Página 1 dos resultados de 2271 itens digitais encontrados em 0.011 segundos

Probabilidade de inadimplência de grandes empresas no sistema financeiro nacional; Likelihood of nonpayment of large enterprises in National Financial System

Akiama, Simone Rumi
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 12/05/2008 PT
Relevância na Pesquisa
66.4%
O risco de crédito é uma das principais preocupações quando se trata de instituições financeiras. A probabilidade de inadimplência, conhecida também como probabilidade de default, tem papel importante na gestão de risco de crédito, auxiliando na constituição de provisões, na precificação das operações de crédito e no estabelecimento de limites de crédito. Com o Novo Acordo de Basiléia, surge a possibilidade de utilização de modelos internos para o cálculo dos componentes que determinam o requerimento mínimo de capital necessário para que a instituição financeira suporte o seu risco de crédito. Um desses componentes é a probabilidade de inadimplência, o que destaca ainda mais a importância de sua mensuração. Deste modo, este trabalho tem como objetivo a construção de um modelo com variáveis contábeis e cadastrais de grandes empresas, juntamente com variáveis macroeconômicas, para estimar a probabilidade de inadimplência dessas empresas no Sistema Financeiro Nacional. Saliente-se que, diferentemente da maioria dos estudos existentes, que utilizam falência e concordata como evento de default, a inadimplência no Sistema Financeiro Nacional é pouco abordada, em função da dificuldade na obtenção de dados desse tipo. As fontes utilizadas foram as bases de dados das Melhores e Maiores - As 500 maiores empresas do país (Revista Exame) e do Sistema de Informações de Crédito do Banco Central do Brasil. Como ponto de partida...

O papel do sistema financeiro no processo do desenvolvimento econômico regional : análise da realidade brasileira no período de 1991 a 2000

Oliveira, Reci de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.42%
Esta Dissertação tem como objetivo analisar o Papel do Sistema Financeiro no Desenvolvimento Econômico Regional, no período de 1991 a 2000. No primeiro capítulo se procura caracterizar, de forma geral, o sistema financeiro e, de forma específica, a firma bancária, onde se confrontam a visão convencional e a visão pós-keynesiana, os modelos de financiamento do desenvolvimento econômico e seu papel nesse processo. É analisada, também, a experiência histórica e o modelo de alguns países. No segundo capítulo é abordada a evolução histórica do Sistema Financeiro Nacional, e a forma de como atuam os bancos públicos e privados, em nível nacional e regional. Neste mesmo capítulo, também se procura destacar o papel do sistema financeiro no processo do desenvolvimento econômico e justificar a manutenção das instituições financeiras públicas, para desempenhar a função de agente financiador do crédito, especialmente nas regiões menos desenvolvidas. No terceiro capítulo, é feita uma análise dos agregados monetários correspondente ao volume de depósitos e de crédito, em nível regional, no período de 1991 a 2000, enfatizando a distribuição dos recursos, entre bancos públicos e privados nas cinco regiões brasileiras. Procurou-se...

Sistema financeiro e desenvolvimento econômico nas concepções pós-keynesiana e institucionalista : análise teórica e complementar

Freitas, Gustavo Pedreira de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.39%
O objetivo central da presente dissertação consistiu em apresentar uma relação entre o sistema financeiro e o desenvolvimento econômico das economias monetárias a partir das teorias pós-keynesiana e institucionalista, enfatizando as suas diferenças, semelhanças e complementaridades. Como objetivo secundário, elaborou-se uma breve análise da economia brasileira no período 1980-2008, tendo como referência as referidas teorias. Para alcançar tais objetivos, primeiramente foi apresentada uma análise sobre o sistema financeiro e a dinâmica do desenvolvimento econômico nas concepções pós-keynesiana e institucionalista. Nesse particular, face à relevância do sistema financeiro para a compreensão da lógica de funcionamento de economias monetárias, foram exploradas as contribuições teóricas póskeynesiana e institucionalista sobre o papel do referido sistema nas dinâmicas do crescimento e do desenvolvimento econômicos. Em outras palavras, procurou-se mostrar que, para ambas as teorias, moeda nunca é neutra. O passo seguinte consistiu em traçar um elo e identificar, através do conceito de “paradigma processual”, as complementaridades entre as teorias póskeynesiana e institucionalista. Assim sendo, os cinco pilares explorados na análise do “paradigma processual” foram os que seguem: (i) o desenvolvimento econômico é um processo cumulativo de mudança...

O processo administrativo no âmbito do Conselho de Recursos do Sistema Financeiro Nacional

Fiori, Leandro Abal
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.4%
O presente trabalho tem o escopo de analisar o Conselho de Recursos do Sistema Financeiro Nacional com base em entendimentos doutrinários e jurisprudenciais. Trata-se de órgão colegiado dirigido ao julgamento administrativo, em segunda e última instância, dos recursos contra decisões proferidas pelo Banco Central do Brasil e pela Comissão de Valores Mobiliários relativas aos mercados financeiro, de capitais, de câmbio, de capitais estrangeiros e de crédito rural e industrial, e de consórcios instituído pelo Poder Executivo Federal por intermédio do Decreto n.º 91.152, de 15 de março de 1985. É composto por oito conselheiros: quatro representantes de entidades de classe e quatro representantes do poder público. A competência, a organização e o funcionamento são fixados no Regimento Interno constante do Anexo ao Decreto n.º 1.935. Em seus julgamentos, a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional zela pela fiel observância das leis, decretos, regulamentos e demais atos normativos. As regras de natureza processual do Processo Penal são subsidiariamente aplicáveis ao Regimento Interno, e, inexistindo essas, aplicam-se as normas do Processo Civil, desde que não haja colisão com preceitos administrativos. A partir da edição do Decreto n.º 6.841/09...

Sistema financeiro nacional : uma análise dos efeitos financeiro-estruturantes e econômico-monetários decorrentes da reforma monetário-financeira de 1964/65

Moraes, Giliano Rocha de Lima
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.5%
O objeto do presente trabalho consiste em verificar os efeitos financeiro-estruturantes, fundamentados na análise da quantidade de agentes financeiros com os quais o sistema financeiro nacional passou a contar, e econômico-monetários, calcados na verificação da base monetária, de M1 e M2, da Formação Bruta de Capital Fixo e do Produto Interno Bruto, decorrentes da reforma monetário-financeira levada a efeito por ocasião da implementação do denominado Plano de Ação Econômica do Governo (PAEG) no princípio do governo militar, precisamente nos anos de 1964/965. Nessa medida, apresenta, primeiramente, a função do sistema financeiro comparativamente ao crescimento econômico, na linha da perspectiva teórica de Hyman Minsky, enfatizando-se as funções do sistema financeiro, as classificações de mercados financeiros e, por fim, as formulações teóricas de Hyman Minsky, daí se estabelecendo uma ligação entre sistema financeiro e crescimento econômico. Em seguida, focaliza-se a necessidade das reformas monetário-financeiras de 1964/1965, particularizada na análise do contexto que antecedeu às reformas, dos objetivos dessas reformas e, por fim, a normatização do sistema financeiro a partir de então. À derradeira...

Sistema financeiro e crescimento econômico : uma análise segundo a teoria da informação assimétrica

Viegas, Laura Scheeren
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.47%
Este trabalho tem como objetivo demonstrar a relação entre desenvolvimento do sistema financeiro e crescimento econômico através da ótica da teoria da informação assimétrica. Para isso primeiro buscou-se entender as características e funções do sistema financeiro bem como os principais conceitos da assimetria informacional. A partir disso foi possível entender como os papéis que o sistema financeiro desempenha possibilitam uma redução da assimetria informacional nas relações entre tomador e emprestador. Diante disso, buscou-se na literatura teórica e empírica evidências de que a atuação do sistema financeiro leva uma melhora nos índices de crescimento econômico, tendo como resultado fortes evidências de que há sim relação direta entre desenvolvimento financeiro e crescimento econômico. Por fim, buscou-se comprovar com estudos empíricos próprios esta relação de causalidade, os resultados apresentaram indícios de uma relação de causalidade no sentido de desenvolvimento do sistema financeiro para o crescimento econômico, porém, não permitiram tirar conclusões definitivas sobre a hipótese testada.; This paper aims to demonstrate the relationship between financial system development and economic growth through the lens of the theory of asymmetric information. For that first sought to understand the features and functions of the financial system and the main concepts of information asymmetry. From this it was possible to understand how the roles that the financial system plays allow a reduction of asymmetric information in the relationship between borrower and lender. Therefore...

Análise da contribuição do sistema de crédito cooperativo no aumento da eficiência econômica do sistema financeiro brasileiro

Motta, Francisco Meller da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.48%
Um sistema financeiro eficiente é capaz de oferecer produtos e serviços adequados, especialmente crédito, com preço acessível, possibilitando a inclusão social dos cidadãos. O objetivo deste trabalho foi analisar a contribuição do Sistema de Crédito Cooperativo para o aumento da eficiência econômica do Sistema Financeiro Nacional. O cooperativismo é o movimento que preconiza a colaboração e associação de pessoas com os mesmos interesses, a fim de maximizar resultados em suas atividades econômicas. Formalmente, o movimento surgiu em 1844, em Rochdale (Manchester/Inglaterra). No Brasil desde 1902, quando constituída a primeira cooperativa em Linha Imperial, atual município de Nova Petrópolis/RS, as cooperativas de crédito diferenciam-se do sistema bancário tradicional na medida em que aplicam os recursos na própria comunidade onde os captam. A evolução da legislação brasileira possibilitou a formação de grandes sistemas (SICOOB, SICREDI, UNICRED, CECRED e CONFESOL), sendo a capilaridade do segmento cooperativo um aspecto importante no aumento da eficiência do Sistema Financeiro Nacional (SFN), permitindo maior acesso as localidades e cidadãos que utilizam seus serviços. Em termos de mercado, o crédito cooperativo vem na última década apresentado crescimento superior a 20% ao ano e apesar de representar apenas 3% do crédito no Sistema Financeiro Nacional...

Sistema financeiro mundial: seu assombro em território brasileiro e a fantásmática liberdade de consumo

Scherma, Ricardo Alberto
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 126 f. : il., tabs., fots., mapas, quadros
POR
Relevância na Pesquisa
66.46%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Geografia - IGCE; O trabalho preocupa-se em compreender o uso do território pelo sistema financeiro. Para tanto, estabelecemos um debate com importantes autores que tratam da temática e procedemos a um levantamento de dados que consideramos elementos e variáveis importantes para demonstrarmos a constituição do espaço geográfico na sucessão e consecução da formação do território brasileiro. Tudo isso permitiu-nos uma periodização das transformações impostas ao território, pelos sistemas de atividades financeiras. Assim, num primeiro momento, tratamos de analisar a dispersão do sistema financeiro pelo território nacional, a redução do número de bancos e a concentração dos pontos de comando e, num segundo momento, quando a difusão de técnicas e normas possibilitam a reorganização do sistema financeiro e maior intervenção do sistema financeiro mundial. Diante da atual situação geográfica, procuramos entender a desigual distribuição do dinheiro, analisando os fluxos e os fixos relacionados ao sistema financeiro em território nacional e, por último...

Instabilidade, desregulamentação financeira e a crise do sistema financeiro atual: uma análise a partir de Minsky

Inácio, Janypher Marcela
Fonte: Florianópolis Publicador: Florianópolis
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 85 f.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.39%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro Sócio-Econômico. Economia.; Este estudo tem por principal objetivo analisar a desregulamentação do Sistema Financeiro Internacional, relacionando com o Sistema Financeiro Nacional dos Estados Unidos. Para isto, será utilizada a abordagem de Keynes e de Minsky. Após uma análise histórica da evolução do sistema financeiro internacional, será analisado o processo de desregulamentação, desintermediação e securitização, com foco na economia norteamericana. Este trabalho aborda também o processo de desenvolvimento do sistema imobiliário norte americano. Será realizada uma análise das taxas de juros dos Estados Unidos no período de 1980 a 2008 e uma análise do produto interno bruto norte-americano de 1990 a 2009. Por fim, será visto como estes fatores levaram a crise financeira atual.

Crescimento económico versus desenvolvimento do sistema financeiro: o caso de Angola

Augusto, Luzia das Graças Sassi
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
66.54%
A relação entre o crescimento económico e desenvolvimento do sistema financeiro tem recebido muita atenção na literatura económica nos últimos anos. Apesar da relação ser controversa, em geral, a maior parte da literatura considera que o desenvolvimento do sistema financeiro tem um efeito positivo sobre o crescimento económico. Para os países em desenvolvimento, estudos empíricos têm fornecido resultados mistos, enquanto que nos países desenvolvidos o efeito do desenvolvimento do sistema financeiro no crescimento económico, é positivo e inferior. Alguns estudos sugerem que o desenvolvimento do sistema financeiro é importante para o crescimento económico na presença de capital humano altamente desenvolvido e de outros factores tais como investimento, comércio externo, política fiscal, inflação, instabilidade política, e sistema financeiro. O sistema financeiro surgiu como uma necessidade para as economias usufruírem dos ganhos do comércio regional, internacional e expandirem as oportunidades de investimento de grande dimensão. Na realidade, diferentes modelos de sistema financeiro coexistem nas economias modernas. Todavia, os sistemas financeiros nos países da África Subsaariana são na sua maioria baseados na banca...

Financiamento, crescimento econômico e funcionalidade do sistema financeiro: uma abordagem pós-keynesiana

Paula,Luiz Fernando de
Fonte: Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas - FIPE Publicador: Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas - FIPE
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2013 PT
Relevância na Pesquisa
66.42%
Este artigo analisa o papel do sistema financeiro para o crescimento econômico e o conceito de funcionalidade do sistema financeiro na visão pós-keynesiana. Argumenta-se que nessa perspectiva teórica um sistema financeiro funcional é aquele com poder de criação de crédito para atender a demanda de liquidez necessária para realização dos gastos pelos agentes, e com capacidade de criar mecanismos financeiros apropriados para realização da consolidação de dívidas das firmas inversoras. Assim, ele pode permitir um ritmo de acumulação a um nível superior àquele que seria viável pela simples acumulação de poupanças prévias. O artigo destaca ainda que o conceito de funcionalidade do sistema financeiro supõe a existência de uma estrutura diversificada de instituições e instrumentos financeiros que possa oferecer alternativas de financiamento para os agentes (principalmente firmas) realizarem seus gastos.

Sistema Financeiro da Habitação

Alves, Eliana Calmon
Fonte: Superior Tribunal de Justiça do Brasil Publicador: Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Tipo: Outros Formato: 83169 bytes; application/pdf
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.39%
Trata sobre o Sistema Financeiro da Habitação - SFH. Comenta a Lei n. 4.380, de 21/08/64. Relaciona os problemas enfrentados pelo sistema financeiro da habitação tais como inflação, alteração de índices e desvinculação do salário-mínimo como referencial de correção (DL 19/66), desemprego e inadimplência, desastrosa política administrativa. Discorre sobre a extinção do BNH (DL n. 2.291/86). Apresenta jurisprudência da Justiça Federal sobre as ações referentes ao SFH, questionando prestações, saldo devedor e outros. Trata ainda sobre a mudança estrutural do Sistema Financeiro de Habitação (Lei n. 8.004/90). Aborda a natureza jurídica dos contratos. Destaca aspectos referentes ao valor da prestação, saldo devedor, transferência do imóvel, seguro, hipoteca entre outros. Apresenta jurisprudência do STJ sobre o assunto. Discorre também sobre legislação aplicada ao Sistema de Financiamento Imobiliários – SFI.

Crimes Contra o Sistema Financeiro Nacional: 20 anos da lei n. 7.492/86

Rocha, João Carlos de Carvalho; Henriques Filho, Tarcísio Humberto Parreiras; Cazetta, Ubiratan
Fonte: Del Rey Publicador: Del Rey
Tipo: Livro Formato: 22807 bytes; application/pdf
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.38%
Divulgação dos SUMÁRIOS das obras recentemente incorporadas ao acervo da Biblioteca Ministro Oscar Saraiva do STJ. Em respeito à lei de Direitos Autorais, não disponibilizamos a obra na íntegra. Localização: 343:33 C929s Código de barras: STJ00066447; Os artigos que compõem essa obra coletiva foram organizados em quatro eixos previamente definidos: (I) Mercado Financeiro e Direito Penal, (II) Tutela Penal do Sistema Financeiro Nacional na Constituição, (III) Crimes Contra o Sistema Financeiro Nacional - Análise Dogmática e (IV) Persecução Penal — Questões Processuais e Pré-Processuais.

Algumas considerações sobre a concentração bancária no sistema financeiro nacional

Negrão, Cassiano Luiz Crespo Alves
Fonte: Câmara dos Deputados, Consultoria Legislativa Publicador: Câmara dos Deputados, Consultoria Legislativa
Tipo: estudo técnico Formato: 18 p.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.4%
Analisa a questão da taxa de juros, a evolução da concentração observada no setor bancário a partir do fim do período hiperinflacionário, a atuação dos órgãos supervisores do sistema financeiro e examina as limitações à atuação do parlamento brasileiro na regulação financeira e a proposição em trâmite na Câmara dos Deputados, que redesenha o modelo de defesa da concorrência no setor financeiro.; Consultoria Legislativa - Área VII - Sistema Financeiro, Direito Comercial, Direito Econômico, Defesa do Consumidor

Cooperativas de crédito mútuo no contexto do sistema financeiro

GUERRA Jr., Antonio
Fonte: Universidade Municipal de São Caetano do Sul Publicador: Universidade Municipal de São Caetano do Sul
Tipo: Tese ou dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.42%
GUERRA Jr., Antonio. Cooperativas de crédito mútuo no contexto do sistema financeiro. 2013. 135f. Dissertação (Mestrado em Administração)-Universidade Municipal de são Caetano do Sul, São Caetano do Sul, 2013.; As cooperativas de crédito desempenham um reconhecido papel na realização de investimentos produtivos, reorganização da produção e incentivo à poupança, de modo que as suas contribuições, no corolário das políticas de crescimento econômico e de redução de pobreza em diversos países, sejam acessíveis aos menos privilegiados economicamente. O acesso ao crédito e aos serviços financeiros consistiu a principal razão para o surgimento do movimento do cooperativismo de crédito, desde o século XIX, na Europa. As cooperativas de crédito estão presentes, entre soluções preconizadas pelas instituições de fomento nos países em desenvolvimento, sempre visando à redução de desigualdades e pobreza. Todavia, foram incluídas no contexto denominado “comércio invisível” relativamente aos serviços e às finanças. As cooperativas de crédito são moldadas também pelos fenômenos contemporâneos como a globalização, integração econômica, desregulação, avanços da tecnologia da informação. Assim...

Crescimento económico versus desenvolvimento do sistema financeiro: o caso de Angola

Augusto, Luzia das Graças Sassi
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
66.54%
A relação entre o crescimento económico e desenvolvimento do sistema financeiro tem recebido muita atenção na literatura económica nos últimos anos. Apesar da relação ser controversa, em geral, a maior parte da literatura considera que o desenvolvimento do sistema financeiro tem um efeito positivo sobre o crescimento económico. Para os países em desenvolvimento, estudos empíricos têm fornecido resultados mistos, enquanto que nos países desenvolvidos o efeito do desenvolvimento do sistema financeiro no crescimento económico, é positivo e inferior. Alguns estudos sugerem que o desenvolvimento do sistema financeiro é importante para o crescimento económico na presença de capital humano altamente desenvolvido e de outros factores tais como investimento, comércio externo, política fiscal, inflação, instabilidade política, e sistema financeiro. O sistema financeiro surgiu como uma necessidade para as economias usufruírem dos ganhos do comércio regional, internacional e expandirem as oportunidades de investimento de grande dimensão. Na realidade, diferentes modelos de sistema financeiro coexistem nas economias modernas. Todavia, os sistemas financeiros nos países da África Subsaariana são na sua maioria baseados na banca...

Sistema financeiro nacional: as vantagens da implantação do novo sistema de pagamento brasileiro

Cardoso, Laís Salvador
Fonte: Universidade do Extremo Sul Catarinense Publicador: Universidade do Extremo Sul Catarinense
Tipo: Monografia de Curso de Pós-graduação Lato Sensu
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.4%
Monografia apresentada ao Setor de Pós-graduação da Universidade do Extremo Sul Catarinense- UNESC, para a obtenção do título de especialista em Gerência Financeira.; Este estudo pretende contribuir para melhor compreensão do novo Sistema de Pagamento Brasileiro, este novo sistema entrou em operação a partir do dia 22 de Abril de 2002, teve como finalidade tornar o sistema financeiro mais seguro, desta forma, pretende-se apresentar as vantagens que o novo sistema trouxe para a vida financeira das pessoas e empresas. O novo SPB deu mais agilidade e segurança às transações bancárias, porém vale ressaltar neste trabalho uma série de detalhes. Será discutido neste, as mudanças que ocorreram, porém antes, será apresentado como era o Sistema de Pagamento Brasileiro antigo. Finalizando apresenta-se um quadro comparativo onde foram explanados pontos que identificam situações com o antigo Sistema de Pagamento e com o novo Sistema de Pagamento, neste evidencia-se as principais melhorias e vantagens para o sistema financeiro.

O Fortalecimento do sistema financeiro doméstico e o fluxo de capital para economias emergentes; Texto para Discussão (TD) 2071 : O Fortalecimento do sistema financeiro doméstico e o fluxo de capital para economias emergentes

Moreira, Ajax; Rocha, Katia; Silveira, Marcos da
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
PT-BR
Relevância na Pesquisa
66.42%
Este estudo tem como objetivo analisar o papel do sistema financeiro doméstico como mitigador de eventos de paradas súbitas e condicionante de fluxos de capital de um grupo de quatorze economias emergentes no período 1999-2013, em especial em face de cenários externos desfavoráveis, como aumento dos juros internacionais e aversão ao risco global. Os países analisados – Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Indonésia, Malásia, México, Peru, Filipinas, Rússia, África do Sul, Tailândia, Turquia e Ucrânia – representavam, em agosto de 2014, aproximadamente 80% do índice de títulos da dívida de mercados emergentes (Embi Plus) e 60% do índice Embi Global. Procurou-se distinguir o efeito sobre diversos tipos de fluxos de capital: fluxo de entrada de investimento estrangeiro direto (FDI), fluxo de entrada de investimento em carteira (ações, títulos, derivativos e outros investimentos) e fluxo líquido (entrada e saída de todos os tipos de capital). O resultado suporta evidências de que o desenvolvimento do sistema financeiro doméstico propicia o aumento dos fluxos de entrada de capital e diminui a probabilidade de ocorrência de parada súbita destes fluxos. Este fato motiva políticas públicas que incentivem o desenvolvimento e fortalecimento do sistema financeiro doméstico nos países emergentes.; 27 p.

O Sistema financeiro globalizado contemporâneo: estrutura e perspectivas; Texto para Discussão (TD) 2030: O Sistema financeiro globalizado contemporâneo: estrutura e perspectivas; The contemporary globalized financial system: structure and prospects

Torres Filho, Ernani Teixeira
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
PT-BR
Relevância na Pesquisa
66.42%
O texto analisa o desenvolvimento do sistema financeiro globalizado contemporâneo, como consequência das inovações introduzidas pelos mercados privados, mas principalmente da estratégia comandada pelos Estados Unidos. Esse novo sistema financeiro global, baseado no dólar flexível, gerou muitas bolhas financeiras desde que se consolidou nos Anos 1980. A crise de 2008 é a mais recente e se tornou a maior delas porque afetou negativamente os principais bancos do mercado financeiro central do sistema, os Estados Unidos. Sua origem está relacionada ao fato de os principais bancos internacionais terem, com a globalização, alterado suas estratégias de negócios, deixando de lado as atividades mais tradicionais de crédito para empresas e famílias em favor de investimentos mais especulativos, baseados em elevada alavancagem, adotando assim um comportamento mais semelhante ao dos fundos de hedge.; 37 p. : il.

Financing, Economic Growth and Functionality of the Financial System: A Keynesian approach; Financiamento, Crescimento Econômico e Funcionalidade do Sistema Financeiro: Uma Abordagem Pós-Keynesiana

de Paula, Luiz Fernando
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 04/06/2013 POR
Relevância na Pesquisa
66.42%
This paper analyzes the role of the financial system to economic growth, and the conceptof ‘functionality’ of the financial system under a Post Keynesian approach. It arguesthat in such theoretical approach a functional financial system is that supplies creditin order to meet the agents’ liquidity needs so that they can effectuate their expenditures,and at the same time is able to create suitable financial tools to fund the shortterm debts of the investors’ firms. Therefore, such financial system can allow a highercapital accumulation rate that would be able by the simple accumulation of previoussavings. The paper stresses that the concept of financial system functionality presumesthe existence of a diversified structure of financial institutions and financial assets thatare able to offer financing alternatives to the agents’ (mainly firms) expenditures.; Este artigo analisa o papel do sistema financeiro para o crescimento econômico e oconceito de funcionalidade do sistema financeiro na visão pós-keynesiana. Argumenta-seque nessa perspectiva teórica um sistema financeiro funcional é aquele com poder decriação de crédito para atender a demanda de liquidez necessária para realização dosgastos pelos agentes, e com capacidade de criar mecanismos financeiros apropriadospara realização da consolidação de dívidas das firmas inversoras. Assim...