Página 1 dos resultados de 8808 itens digitais encontrados em 0.059 segundos

A Biblioteca Universitária na Sociedade do Conhecimento : estudo de caso da Biblioteca Universitária Professor Victor de Sá, da Universidade Lusófona (Relatório de Estágio)

Garcia, Carla Sofia Marques de Sousa
Fonte: Repositório Científico Lusófona Publicador: Repositório Científico Lusófona
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
95.77%
Na Sociedade do Conhecimento em que vivemos, o volume de informação cresce a um ritmo exponencial e prolifera em diferentes suportes e tipologias, aglomerando informação científica e fidedigna com artigos de opinião e dados menos corretos. Face este cenário de caos informativo, cabe, de um modo particular, à Universidade preparar os seus alunos para responder às novas exigências e a Biblioteca Universitária, devido à sua natureza e missão, constitui-se como uma fonte de informação privilegiada, apetrechada de toda uma série de recursos fiáveis e pertinentes, ao serviço dos seus utilizadores e à distância de um clique. O presente relatório apresenta-se como um estudo de caso e tem como objetivo descrever as atividades respeitantes ao estágio curricular realizado na Biblioteca Universitária Professor Victor de Sá (BVS), que disponibiliza aos seus utilizadores uma série de recursos digitais, entre os quais bases de dados de importância reconhecida e certificada internacionalmente, que se constituem como uma grande mais-valia nos trabalhos de investigação de alunos e docentes da Universidade. Verifica-se porém, que o índice de utilização destes recursos digitais, apesar da sua qualidade, é inferior ao esperado pelos técnicos da Biblioteca. O estudo aqui apresentado propõe-se aferir as causas dos baixos níveis de utilização destes recursos...

Democracia e utopia na sociedade do conhecimento: reflexões sobre a educação a distância; Democracy and utopia in the knowledge society: thoughts on e-learning

Barros, Joy Nunes da Silva
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 06/05/2014 PT
Relevância na Pesquisa
95.89%
A presente tese tem como objetivo específico a análise do atual discurso de legitimação da educação a distância via internet. Ante a expansão dos cursos on-line em nosso país, frequentemente esse fenômeno é caracterizado como um processo de democratização do ensino. No entanto, a imputação do adjetivo democratizante envolve não apenas a constatação do aumento de acesso proporcionado por esse meio, mas também lhe atribui uma qualidade moral. Ou seja, a proposição que afirma que o aumento de oferta de vagas promovido por essa modalidade constitui-se como um processo de democratização não se limita à expressão de um juízo factual, mas se apresenta como um juízo moral positivo, porquanto ser democrático constitua-se como um valor em nossa atualidade. Assim, mais do que adjudicar se esse processo é ou não um tipo de democratização posto que, para isso, fosse necessária certa concepção anterior de democracia que possibilitasse essa adjudicação , investigam-se, nesta tese, os elementos que sustentam essa proposição. Para tanto, verifica-se o que pode ser entendido como democratizante em dois sentidos: o quantitativo e o qualitativo. Com relação a este último, é analisado o contexto histórico e social a partir do qual a educação a distância via internet vem sendo considerada...

A importância do capital intelectual na sociedade do conhecimento; The importance of intellectual capital in the knowledge society

Santos, José Luiz dos; Schmidt, Paulo; Fernandes, Luciane Alves; Pinheiro, Paulo Roberto; Nakagawa, Masayuki
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
95.82%
Ao se analisar o desenvolvimento do processo de globalização da economia, nota-se uma clara evidência de uma transição para uma sociedade sustentada no conhecimento. Emerge desse processo um novo conceito de administração, denominado Capital Intelectual. A aceitação do conhecimento como recurso econômico gera um problema que é o de mensurar esse ativo, como valorizar o ser humano e, mais do que isso, como retê-lo na entidade, pois esse valor será parte integrante da geração de benefícios futuros, que alterarão o patrimônio das entidades. Este artigo tem como objetivo contribuir para a evidenciação da definição, natureza e mensuração do capital intelectual. Constatou-se que o tratamento contábil do Goodwill continua a ser um assunto significativo e controvertido, por isso a contabilização de intangíveis, em especial o Goodwill, provavelmente será um assunto cuja importância aumentará com o passar dos anos, sendo necessárias novas pesquisas e experimentações com o objetivo de solucionar os problemas e dificuldades que estão surgindo em função dos novos tempos.; When analyzing the development of the process of economic globalization, there is a clear evidence of a transition to a sustainable knowledge society. Emerges from this process a new management concept...

REFLEXÕES SOBRE OS NOVOS MODELOS DE UNIVERSIDADE NO CONTEXTO DA SOCIEDADE DO CONHECIMENTO

Nez, Egeslaine de; Nez, Evandro de; Biavatti, Vania Tanira
Fonte: INPEAU Publicador: INPEAU
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
95.88%
A Educação em qualquer um de seus níveis, mas, de modo particular, no Superior, está mergulhada nas contradições da globalização que envolvendo a sociedade contemporânea norteia todo o conhecimento por ela gerado. Este artigo tem como objetivo tecer algumas reflexões teóricas sobre os novos modelos universitários no contexto da sociedade do conhecimento, que impactam e modificam as atividades universitárias. Os procedimentos metodológicos utilizados contemplaram pesquisa bibliográfica que constituiu um estado de conhecimento, sendo que na análise e interpretação dos dados foi empregada abordagem qualitativa. A relevância científica para a produção deste estudo relaciona-se diretamente com o fato de que o contexto social que influenciou, num passado recente e que continua influenciando o desenvolvimento da Educação Superior atualmente, não é neutro, ao contrário, é abarrotado de intencionalidades. Nesse sentido, a investigação conclui que os novos modelos de universidade perpetuam uma continuidade de respostas ao meio produtivo, encontrando, entretanto, possibilidades de contraponto num modelo alternativo baseado na sociedade do conhecimento crítico que está aberta às demandas da sociedade global/local.

A complexidade e os modos de aprender na sociedade do conhecimento

Coutinho, Clara Pereira; Bottentuit Junior, João Batista
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em //2007 POR
Relevância na Pesquisa
95.81%
Nesta comunicação vamos equacionar cenários para a educação no contexto da sociedade da informação e do conhecimento. Começaremos por caracterizar alguns pressupostos da teoria da complexidade para sustentar que os contextos de aprendizagem colaborativa se constituem como sistemas complexos cujo funcionamento importa compreender porque mais imprevisíveis e propensos à mudança. Na fase seguinte apresentaremos alguns sistemas tecnológicos que possibilitam o acesso à informação e ao conhecimento na educação em rede. Começaremos por referir os sistemas da 3ª geração de educação a distância, que se costumam designar por e-learning, com algumas das suas variantes como sejam o b-learning e o m-learning. Apresentaremos ainda ferramentas tecnológicas já disponíveis e que, se correctamente exploradas, podem desempenhar um papel de destaque na comunicação e partilha de informação nos novos espaços de aprendizagem. É o caso dos blogues, dos SMS (Short Message Service) dos MMS (Multimedia Message Service), do podcasting e do Wiki, sistema de software aberto que possibilita o armazenamento barato de enorme volume de informação em formato digital bem como ferramentas para o acesso personalizado e restrito a uma comunidade de aprendizes falaremos um pouco sobre o trabalho colaborativo. Por último...

“Só me conheço como sinfonia” – educar para a alteridade na sociedade do conhecimento

Melão, Dulce; Helena
Fonte: Escola Superior de Educação e Ciências Sociais - Instituto Politécnico de Leiria Publicador: Escola Superior de Educação e Ciências Sociais - Instituto Politécnico de Leiria
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /05/2013 POR
Relevância na Pesquisa
95.88%
Na propalada sociedade do conhecimento, a Escola é hoje confrontada com os desafios da era da informação consumida, sobretudo, através dos múltiplos ecrãs a partir dos quais lemos o mundo globalizado. Neste contexto, o papel dos profissionais de Educação tem vindo a redimensionar-se, ganhando maior relevo a sua mediação e promoção de práticas educativas para a alteridade, de modo a acolher a diversidade linguística e cultural, fomentando percursos solidários de partilha de conhecimento de si para/com o Outro. Assim, este artigo tem como objetivo indagar a importância da educação para a alteridade hoje, numa sociedade em rede, focando: i) a relevância da abertura ao Outro, na construção reflexiva da identidade em alteridade, destacando o papel da(s) língua(s) neste processo; ii) o papel do professor e dos profissionais de Educação em tal missão de (re)descoberta de si e do Outro, para a consolidação de uma “literacia da compreensão”, partilhada com a comunidade educativa em geral, e com os alunos em particular. Conclui-se que, na atual tessitura global, a construção do conhecimento deverá assentar no fomento de itinerários de alteridade, numa rede solidária feita de identidade e cultura, a qual também pode e deve continuar a ter lugar na sociedade do conhecimento.

A literacia dos adultos: competências-chave na sociedade do conhecimento

Ávila, Patrícia Durães
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2006 POR
Relevância na Pesquisa
95.89%
A presente investigação visa produzir um conjunto de novos desenvolvimentos, teóricos e substantivos, para o estudo das competências-chave para a sociedade do conhecimento. Incide na análise de duas vertentes específicas, mas entendidas enquanto complementares: a identificação dos perfis de literacia da população e os seus principais factores explicativos, e a análise de novas dinâmicas e processos emergentes de bloqueio ou desenvolvimento das competências de literacia e outras competências-chave para a sociedade do conhecimento. Um dos conceitos nucleares da pesquisa é o conceito de literacia, desenvolvido nos últimos anos sobretudo no âmbito de pesquisas de natureza extensiva dirigidas à avaliação das competências reais de leitura, escrita e cálculo da população adulta. Mais recentemente o conceito foi alargado de modo a assegurar outras competências consideradas fundamentais, ou chave, nas sociedades contemporâneas. Através da articulação com referências teóricas sobre as sociedades actuais, nas quais tem sido sublinhada a importância do conhecimento e da informação enquanto factores cada vez mais estruturantes da vida social, procura-se produzir novos contributos teóricos e analíticos neste domínio. A estratégia metodológica definida combina a análise quantitativa (através da exploração de bases de dados internacionais sobre literacia)...

Qualidade do trabalho e globalização: notas sobre os efeitos ambíguos da sociedade do conhecimento no mundo do trabalho

Barroso, M.
Fonte: Asociación Reconocer de Sevilla Publicador: Asociación Reconocer de Sevilla
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
95.79%
Neste artigo analisamos as principais transformações que a sociedade do conhecimento trouxe para a qualidade do trabalho. Passadas várias décadas sobre as primeiras previsões do que seriam os efeitos da globalização nos mercados de trabalho, propomos uma reflexão sobre a natureza ambígua dessas mudanças, com recurso à literatura existente nesta temática. Atendemos especificamente às transformações ocorridas no campo das qualificações, demonstrando como as expetativas de que o trabalho se tornaria mais satisfatório e compensador se concretizaram de forma fragmentada e polarizada, a par do surgimento de novos riscos, novas desigualdades e novas incertezas, que vieram reconfigurar o debate sobre a qualidade de vida no trabalho no mundo atual.

Interação universidade-empresa na sociedade do conhecimento: reflexões e realidade

Mota,Teresa Lenice Nogueira da Gama
Fonte: IBICT Publicador: IBICT
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1999 PT
Relevância na Pesquisa
95.79%
O presente trabalho pretende conduzir a uma reflexão sobre universidade-empresa, elemento vital na sociedade do conhecimento. Na introdução, são apresentadas as razões da importância desse processo de interação diante do novo paradigma tecnológico; conduz-se aos principais problemas da ciência e da tecnologia na América Latina com particular ênfase para a economia brasileira, tendo como pano de fundo a montagem de um sistema de inovação. Na seção 2, são analisados os principais mecanismos de interação existentes, suas vantagens e desvantagens. Finalmente, na seção 3, discorre-se sobre o papel dos agentes de interação nesse trabalho de interface, descrevendo-se o perfil adequado dos agentes e os conhecimentos que devem possuir, seja do ambiente universitário, seja do setor empresarial, sem perder de vista, é claro, os diversos modelos de desenvolvimento tecnológico. Nessa mesma seção, finaliza-se o trabalho com uma reflexão sobre o papel do Estado brasileiro como indutor do desenvolvimento tecnológico, inclusive no apoio às instituições de interface.

A sociedade do conhecimento e o acesso à informação: para que e para quem?

Carvalho,Isabel Cristina Louzada; Kaniski,Ana Lúcia
Fonte: IBICT Publicador: IBICT
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2000 PT
Relevância na Pesquisa
95.81%
Discute a crise dos paradigmas no contexto da sociedade industrial e as repercussões provocadas na sociedade do conhecimento, bem como a dicotomia que o conhecimento traz no seu bojo como fator de dominação e/ou de emancipação. Reconhece que os recursos das novas tecnologias potencializam o acesso e a disponibilização da informação. Conclui, destacando o papel das bibliotecas nesse cenário.

A política na sociedade do conhecimento

Aguiar,Odílio Alves
Fonte: Universidade Estadual Paulista, Departamento de Filosofia Publicador: Universidade Estadual Paulista, Departamento de Filosofia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2007 PT
Relevância na Pesquisa
95.85%
O artigo enseja discutir os dilemas e as possibilidades da política na atual configuração societária. Partiremos da definição de sociedade do conhecimento como sociedade em rede apresentada pelo sociólogo Manuel Castells e, em seguida, exporemos os conceitos arendtianos de totalitarismo e ação, importantes para uma reflexão sobre a política nos dias atuais. Abordaremos as implicações da questão judaica na teoria política arendtiana, na qual sobressai uma perspectiva agônica do poder, isto é, o poder não como lugar das forças anônimas, sistêmicas, reprodutoras do status quo, mas de fundação, resistência, civilidade e revelação dos homens como agentes. O pensamento de Hannah Arendt mostra-se fecundo para compreensão das vias de acesso às práticas que repõem, na sociedade do conhecimento, a política na sua significação original.

Gerenciamento do capital humano em bibliotecas ou centros de informação: desafio imposto pela sociedade do conhecimento

Oliveira,Angela Maria; Gomes Filho,Antonio Costa; Honesko,Astrid; Pereira,Edmeire C.
Fonte: Pontifícia Universidade Católica de Campinas Publicador: Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2000 PT
Relevância na Pesquisa
95.81%
Este artigo procura discutir aspectos relacionados ao capital humano atuante em bibliotecas ou centros de informação, analisando as habilidades gerais e especificas necessárias aos profissionais dos setores de Aquisição e Referência (inicio e fim do processo informacional). Propõe uma reflexão sobre o conceito de organizações do tipo “learning organizations". Conclui que a grande mudança de paradigmas da atualidade está no modelo menta! de seus gestores, dentro da ótica de lideres educadores. Eis um grande, senão, o maior de todos os desafios impostos peta sociedade do conhecimento.

A Sociedade do Conhecimento realmente existente na perspectiva do desenvolvimento desigual

Theis,Ivo Marcos
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Paraná Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Paraná
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2013 PT
Relevância na Pesquisa
105.96%
Tem sido afirmado, sobretudo, nos três últimos decênios, tanto na academia quanto em outros ambientes, que se vive numa sociedade do conhecimento. Esta seria amparada por uma nova economia, fundada no uso cada vez mais intensivo de informação e conhecimento. Mas, pode-se aceitar que se vive numa sociedade do conhecimento? Que uma nova economia, movida pela aceleração de ciência, tecnologia e inovação, dá sustentação a essa sociedade do conhecimento? Neste breve ensaio se pretende jogar luz sobre alguns aspectos que encobrem a noção de sociedade do conhecimento, visando-se um questionamento das bases sobre as quais essa sociedade do conhecimento poderia emergir. É possível que a sociedade atual seja uma na qual a informação, o conhecimento, a ciência, a tecnologia e a inovação tenham sua centralidade. Contudo, além da centralidade dessas dimensões, também é um traço dessa sociedade do conhecimento uma dinâmica cada vez mais favorável à busca de ganhos econômicos e ao enriquecimento dos estratos mais abastados da população em escala planetária, de modo que há problemas em se considerar que qualquer indivíduo pode ingressar no admirável mundo novo do conhecimento. Talvez, por se desprezar que ele é atravessado por múltiplas implicações econômicas...

Educação e informação na Sociedade do Conhecimento no século XXI: algumas considerações acerca dos mediadores da informação

Ramos, Clériston Ribeiro; Munhoz, Deise Parula; Munhoz, Andreia Parula; Wyse, Thiago Lopes da Silva; Piñeiro, Helena Maria da Silva
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande Publicador: Universidade Federal do Rio Grande
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
105.77%
Com o crescimento da quantidade de publicações, fez-se necessário o preparo de recursos humanos para fazer a mediação, que aqui conceituamos como “mediadores da informação”. Este texto se propõe discutir brevemente acerca dos mediadores da informação na sociedade do conhecimento, com foco na sua ação educativa na contemporaneidade. Foi realizada revisão de literatura sobre os temas concernentes. Este texto busca incitar o assunto, mas ainda há muitas nuances a serem discutidas, tendo em vista a atualidade dos conceitos abordados.

A gestão do conhecimento e a inovação tecnológica como fatores de sobrevivência e de competitividade na sociedade do conhecimento: uma análise exploratória das MPEs do Rio Grande do Norte

Régis, Josiana Florêncio Vieira
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção; Estratégia; Qualidade; Gestão Ambiental; Gestão da Produção e Operações Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção; Estratégia; Qualidade; Gestão Ambiental; Gestão da Produção e Operações
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
95.86%
The study examines the process of Knowledge Management and Technological Innovation in Small and Micro Enterprises (SME) in Rio Grande do Norte, Brazil, and proposes actions that can contribute to regional development and competitiveness of SME. Presents as technological innovation can help to make the SME entrepreneurial activities with innovative and competitive. Defines the phases and activities of the construction of knowledge in small organizations. Examines the process of Innovation, Research and Development (R & D) in SME. Identifies the use of knowledge management and technological innovation in management practices and social interaction to influence the competitiveness of SME. Covers the communities of practice as a diffuser of knowledge and learning. To obtain the data were used questionnaires with closed questions with multiple choice, direct observations and interviews with companies. The questionnaires and interviews covered the topics of Innovation, Knowledge Management and Competitive Intelligence on SME. The sample consisted of a total of 13 Small and Micro Enterprises Award winning MPE Brazil Competitiveness, sponsored by SEBRAE in the State of Rio Grande do Norte. The assessment questionnaires dealing with the Knowledge Management (KM Diagnostics - Model Bukowitz and Williams...

The Curriculum in Knowledge Society; El currículo en la sociedad del conocimiento; O currículo na sociedade do conhecimento

Parada-Trujillo, Abad Ernesto; Colegio Militar General Francisco de Paula Santander; Avendaño-Castro, William Rodrigo; Universidad Francisco de Paula Santander
Fonte: Universidad de la Sabana Publicador: Universidad de la Sabana
Tipo: Artigo de Revista Científica
SPA
Relevância na Pesquisa
95.88%
This study analyzes the concept of a curriculum and its relationship to what is knownas knowledge society, cultural reproduction and cognition. The theoretic concept ofa curriculum is framed, and its main role underlined: to reproduce culture as thebasis of cognition of individuals. The study analyzes the implications of a knowledgesociety as well as some of its characteristics in order to find a common ground betweencurriculum, culture and information society. Additionally, the study exploresthe principles and postulates of Reuven Feurenstein’s theory of structural cognitivemodifiability (SCM) and its impact on the principles of limiting the concept of curriculum.It concludes that a subject’s culture is the practical ground on which toconstruct cognitive processes founded on information. Knowledge society must offereducation the relevant context to which to adapt the curriculum in order to answerto today’s society and respond to the needs of students.; El siguiente artículo aborda el currículo desde el ámbito teórico y las relaciones de éste con la sociedad del conocimiento, la reproducción cultural y el campo cognitivo.  Se busca con éste documento hacer una delimitación teórica al concepto de currículo enfatizando en su objeto principal: la reproducción cultural de los individuos y la participación activa dentro de su entorno. Por otro lado...

SOCIEDADE DO CONHECIMENTO: A ESCOLA E O VERSO/REVERSO DOS DESAFIOS CONTEMPORÂNEOS / Knowledge society: the school and back/rev of contemporary challenges

Cezar Luiz De Mari; UFV
Fonte: Trabalho & Educação Publicador: Trabalho & Educação
Formato: application/pdf
Publicado em 29/03/2012 PT
Relevância na Pesquisa
95.86%
Buscamos analisar o fenômeno chamado sociedade do conhecimento e sua vinculação com a escola a partir de documentos e fontes bibliográficas. Compreendemos que a escola se constitui como instituição estratégia em cada sociedade na legitimação dos valores, símbolos e concepções consideradas válidas. De outra forma, a própria escola exerce um papel contraditório em absorver e universalizar interesses particulares como expressões sociais manifestadas neste estudo na sua relação com o ideário sociedade do conhecimento. Concluímos com a ideia de que a formação escolar não se resume à ampliação do acesso às TICs, e tampouco na absorção acrítica de ideários passageiros, mesmo que as tendências de cada período busquem enquadrá-la dentro do que compreendem como válido. Reafirmamos o trabalho como princípio educativo e como mediação da subjetividade e da objetividade social.

A sociedade do conhecimento e o humanismo | The knowledge society and humanism

Condé, Mauro Lúcio Leitão
Fonte: Ibict Publicador: Ibict
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 29/10/2015 POR
Relevância na Pesquisa
95.91%
RESUMO Este artigo aborda aspectos epistemológicos das relações entre ciência, tecnologia e humanismo na era da informação, aqui chamada de “sociedade do conhecimento”. Seu pressuposto fundamental é de que existe um desenvolvimento simultâneo entre conhecimento científico e tecnológico, por um lado, e humanismo, por outro. Contudo, essa relação não é paralela. O humanismo opera de modo transversal à ciência e à tecnologia. Na medida em que a ciência e a tecnologia não têm um valor em si, mas nos seus usos, elas podem tanto ser instrumentos que impeçam a autonomia humana quanto, ao contrário, facilitadoras dessa autonomia. Na sociedade do conhecimento, o desenvolvimento científico e tecnológico é “condição necessária” para a emergência do humanismo – ou pelo menos do tipo de humanismo aí engendrado –, mas não é “condição suficiente”. Este artigo procura, assim, mostrar que a simultaneidade e a transversalidade entre conhecimento e humanismo, nesse modelo de sociedade, sugerem que essa relação comporte necessariamente uma perspectiva epistemológica, isto é, existe uma pressuposição epistemológica na própria condição ética humana. Somos seres éticos porque conhecemos, ainda que o ato de conhecer não nos torne...

Bibliotecários e arquivistas: novos fazeres na sociedade do conhecimento

Cunha, Miriam Vieira da
Fonte: Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação e Biblioteconomia Publicador: Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação e Biblioteconomia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion;
Publicado em 18/01/2008
Relevância na Pesquisa
95.81%
Discute as funções do bibliotecário e do arquivista na sociedade do conhecimento. Faz uma reflexão sobre as mudanças do ambiente informacional, enfatizando as principais transformações dos fazeres dos profissionais da informação nesta realidade. Destaca, em particular, os avanços com relação à nova composição do campo informacional, a expansão dos espaços de atuação da área, a necessidade de parcerias com profissionais de outras áreas do conhecimento, as mudanças de enfoque no trabalho de mediação e a atuação destes profissionais no fluxo internacional de informação, entre outros. Acesso ao texto completo (PDF)

O existencialismo em Sartre: subjetividade e sociedade do conhecimento

Reginaldo, Thiago; Pereira, Maria Elivete da Silva
Fonte: Filosofia e Educação Publicador: Filosofia e Educação
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares; Pesquisa bibliográfica Formato: application/pdf
Publicado em 18/02/2015 POR
Relevância na Pesquisa
95.79%
Este artigo relaciona a teoria existencialista de Sartre com os aspectos atuais da sociedade do conhecimento atrelados à educação. Para tanto o ser é tomado a partir da sua (inter) subjetividade que se estabelece na relação consigo mesmo, com o outro e com o mundo. A partir da trama dessas relações o conhecimento disseminado passa a ser filtrado e orientado entre os sujeitos. Para que haja um resgate à subjetividade, autonomia da consciência humana assentada no desenvolvimento das capacidades cognitivas e afetivas de problematização e apreensão da realidade, no entanto, necessitará de uma formação global com participação crítica baseada na ação e compreensão no mundo.