Página 1 dos resultados de 58 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

Avaliação dos arcos dentais e das estruturas miofuncionais orais, em função do uso e tipo de chupeta, em crianças com dentição decídua completa.; Evaluation of the dental arches and myofunctional oral structures in children with complete primary dentition, according to pacifier use and type.

Zardetto, Cristina Giovannetti Del Conte
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/10/2000 PT
Relevância na Pesquisa
17.32%
Neste estudo avaliou-se as características dos arcos dentais e das estruturas miofuncionais orais de 61 crianças na faixa etária de 36 a 60 meses que apresentavam hábito de sucção de chupeta ou não, e a relação entre o uso e tipo de chupeta com diversos aspectos comportamentais da mãe, grau de escolaridade materna e renda familiar. Estes últimos três aspectos foram avaliados por meio de questionário distribuído à s mães, e as características dos arco dentais e das estruturas miofuncionais orais por meio de exame clínico. As crianças foram dividas em três grupos conforme o uso e tipo de chupeta: 1. grupo que nunca sugou chupeta, 2. grupo que sugava somente a chupeta anatômica (ortodôntica) e, 3. grupo que sugava somente a chupeta convencional. Não foi encontrada associação estatisticamente significante entre o uso da chupeta e o sexo e número de irmãos da criança, renda familiar e grau de estudo formal da mãe. Verificou-se que o período de aleitamento materno menor e o fato de ter tido uma ou mais chupetas já no enxoval do bebê, favoreceram o uso da chupeta. Não foi encontrada relação estatisticamente significante entre o tipo de arco dental, relação terminal dos segundos molares decíduos, linha média e espaço primata entre os três grupos avaliados. Notou-se que a relação canina Classe II foi significantemente maior nas crianças que sugavam chupeta do que naquelas que não tinham este hábito. Constatou-se que tanto a chupeta anatômica como a convencional...

Mensuração da sobressaliência incisal e dos diastemas em potros (Equus caballus); Measurements of incisor overjet and diastemas in foals (Equus caballus)

Omura, Carla Michel
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 01/07/2003 PT
Relevância na Pesquisa
28%
Este trabalho teve como objetivo principal o estudo das maloclusões dos dentes incisivos em potros da raça Quarto de Milha, incluindo a revisão de literatura dos conceitos de oclusão, maloclusão, braquignatismo, prognatismo, sobressaliência e sobremordida. Objetivou-se determinar a prevalência de sobressaliências e analisar os resultados de acordo com idade, sexo e linhagem, assim como desenvolver técnicas simples de mensurações destas sobressaliências e dos diastemas, que pudessem ser aplicadas a campo e utilizadas para acompanhamento do crescimento das regiões rostrais de maxila e da mandíbula de potros. Foram utilizados 51 potros da raça Quarto de Milha, entre quatro e sete meses de idade. Resultados: a prevalência de lesões de sobressaliência foi de 50,98%. Dentre os animais afetados, 61,54% eram fêmeas e 38,46%, machos. Os potros de linhagem de conformação apresentaram maior prevalência de sobressaliência, pois dos 26 potros afetados, 50% eram desta linhagem. Foi observado que em 100% dos potros examinados, houve diferença entre as medidas dos diastemas superiores e inferiores. Pareceu haver um pico de crescimento uniforme dos diastemas entre quatro e cinco meses de idade, e a partir de cinco meses, as diferenças entre os diastemas superiores e inferiores aumentou gradativamente. Entre os potros de quatro meses...

"Avaliação oclusal e miofuncional oral em crianças com dentição decídua completa e mordida aberta anterior antes e após remoção do hábito de sucção de chupeta" ; Occlusal and oral myofunctional evaluation in children with complete primary dentition and anterior open bite before and after removal of pacifier sucking habit.

Verrastro, Anna Paula
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 11/01/2006 PT
Relevância na Pesquisa
18%
O objetivo deste estudo foi avaliar características oclusais e miofuncionais orais em crianças entre 3 e 5 anos de idade, com mordida aberta anterior e também verificar o comportamento dessas características após remoção do hábito de sucção de chupeta. Participaram 69 crianças, 34 com oclusão normal (Grupo Controle) e 35 com mordida aberta anterior (Grupo Mordida Aberta). No Grupo Mordida Aberta, a média da mordida aberta anterior foi 2,96 mm, da sobressaliência foi 4,1 mm e da distância intercanina superior foi 28,7 mm. No Grupo Controle, a média da sobressaliência foi 2,6 mm e a da distância intercanina superior foi 30,3 mm. A média da sobressaliência foi maior (p=0,001) e a média da distância intercanina superior foi menor (p<0,001) no Grupo Mordida Aberta que no Controle. O número de crianças com relação canina classe II foi maior no Grupo Mordida Aberta que no Controle (p<0,001). A análise de regressão logística univariada mostrou que maior sobressaliência, menor distância intercanina superior e relação canina classe II coexistiram com a mordida aberta anterior. No Grupo Mordida Aberta, o número de crianças com postura de lábios entreabertos em repouso (60,0%), alteração no tônus labial (68...

Influência da intrusão combinada à retração anterior sobre o grau de reabsorção apical conseqüente à movimentação dentária induzida; Influence of intrusion combined to anterior retraction in apical resorption degree consequent to induced dental movement

Tibola, Douglas
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/01/2007 PT
Relevância na Pesquisa
17.66%
O objetivo deste estudo foi avaliar a influência da força de intrusão na ocorrência da reabsorção radicular dos incisivos superiores, de pacientes tratados com extrações de pré-molares. Para tanto, foram selecionados 56 pacientes com sobressaliência acentuada, tratados com extrações pela técnica Edgewise simplificada, sendo que metade deles apresentava concomitantemente sobremordida profunda, corrigida com arcos de nivelamento incorporando acentuação e reversão da curva de Spee, sendo este último denominado Grupo 1. Essa amostra foi obtida no arquivo da disciplina de Ortodontia da Faculdade de Odontologia de Bauru - USP, sendo que o Grupo 1 possuía 28 pacientes com sobremordida e sobressaliência acentuadas com médias de 4,78 ± 1,18 mm e 6,48 ± 2,52 mm, respectivamente, apresentando idade média de 13,41 ± 2,38 anos. O Grupo 2 contava também com 28 pacientes apenas com a sobressaliência acentuada, com média de 5,67 ± 2,73 mm, sobremordida normal, com média de 1,12 ± 0,97 mm e apresentando idade média de 13,27 ± 1,85 anos, ao início do tratamento. Utilizaram-se radiografias periapicais pré e pós-tratamento para avaliar o grau de reabsorção radicular classificando-a nos escores de Malmgren, e comparou-se entre os dois grupos pelo teste Mann-Whitney. Além disso...

Parâmetros faciais e dentários de referência para indicação do tratamento ortodôntico-cirúrgico em pacientes com deformidades dentofaciais padrão II; Facial and dental parameters of reference used to indicate orthodonticsurgical treatment to patients with Class II dentofacial deformities

Reis, Silvia Augusta Braga
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/06/2008 PT
Relevância na Pesquisa
17.86%
O objetivo do presente estudo foi determinar os parâmetros morfológicos, faciais e dentários, que devem ser utilizados como referência pelo profissional, ortodontista e cirurgião, para indicação do tratamento ortodôntico-cirúrgico em pacientes com deformidades dentofaciais do Padrão II. Foram selecionados 40 pacientes brasileiros, com crescimento finalizado, 26 do gênero feminino e 14 do masculino, com ângulo de convexidade facial maior que 12º e exposição gengival no sorriso igual ou menor a 3 mm. Foram excluídos os indivíduos xantodermas e melanodermas ou aqueles que já se submeteram a qualquer cirurgia facial. Foram obtidas fotografias extrabucais de frente, de perfil e do sorriso, fotografias intrabucais frontal e laterais direita e esquerda, modelos de gesso e telerradiografias do perfil facial de todos os pacientes. Toda essa documentação foi digitalizada e os arquivos enviados para 30 professores de cursos de Pós-graduação em Ortodontia. Os avaliadores foram solicitados a determinar, em uma lista de fatores relacionados ao diagnóstico ortodôntico, os que eles consideravam de extrema, moderada ou pequena/nenhuma importância na indicação da cirurgia ortognática. Posteriormente, deveriam avaliar os arquivos com as documentações ortodônticas para classificar a estética facial (agradável; aceitável; desagradável) e a melhor opção de tratamento (tratamento ortodôntico compensatório; tratamento ortodôntico-cirúrgico; nenhum tratamento) para cada paciente da amostra. Foram obtidas as medidas das variáveis da análise facial numérica do perfil nas fotografias do perfil facial...

Associação entre os hábitos de sucção nutritiva e não nutritiva e as características oclusais e miofuncionais orais em crianças com dentição decídua; Association between nutritive and non nutritive sucking habits and occlusal and oral myofunctional characteristics in children with primary dentition

Verrastro, Anna Paula
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 13/10/2008 PT
Relevância na Pesquisa
17.66%
O objetivo deste estudo foi avaliar a associação entre os hábitos de sucção nutritiva e não nutritiva e as características oclusais e miofuncionais orais em crianças com dentição decídua. Trata-se de um estudo transversal, realizado com 226 crianças entre 3 e 5 anos que procuraram atendimento na triagem realizada pela Disciplina de Odontopediatria da FOUSP, em 2007 e 2008. Os responsáveis responderam a um questionário contendo perguntas acerca dos hábitos orais das crianças. As crianças foram submetidas à exame clínico para avaliação oclusal (mordida aberta anterior, relação canina, mordida cruzada posterior e sobressaliência) e para avaliação miofuncional oral (postura de lábios e língua em repouso, ocorrência de interposição lingual anterior, pressionamento dental e participação de musculatura perioral durante a deglutição, fala e ocorrência de interposição lingual anterior durante a fala), conduzidos, respectivamente por uma dentista e uma fonoaudióloga. Utilizou-se a Regressão de Poisson para análise estatística. Não houve associação entre os hábitos de sucção nutritiva e a presença de maloclusões e alterações miofuncionais orais. O hábito de sucção de chupeta até os 2 anos de idade já esteve associado com a presença de mordida aberta anterior (RP=3...

Estabilidade do fechamento dos diastemas interincisivos superiores, tratados na fase de dentadura permanente; Postretention stability after orthodontic closure of anterior maxillary diastemas

Morais, Juliana Fernandes de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/02/2009 PT
Relevância na Pesquisa
17.66%
O objetivo deste estudo foi avaliar a estabilidade do fechamento dos diastemas interincisivos superiores, verificando sua correlacao com a largura inicial desses espacos, a sobressaliencia, a sobremordida e o paralelismo de raizes. A amostra foi composta por 30 pacientes com pelo menos um diastema, com largura minima de 0,77mm e media do somatorio dos tres diastemas interincisivos de 2,64mm (DP = 1,46; minimo= 0,77; maximo= 8,04). Todos os pacientes apresentavam os caninos superiores permanentes com, no minimo, a metade da coroa intrabucal. As mensuracoes foram realizadas em modelos de estudo (largura dos diastemas, sobressaliencia e sobremordida) e radiografias panorâmicas (paralelismo de raizes), obtidos nos estagios pre-tratamento, final de tratamento e, pelo menos, 2,4 anos pos-tratamento. Os resultados da analise de variancia para medidas repetidas demonstraram que a recidiva do diastema mediano foi significante (media= 0,45mm, DP= 0,66), mas foi estatisticamente menor do que sua largura inicial, e os diastemas entre os incisivos centrais e laterais permaneceram fechados, na maioria dos casos. Ocorreu recidiva do diastema mediano em 18 pacientes (60% da amostra) e 19 pacientes apresentaram reabertura de pelo menos um dos diastemas interincisivos. De acordo com a analise de regressao multipla...

Estudo comparativo cefalométrico das más oclusões de Classe II, divisão 1, completas, com sobressaliências normal e acentuada; Comparative cephalometric evaluation of complete Class II division 1 malocclusions with normal and increased overjet

Canuto, Luiz Filiphe Gonçalves
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 02/12/2009 PT
Relevância na Pesquisa
17.86%
O presente estudo objetivou comparar, por meio de uma análise retrospectiva, as características cefalométricas de pacientes leucodermas portadores de má oclusão de Classe II, divisão 1, completa, bilateral, apresentando trespasse horizontal normal ou acentuado. A amostra consistiu-se da documentação ortodôntica inicial de 80 jovens brasileiros de ambos os gêneros, avaliados por meio de telerradiografias em norma lateral. A amostra total foi dividida em dois grupos de acordo com o a quantidade de sobressaliência inicial: Grupo 1 (sobressaliência normal) constituído por 40 pacientes (17 do gênero feminino e 23 do gênero masculino), com idade inicial média de 13,89 anos (d.p. = ±2,38), apresentando má oclusão de Classe II, divisão 1, de Angle, completa, e trespasse horizontal positivo menor que 3 mm. Grupo 2 (sobressaliência acentuada) apresentando 40 pacientes (21 do gênero feminino e do 19 gênero masculino), com idade inicial de 13,54 anos (d.p. = ±2,11 anos), apresentando má oclusão de Classe II, divisão 1 de Angle, completa e trespasse horizontal maior que 5mm. Os valores das variáveis cefalométricas obtidas para os dois grupos foram agrupados por componentes e comparados pelo teste t independente. Os resultados evidenciaram que...

Avaliação da correlação da recidiva da sobressaliência e da sobremordida com a recidiva do apinhamento anterior em casos tratados com extrações; Evaluation of the correlation of the overjet and overbite relapse with the relapse of anterior crowding in extraction cases

Oliveira, Ricardo Cesar Gobbi de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 02/03/2011 PT
Relevância na Pesquisa
27.86%
Tendo em vista a imprevisibilidade da estabilidade oclusal pós correção ortodôntica, este estudo objetivou correlacionar a recidiva da sobremordida e da sobressaliência com a recidiva do apinhamento ântero-superior e ântero-inferior, em casos com má oclusão de Classe I e Classe II de Angle, tratados ortodonticamente com extração de 4 pré-molares, tratados pela técnica Edgewise. Para isso, foram selecionados 40 pacientes (20 do gênero feminino e 20 do gênero masculino), 25 pacientes portadores de má oclusão de Classe I e 15 de Classe II de Angle, com idade média inicial de 13,01 anos, que foram tratados por um tempo médio de 2,15 anos, e avaliados na fase pós-contenção após um período médio de 5,43 anos. Todos os pacientes apresentavam pelo menos 3 mm de sobremordida e 4mm de sobressaliência ao início do tratamento ortodôntico. Foram utilizados os modelos de gesso das fases do início do tratamento (T1), final de tratamento (T2) e da fase pós-contenção, em média 5 anos após o término do tratamento (T3) de todos os casos selecionados para que fossem quantificadas as recidivas dessas duas variáveis, assim como a recidiva do apinhamento anterior. Utilizou-se a análise de variância a um critério de seleção...

Avaliação da correlação da recidiva da sobremordida e da sobressaliência com a recidiva do apinhamento anterior em casos tratados sem extrações; Evaluation of the correlation of the relapse of overbite and overjet with the relapse of anterior crowding in cases treated nonextraction

Oliveira, Renata Cristina Gobbi de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/06/2011 PT
Relevância na Pesquisa
38.23%
O presente estudo retrospectivo objetivou correlacionar a recidiva da sobremordida e da sobressaliência com a recidiva do apinhamento dos incisivos ântero-superiores e ântero-inferiores. A amostra consistiu de 34 pacientes (17 de cada gênero),apresentando más oclusões iniciais de Classe I e II,tratados sem extração e mecânica Edgewise.O tempo médio de duração do tratamento foi de 2,19 anos e os tempos de contenção e pós-contenção foram de 1,46 e 5,31 anos respectivamente. Todos os pacientes apresentavam, pelo menos, 3 mm de sobremordida e 4 mm de sobressaliência e apinhamento superior e inferior, de suave a severo. Foram medidos nos modelos de estudo das fases pré (T1), pós-tratamento (T2) e pós-contenção (T3) a sobremordida, a sobressaliência e o índice de irregularidade de Little superior e inferior. Após a obtenção dos dados, passou-se à análise estatística. A comparação intergrupos foi realizada por meio do teste t independente. Os testes ANOVA e Tukey foram apl icados para verificar se houve recidiva da sobremordida, da sobressaliência e dos apinhamentos ântero-superior e ântero-inferior. Para verificação da presença de correlação entre a recidiva da sobremordida, da sobressaliência e do apinhamento anterior...

Avaliação das relações interdentárias na posição de relação cêntrica e em máxima intercuspidação habitual em modelos montados em articulador; Dental interarch relationship evaluation in centric relation and maximum intercuspation in articulator mounted models

Weffort, Soo Young Kim
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2012 PT
Relevância na Pesquisa
17.66%
A avaliação de modelos em gesso das arcadas dentárias montados em articulador na posição de RC (relação cêntrica), revela importantes detalhes muitas vezes não observados nos modelos de estudo ortodônticos tradicionais. O objetivo do presente estudo foi o de verificar possíveis diferenças entre RC e MIH (máxima intercuspidação habitual), em grupos sintomático e assintomático, avaliando-se as seguintes características oclusais: sobremordida, sobressaliência, desvio de linha média dentária inferior, classificação de Angle para molares e de caninos. A amostra foi composta por 77 participantes, de 19 a 30 anos, não desprogramados, divididos em um grupo sintomático, sendo 15 do gênero masculino e 20 do feminino, com média de idade de 22,8 anos, e outro, assintomático, de 42 indivíduos sendo 18 do gênero masculino e 24 do feminino, com média de idade de 23,6 anos. Todos os participantes assinaram o Termo de consentimento livre e esclarecido (n.82/05) aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da FOUSP e foram submetidos a anamnese, exame clínico, exame de palpação muscular e das ATM. O grupo sintomático foi caracterizado por sinais e sintomas de disfunção temporomandibular (DTM) de origem muscular, segundo Critérios Diagnósticos de Pesquisa em Distúrbio Temporomandibular (Dworkin e LeResche...

Avaliação do índice de Litle em indivíduos que utilizaram o aparelho funcional T4K

Maia, Savana de Alencar; Gonçalves, Renata de Cássia; Jacomini, Thaís; Ravel, Taísa Boamorte; Raveli, Dirceu Barnabé
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 459-465
POR
Relevância na Pesquisa
17.66%
The study aimed to assess the degree of dental crowding correction on the lower anterior region of patients treated with T4k functional appliance using Little’s irregularity index. Twenty caucasian patients of both gender (10 female and 10 male) were selected. They featured malocclusion Class I and II in mixed dentition, with chronological age between 5.7 and 11 years. The treatment lasted from 1 year and 11 months up to 3 years and 11 months. Lower anterior crowding was measured using Little’s irregularity index. Measurements were obtained on study models achieved before and after functional orthopedic therapy, using a digital caliper in millimeters and placed parallel to the occlusal plane. Overjet and overbite measurements were also performed using a caliper. Results demonstrated that the therapy provided significant decrease in overjet (average = 1.55 mm) and also in the irregularity index (average = 1.23 mm). There was a nonsignificant raise in overbite. There was no relation between the studied variables and the treatment period or even with the patient’s age in the beginning of the therapy. The treatment with T4k resulted on reduction and improvement of dental crowding.; O objetivo desse estudo foi avaliar o grau de correção do apinhamento dentário na região anteroinferior de pacientes tratados com o aparelho funcional T4K (Trainer for Kids). Para isto...

Avaliação da oclusão de escolares com lesões cavitadas em dentina em molares decíduos tratados por três abordagens restauradoras : estudo longitudinal

Gomide, Rafael Torminn
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
17.66%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, 2014.; Introdução: A lesão cavitada por cárie, quando não tratada, pode ser considerada como fator etiológico da má oclusão. No Brasil, têm ocorrido melhoras constantes dos índices de saúde bucal, como observado pela diminuição do índice ceo-d, principalmente em crianças e adolescentes. Entretanto, lesões cavitadas em dentina ainda são responsáveis por 80% do índice no grupo etário de 5 anos de idade, indicando baixo acesso de pré escolares ao tratamento restaurador. O surgimento de tratamentos minimamente invasivos, como o Tratamento Restaurador Atraumático (ART), e o tratamento ultraconservador (UCT) possibilitam assistência odontológica em locais remotos ou com baixa estrutura física. Entretanto, pouco se sabe a respeito do impacto destas alternativas de tratamento, quando realizadas em dentes decíduos, sobre o desenvolvimento da oclusão. Objetivos: a) avaliar a prevalência de má oclusão em escolares de 6 e 7 anos de idade que apresentavam lesões de cárie cavitadas em dentina envolvendo ou não superfícies proximais e também em crianças que apresentavam perda precoce de molar decíduo em decorrência de lesão cariosa; b) comparar as medidas intra-arcos e entrearcos nas três diferentes relações anteroposteriores...

Avaliação da condição periodontal em pacientes de 10 a 18 anos com diferentes más oclusões

Torres,Henrique; Corrêa,Daniela Soares; Zenóbio,Elton Gonçalves
Fonte: Dental Press Editora Publicador: Dental Press Editora
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2006 PT
Relevância na Pesquisa
17.66%
OBJETIVO: o presente trabalho avaliou a condição periodontal de pacientes com idades entre 10 e 18 anos. METODOLOGIA: todos os pacientes eram portadores das seguintes más oclusões: sobressaliência maior que 6mm, sobremordida maior que 6mm, sobressaliência e sobremordida associadas maiores que 6mm ou mordida cruzada posterior unilateral ou bilateral. Os parâmetros clínicos periodontais (índice de placa, sangramento gengival, mucosa ceratinizada inserida, recessão periodontal, profundidade de sondagem e perda de inserção) foram mensurados em dentes-índices (16, 11, 26, 36, 42 e 46). Os resultados foram analisados pelo teste estatístico de Kruskall Wallis (p<0,05). RESULTADOS: observou-se que a condição periodontal dos dentes índices, nos quatro grupos de más oclusões avaliadas, apresentou-se nos limites de normalidade. Entretanto, observou-se uma maior tendência ao acúmulo de placa nos pacientes portadores de sobressaliência e sobremordida associadas, bem como nos portadores de mordida cruzada posterior que, também, apresentaram aumento na profundidade de sondagem, no entanto, sem significância estatística. CONCLUSÃO: a gravidade da má oclusão não esteve relacionada de maneira significante à presença de doença periodontal.

Correlações entre alterações de fala, respiração oral, dentição e oclusão

Martinelli,Roberta Lopes de Castro; Fornaro,Érica Fabiana; Oliveira,Charlene Janaina Milanello de; Ferreira,Liege Maria Di Bisceglie; Rehder,Maria Inês Beltrati Cornacchioni
Fonte: CEFAC Saúde e Educação Publicador: CEFAC Saúde e Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2011 PT
Relevância na Pesquisa
17.66%
OBJETIVO: verificar as correlações entre alterações de fala e sinais de respiração oral ao tipo de dentição e oclusão, utilizando-se registros em vídeo. MÉTODOS: estudo retrospectivo, de 397 pacientes, por meio de levantamento do roteiro de filmagem ROF. Tipos de alterações de fala e de sinais de respiração oral foram avaliados por Fonoaudiólogos Especialistas em Motricidade Orofacial e comparados com os tipos oclusais propostos por Angle e com parâmetros da dentição, ambos avaliados por Ortodontista. Para a análise estatística foi utilizado o programa SPSS (Statistical Package for Social Sciences), em sua versão 13.0. Para a análise de correlação de Spearman, todos os dados da avaliação foram pareados e analisados. Foi adotado o nível de significância de 5%. RESULTADOS: Considerando alterações de fala e dados de dentição e oclusão, observou-se paralelismo entre distorção e mordida cruzada, imprecisão e desvio ósseo de linha média inferior, travamento e sobressaliência, travamento e sobremordida, ceceio anterior e Classe III de Angle, ceceio anterior e mordida aberta, ceceio anterior e mordida cruzada; e ceceio anterior e desvio de linha média inferior. Observou-se ainda correlação de oposição entre travamento e mordida aberta...

Respiração oral: relação entre o tipo facial e a oclusão dentária em adolescentes

Sies,Marcia Lifschitz; Farias,Samira Raquel de; Vieira,Marilena Manno
Fonte: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2007 PT
Relevância na Pesquisa
17.86%
OBJETIVO: Investigar a existência de uma relação entre o tipo facial e a oclusão dentária em respiradores orais adolescentes. MÉTODOS: Foram avaliados 40 adolescentes, 25 (62,50%) do sexo masculino e 15 (37,5%) do sexo feminino, com idade entre 13 e 16 anos, com diagnóstico otorrinolaringológico de respiração oral. Todos foram submetidos à anamnese, Exame Clínico Fonoaudiológico, que constou da Avaliação da Face, Índice e Tipo Facial e da oclusão dentária. RESULTADOS: Os achados mais freqüentemente encontrados foram: tipo facial hiperleptoprósopo em 25 (62,50%) adolescentes, má oclusão de Classe II divisão primeira em 22 (70,97%), sobremordida anterior normal em 26 (65,00%), sobremordida posterior normal em 32 (80,00%) e sobressaliência anterior e posterior normais em 28 (70,00%) dos adolescentes. No tipo facial hiperleptoprósopo, a sobremordida anterior em topo foi observada em 06 (42,86%) e a sobremordida posterior em topo em 05 (62,50%) adolescentes. A sobressaliência anterior aumentada foi observada em 04 (33,33%), a sobressaliência posterior em topo e mordida cruzada em 05 (41,67%) participantes. CONCLUSÕES: Não foi possível comprovar a existência de relação entre o tipo facial e a má oclusão dentária. O tipo facial mais encontrado foi o hiperleptoprósopo. A Classe II divisão primeira foi a má oclusão mais freqüentemente encontrada. O estudo da sobressaliência e da sobremordida mostrou maior número de casos normais.

Estudo transversal da evolução da dentição decídua: forma dos arcos, sobressaliência e sobremordida

Castro,Liana Amado de; Modesto,; Vianna,Roberto; Soviero,Vera Lígia Mendes
Fonte: Sociedade Brasileira de Pesquisa Odontológica e Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo Publicador: Sociedade Brasileira de Pesquisa Odontológica e Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2002 PT
Relevância na Pesquisa
28%
O objetivo deste trabalho foi avaliar as características da dentição decídua de crianças de 6 a 39 meses de idade, matriculadas em quatro creches do município do Rio de Janeiro, Brasil. Foram avaliadas a forma dos arcos dentários, sobressaliência e sobremordida, relacionando-as com gênero e fase de desenvolvimento da dentição decídua. Com relação ao arco superior, 68,6% das crianças possuíam arco arredondado e 31,4% forma triangular. Quanto ao arco inferior, 92% o apresentaram em forma de "U" e 8% em forma de quadrado. A sobressaliência moderada ocorreu em 38,3%, enquanto que a leve ocorreu em 30,3% das crianças. A sobremordida exagerada (26,6%) e a negativa (25,5%) foram as mais prevalentes. Não houve diferença significante entre as freqüências das diferentes formas dos arcos dentários, sobressaliência e sobremordida em relação ao gênero. Houve uma associação estatisticamente significante (qui-quadrado, p < 0,001) entre a forma dos arcos superiores, o grau de sobressaliência e o grau de sobremordida em relação à fase de desenvolvimento da dentição. No presente estudo, foi possível observar um aumento significativo das maloclusões com a erupção dos primeiros molares decíduos e elevação da dimensão posterior. Dessa forma...

Prevalência de má oclusão em escolares de 7 a 9 anos de idade do Polo 1 da Rede Municipal de Ensino em João Pessoa-PB

Sousa,Jossaria Pereira de; Sousa,Simone Alves de
Fonte: Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho Publicador: Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2013 PT
Relevância na Pesquisa
17.66%
INTRODUÇÃO: A má oclusão, definida como alteração do crescimento e do desenvolvimento que afeta a oclusão dentária, é considerada um problema de saúde pública, pois apresenta alta prevalência e interfere negativamente na qualidade de vida das pessoas. OBJETIVO: Avaliar a prevalência de más oclusões em escolares de 7 a 9 anos de idade do Pólo 1 da Rede Municipal de Ensino de João Pessoa-PB. MATERIAL E MÉTODO: Foi realizado um estudo transversal com 162 escolares, selecionados de forma probabilística, de ambos os gêneros. Dentre as características da oclusão, foram observados: relação molar de Angle, sobressaliência, sobremordida, mordida aberta anterior, mordida cruzada e apinhamento. Os dados foram coletados por examinador calibrado (Kappa = 0,93), organizados em programa SPSS 13.0 e submetidos à análise descritiva e ao teste Qui-quadrado, com nível de significância de 5%. RESULTADO: 89,5% dos escolares apresentaram algum tipo de má oclusão; 48,1% da amostra foi classificada como tendo relação molar de Classe I, 32,1% Classe II e 17,9% Classe III. O apinhamento foi a má oclusão mais frequente (67,3%), seguido da sobressaliência acentuada (48,8%), sobremordida acentuada (41,9%), mordida cruzada posterior (11...

Prevalência e determinantes de oclusopatias nas dentições decídua, mista e permanente na cidade do Natal/RN

Lima, Rejane Bezerra de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Odontologia; Odontologia Preventiva e Social; Periodontia e Prótese Dentária Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Odontologia; Odontologia Preventiva e Social; Periodontia e Prótese Dentária
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
17.66%
This work is intended to bring a contribuition to the verification of the prevalance of malocclusion in the deciduous, permanent and mixed dentition in the student population in the city of Natal, Brazil. In this purpose, a sectional study of infantiles aging 5, 8 and 12 years old was carried out. The average prevalance of malocclusions in the group as a whole was 76,5%. Considering the different dentitions separately, the study showed malocclusion prevalence as follows: Deciduous Dentition 75,5%; Mixed Dentition 84% and Permanent Dentition 70,5%. The most common malocclusion cases found in the deciduous dentition were openbite (20.6%); overbite (16.6%) and maxillary overjet (14,7). Mixed Dentition: the most commonly found occlusional malfunctions in this dentitional phase were maxillary overjet (33,8%); crowding (28,3%), and mandillary discrepancy (19,9%). In the univaried analysis, he application of the Chi square test of independence, (significance 5%), has indicated a meaningful association of the variables social class (p=0,019), primata space (p = 0,036), habits (p= 0,002) and time-and-habit (P=0,03). The same test on the permanent dentition group revealed a significant association for the independent variables, as follows: Social class (p=O...

Estudo transversal da evolução da dentição decídua: forma dos arcos, sobressaliência e sobremordida; Cross-sectional study of the evolution of the primary dentition: shape of dental arches, overjet and overbite

Castro, Liana Amado de; Modesto, Liana Amado de; Vianna, Roberto; Soviero, Vera Lígia Mendes
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Odontologia Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Odontologia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2002 POR
Relevância na Pesquisa
28%
O objetivo deste trabalho foi avaliar as características da dentição decídua de crianças de 6 a 39 meses de idade, matriculadas em quatro creches do município do Rio de Janeiro, Brasil. Foram avaliadas a forma dos arcos dentários, sobressaliência e sobremordida, relacionando-as com gênero e fase de desenvolvimento da dentição decídua. Com relação ao arco superior, 68,6% das crianças possuíam arco arredondado e 31,4% forma triangular. Quanto ao arco inferior, 92% o apresentaram em forma de "U" e 8% em forma de quadrado. A sobressaliência moderada ocorreu em 38,3%, enquanto que a leve ocorreu em 30,3% das crianças. A sobremordida exagerada (26,6%) e a negativa (25,5%) foram as mais prevalentes. Não houve diferença significante entre as freqüências das diferentes formas dos arcos dentários, sobressaliência e sobremordida em relação ao gênero. Houve uma associação estatisticamente significante (qui-quadrado, p < 0,001) entre a forma dos arcos superiores, o grau de sobressaliência e o grau de sobremordida em relação à fase de desenvolvimento da dentição. No presente estudo, foi possível observar um aumento significativo das maloclusões com a erupção dos primeiros molares decíduos e elevação da dimensão posterior. Dessa forma...