que ligam as decisões entre si. Atuando na ilegalidade, tais organizações interagem com os outros sistemas e organizações, dentro de uma rede de relações interorganizacionais, onde se percebem as linkages entre o mundo lícito e o ilícito. Além disso, para se adequarem ao ambiente externo, elas precisam sempre estar-se renovando.

Associativismo avant la lettre: as sociedades pela abolição da escravidão no Brasil oitocentista

Alonso,Angela
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Sociologia - UFRGS Publicador: Programa de Pós-Graduação em Sociologia - UFRGS
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2011 PT
Relevância na Pesquisa
75.66%
O artigo contesta a tese da tibieza da vida associativa no Brasil oitocentista, tomando como caso as associações formadas em protesto contra a escravidão no Brasil na segunda metade do século XIX. Contra a tese do insolidarismo, o levantamento do número de associações antiescravistas criadas e da heterogeneidade social de seus participantes denota a exuberância do associativismo no Brasil imperial. Adicionalmente, o artigo argumenta que as inflexões de crescimento e declínio do associativismo abolicionista se explicam por variações nas "oportunidades políticas" (Tarrow, 1998).

A pena de prisão no brasil. uma análise à luz da sociologia do direito de Erving Goffman

Macedo, Paulo
Fonte: Superior Tribunal de Justiça do Brasil Publicador: Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
75.79%
Analisa o funcionamento da pena de prisão no Brasil à luz da teoria das “instituições totais” e da “mortificação do eu” de Erving Goffman.

A Escola do Recife e a sociologia no Brasil

Fontes Barbosa, Ivan; Jorge Ventura de Morais, Josimar (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
85.88%
Este estudo foi fruto do exame das condições sociológicas de emergência de uma linhagem do pensamento sociológico no Brasil, a partir da investigação acerca das interações, mediadas por rituais entre os protagonistas de uma pequena parcela da vida intelectual brasileira do século XIX, intitulada de Escola do Recife. Buscamos compreender a sua construção e os usos de determinadas sociologias, tendo como referência as bases concretas sobre as quais assentavam à criatividade e a produção intelectual naquele momento. As coordenadas foram oferecidas por Randall Collins e Karl Mannheim. O primeiro, fornecendo um aporte que preconiza a pesquisa das relações informais e não teóricas que vinculavam estes pensadores, possibilitou a circunscrição desta escola e dos limites institucionais ao labor intelectual no Brasil. No que concerne a Karl Mannheim, a retomada de sua sociologia do conhecimento permitiu que compreendêssemos o sentido sociológico da incorporação dessas idéias evolucionistas a partir da Faculdade de Direito do Recife no último quartel daquele século. A partir de um levantamento bibliográfico e documental, nossa abordagem enveredou pela busca de informações que elucidassem aspectos da dinâmica estrutural da sociedade brasileira àquele momento...

A Escola de Chicago e a sociologia no Brasil: a passagem de Donald Pierson pela Escola Livre de Sociologia e Política de São Paulo

Guimarães, Rafael Estevão Marão
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 94 f.
POR
Relevância na Pesquisa
65.89%
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Ciências Sociais - FCLAR; A contribuição de Donald Pierson (1900 – 1995) para as Ciências Sociais brasileiras foi significativa, pois o cientista social formado pela Escola Sociológica de Chicago combinou teoria e pesquisa na formação da primeira geração de cientistas sociais profissionais do Brasil. A partir de sua chegada à Escola Livre de Sociologia e Política de São Paulo (ELSP) em 1939, Donald Pierson trabalhou para o desenvolvimento da disciplina no país através de uma série de iniciativas que fundamentaram teoricamente futuras pesquisas empíricas, como por exemplo: coordenação de um Seminário de “Técnicas em Pesquisa Social”; tradução para o português e publicação de bibliografia específica em Ciências Sociais, em sua maioria de origem norte-americana; criação e coordenação de uma divisão de estudos pósgraduados em 1941 – a primeira do gênero na América Latina; pronunciamento de conferências públicas por centros de ensino no Brasil, dentre outras iniciativas pioneiras. Em seguida, coordenou dois amplos projetos de pesquisa empírica...

Autonomia reflexiva e produção do conhecimento científico : o campo da sociologia no Brasil (1999-2008)

Maranhão, Tatiana de Pino Albuquerque
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
65.88%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Sociais, Programa de Pós-Graduação em Sociologia, 2010.; O objetivo principal da presente tese foi descrever e analisar as características e condições da autonomia do campo científico por meio da produção do conhecimento sociológico no Brasil (relações entre atores sociais, financiamento público e temas pesquisados), entre 1999 e 2008. A partir do constructo teórico de autonomia reflexiva, as informações foram sistematizadas em cinco bases de dados desenvolvidas pela autora, contendo variáveis relacionadas aos temas da política científica e tecnológica (Planos Plurianuais, legislação e projetos fomentados pelo CNPq) e aos temas da produção de conhecimento científico na Sociologia (livros produzidos no âmbito dos Programas de Pós-Graduação e artigos publicados em periódicos dominantes). Após a descrição dos dados, certas variáveis foram recodificadas em duas outras bases, intituladas AGENDAPOL e AGENDASOL. Estas possibilitaram análises de conteúdo, de frequência temática e de similaridade entre categorias temáticas encontradas. Os resultados obtidos reforçam sobremaneira a explicação da autonomia reflexiva como característica do campo científico...

Modern society and culture in Brazil. Sociology formation in Sao Paulo; Sociedad y cultura modernas en Brasil. La formación de la sociología en San Pablo; Sociedade e cultura modernas no Brasil. A formação da sociologia em São Paulo

do Nascimento Arruda, Maria Arminda
Fonte: Universidade de São Paulo, Universidade de Salamanca e Universia Publicador: Universidade de São Paulo, Universidade de Salamanca e Universia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 23/07/2014 SPA
Relevância na Pesquisa
75.94%
The experience of the constitution of modern sociology in Brazil has to be with the intense modernization of the country, which worsened during the crisis of traditional social relations, and more significantly after World War II. Brazilian society was moving in an opposite direction to that of Europe: while in Europe a loss of civilizational hegemony in Brazil it produced the debacle of the Estado Novo and the building of democratic institutions. USP was a product of the new concepts that guided the mentors of cultural institutions who advocated the creation of more modern ones. In this scenario of profound transformation and modernization Florestan Fernandes stood out as an unique personality which is identified with the mission to build the scientific foundations of sociology in Brazil.; La experiencia de la constitución de la sociología moderna en el Brasil fue plasmada en la intensa modernización del país, que se acentuó en el curso de la crisis de las relaciones sociales tradicionales, y más sensiblemente después de la Segunda Guerra Mundial. La sociedad brasileña seguía moviéndose en un sentido inverso al de la de la europea: mientras que en Europa se producía una pérdida de la hegemonía civilizacional...

MICHEL FOUCAULT E A SOCIOLOGIA; MICHEL FOUCAULT E A SOCIOLOGIA

Alvarez, Marcos César
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2002 POR
Relevância na Pesquisa
75.79%
Pretendemos discutir, neste artigo, como as idéias de Michel Foucault foram incorporadas pela Sociologia no Brasil. Inicialmente, fazemos um resumo da trajetória intelectual do autor a partir de alguns de seus principais textos para, em seguida, analisar como seus estudos levaram ao problema da fonnação da assim chamada sociedade disciplinar no país.; In this article we discusses how the ideas of Michel Foucault has been incorporated by Sociology in Brazil. Initialy, based on some of his main works, we draw the intellectual trajectory of the author. After that, we analyse how these studies have taken to hte problem of the constitution of the so called disciplinary society in that country.

RESENHA DA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO “O ESTADO DA ARTE DA SOCIOLOGIA DO ESPORTE NO BRASIL: UM MAPEAMENTO DA PRODUÇÃO BIBLIOGRÁFICA DE 1997 A 2007”, DE ANA LETÍCIA PADESKI FERREIRA; RESENHA DA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO “O ESTADO DA ARTE DA SOCIOLOGIA DO ESPORTE NO BRASIL: UM MAPEAMENTO DA PRODUÇÃO BIBLIOGRÁFICA DE 1997 A 2007”, DE ANA LETÍCIA PADESKI FERREIRA; RESENHA DA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO “O ESTADO DA ARTE DA SOCIOLOGIA DO ESPORTE NO BRASIL: UM MAPEAMENTO DA PRODUÇÃO BIBLIOGRÁFICA DE 1997 A 2007”, DE ANA LETÍCIA PADESKI FERREIRA

Vanali, Ana Crhistina; Universidade Federal do Paraná Programa de pós-graduação em sociologia
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 30/06/2015 POR
Relevância na Pesquisa
65.88%
; ; resenha da dissertação de mestrado de Ana Leticia Ferreira sobre o estado da arte da sociologia do esporte no Brasil entre 1997-2007.

A balance about the teaching sociology field in Brazil; Um balanço sobre o campo do ensino de sociologia no Brasil

Oliveira, Amurabi; Universidade Federal de Santa Catarina
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 02/12/2015 POR
Relevância na Pesquisa
75.83%
This paper makes an analysis of the Teaching Sociology field in Brazil, focusing on its development and challenges, taking as a guide the argument that the transformations that occur in basic education have a direct impact on the teaching of social sciences at the graduation level, as well as on research in Postgraduate level, which includes both the Postgraduate Program in Social Sciences Sociology as the Postgraduate Program in Education.This paper makes an analysis of the Teaching Sociology field in Brazil, focusing on its development and challenges, taking as a guide the argument that the transformations that occur in basic education have a direct impact on the teaching of social sciences at the graduation level, as well as on research in Postgraduate level, which includes both the Postgraduate Program in Social Sciences Sociology as the Postgraduate Program in Education.; http://dx.doi.org/10.5007/1806-5023.2015v12n2p6O presente trabalho realiza uma análise do campo do Ensino de Sociologia no Brasil, enfocando em seu desenvolvimento e desafios, tomando como fio condutor o argumento de que as transformações vivenciadas na Educação Básica possuem impactos diretos sobre o ensino de Ciências Sociais no nível da graduação...

História, políticas educacionais e desafios para o ensino de sociologia no Brasil: entrevista com Simone Meucci

Cigales, Marcelo Pinheiro; Universidade Federal de Santa Catarina
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 02/12/2015 POR
Relevância na Pesquisa
75.87%
http://dx.doi.org/10.5007/1806-5023.2015v12n2p204O Ensino de Sociologia vem se constituindo como um campo de pesquisa no interior das Ciências Sociais. O aumento das publicações e eventos relacionados com a temática é significativo, principalmente após a obrigatoriedade do ensino da sociologia no Brasil em 2008. A trajetória de Simone Meucci relaciona-se diretamente com essa discussão em nível nacional e seus trabalhos de dissertação e tese são essenciais para compreender aspectos históricos da institucionalização da sociologia como ciência e disciplina escolar no país. Além da discussão histórica, a entrevista aborda temas relacionados ao Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) e ao Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID). Ao destacar os avanços na área, a autora aborda os principais desafios para o aperfeiçoamento e continuidade desses programas, bem como, do ensino de sociologia.