Página 1 dos resultados de 251 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

O tratamento da sintaxe em gramáticas brasileiras do século XIX: estudo historiográfico; The treatment of syntax in Brazilian Portuguese grammars of the 19th century: a historiographical study

Polachini, Bruna Soares
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 03/07/2013 PT
Relevância na Pesquisa
36.98%
Esta pesquisa teve como principal objetivo analisar continuidades e descontinuidades no tratamento da sintaxe em gramáticas brasileiras do português do século XIX. Para tanto, as seis obras selecionadas, a saber, Morais Silva (1806), Coruja (1873[1835]), Sotero dos Reis (1866), Freire da Silva (1875), Ribeiro (1881), Maciel (1894[1902]), foram examinadas em relação às quatro capas, ou dimensões, que Swiggers distingue no conhecimento linguístico. Na análise da capa teórica, correspondente a visão global da linguagem e concepção das tarefas e do estatuto dos estudos linguísticos, foram analisados os termos gramática, língua e linguagem. Na análise da capa técnica, relativa a técnicas de análise e métodos de apresentação dos dados, abordaram-se termos da seção de tratamento da sintaxe das obras presentes em seis temas: a definição mesma de sintaxe, sentença e seus membros, concordância, hierarquia dos itens da sentença, sintaxe figurada e vícios. Já a capa documental, definida por Swiggers como a documentação linguística e filológica (número de línguas, tipos de fontes de dados, por exemplo) sobre o qual se baseia o estudo linguístico, permitiu a análise dos dados linguísticos eleitos como exemplos nas gramáticas e um exame...

A gramática da língua brasileira de sinais : aspectos sintáticos

Moraes, Luciana Viegas Alves Craveiro
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.75%
A presente dissertação se propõe a fazer uma síntese ampla da sintaxe da Língua Brasileira de Sinais, a LSB: isto é, de um lado, procura identificar, seja na literatura, seja no corpus de estudo, que padrões gerais de enunciados são gramaticais e que padrões são agramaticais na LSB; de outro lado, tenta caracterizar a estrutura dos enunciados gramaticais da língua por meio de uma descrição do léxico, das regras sintagmáticas e das transformações da LSB. No primeiro capítulo, realizamos uma revisão da história das línguas de sinais observando as influências que outras línguas de sinais, como a americana e a francesa, exerceram sobre a gramática da LSB; e revisitamos os principais estudos linguísticos a respeito dessas línguas. No segundo capítulo, procuramos oferecer informações preliminares importantes para o entendimento satisfatório da estrutura da LSB: discorremos sobre o Léxico e seus componentes; as três classes de verbos; as marcações não-manuais; e a ordem canônica da frase. No capítulo seguinte, realizamos um estudo descritivo dos sintagmas da Língua Brasileira de Sinais, analisando o sintagma nominal e seus componentes; o sintagma preposicional, adjetival, adverbial e verbal, propondo regras de transformação para eles. Por fim...

Lingua Barroca : sintaxe e historia do portugues nos 1600

Maria Clara Paixão de Sousa
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 11/01/2005 PT
Relevância na Pesquisa
37.02%
A tese investiga a relação entre Sintaxe e História no português escrito entre os séculos 17 e 18. Abordo a singularidade da sintaxe dos textos portugueses "clássicos" em relação à dos textos arcaicos e modernos - notadamente quanto à colocação de pronomes clíticos- corno resultante da interrelação de suas propriedades gramaticais com o contexto histórico da sua escrita. O assim chamado "Português Clássico" não é entendido aqui como urna fase gramatical (no sentido gerativista), e sim como a fase final de uma gramática a que chamo de Português Médio, e que subjaz aos textos medievais tardios, aos textos renascentistas, e aos textos barrocos. Os padrões de freqüência das construções nesses textos representam as propriedades da gramática tais como instanciadas na escrita de cada período; sua evolução refletirá mudanças na gramática bem como transformações no contexto histórico da escrita. A cultura escrita em Portugal até a virada do século 17 deve ser compreendida como parte da esfera de influência Peninsular, na qual a escrita idealizada valoriza padrões neutros, e aplaina características marcadas como regionais. À perspectiva desse contexto histórico, e considerando o padrão de colocação de clíticos em relação a outras características sintáticas...

Aquisição da sintaxe da negação no portugues brasileiro como segunda lingua (L2)

Hely Dutra Cabral da Fonseca
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 04/02/2005 PT
Relevância na Pesquisa
36.77%
O objetivo desta tese é investigar a aquisição da sintaxe da negação no português brasileiro (PB) como segunda língua, por falantes adultos. O referencial teórico para sua realização é fornecido pela Teoria de Princípios e Parâmetros em seus desenvolvimentos mais recentes. Os dados, com acompanhamento longitudinal, foram coletados de estágios iniciais da fala de informantes adultos em processo de aquisição do PB. Um dos objetivos foi verificar como a aquisição da negação se dá, através da análise dos dados e pelo estudo das características relacionadas ao surgimento da posição da negação e da concordância negativa na L2. O acompanhamento da aquisição por falantes de línguas semelhantes ao português foi feito com o objetivo de testar se o estado inicial (S0) desses falantes era a L1, o que se confirmou. Percebemos que, no caso de falantes bilíngües, as estruturas das duas línguas envolvidas são utilizadas, através de um processo que confirma a hipótese de S0= L1. No caso de línguas que são [-CN], observou-se que houve uma substituição do parâmetro para a opção [+CN], com fases bem distintas. Concluímos que os falantes se apóiam na evidência do estatuto de Neg, em XP, para determinar a ausência de concordância negativa. A negação no núcleo indica possibilidade de concordância negativa nas línguas. Observou-se...

Estudo comparativo da sintaxe pronominal em São Paulo e Porto Alegre

Maria das Graças de Alencar
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/12/1998 PT
Relevância na Pesquisa
36.82%
Mudanças ocorridas no português brasileiro vêm provocando um distanciamento cada vez maior entre as gramáticas brasileira e portuguesa. A perda do Princípio Evite Pronome bem como o uso da categoria vazia e do pronome lexical ele em posição obieto ilustram de forma bastante clara essa separação entre as duas gramáticas. Diversas pesquisas sobre o tema têm creditado essas mudanças superficiais a uma mudança mais profunda ocorrida no português brasileiro, a saber: o enfraquecimento da concordância Porém, um estudo de Monteiro (91) sobre o sitema pronominal brasileiro revela que a cidade de Porto Alegre é a cidade que menos se enquadra na mudança anunciada, enquanto São Paulo é a que mais se encaixa nas descrições feitas para o potuguês brasileiro. Isto, aliado ao fato de Porto Alegre ainda fazer uso do pronome de 28 pessoa, o que, a princípio, nos pareceu ser um indício de concordância forte, ou seja, de distinção gramatical entre as três pessoas do discurso e ao fato de São Paulo empregar muito freqüentemente o pronome você e a expressão a gente, o que desencadeia a erosão do sistema flexional verbal, nos fizeram escolher estas duas capitais para estabelecer um estudo comparativo. O presente estudo...

A sintaxe diacronica das interrogativas-q do portugues

Maria Aparecida Garcia Lopes-Rossi
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 12/07/1996 PT
Relevância na Pesquisa
36.95%
Este é um estudo diacrônico da sintaxe das interrogativas diretas com pronome ou advérbio interrogativo - interrogativas-Q - do Português a partir do séc. XVI, fundamentado nos pressupostos da Gramática Gerativa. Os dados diacrônicos do Português Brasileiro Moderno (PBM) e do Português Europeu Moderno (PEM) mostram que este estudo deve considerar dois grupos de estruturas: interrogativas sem "é que" e interrogativas com "é que". No primeiro caso, o PBM distanciou-se .do PEM de forma que se pode dizer que essas duas línguas caracterizam-se por uma marcação diferente para o parâmetro do Movimento- Wh. A partir do séc. XIX a gramática do PBM passou a permitir duas estruturas sintáticas - "Q S V" e "Q-in-situ" - incompatíveis com a gramática de uma língua marcada [+movimento- Wh] como é o PEM e como era o Português Europeu Clássico (PEC), em cujos dados se observa um padrão de interrogativa do tipo "Q V S". O PBM é hoje uma língua marcada [-movimento-Wh] porque perdeu a propriedade de movimento conjunto de sintagma-interrogativo e de V. Não apresenta operador- Wh ligado a uma variável, mas sim sintagma-9.uantificador que funciona como um item de polaridade ligado a um morfema interrogativo, como ocorre nas línguas orientais de Wh in-situ. No caso das interrogativas com "é que"...

Dos adverbios

Antonio Marmo da Cunha Oliveira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/08/1996 PT
Relevância na Pesquisa
36.77%
Esta dissertação trata da sintaxe dos Advérbios, discutindo seu lugar no quadro das categorias e tentando explicar as semelhanças e diferenças de comportamento desta categoria em três Línguas: o Português, o Inglês e o Francês. O modelo teórico adotado é o do programa minimalista de Chomsky (1995). A análise demonstrou que os Advérbios não violam a condição do menor elo e que de fato se movem pela estrutura da frase; This dissertation is on Adverbs. It examines their place among the categories of the grammar and their syntact behaviour in three languages: Portuguese, French and English. The framework assumed here is the minimalist program proposed by Chomsky (1995). It has been conc1uded that Adverbs do not violate the minimallink condition and do move along the sentential structure

Hierarquia de pessoa em Avá Guarani : considerações a partir da morfologia distribuída; Person hierarchy in Avá Guarani : a study of distributed morphology

Maria Luisa de Andrade Freitas
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 31/03/2011 PT
Relevância na Pesquisa
36.84%
Esta dissertação descreve e analisa processos morfológicos e sintáticos relacionados ao fenômeno da hierarquia de pessoa presente na língua Avá Guarani (Família Tupi-Guarani / Tronco Tupi), a partir do quadro teórico da Gramática Gerativa e, em especial, a partir da Morfologia Distribuída (HALLE; MARANTZ, 1993; HALLE, 1997 e MARANTZ, 1997). Hierarquia de pessoa é um padrão morfossintático encontrado em diversas línguas do mundo, no qual a categoria de pessoa (se primeira, segunda ou terceira) dos argumentos nucleares interage com fenômenos morfológicos e sintáticos. Neste estudo, atestaremos que o Avá é uma língua que exibe um padrão de hierarquia de pessoa (1 > 2 > 3), que afeta o sistema de concordância da língua, ou seja, a seleção do argumento que será marcado nos verbos transitivos está condicionada à pessoa que figura na posição de sujeito e de objeto. Esta relação entre a hierarquia de pessoa e o sistema de concordância é tradicionalmente descrita para as línguas Tupi-Guarani. Este trabalho evidencia, contudo, que o fenômeno da hierarquia de pessoa apresenta implicações também na ordem sintática da língua Avá Guarani. Tendo em vista uma interface entre a Sintaxe e a Morfologia, esta dissertação apresenta dois principais momentos de análise: com relação aos aspectos sintáticos...

A passiva e o problema da relação sintaxe-semantica

Moura, Heronides Maurilio de Melo
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.12%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Comunicação e Expressão; O objetivo fundamental desta dissertação foi examinar a forma como quatro importantes modelos da lingüística moderna (estruturalismo, gramática gerativa-transformacional, gramática de casos e semântica-gerativa) estabelecem a relação entre sintaxe e semântica. Tal exame demonstrou relevância teórica do problema da relação entre sintaxe e semântica para a formulação dos modelos estudados. A parte prática desta dissertação constitui-se de um estudo da passiva, em cuja análise reflete-se o problema da relação entre sintaxe e semântica. A partir de uma avaliação das abordagens da passiva feitas pela gramática gerativa e pela gramática de casos de Chafe, foi proposto que uma explicação mais satisfatória da passiva deve considerar as condições sintáticas e as condições semânticas envolvidas na regra.

A sintaxe do dativo em estruturas com verbos causativos no português brasileiro

Pereira, Manoel Bomfim
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
36.77%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Linguística, Português e Línguas Clássicas, Programa de Pós-Graduação em Linguística, 2013.; Esta dissertação se propõe investigar estruturas com verbos causativos e a sintaxe inovadora do objeto indireto no Português Brasileiro (PB), tomando como referência o quadro teórico gerativista. O estudo se pauta na análise das propriedades sintáticas e semânticas das construções causativas no PB, incluindo-se propriedades contrastivas dos diferentes verbos causativos. Em particular, buscamos demonstrar que as propriedades inovadoras do OD e OI dativo no PB têm implicações para a realização da construção causativa nessa língua, restringindo sua manifestação, na comparação com o português europeu, e com fases diacrônicas anteriores. Em línguas com a subida do clítico, o causee é realizado (obrigatoriamente) no domínio (funcional) do causativo, o que pressupõe reestruturação dos predicados (causativa FI: João [v me/lhe [mandou...[v [ver o quadro]]; causativa ECM: João [v me/o [mandou...[v [ver o quadro]]); na ausência desse movimento, o causee é realizado (obrigatoriamente) na posição de sujeito do predicado encaixado...

A sintaxe da coordenação e os conectores conclusivos : estudo de caso : a coordenação conclusiva na estruturação de textos argumentativos de jovens em idade escolar

Oliveira, Maria do Carmo Pereira
Fonte: Porto : [Edição do Autor] Publicador: Porto : [Edição do Autor]
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
36.77%
O principal objectivo desta dissertação consiste na verificação das propriedades sintácticas das estruturas complexas que envolvem relações de conclusão. A este surge aliado um segundo prop6sito que visa determinar de que modo os jovens em idade escolar dominam o conhecimento explicito da gramatica da coordenação e de que forma o conseguem actualizar em produções escritas. Assim, este trabalho apresenta duas partes distintas: a primeira parte aborda questões atinentes à coordenação, aos conectores conclusivos e à estrutura sintática das frases conclusivas e a segunda descreve um estudo de caso, desenvolvido com um grupo de alunos do Ensino Básico de uma escola da cidade do Porto. Dado que a gramatica tradicionalmente inclui as frases conclusivas entre as coordenadas e face à existência de alguns estudos que contestam essa inclusão, interessou-nos apurar as principais propriedades da coordenação. Nessa medida, apresentamos uma revisão critica das características mais relevantes dos complexos coordenados: a Lei de Coordenação de Semelhantes, a Condição de Estrutura Coordenada e o Movimento de Extração Simultânea e a Elipse Lacunar. Com base nos estudos Linguísticos mais recentes, procedemos à descrição da sintaxe da coordenação...

Sintaxe e semântica dos adjectivos graduáveis em português

Martinho, Fernando Jorge dos Santos
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
37.07%
Esta investigação representa um fragmento da gramática do Português, centrado na sintaxe e semântica do adjectivo. Depois da procura inicial de uma definição consensual do termo, em que se percorre a sua extensa genealogia, um primeiro conjunto de propostas desponta da observação de vários domínios do léxico em que a fronteira categorial entre adjectivos e nomes aparenta alguma fragilidade, sobretudo no caso dos "nomes adjectivos", dos "adjectivos nomes" e das "elipses do nome". Justifica-se então uma reformulação da tipologia das categorias lexicais adstrita à sintaxe generativa, no sentido de delimitar um conjunto de traços estritamente adjectivais e conclui-se que o adjectivo é uma "categoria emergente" no sentido em que a sua identidade lexical é parcialmente determinada pelas categorias funcionais com as quais compõe a estrutura sintáctica. A sintaxe interna dos predicados adjectivais graduáveis é então explorada. Resulta dessa análise que o sistema adjectival constitui, à semelhança dos domínios frásico, verbal e nominal, já descritos por autores como Abney (1987) e Pollock (1989) e ilustrado para as línguas germânicas por Corver (1997), um campo de aplicação aberto aos princípios minimalistas herdados de Chomsky (1995). Assim...

Riqueza morfológica e aquisição da sintaxe em português europeu e brasileiro

Gonçalves, Fernanda Maria Ribeiro
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
36.77%
"Sem resumo feito pelo autor"; Em termos teóricos, esta dissertação enquadra-se no quadro de investigação generativista, e, mais especificamente, na Teoria de Princípios e Parâmetros (TPP) (veja-se Chomsky, 1981 e 1986), assumindo-se os princípios fundamentais do Programa Minimalista (PM) (veja-se Chomsky, 1995a1, 1998 e 1999) da forma de que se passará a dar conta na secção seguinte. Ficando naturalmente fora dos objectivos do presente trabalho uma caracterização detalhada dos modelos teóricos referidos, assumem-se as referências que se passa a enunciar, para se fazer posteriormente menção às inovações teóricas mais recentes, sublinhando-se os aspectos relevantes para o corpo principal desta dissertação.2 A teoria generativista começou a delinear-se em Chomsky (1957), tendo-se desde o início procurado caracterizara Gramática Universal (Universal Grammar (UG)), ou seja, o conjunto de princípios comuns a todas as línguas, tidos como inatos, bem como a variação interlinguística que faz com que a essa universalidade na génese correspondam, inúmeras línguas, entendidas como instâncias concretas da capacidade especificamente humana de produzir linguagem verbal. Nesta medida, está necessariamente implicado na investigação generativista um esforço de comparação sistemática entre línguas e variantes...

Donatus: uma interface amigável para o estudo da sintaxe formal utilizando a biblioteca em Python do NLTK

Alencar,Leonel Figueiredo de
Fonte: Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho Publicador: Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.88%
Este trabalho objetiva, primeiramente, evidenciar a utilidade da CFG e da FCFG no estudo da sintaxe formal. A aplicação de parsers baseados nesses formalismos na análise de um corpus pode revelar consequências de uma dada análise que de outro modo passariam despercebidas. O NLTK é uma caixa de ferramentas para o PLN em Python que possibilita a construção de parsers em diferentes arquiteturas. No entanto, para uma utilização não trivial dessa biblioteca na análise sintática automática são necessários conhecimentos de programação. Para permitir o acesso de não programadores à implementação e testagem de parsers, desenvolvemos o Donatus, uma interface gráfica amigável para as facilidades de parsing do NLTK, dotada de recursos adicionais que a tornam interessante também para programadores. Como exemplo do funcionamento da ferramenta e demonstração da sua relevância na investigação sintática formal, comparamos implementações de duas análises alternativas da modificação adjetival em português. A primeira abordagem, baseada na Teoria X-barra tradicional, produziu um grande número de pseudoambiguidades. Esse problema foi evitado por um parser baseado em abordagem no âmbito do Programa Minimalista. Sem o recurso do computador...

Sintaxe das orações complexas em português: uma proposta de descrição e ensino

Sperança-Criscuolo,Ana Carolina
Fonte: Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho Publicador: Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2013 PT
Relevância na Pesquisa
36.77%
Neste trabalho, a partir de uma discussão acerca de problemas relacionados ao ensino de gramática, pretende-se fazer uma proposta de descrição e ensino de algumas orações subordinadas substantivas sob uma perspectiva interdiscursiva. Com base nos pressupostos da teoria da Gramática Discursivo-Funcional (HENGEVELD; MACKENZIE, 2008), observaram-se aspectos subjetivos codificados na sintaxe dessas orações, motivados pelas intenções do falante. Verificou-se que as construções complexas estudadas, do ponto de vista pragmático, compreendem estratégias de que o falante dispõe para demonstrar maior ou menor comprometimento com o que diz, preservando sua face, e também para garantir a confiabilidade da informação asseverada; do ponto de vista do sistema da língua, revelam adaptações que a língua sofre em função das necessidades comunicativas do falante (BYBEE, 2010). Acredita-se que o ensino dessas orações, a partir de sua funcionalidade, pode tornar a prática em sala de aula mais eficiente, melhorando o desempenho linguístico dos alunos.

Sintaxe das orações complexas em português: uma proposta de descrição e ensino

Sperança-Criscuolo, Ana Carolina
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 495-518
POR
Relevância na Pesquisa
36.77%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); In this paper, motivated by problems related to grammar teaching, we propose a description of some noun subordinate clauses from an interdiscursive perspective. Based on the principles of the Functional Discourse Grammar theory (HENGEVELD; MACKENZIE, 2008), we observed some subjective aspects encoded by these syntactic constructions, motivated by the Speaker's communicative intentions. In pragmatic terms, the complement clauses we studied correspond to the Speaker's strategies to demonstrate his commitment degree with what he's saying, protecting his/her face, and also assuring the information's reliability; in linguistic terms, they show the language suffers some adaptations (BYBEE, 2010) to serve the Speaker's communicative needs. We believe that the focus in the functionality of these constructions can make its teaching richer and more efficient, and so the students' language performance.; Neste trabalho, a partir de uma discussão acerca de problemas relacionados ao ensino de gramática, pretende-se fazer uma proposta de descrição e ensino de algumas orações subordinadas substantivas sob uma perspectiva interdiscursiva. Com base nos pressupostos da teoria da Gramática Discursivo-Funcional (HENGEVELD; MACKENZIE...

Uma interface fonologia-sintaxe: o uso de "sons preenchedores" da categoria funcional dos determinantes no processo de aquisição de linguagem

Raquel Santana Santos
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/12/1995 PT
Relevância na Pesquisa
37.07%
Este trabalho desenvolve-se na interface fonologia-sintaxe, defendendo que determinados segmentos vocálicos utilizados pelas crianças para garantir o ritmo das sentenças são também preenchedores de categorias funcionais ainda não adquiridas pela criança. De acordo com nossas expectativas, leituras na área confirmaram a existência de análises de outras linguas (inglês, italiano) em que se propõem o uso de "place:'holders"para categorias funcionais livres. Através da análise dos dados foi-nos possível observar que esses segmentos vocálicos (chamados de "filler-sounds" ou "place-holders", segundo se queira enfatizar sua importância fonológica ou gramatical, respectivamente conforme Scarpa 1993a), têm um papel fundamental tanto para a prosódia (em especial para a entonação e o ritmo) como para a gramática. No que diz respeito à prosódia, esses "filler-sounds" têm papel ativo na aquisição dos contornos entonacionais e do ritmo em português. Observou-se que realmente existe um processo de ancoragem na aquisição da linguagem, como defendem Gerken (1994) e Peters & Menn (1993); nossos sujeitos ancoram sua produção fonético para seu trabalho fonológico e sintático em um determinado modelo prosódico e quando essa ancoragem não mais é necessária eles a abandonam. Comprovou-se que o processo de ancoragem dá-se também entre os níveis hierárquicos prosódicos; o trabalho com o nível rítmico só se dá quando nossos sujeitos já dominam o nível hierarquicamente superior (uma hipótese de aquisição "top-down")...

Sintaxe greco-romana : Prisciano de Cesareia e Apolônio Díscolo na história do pensamento gramatical antigo = Graeco-roman syntax : Priscian of Cesarea and Apollonius Dyscolus in the history of ancient grammatical thought; Graeco-roman syntax : Priscian of Cesarea and Apollonius Dyscolus in the history of ancient grammatical thought

Fábio da Silva Fortes
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 27/04/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.88%
Em nossa tese, examinamos os dois livros finais (XVII e XVIII) das Institutiones grammaticae de Prisciano (séc. VI), intitulados De constructione, a partir de dois eixos fundamentais: (1) a maneira pela qual os temas gramaticais desenvolvidos por Prisciano na constituição de sua "sintaxe" se relacionam com os temas das artes grammaticae dos séculos III, IV e V; 2) as relações textuais e teóricas entre o De constructione e o seu modelo...Observação: O resumo, na íntegra, poderá ser visualizado no texto completo da tese digital.; In our thesis, we examine the two final books (XVII and XVIII) in Priscian's Institutiones grammaticae (c. VI AD) - De constructione - from two fundamental perspectives: (1) the way grammatical themes developed by Priscian for the constitution of his "syntax" relates to grammatical subjects within the artes grammaticae from c. III, IV and V AD; 2) the textual and theoretical relationship between his De constructione and its model...Note: The complete abstract is available with the full electronic document.

Uma gramatica do Wapixana (Aruak) : aspectos da fonologia, da morfologia e da sintaxe

Manoel Gomes dos Santos
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 22/02/2006 PT
Relevância na Pesquisa
36.84%
Esta tese objetiva propor uma análise da língua Wapixana (Aruák), falada pelos Wapixana hoje estimados entre 10 e 11 mil pessoas que vivem na extensão que vai do vale do rio Uraricoera, no Brasil, ao vale do rio Rupununi, na República Cooperativa da Guiana. O estudo envolve aspectos da fonologia, da morfologia e da sintaxe dessa língua e encontra-se estruturado em quatro capítulos. O capítulo 1. Introdução - apresenta aspectos sócio-culturais do povo Wapixana, informações gerais sobre sua língua e explicita o conjunto de procedimentos de pesquisa. O capítulo 2. Fonologia - apresenta o quadro de fonemas, processos fonológicos, a estrutura da sílaba e o padrão acentual do Wapixana no domínio da palavra fonológica. O capítulo 3. Morfologia - aborda classes de palavras (partes do discurso), visando, especialmente, identificar e caracterizar suas categorias constituintes, do ponto de vista de suas propriedades estruturais e funcionais. Finalmente, o capítulo 4. Sintaxe - destina-se ao estudo da sentença wapixana, com destaque especial para a análise da sentença simples; The present thesis proposes at analysing the Wapixana language (Aruák), spoken by the Wapixana, whose population is believed to be between 10,000 (ten thousand) and 11...

Sintaxe e interpretação de negativas sentenciais no português brasileiro = : Syntax and interpretation of sentential negation in Brazilian Portuguese; Syntax and interpretation of sentential negation in Brazilian Portuguese

Lílian Teixeira de Sousa
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 29/08/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.88%
A negação sentencial no Português Brasileiro (PB) pode ser realizada através de três tipos diferentes de estruturas considerando o número e a posição de partículas negativas: [Neg V], [Neg V Não] e [V Não]. Essa distribuição é bastante rara nas línguas naturais, já que, geralmente, as línguas apresentam apenas uma estrutura para expressar negação sentencial e, algumas vezes, uma estrutura adicional com função discursiva. Alguns pesquisadores associam essa alternância de formas a um processo de mudança linguística conhecido como Ciclo de Jespersen (Schwegler 1991, Furtado da Cunha 1996), enquanto outros explicam a alternância em termos de estrutura informacional (Schwenter 2005; Cavalcante 2007, 2012). Neste estudo, buscamos descrever a ocorrência das estruturas na língua, através de testes de aceitabilidade e preferência, com o objetivo de formular uma análise dentro do quadro teórico da sintaxe gerativa que considerasse tanto as características distributivas quanto as possibilidades de interpretação dessas estruturas. Na literatura linguística é bastante recorrente a afirmação de que apenas a estrutura [Neg V] é livre de restrições sintáticas, o que tem servido de argumento para caracterizá-la como a negação padrão do PB. As outras duas formas...