Página 1 dos resultados de 506 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Sociabilidades dinásticas oitocentistas: o rei D. Fernando II (1816-1885) e a sua rede familiar europeia

Lopes, Maria Antónia
Fonte: CITCEM Publicador: CITCEM
Tipo: Parte de Livro
POR
Relevância na Pesquisa
37.17%
A partir das vivências do casal real D. Maria II de Bragança e D. Fernando de Saxe-Coburgo-Gotha, abordam-se as sociabilidades dinásticas europeias de meados de Oitocentos, envolvendo as famílias reinantes de Inglaterra, França, Bélgica, Brasil e Espanha e ducado de Saxe-Coburgo-Gotha

Envelhecimento e sociabilidades nos espaços da cidade: modos de romper a solidão

Galante, Marisa Cristina Dias dos Santos
Fonte: Repositório Científico Lusófona Publicador: Repositório Científico Lusófona
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
27.17%
A presente dissertação de mestrado é um estudo exploratório e compreensivo do fenómeno da solidão, que problematiza a relação entre o envelhecimento e as sociabilidades, em contextos actuais de vida de pessoas idosas a viver sós. Entende-se que a tentativa de definir solidão de forma única e definitiva é um risco onde se perdem os múltiplos rostos de significados, simbologias e vivências diversas das pessoas idosas. A solidão é um sentimento que se revela de forma diferenciada e única em cada pessoa, pelo que perceber a heterogeneidade do significado persegue a diversidade de formas de sentir e viver a solidão, bem como os diferentes modos de romper e de encontrar alternativas para ultrapassar a situação de isolamento. A investigação apresenta uma abordagem qualitativa e exploratória, concretizada sobretudo através da observação focalizada nos espaços de estar e conviver e na análise de histórias de vida narradas pelos próprios sujeitos entrevistados. A pesquisa empírica privilegiou o significado que oito pessoas idosas, residentes na cidade de Lisboa, Freguesia de Benfica, atribuem às suas situações de vida, aos contextos sociais e espaciais e às actividades que frequentam em ambientes institucionais. A solidão nas pessoas idosas é um fenómeno social das sociedades modernas que é sobretudo afectado pela ausência de convivialidades e sociabilidades. Através dos testemunhos obtidos constatou-se a importância que têm os espaços de lazer...

Entre o "movimento" e a "calmaria": os ritmos das sociabilidades dos jovens na praia de Flecheiras; Between the "movement" and the "calm": rhythms of youth sociability in Flecheiras beach

Sousa, Flávia Alves de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/10/2013 PT
Relevância na Pesquisa
27.17%
Esta tese se propõe a refletir sobre as experiências de sociabilidade dos jovens que vivem em uma pequena localidade litorânea em processo de urbanização, desencadeado principalmente pela inserção do turismo nos últimos anos. As mudanças que ocorrem no distrito de Flecheiras, localizado no município de Trairi, no estado do Ceará, compreendem a ampliação e reestruturação dos espaços de lazer, bem como às relacionadas aos aspectos socioespaciais, culturais e econômicos. A presença do outro, entre estrangeiros e brasileiros de outras regiões, representou a novidade e potencializou novos processos interativos, privilegiados nos momentos de lazer. A partir de várias estratégias metodológicas, com base na abordagem do estudo de caso, a pesquisa teve como objetivo compreender como essas mudanças alteram as sociabilidades dos jovens e como essas experiências se relacionam com outras dimensões de sua vida, uma vez que nesses momentos interativos são mobilizados conteúdos e formas diversos. O campo possibilitou pensar que as mudanças geraram novas formas de sociabilidades, manifestando tensões e conflitos entre esses jovens, observadas nas "relações jocosas" entre aqueles moradores do centro de Flecheiras e Barreiro e nas interações afetivas...

Sociabilidades em volta da mesa

Mascarenhas, Maria Paula de Vilhena
Fonte: Associação Portuguesa de Sociologia Publicador: Associação Portuguesa de Sociologia
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em /06/2012 POR
Relevância na Pesquisa
37.64%
Nesta comunicação, pretendemos apreender algumas formas diferenciadoras de sociabilidades alimentares, em Cascais, que se verificam à volta das refeições geridas por convites ou à volta de alimentos específicos. Concentrando-nos no conceito de “sociabilidade”, entendido como processos interativos em que os indivíduos escolhem as formas de comunicação e as trocas que os ligam aos outros, em contextos delimitados no espaço e no tempo. É em volta da mesa que estas sociabilidades se afirmam, teatralizando as normas e regras impostas pela “socialidade”. Inspirando-nos em Jean Pierre Poulain (2006), procuramos demonstrar qua as sociabilidades se diferenciam em função dos grupos sociais, dos espaços e das situações em que se desenrolam os encontros e as partilhas, em contextos sociais identificados, durante as refeições ou fora delas, revelando os impactos cristalizados de um universo sociocultural dos contextos que pesam sobre o ator social, quer ele tenha consciência disso ou não. Considerando as situações e o tipo de convite, destacamos três dimensões configuradoras de sociabilidades alimentares: a dimensão espaço-situacional, a dimensão qualitativa e a dimensão quantitativa. Os resultados deste estudo reforçam a relevância deste tipo específico das refeições enquanto espaço de sociabilidades. Foi ainda possível verificar...

Sociabilidades e espiritualidades na Idade Média: a historiografia portuguesa sobre os comportamentos religiosos dos leigos medievais

Rosa, Maria de Lurdes
Fonte: Centro de Estudos de História Religiosa - Universidade Católica Portuguesa Publicador: Centro de Estudos de História Religiosa - Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2009 POR
Relevância na Pesquisa
37.17%
O artigo tem como objectivo caracterizar os principais grupos temáticos da medievalística portuguesa sobre o tema “Sociabilidades e espiritualidades na Idade Média: comportamentos religiosos dos leigos medievais”, discutindo tanto o porquê da existência dos mesmos, como as suas forças e fraquezas. Ao mesmo tempo, procurar-se-á apresentar trabalhos em áreas similares, mas oriundos de outras historiografias, sugerindo formas de aproximação entre ambos. A ideia central do trabalho é que urge definir, na medievalística portuguesa, um inquérito específico sobre o tema, que conduza à interrogação das próprias fontes usadas – que, desde logo, raramente são produzidas pelos leigos –, ao estabelecimento de conceitos de análise correctos e à percepção global das funções sociais globais das várias partes que constituíam a religiosidade dos leigos.; This article seeks to characterise the main thematic groups in Medieval Portugal in accordance with the theme “Sociable and spiritual practices in the Middle Ages: medieval religious and lay behaviours” with discussion both as to the reasons for their existence and their strengths and weaknesses. Simultaneously, studies from related but different historiographic fields are presented...

A Irmandade do Santíssimo Sacramento de Caneças na transição da monarquia constitucional para a républica: impacte da revolução republicana nas sociabilidades religiosas

Morgado, Fátima Cristima Castelo
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
27.17%
Tese de mestrado, História Contemporânea, Universidade de Lisboa, Faculdade de Letras, 2013; O presente trabalho pretende estudar o impacte do confronto religioso provocado pela implantação da República na ação desempenhada pela Irmandade do Santíssimo Sacramento de Caneças para a salvaguarda e manutenção das sociabilidades religiosas da comunidade rural. Para o estudo de caso, analisa-se a influência dos normativos, designadamente da Lei da Separação do Estado das Igrejas, de 20 de Abril de 1911, na vitalidade da Irmandade. Pretende-se compreender a influência da Lei no reconhecimento legal da Irmandade e no encerramento da capela de S. Pedro de Caneças e apresentar a mobilização dos confrades e habitantes da povoação na defesa do livre exercício do culto público, num momento da história nacional em que se defendia a laicização da sociedade por se considerar que o catolicismo era um do fatores responsáveis pelo atraso do povo português. Neste contexto político e cultural, os fiéis defenderam a sua crença e as representações simbólicas associadas à mesma. A par da intervenção dos cidadãos em prol da sua religiosidade, constata-se ainda o seu envolvimento na vida política e cultural da comunidade. A religiosidade das populações corresponde à dimensão espiritual e cultural dos cidadãos e faz parte das vivências quotidianas em sociedade. A expressão coletiva das sociabilidades religiosas...

Solidão, a busca do outro na era do eu: estudo sobre sociabilidades na modernidade tardia

Teixeira, Elsa Guedes
Fonte: CIES-ISCTE / CELTA Publicador: CIES-ISCTE / CELTA
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2001 POR
Relevância na Pesquisa
27.17%
Este artigo insere-se no âmbito de um trabalho de investigação cujo pano de fundo foi o tema da solidão e das sociabilidades na viragem do século. O objecto de estudo consistiu na análise de três formas encontradas pelos actores sociais para comunicar: anúncios pessoais publicados numa revista, uma associação promotora de encontros entre pessoas livres e linhas telefónicas de ajuda. O quadro teórico foi problematizado em função da teoria de Giddens sobre a modernidade tardia, assim como da análise dos movimentos demográficos e das recomposições familiares, dando grande relevo à emancipação feminina nas relações entre os géneros e referindo a importância da relação pura (Giddens), do novo modelo de vida privada (Kaufmann) e do neotribalismo (Maffesoli).; This article forms part of a research project that was set against the backcloth of the theme of loneliness and sociabilities at the turn of the millennium. The object of the study was the analysis of three ways that social actors have discovered in order to communicate: personal ads published in a magazine, an association which organises encounters between unattached people and help lines. The theoretical framework was problematised according to Giddens’ theory of late modernity...

De Francine Benoît e algumas das suas redes de sociabilidade: Invisibilidades, género e sexualidade entre 1940 e 1960

Braga, Helena Margarida Lopes da Silva
Fonte: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa Publicador: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
27.17%
Dissertação apresentada para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Ciências Musicais; Da compositora, pedagoga e musicógrafa Francine Benoît (1896-1990), preocuparamme os silêncios, os não ditos. Esta dissertação propõe-se tecer algumas considerações sobre as suas redes de sociabilidades e analisar as negociações do silenciamento e da omissão da vida privada de Francine Benoît, focando-se nos anos entre 1940 e 1960. Apoiando-me em considerações sociológicas que abrangem desde Simmel a Goffman, Foucault, Bourdieu e Wiewiorka, mas também em estudos sobre as mulheres (Millett, Beauvoir, Pimentel, Tavares), estudos lésbicos (Castle, Klobucka) e na teoria queer (Butler, Preciado), explorei as ligações de Francine Benoît com outras mulheres, enquanto figura agregadora de redes de sociabilidades de intelectuais, baseando-me essencialmente nos seus registos epistolográficos e nos seus diários. As minhas considerações foram complementadas com uma análise da situação da mulher portuguesa durante o Estado Novo, tendo em conta os particularismos de Benoît, nomeadamente segundo o triângulo da diferença de Wiewiorka: identidade colectiva, indíviduo, sujeito, e as permanentes negociações entre os seus vértices (2002). Entendi-a como alvo de estigmatização e auto-estigmatização...

Sociabilidades políticas e relações de gênero: ritos domésticos e religiosos no Rio de Janeiro do século XIX

Costa,Suely Gomes
Fonte: Associação Nacional de História - ANPUH Publicador: Associação Nacional de História - ANPUH
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2007 PT
Relevância na Pesquisa
37.17%
Este artigo, com base em fontes diversas, especialmente textos literários e relatos de viagens, analisa ritos doméstico-religiosos tais como o batismo de escravos em igrejas de negros e a educação religiosa dos mestres de reza, dentre outros, no Rio de Janeiro do século XIX, como expressão de sociabilidades políticas. Propõe-se a analisar padrões de domesticidade e intimidade em processos de longa duração histórica, admitindo-os como indissociáveis das relações de gênero, bem como suas interseções com outras relações sociais (classe/raça/etnia/geração).

Sociabilidades familiares e liberdade: relações interpessoais no pós-abolição

Palma,Rogério da; Truzzi,Oswaldo
Fonte: Universidade Federal da Bahia - Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas - Centro de Recursos Humanos Publicador: Universidade Federal da Bahia - Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas - Centro de Recursos Humanos
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 PT
Relevância na Pesquisa
27.17%
De acordo com a historiografia sobre o fim do escravismo, os vínculos sociais constituídos ainda no cativeiro foram essenciais para os libertos na construção da trajetória que levava da escravidão à liberdade. Tomando como foco o município de São Carlos, o artigo analisa as tensões presentes nas relações interpessoais tecidas entre negros, de um lado, e fazendeiros e pequenos proprietários rurais, do outro, durante o período pós-emancipação. Por meio da leitura de dois inquéritos policiais da época, percebeu-se que os códigos morais orientadores dessas sociabilidades eram (re) construídos, por parte dos afro-brasileiros, a partir da articulação de duas experiências vivenciadas: a migração interna de escravos, ocorrida durante as últimas décadas da escravidão, e o processo de redefinição de determinadas hierarquias sociais firmado no período pós-abolição. Esses códigos morais, por sua vez, acabavam por delimitar uma visão específica acerca das sociabilidades familiares.

Isolamento social, sociabilidades e redes sociais de cuidados

Cavaliere,Ivonete Alves de Lima; Costa,Suely Gomes
Fonte: IMS-UERJ Publicador: IMS-UERJ
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
27.17%
Este trabalho examina, em caráter exploratório, experiências de isolamento social vividas por indivíduos portadores de hanseníase, internados na ex-colônia Tavares de Macedo, em Itaboraí, onde foram mantidas da década de 1930 até os dias de hoje, para problematizar noções sobre segregação e discriminação social presentes nesse meio. Para tanto, examina sociabilidades e redes sociais de cuidados estabelecidas na vida em comum nessa "ex-colônia de leprosos", quase sempre como alternativas às condições oferecidas pelos sistemas públicos de proteção social. Faz isso com base em narrativas de alguns desses sujeitos, vistos em suas diferenças - nas interseções das relações por sexos, classes, raças/etnias, gerações, e também por religiões e graus de escolaridade. Recorre à história oral, modo de oferecer novas interpretações qualitativas de processos histórico-sociais evidenciados nessas sociabilidades e redes, nem sempre visíveis como formas singulares de proteção social da vida em comum.

Sociabilidades, espaço público e cultura : usos contemporâneos do patrimônio na cidade de João Pessoa

Baracuhy Cavalcanti Scocuglia, Jovanka; Augusto Souto Maior Fontes, Breno (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.34%
Esta tese analisa as interações sociais constituintes e resultantes das práticas culturais e sociais que se desenvolvem nas áreas de revitalização urbana, bem como a dinâmica da relação entre as políticas de gentrification e as práticas de preservação no Brasil, tendo como referencial empírico a revitalização do centro histórico da cidade de João Pessoa. A premissa central refere-se à possibilidade de que estes espaços componham lugares públicos cujas interações, apesar de baseadas no consumo e nos interesses de grupos específicos, também expressam sociabilidades e a construção de espaços a partir dos quais se podem conquistar direitos culturais e sociais. O argumento deste estudo desenvolve-se no sentido de mostrar a existência de formas de interação social e propostas concretas por parte dos sujeitos e dos grupos voltados para o envolvimento e o interesse coletivos. O trabalho concentra-se nas formas de uso e de participação ligadas às disputas por reconhecimento político e visibilidade pública associadas à memória da cidade e ao seu patrimônio cultural. Os usos e as participações (associações/dissociações, aproximações e afastamentos) foram identificados e analisados a partir da pesquisa com questionários e entrevistas...

Base do negócio é a confiança : formação de sociabilidades e vínculos mercantís no Mercado do Produtor de Juazeiro/BA, A

Christina Freire Barbosa, Anna; Salete Barbosa Cavalcanti, Josefa (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.34%
A dissertação consiste em um estudo de caso sobre como se organizam as interações sociais voltadas para o trabalho, no espaço de comercialização de bens alimentícios. Discute elementos conceituais referentes à formação de sociabilidades e estruturação dos vínculos mercantis na sociedade. Tem como objeto aspectos das sociabilidades do trabalho no mercado de produtos agrícolas do pólo Juazeiro/Petrolina, submédio do Vale do São Francisco, especificamente no Mercado do Produtor de Juazeiro/BA. Tomando como referência as categorias reflexividade, risco e confiança, enquanto parte da condição dos sujeitos na pós-modernidade, procura demonstrar como as relações mercantis, de natureza concorrencial, estão permeadas de formação de laços que transcendem o cálculo, como motivadores da ação dos sujeitos. Analisa, com base em observação direta e de conteúdo do discurso de entrevistas em profundidade, a constituição dos vínculos sociais no trabalho, através de uma aproximação etnográfica, a partir de levantamento de campo realizado no período de fevereiro a junho de 2003

Fissuras no ordenamento: sociabilidades, fluxos e percalços na casa de detenção do Recife

Britto, Aurélio de Moura; Barbosa, Maria do Socorro Ferraz (Orientadora)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Dissertação
BR
Relevância na Pesquisa
37.17%
Este trabalho se insere no conjunto de pesquisas acerca dos estabelecimentos prisionais existentes no Brasil na vigência do regime imperial. Tem por desígnio examinar as interações erigidas entre os segmentos populares da cidade e a Casa de Detenção do Recife. Deste modo, tenciona dimensionar as formas e implicações desta relação para o funcionamento institucional, bem como, os aprendizados elaborados por esses indivíduos a partir de suas convivências com esta instituição. Quitandeiras, “prostitutas”, negociantes, “gatunos”, entre outros, adentravam os muros da instituição a fim de ofertar seus produtos e serviços aos detentos, afinal, a implantação das oficinas de trabalho coletivo realizadas na gestão do administrador Augusto Rufino de Almeida possibilitou aos detentos angariar algum provento e fomentou o recrudescimento de práticas comerciais que perpassavam os muros do estabelecimento prisional. Além disso, a possibilidade de alguns detentos saírem da prisão por intermédio dos trabalhos públicos ou o serviço de faxina da instituição concorreu para que se tornassem figuras rotineiras no cotidiano da cidade, inclusive, como frequentadores nos locais de sociabilidades populares nos oitocentos, como as tabernas. Esses indivíduos que emergem na documentação perscrutada como fonte de distúrbios e desmandos urdiram frestas e porosidades naqueles altos e imponentes muros...

A vida condominial e as sociabilidades: estudo de caso do PAR Quer??ncia, Pelotas, RS. 2008. 103f. Disserta????o (Mestrado) Programa de P??s-gradua????o em Ci??ncias Sociais. Universidade Federal de Pelotas, Pelotas

CHAIGAR, Silvio Frederico da Silva
Fonte: Universidade Federal de Pelotas; Ci??ncias Huamnas; Programa de P??s-Gradua????o em Ci??ncias Sociais; UFPel; BR Publicador: Universidade Federal de Pelotas; Ci??ncias Huamnas; Programa de P??s-Gradua????o em Ci??ncias Sociais; UFPel; BR
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
27.17%
Morar em condom??nio tornou-se extremamente urbano e contempor??neo. Isto porque o condom??nio consegue abarcar, ao mesmo tempo, os pressupostos da racionalidade e do culturalismo. Racionalidade, enquanto possibilidade do uso intensivo de t??cnicas projetuais, construtivas e de gest??o determinadamente dirigidas a um padr??o espec??fico de habitat. Culturalismo, no sentido de se reproduzir ante aos olhos dos diferentes segmentos da sociedade como um aparato de servi??os b??sico e ambi??ncia controlados. Desse modo, desvelar como se d?? a apropria????o dos espa??os de uso coletivo por moradores de condom??nios habitacionais , al??m de prestar um esclarecimento sociol??gico quanto ??s novas formas sociabilidades, que se formam a partir desse novo modo de morar, atende tamb??m o requisito atual da avalia????o de pol??ticas p??blicas habitacionais que, na cidade de Pelotas-RS, ganhou destaque atrav??s da ado????o em grande escala do Programa de Arrendamento Residencial PAR. O trabalho analisa a rela????o dos moradores com as caracter??sticas dos espa??os abertos e de uso comum, produzidos no interior de um condom??nio habitacional e, tamb??m, como se processa a rela????o entre os cond??minos, focalizando com destaque o uso e a apropria????o desses espa??os. O condom??nio estudado - Condom??nio Residencial Quer??ncia - tornou-se objeto de an??lise...

Cidade e sociabilidades (Principe, Rio Grande do Norte seculo XIX)

Medeiros Neta, Olivia Morais de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Educação; Educação Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Educação; Educação
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.64%
Dans ce travail qui a comme thématique ville et éducabilité et comme objet les pédagogies de la ville de Príncipe au XIXème siècle, nous avons pour objectif de problématiser comment la relation entre la ville et les sociabilités constituent les éducabilités dans cette ville de Príncipe au XIXème siècle, à partir d'espaces de propagation d énoncés pédagogiques. Ainsi, nous proposons la thèse qu il existe une pédagogie de la ville de Príncipe au XIXème siècle, vu que le modus vivendi de celle-ci est lié à des sociabilités de diverses instances, la constituant comme investie d'une orientation pédagogique et l'habitant de la cité comme formé dans et par des sociabilités. Le corpus de documents de l'étude de la pédagogie de la ville se compose de sources distinctes et suffisantes. Elles sont: ecclésiastiques, politico-administratives, notariales et judiciaires. Pour l'analyse et l'interprétation de ces sources, l'étude s'est basée sur la méthode indiciaire, permettant de considérer les détails et la conciliation entre la rationalité et la sensibilité. Ce travail s'inscrit dans la dimension de l'histoire culturelle ici entreprise, de conformité avec Roger Chartier et Peter Burke en tant qu étude des processus avec lesquels se construisent des sens...

Prejudice and discrimination beyond the classroom: sociability and Youth culture in the school environment; Preconceito e discriminação para além das salas de aula: sociabilidades e cultura juvenil no ambiente escolar

Coelho, Wilma de Nazaré Baía; Coelho, Mauro Cezar
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Estudos Brasileiros Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Estudos Brasileiros
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 13/11/2015 POR
Relevância na Pesquisa
37.34%
This article analyzes the engendered and lived youth sociabilities in the school environment. Through them, we question the way in which youth culture is related to the school and also how they deal with prejudice and discrimination. We argue that the school is an important space for sociability in youth culture. It is where significant part of social relations takes place. Nevertheless, this important dimension of the formation process is not an object of pedagogical intervention. The perceived sociabilities incorporate a meaningful discriminatory constituent based on color, race, gender and religious affiliation prejudice. Practiced in classrooms, hallways, courtyards and school courts, they are not object of educational action but in borderline cases, subject to punishment.; O presente artigo analisa as sociabilidades juvenis engendradas e vividas no ambiente escolar. Por meio delas, problematizamos o modo pelo qual a cultura juvenil se relaciona com a Escola e, também, como elas lidam com o preconceito e a discriminação. Argumentamos, nesse sentido, que a Escola constitui um importante espaço de sociabilidade na cultura juvenil. É nela que parte significativa das relações sociais se efetiva. Não obstante, essa dimensão importantíssima do processo de formação não é objeto de intervenção pedagógica. As sociabilidades observadas incorporam um significativo componente discriminatório...

The Portuguese Misericórdias as places of socialisation in the 18th century; AS MISERICÓRDIAS PORTUGUESAS ENQUANTO PALCOS DE SOCIABILIDADES NO SÉCULO XVIII

Araújo, Maria Marta Lobo de
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 17/05/2007 POR
Relevância na Pesquisa
37.17%
This paper aims to study the Misericórdias as places of socialisation inthe eighteenth century Portugal, focusing on the moments of gathering between brothers and between brothers and the community. I have chosen three particular moments: the elections, the Holy Week ceremonies and the funerals, and analysed the social relations promoted by the Misericórdias in each one of them. The spaces of sociability created by these confraternities (the Misericórdias), apart from reinforcing its members’ identity, promotedthe group’s cohesion and enhanced the institution.; O presente trabalho estuda as Misericórdias enquanto palcos desociabilidades no século XVIII, destacando os momentos de encontro e de convivialidade entre os irmãos e entre estes e a comunidade.Escolhemos três momentos: as eleições, as cerimónias da semana santa e os enterros e analisamos as sociabilidades criadas pelas Misericórdias em cada um deles. Os espaços de sociabilidade criados por estas confrarias, além de reforçarem a identidade de cada um dos seus membros, fomentavam a coesão de grupo e engrandeciam a instituição promotora.

Sujeito Idoso na Sociedade Pós-Moderna: Sociabilidades Possíveis doi: 10.5007/1984-8951.2010v11n99p54; Elderly Citizen in the Post- Modern Society: Possible Sociabilities doi: 10.5007/1984-8951.2010v11n99p54

Garces, Solange Beatriz Billig; UNICRUZ - Universidade de Cruz Alta
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Revisão de Literatura; Formato: application/pdf
Publicado em 25/11/2010 POR
Relevância na Pesquisa
37.17%
O envelhecimento é um processo presente na sociedade atual e o idoso surge como uma demanda coletiva contemporânea. Este encontra uma sociedade diferente daquela em que nasceu. Os antigos sistemas sociais baseados em estruturas sociais perdem forças para uma nova organização social, não mais baseada em status e papéis sociais dos seus indivíduos, mas em função de subjetividades, de pensamentos e ações  que os  transformem em atores sociais. Sua subjetividade se manifesta, quando este tem a capacidade de nomear, ou seja, quando apresenta narrativas que o emancipem. Buscou-se fundamentação em Honneth; Touraine; Habermas; Huyssen; Beyme; Aronowitz; Laclau; Mouffe; Bell e Heller. O artigo se alinhava a partir da conceituação que os teóricos trazem sobre pós-modernidade e as sociabilidades possíveis; do esclarecimento sobre as mudanças demográficas e as principais subordinações que o processo de envelhecimento engendra e reflete sobre a subjetividade do idoso e suas ações culturais e políticas  na pós-modernidade.; Aging is a growing process in the nowadays society and the elderly arise as a collective contemporaneous demand. They find a society different from that when they were born. The ancient social system based on social structures loose strength for a new social organization...

Sociabilidades numa pequena cidade portuária do sudoeste africano (1884-1914)

Correa, Silvio Marcus de Souza
Fonte: Universidade Estadual de Campinas Publicador: Universidade Estadual de Campinas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Avaliado pelos pares Formato: application/pdf
Publicado em 01/04/2013 POR
Relevância na Pesquisa
37.45%
Algumas formas de sociabilidade da Europa fin-de-siècle tiveram suas similares nas colônias do além-mar. Durante o colonialismo alemão na África, a vida associativa garantiu a reprodução das sociabilidades em diferentes núcleos coloniais, principalmente cidades portuárias. Lüderitzbucht foi o primeiro porto da colônia alemã do sudoeste africano (atual Namíbia) e, por conseguinte, um dos primeiros lugares na África de emulação das sociabilidades urbanas do Segundo Império Alemão (1871-1918). A partir da análise de jornais da imprensa colonial em língua alemã, o presente artigo trata das sociabilidades numa pequena cidade portuária do sudoeste africano desde a sua incorporação ao império alemão em 1884 até a ocupação britânica em 1914.