Página 1 dos resultados de 504 itens digitais encontrados em 0.038 segundos

Concepções de popularização da ciência e da tecnologia no discurso político: impactos nos museus de ciências; Concepts of science and technology popularization in the political speech: some thoughts on science museums

Navas, Ana Maria
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/04/2008 PT
Relevância na Pesquisa
65.78%
Esta pesquisa busca caracterizar as concepções de popularização da ciência e da tecnologia (C&T) que permearam o discurso e as ações do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) do Brasil, na gestão 2003-2006. Como parte do processo, foram exploradas as relações que, nesse discurso, são estabelecidas entre museus de ciências, popularização da ciência e divulgação científica, tomando como referência uma ação especificamente desenvolvida pelo MCT no âmbito dos museus de ciências: o Edital Seleção Pública de Propostas para Apoio a Museus e Centros de Ciências, formulado em 2003. Como referenciais teóricos, foram utilizados estudos desenvolvidos no âmbito da sociologia da ciência, da comunicação pública da ciência, da divulgação científica e da comunicação em museus. A pesquisa teve abordagem qualitativa, usando dados coletados em documentos e em entrevistas. Os documentos foram textos oficiais do MCT no período 2003-2006 e projetos apresentados ao Edital; as entrevistas consideraram consultores do Comitê Temático de Divulgação Científica do CNPq e profissionais de museus de ciências beneficiários do Edital. Os dados coletados mostram que a área de popularização da C&T está sendo legitimada politicamente pelo MCT por meio da consolidação do Departamento de Difusão e Popularização da C&T e por meio de financiamentos...

Governo eletrônico : dimensões da avaliação de desempenho na perspectiva do cidadão

Barbosa, Alexandre Fernandes
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Tese de Doutorado
Relevância na Pesquisa
65.77%
A adoção de tecnologias de informação e comunicação (TIC), em especial aquelas associadas à institucionalização da Internet como meio de relacionamento social e de negócios, tem provocado mudanças profundas e globais. Nos programas de governo eletrônico (e-gov), as TIC têm impactos econômicos, sociais e políticos, que devem ser monitorados para orientar a elaboração de políticas públicas eficazes. Avaliar esses impactos implica na condução de um processo complexo, baseado em modelos de medição de desempenho que deveriam ser definidos considerando o cidadão como elemento-chave na rede sociotécnica criada pelos programas de governo eletrônico. Contudo, existe uma lacuna nos modelos teóricos que definem as dimensões de desempenho a partir da perspectiva do cidadão. Apoiada em abordagem empírica e quadro teórico que compreende conceitos-chave provenientes da sociologia, da tecnologia de informação e de teorias do construtivismo social, a presente tese identifica os grupos sociais relevantes no processo de construção do e-gov e as dimensões de desempenho percebidas como relevantes por eles. O principal resultado desta pesquisa é o “Modelo (7+2)”, que consolida nove dimensões de desempenho emergentes da análise aprofundada de entrevistas a respeito da percepção dos artefatos tecnológicos do e-gov (canais de acesso e entrega de serviços públicos...

A produção tecnológica em incubadoras de empresas; The technological production in business incubators

Domingues, Leonardo de Lucas da Silva
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
65.78%
Trata-se de uma análise, com base no contexto atual, sobre como a ênfase na cultura do empreendedorismo pode influenciar as decisões na produção tecnológica em duas incubadoras de empresas de uma universidade pública do Rio Grande do Sul. Como etapa preliminar, também se avalia de que forma gestores e cientistas-empreendedores envolvidos com essa produção se posicionam perante a relação entre tecnologia e sociedade e se identifica quais questões pautam as escolhas e os direcionamentos da prática tecnológica utilizada pelas empresas incubadas e de que forma tal processo interfere na formatação final do que é produzido. O estudo é de natureza qualitativa, sendo o campo amostral composto por 10 agentes (4 gestores e 6 cientistasempreendedores) escolhidos por serem considerados responsáveis pelo desenvolvimento tecnológico nas incubadoras e nas empresas. Para examinar essas questões, discute-se: uma noção teórica da tecnologia como produção social; os modelos teóricos sobre a relação tecnologia e sociedade propostos por Andrew Feenberg (1991, 2002, 2003); além das aproximações entre a cultura empresarial e a produção científica, formando o que Javier Echeverría (2003a, 2003b) chama de tecnociência. Faz-se...

A construção sociocultural da ciencia a partir da sua produção : a sociologia na Venezuela e a "Revista Venezolana de Ciencias Economicas y Sociales"

Ysbelet Del Valle Lobo Sanchez
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/02/2003 PT
Relevância na Pesquisa
65.91%
Durante as ultimas décadas, os diferentes enfoques na área dos Estudos Sociais da Ciência apontam uma nova identidade para esta área, e em conseqüência para a visão "epistemológicamente especial" da ciência. A imagem unidirecional, socialmente desinteressada que o "logicismo" e "hierarquicismo" deram á ciência, ofusca-se pela "imagem social da ciência". Aponta-se um diálogo entre ciência e sociedade sustentado pela idéia de que a ciência é um produto social contingente, formada por instrumentos culturais e caracterizada por uma constante reavaliação entre fatos e valores. Esta visão da construção socio-cultural do conhecimento científico está intimamente relacionada ao "que fazer" das ciência, ao complexo processo de socialização dos cientistas e aos elementos tempo-espaciais que servem de marco ao fato científico. A riqueza de aspectos culturais envolvidos no "ato de criação" da ciência estão implícitos na ação cotidiana dos cientistas e expressos de distintas formas de comunicação, entre os quais a publicação ganhou um amplo terreno. Esta pesquisa trata sobre o processo de construção sócio-cultural da sociologia como ciência na Venezuela. Reconstrói sua história a fim de conhecer sua trajetória e observar como os âmbitos da vida econômica...

As condições de emergência da controvérsia em torno do regulamento técnico de identidade e qualidade do mel: uma análise sociológica preliminar

SILVA, LEONARDO
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 116 f.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
65.82%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Curso de Ciências Sociais.; Questionando a ideia de que os padrões técnicos de identidade, qualidade e segurança alimentares possuem uma objetividade permanente e universal, nesta pesquisa viso mapear e analisar as condições objetivas e subjetivas que tornaram possível a recente emergência da controvérsia em torno da aplicabilidade do Regulamento Técnico de Identidade e Qualidade do Mel estabelecido pela Instrução Normativa n° 11 de 20 de outubro de 2000 aos méis das abelhas nativas sem ferrão da tribo Meliponini. Para alcançar tal finalidade mobilizo o referencial da Nova Sociologia Econômica (NSE) e Construção Social da Tecnologia (SCOT). Argumento que por um lado, foi necessária a existência de cientistas com determinadas disposições, posições e volume de capital científico específico, e por outro a existência de um campo de análises dos produtos das abelhas (que, por sua vez, possui uma dependência estrutural relativa com relação à indústria e aos mercados de méis de abelhas) em que estava inscrita objetivamente a possibilidade tanto de dedicação às análises dos méis de meliponíneos como da crítica aos padrões técnicos do mel que às acompanhou.; Questioning the idea that the technical standards of the identity...

Parque de Ciência e Tecnologia do Alentejo no horizonte 2020 – que cenários e estratégias?

Santos, Gisela; Santos, Marcos Olímpio; Baltazar, Maria da Saudade
Fonte: APS / Associação Portuguesa de Sociologia Publicador: APS / Associação Portuguesa de Sociologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
65.9%
A relação entre a democracia e o desenvolvimento parece clara se se considerar o elemento comum: as pessoas. Por um lado, a democracia é um regime de governo que implica que se dê importância a todos os atores do sistema, às suas opiniões e considerações e que o poder das decisões está nas mãos dos cidadãos (através de representantes), por outro lado o desenvolvimento apresenta-se como um processo integrado, virado para as pessoas, para as suas necessidades e para o local onde vivem. Para que o desenvolvimento de uma região se verifique é necessário que esta se mostre apta a responder a questões como a concorrência e competitividade. Vive-se agora na sociedade do conhecimento, onde este, a ciência e a tecnologia ganham primazia como facilitadores do desenvolvimento regional. Os parques de ciência e tecnologia têm como objetivo aumentar o valor da comunidade onde se inserem e estimular o fluxo de conhecimento entre universidades, instituições de ciência e tecnologia, empresas e mercados. Surge assim a importância do modelo tripla-hélice de Etzkowitz e Leydesdorff onde o conhecimento se assume como produzido em contexto de aplicação prática e através da ligação entre Estado, empresas e universidades. Pretende estudar-se o contributo do Parque de Ciência e Tecnologia do Alentejo (PCTA) para o desenvolvimento da região Alentejo e apresentar um conjunto de cenários futuros possíveis para o mesmo no horizonte temporal de 2020...

Sistemas de saúde e participação cidadã: algumas reflexões críticas na perspetiva da sociologia da saúde

Serapioni, Mauro
Fonte: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Publicador: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /11/2013 POR
Relevância na Pesquisa
65.76%
Nos últimos dez a quinze anos temos assistido a um aumento do número de iniciativas com a participação da sociedade civil, no sentido de exercer pressão para a reformulação dos direitos sociais. Estes já não são tão vistos como direitos para aceder aos serviços estruturados e administrados pelo Estado (de acordo com o conceito de cidadania de Marshall), mas como uma reivindicação dos cidadãos para terem um papel ativo na definição das políticas públicas e dos serviços. Este debate tem sido muito intenso entre os cientistas sociais desde a década de 1980 e está bastante presente no sistema de cuidados de saúde. Vários estudos têm salientado a forte tensão entre o tecnicismo da medicina e a organização burocrática do sistema de saúde, por um lado, e o modelo de comunicação quotidiana, por outro lado. De facto, um dos temas centrais das reformas dos cuidados de saúde nos últimos 20 anos centrou-se na valorização da experiência e da perspetiva dos cidadãos. O artigo começa com um breve esboço das novas abordagens sociológicas em torno da relação entre os sistemas sociais e o mundo real – nas dimensões micro e macro; estrutura e ação. Assim, apresenta-se o estado da arte atual sobre a participação nos sistemas de saúde ocidentais...

Dinâmicas das relações da rede formal de saúde da criança maltratada na cidade do Barreiro

Costa, Raquel Alexandra Campos
Fonte: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Publicador: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /10/2009 POR
Relevância na Pesquisa
65.65%
Mestrado em Intervenção Sócio-Organizacional na Saúde - Ramo de especialização: Qualidade e Tecnologias da Saúde; A problemática da criança maltratada só teve relevo, como unidade de investigação, no nosso país no século XX, inicio dos anos 80. Na actualidade verifica-se o constante aumento do número de casos de crianças vítimas de maus tratos nas urgências do nosso país e neste caso específico da cidade do Barreiro, sendo assim é urgente a investigação das relações estabelecidas entre os vários actores da rede formal de Saúde que dão suporte a estas crianças e que contribuem de forma decisiva para o seu bem-estar físico, psicológico e social, o que nos direcciona para o conceito de qualidade em saúde, sua monitorização e avaliação na procura da excelência dos cuidados. A análise é efectuada através da metodologia de ARS (análise de redes sociais), raramente aplicada em investigação na área da saúde no nosso país. Neste trabalho é considerado a base da descrição dos resultados na análise de conteúdo e ilustrando com a ARS procurou-se analisar a representação das várias entidades em rede, identificá-las, e perceber o nível de relações entre os actores, caracterizando assim de forma pouco utilizada as dinâmicas das relações da rede Formal de Saúde da criança maltratada. Com os dados descritos obteve-se uma matriz ponderada...

Integrando abordagens da economia e da sociologia em análises da produção tecnológica

Rauen,Cristiane Vianna; Velho,Léa
Fonte: Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília Publicador: Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2010 PT
Relevância na Pesquisa
75.93%
Os enfoques disciplinares para tratar a produção do conhecimento em ciência e tecnologia, em geral, e os artefatos tecnológicos, em particular, são reconhecidamente insuficientes. Mesmo assim, a interação é muito fraca entre aqueles que estudam a construção de artefatos tecnológicos com abordagens sociológicas e aqueles que o fazem a partir de enfoques econômicos. Aproximar essas duas vertentes de análise, identificando suas diferenças e, principalmente, seus pontos convergentes é do que se trata esse artigo. Enquanto a Economia tende a não incorporar elementos importantes para a compreensão desse processo tais como, os interesses dos atores sociais, as estruturas de poder e a influência dos aspectos políticos, a Sociologia desconsidera algumas das características fundamentais para a estrutura econômica de produção tecnológica, como agências, instituições e sistemas econômicos. O resultado é o surgimento de espaços ociosos de análise que poderiam ser mais bem explorados se houvesse interdisciplinaridade. Este trabalho explora as possibilidades de entrecruzamentos do enfoque econômico, representado pela Economia Evolucionária (EE), e do sociológico, representado por dois ramos da Sociologia do Conhecimento Científico: a Social Construction of Technology (SCOT) e a Actor Network Theory (ANT)...

Da liberalização cega dos anos 90 à construção estratégica do desenvolvimento

Arbix,Glauco
Fonte: Departamento de Sociologia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo Publicador: Departamento de Sociologia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/05/2002 PT
Relevância na Pesquisa
65.71%
Este texto foi apresentado na aula inaugural do curso de Ciências Sociais da USP, realizada no dia 6 de março de 2002. A economia global vem sendo sacudida por alterações profundas que vêm alterando os métodos, a estrutura produtiva de bens e serviços, a política e as instituições em todos os cantos do planeta. Essas mudanças estão sendo mais sentidas nos países que apresentam em sua história uma presença marcante do Estado sobre as economias e a vida social. Na América Latina, essas mudanças orientaram a implantação de um novo modelo de política econômica, como forma de superar a inflação crescente, os déficts comerciais, o fardo da dívida externa, a ineficiência e a falta de competitividade internacional que, supostamente, haviam se configurado como fruto das tradicionais políticas desenvolvimentistas. No entanto, esse novo modelo opera com uma interpretação tortuosa da história dos países em desenvolvimento, jogando no esquecimento ou tornando incompreensível que países como Brasil, Argentina e México, ao lado de outros asiáticos, cresceram após a II Guerra Mundial mais rapidamente que Estados Unidos, Inglaterra, Alemanha, França e Canadá. A elaboração de estratégias de desenvolvimento, incluindo a qualidade da industrialização desejada...

O debate sobre a autonomia/não-autonomia da tecnologia na sociedade

Trigueiro,Michelangelo Giotto Santoro
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Sociologia - UFRGS Publicador: Programa de Pós-Graduação em Sociologia - UFRGS
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2009 PT
Relevância na Pesquisa
86.02%
O artigo apresenta o debate a respeito da autonomia e não-autonomia da tecnologia na sociedade, a partir da discussão empreendida na sociologia da ciência e da recente literatura sobre a produção tecnológica, notadamente a que se inicia com o trabalho de Martin Heidegger, Question concerning technology. Considerando esse trabalho de Heidegger uma reflexão seminal sobre o tema da tecnologia, é proposta uma inversão "ontológica" na relação entre ciência e tecnologia, ao colocar esta última como uma realidade anterior à ciência. O texto procura contrastar diferentes acepções a respeito da tecnologia, mediante recortes analíticos os mais diversos, a saber, diferentes perspectivas teórico-metodológicas, concepções filosóficas e enfoques, entre os quais o econômico, o sociológico e o histórico. É dado destaque especial ao confronto entre o enfoque sociológico e o econômico. Ao final, pretende-se reunir elementos para a argumentação a respeito da não-autonomia da tecnologia na sociedade e do que tem sido chamado o conteúdo social da tecnologia.

Por uma sociologia crítica da ciência

Jarvie,Ian; Agassi,Joseph
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Sociologia - UFRGS Publicador: Programa de Pós-Graduação em Sociologia - UFRGS
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
65.9%
Neste artigo crítico e construtivo, defendemos que a Sociologia da Ciência, como está estabelecida, é distorcida por uma suposta filosofia idealista que estimula uma atitude acrítica em relação ao que se supõe serem fatos. Propomos uma sociologia crítica da ciência que faz a distinção entre ciência, ciência aplicada e tecnologia; enfoca a falibilidade da ciência e da sociologia da ciência que desconstrói toda pretensão de autoridade. Construtivamente, esboçamos os elementos de uma sociologia da ciência que envolve as formas elementares da vida científica, bem como a ciência "normal" contemporânea, burocratizada e militarizada.

Os novos rumos dos estudos sociais de ciência e tecnologia; continuidade e ruptura na teoria social - implicações para o Brasil e a América Latina

Trigueiro,Michelangelo Giotto Santoro
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Sociologia - UFRGS Publicador: Programa de Pós-Graduação em Sociologia - UFRGS
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2014 PT
Relevância na Pesquisa
65.96%
O artigo procura fazer uma discussão geral a respeito da trajetória dos estudos sociais da ciência e da tecnologia, focalizando, em rápidas passadas, o debate seminal na sociologia da ciência, e os atuais questionamentos, notadamente aqueles trazidos pelo chamado construtivismo. Procura-se argumentar em favor da necessidade de se ampliar a discussão acerca do conteúdo cognitivo no encerramento das controvérsias científicas, muitas vezes negligenciado em algumas abordagens construtivistas. Isso sem negar a importância de tais abordagens na explicitação do conteúdo social presente na ciência e na tecnologia. Conclui-se, levantando alguns pontos para um aprofundamento das implicações de tais reflexões sobre os estudos sociais da ciência e da tecnologia para o contexto da sociedade brasileira e de demais países da América Latina.

Sistema de produção agrossilvipastoril para a região da Caatinga - SAF: uma avaliação dos impactos econômicos, sociais e ambientais.

MARTINS, E. C.; GUIMARÃES, V. P.; SILVA, N. L. da; CARVALHO, R. de S.
Fonte: In: CONGRESSO SOCIEDADE BRASILEIRA DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E SOCIOLOGIA RURAL, 48., 2010, Campo Grande, MS. Tecnologias, desenvolvimento e integração social. Campo Grande, MS: Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural, 2010. 18 f. 1 CD-ROM. Publicador: In: CONGRESSO SOCIEDADE BRASILEIRA DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E SOCIOLOGIA RURAL, 48., 2010, Campo Grande, MS. Tecnologias, desenvolvimento e integração social. Campo Grande, MS: Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural, 2010. 18 f. 1 CD-ROM.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
75.82%
A região semiárida brasileira configura-se como um ambiente extremamente frágil onde a agricultura é desenvolvida às custas de desmatamento indiscriminado, queimadas e períodos de pousio inadequados. O sistema agroflorestal pecuário é considerado como uma alternativa viável de uso dos recursos naturais que, normalmente, causa pouca ou nenhuma degradação ao meio ambiente. Diversos estudos tratam da produtividade dos sistemas agroflorestais pecuários em relação aos sistemas tradicionais, porém pouco se conhece sobre seu retorno financeiro, fato que dificulta os produtores em suas tomadas de decisão no gerenciamento ou investimento nas atividades agropecuárias. Diante deste cenário este estudo objetiva fazer uma avaliação e análise dos impactos econômicos, sociais e ambientais do Sistema Agrossilvipastoril ? SAF. Para tanto, utilizam-se as metodologias do AMBITEC-Social e AMBITEC-Produção Animal, desenvolvidas pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). O principal impacto econômico oriundo da adoção do Sistema Agrossilvipastoril é o incremento de produtividade. Ainda, a adoção da tecnologia em análise gerou impactos sociais positivos com relação a todos os aspectos (assim como também em todos os indicadores) analisados. Os principais impactos desejáveis sobre o meio ambiente são a redução da área necessária para pastagens...

O não-formal e o informal em educação: centralidades e periferias : atas do I Colóquio Internacional de Ciências Sociais da Educação, III Encontro de Sociologia da Educação

Colóquio Internacional de Ciências Sociais da Educação, 1, Braga, 2013; Encontro de Sociologia da Educação, 3, Braga, 2013; Palhares, José Augusto, org.; Afonso, Almerindo Janela, org.
Fonte: Universidade do Minho. Instituto de Educação. Centro de Investigação em Educação (CIEd) Publicador: Universidade do Minho. Instituto de Educação. Centro de Investigação em Educação (CIEd)
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
65.82%
"3 Volumes: Volume I: [pp. 1 – 680] ; Volume II: [pp. 681 – 1292] ; Volume III: [pp. 1293 – 2110]". ISBN: 978-989-8525-27-7; [Excerto Introdução] A realização do I Colóquio Internacional de Ciências Sociais da Educação, em articulação com o III Encontro de Sociologia da Educação, coincidiu com um dos períodos mais dilemáticos e contraditórios dos últimos anos no campo educativo português. Se, por um lado, o país assistiu a um ataque sem precedentes ao projeto democrático da escola pública, pondo em causa progressos significativos registados nas últimas décadas no acesso à escola e na diversificação de públicos e oferta formativa, tudo a pretexto da necessidade de racionalização da rede escolar, em grande medida forçada pela crise económico-financeira e pelo imperativo das medidas de austeridade; por outro lado, os dinamismos educativos e formativos que tinham eclodido nos vários espaços e tempos da cidade foram, por sua vez, conquistando outros atores e fomentando novas abordagens cognitivas do quotidiano. As ideologias da aprendizagem ao longo da vida entranharam-se no senso-comum e foram alimentando as expectativas legítimas de indivíduos e de instituições, dando a impressão que estaria em curso a “desformalização” da educação profeticamente anunciada no relatório Faure (1973) nos alvores da educação permanente. Fora do marco institucional da escola refulgiam-se experiências de educação e de aprendizagem na transversalidade das idades e fases de vida (muito embora mais intensamente entre crianças e jovens)...

O processo de construção social da tecnologia : o caso do projeto habitacional Jardim dos Lirios; The Process of Social Construction of Technology : the case of the Habitacional project of Jardim dos Lirios

Rebeca Buzzo Fertrin
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 11/03/2008 PT
Relevância na Pesquisa
75.88%
Os programas habitacionais brasileiros, embora apresentem facilidades às famílias de baixa renda, tendem a excluir os futuros moradores da participação nas decisões sobre sua própria casa. O projeto da casa popular ou "habitação social" apresenta uma arquitetura padrão e fechada que não leva em consideração as necessidades individuais das famílias moradoras, gerando frustrações com relação ao produto final. Os futuros moradores, excluídos da fase de elaboração do desenho de suas casas, acabam encarando uma segunda luta pela moradia adequada: a adaptação da casa padrão de forma a transformá-la em uma moradia que realmente atenda às necessidades de sua família. No entanto, o processo de transformação das casas populares passa a ser uma batalha individual para essas famílias, sem o apoio do Estado. O presente trabalho analisa o processo de planejamento, negociação, construção e transformação de casas populares em um Projeto Habitacional brasileiro, destacando a participação das famílias mutirantes - futuros moradores - nesses processos. Utiliza-se o referencial teórico do Construtivismo Social da Tecnologia, com destaque para as relações entre gêneros. Desta forma, alguns aspectos foram observados...

The fetish of technology and the teleologization of history: critical analysis of technological irrationalism; O fetiche da tecnologia e a teleologização da história: análise crítica do irracionalismo tecnológico

Mueller, Rafael Rodrigo; FAE Centro Universitário
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Revisão de Literatura; Formato: application/pdf
Publicado em 20/12/2011 POR
Relevância na Pesquisa
65.81%
The aim of our study was to analyze the different perspectives about technology indicating a possible linkage between historical and ideological authors considered references in its appropriations about technology. To this, we systematically checked the particularity of the object (technology) in its abstraction (theory revision) in order to identify its impact on the materiality historically developed. Given the broad spectrum that permeates the technology and its philosophical, economic and social aspects, it became necessary to analyze the ideological framework that is the main battle field, because both pessimistic and optimistic strands about the technology do not try to understand it from its ontological constitution foundation. So, the fetish of technology promoted by certain authors reviewed here provides the objective conditions for the "naturalization" of control that capital exerts on the labor force, a characteristic necessary for the process of appreciation of value.; http://dx.doi.org/10.5007/1984-8951.2011v12n101p171O objetivo de nosso estudo foi analisar as diversas perspectivas sobre a tecnologia evidenciando um possível encadeamento histórico-ideológico entre autores considerados referências em suas apropriações acerca da tecnologia. Para tanto...

O problema das restrições teórico-analíticas nos estudos sociais da ciência e da tecnologia

Nunes, Denise Maria; Universidade Federal de Santa Catarina
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 27/04/2012 POR
Relevância na Pesquisa
76.02%
http://dx.doi.org/10.5007/1806-5023.2011v8n2p120O livro Actos, actores y artefactos: Sociologia de la tecnologia, organizado por Hernán Thomas e Alfonso Buch apresenta e debate ferramentas teórico-conceituais de autores consagrados na área da Sociologia da Ciência e da Tecnologia. Lançado em 2008, o livro é, sem dúvida, leitura obrigatória para os estudiosos que se interessam pelas relações envolvendo ciência, tecnologia e sociedade.

Gerar (e gerir) expectativas: novas áreas de pesquisa nos estudos da ciência e da tecnologia │ Making (and managing) expectations: new areas of research in science and technology studies

Velho, Raquel; UCL (University College London)
Fonte: Ibict Publicador: Ibict
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Revisão de Literatura; Nova análise; Formato: application/pdf
Publicado em 05/12/2014 POR
Relevância na Pesquisa
65.91%
RESUMO Os estudos da ciência e da tecnologia constituem uma área em que novas ferramentas analíticas são constantemente elaboradas. Este artigo propõe usar a sociologia das expectativas, desenvolvida na última década, como uma nova perspectiva a ser usada para analisar debates geralmente explorados por teorias da política científica, e investigar as vantagens e lacunas desta disciplina. Ao fazê-lo, faz-se uso de um conjunto de trabalhos da sociologia das expectativas para sugerir uma re-leitura do caso do sismo de Aquila em 2009 em que, de forma inédita na história da ciência, seis cientistas e um oficial do governo italianos foram acusados e condenados por homicídio involuntário pela occorência de 300 vítimas.Palavras-chave: Comunicação; Expectativas; Política Científica; Sociedade de Risco; Sociologia da Ciência.ABSTRACT Science and technology studies has been an area where new analytical tools are constantly being elaborated. This paper proposes the sociology of expectations, developed in the past decade, as a new perspective to be used when analysing debates usually explored by science policy theories...

As relações entre tecnologia, inovação e sociedade

Machado, Carlos José Saldanha
Fonte: Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação e Biblioteconomia Publicador: Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação e Biblioteconomia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion;
Publicado em 17/01/2007
Relevância na Pesquisa
65.74%
Debate-se muito no mundo, hoje, o que é a tecnologia, o que ela faz com as pessoas, as empresas e as sociedades. O objetivo deste artigo é dar uma visão de conjunto das obras dos principais autores em torno dos quais se organiza a reflexão teórica contemporânea sobre as relações entre tecnologia, inovação e sociedade. Como as tecnologias mediatizam nossas relações com o real? Quais as relações existentes entre os conteúdos técnicos e as formas de vida social? Qualquer que seja a distância que separe os autores escolhidos, três conjuntos de modelos são identificados, sistematizados e apresentados. Acesso ao texto completo (HTM)